_Destaque Apple Elétricos EUA Mercado

Apple reconsidera projeto Titan e decisão deve sair até o final de 2017

apple-car-concept-1

Vários rumores surgiram sobre a entrada da Apple no mundo automotivo, mas nitidamente como fabricante de veículos. O ambiente de mistério atraiu a atenção do mercado, onde muitos são céticos em relação à empreitada, enquanto outros temem uma nova Tesla saindo de Cupertino.

Já se falou de tudo sobre a Apple no mercado automotivo, mas a última informação pode significar um balde de água fria em quem espera por um iCar. Segundo a Bloomberg, a empresa reduziu bastante suas atividades no setor automotivo.

A informação parece bater com outras fontes, que relatam demissões, transferências e outras ações que estariam esvaziando o departamento responsável pelo projeto Titan, o alegado carro da Apple. Bloomberg continua dizendo que os executivos da empresa estipularam um prazo até o final de 2017 para decidir sobre o que fazer.

Existem três possibilidades, sendo que a primeira é desenvolver tecnologia de condução autônoma para o setor automotivo, convertendo-se em um sistemista da indústria automobilística. A segunda é partir para um produto para o mercado. E o terceiro, desistir completamente do negócio e focar onde já tem experiência.

Provavelmente a última opção é a menos provável. Com os milhões já aplicados no projeto Titan – não se sabe ao certo quanto foi gasto – a Apple provavelmente seguirá em frente com as outras duas possibilidades.

apple-car-4

Condução autônoma

Para a Apple, a condução autônoma pode ser menos arriscada e mais frutífera que partir para um automóvel. Um comunicado interno da empresa de Cupertino teria chegado às mãos do jornal The Guardian.

O jornal afirma que o documento comprova as intenções da Apple em construir um automóvel próprio. Ele menciona uma conversa entre o engenheiro da Apple Frank Fearon e o responsável pela Estação GoMentum, uma antiga base naval em Concord, Califórnia.

O local é vigiado por soldados e é bastante isolado, tendo cerca de 32 km de estradas pavimentadas e ruas, simulando uma cidade. A antiga base seria a “Área 51” dos fabricantes de automóveis nos EUA, pois eles podem fazer quaisquer testes por lá sem os olhos do alheio. Honda e outras marcas já teriam testado carros ali.

A GoMentum é uma empresa que gerencia o uso da base para fins civis e confirmou que já teve negócios com a Apple. A base fica a 65 km de Sunnyvale, outro local que é dado como um centro de desenvolvimento do Projeto Titan. A cidade fica a 6,5 km de Cupertino e abriga uma instalação que teria sido alugada pela Apple através de uma empresa de fachada.

Laboratórios teriam sido construídos em Sunnyvale para o desenvolvimento de um veículo, que muitos acreditam ser um carro autônomo. Isso é devido ao fato da Estação GoMentum ter sido usada pela Honda e outras para testes de condução autônoma. O local é propício para experimentos sem motorista ao volante.

apple-car-1

iCar

Levando-se em conta os detalhes mencionados acima, mais a visita da Apple à BMW, conversas com a FCA, McLaren e até uma proposta de produção de veículos na Magna Steyr, na Áustria, a empresa de Cupertino pode realmente ter chegado em um nível de desenvolvimento do produto sem retorno.

O tal iCar ou qualquer outra denominação que a Apple for aplicar ao carro, não seria de fato difícil de ser executado, se o projeto envolver um carro notadamente elétrico e com condução autônoma. Vários fabricantes estão indo nessa direção e, quanto mais gente pensa igual, menores são os riscos.

Mas o problema do iCar não é ser um carro elétrico e autônomo. É ser um Apple. Essa é a grande questão. O que esperar de um Apple sobre rodas? Para alguns milhões ao redor do mundo, muito. O tal carro da maçã mordida teria de ser pelo menos revolucionário em algum campo da tecnologia automotiva.

Sem isso, ele seria mais um carro elétrico autônomo a transitar pelas rodovias da Califórnia. O rival Google vai um pouco além, quer um carro autônomo, elétrico e compartilhado, que não necessita de motorista. Ou seja, pedais e volante ausentes.

Nem é preciso falar da Tesla, cujos rumores envolvendo Elon Musk e Tim Cook também são igualmente fortes nos EUA. Para um Apple iCar, poderíamos uma interface homem-máquina inspirada nos muitos projetos deixados por Steve Jobs ou algumas das patentes divulgadas.

Então, vamos ver qual dos caminhos a Apple pretende percorrer e, se no segundo caso, o que seu carro poderá fazer. E você, o que esperaria de um iCar fora, claro, o preço alto?

[Fonte: Bloomberg]







Send this to friend