*Destaque Brasil Ford Mercado Tecnologia

Após críticas, Powershift começa a sair de cena no lineup mundial da Ford

ford-ecosport-powershift-2016-9 Após críticas, Powershift começa a sair de cena no lineup mundial da Ford

A caixa automatizada de dupla embreagem é uma tecnologia que vem sendo aplicada em muitos carros de diversas marcas. Embora a popularidade de algumas seja maior que a de outras, basicamente todas utilizam o mesmo princípio: dois eixos com engrenagens de marchas separadas e que trabalham em conjunto com o uso de duas embreagens, ajustadas eletronicamente, que reduzem em muito o tempo de troca e as perdas, bem como tornam a condução mais suave e agradável.



Embora a mais famosa seja a DSG, ainda desejada por muitos, a que se popularizou no Brasil em realidade foi a Powershift, que a Ford introduziu em quase toda sua gama nacional. Esse câmbio de dupla embreagem sutilmente passou a ser oferecido em alguns modelos com preços mais acessíveis. A novidade que estreou nos New Fiesta e Novo EcoSport, logo passou para o Focus que, assim como o compacto premium, veio na opção hatch e sedã.

A promessa de agilidade, conforto e economia davam à Ford uma posição bem privilegiada, pois modelos mais acessíveis tinham a opção de uma caixa de mudanças no “estado da arte” em comparação com as marcas rivais. No entanto, os problemas não tardaram a aparecer. Superaquecimento, vibração, ruído, dificuldades nas trocas são algumas as reclamações. Elas geraram ordens de serviço para os distribuidores Ford e aumento da garantia, além de correções e reparações, que muitas vezes não davam resultado.

Assim, em 2016, com o caso do Powershift já no Procon. Com a notificação do órgão de defesa do consumidor, a Ford decidiu pela substituição do câmbio de dupla embreagem por uma caixa automática tradicional com conversor de torque. Nos Ford New Fiesta, EcoSport e Focus, a marca americana iniciou um processo de substituição do kit de embreagens, que mensalmente varia de 4 mil a 4,5 mil veículos. A cobertura pulou de 3 nos para 5 anos ou 160.000 km.

O Novo Ford EcoSport 2018 foi o primeiro produto da montadora a adotar uma transmissão automática normal após o Powershift. Mas não será o último. Em breve chegar o New Fiesta atualizado, que também vai explorar o “novo” câmbio. Também o Novo Ka e o próximo Focus deverão se beneficiar da experiência da marca com a caixa automática de seis marchas.

Mas, o movimento de troca do Powershift pelo câmbio automático com conversor de torque ocorrerá em todo o mundo. Desde a China até os EUA. A Ford diz que tem o componente para substituição em quantidade suficiente para atender a frota em circulação e que manterá a política atual “até termos todos os clientes satisfeitos”, segundo Antônio Baltar Jr., chefe de marketing, vendas e serviços da Ford.

  • Uranium

    Ué, mas segundo meia dúzia de donos de Ford neste fórum, o Powershift não dá problema nenhum e quem fala mal é hater… estranho.

    • André Bassan

      Sim, infelizmente deu muito sim. Tive sorte talvez, pois tenho um que tá ok ainda aos 50 mil km. Agora, uma coisa é inegável. É o melhor e dirigibilidade.

      • FocusMan

        Você não teve sorte amigo. O cambio não é ruim. Depois de 2014 a taxa de defeitos caiu para o mesmo nível de defeito de outros cambios de outras empresas.

        • Felipe S. Rangel

          exatamente.

        • Renato

          O meu eu troquei o kit com 40.000 (modelo A), e o consultor na época me falou que internamente esse era ro o kit “definitivo” que resolveu os problemas nos estados unidos, e ele não aguentava mais ficar só atendendo problemas de powershift, disse que era uma enxurrada de carro com o mesmo problema, agora com 50.000 fui fazer a revisão de rotina, e o mesmo consultor me disse que ele particularmente atende pouquíssimos clientes com esses problema, segundo ele “atendia cerca de 7 a 8 clientes por dia com esse problema”, hoje ele disse que varia de 2 a 3 por mês, uma queda pra lá de considerável ao meu ver

          • FocusMan

            Sim, exatamente. Na concessionária que sou atendido, tive a curiosidade de perguntar, e o o consultor me disse que a concessionária estava preocupada, pois ia parar de ganhar dinheiro da Ford.

          • Guily

            Obrigado pelo seu relato, não podemos ficar com a imagem de bomba na cabeça, só por algumas reportagens ou relatos, sem ler relatos como o seu apontando informações construtivas!

            • Renato

              o ruim é que a má fama pegou, e isso do ponto de vista de negócios é péssimo, é só ver as ultima vendas de carros 0km com o powershift, a ford sabe muito bem que usar um cambio jurássico é um retrocesso, mas é o mais óbvio, pois esse cambio automático é muito confiável, embora digam que seja bem “gastão”, pelo menos os mais leigos digam “agora sim, tiraram esse lixo de powershift do mercado”. Eu particularmente acho que a ford errou, e feio com esses erros no automatizado, se tivessem resolvido antes não teria essa fama de hoje.

        • Jadiel Bastos
          • FocusMan

            Ela deu muito problema. Mas eu postei aqui há algumas semanas um gráfico oficial de problemas, mostrando que depois de 2014 os problemas lá praticamente sumiram. Obvio que a quantidade de carro vendida lá é enorme, em um único mês nos EUA é vendido a produção de um ano todo de Focus para a America Latina, logo a quantidade reclamações foi enorme, levou tempo para sanar, mas as queixas diminuiram muito.

            Uma pena que não pode mais anexar imagens aqui, se não iria posta de novo.

      • Robinho

        vc teve sorte, meu sogro e minha prima…

    • Jackson A

      Pois não é ? ainda hoje lembro o nick deles
      E olha que eu tive o carro, tive o problema, e ainda falaram que era mentira.

      Acho que o principal defensor era um tal de focusman.

      • Kyozuki

        Lá no site Motor1, Focusman diz que o Focus dele é na versão S 1.6 manual.

        • FocusMan

          Tive o 2.0 mas vendi para comprar um imóvel. N tive problemas com o 2.0 PowerShift

          • th!nk.t4nk

            Que a Ford melhorou muito o câmbio e diminuiu as chances de problemas (embora não tenha zerado), é fato. Mas o grande problema é que notícia ruim se espalha rápido e a má fama ficou. Ainda que esse câmbio possa ter ficado perfeito nos últimos tempos, o mercado já não o aceitava mais por isso.

            • FocusMan

              Se n fosse o custo, acho que a Ford insistiria mais nele. A Audi teve mais problemas que a Ford com o Multitronic nos EUA. Audi usado lá com esse cambio vale dinheiro nenhum e insistiu no cambio durante anos. Também tiveram muitos problemas com o DSG, e hoje ainda continuam tendo, pois muitas pessoas simplesmente destroem o cambio por não lerem o manual do carro.

            • F14

              Concordo. Existem pessoas que tiveram problemas com o câmbio e outras que não tiveram, isso é um fato. Agora, o maior problema é a desvalorização pesada do mesmo o mercado de usados, causada pela péssima fama da transmissão. Ela atinge tanto quem teve problemas quanto quem não teve.
              Quando um equipamento vira “mico” no mercado de usados, o melhor é substituir mesmo.
              Ford acertou nessa troca.

      • ViniciusVS

        Agora que a montadora assumiu e vai abandonar o Powershift quero só ver como vão defender o Powershit… Será que vão falar que a Engenharia da Ford não sabe o que está fazendo? será que os engenheiros da Ford são “mentirosos” também? kkkkkkkkkkkkk

        • FocusMan

          A montadora não falou que esta abandonando o cambio. Essa materia esta escrita de maneira a dar essa ideia

          • Edson Fernandes

            Mas ao menos no nosso mercado, certamente eles irão abandonar de vez o powershift.

            • FocusMan

              Não sei… O Powershift é bem queimado na internet. Mas na rua quase ninguém sabe do problema.

              • Edson Fernandes

                Mesmo sabendo… eu volto a dizer: Eu teria um Focus titanium plus na boa. Mas somente o hatch porque para meu tipo de uso iria tranquilo.

        • th!nk.t4nk

          Creio que tem menos a ver com engenharia a essa altura, e mais com correr da má fama do Powershift. A qualidade do câmbio em si deixou de importar há muito tempo. Se o povo não comprava mais, não adiantava insistir.

          • CharlesAle

            E eu creio que modelos Ford, que foram severamente prejudicados nas vendas devido ao câmbio. Irão reagir e começar a melhorar ss vendas. Sem falar que vai ter KA AT também…

        • ObservadorCWB

          Os caras não conseguiam colocar mapas do Brasil no Fusion e na Edge no lançamento…ficou ANOS assim…. e com comandos de voz em Inglês ou Francês (para achar ruas dos EUA ou Canadá somente). Enquanto isso você ia no camelô e o cara lhe vendia um GPS totalmente funcional aqui no Brasil, instalado no painel, por 5% do preço que a FORD cobrava pelo penduricalho. Então, as vezes, os engenheiros da FORD não sabem oq eu estão fazendo. No caso desta transmissão só será aceita novamente com melhora e mudança de nome. Este nome POWERSHIFT está destruído…quem nunca leu o comentário Power-shit ?

          • Christian Balzano

            Foi que a Fiat fez trocando o nome de Dualogic para GSR. Mas continua o mesmo lixo, pior que Powershift.

          • Eduardo

            Já li problemshift, kkkkkkkkkkkkkk

        • Paulo

          Na verdade a caixa dps6 é fabricada por uma joint venture da Ford, o projeto em si é da atual magna antiga Getrag existe inclusive diversos videos no youtube… o fato é que o que da defeito é uma quebra em um batente estrutural da carcaça da transmissão que serve como ponto zero do motor elétrico que controla a mudança em um dos lados.

      • FocusMan

        Uma coisa é ser defensor, outra coisa é expor fatos e argumentar. Já postei vários fatos, inclusive imagens mostrando que a taxa de defeito do cambio caiu absurdamente nos EUA após 2014.

        Mas brasileiro prefere ver o mar pegando fogo para comer peixe frito.

        • Ernesto

          Pela matéria entende-se que a Ford substituirá o powershift não só no Brasil, como no mundo todo. Então não dá para falar que é só o brasileiro que faz isso.

          • FocusMan

            Não existe comunicado oficial da Ford sobre isso.

      • Ernesto

        Tem um tal de Janderson ou Jandersen, algo assim, que era o maior fã do powershift e falava mal do CVT do Corolla.

      • Esse que você citou parece que é doente. Só pode.

        • FocusMan

          Você deveria me respeitar. Eu não trato ninguém mau por aqui e ainda de vez em quando dou informação boa sobre algumas coisas. Mais um que vai ganhar meu deslike, minha denuncia e meu bloqueio.

      • CharlesAle

        Eu creio que o maior erro da Ford foi vender o PS como um AT tradicional, coisa que ele não é. Em trânsito travado, por exemplo, deveria ensinar seus clientes a deixarem em N. Assim, desacopla e diminui o atrito. Cosa desnessessária em um AT tradicional.. Enfim,a Ford deveria distingui-lo de um AT comum..

        • PEDAORM

          Devia destingui-lo, sem duvidas! Tem muitas características próprias nesses DCT a seco (ainda mais em país quente). Sobre o N, não é necessário no PS, ele desacopla automaticamente para não forçar a embreagem. Mas tem que ficar com o pé firme no freio, se pressionar pouco deixa o carro em beia embreagem, simulando creeping e desgastando a peça.

    • Wall André

      Deu problema no geral mesmo, mas eu tive sorte no meu Focus SE 2014 com um pouco mais de 60 mil km, não tive problemas até o momento.

      • FocusMan

        Você não teve sorte, a taxa de defeito no Focus é bem baixa. A maioria dos problemas ocorreu no Fiesta e no Ecosport.

        • th!nk.t4nk

          Aqui na Europa de forma geral o problema não foi tão grave também. Talvez tenha algo a ver com as unidades produzidas pro mercado americano e brasileiro. Mas enfim, agora é tarde.

          • PEDAORM

            Tem a questão da desinformação do proprietários sobre esse tipo de cambio, desgastam excessivamente a embreagem abusando do creeping, incluindo em subidas! Como se estivessem em um AT convencional…

            • silvio silva

              Sim. A culpa é do consumidor . SQN.

              • PEDAORM

                Não quis dizer que era culpa do consumidor, falei que isso tem que ser levado em consideração. Principalmente considerando que a Ford não esclarece os cuidados nem diferenças desse tipo de cambio com relação aos AT convencionais. Colocam um cambio desconhecido para os leigos, em carros de alto volume de vendas, sem explicar as diferenças (para não causar receio nos consumidores), só podia dar errado…

              • CharlesAle

                A culpa não é do consumidor porquê a fábrica vendeu como um AT normal. Coisa que ele não é. Se a Fábrica tivesse feito um treinamento básico na compra. E até um livreto junto ao manual do carro,poderia ter evitado muita dor de cabeça..

                • PEDAORM

                  Vem no manual, mas concordo que deveria vir um livreto a parte, para destacar as diferenças. Manual parece apenas burocrático.

            • Edson Fernandes

              Creeping em subidas? Outra coisa…. no caso dos carros da Ford com essa trnasmissão, ele tem hill holder… portanto na teoria não faz muito sentido “segurar ” na transmissão.

              • PEDAORM

                O hill holder do Focus só dura 2s. Muita gente segura o carro pelo creeping, ou acelerando levemente em aclives, não pode com DCT.

                Edit: Não deve, inclusive, deixar ele em creeping no trânsito pesado, aconselha-se usar o acelerador para não correr o risco de desgatar embreagem ou sobreaquecer.

                • Edson Fernandes

                  Olha, eu entendo o Hill Holder da seguinte forma:
                  – Piso no freio com o carro imobilizado
                  – Na hora de sair, tiro o pé do freio
                  – Em seguida, acelero com ligeira retenção do carro pelo hill holder e ele solta sem voltar para trás

                  Não consigo enxergar se utilizar adequadamente o recurso a necessidade de “queimar” embreagem. E quem faz isso em carros automaticos sem hill holder, vai danificar a transmissão automatica.

                  • PEDAORM

                    Em sistemas como o do Golf, o carro pode ficar parado mesmo sem pé no freio. Sobre o AT convencional, não tem embragem para desgastar, consome mais combustível mas não deve danificar a transmissão (só se for íngreme). Sugiro que dê uma olhada em vídeos sobre cuidados com DCT, este assunto é sempre abordado.

                    • Edson Fernandes

                      Cara… deixar o carro para se segurar no creeping em subida é ruim para cambios automaticos tbm. Vai forçar o cambio a manter ele em constante esforço aumentando a temperatura e desgastando os componentes. O arrasto qdo ocorre normalmente para frente é normal porque está disposto no trocador de calor para atuar com mais dissipação da temperatura.

                      Sobre os DCTs se o creeping for usado sem o mesmo esforço onde há o acoplamento total da embreagem, não há problemas. O problema está em utilizar o não acoplamento completo. Ou seja, assim como é par ao DCT em peças distintas mas sobrecarrega e gera prejuizos, há com o automatico. Por isso no caso do hill holder ele evitar esse tipo de problema qdo necessario segurar o carro. Mas se o cara utiliza ainda assim incorretamente, vai quebrar.

                  • PEDAORM

                    Recomendação da HyundaiUSA, por exemplo… É assunto comum se tratando de DCT.

                    The DCT features Hillstart Assist Control. When you stop on a steep hill, if you remove your foot from the brake pedal, the vehicle will remain stationary for two seconds to prevent the vehicle from rolling backwards. If you depress the accelerator pedal during the two-second interval, the vehicle will accelerate. If you wait more than two seconds, the vehicle will enter “creep mode” and may roll backwards if the hill is steep. You should always use the foot brake to hold the car on a hill until you are ready to drive. Using creep mode to hold the car on a hill may damage the clutch.

                    • PEDAORM
                    • ObservadorCWB

                      Então ponto para Hyundai ensinando que “para parar o automóvel deve se usar os freios”…..e ” para acelerar o automóvel deve ser usar o acelerador”…kkkkk pena os donos de Ford não saberem disso. Mas sinceremente…naaaada a ver com o problema nos câmbios da Ford que se DETONAM, pelo visto os da Hyundai farão, no máximo, o carro ir para trás depois de 2 segundos.

                    • PEDAORM

                      Se você ler até o texto todo, chega no ponto, mas vou facilitar para você:
                      “Using creep mode to hold the car on a hill may damage the clutch.”

                      Como já falei, é recomendação comum para DCT, acaba a embreagem. Em AT com conversor de torque não existe o problema.

                      É comum donos de carro automático segurando carro pelo acelerador, ou de carros manuais segurando o carro em meia embreagem (nos MT também não recomendável).

                    • ObservadorCWB

                      Ok….na teoria até entendo..mas por que outras marcas duram mais e tem menos problemas que o PS da Ford ?

                    • PEDAORM

                      País quente e com trânsito pesado e/ou muitos aclives é complicado pra DCT a seco, aliado a consumidor mal informado, se deram mal no Brasil.
                      Audi e VW tiraram de de linha no Brasil o DSG/Stronic 7 a seco, só usam DCT banhado a óleo agora.
                      No caso da Ford, me parece que o problema escalou por ser equipado em modelos com alto volume de vendas como Fiesta e Eco. Na VW, por exemplo, era restrito ao Golf, e apenas nos 1.4.
                      Além disso, existia um problema de contaminação de fluido que também causava desgaste prematuro nos PS, nas primeiras unidades. Em geral, nos modelos novos ou que tiverem kit trocado, se tiver os cuidados, não deve dar dores de cabeça.

                    • Pai Nosso

                      Parabéns! Você mostrou exatamente qual é o problema dos motoristas brasileiros em relação aos câmbios automáticos com acoplamento sólido (embreagem). Não esqueça que a maior parte dos condutores nativos não conhece automóvel pois são a 1ª geração de sua família a manejar um veículo motorizado.

                    • Edson Fernandes

                      Perfeito o que é explicado e é o que ue te disse que deve-se fazer…rs

          • FocusMan

            É, estou na Europa também, ninguém fala mal do powershift, inclusive escuto elogios.

            É bem verdade tb que quase niguém gosta de carro automático, mas quem tem gosta.

            • Junoba

              Ue, era você que disse que o nosso país era bom, que não compensava mudar porque o exterior não oferece as vantagens do Brasil, disse até uma vez que fora daqui não existia o transporte público que aqui tem… que nossos carros eram de alta qualidade, que as montadoras ganhavam pouco dinheiro, foi para o EUA e agora esta na Europa ? Você é no mínimo contraditório, pra não falar hipócrita.

              • FocusMan

                Eu moro no Brasil. E ganho bem, graças a Deus. Estou no exterior a trabalho. Como estava antes. Se você estudar como eu fiz, talvez tenha essa oportunidade, ser um Brasileiro, necessário no exterior.

                Abs!

    • Holandês Louco

      Meu pai tem um Focus 2.0 powershift com 43 mkm sem nenhum problema. Na revisão de 10 mkm disseram que atualizaram o software do carro. Meu cunhado tem uma Ecosport 2.0 powershift que também nunca deu problema. Talvez sorte de uns/azar de outros, vai saber…
      Já um colega de trabalho vendeu o Focus 2.0 powershift por ter problemas na caixa.

      • FocusMan

        Holandês, muita gente destroi o cambio powershift por habitos ruins. Alias muita gente tb destroi cambio epicíclico ou CVT por não saber usar.

        • Junoba

          ´´por não saber usar´´… O CVT Xtronic da Renault-Nissan é um câmbio que eu nunca li reclamação do mesmo, e o Powershift !?

          • FocusMan

            Esse mesmo cambio é usado no Mitsubishi Lancer. Nunca leu reclamações sobre o mesmo?

            • Edson Fernandes

              Sem trocador de calor né?

              • FocusMan

                Isso, mas dá problema.

            • Junoba

              O problema foi da Mitsubishi, não do câmbio em si. Foi um radiador de óleo, que incompreensivelmente foi retirado das unidades enviadas ao Brasil.

    • José Barbosa

      Ah, mas este tipo de dono é aquele que compra mico de mercado e jura que vende acima da Fipe em questão de horas.

    • F14

      Infelizmente essa epidemia de problemas causou uma pesada desvalorização nos carros com a transmissão.

    • Guilherme Batista

      Focus Titanium 15/15 sem problemas até agora, só alegria.

      O que acho uma pena é retirar essa tecnologia fantastica e colocar uma antiga, por mim seria ideal corrigir os problemas e fazer melhorias nos câmbios de dupla embreagem ao invés de voltar pro velho conversor de torque.

      Simplesmente não tem comparação.

      • FocusMan

        A maioria das pessoas que conheço o carro não tem problemas com o cambio.

        A Ford está mudando o cambio em alguns modelos devido ao custo mais alto do powershift.

        • Eduardo Alves

          O que voce ganha em ficar defendendo uma marca de carro? E fato que o cambio deu muito problema e depois teve esse problema atenuado, mas nunca resolvido. Falar que é erro de manuseio do consumidor e uma maneira muito facil e simplista de tirar a culpa da FORD, afinal, se o cambio tinha um funcionamento tao diferente do habitual, foi a maior burrice que eles fizeram então em insistir num cambio no qual a enorme maioria dos usuarios so querem colocar no D e andar. O fato do cambio trocar marchas em fraçoes de segundos , é uma característica que a grande maioria nem se importa pois o que querem mesmo é parar de usar o é esquerdo.

          • FocusMan

            Eu estou defendendo um monte de familias que depende dos seus empregos. Difamar um produto apenas porque é legal ganhar like na internet é infantil e irresponsável.

            • Eduardo Alves

              “Belo” argumento.

              • FocusMan

                Para mim vale, estou defendendo o meu tb.

        • Pietro_Turbo

          O único custo alto que vejo no Powershift foi a queimação na imagem da Ford no mundo todo.

          • FocusMan

            Queimou a Ford no mundo todo? Vc está certo disso?

            • Pietro_Turbo

              Tenho acompanhado a repercussão do Powershift em diversos canais de outros países.
              Assim como há matérias sensatas também há matérias reaças, e as vezes até de cunho censurável, como aquele vídeo que descreve PowerSHIT.
              O que tenho acompanhado e constatado certo nível de sensatez é o Car Advice, inclusive naquela última matéria de 4 dias atrás.
              O fato conclusivo e inquestionável é que o PS traz deficiências crônicas de projeto.
              Algumas delas a antiga Getrag identificou e corrigiu suas falhas, como o problema de vedação de uma série do PS, que causava contaminação do fluído; placas da embreagem com materiais inadequados; e a central TCM que trazia uma deficiência de projeto na sua montagem.
              Mas não há santo que resolva o mais grave deles naquelas caixas do tipo dry: o sobreaquecimento. Este fato se agrava ainda mais em países de clima quente, como no Brasil.
              É consensual dentre os entendidos do assunto que a resolução desta deficiência somente seria possível com alteração pronunciada do projeto com implementação de um sistema de refrigeração, evolução para uma caixa do tipo oiled, ou adotação de um modelo similar clutch wet fornecido pela própria Magna.
              Também li recentemente uma matéria com um relatório da Ford US que trazia a melhora significativa do PS nos EUA, mas os níveis de confiabilidade ainda ficam aquém dos AT convencionais. Fato este que o americano tem tratado diversos carros dotados dos DCT dry com certa abominação.
              Tanto é que no final do ano passado até a Consumers Reports emitiu uma relatório sobre os DCT e conclui que as caixas do tipo dry não são recomendadas.
              Uma matéria que traz uma explicação bastante interessante é a do engenheiro John Cadogan e conclui que o atual Calcanhar de Aquiles dos DCT dry é contornar as consequências do efeito do creeping, o principal deles é o sobreaquecimento.

              Ainda que o problema do PS se concentrasse apenas na transmissão a Ford já teria um imenso abacaxi para resolver, mas o que se constata nos diversos processos contra a montadora também traz graves citações quanto à conduta negligente.
              O mais curioso desta conduta questionável verificada pela Ford em outros países parece se espelhar por aqui também.
              Cara, a Ford do Brasil é muito ruim na resolução de problemas, além de cobrar muito caro por serviços comuns. A Ranger da empresa que trabalho ficou 70 dias à espera de um simples farol.
              Então, não verifico qualquer condição de defesa favorável à permanência ou continuidade de fornecimento do PS dry no Brasil e ao redor do mundo.
              Este movimento de substituição pelo AT convencional não tem volta e por aqui começou pelo Ecosport reestilizado, posteriormente se estenderá ao Fiesta reestilizado, e as novas gerações do Focus virão com o AT-6. Até o Ka e Ka+ reestilizados terão opção de AT-6 ao invés do problemático PS.

              • Renato

                Muito legal esse post Pietro, só uma coisa que me deixou encucado, de todas as pessoas que falei, que tiveram problemas no PS nenhuma era do sobreaquecimento, e sim por contaminação de fluido, na maioria dos foruns brasileiros tbm constata-se isso.

        • Guilherme Batista

          Também acho que deve ser questão de custo ou mercado, colocar no titulo da notícia que é por causa dos problemas não é nada mais do que especulação.

      • Felipe S. Rangel

        Concordo. Tive vários carros com o conversor de torque… e agora estou no dupla embreagem. Não tem comparação: Desempenho e economia são fora de série.

    • ObservadorCWB

      Eu sempre escrevia isso. Fazia o trocadilho para Power-shit e outras. Daí o pessoal começou: “A reprogramação eletrônica corrige”. “A FORD confia tanto que estendeu para 10 anos de garantia”, ” A FORD confia tanto que está dando garantia vitalícia…???? onde ???”. Até que finalmente os engenheiros decidem abandonar a tão mal falada transmissão. Mas vai ter gente-brasileira que aparecerá para saber mais do que os próprios engenheiros e analistas da marca. Defenderá com unhas e dentes o câmbio já “extinto”. Só esperar e ler….

    • Louis

      Se der problema precoce em 30% dos carros, já pode abandonar o cambio mesmo. Claro que vai ter gente que não teve problema ainda, mas o nível de confiabilidade desse cambio é baixo.

    • João Cagnoni

      As vezes também é questão de sorte ou azar. Meu carro tem o temido câmbio AL4 da Citroen/Peugeot, o meu roda bem suave e não dá problemas, mas tenho conversado com um mecânico da Citroen que me relatou a enorme quantidade de problemas com este câmbio que chegam na concessionária. Ninguém sabe ao certo qual é o causador do problema. Eu por exemplo nunca nem troquei o óleo de câmbio (e o meu já tem 140.000km). Já vi carros da Citroen com 60 mil km que precisaram trocar o câmbio completo.

    • Defendem com unhas e dentes. Parecia até aquela cota de brasileiros que defendem políticos corruptos. Fico aqui pensando, na atualidade, quem teria apoio real, Judas ou Jesus sobre seus atos? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Hater x Haters

    Só falta melhorar a qualidade da linha mais barata e o pós-venda né Ford? Consegue ser pior que da VW e Fiat!

  • Ricardo

    Demorou! Basta ver vídeos do Acelerados para concluir que é uma merda!

  • Freaky Boss

    O dano na imagem da Ford com esse câmbio é incalculável

    • André Bassan

      Demais. Pelo menos parece ter assumido.

    • Supernescau

      Concordo. Não importa se o problema é geral, em 80% do carros, ou se é pequeno, menos de 1% dos carros. O que importa é que queimou completamente a imagem dos carros e da marca. Assim como já li relato de várias pessoas que tentaram vender ou trocar seus carros com PS e não conseguiram ou se conseguiram, foi por um valor muito baixo e com muita dificuldade.

  • Vitor C

    Esse câmbio é uma bomba no mundo inteiro, está mais que certa em substituir ele em todos os modelos.

    • FocusMan

      Aqui ná Europa não vejo reclamações.

      • Vitor C

        Peque a Ford está indo na contramão e substituindo pelo AT convencional então ?

        • FocusMan

          Porque esse cambio é usado em diversos modelos da Ford/GM.

          Eles usam esse mesmo cambio em todos os modelos GM e a Ford percebeu que é mais barato aumentar o volume dele do que continuar com a Joint Venture com a Getrag.

          • Iran Borges

            Vc trabalha na ford? Parece saber de muitas coisas q aparentemente são detalhes internos.

            • FocusMan

              Isso tem no Wikipedia :-)

              • Iran Borges

                Entendi ;-)

    • th!nk.t4nk

      O problema é mais nas Américas. Teve algo a ver com o fornecedor pra região ou alguma adaptação de projeto.

    • Jadiel Bastos

      esses carros da FORD não passam confiança nenhuma. Já fiquei na estrada algumas vezes por causa deles, apesar de eu fazer uma manutenção rigorosa com peças originais FORD. São cheio de probleminhas ocultos e difíceis de resolver. Não consigo mais viajar com meu fiesta, pois tenho medo de ficar por ai. Toda vez que vou viajar alugo um carro. Não vejo a hora de me livar do carro e da marca. Carro bom é HONDA ou Toyota, mesmo não sendo os melhores em tecnologia, são robustos e confiaveis.

      • th!nk.t4nk

        Exagero, não? Tive Focus e Fiesta, ambos não apresentaram problemas significativos. No Focus após abastecer com combustível adulterado fiquei sim na mão uma vez, mas a culpa não era do carro. E do Fiesta só reclamo da pintura, que parecia uma casca de ovo (lascava) e de algumas rebarbas (no porta-luvas). Curiosamente a carroceria de ambos era bem alinhada, contrariando o que alguns dizem (sorte?). Câmbio não tive problemas porque sempre optei por manual.

        • ObservadorCWB

          Coragem chamar o dono do carro, falando mal do próprio produto, de exagerado. O normal é o cara achar que seu carro/marca é a última bolacha do pacote. Só não concordo com generalizações burras do tipo: “Carro bom é HONDA ou Toyota”, ou que todo Powershift é ruim.

        • José Barbosa

          Tive um Focus, um baita carro. Se fosse para comprar sem pensar no valor de revenda, seria um dono satisfeito. Mas ele tinha alguns problemas que eram, literalmente, bizarros. Um deles é que numa situação de muito frio (abaixo de 5ºC) o painel dele simplesmente ficava doido e “apagava”, perdia todos os mostradores do carro. Outro, numa situação de calor, quando o carro ficava com menos de 1/2 tanque, se acelerasse demais ele começava a engasgar. Tinha que desligar ele e ligar para, às vezes, voltar a funcionar. Passava o carro no scanner, testava bomba, nada explicava… Outros defeitos sérios também, mas aí coisa comum e identificável. Depois disto, nunca mais. Quero carros que dê para identificar os problemas.

      • leomix leo

        É amigo, em 2004, minha mãe teve aquela Ecosport 1.6 Rocam, e viajava 300/500/1200 km e nunca deixou a gente na mão, foi vendida com 470k rodados em 2011, na época foi trocado por um Corolla, e sentimos saudades dela, confiável e aguentava a buraqueira.

        • Jadiel Bastos

          o seu carro foi excessão. No geral são carros mal construídos (desalinhados), cheios de vicios ocultos. dá uma olha nesse video https://youtu.be/Rr81bVKvxkA?t=400 . além de serem ruins, não se encontra peças.

      • CharlesAle

        Um colega aqui da fábrica,fez um tour por várias praias do nordeste,com um fiesta PS 2013, sem problemas nenhum. E o carro já tinha 90 mil rodados.só fez uma revisão básica antes de ir..

    • Renato

      O maior problema da Ford foi em demorar pra apresentar uma solução, relaxo total

  • rodpe

    A reportagem ficou um pouco confusa. A Ford está trocando os PS que dão problema pelo AT tradicional? Ou está simplesmente deixando de usar nos lançamentos?

    • Kyozuki

      Sim.
      Todo novo modelo da Ford estar substituindo o problemático powershift por um câmbio automático de verdade.

      • FocusMan

        A Ford não deu essa declaração. A declaração foi dada a cerca do Ecosport.

    • Charlis

      Não,
      Ela substituiu o kit de embreagens e a troca dos componentes que estavam com problema.
      Até a caixa inteira em alguns casos.

      Mas não é tao simples trocar um câmbio automatizado pelo automatico.
      Devido à especificações de tamanho, encaixes, volante de motor, e até toda a parte eletrônica do carro.

      Apenas os novos modelos estão saindo com o câmbio automático convencional.

      Abcs.

    • TijucaBH

      também tive essa mesma dúvida. Dá a entender que estao fazendo tipo de um recall e trocando, mas na verdade estao é deixando de usar e passando para o automatico…

      • Ulisses Vieira

        Mesmo assim, estão trocando por um conjunto de PS novo, certo?

    • Christian

      De fato, o artigo está mal redigido.
      Num mesmo parágrafo menciona-se que a Ford decidiu fazer a “substituição do câmbio de dupla embreagem por uma caixa automática tradicional com conversor de torque”, e que “iniciou um processo de substituição que mensalmente varia de 4 mil a 4,5 mil veículos.” Ou seja, dá a entender que os veículos que possuem o Powershift podem ter o câmbio substituído por um automático com conversor de torque.
      Melhor retificar o texto, para maior clareza.
      Ou, sei lá, se a informação for MESMO verdadeira, eu ficaria muito feliz. Meu Focus 2016 com Powershift começou a dar problemas com cerca de 16 mil km, e a concessionária se nega a efetuar a troca de componentes por entender que a vibração e a “patinagem” ainda está dentro dos padrões aceitáveis.
      Se fosse assim, por que nos 15 mil km anteriores não havia problema algum?…

      • Ernesto

        Segundo o Focusman, você não sabe utilizar o câmbio do seu carro, então a culpa é sua.

        • Christian

          Com certeza! Afinal, o fato desse ser o meu quarto veículo com câmbio automático/automatizado e eu nunca ter sofrido qualquer problema antes, é a clara indicação de que o problema sou eu. Hehehe!

    • Danillo Santos

      Concordo, realmente gerou dúvida da forma como está escrito. Aliás, a reportagem contém alguns erros de português.

  • Charlis

    Antes tarde do que nunca, a Ford se mexeu!

    DCT é um câmbio excelente, um projeto brilhante, mas acho que deveria ser exclusivos para carros mais esportivos, ao exemplo do Golf GTI, pra frente.

    Eu tenho em casa o Jetta e a 320i, consecutivamente o DSG6 wet e o ZF8.

    É estupida a velocidade das trocas do DSG, e não existe tranco algum.
    Em resumo, é uma obra de arte.
    Mas seu uso diário pode custar caro.
    A troca de óleo é bem cara, deve ser feita a cada 60 mil km, e as embreagens duram 250 mil km.
    Para trocar, o kit é caríssimo no BR (acima de 7K), porém é possível comprar o kit nos US, por 700 dolares.

    Ai 1 ano depois com o DSG, conheci de perto o câmbio ZF8.
    E a BMW me fez entender o por que eles declararam o fim do cambio DCT, que alias eu fui contra quando saiu essa noticia…
    Ele troca as marchas praticamente na mesma velocidade do DSG, eu diria até que é imperceptivel a diferença.
    Ele tem o sistema de bloqueio do conversor de torque, e os números de economia da 320i é de deixar qualquer um desacreditado.
    Também exige trocas de oleos como em qualquer câmbio automático, porem sabendo que não tem embreagens, ou nada que possa desgastar, já é um alívio e tanto.
    E ainda, esse cambio sem alteração nenhuma aguenta torques bem acima do atual.

    Enfim, é legal que temos opções excelentes para todos os gostos…
    Uma pena a Ford ter se queimado por bobeira nos PS anteriores a 2015 (vazamento de oleo)…

    []s

    • Danillo Santos

      Muito bem explicado, parabéns.

    • Edson Fernandes

      O cambio convencional (seja o ZF8) tbm tem peças de desgaste. A diferença é que feita a manutenção (trocas de oleo e filtro para alguns cambios) vc tem longevidade. Ou seja, só se precisará pensar em manutenção em troca de peças com um uso bem prolongado.

      • Charlis

        Comparado a uma embreagem?! Rs…

        • Edson Fernandes

          Comparo sim. Se a pessoa não souber usar um cambio automatico, ele vai embora cedo. Então, tudo depende do tipo de uso.

          E você como dono dos dois imagino eu que irá preferir o ZF pela durabilidade. Mas de funcionamento o DSG em teoria deveria ser mais economico

          • Charlis

            Mas acho que nao se compara com o DCT.

            Sobre a economia, o ZF tem 8 marchas, o escalonamento é maior.
            E ele bloqueia o conversor, tambem ja ajuda… entao a briga cambio a cambio eh boa.

            No caso fiz o mesmo teste recentemente na Anhanguera , que o limite é 100km/h, ar desligado, e gasolina comum, o Jetta ficou em 16,2 km/l e a 320i bateu 19,1 km/l.
            Mas ela tem modo econômico, remapeia o motor e se transforma em um 1.0 rs, e libera o alternador (energia do “kers”).

            • Edson Fernandes

              Então, como eu disse, são situações de uso. Eu iria preferir hoje o ZF8 tbm. E olha que tenho um carro com cambio CVT.

          • Renato

            Não sei, nunca tive esses convencionais de torque, mas lembro que meu tio teve um Del Rey, lá no começo dos anos 90, comprou 0km e era uma automático, o mecânico que atendia ele dizia “faça a manutenção do cambio a risca que nao vai ter problema”, pois é, o carro andou até + ou – 155.000 km sem problema algum no cambio, o motor abriu o bico primeiro ahhahaha, isso pq estou falando de algo bem antigo, imagino que esses novas caixas de transmissão automáticas, embora use o conceito antigo, tenha uma longevidade boa

  • Fábio Radicchi Belotto

    Uma pena que a Ford não acertou isso. Dirigir o PS é muito bom

    • FocusMan

      A Ford Acertou sim. O cambio está sendo trocado por custo.

  • Dreidecker

    Como é lenta a reação de uma montadora, mesmo após ciência do defeito do componente, manteve o mesmo por 4 anos no mercado. Descaso com o consumidor ?

    • 4lex5andro

      E sem contar a desvalorização absurda de carros Ford com esse câmbio. São valores que nem são mencionados.

  • Matéria confusa.
    A Ford vai substituir o câmbio Powershift por um automático nos carros já em circulação?

    • Dreidecker

      Não.

    • Deadlock

      Só deram garantia estendida.

    • Christian

      Concordo. Está confuso mesmo.
      Num mesmo parágrafo menciona que a Ford decidiu fazer a “substituição do câmbio de dupla embreagem por uma caixa automática tradicional com conversor de torque”, e que “iniciou um processo de substituição que mensalmente varia de 4 mil a 4,5 mil veículos.” Ou seja, dá a entender que os veículos que possuem o Powershift estão num processo de substituição por automáticos com conversor de torque.
      Melhor retificar o texto, para maior clareza.
      Ou, sei lá, se a informação for MESMO verdadeira, eu ficaria muito feliz. Meu Focus 2016 com Powershift começou a dar problemas com cerca de 16 mil km, e a concessionária se nega a efetuar a troca de componentes por entender que a vibração e a “patinagem” ainda está dentro dos padrões aceitáveis.

      • F14

        Seu Focus powershift 2016 está com problemas, patinação e trepidação, então eles têm que trocar as embreagens, pois o carro ainda está na garantia.
        Quando acabar a garantia aí sim será um problema sério.

  • Ulisses Vieira

    Peraí, deixa ver se entendi. Meu carro é um Focus 2014 com Powershift, trepida igual louco. Eu vou poder levar ele na Ford e vão trocar por outro cambio?

    • Dreidecker

      Terão de reparar ou trocar por outro Powershift novo.

      • Ulisses Vieira

        E basta eu ligar pra lá e marcar?

        • Dreidecker

          Agendar o serviço em uma autorizada Ford.

    • Deadlock

      Se não me engano, estenderam a garantia por 10 anos, após ameaça do Procon.

      • FocusMan

        A garantia foi extendida antes da setença do procom

    • F14

      Não. A Ford vai colocar um câmbio automático nos novos Ford Focus e Fiesta, o mesmo que já colocou no novo Ecosport.
      Quem tem o powershift vai continuar com ele e apelar para a garantia para resolver os seus problemas.

    • FocusMan

      Seu carro pode ser reparado.

    • Felipe S. Rangel

      isso aí. E terá garantia estendida…

      • José Barbosa

        A questão é se daqui a uns anos, quando a poeira baixar, não vão alegar desgaste normal, uso indevido ou a troca de uma lâmpada fora da concessionária que invalidou a garantia.

        • FocusMan

          Não não vao fazer isso.

  • Janderson von Neumann

    Bom, se haters de outras marcas e modelos que frequentam o NA aqui se referem a mim como hater da Ford posso então dizer que continuo muito satisfeito com dois carros equipados com Powershift em casa, ambos excelentes, sem nenhum problema, nenhuma trepidação, nada, da mesma forma tenho amigos e conhecidos com carros equipados com essa caixa e zero problema, vizinhos do condomínio com carro (Eco) e Fiesta com essa caixa e com kms que variam de 50 a 80 mil kms rodados e sem problemas, ainda, sou cliente satisfeito Ford, sempre tive um pós vendas excelente, recebi comunicado em casa falando dos problemas sobre o Powershift e a extensão da garantia, tô super tranquilo, e sim, já recebi propostas de compra de ambos recebendo tabela Fipe normal, inclusive da própria concessionária, 100% da Fipe, na boa, essas fofocas cansam e eu já cansei de entrar em tópicos dos mais diversos para debater, acho que o sensato mesmo era ter um mecanismo na internet que para fazer uma crítica tinha que obrigatoriamente o proprietário comprovar o carro que tem com o número do renavam e documentos, em tempo, só quem dirigiu um carro com essa caixa sabe como é bom o desempenho, a suavidade e o funcionamento desse câmbio, sem mais.

    • Ernesto

      Quer dizer que uma concessionária Ford ofereceu tabela Fipe pelos seus dois carros? Fala sério…

      • ObservadorCWB

        E todo mundo para falar de queimaduras deveria ter sobrevivido a um grande incêndio. E para criticar o SUS deve ter passado por ponte de safena no hospital público. E para falar de um superesportivo andando a mais de 300Km/h não pode ser pobre…… é cada um viu.

        • Ernesto

          ????

          • ObservadorCWB

            É que segundo o “figura”: ” para fazer uma crítica tinha que obrigatoriamente o proprietário comprovar o carro que tem com o número do renavam e documentos, em tempo, só quem dirigiu um carro com essa caixa sabe como é bom o desempenho, a suavidade e o funcionamento desse câmbio, sem mais.”…então expus outras “necessidades”…kkk

            • Ernesto

              Ah certo, ObservadorCWB. Agora entendi! Rsrsrsrs

      • ViniciusVS

        Com a fama atual, se for na troca por outro carro com Powershift devem fazer qualquer negócio para esvaziar o estoque…

        O consumidor vai buscar seu carro com poweshift 2017 e deve ser recebido com tapete vermelho, vinho, capa com lacinho no carro, confete caindo do teto… O vendedor deve até soltar fogos e rojão quando ele sair com o carro.

        • Ernesto

          Capaz até de darem documentação completa no 0Km, seguro por 1 ano, tanque cheio…fazemos qualquer negócio! Rsrsrsrs

  • F14

    Segundo o g1, o Fiesta reestilizado já chega com o câmbio automático 6F15, do novo Ecosport 1.5. O novo Ka também usará esse câmbio.
    Já o novo Focus virá com o câmbio automático 6F35, já usado no novo Ecosport 2.0 de 176 cavalos e no Fusion.
    Powershift será extinto no Brasil em breve.

    • FocusMan

      Não, isso não é verdade. Focus e Fiesta continuam com o powershift.

      • F14

        É sim, está no G1.

        • FocusMan

          O G1 não é um departamento da Ford.

          Espere e verá que estou correto.

  • heliofig

    E foi tão elogiada no início… Caso parecido com a suspensão traseira do Tempra 1992, lançado no Brasil com “suspensão traseira mais moderna que do italiano, com elementos dos Lancia mais caros…”, etc.
    Depois, em 1994, lançaram o Tipo importado sem mexer na suspensão traseira e virou a batedeira ambulante que matou um bom carro…

    • Lyn

      Eu lembro da seção de comentarios no lançamento desse carro aqui no N.A. Basicamente se vc optasse por outro carro automatico da mesma faixa de preço que não fosse o fiesta PowerShift vc era o comprador mais burro do brasil.

      Como dizem o tempo é o senhor de tudo.

      • O Pato

        Seção de comentários do NA não deveria ser levada a sério. Eu só abaixo aqui pra me divertir, nada pode ser aproveitado.

    • DPSF

      Acho que vc se refere a suspensao dianteira do tipo, que era diferente do tempra, que fora nacionalizada. Tive um tipo 1.6 i.e. importado. Otimo carro, espaçoso, porta malas idem, com um painel mto bonito. Mas a suspensão dianteira nao aguentava mta coisa não. As benditas bandeijas/balanças insistiam em estragar rapidamente os pivôs e as buchas. Em 2 anos, cheguei a trocar duas vezes ambos os lados. Na ultima vez, um mecanico que trabalhava em uma csss da FIAT me disse para levar em um torneiro, que as buchas poderiam ser trocadas pelas da D-20 e o pivô era colocado no torno, reajustado e colocado uma nova capa de borracha (fôle). Fiz isso e nunca mais o Tipo bateu nada na dianteira. Vendi o carro desse jeito.

      • heliofig

        Na verdade, era a traseira do Tempra, que na Itália era independente, igual à do Tipo. Quando nacionalizaram a fabricacao do Tempra, mudaram pra eixo de torção, parecido com o usado no Fiat Croma e Lancia Thema, que eram modelos maiores. Devem ter feito ajustes na dianteira, também…
        Isso não foi feito quando importaram o Tipo. Ele veio com a mesma suspensão, que não aguentou. Ajustaram a traseira mas dava problema na dianteira… Só depois dos problemas que resolveram trocar molas, amortecedores e buchas, mantendo o mesmo esquema. Quando começaram a fabricacao nacional em 1996 que conseguiram ajustar tudo, mas aí era tarde.
        Tanto que não era possível usar componentes do Tempra no Tipo ou vice-versa.

        • Mr. On The Road 77

          A verdade mesmo é que o Tempra brasileiro usava a plataforma do Regata argentino dos anos 70. Enquanto o Tipo era outra plataforma com suspensão também totalmente diversa por este motivo.

    • Vinicius LMS

      É que na verdade o Tempra nacional só tinha a casca do Europeu, ele usava a plataforma do Fiat Regata que foi vendido na Argentina.
      Tem um dono maluco de Tempra que tentou botar o V6 da Alfa Romeo e notou que não entrava, e viu uma SW Sucata e notou que tinham diferenças enormes na estrutura, e acredite, ele recortou o carro e botou a parte frontal da SW para o motor V6 entrar. Depois pesquisa Tempra V6 no google e veja os detalhes.

      O que a Fiat poderia ter feito com o Tipo era construir ele na mesma plataforma do Tempra BR.

  • Anderson Trajano

    Bom, depois de anos dando cabeçada, enfim uma decisão correta. Sinto pelos colegas que como eu, penaram com esse câmbio. Quem comprou e está satisfeito, desejo que tudo permaneça certinho, até o final da estadia do seu carro na sua garagem. Para quem deseja comprar um Ford, agora teremos um câmbio automático de verdade. Bola pra frente …

  • afonso200

    queria fazer mais em conta, e nao testaram kkkkkk

  • Tarcisio Bonikoski

    Focus vendendo 200 mês, pagaram caro pela lambança, um carro que já foi líder de vendas

  • Abdallah

    Nâo sei dizer sobre o powershift, mas o dsg, eu tive e posso dizer que era uma maravilha, e nao me incomodei apesar de ver alguns relatos sobre dar problemas tbm, uma pena nao terem uma solucao, pois acredito que deveria de ser otimo enquanto funcionava de acordo o ps. Mas mudado de assunto, alguem se lembra do fusion v6 que a caixa automatica tbm vivia dando problemas……

  • Luis Burro

    Era o mínimo q a marca podia fazer,mas ainda prefiro a DCT!

  • FocusMan

    Matéria absurdamente mal escrita.

    Qual o interesse da imprensa em queimar o powershift?

    A Ford tirou o cambio de linha do Ecosport mas está mantendo em alguns outros veículos. Existem novos programas sendo lançados com powershift ainda.

    O Powershift está sendo tirado de linha por causa de custo. Se problema em cambio tirasse produto de linha, o Focus nem seria mais vendido dada a quantidade de problemas que ocorreram com a transmissão 4F27, muito mais problemática. A GM não teria mais carro automático dada a quantidade de defeitos na transmissão de seis velocidades que equipa a Captiva que dá defeito em praticamente 100% dos carros, e a Fiat não teria vendido tanto carro com cambio dualógic.

    O problema com a Powershift é que é caro produzir o cambio, os americanos, maiores compradores de cambio automático, (e que no final das contas acabam pagando o business do negócio) não gostam de cambios DCT.

    Tem muita gente que teve problema com cambios DCT, não somente o Powershift, por não saber o usar o produto. Assim como gente que teve problema com dualogic pelo mesmo problema.

    O que eu mais me irrito com a galera no Brasil é que existe um certo prazer em ver um fabricante se dando mal, seja ele qual for.

    O conteúdo dos comentários na matéria da TAKATA semana passada por exemplo me deu nojo.

    • Charlis

      Com todo respeito, mas eu discordo de você.
      A matéria está imparcial, apenas com dados/números e fatos verídicos.
      Apenas quem é fanático não quer ver.
      A Ford lançou o PS no mercado muito precocemente, é um câmbio muito complexo e caro, para colocar em um Fiesta, me desculpe.

      Até 2015, esse câmbio deu MUITO, mas MUITO problema.
      Eu tenho um familiar que trabalhou em uma CSS da Ford do interior de SP, ele era analista de garantia.
      O que ele me relatava de problemas, de troca de kit de embreagem, e até o câmbio inteiro, não era brincadeira.
      Lembro-me que em um época do ano, ele me disse que já havia trocado mais de 100 (CEM) câmbios/kits.
      Isso em uma cidade de 200 mil habitantes, é muita coisa.

      O número de reclamações no Procon chega a ser um absurdo.
      Entre no site bestcars e verifique o menu Canal Direto do consumidor.
      Me mostre um outro exemplo de problema, que chegue a 50% das reclamações do PS.

      Concordo que de 2015 pra frente eles corrigiram grande parte do problema, senão 100%.
      Eu também tenho um amigo que tem o Focus 2016 2.0 PS, e já dirigi bastante, não tem o que falar do carro e do câmbio, é perfeito.
      Mas infelizmente o mercado é severo, e não funciona assim.
      Se você coloca um produto com problema no mercado e alta escala, vai se queimar.
      Burrisse total da Ford sim, e eu não tenho dó, por que custou caro os carros, e MUITA dor de cabeça pra quem comprou.

      Câmbio automático/automatizado o nome já diz, ele trabalha pra você.
      Então não existe essa tese de brasileiro não sabe usar.
      Amigão, colocou no D e acelera, simples assim.

      AH, antes que você pense que eu sou “hater” da Ford, alias, eu detesto essa palavra, nós tivemos as 2 últimas gerações do Fusion em casa, e fui um proprietário muito feliz e satisfeito.
      E se realmente o câmbio da Ecosport, e os futuros câmbios do Focus/Fiesta forem o mesmo do Fusion, será um excelente carro, pois o câmbio do último Fusion estava em perfeita harmonia.

      Eu mencionei em outro comentário acima, eu também tenho um Jetta com o DSG, apesar do câmbio ser uma obra de arte, eu não sei se teria coragem de ter outro carro com DCT, pensando a fundo em todos os benefícios e possíveis problemas.
      Hoje os automáticos estão em um nível de perfeição que dispensa se aventurar por outra coisa.

      Nós brasileiros pagamos mais caro em carro que praticamente todos os países do mundo.
      Então, dó de montadora, eu não tenho nenhuma.

      []s

      • F14

        As reclamações do Powershift na internet são na casa das dezenas de milhares. Não tem como negar que o câmbio se queimou e que a adoção do câmbio do Fusion vai revigorar as vendas do fiesta, Focus é Ecosport.

      • FocusMan

        Ótimo comentário o seu.

    • Robinho

      e não se esqueça do DSG..ah pera é VW então não pode criticar.

      • FocusMan

        VW é perfeita!

      • Ernesto

        DSG7, a seco e não banhado a óleo com o DSG6 que é utilizado no Golf GTi e Jetta.

    • Junoba

      Como os consumidores não sabem usar ? Oque eles fazem ? Eles apenas dirigem, assim como todo carro Aut.

      • FocusMan

        Dirija um carro automático como dirige um manual e derreta seus discos. Canso de ver carro automático com defeito pq as pessoas fazem “meia embreagem” com eles.

    • Fuscao

      A matéria está mesmo mal escrita, mas não podemos negar que o Powershift deu e ainda dá muito mais problema que a média. Basta entrar numa CCS Ford e verificar quantos carros ou estão parados ou com chamado aberto para reparo nesse câmbio, principalmente troca da embreagem. Claro que do ano de lançamento para cá o número diminuiu, provavelmente devido a aprimoramento das peças, mas ainda é maior que a média. O problema maior parece ser nessas caixas DCT com embreagens a seco, podemos ver defeito semelhante no DSG7 do Golf 1.4, pois as com embreagem banhada a óleo, como o DSG6, mesmo após anos de mercado, e muitos usuários que não usam da forma correta, dão muito menos manutenção.
      Fora isso, algo que não gostei no Powershift foi a programação do mesmo, além de trocar marchas de forma estranha (quem fez a programação parece que nunca andou nem num DSG), parece patinar muito a embreagem, em acelerações para retomadas por exemplo, ou ao subir morros íngremes mais devagar, e pode ter certeza que isso ajuda a dar o problema de empeno da embreagem. Meu avô possui um Focus Titanium 2015, e mesmo tendo ensinado ele a usar o cambio de forma correta, ao viajar com o carro uma distância longa e após isso pegar um congestionamento, notei que a mesma já está com um pouco de trepidação, isso com menos de 20 mil KM rodados.

      Quanto ao cambio da Captiva, lembre-se: É o mesmo cambio 6F35 do Fusion, que deram muitos problemas nos primeiros (tenho um V6 09/10 desde zero e tive sorte de não ter problemas, mas muitos tiveram), e que continua até hoje apresentando defeito nos Fusion novos, muito menos recorrente, mas seguidamente vou na CCS e tem um desmontado aguardando troca de cambio…
      Na minha opinião a troca é sim pelos problemas apresentados, o único custo que a Ford está tentando reduzir é o de retornos em garantia, que é bem mais caro que simplesmente utilizar um automático tradicional, sem falar na má fama.

    • Lucas086

      O que seria saber usar o câmbio? Quando a pessoa vai lá e o vendedor vende como automático, ele tem que se comportar como tal… se tem ressalva, ou não é passado na hora da venda por medo das pessoas questionarem ou os próprios vendedores não sabem que o cambio tem “particularidades” de uso… vi gente com powershift dizer que chegou na concessionaria e a Ford enfiou o famoso mau uso, ai ele questionou que dirigia o carro como automático, que foi vendido como tal, e a Ford disse que o powershift não pode ser vendido como automático e tal e tal… enfim, o Focus, Fiesta são excelentes carros, em suas versões manuais.

      • FocusMan

        Você precisa ler o manual de qualquer produto que possua.

        • Lucas086

          Claro, a culpa é do consumidor que comprou um carro vendido como automático e usou como automático. Por isso, cada dia mais a Ford perde posições das mais vendidas.

          • FocusMan

            A Ford perde mais posições das mais vendidas? Ano passado a Ford teve aumento no marketing share… essa galera da internet….

            • ObservadorCWB

              O que é “marketing share” ?

              • FocusMan

                É quantos % de mercado você possui.

                • ObservadorCWB

                  Opa…então corrige aí: MARKET SHARE, marketING share não conheço.

                  • FocusMan

                    Oh… obrigado, era mais fácil falar que eu havia escrito errado do que tentar me fazer parecer ridículo.

            • Lucas086

              Ford ganhou marketing share com o ka, mas está atrás de hiunday, toyota e já já da Renault… então na média, está vendendo menos… olhar números absolutos, não adianta… e agora existe os fordeiros kkkkkkkkkkk já bastava os toyoteros, os fieteiros…

              • F14

                Focus despencou de 1 lugar do segmento para 3 lugar desde o fim do ano passado. Fiesta era top 10 e agora nem no top 25 está. Ecosport despencou de 1 pra quarto do segmento.
                Não tem como negar que o powershift derrubou os carros da Ford. O focus, aliás, vende míseros 250 carros por mês, porque ninguém paga o seu preço em carro manual, muito menos powershift que está queimado. Querem um automático.
                Enfim, acho que a chegada do AT6 pra Focus e Fiesta (como já chegou no Ecosport) vai salvar a Ford por aqui.

                • Fábio Radicchi Belotto

                  Mas o PS não é a única coisa. Veja a GM. Trouxe motor turbo e disparou nas vendas…

                • Lucas086

                  Justamente, os dados estão ai, mas o pior cego é aquele que não quer ver, com o Kwid, até fim do ano a Renault passa a Ford… e não estou dizendo que os carros são ruins, mas há algum erro na estratégia.

              • FocusMan

                Blz…

            • Ernesto

              Aumentou a participação com o Ka que só tem versão manual. Veja os carros da Ford que possuem câmbio automático, se eles estão bem no “marketing share”.

              • FocusMan

                O Ecosport ao meu ver não estava ruim. Esse ano oscilou entre 3 e 5 lugares. O Focus Está em segundo nos Hatchs e em 5 em Sedan… O Fusion continua lider e a Ranger em quinto como sempre. Onde vc viu problemas?

                • Ernesto

                  Ecosport não estava ruim? Carro que já foi líder disparado e que hoje vende por causa das promoções (e pode ter certeza que as versões que vendem bem são as com câmbio manual). Focus hatch em segundo num segmento que está em frangalhos (outro que se bobear tá vendendo mais a versão 1.6 manual). E o Focus sedam? Em que posição está? Vende quase nada!
                  Fusion continua líder vendendo quanto? E qual o câmbio que é utilizado nele? É powershift? Você sabe muito bem que a questão aqui são os carros da Ford que utilizam o powershift e você vem me falar de Fusion.
                  Repetindo o que eu escrevi e que não é nenhuma mentira: o que dá volume hoje na Ford é o Ka e Ka+.

                  • FocusMan

                    Não sei pq essa raiva. Vc por acaso tem algum carro da Ford e está passando por problemas?

                    O Focus Sedan está em quinto lugar de sedans. Vende o dobro do Hatch atualmente. O Focus quase não vende na versão manual em nenhuma versão.

                    Bla bla bla Powershift, a maioria das pessoas nem sabem que o nome do cambio é esse. Como se todo mundo fosse leitor de blog.

                    • Ernesto

                      Rsrsrs. Que raiva? Eu estou apenas apresentando fatos.
                      5o lugar! Aplausos para o Focus então! KKKKK!!!
                      Quer dizer que quase ninguém sabe que o powershift escrito atrás é o câmbio? Então por que a dificuldade em vender um usado com esse nomenclatura?
                      Voltando ao ponto inicial (que você não comentou agora), a Ford aumentou sua participação por causa das vendas de Ka e Ka+, ambos sem câmbio automático. Os demais carros dela, a participação é muito pequena.

                    • FocusMan

                      Não vejo nenhuma dificuldade em vender carros com esse cambio. Somente aqui na internet tem essa dificuldade.

                      99% dos meus colegas de trabalho tem carros com cambio powershift e todos os anos eles vendem os carros com facilidade.

                    • FocusMan

                      A Ford sempre vendeu bem para se manter em quarto lugar. Se você não se lembra há 3 anos atrás a Ford era líder em Sedan Grande, Hatch médio, Hatches 1.0, SUV pequeno.

                      Os modelos ficaram antigos e é normal perder participação, até esperada se você olhar no lifetime cicle dos carros.

                • F14

                  Focus está em terceiro dos hatches médios.
                  Acumulado dos hatches médios em 7 meses (até 1 de Agosto):
                  Cruze S6: 3.901 unidades
                  Golf: 2.767 unidades
                  Focus: 2.409 unidades

                  Sem duvidas os problemas no câmbio tem muito a ver com isso.

                  • FocusMan

                    Eu não acho não, o Focus tem outras deficiencias de projeto nessa geração que são irritantes para o proprietário. Entretanto ele é muito bom em outras coisas que faz com que você ao andar em outros carros da categoria por mais tempo, sinta falta do Focus.

                    Eu mesmo não morro de paixão pelo meu Focus. Gostava mais da geração anterior e espero que o novo Focus traga de volta as coisas boas dele que foram tiradas na geração atual.

                    O Focus é um carro que apaixona a primeira vista e nos primeiros dias. Mas a depender do seu uso, não consideraria trocar o carro pelo mesmo modelo depois de algum tempo.

                    Muitas vezes as pessoas após 2 ou 3 anos vão trocar de carro compram o mesmo modelo que tinham antes. Essa é uma parcela considerável das vendas e acho que o Focus está em 3 lugar por causa dessas pessoas que odeiam o espaço interno do carro, que acham um saco a perna batendo o tempo todo no console central, entre outros detalhes que irritam no dia-a-dia, como o carro não ter um centro bem definindo da caixa de direção (defeito em outros carros de outras marcas, como PSA tb), que cansam demasiadamente o motorista em longas viagems. A direção elétrica do carro tem uma calibragem ótima em medias e altas velocidades, mas em baixa é pesada, fora que a caixa é ruidosas e costuma fazer um batuque a depender do tipo de estrada que você está andando.

                    O Cambio powershift não é o causador das perdas das vendas do Focus, sem dúvida alguma. A taxa de defeito do cambio, no Focus, é bem baixa.

  • Ricardo Júnior

    Tenho um Focus 15/15 2.0PS com 30.000km e até hoje está perfeito.

    É inegável que a taxa de problemas desse câmbio esteve bem acima do que seria aceitável, mas a Ford vem aperfeiçoando o mesmo, estendeu a garantia e tem feito as trocas necessárias de maneira muito mais ágil do que anteriormente.

    A pena é ela ter demorado tanto a se mexer. O mercado já não desvincula o Powershift da onda de problemas que ocorreram no início das vendas.

    Mas enfim, eu não tenho nada a reclamar do câmbio. Acho, inclusive, melhor do que os outros AT convencionais que já tive/dirigi. Só espero que, caso deixe realmente de usar esse câmbio em todo o Line-up (o que não acredito no curto prazo), que continue assistindo os proprietários de carros com esse câmbio e que não deprecie os usados na hora da troca.

  • NaoFaloComBandeirantes

    Uma vez pude fazer um test drive em um Fiesta Powershift. Achei espetacular. Muito prazeroso de guiar o carrinho com essa transmissão. Mas foi bem na época em que surgiam as primeiras reclamações. Na insegurança, não comprei.
    Mas lamento a saída. Era muito bacana.

    • ObservadorCWB

      Mas com certeza NÃO LAMENTA por não ter comprado. Estaria com uma bomba em mãos. Pena que vira guerra de torcidas. É como minha opinião sobre os TSi da VW. Acho maravilhosos, recomendo a todos que comprem, mas………. que vendam o caro antes da garantia acabar. Por que dar manutenção aqui no Brasil e ainda pagando do próprio bolso vai ser problema.

      • NaoFaloComBandeirantes

        Você disse uma verdade: não lamento não ter comprado.
        Infelizmente, carro está tão caro que não posso me dar ao luxo de comprar um carro que é uma incerteza. A tecnologia me interessou bastante (o DCT), mas vendo os relatos de problemas, fiquei totalmente inseguro.

        Eu lamento a tecnologia ter passado por tantos problemas e ter se queimado. E só para reforçar: não estou defendendo ou criticando marca alguma. Apenas queria que tivesse dado certo, porque achei muito bom de dirigir.

        Quem sabe um dia volta mais madura…

    • FocusMan

      Com certeza tem muito mais donos de Fiesta sem problemas do que sem problemas. A taxa de defeito foi alta até 2014, depois ficou normal.

  • Felipe S. Rangel

    A matéria não apresentou nada de novo, com dados precisos. Parece sensacionalismo. Há fontes que dizem que o Powershift vai continuar no Fiesta (o carro não foi lançado ainda, não dá pra saber quem está certo ou errado nessa especulação). Esse trecho

    “Com a notificação do órgão de defesa do consumidor, a Ford decidiu pela substituição do câmbio de dupla embreagem por uma caixa automática tradicional com conversor de torque. Nos Ford New Fiesta, EcoSport e Focus, a marca americana iniciou um processo de substituição que mensalmente varia de 4 mil a 4,5 mil veículos. A cobertura pulou de 3 nos para 5 anos ou 160.000 km”

    ficou muito confuso pois dá a entender que a Ford está substituindo os powershift problemáticos do carro do consumidor pelo automático com conversor de torque. Na prática, não é isso. Ela substituiu a transmissão powershift problemática por outra powershift que supostamente não dará problemas. Quanto à substituição de tecnologia na transmissão só vi a da Ecosport apenas, até agora… até onde sei (inclusive li que o New New Fiesta europeu também usará powershift em alguns mercados).

    E sim, a dirigibilidade de o powershift é excelente. Infelizmente houve casos (muitos) com problemas. Mas o funcionamento é impar.

  • Daniel

    Pra quem acompanha mais ou menos o segmento automotivo, vai ser complicado comprar carros com esse câmbio. O alarde foi muito grande, e o fato da Ford abandoná-lo sem muita cerimônia só contribui para a queimação de filme.

  • silvio silva

    Alguns aqui dizem que tiveram sorte com o Powershit.. Pagar R$ 100.000,00 num Focus e depender da sorte é dose.

    • Ernesto

      No final de 2015 estava quase fechando a compra de um Focus Fastback SE Plus 0Km e o motivo de não ter comprado foi justamente o receio em ter problemas com o câmbio.

      • José Santos

        Aconteceu a mesma coisa comigo.
        Também desisti de comprar um Focus 0Km por causa do PowerSHIT.

  • Marco Santana

    a informação do site está errada dizendo vão trocar os automáticos de dupla embreagem pelos convencionais em circulação

  • Christian Balzano

    Fico com pena de quem tem um Powershift no mercado de usados. Após a garantia a Ford cobrará os olhos da cara e mecânico nenhum saberá arrumar isso. Uma pena, já tive interesse num Focus ou Ecosport 2.0 Titanium

    • FocusMan

      Christian, o cambio não tem problema. O que acontece as vezes é desgaste do conjunto de embreagem e o serviço é igual ao de um carro comum.

      • Leonardo Lima

        E por ventura o valor do serviço seria igual ao de um carro comum?

        • FocusMan

          Não tem pq ser muito diferente.

          • Leonardo Lima

            Conjunto de embreagem Powershift a R$4.352,00 à vista na Forlan, só a peça; não tem em estoque, vendas por encomenda com entrega em “aproximadamente 30 dias”. Carro comum?

  • Marcelo Alves

    Com a retirada do powershift do mercado quem precisar de peças para esses câmbios daqui uns anos ou não vai encontrar mais estoque ou irá pagar uma fortuna na Css Ford ou ter que importar pelo Ebay.

  • zekinha71

    Aqui na firma, um colega comprou um Fiesta PS, quando fiquei sabendo fui perguntar como era o câmbio, e ele disse que era maravilhoso, na época ainda não tinham aparecido os problemas.
    Quando começaram a pipocar as reclamações, perguntei que o carro esta ok, e foi um festival de reclamações, que mal dava pra dirigir, e que já estava uns 3 meses esperando alguma solução.
    A ccs insistia que o carro não tinha nada, e era só mexer no soft, que resolvia, mas nunca resolveu, ele se encheu vendeu o carro, deu sorte de não desvalorizar e comprou um HB20.
    Depois de quase um ano da venda do Fiesta, ele recebeu uma ligação da ccs pra agendar a troca do câmbio, ou seja foram quase um ano e meio pra solucionar um problema que alegavam que não existia.
    A Ford queimou o produto, não por ele dar defeito, mas por não aceitarem que era defeituoso e demorar muito pra uma solução.

    • José Santos

      Concordo.
      O pós-venda da Ford é muito ruim.
      Eu compraria qualquer modelo da Ford, se não fosse este pós -venda sofrível.

  • Lucas086

    Demorou demais, o mercado queimou o carro, o Powershitf vale menos que as respectivas versões manuais, se Ford já tem uma desvalorização acima da média (não estou dizendo que são carros ruins, pelo contrário…), e o mercado cruel do jeito que é, o Powershift simplesmente está queimando no mercado…

    • Luiz Ramos Jr.

      Pois saiba que trata-se de um bom cambio, uso do dia a dia super tranquilo. O meu apresentou problemas de trepidação e foi trocado a embreagem e reprogramado aos 25.000 km na garantia. Possuo o carro a 3 anos e meio e tem quase 60.000 km rodados. O pessoal adora falar mal!

      • Lucas086

        Quando ele funciona, é um ótimo câmbio, mas também quando dar defeito… se pelo menos o pós venda Ford ajudasse… nunca disse que era ruim, mas que existe 2 tipos, existe: o que deu defeito ebo que vai dar.

        • Luiz Ramos Jr.

          E qual câmbio nunca vai dar defeito?

      • Lucas086

        Quando funciona, é ótimo mesmo, mas quando começar a travar ou trepidar…

  • Heleno

    E as viúvas achando justificativas, e ainda enaltecendo o cambio, fala sério. Aceita que dói menos.

  • Ygor Soares

    “Com a notificação do órgão de defesa do consumidor, a Ford decidiu pela substituição do câmbio de dupla embreagem por uma caixa automática tradicional com conversor de torque.”

    Estão trocando o câmbio nas CSS por um automático? É isso mesmo? Abs

    • Felipe S. Rangel

      nada… é texto redigido de maneira ambígua.

  • Fael

    Então, o meu PS está em pleno funcionamento! Acredito que a partir de 2015 os problemas reduziram drasticamente.

  • JCosta

    Powershit… “câmbio moderno” diziam uns… “quem não gosta é hater”, diziam outros.

    Está aí a prova. Nada melhor que um conversorzinho de torque pra ficar sem problemas.

  • Celso

    O câmbio de dupla-embreagem é, em tese, o melhor automático que existe. É o que tem as trocas mais rápidas e é tão eficiente na transmissão de potência como os manuais. Pelo que eu saiba todos os Ferrari, McLaren, Porsche e Bugattis automáticos são dupla-embreagem. É tecnologia nova que está tendo problemas de nascimento principalmente na Ford, o Powershift queimou o filme no mercado. A TROCA PARA AUTOMÁTICOS CONVENCIONAIS É UM RETROCESSO QUE O MERCADO ESTÁ EXIGINDO.

    • Felipe S. Rangel

      concordo

  • Wesley Cainelli

    Eu tenho o FOCUS Powershift, um TITANIUM PLUS 2014. Andei 84mil km com ele. NENHUM problema com câmbio. Zero. Muita agilidade e trocas muito suaves. Nada a reclamar.

  • Filipe

    Kkkkkk agora que mudou, a mídia como um todo está finalmente falando abertamente da porcaria do câmbio PS.

  • Maria Chiari Silva

    Tive um new fiesta, baita carro. Adorava. Nunca tive problemas com o câmbio. Super potente e um designer lindo. Vendi com 100 mil km. Nunca gastei um centavo fora das revisões regulares.

  • Giuseppe

    Se o Powershift não fosse um câmbio tão desgraçado, provavelmente, teria uma unidade do Fiesta ali na minha garagem.

  • Rogerio Salvatori

    Perguntas:
    -Quando iniciará a troca desse cambio para o automatico aqui no Brasi!?
    Haverá custo?

  • José Santos

    A Ford é igual à Volkswagen.
    Quem manda nestas empresas são os seus Dptos. Financeiros, que sempre querem economizar em tudo.
    O resultado é este. Empresas lentas em solucionar problemas e em atender as expectativas dos Clientes.

  • Anderson Freitas

    Se a Ford tivesse tomado essa atitude só por críticas, tava bom demais. Acho que deveriam mudar o titulo para: após processos e comprovação de produto defeituoso

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend