GM Mercado

Austrália: senador oferece US$ 1 pela marca Holden em crise local

Austrália: senador oferece US$ 1 pela marca Holden em crise local

James McGrath é um senador pelo estado australiano de Queensland. O político local não está nada feliz da relação da General Motors com a marca Holden no país.


O motivo é que a GM decidiu encerrar a marca Holden e está em disputa com os revendedores locais por conta das compensações financeiras para que os mesmos saíam do mercado.

Segundo informações da rede Holden, a GM decidiu pagar entre US$ 100.000 e US$ 2,4 milhões, dependendo do volume negociado por cada revendedor.

Austrália: senador oferece US$ 1 pela marca Holden em crise local

Eles reclamam contra a forma como a GM está lidando com a saída do mercado, por isso, saindo em defesa, James McGrath decidiu fazer a oferta à Mary Barra, CEO da montadora americana.

“Se a General Motors achar que a marca não vale nada, devolva-a à Austrália. Devolva aos revendedores Holden”, disse o senador australiano, que continuou: 

“De fato, estou feliz em comprar a marca Holden da General Motors por um dólar. Vou lhe enviar, Senhora Barra, um dólar no correio e você pode devolver a marca Holden e nós a daremos aos revendedores Holden.”

Austrália: senador oferece US$ 1 pela marca Holden em crise local

McGrath considera os valores anunciados pela GM para os concessionários “inadequadamente grosseiros”. O político defendeu a indústria local e sua longa relação com a montadora.

“Nossa indústria automotiva na Austrália significa nossos varejistas, principalmente empresas familiares, que investiram pesadamente em instalações e pessoas nos últimos 100 anos, a pedido dos fabricantes”, disse McGrath também. 

“Estou muito preocupado com o aparente impedimento da General Motors no que diz respeito às negociações comerciais de boa fé com seus revendedores em relação à saída do mercado australiano”.

Austrália: senador oferece US$ 1 pela marca Holden em crise local

Em sua defesa, a GM diz que as alegações são “bizarras e ilógicas” e que está pagando até quatro vezes mais que um revendedor de porte médio na Austrália. A briga continua no país, que perdeu sua produção automotiva nos últimos anos.

A Holden existe desde 1856, iniciando a produção de carros apenas em 1908, com a Ford. A empresa chegou a montar o Modelo T antes de ser comprada pela GM em 1931. Sua produção se encerrou em 2016, mas a marca continuou a atuar no mercado da Austrália e Nova Zelândia.

[Fonte: GM Authority]

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Toyo_Highlander fan

    Uma marca que não deveria ser extinta. Bem que poderia se afiliar a qualquer marca automotiva exceto chinesas.

    • ricmoriah

      seria interessante com a PSA/FCA

      • Sino Weibo

        Pra voltar a lançar Opel como Holden?

    • Sino Weibo

      Não entendi o exceto chinesas ahaha os chineses são os mais interessados, se esta opção surgir.

    • João

      A GM criou a marca Holden em homenagem ao então diretor da GM Austrália, Edward Holden… Cogitaram até o nome Boomerang……….

  • Fábio

    Economia global é assim, enquanto uns perdem outros ganham. E não se enganem, nos negócios não existe bondade ou maldade, existe somente lucro ou prejuízo.
    Infelizment o Brasil não possui nenhuma marca de fabricante de carros, todos os que estão em nosso país são estrangeiros com sedes fora do Brasil. Estamos no mesmo risco da Austrália, se começarmos a passar para o lado do prejuízo.

    • Cromo

      Tem a Agrale, mas de pequeno porte.

      • GuilhermeSMello

        E tem a Troller também, que hoje pertence a Ford mas isso não faz dela menos nacional. Aliás, me surpreende a Ford não aproveitar a fama jipeira da Troller e lançar mais SUV’s usando essa marca com assistência da rede Ford.

        • Holandês Louco

          A Ford só comprou a Troller por questões de isenção fiscal. Não foi por mercado, tecnologia ou concorrência. Quando essa isenção fiscal caducar, talvez até a marca encerre as atividades.

  • Cincinato

    Senador tá certo, uma marca de carro se leva anos para construir.
    Não duvido da marca ressurgir e vender bem lá.

    • Joao Victor

      Se isso aconter a GM compraria ela de novo.

      • Sino Weibo

        A Opel se reergueu com a PSA e está dando lucros, não se vê a GM interessada. E nem na Saab.

        • Davi Millan

          Exato! A Opel está muito melhor nas mãos da PSA do que estava quando GM. A GM tem péssima administração (vide quase falência na crise de 2008) e a quantidade de marcas que ela compra e depois “mata”.

  • V12 for life

    Se os políticos australianos realmente estivessem preocupados com o mercado automotivo local, não teriam tornado inviável a produção no país.

    • Sino Weibo

      Tornando inviável eliminando benesses e subsídios? ahha

  • Henrique12

    1 Dólar anda valendo tanto ultimamente.

  • kirig

    Pega os 100 mil enquanto o covid não extingue a GM

  • GuilhermeSMello

    Se os revendedores estão tão interessados em permanecer vendendo, por que não se juntam para comprar os direitos sobre a marca Holden? Poderiam se associar à algum fabricante (visto que a GM não quer mais “gastar dinheiro” fabricando carros com volante do lado direito) para importar veículos com rebadge, quem sabe até usando CKD e com algum desenvolvimento local para adaptar o visual.

    • Hilario Bairle Junior

      A GM saiu de mercados de volante de mão inglesa, como Índia, Indonésia, Tailândia, Austrália, Nova Zelândia, Cingapura, Japão e Malásia, por exemplo, porque não têm condições de fabricar carros com esse lado do volante do carro para exportar para esses países, isso vale também para a FCA, já que a Fiat saiu do mercado indiano por causa da baixa representatividade no market share e por não ter condições de fabricar carros com o volante do lado direito e a Dodge e a Chrysler saíram da Austrália pelos mesmos motivos que levaram a a saída da Fiat na Índia. Daqui a pouco, a Ford vai acabar saindo da Austrália e Nova Zelândia, coisa que a montadora da Oval Azul fez sair de mercados do volante do lado direito como Japão, Indonésia e mais recente a Índia.

      • Ducar Carros

        A questão de fabricar veículos com o volante de mão inglesa não é muito complexo, se estiver previsto no projeto do carro essa possibilidade. Se fosse complexo assim, nenhuma montadora europeia venderia carros para os britânicos, e não é isso que ocorre. A questão maior é por que continuar nesse mercado de mão inglesa se as vendas (e os lucros) são baixas?

        Por outro lado, nesses mercados de volante de mão inglesa, a vantagem japonesa é imensa, pois a base japonesa pode, sem gastos adicionais, complementar o portfólio de todos os países em que seus fabricantes estiverem instalados.

        A questão australiana é outra, para que produzir num país de pouca população (vendas anuais de 1 milhão de carros) sem incentivo/proteção fiscal? Melhor importar, ainda mais com a moeda australiana sobrevalorizada.

      • 😎.

        A retirada da Fiat no mercado indiano foi pelo fracasso de vendas , e os investimentos foram direcionados a marca Jeep no país.

  • João

    A Holden fabricava carroceria de carros para várias marcas – a grosso modo, como uma Envemo ou Karmann da vida. Era uma empresa que recebia pedidos de todo mundo para montar carros. Em 1931, a GM comprou esta fábrica.

    A GM Austrália já existia neste período. Tanto que o nome da marca foi escolhido pela GM em homenagem ao neto do primeiro representante Chevrolet da Austrália, J.A Holden, que era o então presidente da GM Austrália, Edward Holden… O primeiro carro da Holden foi um compacto rejeitado pela GM ao mercado americano, que seria vendido pela Chevrolet nos EUA – mas que nunca saiu do papel…

  • João

    Essas rodas do Astra (Cruze para nós) poderiam ser vendidas no Cruze daqui, ein? São bonitas!

  • Ricardo Silva

    Triste fim, fiz o um intercâmbio lá, e a primeira coisa que me chamou a atenção quando cheguei foram as pickups da holden, que carro F* …

  • RKK

    Boa, Senador.

    Agora será que recomprando a Holden por US$ 1 se terá acesso às plataformas e powertrain da GM ?

  • CanalhaRS

    “A empresa chegou a montar o Modelo T antes de ser comprada pela GM em 1931.”
    Foram comprados pela GM portanto passaram seu controle, e destino, para os norte americanos.
    Agora não adianta chiar. Oldsmobile, Pontiac e Saturn já foram sacrificadas por eles e a Buick só não virou história ainda porque encontrou refúgio na China. Chegou a vez da Holden, caso encerrado.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email