Aston Martin Cupês Elétricos Esportivos Lançamentos

Aston Martin Rapide elétrico alcança 1.000 cv!

aston-martin-rapide-e-1

A Aston Martin apresentou uma versão elétrica do esportivo Rapide, que foi desenvolvido em conjunto com a empresa Williams Advanced Engineering, tendo ainda apoio de um fundo chinês baseado em Xangai.

aston-martin-rapide-e-3

Inicialmente, o projeto contempla um Rapide elétrico com 550 cv e apenas com tração traseira, mas devido ao alto torque, a Aston Martin decidiu prover tração nas quatro rodas, mas para isso, houve um acréscimo de motor e consequentemente de potência, ficando entre 800 e 1.000 cv!

aston-martin-rapide-e-4

A empresa diz que ele poderá baixar o tempo em Nürburgring, mas logicamente não se arriscou a dar números. Isso será feito em modo Track, mas a advertência é que a autonomia será muito pequena. Originalmente previa-se um Rapide elétrico com 360 km de alcance.

aston-martin-rapide-e-2

Sem mudanças no visual, o Aston Martin Rapide elétrico deverá custar em torno de £ 200.000 (R$ 1.214.520) e o plano da montadora é produzir 400 carros por ano, sendo que 100 seriam vendidos na China, caso haja uma boa aceitação dos clientes.





  • GPE

    Aposto aí em mais de 200 de torque

    • 4lex5andro

      padrao ”caterpillar” de torque ..

  • Come On!!

    Caramba, 400 carros por ano é um número excelente, dado o valor do carro.
    Mas não consegui entender a proposta do veículo, qual o sentido de um elétrico super potente que consequentemente terá baixa autonomia?
    A razão de comprar um elétrico não é justamente a economia?! Se quiser potência, porque não optar por um movido a combustão?

    • LoganVB

      Pelo que estou vendo os números dos elétricos são melhores que o de combustão, e se você vai para um track day você não vai rodar muitos quilômetros mesmo.

      • Come On!!

        Mas uma coisa que os números não dizem é a emoção ao dirigir. O som de um V8, ou até mesmo um 2.0 turbo já é muito melhor do que o silêncio de 1.000 cv de um elétrico.
        Se eu tivesse toda essa grana, preferiria comprar uma SLS AMG Black 6.3 V8 ou até mesmo um Maserati Quatroportte 3.8 V8 ou um Porsche 911 Turbo S do que um elétrico de 1.000 cv

      • B_Bunny

        Logan, tenho que concordar com o @@DLC_o:disqus, A porsche já anunciou superesportivo elétrico com motores de 600cv e autonomia de 500km (“De acordo com a montadora de Stuttgart, ele acelera de 0 a 100 km/h em menos de 3,5 segundos e de 0 a 200 km/h em 12 segundos. A autonomia é de 500 km. Um novo sistema de recarga, de 800 volts, garante 80% da autonomia (cerca de 400 km) em apenas 15 minutos. “). Ganhará em peso? provavelmente, mas com números tão baixos de autonomia e com pé baixo, o Rapide conseguirá nem participar de um track day?

    • Foxtrot

      A parte elétrica é voltada para performance, e não para economia.

    • Gustavo Brait

      Acho que o futuro são os carros elétricos mesmo, os carros a combustão devem sobreviver para amantes desses motores, mas o mercado assim, já está tomando esse caminho, não acho de todo mal, porém espero q as montadoras façam um bom trabalho na performance do carro, lembrando de quem gosta né, porque eu acho q Apple Car vai passar longe de ser a vontade de qualquer gearhead, e isso me preocupa, muito

  • CanalhaRS

    Cacetada!

  • B_Bunny

    Com teslas, Audis e Porsches anunciando veículos com mais de 600 cv e autonomia superior a 400 km, ou melhoram as baterias do Rapide, ou ficará muito para trás dos demais.
    Será que com o pé baixo conseguiria participar de um track day?

  • radiobrasil

    Definitivamente os carros elétricos SÃO o futuro. Palmas pra Elon Musk, que foi um dos primeiros a acreditar.

  • Gustavo Brait

    Mais bonito que um Tesla

  • Gabriel

    Bem que a Aston Martin poderia vender no BR , não necessariamente esse modelo.



Send this to friend