Manutenção Matérias NA Mercado Montadoras/Fábricas Tecnologia

Atualização da injeção eletrônica. Por que isso não é divulgado pelas montadoras?

fiat-punto-e-torq Atualização da injeção eletrônica. Por que isso não é divulgado pelas montadoras?

Alguns consumidores reclamam do desempenho e consumo de seus veículos, mas muitos não se dão ao trabalho de procurar uma concessionária para atualização do software da injeção. Bom, isso é quando tal atualização está disponível.



O leitor Mauricio não estava gostando do desempenho de seu Fiat Punto 1.6. Então, decidiu ir a uma concessionária Fiat para fazer a atualização de software da injeção eletrônica. Pronto, seus problemas terminaram, de acordo com ele.

Ele relata que o desempenho melhorou muito, especialmente em baixas rotações, ficando mais esperto em solicitações do motorista. O consumo se manteve o mesmo, segundo Mauricio.

Apesar da alteração em seu Fiat Punto 1.6, o leitor questiona o motivo pelo qual as montadoras não divulgam a atualização de software de seus produtos. Alguns anos atrás publicamos uma matéria falando de um aviso de recall branco da Ford.

No comunicado aos concessionários, a montadora avisava sobre uma atualização no software do Ford Focus atual, recém lançado. Na época, quem fez disse que o carro melhorou bastante. E não é somente motor, a transmissão automática também pode ser reprogramada, mesmo caixas tipo CVT ou automatizadas.

Geralmente são feitas quando há defeito no sistema, como ocorreram com alguns relatos de transmissões automatizadas que deram defeito. Infelizmente tais atualizações são conhecidas apenas pelo fabricante e revendedores, e acabam sendo liberadas a pedido do cliente. Isso dependendo da marca, como neste caso a Fiat.

Seria interessante que as montadoras aplicassem e divulgassem atualizações de software para seus produtos, tal como ocorre com produtos eletrônicos. No mercado existem programas e até mesmo aplicativo de smartphone que faz a leitura da ECU de automóveis via conexão Bluetooth.

Neste caso, o proprietário de determinado produto (veículo) baixa o aplicativo de graça e compra um conector (OBD2, por exemplo) que se comunica diretamente com o smartphone. Prático, não é mesmo? Poderia ser assim também com atualizações de software? Quem sabe no futuro. Uma das questões que impedem tal ação é o direito das patentes de software de veículos.

Sabemos que alguns fabricantes substituem praticamente ano após ano programas de atualização e reparação de ECU utilizados em suas concessionárias. Tais programas ativam e desativam todo tipo de sistema, até mesmo funções do sistema de áudio, por exemplo.

Tais programas são guardados a sete chaves e depois substituídos para que não caiam nas mãos de oficinas terceirizadas, que assim poderiam concorrer diretamente com os concessionários autorizados. Imagina então você com um programa desses em casa? Concessionária, nunca mais! Ou quase…

Agradecimentos ao Mauricio pelo depoimento.

  • vagnerclp

    Na renault também tem esta tal atualização para renault sandero e logan.

    • bandaxadibar

      a ccs da fiat da minha cidade me ligou avisando da atualização e agendei juntamente com a revisão dos 45000km. Tal atualização ajudou na eficiência do carro.

  • Vinicastro

    No meu antigo C4 na segunda revisão fizeram uma atualização no software de cambio automatico que mudou da agua para o vinho. As trocas ficaram mais suaves e o carro mais esperto.

    • rogeriulima

      Cara, qual o ano do seu C4? Vc me recomendaria um C4 AT 2010?
      Estou na dúvida entre um Sentra e o Focus AT nessa faixa de ano. O C4 também seria uma escolha interessante mas vejo tantas queixas principalmente com relação ao câmbio AT dele que me deixam com um pé atrás.

      • Edson Roberto

        Rogeriu,
        A pergunta se dá para sua necessidade, o que é mais importante no carro? quais são seus primeiros itens que acha indispensavel?

        Te digo que, o C4 é interessante pelo acabamento e os itens de serie. Mas vale lembrar que os outros carros tem outros itens que podem ser interessantes.

        Se for entre as versões GLX e S (Sentra), avalie o que é mais interessante. Se for as versçoes de topo, o Focus pode ter itens tecnologicos interessantes, enquanto Sentra e C4 apresentam mais segurança.

        Porém o que detem o melhor powertrain (no automatico) é o Sentra. Avalie esses itens e siga com sua compra. Eu não compraria um C4 porque considero barulhento e em vista ao meu C3, tirando o fator segurança e itens de serie, não acho que ele seria a "atualização" ideal.

        • rogeriulima

          Valeu Edson.
          As versões que estou pesquisando são a S do Sentra, a Ghia do Focus (nesse caso o modelo 2009) e a exclusive do C4.
          O Focus tem a minha preferência, mas pesa contra o fato de que seria o mais velho por ser 2009. O Sentra foi o carro mais confortável que eu testei (ainda não andei no C4), foi ele que me fez chutar o Civic pra escanteio.
          O que me assusta no C4 é a parte mecanica, principalmente o câmbio, são muitos relatos negativos sobre ele.

          • Edson Roberto

            Bem…. confesso a vc que eu deixei de comprar o C4 justamente por isso. Por mera curiosidade, em Dezembro de 2011 foi ofertado o C4 Picasso por R$72000. Acho que vc tem me acompanhado nas minhas pesquisas e procura por um carro novo…..

            E então, como pretensão, fui andar em carros médios (por serem os mais bem equipados tanto na segurança como em soluçoes tecnologicas) e fui conhecer então na Citroen (possuo o C3 e já tinha entrado na familia C4 porém fui andar e por sorte tenho conhecidos que possuem os modelos e pude andar com mais liberdade) os C4 hatch, C4 Pallas e C4 Picasso. Confesso que não é minha praia os carros altos, gosto de carros mais no chão tanto pela dirigibilidade, como por conta do consumo (não é fator determinante, mas que se sente mais na aerodinamica o peso do carro) e pelo custo de manutenção (já que grande parte das peças do C4 Picasso são francesas).

            No C4 hatch, descartei de cara o modelo, pois o design do modelo faz a caida de teto prejudicar a altura do mesmo. Ou seja, alguem de 1,80m fica com a cabeça mto proxima do teto. Eu com meus 1,87m fiquei curvado. (A titulo de curiosidade, o VTR não tinha esse problema, justamente pela tampa traseira mais reta seguindo o desenho do modelo e ele era bem espaçoso!), então somente o C4 Pallas e C4 Picasso.

            Primeiro fui andar no C4 Picasso. Quando vc entra nele, tudo é feito com muita qualidade, acabamento, detalhe de encaixe, visual…. enfim… tirando o radio do C3 de 2002 (falo de desenho do radio e não de funcionalidade) o resto era bem bonito e moderno. O espaço é gigante, tanto na frente como atrás… e sem contar a parte de segurança que é fantastica.

            Para mim, no preço que me foi cobrado, a C4 Picasso era bem interessante. Tudo bem…. fui fazer o test drive…. fui sair "forte" da Citroen (pois a avenida é bem movimentada) e tomei um susto: O carro saiu de segunda (isso é correto) mas sem qualquer força de arranque. Tanto que tomei uma bela de uma buzinada e farois altos de um caminhao que vinha logo atrás… continua…

          • Edson Roberto

            E acredite, mesmo acelerando de forma gradual ou pisando no maximo, não tem saida, o negocio é ter paciencia. A patroa achou o maximo, ela adora condução devagar, porém é diferente de se conduzir devagar e NÃO ter o que fazer e andar devagar.

            Eu fiquei bem assustado. E ai, dirigindo o modelo, aconteceu algo bem curioso: Se o carro sai de segunda PARADO, ele deveria se comportar assim em um trecho que se diminui a velocidade e passa por algum obstaculo correto? Errado. Eu para transpor uma lombada, tomei um belo de um solavanco com o cambio e ele passou para a primeira marcha. Fui sair da lombada e um tranquinho mas bem suave e o pior, trocou a altos 4500rpm mesmo eu colocando pouca pressão no acelerador. Odiei isso.

            Enfim, depois disso, pude usa-lo em uma viagem rapida de 70km onde pude ver o comportamento em estrada…. e a briga quando se precisa de potencia de terceira para quarta marchas são grandes. Em 120km/h que o cambio fica mais comportado e mantém quarta. (são 3500rpm!!!) Otimo modelo o C4 Picasso, silencioso mesmo pisando forte, pena que lento e as trocas ainda piores. Nela, somente de primeira para segunda ou o inverso que os trancos foram mais evidentes, na estrada embalada ela vai mto bem… ela apanha mto em retomada, portanto, esqueça qualquer pretensão de sobra de potencia. Paddle shift? É lerdo…. tira qualquer prazer de uma condução sequencial….

            Agora o Pallas que eu continuo no proximo post.

          • Edson Roberto

            Me lembro bem de um Pallas de 2008 quando fui para conhecer "meu" C3. Meu cunhado estava entre o Pallas e o Civic e acabou por adquirir o Civic. O Pallas era bem mais completo e bem mais acabado, porém o visual futurista, o bom atendimento (na Citroen a vendedora passou o valor tabelado porém as cores para o Pallas são metalicas… portanto com adicional… e ela disse que o preço era aquele…) foi o que ajudou na compra do Civic. Mas ele gosta de carros esportivos, o visual do interior também é apaixonante, enfim… pegou o Civic…rs

            Falando do Pallas em 2008… que interior! Entrei em um Exclusive com 6 Air Bags, farois xenon direcionais (tinha acabado de lançar com tal item), visor grande e digital, um mundo de espaço interno, bom acabamento…. ESP… e o tal do "parfume d'ambiance" que é um perfume que custa caros R$60 para apenas 10ml de perfume que não era tão agradavel assim… e pelo menos para mim… na epoca um carrão!

            Legal, depois disso em 2010 que fui ter a oportunidade de andar de carona em um e pouco tempo depois fui dirigir um. Nesse caso foi andar na cidade e como o carro foi cheio, pude acelerar pouco. Alias, esse de 2008, eu também andei de passageiro com outro colega, ele comprou usado.

            Te digo…. só sentindo para dizer… mas te falo… o de 2008, os encaixes eram melhores, o aspecto de tato era também melhor e o material usado parecia de menor possibilidade a riscos. No 2010 (e no 2011 que fiz test drive) eles quiseram melhor o pacote "technologique" e foi tirando material fonoabsorvente, detalhes simples como saida de ar para bancos traseiros para colocar um alongador para o encosto de braço… e de gosto discutivel e de tbm de qualidade… enfim… achei que piorou em mtos aspectos que considerava em 2008 mto bom. O painel teve melhora no mostrador digital, deixou de ter uma coloração amarela para uma coloração cinza clara… e então o desempenho… obviamente, andava bem apesar de 4 marchas mas com os mesmos "problemas" do C4 picasso no comportamento de marchas. Mas ao menos esse tinha retomada e arrancada.

            Quando fui fazer test drive, fui em duas ccs e dirigi além do 2010, dois 2011. Um dos modelos era USADO e segundo o vendedor era do diretor da ccs. Só que os botões além de descascados, estavam alguns QUEBRADOS o que me deixou incomodado. Procurava o Exclusive com 6 air bags e xenon (por conta da versão e não porque acho primordial o xenon). Continua….

          • Edson Roberto

            Outro detalhe: Dos modelos 2010 em diante…. o modelo exclusive NÃO OFERTA mais o pacote opcional, agora tudo é de serie… então eles tiveram que cortar custos naquilo que não se ve….

            Resultado, andar nesse carro de "diretor" foi horrivel…. o carro já tinha diversos ruidos, mtas luzes no painel de air bag, ABS e o de freio de mão piscando e sem contar o preço onde o vendedor queria R$75000… sendo que tinha uma promoção na ccs em epoca de R$63990 para o Pallas completo (o Exclusive citado) e então simplesmente peguei minahs coisas e fui embora. Era a Citroen da Av. Ibirapuera… estava CHEIA por conta do C3 Picasso que ainda era novidade.

            Pessimo atendimento. Fui na Citroen Limoges de São Caetano e essa eu já conheço o pessoal, eles me atendem super bem e foi lá que ue fui dirigir novamente o C4 Pallas (onde tbm dirigi a C4 Picasso), bem… para o modelo, o motor atende bem melhor que na Picasso, o carro ficou mais barulhento (o barulho do motor invadindo o habitaculo) e percebi que haviam alguns riscos no painel, sem contar marcas de dedos por todas as partes. E o pior, não bastava passar a mão, tinha que tirar com produto. Para se ter ideia, meu C3 que apesar de ser 1.4, deveria por obrigação ser mais barulhento por conta de ser um carro mais simples e com um motor menos sofisticado que o Pallas… e no entanto o Pallas automatico era mto mais barulhento sendo baixa rotação ou alta rotação.

            Conclusão: É um carro cheio de itens de serie, acho que em relação ao meu atual C3, ele é mais seguro sem ser uma evolução gritante de modelo e por conta de trancos no cambio, falta de uma boa vedação acustica, som do radio ruim para os padroes desses modelo e PREÇO, ele foi descartado. Compraria um Fluence facilmente no lugar onde perderia o ESP mas pagaria menos e teria outras coisas a mais. O C4 Picasso só faltou realmente um cambio melhor, pq no resto ele me atenderia perfeitamente. Ao contrario do Pallas o som dele é fantastico e a vedação perfeita… de dar inveja a carros bem mais caros.

            Abraços!

            • rogeriulima

              Valeu Edson, já me decidi e fechei em um Sentra S cvt 2009/2010.
              Show de carro, o silêncio combinado com o bom sistema de som mais o afinado conjunto motor e câmbio me convenceram.

              Abraços

      • Vinicastro

        Meu C4 era 2008, comprei ele em maio se não me engano. Vendi ele com 58 mil Km em outubro de 2010. Não tive dores de cabeça com ele.
        Defeitos apresentados:
        1 – na primeira semana apareceu uma mensagem no computador de bordo que o sistema anti-poluição (ou algo assim não me lembro bem) estava com defeito. Levei na concessionaria e falaram que era o combustível. Esvaziaram o tanque e mexeram alguma coisa com um computador nele, não fiquei acompanhando. Mas depois disso não apareceu mais o problema.
        2 – Maquina do vidro traseiro "moeu" depois de uns 6 meses. Trocado na garantia.

        De resto só fiz as revisões. Foi trocado o jogo de pastilhas 2x nesses quase 60 mil km. Normal. Meu atual Corola esta com quase 40 mil e já trocou uma vez, já deve esta precisando de outra.

        Quanto ao cambio, como comentei, depois que fizeram a tal atualização, que eu nem pedi apenas me informaram que foi feita, ficou mais suave. Isso foi na segunda revisão (20mil km). Antes o cambio dava uns trancos principalmente quando reduzia de 2 para 1.

        Minha opinião como ex-proprietário é que o carro é muito bom. Para mim pelo menos foi. Talvez seja a chamada sorte que tantos falam por ai, hoje em dia qualquer um esta sujeito a pegar carro com problema de qualquer montadora, umas mais outras menos. É bem acabado e confortável, isolamento acústico acima da medial. O meu que era top de linha tinha bastante itens de serie. Bem espaçoso por dentro e porta malas enorme. Na estrada o motor sempre deu conta e o consumo não era ruim não. Na estrada eu usava bastante o piloto automático e as trocas manuais, preferia assim. Na cidade cambio só em D. Não me lembro as medias exatas mas não fica muuuuito atras do meu Corolla 1.8 que dizem ser bem econômico, mas gasta sim mais que o Corolla e não anda taaaanto a mais. Claro que depende do pé e dos trajetos que percorre no dia a dia.

        Se fosse um 0 Km não recomendaria porque hoje em dia tem outras opções que são mais interessantes. Mas se tiver um usado com boa procedência minha opinião é que se gostar do carro pode comprar sim. O C4 desvaloriza mais que a média e deve conseguir bom negocio. Se for 2010 você pode ficar mais tranquilo porque o carro tem 3 anos de garantia, só verifique se as revisões foram feitas – acho que convém ligar para a concessionária e checar.

        PS: Sinceramente, ainda sinto falta do volante do C4, depois que pega o jeito daquele monte de botões é bem pratico controlar o carro só esticando os dedos. O que ODIAVA nele era a falta de entrada USB para MP3. Não sei se o 2010 já tem esse item. Remediei gravando uns 5 CDs com MP3, mas não é tão pratico como um pendrive.

  • mauricio

    Além de pagar muito, mas muito caro por um produto as vezes de qualidade duvidosa, temos que estar sempre antenados com as notícias sobre nossos carros, e implorar para para as concessionárias fazerem um serviço que é obrigação deles. Mesmo pagando caríssimo por serviços de revisões que sao simplesmente ridículas. Mesmo tendo condições, me nego a comprar carro zero, dou muito valor ao meu dinheiro.

    • PauloPGomes

      Tô contigo, acho uma pouca vergonha, a pessoa pagar o que paga pelo carro, demorar pra ter o carro entregue, a garantia muitas vezes não cobre nada na pratica, e a montadora faz total descaso do comprador com relação a melhorias.
      Se for pra ser assim, prefiro ficar com meu semi-novo mesmo, vou arrumando por minha conta mesmo, gasto uma graninha boa, mas economizo muito na compra.

  • CassioLuis

    Já penso em um Recall de Injeção eletronica , eles não querem fazer isto por que seria um custo altissimo , eles so querem receber DINHEIRO dos CLIENTES mas não querem dar um POS VENDA DE VERDADE.

  • Summers_Viper

    Tem nego que faz miséria no quesito modificação de firmware e room customizadas em OS de smartphones, eu mesmo só uso firm's, room's, e kernel's customizados em meu Android. Só imagino esses caras migrando pra Software automotivo!! Nossos carros poderiam evoluir uns 5/10 anos, em semanas!!

    • mauricar20

      Concordo! Sou analista de servidores Linux e posso dizer que quando muita gente se empenha em desenvolver o trabalho fica muito melhor! Vide comunidade Debian e Ubuntu.

    • Edson Roberto

      Tem os dois lados da moeda.

      Muitas roms ainda tem bugs e se isso ocorresse com o carro? só que esse bug no caso de ser automotivo, pode apagar o motor em um momento bem complicado, e ai?o que vc faz?não faz…. é contar com a sorte.

      • mauricar20

        Não é bem assim. Por exemplo, o Linux Debian é testado exaustivamente, e quem trabalha com TI sabe que os servidores mais confiaveis do mundo sao Linux.
        E as rons lançadas pela montadoras também sofre com bugs, ou estou errado?

  • X11auto

    As pessoas mal sabem direito ainda o que é injeção eletrônica, quanto mais saber que existe atualizações e correções de sistemas!

    • Dragoniten

      Quem quer corre atrás, seria interessante pra quem realmente gosta ou tem um mínimo de interesse.
      A maioria das pessoas não sabem que existe/fazem Overclock em processador ou placa de vídeo, não é por isso que os fabricantes vão deixar os usuários mais experientes na mão

      • Edson Roberto

        Só que um carro, se vc se acidenta com uma "personalização", vc responsabiliza a montadora sendo que foi vc que mudou.

        E se nesses casos não ter como provar por conta da batida que sofrer?

        Acho que é legal melhorar, mas acho que largar na mão de personalização de qualquer pessoa não me parece a melhor saida.

        • mauricar20

          E a troca dos pneus? Troca de amortecedores por esportivos? são tb personalizações….

          • Edson Roberto

            Sim…. tanto que nem seguro e nem concessionaria te dão garantia desse tipo de personalização. Já da injeção, vc ficaria refem de alegarem a vc, que vc alterou a parte eletronica ou mecanica e que isso não te dará mais garantia. E as vezes vc não teria feito nada.

            Mas há quem faça.

            • mauricar20

              Não vi diferença em trocar um pneu ou amortecer que não seja original para uma troca de mapeamento da injeção eletrônica…

        • Dragoniten

          Fabricantes de CPU/GPU não se responsabilizam por danos causados por overclocks que não estejam dentro das especificações de fábrica.

          Ou seja, a montadora poderia liberar um software ou aparelho próprio para usar as atualizações oficiais, mas quem quisesse se arriscar, poderia colocar algum perfil diferente na injeção, por conta própria, entende?

          • Edson Roberto

            Sim sem duvida, mas imagina que uma causa de acidente é justamente por um problema na injeção, o carro apaga, o hidrovacuo fica sem ar e vc sem freio? Vc vai acusar de mal funcionamento, só que an realidade, a mudança que vc fez, ferrou com o carro.

            Nesse caso, se diagnosticarem o defeito legal, vc até pode ter algum tipo de ressarcimento. Mas imagina então o consumidor que não faz isso (alterar o mapeamento da injeção) e depois dá problemas? E esse por má fé, falam que ele que alterou os parametros de fabrica? E que por isso, não terão garantia de ressarcimento de algo? é bem mais complicado que de computador. A pessoa sabe que se pifar, problema dela…. de carro se tirar uma vida, a culpa era do carro e não de quem personalizou e mta gente também gosta de sacanear nesse sentido….

            • Dragoniten

              No caso, uma troca de BIOS de GPU seria mais comparável à atualização da injeção eletrônica, e, nesse caso, dá pra criar um sistema que deixe um registro indicando a origem da atualização, com uma criptografia própria da Ford.

              Sempre existirão pessoas que vão agir de má fé, por isso você tem que saber a procedência do que você vai utilizar, ou instruções que vai seguir. É como procurar na internet "como limpar seu computador", um cara falar que é só jogar debaixo d'água e você ferrar com o seu PC.

              Sim, tem vidas em jogo, mas a idéia principal não seria criar atualizações próprias e modificadas, só as "oficiais" já seriam um grande avanço…

  • duhehe

    Na verdade as montadoras poderiam deixar o cliente escolher por versões da ECU

    1 versão para mais desempenho , outra para maior economia ou a normal que tenta unir o melhor dos 2 mundos

  • dark_sat

    Quem faz as revisões na concessionária, tem seu carro sempre atualizado. O problema de permitir que as atualizações sejam efetuadas pelos clientes é de que eles podem acabar corrompendo o firmware do equipamento e acabar querendo jogar a culpa na montadora. Eu não acho que seja obrigação da montadora aplicar firmware melhorando o desempenho. Se a mesma o faz, isso é um plus.

    • jcesarcbr

      Concordo. Infelizmente a incompetência é generalizada, se muitos relamam que as concessionárias, que tem o treinamento, as ferramentas e o apoio técnico das fábricas por vezes não fazem um bom serviço, imagine as oficinas não autorizadas. Imagine então liberar software para usário comum…ia ser gente tentando fazer carro andar mais, poluindo mais, eliminando limitadores de rotação e velocidade (muitas vezes necessários devido a limitações nos pneus) dentre outros diversos problemas.
      Se é difícil às montadoras controlar a qualidade da rede autorizada, imagine controlar o que poderão fazer com seus sistemas que envolvem diretamente desempenho, conforto e segurança.
      Enfim a restrição é correta e prudente.

      • pablo

        Liberar o software é diferente de liberar modificações no software. Concordo que o código-fonte deve permanecer fechado por n motivos, mas a disponibilidade das novas versões deve ser amplamente divulgada.

        • dark_sat

          Realmente, eles poderiam divulgar atualizações, mas se o fizessem isso seria mais um plus e não uma obrigação. Eu acredito que não o fazem, é pelo fato de que as pessoas poderiam entender isso como algo que a montadora deveria financiar o serviço de atualização (como um recall).

          • pablo

            Bom, a montadora deveria "financiar" sim – entre as aspas, porque o custo da atualização é muito próximo à zero.

            E o que seria um "plus"? Um nome pra denominar algo que a fabricante deveria fazer como suporte mas vende como serviço? É como os compactos premium, que são apenas compactos equipados ou da geração nova, mas são chamados assim pra justificar os 15 ou 20 k a mais no preço.

            • dark_sat

              Amigo, imagina que todos os carros vendidos pela montadora voltem para as concessionárias fazer a atualização. Jogando por baixo, 500 mil carros parados em concessionárias para esse serviço não saem de graça não!

              • pablo

                Qual o custo de conectar um cabo, transferir um arquivo e desconectar um cabo? R$2,00 chutando alto. O tempo? Se bem feito menos de 5 min.

                Dá a impressão que você ainda pensa a tecnologia como em 1980. E dá a impressão que carro é um produto barato, que em caso de erro você joga fora e compra outro. Sem contar as questões de segurança e de emissões.

                • dark_sat

                  dá impressão de que você nunca foi em uma concessionária fazer a revisão do seu carro.

                  • pablo

                    Mais um motivo pra não cobrarem: além de ganharem muito na venda do carro, ganham mais ainda no pós venda, com venda de peças (sempre com lucro incrível) e em serviços (com a hora extremamente cara). E sim, eles demoram porque? Porque você é quem tem que pagar. A Ford Center (Curitiba) pediu uma hora e meia pra trocar o sensor de velocidade (VSS) do meu Focus. O serviço é: levantar o carro, desconectar um cabo de dados/energia, tirar um pino/trava, desencaixar o sensor, encaixar o sensor novo, colocar o pino/trava, conectar o cabo de dados/energia, baixar o carro. Tudo isso leva 10min, no máximo 15min, pois o sensor fica em um lugar de fácil acesso. Evidentemente me recusei a aceitar ser roubado e comprei só a peça lá (com desconto de 30%) e levei o carro no meu mecanico, que fez a troca gratuitamente, já que o serviço era fácil e rápido.

    • mauricar20

      Não concordo. Nada de Plus. Obrigação!

      Sempre fiz todas revisões na CC e esse tipo de trabalho não é oferecido. Você é obrigado sempre a perguntar, e muitas CC nem sequer sabem sobre esse serviço, e o consumidor é obrigado a insistir e provar que existe.
      O software de gerenciamento e melhoria é obrigação sim da montadora. Não só da injeção, mas em câmbios automáticos e automatizados tb!

      Imagine: você comprou seu iPhone 4S com o IOS 5.0. No ano seguinte a Apple lança o IOS 6.0 e resolve nao aplicar essa atualização para os devices antigos, e só os novos virão com o sistema. Todas as melhorias do novo sistema não estarão disponiveis nos devices que foram comprados anteriomente, mesmo sendo o mesmíssimo hardware.

      O que você está querendo dizer é mais ou menos isso.

      Meu Punto é 11/12 e é idêntico ao 12/12, que já deve vir com a versão atual do software. Já que eu tenho o mesmo carro, igualzinho, eu nao teria o direito de usufruir de uma melhoria que clientes que compraram o carro pouco antes de mim vão ter?

      • dark_sat

        Isso é uma decisão da fabricante. Se a fabricante decidiu que o iPhone 4 não pode ter siri, mesmo tendo capacidade de sobra para executar a funcionalidade, você não pode reclamar, pois quando comprou o aparelho não esperava que ocorresse suporte.

        Quando vc compra o carro, vc faz um test drive e é aquele desempenho que você terá. Se futuramente a montadora atualizar o software melhorando o desempenho, ela não tem obrigação nenhuma de atualizar o mesmo em veículos anteriores. Por isso o caso de ela fazer é um plus. E o fato de sua concessionária não ter feito, pode ser devido ao fato de a fabricante não recomendar a atualização a menos que exista algum problema.

        • mauricar20

          Concordo com voce no caso do iPhone 4, mas estamos falando de mesmo hardware. Quem comprou o iPhone 4S em dezembro com IOS 5, vai querer atualizar seu device com o IOS 6 se o iPhone 4S vendido em março conter esse software. Enquanto essa versão do etorq for vendido, é obrigação da montadora manter o software atualizado. Não podemos esquecer que essas atualizações costumam corrigir problemas de má funcionamento e desempenho, como no caso de atualizações que corrigem problemas de consumo, desempenho e de partida a frio como de um colega aqui do forum. O fabricante não tem obrigação quando a atualização é voluptuaria, ou seja para "enfeitamento", mas nesse caso, como corrigem problemas são necessárias.
          No Brasil o consumidor não se importa de ficar a mercê das empresas. Nos EUA as coisas são muito diferentes nesse ponto.

          • dark_sat

            Nossas montadoras atualizam o software de graça durante uma revisão na concessionária autorizada. Dentro da garantia, também fazem de graça mesmo não sendo revisão. No pior dos casos, você vai pagar o serviço de atualização e não a atualização em si. Nos EUA, você compra a atualização pelo site e pode ir em qualquer oficina mecanica e paga para fazer a instalação. Qual você prefere?

            • mauricar20

              É muito melhor poder comprar… até mesmo pq os preços lá nos EUA são justos e você terá suporte de todos os veículos. Um video do ADG mostra que 5 litros de óleo sintético custam U$ 29,90. Vai lá na CC com um Stilo 2007 e tenta fazer a atualização do DL pra ver se você consegue…as montadoras só atualizam se o carro estiver na garantia e se reclamar. Quanto a revisão, a atualização só é feita se você reclamar mesmo. Fato. Aconteceu comigo, e ninguém me falou, eu vivi a situação. Eu tive que ligar em tres concessionárias pra alguém dizer que fazia a atualização (eu sou o Maurício da matéria).
              O atendimento e comprometimento das CC e montadoras são uma piada aqui no Brasil. E olha, que só levo meus carros na CC, hein.

    • pablo

      Não é obrigação da indústria dar suporte ao usuário? É o mesmo que a Microsoft cobrar pelas atualizações do Windows ou a Oracle pelas atualizações do Java Runtime. Você comprou um carro que teoricamente deveria não ter erros. Se tem, a fabricante DEVE fazer o reparo GRATUITAMENTE: seja defeito mecânico, elétrico ou de software.

      • dark_sat

        No caso automotivo não é. O carro não vai deixar de operar ou causar um risco ao usuário por não ter atualizado o sistema, diferente do software que usamos em computadores e dispositivos eletronicos. Vulnerabilidades podem causar dandos extensos à vida do usuário. Se o software do seu carro impõe um risco ao usuário, a montadora deve efetuar um recall.

        • pablo

          O Windows ou o Java também não vão deixar de funcionar. Mas vão ter vulnerabilidades e performance comprometida. É a mesma coisa, sim senhor! Se seu cambio ou injeção não operam como deveriam, é DEVER do fabricante corrigir.

          • dark_sat

            Eu respeito sua opinião, mas discordo.

          • mauricar20

            Quem trabalha com servidores sabe o que uma falha de vulnerabilidade pode causar. É a mesma coisa que risco de morte em veículos. Um sistema que cai provoca prejuízo de milhões. Roubo de dados provoca muito transtornos.

            • pablo

              Estou falando pro usuário doméstico, ele vai deixar de usar o Windows ou o Java Runtime? Não. Muitos nem atualizam. Mas existe a atualização gratuita e existe a vulnerabilidade.

              No caso de uma um software do carro com um bug, é o mesmo: no geral não vou morrer em um acidente ou o carro vai parar (claro que existem casos extremos), mas talvez eu tenha um consumo maior, um desempenho pior ou meu cambio fique lento/dando trancos. Cabe à fabricante corrigiro software e fornecer a correção gratuitamente, já que é ela quem detem o código-fonte.

              Quanto às modificações sugeridas por alguns aqui, sou contra. Além da questão das patentes de software, o risco e as consequencias da liberação das modificações são inmensuráveis.

  • flaviomm

    Aqui vai algo interessante, apesar dos ótimos posts dos colegas acima.

    [youtube HUBu9cWIVBA http://www.youtube.com/watch?v=HUBu9cWIVBA youtube]

    • flaviomm

      Quero dizer… vocês acham interessante?

      • Summers_Viper

        Achei muito interessante!! Não sou fan daquela coleção de relógios que os manolos utilizam, mas todos eles juntos na tela do celular parece unir o útil ao agradável.

      • eduardogege

        Gostei também, vc tem mais informações? Sabe se tem para vários carros, como é sincronizado..?

        • flaviomm

          Não tenho não. Acho que chega ao ponto de fazer um diagnóstico do carro. Mas daí… não chega ao ponto de fazer upgrades, atualizações por conta própria.

          Precisa de um tal de cabo obd, que transmite os dados da central ao smartphone, via bluetooth.

          Não sei se tem para vários carros não. Acredito que são aplicativos em sua maioria desenvolvidos para carros que rodam nos Eua. Posso estar falando uma enorme besteira.

          Por conta da regulagem do motor (gasolina, flex) diferente aqui no Brasil, nem sei se o do próprio Sentra funcionaria adequadamente nas unidades vendidas aqui.

          É uma idéia que pode vingar… mais adiante… na minha humilde opinião.

          Abrs!

  • Jason V.

    Muito embora sejam programas de computador, com estrutura lógica, acho que é melhor separar os dois mundos. Afinal, um bom programador não é necessariamente o cara que mais manja de engenharia mecânica. Se a montadora contrata engenheiros para trabalharem no software, e às vezes os mesmos levam um bom tempo, não é um programador qualquer que vai chegar alterando esse programa.

    Mas não é isso que está em discussão, e sim o quão divulgadas são essas atualizações. Bom, levando-se em conta no graaaande interesse que as montadoras têm em atualizar seus modelos, pode-se saber que uma atualização de software como essas sempre teria uma demora pra sair. Mesmo assim, acho que essa atualização da injeção deveria ser, no minimo, anual.

  • Alex_cps

    Peraí, como isso funciona atualmente? Se vc vai à concessionária eles vão com certeza fazer a atualização, ou só se vc reclamar de algum problema que ela deve corrigir?

    E fora da revisão, se pedir a atualização eles fazem? Ou só fazem escondido, fingindo que não existe, no estilo recall branco?

    O que me preocupa nesse sistema "fechado" é que, se um carro ficar sem atualizar, e daí vc compra ele usado e precisa da atualização… Por quantos anos a concessionária vai oferecer a atualização, antes de dizer que "não oferece mais suporte porque o carro é muito velho…" ???

    Quem tem carro com mais de 10 anos sabe que as concessionárias geralmente não dão a mínima para esses carros mais velhos (sobretudo os que já saíram de linha)… Pelo contrário, acho que fazem o possível para forçar a sua obsolescência (dificuldade de achar peças, etc)… E não me admiro se daqui a algum tempo, na sede desesperada por vender carros novos, essa "idade limite" possa diminuir ainda mais…

    • Jorge Afonso

      Só se reclamar. Atualizaação de software não está na lista de itens para a revisão. Infelizmente.

      Estou prestes a fazer mais uma revisão no meu Honda Fit 2008, quando chegar na concessionária vou perguntar se tem atualização no software da injeção. 4 anos já deve ter dado tempo pra uma atualização…

      • Marcelo_Machado

        Acho que vc esta enganado. Pelo menos na Fiat não funciona assim. Sempre que vc leva seu carro à uma ccs, para revisão ou até mesmo para ver alguma outra coisa na oficina ao colocar os dados do seu carro no sistema aparece o aviso se tem alguma atualização de software para ser feita e se vc autorizar eles fazem.
        Vc não precisa pedir, se existe a recomendação da fábrica para seu carro eles ficam sabendo e fazem.

        • Jorge Afonso

          Então deve ser da concessionário… O atendimento da Planeta H (grupo Honda do sul do Espírito Santo e Grande Vitória) tem um atendimento deplorável… :$

        • mauricar20

          Bem, não creio que nosso amigo está enganado não.

          Eu só consegui fazer a atualização porque eu pedi! Meu carro já tinha ido a concessionaria para acertar o para choques e a duas semanas atras para ver um barulho no freio. Não me foi dito nada sobre a atualização.

          Acho que a melhor idéia seria disponibilizar no site da montadora pelo numero do chassi e sabermos se existe algum serviço que deve ser realizado.

  • Bikudin

    Quem fizer essa atualização com certeza ira cobrar un tanto caro.

  • Delanno

    Não entendi direito. Como iremos saber se o carro que compramos agora ou o que temos a um ano ou dois esta com a mais nova atualização do software da injeção eletrônica? Tipo tenho um carro com 07 anos, aí se eu for na concessionária e pedir a atualização deste sofware nele eles vão ter? sei não acho que se eu perguntar aqui em Natal/RN por isso nas concessionárias, sinto que eles não vão nem saber do que se trata. haushaus

    • Herumor_

      imaginei isso, imagino chegar na css pedindo a atualização da injeção e o atendente dizendo que isso não se faz ¬¬

  • Mike_Bravo

    Alguém sabe se o Uno Economy 1.4 tem alguma atualização dessa disponível nas autorizadas? o.0

  • Herumor_

    Se tem css que nem sabe que existe o modo teste do painel dos zetecs imagine saber se existe a tal atualização… problema que não tem como saber se existe atualização para um modelo e nem quanto cobrariam por isso….

    talvez esse esquema de atualização explica porque carros mais antigos são piores que os mais novos que usam exatamente o mesmo motor…

  • D7V5

    Boa bola levantada. Mas dá para ver que a bola está quadrada.
    Procon neles…. eheheheheheheh

  • thiagolamim

    Enquanto isso, na terra do Tio Sam, as montadoras são obrigadas a fornecer todo tipo de informação técnica sobre o carro. Todo tipo de atualização de software.

  • Tempero

    Não seria uma boa o próprio consumidor baixar e atualizar. Isso abriria um novo campo para os hackers: vírus automotivo!

  • Marco_ABP

    Tive um problema na injeção do meu Focus 2.0 2012 (falhas em retomadas). O consultor disse que era problema do "módulo ECM" e que iria atualizar ou coisa parecida. A coisa melhorou durante uns dois dias e depois voltou a ser o que era. Outro dia estava a 100 Km/h e senti as falhas. Tive um Focus 2001 que vivia parando no meio da rua. Depois de 13 idas à concessionárias, finalmente "descobriram" que era problema no módulo da injeção. Depois que trocaram, nunca mais deu problema. Estranho é que tanto no meu primeiro Focus quanto nesse atual o ícone de injeção nunca acendeu…

  • vi.

    Tive problema com um Corsa Econoflex 1.4 2008/2009 com a partida a frio. O carro não pegava de jeito nenhum, afogava, tinha que dar umas 10 partidas quando ele estava abastecido com alcool e a temperatura era baixa. Foi realizada uma atualização de software, na concessionária anhembi da av. guapira em são paulo/ são paulo pelo consultor Nelson. O carro parecia outro… nunca mais precisei dar mais de uma partida nele… uma pena eu ter sofrido com isso 18 meses até achar o contato dele na internet …

    • Cabuma

      Estou tendo o mesmo problema que você teve, porém o pessoal da concessionária de Uberlândia, onde eu moro, dizem que eles vão tentar fazer uma reprogramação apenas, e que pode ser que de certo ou não! Caso não der, tem que trocar o módulo. O meu carro é um Corsa Econoflex 1.4 2007/2008. Você poderia me dar mais informações a respeito do seu problema e também sobre esse consultor Nelson. De vez enquanto vou a São Paulo e posso tentar resolver o problema aí, sem ter que gastar um dinheirão trocando módulo. Valeu.

  • exmarujo

    Por que isso não é divulgado pelas montadoras? Porque não dá muito jeito

  • mauricar20

    Eu só consegui fazer a atualização porque fui até lá e disse que queria fazer.
    Não importa se a atualização deve ser feita só na concessionária. Acho que o grande problema é o consumidor não saber que ele pode ser feita. Meu Punto 1.6 mudou da água para o vinho com uma simples atualização. Como eu rodo pouco, talvez ficasse sofrendo com o desempenho do carro até o ano que vem quando faria a revisão dos 15 mil, e ainda correndo o risco de não ser feita, jã que isso não faz parte do plano de revisão.
    Fiz o seguinte: liguei na CC e me pediram o numero do chassi. Através desse numero a CC sabia se meu carro tinha ou não atualização de software a ser feita. É um serviço que podia estar disponível no site da montadora e devia ser divulgado… já que não existe outro caminho se não a eletrônica embarcada nos carros e sistemas operacionais e gerencias instalados para toda a parafernalha funcionar, e assim como componentes mecânicos, o software pode (e deve) ser melhorado sempre.

  • gustavodornas

    O novo uno também teve um desses. O motor 1.0 tem um problema que ele falha aos 3000 rpm, é coisa imperceptível para o passageiro mas o motorista percebe. Pesquisei na internet e descobri que havia uma atualização para a injeção que corrigia esse problema. Levei na concessionária e nem o mecânico nem o gerente da oficina sabiam dessa falha nos 3000rpm muito menos da atualização da injeção. Certo que existia, falei para eles pesquisarem. Não deu outra, logo encontraram a atualização enviada pela Fiat. O motor nunca mais apresentou essa falha e o carro ficou bem mais econômico.

  • ChicoFCarvalho

    Acompanho um forum internacional sobre o Tiguan e, neste momento, nos EUA há uma pressão muito grande de proprietários para que a VW faça uma modificação no gerenciamento do câmbio automático dos modelos 2012 que, para melhor se adaptar às restrições americanas de consumo, teve reprogramada a ECU para subidas de marchas em giros bem baixos (6ª a menos de 60km/h) o que deixa o carro meio "bobo". A VW já disponibilizou a atualização para o Canadá. Não sei se nos modelos brasileiros houve essa reprogramação também.

  • ChicoFCarvalho

    Para quem tem VW, uma ferramenta (scanner) muito interessante de usar é o VCDS (Ross-Tech). Você compra o cabo OBD2-USB e instala o software no laptop. Ela faz o diagnóstico de todos os sistemas do carro informando os códigos dos erros e ainda permite fazer algumas alterações em determinadas características.
    Hoje, qualquer boa oficina independente no mercado tem que possuir essas ferramentas de diagnóstico senão não tem como fazer uma boa manutenção nos veículos mais modernos.
    Para remapeamento de injeção com vistas a melhoria de desempenho (principalmente em motores turbo), há empresas como a APR, GIAC e a UNICHIP que reprogramam ou adicionam componentes à ECU original

  • Sinceramente, deve existir sim várias atualizações, mas se a pessoa não liga nem em trocar o óleo corretamente, fazer revisões adequadamente, fazer recalls o que garante que vai ter acesso a essa informação e vai achar isso relevante?
    Eu sei que para nós, fãs de carros, isso é relevante. Mas para 80% dos consumidores, não.

  • Thiago Denadai

    Atualizei na CSS em Sertãozinho e ficou show. Não cobrou. Carro: Corsa 1.4 econoflex

  • MARCIO

    BOA TARDE TEM COMO EU DA UMA ALTERADA NO MODULO DE INJEÇAO DO GOL 1.6 FLEX

  • Welington

    Voce sabe me dizer se existe alguma atualizacao para o palio weekend 2005 1.3 8v?
    Sou mecanico, moro em brasilia, e ja algum tempo estou sentindo meu carro muito ruim pra andar e consumindo bastante, no entanto ja fiz tudo o que tinha que ser feito na parte de injecao e mecanica. Esta tudo em perfeito estado, ja regulei valvulas, verifiquei ponto, medi bomba de combustivel, taxa de compressao, sensores em geral, esta tudo ok. Quando passo o scanner nao acusa nada, nenhuma falha. E estou intrigado com esse defeito, geralmente é de terceira marcha, ele da uma prendida e logo volta ao normal. se tiver alguma opiniao agradeço. obrigado

  • Lord Igor

    Boa tarde! Tenho um Fiat Tipo 1.4. i.e. (sou de Portugal), e nunca fiz actualização na injeção eletrónica, e gostaria de saber quanto me custava fazer essa actualização e se compença? Obrigado

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend