Audi Hatches Segredos-Flagras

Audi A1 2018 promete ser mais refinado e tecnológico

Audi A1 2018 projecao

Embora seja o modelo mais em conta da linha da Audi, o A1 deverá estrear sua segunda geração com maior refinamento e novos equipamentos tecnológicos, seguindo a linha dos carros mais caros da montadora alemã. Segundo fontes, o novo hatch pequeno será lançado no mercado em meados de 2018.

O novo Audi A1 será construído a partir da nova plataforma A0 (versão menor da MQB da Volkswagen), o que vai permitir novas dimensões, com ganho de cerca de 9 centímetros no comprimento em relação ao modelo atual, aumentando o espaço para as pernas dos ocupantes do banco de trás. O porta-malas também poderá sofrer aumento, passando dos 270 litros atuais para 300 l.

Além da nova plataforma, o modelo terá uma nova gama de motores, o que inclui um novo 1.0 litro turbo de três cilindros, com cerca de 100 cavalos de potência. Haverá ainda os novos 1.5 litro turbo a gasolina e diesel, com potência de 90 a 160 cv, mas este deverá estrear no próximo A3. A linha deverá incluir também uma configuração híbrida plug-in.

No visual, o Audi A1 2018 vai seguir a nova identidade visual da montadora, com direito a faróis com novo recorte e luzes diurnas de LED, grade com formato hexagonal, novas lanternas traseiras inspiradas nas do A3 e spoiler traseiro para auxiliar na eficiência aerodinâmica e contribuir para uma maior aparência esportiva.

Já no interior, além do acabamento mais refinado, o carro trará sistema de entretenimento MMI com Apple CarPlay e Android Auto e painel de instrumentos Cockpit Virtual com tela de 12,3 polegadas.

[Fonte: AutoExpress | Imagem: Theophilus Chin]





  • Victor Hugo

    Não gosto muito desse downzing na potência.

    • Neco

      Trata-se de um carro compacto. É do tamanho de um Polo
      100 cv são mais do que suficientes, além do que existem outras versões, como se sabe.

      Em Portugal, ele é vendido hoje com o motor 1.0 TSI do UP!, mas com menos potência (95cv e +- 16kgfm), podendo inclusive ser DSG.

      Tem também o diesel, de 90cv.

      Aliás, o Polo em Portugal tem 60cv (1.0 normal).

    • André

      Pode haver downsizing de cilindrada, mas não de potencia, muito menos de torque em baixas rotações. A grande sacada hoje são motores pequenos, turbinados, com bastante torque em baixas rotações e cambios com relaçoes de marchas longas ou muitas marchas para reduzir o consumo.

      • Victor Hugo

        Eu falei na potência, e não em tamanho de motor. Esse 1.4 no Golf tem 150 CV, mas amassaram o carro para ter essa potência bem menor. É isso qur eu não gosto. Por quê prejudicar o cliente na hora de vender mais barato?

        • Gustavo73

          O 1.4 Tsi tem potências que vão de 125cv há 150cv. Havendo algumas variações pouco acima dependendo do modelo e oi versões dos carros que o utilizam. Ma na matéria não se fala fo 1.4Tsi. E sim além de versões com o 1.0 Tsi(hoje no A1 com 95cv) no futuro 1.5Tdi e Tsi.

          • Victor Hugo

            EU sei disso, mas você entendeu o que eu quis dizer? Que não concordo em ficar reduzindo potência para o carro que será vendido com menor preço? 1.0 TSI tem 120 CV no Golf que está por vir…

            • Gustavo73

              Primeiro o Golf é um médio e o A1 um compacto. E o 1.0 Tsi surgiu primeiro com 90cv no Polo/A1 para substituir o 1.2 Tsi como disse. Não reduziram a potência. E cada versão tem uma proposta, as menos potentes estão boltadas para a economia de combustível. Algo muito comum na Europa. Lá o Up tem duas versões do 1.0 MSI uma com 68cv. O Golf VI tinha uma versão 1.2 Tsi com 90 cv que foi substituída pelo 1.0 TSi com 115cv. Tem Série 1/3 com motor 1.5 e 136cv cv. O 1.0 Ecoboost tem versões de 100/125/140cv. Dependendo da versão o mesmo motor é usado em diversos carros com potências diferentes. Alguns são voltados preferencialmente para o consumo.

    • PEDAORM

      Na pratica, no uso diário, tem desempenho melhor que motores aspirados com alta potência. O número da potência reflete na velocidade final, situação pouca vivida na pratica.

    • Gustavo73

      Desde o lançamento fo A1 havia versões com 90cv só que era um 1.2 TSFI. O 1.0 faz o mesmo serviço consumindo menos.

  • Doccar

    Parece que pra VW 2017 nao vai existir, porque todos lancamentos dela serao em 2018..

    • PEDAORM

      Salvo engano tem o importante lançamento do SUV da Seat ano que vem.

    • Leon Gonçalves

      A5 sportback, q5 em 2017!

    • Gustavo73

      Os lançamentos são apresentação em 2017 nos salões europeus mas normalmente o ano de lançamento é em 2018.

  • Murilo Soares de O. Filho

    Vai usar a A0, a própria VW, disse se tratar de uma base mais simples que a MQB, para emergentes, agora será usada no A1 da Audi, é o que sempre pensei, base modular nada mais é que uma redução de custos, mesmo que seja moderna…

    • Gustavo73

      A VW nunca disse nada sobre a A0 ser mais simples. A0 é a identificação da marca para modelos compactos. O atual Polo usa a Plataforma PQ25 ou A05. O Golf usa a MQB-A para médios e o Passat usa a MQB-B. Lembrando que MQB não é uma única plataforma e sim um sistema que usa alguns elementos iguais usando outros de medida diferentes para atender várias categorias.

      “MQB models may range from superminis to large family cars, replacing the current generations of models. The MQB architecture will supersede the current PQ25, PQ35 and PQ46 platforms.

      All MQB cars will share the same front axle, pedal box and engine positioning, despite varying wheelbase, track and external dimensions.”

      • Murilo Soares de O. Filho

        Na verdade, ela é uma versão mais simples da MQB. O que torna perfeita para mercados emergentes, entenda, não estou dizendo que não presta…

        • Gustavo73

          Como disse ela é a versão para compactos da MQB. Vai do A1/Q2 ao VW Polo/Seat Ibiza/ Skoda Fábia e suas prováveis versões crossover e chegará aqui no substituto o Fox/Gol . Nada diferente do que aconteceu quando o Polo e Fox foram lançados aqui com a PQ24 no início dos anos 2000 e o Gol em 2008. Ser mais”simples” que a do Golf é natural assim como a do Fiesta é em relação ao Focus ou o Corsa em relação ao Astra/Cruze(Europa). A questão é, no substituto do Fox ela deve seguir o padrão europeu mantendo o que aconteceu na atual geração. Já no Gol pode haver um simplificação na construção novamente seguindo o padrão atual.
          Mas como disse a MQB não é uma plataforma única por isso falar em simplificação no sentido inferior (construção/técnicas) não é o correto. Lembrando que a MQB-A já é feita aqui Golf/A3 sedan.

          • Murilo Soares de O. Filho

            Não disse inferior, basta ver meu comentário, mas é mais simples sim, isso é fato…conjunto da obra é o que importa e não uma sopa de letrinhas…

            • Gustavo73

              Mais simples como todas da categoria. A sopa de letrinhas é só para identificar para qual categoria ele é feita. Antes o que mudava eram os números. PQ25 Polo, PQ35 Golf e PQ46 Passat. P significava veículo de passeio Q motor tranversal p primeiro número a categoria e o segundo a geração da plataforma. MQB significa Plataforma modular para veículos de motorização transversal. A sopa de letrinhas está lá para a identificação.

  • Janduir

    Avisando que consegui abrir apenas a 1 notícia, pois tem uma m… de uma propaganda que toma a tela inteira e é ruim de fechar… estou a uma semana sem ver o resto das notícias, pois desço e essa m… já trava…

    • GPE

      Só ta prestando no celular. No PC ta impossível

  • Chen

    Acredito que nao venha em 2018,o remodelado A1 acabou de ser lancado no BR,e ano passado na Europa.
    Ira vir agora o novo A3 hatch.

    • Gustavo73

      O A1 recebeu um facelift em 2015. A chegada da nova geração em 2018 não é estranho já que ele foi lançado em 2010. O A3 é de 2012 e acaba de ganhar um facelift.



Send this to friend