Finanças Governamental/Legal Mercado Montadoras/Fábricas

Aumento da eficiência energética dos carros deve gerar economia de R$ 2 bilhões

consumo combustivel 1 - Aumento da eficiência energética dos carros deve gerar economia de R$ 2 bilhões

Um cálculo feito pela consultoria Bright revela o quanto de economia a redução no consumo de combustível dos automóveis brasileiros ocasionará só esse ano. Graças ao aumento da eficiência energética, obtido com as regras que as montadoras tinham de obedecer para atingir metas de redução de consumo no Inovar-Auto, os veículos deixarão de consumir o equivalente a R$ 2 bilhões em combustíveis neste ano de 2018.


Ao longo de seis anos, a conta chegará a R$ 44 bilhões, exatamente o mesmo montante em impostos que as montadoras pagarão anualmente se o Rota 2030 for aprovado com teto de R$ 1,5 bilhão em incentivos anuais. Na conta da consultoria, um carro 1.0 atual consome em um ano R$ 900 a menos em combustível que um similar de 2012, por exemplo. Esse foi o ano em que o Inovar-Auto foi instaurado no País.

O cálculo feito pela Bright leva em consideração um aumento médio na eficiência energética de 15%, que estarão sujeitos os carros  a gasolina e etanol no Brasil nos próximos cinco anos, de acordo com as metas que serão instituídas com o Rota 2030, segundo a consultoria, que trabalha no assessoramento do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

relato consumo up foto 09 - Aumento da eficiência energética dos carros deve gerar economia de R$ 2 bilhões


Segundo os dados apurados, em 2012, os carros com motor 1.0 tinham consumo médio de 14,0 km/l, mas atualmente esse nível está em 16,6 km/l. Assim, por volta de 2020, espera-se que a média de consumo fique na casa dos 20 km/l. Com base na gasolina a R$ 4,00 o litro, a Bright obteve como resultado redução de 224 litros no consumo anual e uma economia de R$ 896.

De acordo com a consultoria, as metas de redução para o período entre 2022 e 2027 permitirão que os carros nacionais possam competir em pé de igualdade com os modelos globais em eficiência energética e emissão de poluentes. É exatamente no fim desse ciclo que a União Europeia quer que as barreiras para importação sejam derrubadas em um acordo de livre comércio Mercosul-UE.

A estimativa é que para que isso ocorra, é necessário que a meta de redução de 12%, instituída com o Inovar-Auto, continue com o Rota 2030. No regime anterior, esse era o patamar mínimo, mas as empresas que alcançavam 15,4% ou 18,8%, obtinham descontos de 1% e 2% de IPI, respectivamente. Os melhoramentos obtidos nos carros foram desde a introdução de turbo e injeção direta até aços de alta resistência e difusores de grade ativa, por exemplo.

Segundo o MDIC, só em termos ambientais, foi evitada a emissão de um milhão de toneladas de CO2 por ano na atmosfera. Nesse caso, a pasta governamental salienta que a inspeção veicular obrigatória a partir de 2019 deverá retirar das ruas 400 mil carros por ano. Outro ponto é a segurança, onde 13 novos itens de proteção ativa e passiva foram aprovados para instalação obrigatória nos carros nos próximos anos.

[Fonte: Estadão]

 

 

 

 

 

COMPARTILHAR:
  • afonso200

    deixem gasolina com maximo 8% etanol, que o consumo melhora e MUITOOOO

    • Gabriel Loio

      Não melhora não. É lógico que o patamar de 25~28% tbm não é o ideal, mas é necessário pelo menos 17% de etanol na gasolina, pq o etanol serve como anti detonante orgânico da gasolina e evita que seus pistões não saiam do motor do seu carro. Ainda mais essa tecnologia Flex que 90% dos carros hj em dia tem, que faz com que a taxa de compressão do motor seja altíssima.

      • DevXav

        Melhora sim E MUITO, principalmente em carros que não adotam essa tranqueira de “tecnologia” flex
        .
        Já testei com dois carros meus, isolando a gasolina do etanol (que dá um trabalhinho chato, mas é possível fazer em casa com água e garrafa PET) e SIM, além do funcionamento do motor ficar MUITO MELHOR a economia de combustível é consideravelmente superior.

        O grande problema disso tudo é: Essa economia que dizem na eficiência energética dos carros sempre será um mito, pois conforme os carros vão ficando mais “econômicos”, o preço do combustível não para de subir, ou seja, tudo a mesma ladainha de como sempre foi, só enganação e conversa pra boi dormir..

        Resumindo: não adianta querer correr, quem leva o chumbo sempre será o consumidor, nada disso vai mudar, quem quiser economia que ande de bicicleta ou à pé ou invente seu próprio meio de condução “econômico”

        • Gabriel Loio

          Para de dar ideia errada pra esse povo, cara. Vc vai inventar de separar álcool da gasolina com água pra tentar deixar ela mais pura, mas vc vai usar esse negócio no carro e vai arregaçar os pistões, virabrequim e injeção a médio e longo prazo. Se seu carro for um importado feito pra rodar na Europa, não tem problema, mas se for um carro feito pra rodar aqui, vc só vai ter problema com o carro e vai pagar caro pra fazer essa gambiarra de gasolina.

        • ObservadorCWB

          Até no Paraguay a “nossa” gasolina Mérdobrás possui MENOS álcool e é MAIS barata…. Tive experiências com Mercedes, GM e Hyundai…. até os frentistas dos postos de fronteira identificam pelo “cheiro” que você abasteceu do lado de lá da fronteira…e os carros SEMPRE renderam MUITO mais Km/l….

      • th!nk.t4nk

        Não é necessário etanol nenhum na gasolina (se o motor for projetado/calibrado pra isso, claro), porque há muitas outras opçoes de anti-detonantes. Na maioria dos países desenvolvidos não há absolutamente nada de etanol na gasolina. As pessoas fazem confusão com isso porque foi adotado em parte dos EUA, mas tá muuuito longe de ser o padrão no mundo.

        • Gabriel Loio

          Vdd, não é necessário etanol, mas é necessário que exista um antidetonante na gasolina. Na Europa, é usado restos de fracionamento de petróleo e, aqui, é o etanol por puro capricho marqueteiro e propaganda de “produto verde”

          • th!nk.t4nk

            Pois é, e apesar da diferença no poder calorífico (que impacta o rendimento), poderíamos até ter carros a etanol com bom consumo no Brasil. Mas teriam de ser 100% a etanol pra ter o benefício de taxas de compressao bem elevadas. Essa ideia já pareceu muito boa, mas hoje é uma jabuticaba.

            • Ducar Carros

              Com o etanol de milho ganhando força no MT, pode ser que, lá, passe a valer a pena ter um carro 100% a etanol, já que a gasolina chega caro por causa da distância para as refinarias.

              • Wilson Junior

                Infelizmente isso não vai acontecer.
                Como já acontece na região de Ribeirão Preto, com inúmeras Usinas.
                Obrigatoriamente pela atual legislação (política) o álcool deve passar pela refinaria para ser revendido.

                • Ducar Carros

                  Pelo que eu saiba, o etanol têm de passar pela distribuidora (que pode estar em MT), não pela refinaria.

      • ObservadorCWB

        Acho que você está falando bobagem…….

        • Gabriel Loio

          Se vc acha, existem bibliografias interessantes pra vc pesquisar. Engenharia de processos – Blink & Shreve, 2008 (capa azul). Engenharia de Processos – Nilo Indio (ed. Unica), entre outros. Só escolher. Dica: a internet, muitas vzs, confunde mais do q ajuda, principalmente c vc n sabe o q está procurando.

          • ObservadorCWB

            Cite quais países do mundo OBRIGAM usar Etanol como antidetonante ? Pode contar talvez em UMA mão. Não é necessário NADA de etanol. A taxa de compressão não é altíssima em motores flex. Acho que iludiram você com a maldição “fréxis”. EUA adotaram o E10 por outros motivos. Carro que anda com gasolina com outros antidetonantes consome menos sem NENHUMA DÙVIDA. A pesquisa é bem fácil: converse com quem abastece em regiões de fronteira. NINGUÉM consegue autonomia melhor do lado brasileiro do abastecimento. A atual política dos quase 30% de alcool é pura enganação e CONLUIO governo+usineiros. As médias melhoraram POUCO no Brasil. Compare os avanços Europeus e Norte Americanos de consumo. Aqui somos ROUBADOS….sem opções de escolha.

            • Gabriel Loio

              Como eu acabei de falar acima: o etanol é coisa de marketing e bem provavel q tenha conluiu escuso nessa história, mas anti detonante é obrigatório pro carro funcionar bem e é aí q entra o etanol. Nunca falei q é obrigatório o etanol.

      • Hodney Fortuna

        Mas você não explicou o porque de um carro com 30 mil km já ter que praticamente trocar velas, bicos injetores e cabos e outros componentes de injeção por conta da “gasolina de excelência” da petrobras! Que nossa gasolina é a pior do Mundo é fato! Nos EUA esses componentes são trocados bem acima das 100 mil milhas!

        • Gabriel Loio

          Quer fazer seu carro andar 100 mil kms ou milhas? Coloque velas de Irídio ou Platina. Lá nos EUA são bem baratas e fáceis de achar, mas, aqui no Brasil, só carro de competição usa isso, pq é caro pra kct. Fica a seu critério, mas vc falar que uma vela de diôdo ferritico ou de titânio, como é usado de costume aqui no Brasil, durar mais de 50mil km, se vc n estiver falando sobre um carro a Diesel moderno, vc está falando irrealidades.

          • Hodney Fortuna

            Assista os vídeos do ADG da high Torque! Ele apresenta os Civics usam velas de Iridio originais quee duram em média 60 mil km apenas!

    • Zé Mundico

      Não é bem assim. Como dito abaixo, o álcool age como anti-detonante e melhora a queima e aproveitamento energético da gasolina. Claro que isso tem limites mas é necessário.
      Apenas como exemplo, lá nos EUA tem gasolina com 10% de álcool e na Europa também adicionam, mas não sei dizer a porcentagem exata.

      • th!nk.t4nk

        Cara, isso é só nos EUA e nem sequer é em todos os estados. Aqui na Europa a gasolina mais vendida é a pura mesmo. De misturas, existe na UE toda E5 e E10, mas é algo totalmente opcional na maioria dos países (se nao me engano só na Suécia a mistura com etanol é obrigatória). Há inúmeros outros anti-detonantes que são usados (em fraçoes muuito menores). Não tem necessidade de usar álcool não, é uma mera escolha política/econômica.

        • Gabriel Loio

          Não existe gasolina “pura”. Existe anti detonante em toda gasolina, mas, na Europa, é usado etanos e compostos aromáticos, como benzeno e derivados, na mesma proporção de 15 a 19%, dependendo do nível de octanas desejado. Quanto menor a %% de anti detonantes, maior as octanas.

          • th!nk.t4nk

            Sim, claro que nao existe gasolina pura, sempre há anti-detonantes. Mesmo assim a proporção em peso/volume muda, o poder calorífico e consequentemente o rendimento também (que é o que interessa). Com meu 2.0 aqui na Europa faço mais de 20 km/l na estrada, coisa absolutamente impensável no Brasil.

      • Gabriel Loio

        Sim, tem um limite, mas a opção de usar álcool na mistura é totalmente marqueteira, pq no fracionamento do petróleo vem diversos compostos indesejados que podem servir como anti detonante. A questão do álcool é pq ele é renovável, daí faz esse apelo “ambiental”

    • Hodney Fortuna

      Isso é fato! Nos EUA a composição obrigatória máxima de 10% de alcool na gasolina faz com que um carro do mesmo modelo lá que aqui consiga ter uma eficiência bem maior no consumo! Gasolina contendo 27% de alcool, fora outras composições adulteradas é tecnicamente impossível fazer um motor ser eficiente e menos poluente! Enquanto houver a Petrobras com o monopólio de produção de combustíveis e orientadora nos preços, esqueçam preço justo e eficiência! É como esperar que o atual Correios seja referência em logistica para o Mundo!

    • afonso200

      quando viaje uruguai, argentina e chile, onde o Azera 2011 aqui no BR faz 13,7jn/l a 80km/h…. nesses paisese de gasolina pura e que o Azera foi desenvolvido pra gasolina pura, ele faz 14,2km/l nas mesmas condiçoes e olha que no chile na grande altitude em algumas regioes ele faz 14,1km/l mesmo perdendo potencia (oxigenio/altitude)

  • Alexandre Maciel

    “Segundo os dados apurados, em 2012, os carros com motor 1.0 tinham consumo médio de 14,0 km/l, mas atualmente esse nível está em 16,6 km/l.”

    Os cálculos brasileiros levam em consideração parâmetros bem distantes da realidade enfrentada nas grandes cidades, i.e., trânsito travado por congestionamentos e semáforos a cada 100m.

    • th!nk.t4nk

      E mesmo que sejam testes de laboratório, se esse é o consumo médio, então significa que estão considerando um consumo rodoviário de uns 18 km/l ou mais (pra chegar nesses 16,6 km/l médios aí). Tem um modelo ou outro só que faz isso (ex: Up). Pode até ser que em 6 anos o consumo tenha mesmo caído esses 19% com os novos motores, mas esses caras precisam reavaliar a metodologia pra obter os valores de km/l. Tá ridiculamente fora da realidade.

    • Louis

      E também será que levaram em consideração que hoje se vende muito mais “SUVs”, com maior arrasto aerodinâmico, e com rodas 17″ ?

  • Ricardo

    Temer e Petrobrás choram! Criarão uma lei para que todos os carros sejam V8.

    • Rafael Rodrigo

      Amém! Quero o meu com um HEMI 6.2 por favor!

      • DevXav

        Então aproveita pra fazer o financiamento do seu posto de combustível próprio pelo plano “Meu Posto Minha Vida” pois o preço será de 6.2 $Hu3s o litro também viu..

    • ObservadorCWB

      Com a gasolina a um EURO …nem importa..vão aumentando os preços e pronto….

  • Edson Fernandes

    Curioso…. a medição foi baseado nos atuais motores e não nos carros que rodam por ai? Então está furado.

    Meu carro e o de muita gente não vai “melhorar a eficiencia energetica” apenas pela evolução de momento dos motores. É muito cedo para acusar que o consumo médio dos carros faz isso. Muita gente ainda tem carro antes dessa leva atual.

  • toninho

    AUMENTO DA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA GERA ECONOMIA DE R$ 2 BILHÕES
    Dai acontecerá o mesmo que na questão do racionamento de água, “ESTAMOS TENDO PREJUÍZO E PRECISAMOS AUMENTAR”
    BRASIL onde mesmo uma noticia boa serve para o governo nos roubar mais.

  • SK15

    Acho esses números extremamente otimista … os testes que fazem são em ambientes extremamente controlados não contam com transito, faróis, subidas, gasolina de extrema baixa qualidade que faz o carro tossir igual cachorro asmático, tenho um 208 1.2 e não chega nos números divulgados por eles nem em sonho … andando em outros carros a mesma situação. Eles omitem sempre uns 2/3 litros a mais por Km.

  • Hodney Fortuna

    Fazer um carro se tornar eficiente com a pior gasolina existente em todo o Mundo que é a brasileira, é um desafio maior do que o da NASA de criar uma nave que voe a velocidade da luz sob a energia solar!

  • Fabão Rocky

    C/ a nossa mijolina fazer 16,6 km/l só se for na rodovia a 80km/h ou abaixo disso.

    • toninho

      ou ribanceira abaixo

  • Wilson Junior

    Triste noticia para a Petrobrás e a corja de sua diretoriapresidência.
    Mas com certeza logo logo vão dar um jeito!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email