Audi Cupês Ecologia Esportivos Europa Governamental/Legal Sedãs

Audi RS5 2019 volta com V6 2.9 TFSI de 450 cavalos antes de limitação

Audi RS5 2019 volta com V6 2.9 TFSI de 450 cavalos antes de limitação

O Audi RS5 2019 tinha sido retirado do mercado europeu por conta da equação de emissões de poluentes que a marca alemã deveria atender para não levar multa milionária. No entanto, já fechada a conta da Audi, agora a mesma traz de volta o esportivo com motor V6 2.9 TFSI.


O propulsor desenvolvido em parceria com a Porsche mantém a potência em 450 cavalos e 61 kgfm, porém, ele ainda não recebeu o obrigatório filtro de partículas de gasolina, a fim de evitar um aumento nas emissões de CO2. Quando isso ocorrer, o Audi RS5 perderá potência e torque.

Audi RS5 2019 volta com V6 2.9 TFSI de 450 cavalos antes de limitação

Para satisfazer os clientes que querem todo o pacote de força do Audi RS5 2019, a marca alemã decidiu trazer o esportivo de volta e sem filtro, mas em número limitado. No Reino Unido, por exemplo, apenas 250 exemplares do RS5 Coupé e outros 250 do RS5 Sportback serão oferecidos por lá.


O filtro será instalado na linha 2020 e até agora não se sabe quanto irá baixar os números do V6 2.9 TFSI, que é conectado a uma caixa automática ZF 8HP de oito marchas, além da tração integral Quattro. Assim, eles vão de 0 a 100 km/h em 3,9 segundos e tem máxima de 280 km/h. A dupla tem emissões de 213/215 g/km de CO2, respectivamente Coupé e Sportback.

Audi RS5 2019 volta com V6 2.9 TFSI de 450 cavalos antes de limitação

A limitação de força já atingiu alguns modelos esportivos no velho continente. O Peugeot 308 GTi S, por exemplo, teve seus 270 cavalos reduzidos para 263 cavalos. O hot hatch também teve de ser suspenso devido às emissões de poluentes. O VW Golf R também perdeu cavalos, caindo de 300 para 290 cavalos. O mesmo atingiu seu irmão Seat Leon Cupra.

Audi RS5 2019 volta com V6 2.9 TFSI de 450 cavalos antes de limitação

A pressão ambiental na Europa tem forçado os esportivos a buscar alternativas para evitar a punição.A hibridização leve tem sido usada para reduzir o consumo e a emissão, consistindo em sistemas elétricos de 48 volts com Start&Stop que também inicia a saída do carro.

Audi RS5 2019 volta com V6 2.9 TFSI de 450 cavalos antes de limitação
Nota média 2.6 de 5 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Marcos Megda

    Mundo está ficando muito chato viu.
    Esses modelos esportivos têm número de vendas que não é grande, então o impacto das emissões deles é muito pequeno. Os veículos de grande expressão de vendas que devem ser os mais eficientes o possível

    • Kaian Reis

      namoral o mundo está ficando chato em tudo, bem que um meteoro podia cair a qualquer momento nesse pontinho azul do sistema solar

    • Eduardo 1981

      Sem contar que o dono de um carro desses roda muito pouco.

      • Danilo

        ai no Brasil… aqui na Alemanha uma RS4 e um RS5 costumam rodar 15-20milkm por ano. Tenho um conhecido que tem uma RS4 2018 e tem 1 ano de uso e esta com 17milkm rodado ja. E carro do dia-dia. Comprou como Leasing, colocou que roda 20milkm por ano, depois de 2 anos devolve o carro pra Audi.
        Aqui RS4 e RS5 sao carros de 80-100 mil euros (basico-completo). Ai no Brasil nesse valor se compra Polo, Virtus, T-cross. Entao a pessoa com poder aquisitivo ai que pode comprar um carro de 80mil, aqui é a mesma coisa, so que aqui se compra coisa beeem melhor.

    • Ricardo

      Também acho isso, assim como no automobilismo, por exemplo, o impacto que uma corrida de F1 gera ao meio ambiente é mínimo. O ser humano também precisa de prazer e diversão para uma boa qualidade de vida, não é só se alimentar bem, fazer exercícios e preservar o meio ambiente.

    • Danilo

      pra mim os caminhoes que deveriam virar eletricos antes dos carros. A emissao de um caminhao deve se equivaler a de uns 3-4 carros.

  • Bandit

    Eu removeria esse filtro na primeira oportunidade.

    • Ricardo Blume

      Eu não duvido que muitos donos façam isso.

      • th!nk.t4nk

        Teria de ficar colocando e tirando então, porque aqui na Alemanha a inspeção é super rigorosa. Seria um saco, mas é possível.

        • Danilo

          cada 2 anos no TÜV apenas. pelo menos aqui em NRW é de 2 em 2 anos.

    • Lucas de Lucca

      Vai perder quanto de cavalaria com esse filtro? 20 ~ 30 cv no máximo? Ainda sobra 420 cv e fica dentro da lei sem maiores dores de cabeça… sei lá, nesse nível de carro, eu não mexeria. Ainda mais que lá, que diferente daqui é fiscalizado pesado como disse nosso amigo @thnktank:disqus.

      • Bandit

        Então, além de remover o filtro eu mandaria remapear com tudo que tem direito, era só repor o filtro, catalizador etc na hora da aferição anual ou fazer um esquema para acionar um modo mais restritivo na injeção, parecido com o que as montadoras fizeram, porém como era em todos os carros da produção acabaram descobrindo, do mais essa lei é apenas mais uma sem efeito real, só para agradar ecochatos mesmo.

        • Lucas de Lucca

          Ah sim, se for pra fazer a maldade completa faz sentido. Eu quis dizer que não compensava apenas remover o filtro (tipo o pessoal que tirava o catalisador) por causa de poucos pocotós hehehe.

  • Ricardo

    Monstro! Sempre lembro do Passat dos anos 80 quando vejo um A5.

  • Natán Barreto

    A ignorância reina. Enquanto o mundo acaba por causa do aquecimento global comprovadamente, um bando de gado diz que o “mundo tá ficando chato” pq estão controlando as emissões dos carros.

    Gente que pensa pequeno, merece mesmo estar em país de terceiro mundo. Não tá acostumado a viver em lugares onde se preza pelo meio ambiente e por cumprir a legislação. A maioria dessa galera reclama do Brasil, mas ama dar jeitinho brasileiro nas coisas.

    • Thiago

      corrigindo… é HIPÓTESE do aquecimento global, e não teoria… captou a diferença? Vai acabar o mundo por quê? Por lá usaram todos os recursos naturais que tiveram, daí passaram a usar os nossos, quando fomos usar os nossos não deixam e querem que façamos parte de algum acordo ambiental esdrúxulo, tudo para manter o nível de desenvolvimento deles e os outros que se ferrem, que fiquem na pobreza em prol do mundo… isso sim, somos a eterna colônia.

    • Marcos megdA

      Carros com cavalaria acima de 400cv devem representar o quê, 2 a 3% do volume de vendas? qual a diferença que esses veículos vão fazer nas emissoes? Fora que são carros que rodam muito pouco perto do que rodam caminhões e carros de passeio. Acho que tem que focar muito mais nos veículos de volume e fábricas que poluem do que os super esportivos. Fora a questão de desmatamento que tem sido negligenciada.

      • anonbr666

        Nem 0,1% das vendas. Mas o “Natán” como todo bom SJW da Internet, tem que vir aqui mostrar como é um ser iluminado e superior aos demais pobres mortais.

        • Marcos Megda

          Não aguentei. Tive que rir aqui kkkkk.

    • Fabio Marquez

      É uma choradeira sem fim dos que criticam, o carro perde 10cv e o mundo já “é chato”… Nem se sente essa potência no uso, meu carro mesmo segundo a montadora ganha 10cv e 1 kgfm de torque no alcool e sabe o que sinto disso? Só motor engasgando quando frio e o consumo mais alto no ciclo urbano… O povo não sabe respeitar os outros, não sabe descartar seu lixo no lugar certo, cobrar alternativas para o nivel de desmatamento e emissão de poluentes pela industria e veiculos e vem falar que está tudo chato… O planeta que não suporta mais o ser humano sobre ele.

      • Faheina

        Enfim, alguém q pensa além do próprio pé. Aplausos pra vc e Natan

      • Unknown

        Uma curiosidade, qual carro você possui, com estas características? Poderia compartilhar?

    • Lucas de Lucca

      mimimi

  • jfontes

    Só tirar a porcaria de filtro e ser feliz. Assim como o pessoal também remove limitador de velocidade na Alemanha.

  • Guilherme Martins

    As traseiras da Audi já deu… mas a frente parabéns, conseguem ser evolutivos, sem ser uma revolução. Esse design é meio óbvio quando se está aprendendo a modelar, mas fazem algo genérico mas ao mesmo tempo único. Fazem com que um logo invisível , faz parecer bravo, e não inacabado.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email