Audi Elétricos Europa Finanças Mercado

Audi promete esportivos S, R e RS em elétricos a partir de 2019

Audi promete esportivos S, R e RS em elétricos a partir de 2019

A Audi apresentou um balanço negativo para o ano de 2018, a marca vendeu 3,5% abaixo do número do ano anterior. Bram Schot, presidente do Conselho de Administração da Audi, disse: “Não podemos ficar satisfeitos com nosso desempenho. A Audi tem excelentes produtos no mercado, mas em termos de negócios, falhamos na transição para o WLTP como o teste final de estresse ”.


Com 1.812.485 vendidos no ano passado, a Audi teve margem de lucro de 6% ante 7,8% do ano anterior. O lucro operacional foi de € 3,529 bilhões contra € 4,671 bilhões de 2017. O fluxo de caixa caiu pela metade e a liquidez do grupo foi parcialmente reduzida, assim como a receita da montadora como um todo.

Audi promete esportivos S, R e RS em elétricos a partir de 2019

Diante dessa situação, a Audi prometeu mais ação em 2019 e isso significa acelerar o processo de eletrificação do portfólio do fabricante de Ingolstadt. Entre outras ações para reduzir os custos, aumentar as vendas e recuperar as margens, a montadora quer reiniciar suas atividades com produtos baseados na plataforma modular elétrica MEB, começando pelo Audi Q4 e-tron.


Schot, revelou: “Os clientes vão mudar para carros elétricos mais rapidamente e mais amplamente do que esperávamos inicialmente. Isto também é demonstrado pela resposta extremamente positiva ao Audi e-tron SUV e ao Q4 e-tron Concept, que apresentamos na semana passada no Salão Automóvel de Genebra. As economias de escala do nosso grupo são vantagens cruciais para nós. Já expandimos nosso roteiro elétrico e agora ofereceremos cerca de 30 modelos elétricos até 2025. ”

Audi promete esportivos S, R e RS em elétricos a partir de 2019

Mas não ficará somente nisso. A Audi pretende dar mais energia aos produtos elétricos com variantes esportivas. A partir de 2019, a marca alemã pretende revelar modelos das linhas S, R e RS em um “cronograma apertado de sucessivos lançamentos do mercado”.

Serão ao todo 9 modelos novos da versão S, bem como 4 modelos R e RS. A novidade aí é a versão R. Nos carros comuns da Audi, provavelmente teria potência em torno de 350 cavalos, servindo como intermediário entre as duas versões mais conhecidas.

Além disso, a Audi confirmou o lançamento do Audi e-tron Sportback e do Q2 L e-tron, este produzido na China e exclusivo da região. Este ano, 6 modelos híbridos plug-in serão lançados, sendo que 4 deles já foram mostrados. Non próximo ano, mais 12 modelos eletrificados ganharão o mercado.

Audi promete esportivos S, R e RS em elétricos a partir de 2019
Nota média 4.7 de 3 votos

  • Ricardo

    Vão colocar um ronco artificial.

    • Asmirandha

      veja “Fighting with My Family” neste site! todas as línguas disponíveis !! aqui: FROMSERIESHD77.BLOGSPOT.COM

      • Ricardo

        O que é que tem?

        • Vitor

          Só marca spam.

    • Nikita

      veja “Fighting with My Family” com qualidade 720p / 1080p! todos os filmes e todas as línguas disponíveis !! copie aqui: INSERIES10.BLOGSPOT.COM

  • CanalhaRS

    Não vejo nenhuma montadora dando uma solução definitiva e viável para o proprietário trocar a bateria do seu elétrico com ela chegar ao fim do ciclo. Se a troca não for barata, não haverão mais carros usados no futuro, pois ninguém comprará um carro com bateria no fim da vida sabendo que terá que desembolsar mais que o valor do carro pela peça nova.
    Com um enxurrada de modelos chegando a partir de agora, o problema se aproxima rapidamente alí no horizonte.

    • Ricardo

      Pois é!

    • Natán Barreto

      Obviamente o custo já não será de um novo carro. Quanto maior a produção em escala, mais rapidamente os preços baixam.
      Em alguns anos será como trocar a bateria do celular.

      • CanalhaRS

        É aí que está o problema, amigo.
        Tudo previsões, se imagina isso, calcula aquilo, contando com um futuro que pode não acontecer…

    • th!nk.t4nk

      A durabilidade da geraçao atual de baterias é de 10 a 15 anos. Como o preço delas cai a cada ano, quando finalmente chegar a hora de trocar as chances são de que a pessoa terá à sua disposição uma alternativa relativamente barata e com maior alcance (já que a densidade energética também está aumentando continuamente).

      • CanalhaRS

        É aí que está o problema, amigo.
        Tudo previsões, se imagina isso, calcula aquilo, contando com um futuro que pode não acontecer…
        Muita gente usa o carro de forma mais severa, então esse ciclo de 10 anos, na prática, não será bem assim.

        • th!nk.t4nk

          Por enquanto realmente tá bem loteria ainda. Pra quem quer muito um pouco da experiência do elétrico, mais vale pegar um bom híbrido nesse momento e esperar até a tecnologia amadurecer um pouco mais.

    • Aldrovando Castro Junior

      Prius R$ 8.000,00 garantia 8 anos….(tudo previsto em contrato), eu não trabalho na Toyota kkk), já tive 2 Prius….

      • CanalhaRS

        É, mas o Prius é híbrido, o conjunto de bateria é mais simples, e já custa isso…agora pensa num modelo puramente elétrico, com grande autonomia? Vai ser um soco no estômago (ou no bolso)…hehehehehe

        • Miguel

          E se bater? Acabou o carro… Acho que só vai existir perda total! Rsss

    • Bandit

      Como se não bastasse isso, esses elétricos que estão querendo empurrar no mercado não tem autonomia boa, e demoram a carregar, mesmo com um supercarregador, e essa nóia de esportivo eletrico não me desce.

  • Ⓜ️arcelo

    Um dos pontos negativos da baixa nas vendas,a meu ver, é o conservadorismo do design dos modelos, como por exemplo do A4 A5 Q5 Q7 TT. Os carros são excelentes mas as novas gerações cada vez mais parecem estilização e, com isso, esses modelos estão sendo cada vez menos desejados.

    • th!nk.t4nk

      É o contrário: todos esses modelos (menos o A4) aumentaram suas vendas nos últimos anos. A baixa na Audi não teve nada a ver as vendas, e sim com a parada das fábricas pro WLTP. Literalmente eles ficaram meses com produção beirando zero, enquanto acertavam o sistema pra cada carro. Diversos modelos a Audi chegou a tirar do configurador, pra não pegarem novos pedidos. E pra você ter ideia, até agora eles nao voltaram à normalidade plena de produçao. A Audi foi a montadora mais afetada pela introdução do WLTP.

  • Valter Junior

    Por que será ? Quem já teve audi no brasil já sabe, manutenção cara e rara, desvalorização astronômica e os preços absurdos. Manda o Q8 pra cá valendo 150k pra ver se eu nao compro !

    • Vitor

      Vale isso nem lá fora.

  • Murilo Soares de O. Filho

    O carro elétrico, sem graça, caro e normalmente feios.

    • cepereira2006

      Siga pagando por gasolina, então. Ninguém está te obrigando a nada. Assim que chegarem os chineses elétricos os preços vão baixar.

  • Eduardo Edu

    A Audi tem na sua história como sempre apostar no futuro. Foi assim com a refrigeração à água, tração dianteira, tração 4×4 permanente, DRL, faóis xênon, led, OLED e laser. Mas apostar tanto assim no carro elétrico não sei se será tão assim como eles vislumbram.

    • cepereira2006

      Carro elétrico é o futuro, não tem mais como fugir. Quem sair antes na frente vai ganhar mais dinheiro.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email