Audi Europa Tecnologia

Audi vai utilizar computador central nos carros para motor e chassi

Audi vai utilizar computador central nos carros para motor e chassi

Um automóvel possui diversos sistemas e computadores para gerenciar as muitas funcionalidades, especialmente em relação ao conjunto motor/transmissão, controle de tração e estabilidade ou modos de condução.


Agora, a Audi decidiu que eliminará todos esses processadores relativos ao motor e chassi, concentrando-se apenas em um único dispositivo de processamento de dados de gerenciar a dinâmica de condução.

De acordo com a marca alemã, o novo processador é 10 vezes mais potente que os atuais usados nos carros da Audi. O potente computador receberá dados de 90 sensores, sendo 20 deles referentes ao chassi.

A proposta é aprimorar o desempenho e a dinâmica de condução com fusão de dados mais rápida, o que deve ajudar também na eficiência energética, importante com as novas regras de emissão na Europa.

Com isso, os carros da Audi poderão melhorar o ajuste de potência em entradas de curvas, antecipação de ações, melhor torque vetorial, menor interferência de controles de tração e estabilidade em condução esportiva, entre outros.

Sem previsão de instalação nos carros, a Audi explica que o supercomputador de bordo será aplicável tanto nos carros com motores a combustão a gasolina ou diesel, bem como nos híbridos plug-in e elétricos.

A busca pela melhor condução e eficiência, as marcas buscam cada vez mais tecnologias que permitam ampliar a experiência do condutor ao volante, assim como também funcionalidades que a tornam mais econômica.

Na Mazda, por exemplo, o chamado G-Vetoring é uma tecnologia de vetoração de torque que faz mais que ajustar a força nas rodas internas e externas à curva. Ele lê o movimento da direção e curva do acelerador, reduzindo a potência na entrada de curva de forma sutil.

A carga g aplicada nas curvas é também medida pelo computador central do que ajusta o comportamento do carro e melhora sua capacidade de contorna-las sem que o aumento de carga g interfira na sensação do motorista.

[Fonte: Autoblog]

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

        Quem somos

        O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por 15 anos. Saiba mais.

        Notícias por email