*Featured Avaliação 365 Hatches Populares Volkswagen

Avaliação 365 – Nosso up! recebe a visita de um irmão com câmbio I-Motion

white-up-vs-black-up-imotion-6-700x525 Avaliação 365 – Nosso up! recebe a visita de um irmão com câmbio I-Motion

Durante uma semana pudemos comparar a fundo o nosso White up! com câmbio manual com um Black up! equipado com câmbio I-Motion, opcional que foi disponibilizado algum tempo depois do modelo ser lançado no Brasil. O up! chegou em fevereiro e a opção de câmbio automatizado chegou em abril, dois meses depois.



O modelo tem a possibilidade de receber o câmbio I-Motion a partir da versão Move, uma acima da de entrada Take. Na versão Move, o equipamento custa R$ 2.150 e nas versões High, Black, White e Red custa R$ 2.860. Tinhamos curiosidade de saber como ficou a calibragem do câmbio no up!, apesar de já termos dado umas voltas rápidas nesta versão na ocasião de seu lançamento.

Conforto a mais na suspensão?

O Black up! I-Motion era bem mais confortável que nosso White up!. Por que será? Analisamos a calibragem dos pneus de nosso carro e descobrimos que quando fomos em uma concessionária VW pela última vez que os pneus foram enchidos um pouco mais do que o correto. A calibragem correta é de 29 libras na frente e 26 libras atrás para carros que são ocupados por no máximo duas pessoas sem muitas bagagens no porta-malas. Mudando isso o carro já ficou um pouco mais macio.

Mas ainda parecia que o Black up! cedido pela Volkswagen era mais macio. Fomos ver a pressão dos pneus dele e surpreendentemente o modelo também estava com pressão um pouco acima do normal, ou seja, não era culpa dos pneus duros demais, pois os dois carros estavam equipados com pneus Bridgestone B250 feitos na Espanha. O que nos restou acreditar é que os bancos revestidos em couro ficam um pouco mais macios do que os de tecido de nosso carro, não pelo revestimento, mas possivelmente pelo recheio de espuma mais macia.

Outra possibilidade é de que foi mudada a espuma de todos os bancos, quer de tecido quer de couro, algum tempo depois do lançamento do up!, já que a Volkswagen não informa quaisquer mudanças na suspensão do modelo na versão iMotion em comparação com a versão manual. Nosso White up! é um dos primeiros que foram vendidos no Brasil, e a espuma dos bancos dele são um tanto duras, então densidade diferente é uma possível resposta.

Conforto a menos no câmbio

Já tinhamos tido contato prolongado com um carro equipado com câmbio automatizado, um Fiat 500 Cult Dualogic que foi comprado para uso pessoal e que já foi vendido. Portanto sabemos muito bem dos problemas que esse tipo de câmbio apresenta. Tendo isso em mente, andamos no Black up! I-Motion, mas ainda assim ele se apresentou bem ruim.

white-up-vs-black-up-imotion-5-700x525 Avaliação 365 – Nosso up! recebe a visita de um irmão com câmbio I-Motion

Ele tem problemas que não são vistos no modelo da Fiat (imagine então a diferença para o câmbio Dualogic Plus, que é aperfeiçoado e mais moderno). Em terreno plano vai que é uma beleza, mas basta andar em subidas e descidas que os problemas aparecem sem parar:

1) Ás vezes ele engasga em uma subida mais forte, não sabendo que marcha colocar, com isso o carro para completamente, e então dá para imaginar a reação do motorista que vem atrás;

2) Ainda em subidas, tem ocasiões em que ele passa de segunda para terceira marcha em momentos totalmente errados, fazendo o carro perder completamente a velocidade e a potência;

3) Em descidas, ou fica segurando exageradamente a marcha fazendo com que as rotações subam demais ou vai subindo de marcha sem parar até a quinta.

4) As trocas de marcha muitas vezes são demoradas, fazendo o carro perder o ritmo que vinha impondo.

E o modo manual?

Começamos a usar o up! no modo manual do câmbio automatizado e foi tudo bem… até querermos subir uma marcha no final de uma subida. O local já permitia a entrada da marcha superior sem perda de velocidade, mas o câmbio insistiu em não permitir a operação. Ou seja, o modo manual também é ruim.

Facho dos faróis

Notamos que no up! cedido pela Volkswagen, os faróis estavam bem mais baixos que o correto, diferente do nosso carro. Talvez o departamento de imprensa da marca tenha o baixado para evitar o problema de ofuscamento nas estradas, ou algum jornalista mais intrometido que avaliou o carro fez essa modificação. O ponto ideal não é a regulagem original de fábrica, alta demais, nem a desse Black up!, baixa demais, e sim algo entre as duas.

Veredicto

Ou seja, em nosso curto período de convivência com o up! equipado com câmbio I-Motion concluímos que ele não é uma boa compra. Se você quer um carro barato com câmbio automatizado tem em outras marcas opções melhores. Este do up! ainda precisa de muito trabalho para ficar menos irritante, lembrando que qualquer câmbio automatizado tem pontos irritantes, se comparado com câmbios automáticos.

Sabemos que nos comentários alguns proprietários de modelos com câmbio automatizado dirão que seus câmbios são ótimos, que nunca deram problemas, mas deixando de lado opiniões emotivas a respeito de carros particulares, nossa opinião é de que os sistemas automatizados tem o que melhorar, seja de qualquer marca.

Consumo do up! iMotion

O consumo dele ficou em torno de 5% pior que do up! manual na cidade, com certeza por causa das incertezas dele e também por ficar segurando marcha delongadamente. Na estrada o consumo também ficou um pouco pior.

Black up! vs White up!

Apesar de carro preto ser uma dor de cabeça sem fim em cidades do interior, por acabar ficando marrom graças à poeira, gostamos do visual deste Black up! cedido pela montadora. Seus detalhes prateados ao redor dos faróis de neblina e também nos espelhos laterais se destacam mais. E as rodas não são pintadas na cor do veículo, como no White up!. As bordas diamantadas das rodas de 15 polegadas também se destacam.

O problema é que para comprar um igual o valor gasto é alto demais. No lançamento as versões Black, White e Red tinham preço de tabela de R$ 39.390 (compramos o nosso por R$ 38.749). Hoje essa tabela já subiu de R$ 39.390 para R$ 40.630 e depois para R$ 41.120, e os equipamentos que o Black up! das fotos tem que nosso White up! não tem fazem com que ele pule para salgadíssimos R$ 45.979. O revestimento em couro dos bancos custa R$ 687 e o sistema de navegação Maps & More custa R$ 1.200, mais R$ 103 da preparação de instalação, fazendo um total de quase R$ 46.000.

Resumindo, se você quer um up! das versões topo de linha Black, White ou Red, deixe de lado o câmbio I-Motion e também deixe de lado os bancos em couro e navegação, ou escolha versões mais baratas e adicione os opcionais.

Galeria de fotos do Volkswagen Black up! I-Motion

5.0

  • Louis

    Tá louco, se um carro pára em uma subida por indefinição do cambio, este cambio não presta! Inclusive há risco de acidente…

    • Rodrigo

      Você tem que ver o RELATOS na internet sobre os custos ASTRONÔMICOS que a VW cobra na manutenção desse CÂMBIO.

      Uma simples troca de Kit de embreagem 3.500 reais. Defeitos 9.000/13.000 reais o reparo. (Sendo que o cambio custa 2.000 reais como opcional)

      Isso é um crime oque a VW faz com seus clientes.

      • CharlesAle

        Verdade,não é a toa que,no mercado de usados,muitos não querem nem pintado de ouro!!!!!!!!!!

      • Preetinho

        ja trabalhei como mecânico em uma concessionaria da fiat e o preço dessa manutenção se equivale com o dualogic
        com o motor e-torq curiosamente chega a ser um pouco a mais do que isso.

        • Rodrigo

          Eu citei os VW pq tinha interesse na compra de um. Quando comecei a encontrar reclamações e relatos absurdos sobre abuso de preços na VW desisti.

          Li relatos de clientes tanto FIAT quanto VW com o carro parado a meses pois não tinham dinheiro para o reparo de algum defeito do câmbio. relatos de orçamentos de 9, 13, 14 mil isso compra 3 ou 4 caixas de cambio I-motion.

    • CharlesAle

      Essa da subida realmente foi de lascar(para não dizer algo pior)E o pior que o carro de trás pode vir no embalo,jamais imaginando que o carro a frente vai parar no meio da subida,ou seja,porrada na certa!!realmente complicado isso….

    • cepereira2006

      Risco de vida. Uma marca séria faria um recall urgente.

      • Marcos Vinicius Bittencourt

        Uma marca séria não usaria esse cambio.

      • Eduardo Canedo

        Não digo um recall……mas talvez uma reprogramação do robô, sanaria o problema…..

  • Mr. Car

    Rapaz, só faltou resumirem o câmbio em uma palavra: lixo. Dirijo alguns automáticos, mas nunca experimentei um automatizado. Tenho até curiosidade, para saber a razão de tanta (não só nesta matéria) reclamação deste sistema. E já chegou mais um, o da Renault para os Sandero e Logan.

    • Sam86

      Tenho até medo desse câmbio automatizado da Renault, se o manual já não presta imagina esse aí.

      • Mr. Car

        Se não presta, não sei: o meu não deu problema nenhum.

        • Sam86

          O câmbio o Logan da minha prima é triste de tão ruim, parece que tem alguma coisa quebrada lá dentro que fica travando as trocas de marcha.

          • Mr. Car

            Pode até ser, mas o Logan da sua prima é apenas um carro, em um universo. As críticas ao câmbio do Logan não são uma constante nas seções de opinião dos proprietários, pelo contrário: as notas são altas.

            • Rômulo M.

              Os problemas em relação ao câmbio do Logan e até do Sandero não são casos tão isolados. Já vi várias reclamações no Logan Clube, inclusive matérias falando sobre problemas de falta de óleo, engrenagens e rolamentos danificados. Sem falar de amigos que tem o carro e reclamam do barulho excessivo e da sensação que tem algo solto na caixa de marcha

              • Mr. Car

                Então estamos consultando fontes diversas. Nas minhas, não tem nada disso. A minha experiência própria também diz que não.

              • Leonardo Balieiro

                Também possuo um Sandero e nunca tive problemas com o câmbio. Outras pessoas já andaram, inclusive em viagens e nunca ouvi um comentário negativo sobre o mesmo.
                Eu particularmente gosto bastante.

              • Vagnerclp

                Tenho um sandero e também não tenho nenhum problema com o câmbio. Claro que o câmbio manual da VW é melhor, mas ao menos até agora sem problemas no meu dacia.

          • Marcio Santos

            Então piorou muito, tive dois clios e o câmbio apesar de um pouco pesado funcionava perfeitamente, nunca errei uma marcha durante ultrapassagens, eram bons câmbios.

    • Martini Stripes

      Tive um Punto 1.8 Dualogic, te garanto, melhor que manual. Vc tem que se adaptar a algumas coisas basta reduzir uma marcha antes de encarar uma subida, assim como vc faria manualmente que nada disso acontece. Pessoal esquece que um “Manual Assistido” e não automático e acaba comparando. O ponto é, vc vai ter um trabalho, mas reduzido pela ausência do pedal esquerdo. Na minha humilde opinião, faltou esclarecimento das montadoras na hora de inserir o produto no mercado, deveriam chamar de manual assistido, faria mais sentido e menos confusão.
      MINHA humilde opinião.

      • Mr. Car

        Como disse, não dirigi um ainda, só vejo muitas críticas. Talvez minha impressão pessoal nem corresponda ao que leio. Só testando, para saber.

        • Martini Stripes

          Sei que nunca dirigiu, desculpe se pareci rude com vc, mas é que acho as avaliações incoerentes, é como comprar um up! e reclamar que ele é horrível para off-road. Não foi feito pra isso, critico muito a maneira com que a mídia bota fogo nos automatizados. Entendo que tem o que melhorar, mas estão sendo injustos pois o avaliam comparando com um AT quando deveriam comparar com um MT.
          Para usar andando tranquilo, e fora de subidas, tranquilo, vai pegar muito sobe e desce, passa pro modo manual. Dá tranco? Está errado, tem que tirar o pé do acelerador como num manual, até pq o sistema que está lá é o mesmo conjunto motor/cambio do manual, mas a embreagem é robotizada. Enfim, ponto negativo pro NA e pra QR, e pra AE e pra CD.

          • Mr. Car

            Rude? De modo algum. Não esquenta com isso, he, he! O fato é que vejo muito usuário comum reclamando, não só a mídia. Talvez não tenham pego as manhas de dirigir um automatizado, daí as reclamações. Só mesmo quando eu testar vou saber a real.

          • Sérgio Niski Junior

            Falando em tirar o pé do acelerador tem como ter uma ideia quando o cambio vai trocar? falo porque nunca dirigi um automatizado mas pelo oque imagino e ainda mais pelo oque tu falou é bem por ai só questão de se adaptar e para quem mora em grandes cidades com muito anda e para é bem melhor que um manual, vai ter trabalho em algumas situações mas acho que ainda sim deve ser melhor do que passar trabalho de trocar marcha umas 100 vezes em 5 km hehe

            • Martini Stripes

              Tem sim, com o tempo vc pega o jeito do carro e tudo fica certo, andando na casquinha nem precisa tirar o pé… O problema do tranco é que o pessoal afunda o pé, aí quando ele faz a troca e volta a ler o sinal do acelerador, vc tá com o pé lá embaixo e aí ele acelera. Está fazendo exatamente o que vc tá pedindo, seria o mesmo no manual.

              • Fernando

                Concordo com o Luis. Tenho um Fox 1.6 iMotion. O cambio não é perfeito, mas é muito melhor que ficar trocando marchas infinitamente. Manutenção ainda não tive com ele, não sei quanto ao custo, mas ao modo de usar tem de se adaptar sim. A maneira mais tranquila de usar é só triscando no acelerador, vc dificilmente vai observar trancos nas trocas, apenas em uma subida forte quando o carro está puxando. Na estrada é muito bom, confortável. O que mais peca nesse câmbio é a demora nas trocas e por vezes sua indecisão. Tipo, ao sair em uma sinaleira, você demora a ganhar velocidade, e no para e anda da cidade, as vezes dá uns trancos muito toscos pois ele fica indeciso entre neutro, primeira e segunda (transito bem lento, quase parando). Mais uma vez… ao se acostumar, você não volta mais pra um manual pelo conforto e não pelo desempenho.

                • Martini Stripes

                  Exatamente. E lembro que em aglumas situações usava em manual, aí voltava a andar eu jogava pra auto e já era.

              • Edson Fernandes

                Olha, o Siena da minha irmã que é dualogic plus não dá trancos, mas as indecisões são grandes. Como vc citou, é um manual automatizado, entretanto, qualquer retomada é mais demorada no modo justamente sem ação do condutor que não seja pelo proprio cambio.

                Ou seja, não funcionou como objetivo da proposta de evitar o cambeamento.

                Outro ponto curioso no carro da minha irmã é: Ele tem o recurso de creeping…só que ele DESENGATA e engata ao pisar. Sabe aquela situação onde vc deixa o pé de leve na embreagem para justamente ter saida com o carro e ao pisar, desengata e engata abruptamente para dar resposta? (e não é pisando pesado não) Assim é o da minha irmã.

                • Martini Stripes

                  Então, o ponto é, vc reduz muito o “cambeamento” que vc citou, mas não o elimina totalmente. Notou como sua mentalidade não o associa com o manual e sim com um automático? Foi vendido errado desde o começo, agora as montadoras vão penar pra mudar…
                  Quanto ao engate, até entendo o que diz, não é dos mais suaves mesmo, em subidas ou manobras fica um pouco mais chato de ser feito, mas acho que é costume. Sei lá, muito melhor isso do que ficar o tempo todo usando o pé esquerdo. Não?

                  • Fernando

                    Nas saídas eu ainda uso o pé esquerdo… pro carro não correr pra trás. Acho uma piada não vir no kit do câmbio a assistencia de partida em subida.

                    • Martini Stripes

                      Concordo que tem que vir com os assistentes, mas vc há de convir que diminuiu bem o uso do pé esquerdo né…

                    • Fernando

                      Cara, aí vc tá defendendo demais o “esquema” das montadoras, rsrs.

                    • Martini Stripes

                      Que esquema? Estou falando que eles foram burros ao associar o cambio automatizado com o automático, e não vender o produto como se fosse um manual assistido. Apenas defendo meu ponto de vista, de que o cambio não é tao ruim quanto dizem, muitos colegas compartilharam de minha opinião, basta ver o quanto de “Like” meu primeiro comentário teve. Tira essas ideias de teoria da conspiração da cabeça. Caro para arrumar? Bem, se tivessem vendido corretamente desde o começo teríamos maior aceitação, venderia mais, ficaria mais barato, e menos pessoas sofreriam no transito hj. Ou talvez seja natural a evolução para os de dupla embreagem. Mesmo tendo esportivos de luxo que possuem automatizados de uma embreagem que faz muito bem seu papel.

                  • Edson Fernandes

                    Aí que mora o problema….

                    Toda automatização (seja por conversor de torque, robotização, entre outros) é esperada que a ação sobre o que queremos tenha uma resposta quase imediata. Isso é do ser humano. Quando vc percbe que o funcionamento do dualogic por exemplo “falha” nesse aspecto, é inevitavel que exista um nivel de comparação.

                    Eu posso dar mais trancos com meu carro manual, mas ainda o que me atenua essa sensação (e dos ocupantes) é que o controle da embreagem é eu quem faz, portanto, evitando que aquela resposta de inercia da troca de marcha seja menos sentida. E nesse ponto em que a pessoa saiba trocar manualmente as marchas, senão soltar a embreagem de uma vez e for bem suave, ela consegue um melhor resultado que se comparado ao automatizado. Portanto, nada mais natural que além disso, comparar com o automatico que fornece justamente aquilo que é proposto: Conforto e suavidade.

                    Mas podemos dar os parenteses, porque também existem cambios automaticos ruins de resposta.

                • Martini Stripes

                  =/

      • Rude Voleur

        Acho muito justa sua posição.
        Tenho um Palio 1.6 Dualogic e concordo com tudo o que você disse. O câmbio não é ruim, ao contrário, é muito bom, mas as montadoras vendem o automatizado como “automático” meramente por publicidade.
        Gosto muito do câmbio, pois é mais barato que um AT de verdade e cumpre bem o seu trabalho. Às vezes ele fica indeciso sobre que marcha usar, então eu vou lá e decido por ele, ha ha! Mas quando eu ponho no modo manual, é uma beleza!
        O meu não dá trancos nem essas coisas que o pessoal reclama. Só tenho a reclamar dessa indecisão que eu já falei na hora de escolher qual marcha usar.
        Esse Palio é nosso primeiro carro automatizado. Quem comprou foi minha mãe, toda desconfiada, mas eu achei que seria uma boa ideia e não me arrependo.

        • Martini Stripes

          Pai do colega meu pegou um Voyage I-motion e tbm achou excelente. Outros 2 tem um Palio Sporting Dualogic e um outro o Grand Siena, todos já se acostumaram e acham excelente. Como disse, depende muito da petinha entre o banco e o volante achar que esta dirigindo um manual com ajuda.

          Mas repito, os maiores responsáveis foram as montadoras que venderam errado.
          Vou mandar uma carta pra ANFEAVA. hahahahah

          • Rude Voleur

            Já que vai mandar a carta, pede pra eles baixarem os preços também! HAHAHA

      • Rômulo M.

        Acho que a melhor maneira de dirigir um carro com câmbio automatizado é no modo manual o tempo inteiro e não apenas por conta dos trancos (no dualogic nem são tão perceptíveis assim), mas por uma questão de economia, nos carros que tenho conhecimento (Bravo 1.8, Punto 1.6 e Grand Siena 1.6) a diferença de consumo quando se dirige no modo manual é bem significativa.
        Algo que me irrita muito nos câmbios automatizados é o comportamento em saídas inclinadas e ladeiras, é praticamente impossível sair sem dar uma boa descida ou cantando pneu numa ladeira mais acentuada, atualmente acabo recorrendo ao freio de mão nesses situações. Um hill holder ou algo similar seria muito bem vindo em carros com câmbio automatizado, a Fiat colocou o “creeping” no Bravo mas pouco ajudou no aspecto.

        • Martini Stripes

          Então, eu resolvia esse problema pisando no freio com o pé esquerdo, aí acelerava, quando sentia que a embreagem engatava, era só soltar e o carro não descia nada. Não to falando pra fritar a embreagem, aquela sentida de sempre nos manuais sabe? Mas concordo, um “Hill Assist” da vida ia cair muito bem!

    • Não tive a oportunidade de dirigir o i-motion com um motor 1.0, como é o caso do Up!. Mas acho um exagero o que falam a respeito do sistema quando dirijo o carro de minha esposa (Polo 1.6 i-motion). Sim, as mudanças de marcha são mais sentidas que em um automático tradicional, mas não é nada que possa desmerecer o funcionamento do automatizado. E olha que eu tenho um C4 Lounge com câmbio automático de 6 marchas.
      É aquela coisa, o automatizado possui aquele “lag” do acionamento automático da embreagem, mas em contrapartida ele não tem a atuação do conversor de torque, que cobra o preço na bomba de abastecimento, em especial em trânsito urbano. Quanto a algum grau de indefinição em momentos específicos no tocante à escolha da marcha pelo câmbio, não vejo nada de muito diferente no automatizado ou no automático. O C4 também “poda” muito a utilização do modo manual quando você quer engatar uma marcha superior no final de uma subida. Claro que há a diferença de potência disponível em cada caso, e para o 1.0 do Up! a coisa deve ser ainda mais complicada, mas acredito que a vida no pequeno VW também seria meio complexa se a escolha tivesse sido instalar um automático tradicional no modelo. O casamento com motor de potência limitada nunca é fácil.

      • Mr. Car

        Sei, mas preciso dirigir para ter as minhas impressões. por enquanto, o que tem me impressionado, e a quantidade de gente falando mal. Pode ser até que eu não ache. Até nos automáticos verdadeiros a coisa varia: dirijo bastante os dois, e não gosto do Pajero TR-4, mas acho ótimo o do Honda CR-V

        • O de 4 marchas que o grupo PSA ainda usa é de doer… rs. É assim mesmo. Como eu disse no meu texto, ainda não dirigi o i-motion casado com o motor 1.0, o qual deve apresentar um comportamento bem distinto do que se vê no casamento com o motor 1.6, em especial pela diferença muito grande de torque. Mas o meu texto foi mais no sentido do pessoal exagerar demais nas críticas com relação ao sistema automatizado, mesmo com motores mais potentes. Tanto i-motion como dualogic possuem suas limitações em termos de passagem de marchas, mas são sim funcionais e bastante razoáveis em utilização cotidiana.
          Eu, falar a verdade, gosto mesmo é do bom e velho câmbio manual… rs.

    • Bikudin

      Então, se for pelo mesmo fabricante(Magneti Marelli) com certeza vai ser ruim tb

      • Austin

        o vw Up! utiliza um cambio robotizado diferente feito pela Bosch diferente dos outros carros da marca que utilizam o sistema Magnetti Marelli, este câmbio trabalha a seco ao invez de ser hidráulico.

  • Leandro1978

    Sinceramente, não consigo gostar de carro com câmbio automatizado mono-embreagem. É relato em cima de relato criticando o seu comportamento. Além de conhecer pessoas que tiveram modelos com este tipo de câmbio (não apenas da VW), os quais apresentaram problemas graves, inclusive uma amiga da minha mãe que possui uma Meriva Easytronic em que o conserto do câmbio ficou absurdos R$ 10 mil. Então, ou eu vou de manual ou de “automático de verdade” (inclui CVT e os de dupla embreagem).

    • Pablo Lourenço

      Então vc não vai gostar da ultima lamborghini. Hauaha

      • Mas a Lamborghini (que pertence ao grupo VW) não usa câmbio Automatizado de mono-embreagem e sim, de dupla embreagem…

        Utilizam uma caixa derivada do DSG/S-Tronic…

        • Pablo Lourenço

          Lambo aventador e monoembreagem automatizado.

          • Marcos Souza

            Por causa disso que eu não compro uma lambo… rsrs

          • Rafael Ribeiro

            tem certeza? que eu saiba o aventador é dupla embreagem

            • Pablo Lourenço

              Bom. Cada lugar fala uma coisa. Pelo que vi no site da Lambo hj ele e dual clutch. Mas já foi single clutch e nego metia o pau falando que era uma merda. Agora já não sei de mais nada.

  • Mauro Schramm

    Nunca dirigi um automatizado de embreagem simples. Não tenho reclamações (por enquanto) do câmbio de dupla embreagem do Fiesta lá de casa, mas nunca o utilizei em situações limite. Porém o câmbio CVT do Fit MkI que o precedeu era mais suave (e também bem mais lento nas arrancadas).

    • Chicão

      Dirigi um i-motion semana passada e não gostei nada dessa embreagem simples. Bem ruizinha.
      Mas fale mais sobre o que vc tem achado do cambio do new fiesta.

      • Mauro Schramm

        Bom, quem usa mais esse carro é minha esposa. Eu o utilizei por uma semana e gostei. Mas como disse, não o utilizei em uma situação limite, como uma subida muito íngreme. Para o uso cotidiano o funcionamento foi dentro do esperado. E a principal expectativa foi satisfeita: baixo consumo. Fez cerca de 12,5 Km/l no uso urbano, enquanto esteve comigo. Como referência, meu Civic MT 2011 costuma fazer 10,5 Km/l nesse mesmo trajeto.

        • Janduir

          O seu não apresentou problemas na embreagem? Um cliente meu teve problemas e ficou quase 1 mes sem o carro e no reclameaqui chove de reclamações desse cambio… espero que resolvam, pois vai matar a revenda desses veiculos futuramente…

          • Mauro Schramm

            Sem problemas até o momento.

    • Até porque o funcionamento dos câmbios dupla-embreagem são diferentes do mono…

  • Jonas Augusto

    Pois é os câmbios Tranco-Motion estão por ai aos montes, eu não confio diante de tantas criticas como nos Dualogic por exemplo. Nada substitui um verdadeiro automatico de dupla embreagem (CVT).

    • Emanuel

      CVT e automatizado de dupla embreagem são coisas diferentes. Não entendi seu comentário. Prefere qual dos dois? Sou mais o de dupla embreagem pela esportividade.

    • Louis

      “verdadeiro automatico de dupla embreagem (CVT)” vixe misturou tudo, colocou 3 cambios em 1 kkkk
      Automático convencional – com conversor de torque
      Automático CVT – marchas “infinitas”
      Automatizado dupla embreagem

      3 coisas distintas.

      • Fanjos

        O cara fez uma salada kkkkk

        • GPE

          Mista!

        • EduBH

          Moçada. Cambio é uma coisa e o acoplamento é outra. Um cvt pode usar conversor de Torque ou embreagem. O automatico convencional historicamente só usa conversor.

      • Wanderson Perin

        Louis, lembrando que a Honda agora lançou um CVT com conversor de torque, ele está vindo no New Fit. Dizem que deixa o CVT com a conhecida suavidade, porém um pouco mais ligeirinho como um automático convencional.

        • Louis

          É, eu já tinha ouvido falar que existe CVT com conversor de torque.

        • FerSaccon

          E o consumo nesse câmbio CVT com conversor do New Fit? Tão bom quando o da primeira versão do Fit? Pela economia que o CVT proporciona, não me importo de ele ser lento. Se quer carro esportivo, vá de manual mesmo e fim de papo.

      • CorsarioViajante

        ia comentar o mesmo… rs

      • Jonas Augusto

        Admito que fiz uma salada kkkkk

    • Thiagusss

      jovem
      gafanhoto:

      CVT Continuously variable transmission é uma coisa!

      Dupla embreagem é outra coisa!

      ou seja, uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa!

      ficou claro!?kkkkkkkkk

      • Sam86

        Kkkkk. Tão claro quanto café expresso.

    • Júnior 1000

      Cê tá dizendo, então…

  • Igor

    Carro com design horrendo! Uma mulher comprar isso até entendo, mas homem… Homem tem q ter carro mais imponente. Agora com esse câmbio lixo; aí q não compro mesmo.

    Criticam muito o Onix aqui no NA mas prefiro 1000x um Onix com automático de verdade e com um design menos sofrível.

    Esse Up merece ser extinto do mercado!

    • Leandro1978

      “Homem tem q ter carro mais imponente”. “Não compro pelo design; jamais”. “Prefiro 1000x um Onix (…) com um design menos sofrível”.

      Não tem algumas contradições aí?…rs…

      Outra, carro de “mulher” e/ou de “homem”? Baita coisa retrógrada! O que importa é a necessidade de cada um. Aliás, dizem que “problema” com tamanho de carro, refere-se a outro “problema”…rs…

      • Mas é assim mesmo que boa parte da turma pensa…

      • Julia Peres Kitzberger

        Falta de um lado, compensa do outro…

    • Chicão

      Eita. Que confusão vc fez ein.

      • Igor

        Corrigido. Foi a pressa.

    • Mauro Schramm

      A avaliação do visual é importante, mas trata-se absolutamente de uma opinião pessoal. Eu particularmente gosto do visual do Up!.

      E coloco alguns critério objetivos que não favorecem muito ao modelo da GMB:
      -Acho que o Onix é maior e mais caro que o Up!, ou estou enganado? (Não conheço muito esse mercado)
      -O Up! é o carro mais econômico do mercado. A GMB sequer inscreveu seus modelos no programa de etiquetagem veicular do INMETRO.
      -O Up! recebeu 5 estrelas no LatinNCAP. Onix recebeu 3.
      -Não compraria com carro com câmbio automatizado de embreagem simples pelos motivos demonstrados na matéria. Mas no caso do Onix AT, o preço se aproxima perigosamente do Fiesta PowerShift.

    • João Paulo

      Nada haver teu comentário.. Sou homem e posso muito bem ter um UP! ou um Etios.. Ainda mais se minha prioridade for economia de combustível.

      • Zelotes Universal

        Tu tem toda a razão, única coisa que me incomoda no Etios é aquele painel. Hoje tenho um Clio, muito econômico e como ando muito no dia a dia, economia é essencial para mim. E o Up tem tudo para ser meu próximo carro.

    • V.mario

      Realmente um carro com 5 estrelas no LatinNCAP merece ser extinto do mercado, aliás deveria existir uma lei proibindo a comercialização de qualquer carro com mais de 3 estrelas.
      Segurança é bobagem, tamanho é o que importa.

      • CorsarioViajante

        É porque o motorista do Onix é tão machão que quando o assoalho rasga ele usa para cortar as unhas dos pés!

        • João Martini

          HAHAHA

          • CorsarioViajante

            É fogo né? Ninguém merece ler estas coisas…

        • E depois reclamam dos preços da GM e de outras marcas..

          • Edson Fernandes

            Mas mete um rodão e um “xenão” que resolveu qualquer problema.

    • João Martini

      Esses dias li uma notícia de um acidente, um up! bateu de frente com um Corsa C na BR.. Resultado? Os dois ocupantes do up! saíram com leves escoriações, e o motorista do Corsa morreu. Mas ele deve ter morrido feliz né? Pelo menos estava num carro bonitão.

      • V.mario

        Também li esta reportagem.
        Infelizmente ainda está na cabeça de muitos consumidores que, carro grande é seguro e carro pequeno é frágil.
        Preferem um carro “bonito” a um carro seguro. Aliás acho o UP bonito, claro que existem outros mais bonitos, porém na faixa de preço de até R$36.000 eu prefiro o UP ou o novo Ka (depois que passar pelo LatinNCAP).

      • CharlesAle

        Também vi,ali ficou patente,na pratica,o que a segurança de um veiculo faz pela integridade dos ocupantes…

      • Thiagusss

        quem não viu…
        se comparar o estado dos carros, o corsa “desintegrou”…
        http://www.cacodarosa.com/noticia/5638/jovem-perde-a-vida-em-grave-acidente-de-transito-em-videira

    • GMC e GMB curtiram seu Post…

    • CharlesAle

      O UP é muito mais seguro que o Onix,que foi péssimo no teste de colisão.O UP além de seguro é muito econômico,o que pega é seu desenho controverso,mas ai vai de cada um…

    • Julia Peres Kitzberger

      Tem homens que precisam se mostrar através dos carros, porque de conteúdo fica devendo….

      • Edson Fernandes

        Conteudo? Alguns aqui vão considerar “rodão”, “xenão” e claro… o sonzão para a galera…. aí o carro fica “completo”.

  • Joao Maria

    Eu tenho um punto 2013/2014 com o Dualogic Plus. O que me irrita nesse câmbio, além da indecisão dele, é o fato de o modo manual não delegar totalmente o controle das trocas de marcha para o condutor. Por exemplo, se você quiser passar o carro para uma segunda marcha logo depois de arrancar ele não permite e emite uma mensagem de manobra não consentida, mesmo no modo manual, e fica esticando a primeira. Em relação as ladeiras, você tem que ficar sempre atento e interferir reduzindo a marcha antes do carro perder força e acabar parando por indecisão.

    A minha esposa adora, mas eu não penso em pegar outro carro automatizado não.

    • Louis

      O Dualogic também pode deixar o carro parar por indecisão ?!
      Então estou satisfeitíssimo com meu AT 4 marchas da Livina, só dar um “kickdown” que reduz na hora!

      • Edson Fernandes

        Se vc deixar perder bastante a rotação, ele pode te assustar na resposta, porque nessa situação, ele costuma reduzir apenas de imediato se vc pisar até o fundo.

        A sensação é ruim. Mas eu tbm prefiro meu carro de 4 marchas onde a resposta tbm é imediata.

  • Eduardo Brito

    O problema desse carro é que o cambio, que ja era ruim, foi capado.

    • Leandro1978

      O cambio foi “capado”?

      • Eduardo Brito

        Sim, ele foi simplificado para o up!

        • Fanjos

          Eita e tem como simplificar mais ainda um lixo desses?
          Deve ser medonho, já que o câmbio iTranco já dava nojo

          • Eduardo Brito

            pois é

        • Thiagusss

          eu tinha lido algo sobre ele ter sido reprogramado, comparando com o i-motion mais “antigo”…
          mas quando li sobre reprogramação imaginei que fosse para melhorar…rss

        • Giovane Fortuna

          Se não engano ele nao é eletro hidraulico…só eletrico….acho q por isso ficou pior ainda

      • João Martini

        Não, é que o up brasileiro usa o câmbio manual MQ200 ( O europeu usa o MQ100, o nosso é superior nesse aspecto), e o automatizado é o SQ100 do Europeu. Os mecanismos não são eletro-hidraulicos, são eletro-mecânicos. É totalmente diferente do “nosso” Imotion.

      • Edson Fernandes

        Na verdade não tem as funções de modo Sport, controlador de velocidade e as respostas são mais lentas que se comparado ao I-Motion tradicional. Entretanto tem controle de torque para evitar os trancos.

    • CorsarioViajante

      Não foi “capado”, é um câmbio diferente, mais simples, que só vem importado.

  • FaloNaCara ¯ _ (ツ) _ / ¯

    “e os equipamentos que o Black up! das fotos tem que nosso White up! não tem fazem com que ele pule para salgadíssimos R$ 45.979.”

    Se eu fosse consumidor desse tipo de carro e com esse tipo de configuração, pelos 45 mil EU ia de Picanto AT, e ainda perigava conseguir um desconto e gastar menos. 1.0 por 1.0, minúsculo por minúsculo, o Kia tem acabamento melhor, câmbio automático de verdade e não esse lixo do i-Motion e espaço interno equivalente – perde somente em porta-malas.

    Esses câmbios automatizados de embreagem simples não prestam, todos são muito ruins, seja da VW, Fiat ou Chevrolet. Um conhecido meu tem um Polo Sedan i-Motion e é de dar vergonha a quantidade de trancos que ele dá.

    • João Paulo

      Cheguei a fazer test drive em um Polo usado que estava a venda em uma multimarcas. O carro tava com 2 anos de uso bem conservado mas como eu já conhecia a fama do cambio, pude comprovar pessoalmente. Horrível!!!

      • FaloNaCara ¯ _ (ツ) _ / ¯

        Horrível mesmo. O comportamento descrito pelo NA é exatamente o mesmo no Polo do meu colega, uma vez o carro simplesmente parou no meio da rampa subida do estacionamento de um shopping e ficou sem saber o que fazer. Os trancos, deus do céu, são insuportáveis, qualquer automático, por mais arcaico que seja, é mais suave, e é impossível usar um carro com esse tipo de câmbio sem stress e sem viver em uma tensão constante, afinal ele funciona quando e como quer. Já deveriam ter sido abolidos do mercado, ou melhor, nunca deveriam ter existido.

        • Minerius Valioso

          O automático do Monza é mais suave que esse troço.

    • CorsarioViajante

      Por uns 45 mil vc tem um monte de opções mais interessantes.
      E acho indecente Polo ter este câmbio. É mais um dos motivos pelos quais ele está esquecido e vai dar byebye logo.

  • Jaderson

    Tenho um Fox 1.6 Imotion a 4 anos e nunca me deu se quer um desagrado, e olha que moro em cidade de 100mil habitantes, que tem o equivalente a quase 70 mil carros, isso deixa o transito cheio pela ruas da cidade (isso não vem ao caso), eu não faço revisões na concessionaria pq o pós-venda daqui é o pior que existe e acho um roubo oque eles cobram pelos serviços.
    Então o que interessa:
    O cambio é muito bom, viajo sempre com meu carro e na estrada ele não decepciona.
    Comprar um carro com cambio automatizado é uma opção, todos tem a escolha que quiser entre manuais, automáticos e automatizados.
    O julgamento precipitado de quem não tem um não pode ser valido. Mais respeito todas as ideias esplanadas.
    NA tá de parabéns pelas noticias.

    • João Martini

      Vale lembrar que o Imotion do up! é o SQ100, e o Imotion brasileiro é o SQ200 (Aliás, um detalhe interessante é que o up! europeu usa a caixa manual MQ100, e o nosso usa a MQ200. Sim, nosso up! tem uma caixa manual melhor do que a européia!)

    • OskarHaggen

      E vale lembrar que o Imotion do Fox e Gol é fornecido pela Magneti Marelli, o automatizado do Up! é feito pela ZF, ou seja sao cambios diferentes e calibracoes diferentes

      • EduBH

        Inclusive os conceitos são diferentes. O do UP é com acionamento eletrico e o do gol, fox e demais é hidráulico.

  • Fanjos

    Morte ao câmbio automático mono embreagem!
    Lixo de câmbio, lixo de empresas que usam esse lixo!

    • FerSaccon

      Ainda bem que não existe automático de mono embreagem, nem de dupla, tripla, quádrupla…

    • Sam86

      What? o.O

      • Fanjos

        O corretor automático corrigiu erroneamente sem eu reparar antes de postar, o correto é morte ao cambio automatizado de mono embreagem!

    • Smooj

      Lamborghini Aventador e Koenigsegg Agera estão aí pra te provar errado.

      • Fanjos

        eiiiiiiiiiiiiiii espera ae!!! Esses dois ai usam Câmbios automatizados de DUPLA EMBREAGEM….São automatizados de verdade não esses lixos que são chamados de automatizados , mas na verdade são robotizados, em suma, é apenas um cambio manual comum com um “robozinho” burro que não sabe dirigir que troca as marchas para vc

        • Smooj

          Dá uma pesquisada, eles usam mono-embreagem.

          • Fanjos

            O nível desses carros não pode ser levado em consideração em relação ao Up, não vou me aprofundar em tecnologias de um e de outro porque duvido que de para comparar alguma coisa.

        • EduBH

          Colega. É monoembreagem. Inclusive os primeiros R8 eram monoembreagens.

  • Myph13 .

    O Dualogic Plus no Bravo fazia isso de engasgar em subidas e ficar indeciso. Se você está sem ninguém na frente e mantem o pé no acelerador sempre no mesmo ritmo ele vai de boa, mas se tem alguém mais devagar na frente, ele troca de marcha e deixa o carro mais fraco, dai tem que pisar de novo pra ele reduzir e assim vai… Como meu uso no Bravo era 95% cidade, isso me incomodava bastante… Hoje tenho um Gol 1.6 i-Motion e já falei isso em alguns comentários anteriores, o motor 1.6 8V trabalha muito melhor o cambio automatizado, e o i-Motion é o único que tem sensor de Aclive/Declive então mesmo com alguém mais devagar na frente em uma subida, ele mantém a marcha e não fica indeciso.
    Na minha opinião eu teria outro i-Motion com motor 1.6 8V, ou talvez até o novo 16V pois em testes dizem estar tão bom quanto em torque aparecer em baixa rotação.
    O Dualogic Plus eu não teria.
    Esse i-Motion do up! não é da Magnetti Marelli né? Não sei como seria o comportamento do atual(ou antigo, o que tem nos 1.6 8V) i-Motion no motor 1.0 12V do up! mas acredito que fosse melhor que esse.

    • CorsarioViajante

      É outro câmbio.

      • João Martini

        E pelo visto parece ser zuado rs. Mas nessa situação descrita, de total indecisão, o jeito é afundar o pé pra ele fazer um kickdown. Automatizados não parecem gostar de pé constante no acelerador igual nos ATs..

        • CorsarioViajante

          Hehehe pois é, até agora só vi praticamente críticas à calibragem. Não sei porque não estão usando o i-motion do resto da linha no Up, talvez pelo casamento com o motor, mas este parece que foi bem mal-feito.

          • João Martini

            Só pode ser por questão de espaço. Se não coube o DSG-7 DQ200, pelo visto não coube o SQ200 também. Tanto que dizem que o MQ200 do up já é modificado em relação ao MQ200 do Gol/Fox/Polo.

    • OskarHaggen

      Nao, é fornecido pela ZF

  • Wanderson Perin

    O cambio automatizado sempre “polemiza”! Eu creio que eles avançaram muito nos últimos anos, mas por sua natureza construtiva, quando comparados a um automático de verdade, sempre saem perdendo, principalmente na durabilidade e confiança. Para quem não sabe, o cambio automático foi inventado por dois brasileiros no ano de 1932, e em 1938 a GM lançou o primeiro carro automático, após comprar a patente dos brasileiros. Lá pelos idos de 1950 praticamente toda frota americana já era equipada com câmbios automáticos (pasmem). Enfim, o que eu realmente quero deixar aqui para os caros leitores deste magnífico espaço, é que as vezes, reinventar a roda nem sempre é uma boa coisa para todos… mas de uma coisa eu tenho certeza, é ótimo para as montadoras, pois elas estão lhes vendendo uma tecnologia barata, e que requer maior manutenção…alguém discorda disso?

  • Smooj

    Já dirigi o câmbio dualogic uma vez bem brevemente, no teste drive de um dos primeiros Fiat 500 quando eles foram colocados á venda no Brasil. Não deu pra testar ele em muitas situações, mas pra acelerar e reduzir numa condução esportiva ele foi bom.

    Depois disso eu nunca mais dirigi um câmbio automatizado, mas depois de ler e ouvir tanto eu quero experimentar um pra saber se ele realmente é ruim como dizem. Não é possível uma fábrica multinacional colocar um câmbio desse em produção.

  • Alvaro Guatura

    Adoraria ter um Up automático. E seria preto como a unidade das fotos

  • zekinha71

    Quando ver um up! em uma ladeira ou serra, vou ficar longe, vai que o cambio resolve parar o bichinho e vc vem atras e enche a lata.

    • Julia Peres Kitzberger

      Não precisa ter preconceito do up! em ladeira ou serra (eu tenho um e posso dizer que ele sobe com vontade, para motor mil, claro)… Só do up! com o o simbolo imotion atrás.

  • GPE

    Não tem quem me convença que existe algo mais confiável e de melhor funcionamento que o velho câmbio automático tradicional com conversor de torque. Incluo o CVT no meio tbm, mas prefiro o AT tradicional. Dificilmente quebra e só precisa de uma troca de óleo a cada 80mil KM, no mínimo (alguns carro só pedem troca aos 160mil KM).

    Esses automatizados de uma embreagem são uma decepção. Verdadeira loteria. Tem gente que compra e só vive quebrando, enquanto outros nunca tiveram nada. E quando é necessário trocar os discos de embreagem o valor pago é muito superior ao de um carro manual comum.

    Os de dupla embreagem tão aí fazendo barulho (mesmo os que são banhados a óleo, pode perguntar a alguns dono de Jetta TSI), além de que sua manutenção é caríssima. Quero muito um que em breve essa tecnologia seja mais confiável, pois a rapidez das trocas é incrível.

    • Smooj

      O problema não é questão de funcionamento superior ou inferior, a questão é que o automatizado de 1 embreagem é bem mais barato que um automático com conversor de torque, e em tempos de redução de emissões ele tem a vantagem de poluir e consumir bem menos combustível.

      O que precisam fazer é projetar um automatizado que funcione da melhor maneira possível, ou pelo menos de uma maneira minimamente aceitável.

      Mas não tiro sua razão que, no longo prazo, a manutenção deve ser mais cara. Pelo menos o dupla embreagem tem toda razão de ser assim. Já o conversor de torque é a prova de balas, e a manutenção é bem mais barata. Talvez tão barato quanto um câmbio manual.

      • GPE

        Se o conversor não quebrar (o que é raro), a manutenção de um carro AT é mais barata que a de um popular manual, pois carros como o Cruze não precisam trocar o óleo do câmbio, enquanto num carro comum, entre 60 e 80mil KM em média é necessário trocar o disco de embreagem (o que na autorizada não sai por menos de 500 reais num carro Celta). Em carros como Civic e Corolla, onde a troca é feita aos 80mil KM se não me falha a memória, vc gasta menos de 400 reais pra trocar o óleo do câmbio

    • Tygra

      A manutenção de câmbios de dupla embreagem é a mais barata de todas, simplesmente porque são projetados para suportar a vida útil do motor, o powershift por exemplo, só é feito a manutenção com 250 mil Km, ou seja, tirando o fato de ocorrer algum problema (que também pode ocorrer em um conversor de torque), eles são mais baratos de manter.

      • GPE

        Certeza do que vc tá falando? Nunca vi nenhuma revista especializada dizendo que a embreagem dos câmbios de dupla embreagem dura a vida útil do motor. Ainda que essa informação seja verdadeira, vou desmistificar aqui o preço da manutenção para afirmar que ela é muito mais cara que um AT tradicional.

        Preço da 6ª revisão do GOLF 1.4 DSG
        ÓLEO DO MOTOR4,0
        BUJÃO DE ESCOAMENTO1,0
        ANEL DE VEDAÇÃO1,0
        FILTRO DE ÓLEO1,0
        ÓLEO DA TRANSMISSÃO DSG 5,5
        ELEMENTO FILTRANTE DO CÂMBIO 1,0
        VELA DE IGNIÇÃO 4,0
        FILTRO DE POEIRA DE PÓLEN1,0
        Valor total: R$ 1.831,47 (fora o preço de 2 horas e 54 minutos de mão de obra não inclusos nesse valor) Por essas 3 horas de manutenção vc adiciona aí, sendo otimista, 500 reais. Total: 2331

        As outras revisões do GolF dificilmente passam de 600 reais. Aí essa custa 4 vezes mais, o que mostra que o valor elevado é culpa da manutenção do câmbio DSG. Num carro AT tradicional essa troca de óleo não chega a 400 reais. Fora que em alguns carros a troca do óleo do câmbio ocorre aos 160mil KM e outros, como o Cruze, não precisam trocar o óleo. Aí vc tem um Golf que vai trocar praticamente 3 vezes enquanto num vc nunca vai trocar ou em carros que fazem a troca aos 160mil KM, vc troca quase 3 no Golf pra trocar uma nos outros, sempre com preço superior

        • Tygra

          Sim, eu tenho um New Fiesta Sedan powershift e no manual do proprietário estabelece a primeira revisão do câmbio com 240 mil Km (e não 250 como disse) ou 144 meses (12 anos). Além da troca do correia dentada ser também com 80 mil km ou 48 meses (4 anos).

  • CorsarioViajante

    Outros sites também meteram o pau sem dó neste câmbio.
    Pelo jeito a calibração foi muito infeliz.
    Vale notar que este é um automatizado importado exclusivamente para o Up, não é o mesmo que equipa Fox, Polo e cia.

  • Por mim, podem pegar esses automatizados mono-embreagem todos e jogar no lixo

  • Minerius Valioso

    Eber, sério que a Volkswagen mudou a densidade dos bancos? Por que ela faria isso?

    • Na verdade o que citamos de densidade são hipóteses para essa diferença. Mas não sabemos ao certo.

  • Minerius Valioso

    iMotion = R$2000 reais por um lixo bugado

  • Sérgio Niski Junior

    A respeito do cambio ainda acho que é valido para quem mora em uma cidade grande e plana tipo aqui na região metropolitana de Porto Alegre que não tem muitas subidas acho que é melhor que o manual para encarar o engarrafamento creio que é uma questão de se acostumar não vai ser que nem um automático nunca mas para quem pega muito transito é um conforto a mais em relação ao manual e é relativamente barato.

    • Sérgio Niski Junior

      Mas eu, ainda compraria um manual hehe

    • Julia Peres Kitzberger

      Quase fiquei sem ar no seu texto. hahahahaha

  • Poxa, seria ótimo ver um vídeo desse problema do automatizado do up!

  • EduBH

    Resumo: uma porcaria esse i-motion. Comprá-lo é jogar dinheiro no lixo.

  • marcelo qualquer

    Quanto ao câmbio, é tudo uma questão de adaptação. E claro, de gosto. Já dirigi alguns automatizados, todos sempre malhados, e sempre gostei. Serão sempre melhores que os manuais, Pelo simples fato de que estão 99% do tempo na marcha certa (e quando não está vc mesmo muda) e você não tem que ter preocupação em cambiar. Agora, se o cara quer as mesmas reações que ele tem no manual seja repetido no automatizado, ou mesmo que o cambio se comporte como um automático com conversor de torque, aí ele desgosta. Como o reporter aí. Vejamos:

    1) Ás vezes ele engasga em uma subida mais forte, não sabendo que marcha colocar, com isso o carro para completamente, e então dá para imaginar a reação do motorista que vem atrás;
    Numa subida, a tendência natural do câmbio é reduzir. Como em qualquer troca de marcha, ele fica sem aceleração até engatar. Nesta hora, a tendência de quem não conhece o câmbio é pisar mais fundo, fazendo que o câmbio reduza mais uma marcha… Então ele faz duas trocas uma em seguida da outra, dando a impressão que é indecisão. É só não brigar com o câmbio. Quem conhece o cambio, entra numa subida e mantem ou aumenta gradativamente a pressão no acelerador, e o cambio funciona perfeitamente. Ou então usa o modo manual.

    2) Ainda em subidas, tem ocasiões em que ele passa de segunda para terceira marcha em momentos totalmente errados, fazendo o carro perder completamente a velocidade e a potência;
    Numa subida em segunda onde ganha-se aceleração, muitos, com dó do giro, vão tirando o pé aos poucos. Então ele vai entender que você quer ir devagar e vai engatar a terceira cedo. Mantenha o pé. Ou use o manual.

    3) Em descidas, ou fica segurando exageradamente a marcha fazendo com que as rotações subam demais ou vai subindo de marcha sem parar até a quinta.
    De novo, falta de conhecimento do câmbio. Numa descida ele funciona assim: vai subindo tudo. É geralmente o que se quer numa descida, ganhar o máximo de velocidade gastando menos combustível. Mas se você pisar no freio com um pouco mais de força, aí ele reduz e mantém a marcha na que vai manter esta velocidade de descida. O que vai te economizar freio e pneu sem gastar mais combustível, por mais que a rotação assuste. Mas e se foi só uma freada repentina e vc quiser voltar a ganhar velocidade? bom, ou acelera e ele sobre de novo as marchas até a 5a ou troca no manual…

    4) As trocas de marcha muitas vezes são demoradas, fazendo o carro perder o ritmo que vinha impondo.
    As trocas pra cima sempre são demoradas. Pentelhésimos de segundo mais demoradas que uma troca manual (feita por um bom motorista num bom câmbio). Creio que por opção da montadora pra reduzir os tais trancos. O que acho uma besteira, uma concessão aos chatos reclamões. Por que o tranco iria ser exatamente o mesmo de um manual se vc fizesse uma troca rápida.

    O importante é conhecer o câmbio, seu funcionamento. Conhecendo, você não vai querer outro tipo de câmbio, nem um com conversor de torque.

    • Eddie

      Muito bom Marcelo, é isso mesmo, o “cajo” precisa de adaptação. Tive Polo I-motion, ni inicio foi complicado, mas depois de “pagar a mão” foi só alegria.
      Não dirigi o Up I-motion, contudo, o relato do testador é típico de quem precisa mais horas, talvez dias, de convívio com o pequeno notável da VWB.

  • cepereira2006

    Achei o valor de R$ 687,00 pelo couro incrivelmente justo. Qualquer montadora cobra mais.

    • Eddie

      O couro Native no Up é uma excelente opção, fácil de limpar e dá outro nível de acabamento ao carro, muito superior e por custo acessível.

  • Bikudin

    Eu ja disse q estes cambios automatizados precisam melhorar muito, mas muito mesmo, se está dando tanto problema pq ainda faz esse tipo de cambio? Isso é pra fazer um recall.

  • Clayton Martins

    Olha, só tive uma experiência com um câmbio I-motion, num Polo 1.6 e simplesmente detestei o comportamento do carro em retomadas e subidas.
    Mas pra quem pensa que câmbio ruim é exclusividade dos automatizados de embreagem única, experimentem dirigir o Peugeot 208 automático.
    Eu testei o francês e o achei muito pior que o Polo, pois além do câmbio ser burro (você nunca sabe qual será o comportamento do carro nas retomadas) o giro do motor permanece desnecessariamente alto em ambiente urbano, detonando o consumo. O carro tem um motor de 122 cv que simplesmente é apagado pelo comportamento lastimável do câmbio de 4 marchas.
    Na minha humilde opinião, dos modelos compactos, somente a Ford e a Honda (novo CVT) tem câmbios que aliam economia e desempenho de forma satisfatória.

  • Julia Peres Kitzberger

    Uma pergunta. Eu tenho um up! versão high, porém sem o M&M.
    Notei que a cor do mostrador digital (rádio) é verde? Ou é a foto? Obrigada

    • Eddie

      É branco/cinza mesmo, com ou sem M&M. Sds

      • Julia Peres Kitzberger

        Oi Eddie, eu tenho um up! e a cor do meu rádio é laranja. Por isso eu perguntei.

        • Eddie

          Ola Julia, tens certeza que teu radio veio de fabrica ou foi instalado na revenda?

          • Julia Peres Kitzberger

            É original da fábrica sim, que esquisito.
            Bem mais bonito esse branco/cinza.

            • Eddie

              Entendi agora, Julia.

              Quando vem com M&M o radio é outro, inclusive no catalogo da VWB eles alertam o fato de não poder instalar o M&M depois, precisa ter a preparação de fabrica, pois o radio é diferente para poder comunicar-se com a tela do M&M. No White Up com M&M o radio tem fundo cinza/branco como o da reportagem. O seu Up não tem M&M, então o fundo é na cor laranja, é outro equipamento.
              No mais é um pequeno grande carro, vc fez uma excelente compra e muito segura, nota 1.000 pra vc pela escolha do VW Up, Nota Máxima no Crash Test do Latin NCAP. Parabéns! Sds

              • Julia Peres Kitzberger

                Estou super feliz Eddie!!
                Uma pergunta. Hoje o meu up! começou a aparecer uma sigla “INSP” no painel, procurei no manual do proprietário e apareceu “indicador de intervalo de serviço”. Essa sigla é sobre a revisão? Abraços.

                • Eddie

                  Legal que estás gostando, pois o carro é bom, muito bom.
                  Sim é o alerta de intervalo da revisão, avisando que chegou a data ou km, se já tem 6 meses ou chegou a 10.000 km, vc deve levar o carro para a 1ra revisão com mão-de-obra gratuita. Caso não seja isso, precisas dar uma passada na Css para fazer o reset ou esperar até a revisão, sem trauma. Drive safe! Abraço.

          • Guest

            Olha foto dele ai

          • Guest

            Olha a foto dele ai.

          • Guest

            Foto

          • Guest

            Foto2

  • sensat0

    Olha, tenho que dar risada pois não consigo entender a lógica de quem compra um carro automatizado desses, paga mais caro para “passar raiva” e tem todos os membros superiores e inferiores. Ócio? falta de energia? falta de habilidade e cordenação motora?

  • fellipealo

    Já vi um UP! com um bom pós-venda para o consumidor… àquele em que você não comprou, esse sim é bom de pós-venda.

  • Mauricio Neto

    “Lixup!”, que tal?

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend