Audi Conversíveis Europa Preços Tecnologia

Audi A3 Cabrio aparece com motor 1.4 TFSI de 116 cv

audi-a3-cabriolet-azul-2

A Audi mudou a configuração do A3 Cabrio para o mercado europeu. O conversível alemão perdeu a opção 1.2 TFSI, mas continua com o 1.4 TFSI COD de 150 cv.

No entanto, para cobrir a saída do 1.2, a Audi colocou o 1.4 TFSI com 116 cv e 20,8 kgfm. Os números são os mesmos do 1.0 TFSI, que não foi colocado no modelo por conta do baixo volume.

Sendo mais lento que a versão de 150 cv, o A3 Cabrio 1.4 de 116 cv também é menos eficiente, já que a opção mais poderosa tem sistema de desligamento de cilindros (COD), fazendo com que trabalhe apenas com dois deles em regime de baixa rotação.

O preço começa em € 30.950, mas o 1.4 de 150 cv sai por € 32.700. Ou seja, a melhor opção acaba sendo o Audi A3 Cabrio mais potente. Em relação ao mercado, o conversível estaria na linha de fogo dos cortes de custos do grupo VW, assim como o A3 hatch com duas portas.

[Fonte: Auto Evolution]





  • Raimundo A.

    Quando a VW quer inventa de fazer ofertar estranhas. O motor 1.4 TSI deve ter um volume de produção muito maior e assim pode ser ofertado em configurações amansadas como esta cuja cavalaria é compatível com o nosso MSI e o 1.0 TSI. Diferença de preço pequena para o outro 1.4 TSI de 150cv e poderia, porém como é dito, o volume de produção parece inferior ter posto o 1.0 TSI.
    Nós, temos o MSI por ser mais barato de fazer quando poderíamos ter o 1.4 TSI como desse A3 Cabrio com torque muito melhor numa configuração de acesso e com mais cavalos oferecida como flex. Vamos ter o 1.0 TSI Flex mais potente para o Golf, porém não para substituir o MSI, mas cobrarem mais pela melhor eficiência.

    • Vinicius LMS

      O que acho estranho é que esse 1.4 TSI tem versão de 122cv, não entendo porque a VW quis uma versão mais mansa ainda.

      • invalid_pilot

        Emissões e consumo, na Europa isso é levado a sério

        • Rodrigo

          Faria sentido se na própria matéria não dissesse que o 1.4 de 150 CV possui o desligamento de cilindros, o que o torna mais eficiente.
          Realmente é uma situação estranha e, ao meu ver, tem mais relação com alguma tributação em função de potência do que redução de emissões.

          • Martini Stripes

            Ou vc quer empurrar os clientes para o de 150. É uma estratégia bem comum, vc oferece mas não quer que comprem, prefere que todos vão para a versão mais cara que sua margem é maior, afinal, deve ser tudo software que faz esse controle.
            Vide Apple com iPhone de 16 e 64 GB. Ao invés de começar em 32GB, coloca essa lacuna e faz muitos consumidores migrarem pro mais caro, mas a diferença de custo é mínima.

            • Rodrigo

              É verdade. Não tinha me atentado a isso.

        • Vinicius LMS

          Consumo deve fazer mais sentido, porque a menos que tenham mexido há uns meses na regra de emissões de alguns mercados, tem outros Audis com o motor de 122cv, inclusive o A3 Sedan é um deles.

          • invalid_pilot

            Mas tem países europeus que se paga imposto de acordo com emissões, eu dei um chute hipotetico, nao sou da Audi pra afirmar nada

            • Vinicius LMS

              Pode ser isso mesmo hein, provável que com a potência reduzia tenham conseguido um cálculo de imposto menor em alguns países.

    • Edson Fernandes

      Pera… mas tem um detalhe diferente para o Brasil: Os motores 1.0 tem imposto cobrado a menor que se comparado ao 1.4. Nisso já dá para entender porque é para nosso mercado possivel ter essa variante.

      Ao menos melhor que o 1.6 MSI.

  • Diogo Oliveira

    Sei que é um Audi e tal, mas acho um Absurdo no Brasil um carro de 116 Cv ser vendido a preço de um carro de 455.

  • Edson Fernandes

    E pensar que eu imaginaria essa tecnologia de desligamento de cilindros para nosso mercado com o aumento de potencia…

    Para mim, esse faria terum consumo ainda mais inferior na cidade. Seria possível imaginar um Golf em um transito intenso de SP fazendo 10km/l ou mais com isso.

    Mas… sempre o mas… ficamos com os veiculos mais pesados que tem essa tecnologia, me lembrando diretamente de um deles: Honda Accord V6.



Send this to friend