Segurança Tecnologia Trânsito

Austrália começa a usar radar que identifica motoristas no celular

Austrália começa a usar radar que identifica motoristas no celular

A tecnologia está praticamente em todos os lugares. No trânsito, será cada vez mais comum contar com inovações tecnológicas. Por exemplo, foi-se o tempo em que os radares só identificavam as placas dos carros. A partir de agora, eles vão além. Em Nova Gales do Sul, na Austrália, eles já conseguem verificar se o motorista está mexendo no celular.


A novidade foi apresentada pelas autoridades da região. Nova Gales do Sul passará a ter radares com inteligência artificial para identificar se o condutor está utilizando o aparelho celular enquanto dirige.

Ao todo, o governo está instalando 45 radares (câmeras) em alta definição para fazer essa detecção. O equipamento será capaz de flagrar se o motorista está segurando algum dispositivo móvel que possa comprometer sua atenção e segurança. Como uma estratégia, as autoridades não divulgaram os locais que irão receber os radares inteligentes. O orçamento para a instalação dos equipamentos é de 88 milhões de dólares, algo em torno de R$ 255 milhões.

Austrália começa a usar radar que identifica motoristas no celular


VEJA TAMBÉM:

Os motoristas pegos mexendo no celular recebem uma carta com um aviso da infração. Depois, eles recebem uma multa que vai até US$ 344 (cerca de R$ 1.447). Se a infração for cometida em regiões onde há escolas, a multa sai bem mais salgada: US$ 457 (quase R$ 2 mil). Além disso, assim como acontece no Brasil, eles recebem pontuações da Carteira de Habilitação.

Durante os seis primeiros meses de 2019, Nova Gales do Sul registrou mais de 100 mil condutores mexendo no celular. Um relatório do poder público conseguiu identificar que os motoristas da região dirigem usando as redes sociais, enviando mensagens e, inclusive, alguns nem colocam as mãos no volante. Há casos em que o motorista tirou as mãos do volante para mexer no smartphone e o passageiro teve que “assumir” a direção.

Os radares inteligentes são caros, no entanto, estudos afirmam que o novo sistema vai reduzir as mortes no trânsito em até 30% nos próximos dois anos. O projeto começa a valer agora em dezembro.

[Fonte: UOL]

Este texto lhe foi útil??

Darlan Helder

Darlan Helder

Darlan Helder, natural de São Paulo, é jornalista e fotógrafo. Escreve na internet sobre o universo automotivo desde 2011. Além disso, atua com produção de conteúdo para plataformas digitais em agências de comunicação.

  • zekinha71

    Se colocarem um desses aqui, vai quebrar no primeiro dia de tanta autuação principalmente os Ubereiros, que pra eles não existe para brisa só a tela do celular.

  • Chevalier

    Avançado está o Brasil cujo presidente quer o fim dos radares.

    • Léo Dalzochio

      Pobre gado que não se sente confortável sem o cabresto do papai-Estado…

      • Walter AB

        KKkkkkkk…a melhor resposta de todos os tempos !!!!!
        Verdadeiro cabresto !!!!

      • Dario Lemos

        Concordo com o Walter AB, melhor resposta impossível.

    • Holandês Louco

      O pior de tudo são as pessoas que mesmo em idade adulta ainda precisam de alguém tutorando a vida delas e as punindo por suas traquinagens e travessuras como se fossem adolescentes.

      • Vitor Meireles

        Torço pra que um parente seu não morra devido as “traquinagens e travessuras” alheias nas rodovias.

        • Gabriel

          Hoje em dia esses radares (de velocidade) não servem para nada, com aplicativos avisando onde está cada radar e suas velocidades os caras andam tranquilamente a 150, 180 ou mais, diminuem só pra passar pelo radar e voltam a acelerar, é menos eficiente que uma lombada.

        • Holandês Louco

          De empatia e boas intenções o inferno já está cheio, cara.

  • Léo Dalzochio

    Aqui no Brasil mal e porcamente temos 2 sinaleiras próximas sincronizadas!

  • não-tem-jornalista-Japa

    quando chega no BR?

  • RicardoVW

    Boa!

  • leitor

    Seria interessante que o valor das multas aqui também fossem de acordo com as situações também, como é na Austrália. Mas não, a situação que se usa como referência é sempre a pior para o valor ser o máximo. Muitas vezes essa diferença de situação interfere no comportamento dos motoristas.

  • Ronaldo Prado

    Se o sujeito estiver todo de preto e com luvas pretas, o radar o identificará como sem braços?

  • zeh

    …aqui nós temos fiscais de transito com poderes extra sensoriais….ninguém pega…

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email