Audi Lançamentos Preços SUVs Test Drive

Audi Q3 2016: Impressões ao dirigir

audi-q3-2016-test-drive-NA-2-700x467 Audi Q3 2016: Impressões ao dirigir

O Audi Q3 2016 chega ao mercado nacional com mudanças no visual e motorização. O SUV da marca de luxo alemã passa a dispor de um estilo mais sofisticado e também uma opção a mais de motor, bem como reposicionamento de versões e preços.



Custando entre R$ 127.190 e 190.190, o Q3 2016 prepara o terreno para sua nacionalização, que deve ocorrer no ano que vem. Os efeitos disso e da política de preço da Audi podem ser notados nas vendas de 2014, quando o modelo emplacou 3.817 unidades, sendo o mais vendido entre os SUVs de luxo, contra 713 de 2013.

Visualmente, o Audi Q3 na linha 2016 adiciona uma nova grade frontal, cujos prolongamentos na parte superior se unem aos faróis. Estes por sua vez mantêm o mesmo formato e projetores bi-xênon, mas a lente agora passa a dispor de LEDs diurnos revistos e luz de neblina, que deixa o corpo do para-choque. Falando no protetor, o visual agora é mais agressivo e similar ao do RS Q3.

audi-q3-2016-20-tfsi-NA-7-700x466 Audi Q3 2016: Impressões ao dirigir

Na traseira, o Audi Q3 2016 vem com lanternas com nova iluminação por LED, incluindo repetidores de direção, mas igualmente preservando o desenho. Por fim, o escape duplo agora é cromado de série. Por dentro, as mudanças se resumem a apliques prateados dos comandos de áudio e ar condicionado, bem como detalhes em alumínio no painel e portas. Outra novidade é a cobertura da tampa do porta-malas, que agora é retrátil.

Em termos de motor, a novidade é o 1.4 TFSI de 150 cv e 25,5 kgfm. Este propulsor está disponível com transmissão S tronic de seis marchas, a chamada DQ250 (até 250 nm de torque). Oferecido nas versões Attraction e Ambiente, esta opção vem apenas com tração dianteira.

Outra versão de motor é o 2.0 TFSI, que pode ter 180 cv e 32,5 kgfm ou 220 cv e 35,5 kgfm. Nos dois casos, o propulsor vem com injeção dupla (direta e indireta). O acréscimo foi de praticamente 10 cv nas duas variantes. A novidade é o câmbio de dupla embreagem S tronic de sete marchas (DQ500, que suporta até 500 nm). Nos dois casos, a tração é integral Quattro.

audi-q3-2016-14-tfsi-NA-5-700x466 Audi Q3 2016: Impressões ao dirigir

O motor 2.0 TFSI é oferecido nas versões Attraction e Ambiente, sendo que somente esta última tem opção de 220 cv. Todas as versões têm Start&Stop. Confira abaixo os itens de cada versão do Audi Q3 2016:

Attraction 1.4 e 2.0 TFSI – Ar-condicionado, rodas de liga leve aro 17, bancos de couro sintético, computador de bordo, sensores de luz e chuva e volante esportivo com shift paddles, seis airbags, assistente de partida em rampa, controle eletrônico de estabilidade (ESP), faróis de bi-xênon com ajuste automático de altura, lanternas traseiras de LEDs, freio de estacionamento eletromecânico e sensor de estacionamento traseiro, entre outros. A 2.0 Attraction conta ainda com banco elétrico do motorista e pacote de iluminação.

audi-q3-2016-20-tfsi-NA-11-700x466 Audi Q3 2016: Impressões ao dirigir

Ambiente 1.4 e 2.0 TFSI – Itens da Attraction mais ar-condicionado dual zone, porta-malas com acionamento elétrico, retrovisor eletrocrômico, teto solar panorâmico, controle de cruzeiro e rebatimento elétricos dos retrovisores. A versão 2.0 ganha ainda o Audi Drive Select, sensor de estacionamento dianteiro, barras no teto na cor prata e soleira das portas de alumínio.

Na opção 2.0 Ambition, há também bancos dianteiros com ajuste elétrico, rodas de liga leve aro 18, computador de bordo, rádio MMI com sistema de navegação. Opcionalmente, pode ser equipada com o pacote conforto (R$ 7.500), que traz Audi Side Assist (alerta de mudança de faixa), Keyless-go (sistema de partida sem chave) e equipamento de som da Bose com 14 alto-falantes e 465 watts. O sistema de navegação para as demais versões custa R$ 10.500. Pintura metálica e perolizada custam R$ 1.500.

audi-q3-2016-20-tfsi-NA-10-700x466 Audi Q3 2016: Impressões ao dirigir

Com 4,39 m de comprimento, o Audi Q3 tem 460 litros no porta-malas e vai de 0 a 100 km/h em 8,9 segundos e máxima de 204 km/h na versão 1.4 TFSi, que tem nota A de consumo do Inmetro nas duas categorias e faz 12,5 km/litro na estrada e 10,7 km/litro na cidade. O 2.0 TFSI Quattro de 180 cv vai de 0 a 100 km/h em 7,6 segundos, enquanto a versão de 220 cv precisa de 6,4 segundos. As máximas são de 217 e 233 km/h, respectivamente.

Confira abaixo os preços das versões do Audi Q3 2016:

• Attraction 1.4 TFSI 150 cv – R$ 127.190
• Ambiente 1.4 TFSI 150 cv – R$ 144.190
• Attraction 2.0 TFSI Quattro 180 cv – R$ 145.190
• Ambiente 2.0 TFSI Quattro 180 cv – R$ 165.190
• Ambiente 2.0 TFSI Quattro 220 cv – R$ 190.190

audi-q3-2016-test-drive-NA-26-700x466 Audi Q3 2016: Impressões ao dirigir

Impressões ao dirigir

O evento de apresentação e test drive do Audi Q3 2016 ocorreu em São Paulo. Começamos pela versão 1.4 TFSI Ambiente, que apresenta um pacote mais completo e custa R$ 144.190. Com 150 cv entre 5.000 e 6.000 rpm, o pequeno propulsor (22 kg mais leve que o 2.0), garante uma boa performance para o SUV, que pesa 1.405 kg nessa configuração.

O Q3 1.4, por ser mais leve, apresenta até mais disposição que o 2.0 de 180 cv, garantindo agilidade no trânsito e desempenho adequado na estrada. A transmissão S tronic estranhamente oferece seis marchas ao invés de sete. Mesmo assim, só sentimos falta da sétima marcha durante o cruzeiro a 110 km/h, onde a rotação ficou em 2.400 rpm. Seguramente cairia para menos de 2.000 rpm se fosse o caso.

audi-q3-2016-14-tfsi-NA-9-700x466 Audi Q3 2016: Impressões ao dirigir

Para quem não tem pretensões fora do asfalto, o Audi Q3 1.4 TFSI acaba sendo uma opção desejável, mas não só pelo menor peso e disposição, mas também pela eficiência energética. O S tronic ainda dispõe de modo Sport, para tornar a coisa mais divertida e o Audi Drive Select oferece quatro modos de condução: Efficiency, Comfort, Auto e Dynamic. Nesta última ele fica ainda mais esperto, oferecendo boas retomadas.

Após o teste com o Q3 1.4, foi a vez do Q3 2.0, mas somente o de 180 cv, que era a única opção Quattro disponível no evento. A versão de 220 cv não foi disponibilizada para a imprensa. Com sete marchas no S tronic e 10 cv a mais, bem como 32,5 kgfm entre 1.400 e 3.900 rpm, o SUV de luxo se mostrou um pouco mais esperto que o anterior 2015.

audi-q3-2016-14-tfsi-NA-8-700x466 Audi Q3 2016: Impressões ao dirigir

Com a sétima e rodando a 110 km/h, a rotação ficou em 2.100 rpm, traduzindo-se em conforto ao dirigir e economia de combustível. A diferença em relação ao 1.4 é enorme, sendo que a impressão (real) é de um veículo mais pesado e com ronco maior. Ainda assim, a performance é muito boa para a proposta e os R$ 1.000 que separam o Ambiente 1.4 do Attraction 2.0 deverão deixar o pretendente ao posto de dono com muita dúvida na cabeça.

Afinal, um tem pacote melhor e motor menor, porém, bem esperto no trânsito. Já o segundo é mais potente e tem desempenho geral melhor, ainda com uma marcha a mais e tração nas quatro rodas, mas com eficiência energética e equipamento inferiores. E aí? Aí quem estiver nessa situação terá de pensar bem no que realmente deseja. As duas opções são realmente muito boas e bem distintas. No geral, o Audi Q3 2016 melhorou bastante e ficou mais interessante para o consumidor.

Galeria de fotos do Audi Q3 2016:

 

Evento a convite da Audi.

5.0

  • Gustavo Vasconcelos

    Acabei de ver uma propaganda na tv a cabo do Q3 dizendo que partia de 119.000

    • Gustavo73

      Provavelmente os modelos 2015 sem o facelifth.

      • Leandro Torres

        2016 já!

        • Gustavo73

          Opa bem mais interessante.

  • Matthew

    Por incrível que pareça, está com melhor custo/benefício do que a CRV. Praticamente o mesmo preço e muito mais carro.

    • Tiago Mascarenhas

      Não seria melhor a New Outlander?

      • Matthew

        Eu particularmente não gosto muito do acabamento interno dos MITs, acho muito simplório pelo o que é cobrado. E o 1.4 turbo da Audi deve ser mais esperto que o 2,0 L do Outlander. Talvez a versão a Diesel seja uma boa pedida, mas aí o preço é bem maior também.

        • radiobrasil

          Diesel vai la por 170kl

      • radiobrasil

        Outlander o design ainda nao agrada a todos, o 2.0 aspirado sofre com o cvt e NÃO TEM ESP… (mas o ESP segundo alguns vendedores não faz falta pq o carro tem muita estabilidade kkkkk)

  • Teste

    Deram um tapa na frente, colocaram um motor 1.4 como opção e aumentaram o valor do carro em média 20k. Paga se o valor da versão 2.0 intermediária atual na 1.4, ainda sem a tração integral.O antigo 2.0 de entrada saia pelo preço do 1.4. X1 renovado está na porta, além do gla, duvido que o q3 vai continuar vendo como estava, perdeu sua maior qualidade, que era o custo benefício

    • Gustavo73

      Veja o preço da versão de entrada do GLA.

    • Louis

      O dólar também aumentou bastante, então acho razoável este aumento. O preço está bem competitivo.

  • charles nascimento

    Hoje tinha um na minha frente do trânsito e elogiei os faróis e lanternas do carro, vendo agora as modificações nesses itens, acho que regrediu.

  • cepereira2006

    Tá muuuito caro. Tem muita gordura para queimar. Vão ter que baixar estes valores se quiserem ganhar volume de produção aqui no BR, senão não vai justificar manter uma montadora para vender tão pouco. Se baixasse 30 mil em cada modelo ainda estaria caro.

    • Igor

      É um carro premium caro está mas se a Honda vende CRV a 137 mil qual o problema da Audi vender o dela a 127 ?

      • cepereira2006

        E você acha a CR-V um bom modelo para comparação?

        • Igor

          Não, mas a Honda colocando esse preço nela deve achar…

    • Gustavo73

      GLA e X1 partem de valores parecidos. É caro sem dúvida. Mas vendeu 4 mil unidades ano passado.. Pode parecer pouco . Mas para a categoria dos Premium é bastante. Com 30 mil a menos custaria o mesmo que o IX35 e teria muito mais equipamentos. Infelizmente não faz parte da nossa realidade.

  • Louis

    Muito mais bonito que o X1.

    • Igor Faragó Jardim

      A frente sim, concordo! Mas essa traseira do Q3 me dá arrepios de tão estranha, parece traseira de carro mini.

  • BAYMAXX

    Melhor CXB da categoria?

    • dougkmt

      Existe custo-benefício na categoria de “SUVs”/Crossovers, pelo menos aqui no Brasil? :s

      • BAYMAXX

        Por isso que eu perguntei.

        • dougkmt

          Para o meu perfil, não existe. Isto porque eu não preciso de espaço nem porta-malas, e prezo por eficiência energética (não gosto de carros com centro de gravidade elevado, e com alto coeficiente aerodinâmico).

          Então sempre que eu vejo um “SUV”/Crossver compacto, eu já associo qual o hatch médio que eu poderia comprar. Sempre que vejo um “SUV”/Crossver médio, eu já associo qual o hatch médio premium que eu poderia comprar. Sempre que eu vejo um “SUV”/Crossver médio-grande ou grande, eu já associo com qual hatch médio premium eu poderia comprar e quanto restaria no meu bolso pra pagar os impostos da aquisição, abastecer por um tempo, viajar, trocar a tv da sala, dentre outros custos diversos.

          Mas é óbvio que essa categoria cumpre a sua função, dependendo da necessidade daquele ou desse consumidor. Por exemplo, eu não curto passar por estradas de terra cheias de buracos, com aqueles montes de terra bem altos no centro estourando tudo por baixo, e aquele monte de barro. Pra isso, eu peço carona e divido o gás ou simplesmente não vou, kkk!

          Então eu acho que existe custo-benefício nos “SUV”/Crossver desde que a comparação só envolva modelos da mesma categoria. Agora se for pra avaliar o mercado em si balizando pelo valor de compra $$, acredito que o termo seria custo-satisfação, pois o benefício possivelmente vai ser baixo num “altinho”. É a moda vigente.
          Edit: na minha opinião o conceito de custo-benefício vai variar de pessoa pra pessoa. Se alguém faz questão de veículo alto, com perfil de pneu alto, proposta familiar, mais conforto ao rodar por buraqueira, e não se importa muito com economia de combustível, por exemplo, não vai conseguir fugir dos SUVs; e daí vai encontrar seu custo-benefício na categoria.

          • BAYMAXX

            Resumindo:
            Vai do Gosto.

  • Lêandro Todt

    As versão se diferenciam externamente, pelo faróis dianteiros pessoal do N.A.? O vermelho é 2.0, e o azul/cinza, 1.4?

    • dougkmt

      É mais fácil notar a diferença pela plaqueta “Quattro” na grade frontal.

  • matheus

    Tão esquecendo que a Audi ganha muito nas vendas graças a politica de financiamento dela.

  • ObservadorCWB

    Alguém com mais conhecimento sobre Volks/Audi poderia elencar as diferenças com a Tiguan ?

  • Elisandro

    prefiro a GLA 250!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend