Audi Hatches

Avaliação completa do Audi A1

avaliacao-audi-a1-auto-press-1 Avaliação completa do Audi A1

Atrair o público jovem é uma questão estratégica para os fabricantes de automóveis de luxo. Modelos de marcas como Mercedes-Benz, BMW e Audi normalmente são associados a uma faixa etária mais elevada. Gente já bem estabelecida na vida, que pode pagar um preço além do convencional por veículos que superem os padrões normais de luxo, conforto, tecnologia e esportividade. Mas seduzir e fidelizar as novas gerações dessas famílias abastadas é fundamental para garantir bons negócios no futuro. Essa é a missão do A1, apresentado no ano passado com grande sucesso na Europa – onde há filas de espera para o modelo – e que agora chega ao Brasil.



O preço do A1 – a partir de R$ 89.900 – fica exatos R$ 20.100 aquém do A3 2.0 TFSI S-Tronic, de R$ 110 mil, que até então era o Audi de preço mais baixo no país. É o modelo mais acessível que a marca tem por aqui desde 2006, quando a antiga geração do A3 deixou de ser produzida em São José dos Pinhais, no Paraná. Não é um carro barato – e nem era essa a proposta. Sua meta é apresentar os padrões construtivos, estilísticos, tecnológicos, dinâmicos e de acabamento da marca das quatro argolas para um público jovem que, apesar de bem-sucedido, não está disposto a pagar mais de R$ 100 mil por um automóvel. E nem se sente atraído pelo estilo “patriarcal” dos sedãs e utilitários esportivos ou “matriarcal” das peruas e monovolumes.

O novo hatch de duas portas é compacto – são 3,95 metros de comprimento, 1,74 m de largura e 1,42 m de altura. Ou seja, é 6 cm mais comprido, 9 cm mais largo e 4 cm mais baixo que um Volkswagen Gol. O entre-eixos mede 2,47 m – apenas um centímetro maior que o do Gol Na frente, a ampla grade trapezoidal – parte da atual identidade visual da Audi – ostenta as inexoráveis quatro argolas e é ladeada por faróis de xênon com luzes diurnas de leds, retos em cima e sinuosos na parte inferior. Os leds ajudam a dar aos faróis a aparência de um par de olhos meio franzidos, o que reforça o aspecto “invocado” do carrinho.

avaliacao-audi-a1-auto-press-2 Avaliação completa do Audi A1

De perfil, destaca-se a linha do teto em arco, onde a descida abrupta na traseira, em conjunto com o elegante aerofólio sobre o vidro traseiro, ressalta o aspecto esportivo. Na traseira, as lanternas com leds são em forma de asas e integradas à tampa do porta-malas, cuja parte superior é levemente proeminente em relação à parte de baixo, onde fica a placa. Os leds não se restringem aos faróis e lanternas. Eles se tornaram quase uma obsessão da Audi e surgem na iluminação das portas e do teto, nas luzes de leituras, nas luzes para os pés e até nas luzes dos espelhos de cortesia.

Por dentro, o estilo é moderno e “clean”, com volante forrado em couro e bancos em tecido. Uma tela de 6,5 polegadas se destaca no alto do painel. A configuração é de um “2+2” – ou seja, os dois lugares traseiros não são recomendáveis para pessoas altas em viagens longas. Bem de acordo com a moda da customização, quem comprar o A1 poderá escolher se quer o arco do teto em cor contrastante e as cores das saídas de ar internas.

avaliacao-audi-a1-auto-press-3 Avaliação completa do Audi A1

Há interface Bluetooth e opções de conexão com celulares e iPods. Como opcionais, são oferecidos sistema de navegação GPS, teto solar panorâmico elétrico, sistema de partida automática sem a chave – com acionamento através de um botão no painel –, sensor de estacionamento traseiro, piloto automático e áudio Bose de 465 watts, com 14 alto-falantes.

Mas nem só de aparência se faz um sedutor – desempenho convincente é fundamental. Isso fica a cargo do motor 1.4 TFSI de quatro cilindros em linha com 122 cv de potência e 20,4 kgfm de torque máximo – disponível entre 1.500 e 4 mil giros – , com sistema de injeção direta de combustível e turbocharger com intercooler. A transmissão automática de sete velocidades S-Tronic tem sistema de dupla embreagem – as marchas ficam pré-engatadas para a troca.

avaliacao-audi-a1-auto-press-4 Avaliação completa do Audi A1

Há a possibilidade de utilizar o modo automático na posição S, para trocas em giro mais elevado e desempenho mais esportivo. A troca das marchas ainda pode ser feita manualmente, na alavanca ou através das “borboletas” atrás do volante. Segundo a Audi, o zero a 100 km/h pode ser cumprido em 8,9 segundos e a velocidade máxima é de 203 km/h.

Para reforçar o indefectível marketing “verde” inerente a um modelo tão “antenado” como o A1, o compacto ainda vem com os sistemas Start-stop, que desliga o motor quando o carro está parado para economizar combustível, e Kers, que aproveita a energia das frenagens para reforçar o desempenho do motor. Segundo a Audi do Brasil, já foram comercializadas mais de 600 unidades do A1 no país, mas as entregas começaram esse mês. Estima-se que a fila de espera para comprar o compacto por aqui já ultrapasse os dois meses.

avaliacao-audi-a1-auto-press-5 Avaliação completa do Audi A1

Instantâneas

# O coeficiente de arrasto aerodinâmico do A1 é 0,32 cx.

# O A1 traz de série airbags frontais, laterais e de cortina.

# Em 2010, a Audi vendeu aproximadamente 1.092.400 veículos em todo o mundo.

# A sede da Audi fica na cidade alemã de Ingolstadt.

# Desde a década de 60, a Audi é controlada pela alemã Volkswagen AG.

# Em 2002, a Audi assumiu o controle da marca espanhola Seat.

# A plataforma do Audi A1 é partilhada com o Volkswagen Polo de nova geração, vendido na Europa.

# O A1 foi originado do conceito Metroproject Quattro, exibido em 2007 no Salão de Tóquio.

avaliacao-audi-a1-auto-press-6 Avaliação completa do Audi A1

Ficha técnica – Audi A1 1.4 TFSI

Motor: Gasolina, dianteiro, transversal, 1.390 cm³, quatro cilindros em linha e quatro válvulas por cilindro. Injeção direta de combustível e turbocharger com intercooler.

Transmissão: Câmbio automático com sete velocidades à frente e uma a ré com modo manual sequencial na alavanca ou através de paddleshifts no volante. Dupla embreagem. Tração dianteira.

Potência máxima: 122 cv a 5 mil giros rpm.

Torque máximo: 20,4 kgfm entre 1.500 e 4 mil rpm.

Diâmetro e curso: 76,5 mm X 75,6 mm. Taxa de compressão: 10:1.

Suspensão: Dianteira independente do tipo McPherson, com braços triangulares transversais, amortecedores hidráulicos, molas helicoidais e barra estabilizadora. Traseira com eixo de torção.

Freios: Discos ventilados na frente e sólidos atrás. ABS, ESP e assistência de partida em aclives.

Carroceria: Hatch em monobloco com duas portas e quatro lugares. Com 3,95 metros de comprimento, 1,74 metro de largura, 1,41 metro de altura e 2,47 metros de distância entre-eixos. Oferece airbags duplos frontais, laterais dianteiros e do tipo cortina de série.

Peso: 1.200 kg em ordem de marcha.

Capacidade do porta-malas: 270 litros.

Tanque de combustível: 45 litros.

Lançamento mundial: 2010.

Lançamento no Brasil: 2011.

avaliacao-audi-a1-auto-press-7 Avaliação completa do Audi A1

Ponto a ponto

Desempenho – O fato do torque máximo de 20,4 kgfm estar disponível desde os 1.500 giros até os 4 mil giros se traduz de forma simples – pisou, o A1 acelera. E, vencida uma brevíssima inércia inicial, acelera forte. Quando é possível pisar fundo, o A1 avança com decisão e vigor. Conforme as marchas se sucedem – de forma quase imperceptível, graças à dupla embreagem –, o carro se mostra bom de estrada e sempre pronto para ultrapassagens rápidas. A possibilidade de acionamento manual das marchas através dos paddleshifts amplia ainda mais as possibilidades dinâmicas do compacto da Audi. Nota 9.

Estabilidade – No kartódromo de Aldeia da Serra, na cidade paulista de Jandira, foi possível acelerar o A1 em curvas de formas que não seriam nada recomendáveis em lugares que não dispusessem de boas áreas de escape. E na sinuosa estrada que liga o kartódromo à bucólica cidadezinha de Pirapora do Bom Jesus, foi possível avaliar o carro em circunstâncias normais, expostas ao trânsito convencional. Nos dois ambientes, o A1 surpreendeu positivamente. É um compacto muito equilibrado em retas e em curvas. Quando foi necessário frear de forma mais vigorosa, o carro se manteve sob controle. Nota 9.

avaliacao-audi-a1-auto-press-8 Avaliação completa do Audi A1

Interatividade – Os comandos são bem posicionados e estão ao alcance do motorista. A posição de dirigir é boa e os bancos dianteiros, apesar de não teram regulagens elétricas, acomodam bem os passageiros da frente. O painel de instrumentos é eficiente e de fácil visualização. O volante tem botões que acionam o rádio e permitem acesso aos dados do computador de bordo. Os paddleshifts no volante para acionamento das marchas são funcionais e permitem maior interatividade com o propulsor. Nota 8.

Consumo – A Audi fala em consumo combinado cidade/estrada de espetaculares 18,8 km/l. Mas o modelo testado em circuito rodoviário de aproximadamente 70 km entre Jandira e Bom Jesus do Pirapora aparentemente não foi avisado das propostas da marca. Seu computador de bordo indicava, ao término de um teste predominantemente rodoviário, uma média bem “mediana” de 10,5 km/h. Nota 7.

avaliacao-audi-a1-auto-press-9 Avaliação completa do Audi A1

Tecnologia – Trata-se de um compacto bastante moderno e incorpora várias tecnologias apresentadas nos modelos maiores da Audi. De série, o A1 traz ar condicionado, faróis bi-xênonio com ajuste automático de altura e luzes diurnas em leds, faróis de neblina, volante multifuncional com “borboletas” de acionamento do câmbio, CD player com Bluetooth e conectável com celulares e iPads, tela de configurações de 6,5 polegadas, airbags frontal, lateral e de cabeça, assistente de partida em aclives, ESP/ABS, computador de bordo e rodas aro 16 com pneus 215/45 R 16. O GPS, que é opcional, num veículo dessa faixa de preços bem que poderia ser de série, assim como o sensor de obstáculos traseiro. Nota 8.

Conforto – O espaço interno é bem correto para dois adultos. Viajar no banco traseiro, onde só há dois lugares, não é confortável para quem tem acima de 1,75 m. O teto baixo e uma protuberância acolchoada que fica junto à parte interna da coluna traseira reduzem o espaço disponível para a cabeça de quem senta ali. O isolamento acústico é de boa qualidade e a suspensão absorve bem os buracos e solavancos. Nota 8.

Habitabilidade – O acesso é um pouco dificultado pela baixa estatura do carro. As portas têm bom vão de abertura e chegar aos bancos da frente não é difícil, mas aos bancos de trás é bem complicado e requer um certo “jogo de cintura”. O porta-malas de 270 litros tem piso baixo e bom acesso. Na frente, os porta-objetos são abundantes e funcionais. Nota 7.

Acabamento – Os materiais usados nos revestimentos são superiores ao da maioria dos automóveis na faixa dos R$ 90 mil. O couro do volante esportivo é macio e todo o painel tem acabamento acolchoado. Os bancos, revestidos em tecido, também são de bom nível. Tudo a bordo aparenta qualidade e os encaixes e costuras não deixam nada a desejar em relação ao padrão da Audi. Nota 9.

Design – Embora suas dimensões sejam bem próximas às de um Gol, não há risco de ninguém achar que o A1 é um carro “comum”, fora da categoria de veículos de luxo. Os designers da Audi foram bastante felizes na concepção do compacto da marca. Por dentro, o estilo é elegante e transmite a sensação de requinte que se espera de um Audi. Nota 8.

Custo/benefício – Um hatch compacto com preço inicial de R$ 89.900 está longe de ser barato. Nessa faixa de preços há ótimas opções de vários tipos de automóvel confortáveis e bem maiores – para quem não faz questão de ter um carro de luxo. Mas essas pessoas não são o foco do A1. Dentro do segmento de luxo e com todo o requinte, exclusivismo e tecnologia que oferece, o pequeno hatch da Audi é um automóvel competitivo. No Brasil, seu principal concorrente é o Mini Cooper, que em versão 1.6 automática com a mesma potência de 122 cv sai por R$ 96.950 Nota 7.

Total – O Audi A1 1.4 TFSI somou 80 pontos em 100 possíveis.

avaliacao-audi-a1-auto-press-10 Avaliação completa do Audi A1

Primeiras impressões – Pequeno grande carro

Aldeia da Serra/SP – Ao primeiro olhar, antes mesmo de entrar, já fica claro. Apesar de pequeno, o A1 pertence à categoria do que as pessoas na rua costuma chamar de “carrões” e os profissionais de marketing preferem denominar pomposamente de “premium”. Por dentro, o acabamento é coerente com o que se espera de um Audi, com “sinais exteriores de qualidade” por todo o lado. Mas, além da concepção estética, para que o A1 pudesse cumprir sua proposta mercadológica era fundamental que o desempenho dinâmico também fosse bem diferente dos compactos convencionais. E isso o A1 consegue.

De cara, logo ao sair da inércia, já impressiona a boa disposição do modelo, que acelera de forma determinada. Nas primeiras curvas, a surpresa aumenta. O A1 exibe um equilíbrio dinâmico singular para um modelo de seu porte. Mesmo nas curva feitas em alta velocidade, o carro aderna pouco e não transmite ao motorista qualquer sensação de instabilidade. O que causa o “efeito colateral” de estimular a ousadia do piloto. Mas, felizmente, o A1 testado não vacilou em momento algum.

avaliacao-audi-a1-auto-press-11 Avaliação completa do Audi A1

Nas retas, os 122 cv de potência e os 20,4 kgfm de torque se mostram mais que suficientes para conferir aparente leveza e elegância dinâmica aos 1.200 quilos do A1. O carro acelera de forma resoluta e permite ultrapassagens de forma harmônica, com reduzido nível de estresse para o motorista. As frenagens também são executadas de forma precisa e absolutamente controlada, sem sustos.

No conjunto, trata-se de um compacto com um nível de “qualidade de vida” a bordo realmente incomum. Ótimo para duas pessoas, mas nem tão bom para os eventuais passageiros dos banco de trás, principalmente os de altura acima de 1,75 m. O teto baixo na traseira pode ocasionar algumas “turras” quando ocorrem irregularidades na pista. Mas a proposta dos dois lugares traseiros certamente não combina com adultos e longas viagens. Para trechos curtos e para crianças, funciona bem, embora o acesso aos bancos de trás seja um tanto difícil. De qualquer forma, o A1 mostra que é possível incorporar aos segmento de compactos boa parte da tecnologia automotiva disponível para os “carrões”.

avaliacao-audi-a1-auto-press-12 Avaliação completa do Audi A1

Por Luiz Pereira – Auto Press

  • albertmathaus

    Não é por nada contra a Audi…
    mas sou muito mais meu Mini Cooper

    • BolGola

      De acordo com quem já avaliou os dois, o Mini só ganha no charme do visual e na dirigibilidade fantástica para tm tração dianteira. De resto o A1 é superior em tudo! Principalmente em qualidade e acabamento interno e externo.

      • AutoIng

        De fato. Quem já fez essa comparação deu a vitória ao A1 facilmente. Mas o caso do Mini é que se trata de uma compra por emoção, e não razão. Pra muita gente o Mini tem mais estilo.

        • BolGola

          Pois é. E a pergunta que fica no ar é: Qual vale mais á pena ser comprado? Até que ponto essa qualidade geral do A1 é superior ao Mini ou a dirigibilidade do Mini e seu carisma são tão superiores para valer seu dinheiro.

          Acho que essa é uma dúvida que poucas revistas ou sites conseguirão atender e por isso mesmo só um test-drive e uma avreiguação ao vivo poderão comprovar né?

          Um abraço!

          • Cil

            Na dúvida… compra os dois! Eheheheeheheh

            Outro dia andava eu pela rua quando olhei pelo retrovisor e vi um conjunto de 4 argolas lá longe vindo em alta velocidade… nem precisa dizer que sai do caminho para dar passagem ao bolibo voador. Muito belo… não lembro agora o modelo.

            • pcastilho2000

              E Eu que vi um Audi A& passando num bairro simples aqui de BH e depois foi pra Av. Pedro II, que eu também pego… quase infartei… aquele brake-light ocupando toda a largura do vidro traseiro é de babar…

              • flaviomm

                Essa pista de kart fica aqui perto de casa! Nada mais conveniente para apresentar o A1. Não compraria nem ai, nem Mini. Estilo de sobra… preço de sobra. Aqui o negócio é emoção… sem mta razão… convenhamos.

    • Robson Iecker

      Mini Tbm interior exterior……..

    • mbgregol

      Tenho um Mini Cooper S e sou mais o Mini. Claro que o Audi é um ótimo carro, mas no caso do A1 ainda sem glamour.

    • jaydeero

      Não é por nada contra o Mini
      Mas sou mais o A1…

    • Hodney

      pagar 90 mil por um carro do tamanho de um Mille? Só no braziú.

      • _biolog_

        Na verdade, só AQUI é que se deixa de comprar um compacto equipado pra pegar uma barca que não tem DSG, borboletas no volante, motor com injeção direta e que desliga em ponto-morto, etc.

    • Hodney

      É impressão minha ou esse aro do Audi foi "inspirado" da calota do GOL GV?

      • Q carro nao foi inspirado nas calotas ou rodas do Gol? Veja que até o Jetta, Passat e Tiguan tem as rodas extremamentes parecidas tbm.

    • Brancher

      fora o painel de polo

  • BOBO_NAO

    Os europeus estavam reclamando que ele é caro lá pelo equivalente a R$36 mil. O que esses mesmos europeus dizeriam se vissem o preço aqui? QUE SOMOS OTÁRIOS. Eu concordo plenamente. Nos EUA um audi A6 custa U$45 mil e aqui o equivalente a quase U$$150mil….Mas, isso acontece, POR QUE TÊM OS BOBOS QUE COMPRAM.

    • MeekeeB

      Realmente, 15 mil euros lá e 90 mil reais aqui… tá certo que todo mundo já tá cansado de saber da diferença de preços, mas isso aí já é absurdo… quase 3x mais caro.

    • kikofar

      Pois é… tá certo… é importado, é um alemão, é um Audi, mas 90 mil num hatch pequeno…. é de lascar!!!

    • Hodney

      Há muito eu dizia que no brasil há restrições de consumo por meio de custo, ou seja, cobrando 3 vezes mais.

      Só resta agora é bater no peito, inspirar com força e CANTAR O HINO NACIONAL COM MUITO ORGULHO E XENÓFOBO NO CORAÇÃO.

  • davi_auto

    Muito lindo, mais como quase tudo que é bom e bonito é caro, o A1 não é diferente. O interior parece ser muito bem acabado, e essas lanternas de LED caíram muito bem com o carro. O A1 é uma boa opção, mais por esse preço eu não compraria, tem melhores opções no mercado!

  • Leandro1978

    1.4? O Jetta tem um 2.0 e custa R$ 24.000 a menos…rs…Agora falando sério, é um carro bonito, pelo que li um excelente produto, para quem gosta de chamar a atenção (ao lado do preço os principais motivos para não comprá-lo), assim como o Mini, Smart, etc. Mas acho muito caro, ainda que seja um "premium" (concorrente de Punto, C3, Polo, New Fiesta…rs…) acho que poderia custar uns R$ 20.000 a menos. Agora quanto ao consumo, avisem a "Das Auto" que a "gasosa" brasileira é um pouquinho diferente da européia…

    • ALEZAO2

      não se deixe levar pela cilindrada

      o 2.0L do jetta é um dos piores do mercado… 116cv a 5000rpm e 17,7kgfm a 4000rpm com gasolina

      o 1.4L do A1 alcança 122cv a 5000rpm e torque de 20,4kgfm já em 1500rpm, e pesa 110kg a menos

      literalmente o A1 deixa o jetta no chinelo

      • Leandro1978

        Cara, acho que você não notou, mas eu fui irônico. Eu sempre cito que o 2.0 120cv é um dos mais fracos do mercado e, por isso, acho que o Jetta perde para seus concorrentes. Inclusive acho que esse 1.4 do A1 poderia muito bem equipar o VW em sua versão de entrada, abrindo possibilidade de um motor intermediário entre esse 1.4 e o 2.0 TSI, talvez o 1.8TSI (160cv) ou aquele 2.0 FSI (150cv) que equipava o Passat antes do 2.0 TSI. Porém eu sei que o brasileiro dá mais importância à cilindrada, por isso brinquei falando que o 2.0 desatualizado é "maior" que o 1.4 moderno.

        • ALEZAO2

          agora relendo seu comentário percebi a ironia, acho que passei o olho muito rápido na primeira leitura !!

          ao que parece foi a estratégia adotada pela volks de substituir, de uma só vez, o bora e o jetta anterior, com um modelo que ocupa ao mesmo tempo o posto de melhor e pior motor da categoria (200cv e 120cv)

  • DouglasGT

    Eber tem foto do porta-mala ? queria ver .

    • _biolog_

      Também gostaria de ver o modelo "standart", com rodas 16".

  • BolGola

    Esse carrinho é fantástico, mas a Audi do Brasil já fez o favor de queimar a imagem aqui por bons anos…

    Como proprietário de um Audi A3 eu digo: Audi nunca mais!

    • GAbRieLGUIMA

      Soube que a Audi esta recomeçando e vendo os erros do passado nao vai mais comete-los. O A1 e a promessa da grande guinada.

      • BolGola

        É. Tomara mesmo. Mas quando uma marca compromete sua imagem de forma grave pode demorar anos e anos para se recuperar e hoje em dia, com essa internet e tal… pode ser pior ainda mais. Veja os casos da Ford Autolatina, da Toyota… isso vai ficar manchado para sempre!

        Quanto á Audi, o que mais me irrita não e nem o preço ridículo de seus carros (exceto A3 sport e novo A4). Mas é quanto ao custo de manutenção. Cobrar R$ 4.500 por um aerofólio, R$ 4.000 por um forro de teto, R$ 900 por um jogo de pastilhas de freio, R$ 900 por uma mangueira do intercooler, R$ 50 por um parafuso de roda e R$ 1.500 por um silencioso de escape traseiro ão só alguns exemplos do que eu considero um crime!

        Graças ao Ebay, consigo manter meu A3 de forma 100% original como pouquíssimos donos do mesmo carro fazem no Brasil. Por essas e outras é que os A3 usados hoje estão igual carniça. Ninguém consegue manter no Brasil com esses preços praticados.

        • GAbRieLGUIMA

          Parabens! Sou mais manter um usado impecável do que gastar uma dinherama num zero. Não que eu não preferiria ter um zero, mas no Brasil temos mesmo que protestar e reivindicar.

  • Romulo_Max

    Tem alguma coisa de errado no texto dessa matéria… diz que:
    " …do A1, apresentado no ano passado com grande sucesso na Europa – onde há filas de espera para o modelo – e que agora chega ao Brasil."
    Filas de espera?!?!?!
    Todas as publicações nacionais e internacionais, até a propria Audi admite q o carro tá vendendo bem à baixo do esperado na Europa, por causa do preço sem noção. :S

    • Leandro1978

      Também li algo parecido e estranhei esta afirmação e justamente pelo alto preço, mesmo para os europeus: "Todos botam a culpa no preço alto do carrinho. No Brasil, onde marca premium faz a festa, ele será vendido por 90.000 reais, mas na Alemanha, onde os valores começam em 15.800 euros, o comprador acha que é muito dinheiro, já que um modelo bem maior, o Golf, tem preços a partir de 16.500 euros."
      https://www.noticiasautomotivas.com.br/vendas-do-a

      • MeekeeB

        Isso porque esse mimimi de carro de "nicho" só existe aqui. Desculpa pra botar preço absurdamente alto em carrinho pequeno bem equipado.

        • Leandro1978

          Realmente, mal comparando, se na Europa custa menos que um Golf, aqui deveria ocorrer o mesmo, em que pese o VW brasileiro estar duas gerações defasado em relação ao seu "irmão" europeu.

          • PauloECosta

            Vai dando idéia que daqui a pouco a VW aumenta o preço do Golf para compensar…

        • cristian_sp

          o tal "nicho" existe no mundo inteiro para vários tipos de produtos ….e aqui o A1 não pretende isso…..ele é apenas um carro de uma marca "premium" (para nossos padrões) e custa menos que seu irmão maior A3 ….então o preço está proporcionalmente coerente …..todos Audis custam caro …. esse é só mais 1….rs…..

          mas de qualquer forma parece bem bacana o carro, espero que force os minis a cairem um pouco de preço …ai sim ….rs…

          • MeekeeB

            Discordo que nicho de carros exista no mundo todo, é só ver os sites internacionais das montadoras, lá a ''hierarquia'' de preços é bem mais específica e justa do que aqui, não tendo compactos caríssimos.

            • cristian_sp

              então …..nicho …é definição para produto direcionado a um mercado específco…..é um conceito mais amplo abaixo um link bacana…
              http://www.biblioteca.sebrae.com.br/bds/BDS.nsf/D

              agora até vc se contradiz no post….pois conforme mencionei a hierarquia da audi está coerente são todos caros …e com diferenças proporcionais entre os modelos …..

              o que confunde é que aqui no Brasil, a Ford com o new fiesta e alguns outros estão bagunçando com isso tudo …

      • kikofar

        Ocorre que lá o Golf deles é um senhor carro… já o nosso… é de 99 com faróis e lanternas enjambradas!!!!!!!!!

    • CanalhaRS

      Era exatamente o que eu iria escrever. O cara mentiu na cara dura.
      Com essa aí e mais aquele teste "suspeito" do Sandero, to começando a perder a credibilidade nos testes da Auto Press

  • EduardoRN

    O pessoal mete o pau na turma que compra as "carroças" da base. O que vão falar de quem compra esse carro nesse preço? Que é descolado, que "tá podendo" coisa e tal. De qualquer modo, apesar do carro, da marca etc, não vale o que pedem e quem compra também está contribuindo com a manutenção do "status quo" do nosso mercado.

  • mikaelbrian

    esse teste foi mesmo o NA que fez? porque vi outro site que tinha esses mesmos desenho do consumo,velocidade. ai ficou a duvida esses testes seria o NA que faz ?

    • Romulo_Max

      Não.
      Esse material é comprado, da Auto Press, normalemente é um otimo material, com avaliação beeem completa, mas dessa vez … achei q ficou com cara de merchan. =/
      Eles não vendem apenas pro NA, portanto vc vai ver material parecido em outras publicações.

    • MeekeeB

      No finalzinho tem os créditos ao Auto Press, que é parceria do NA já tem um tempinho.

  • marmota2

    Por 90k tem coisa bem melhor no mercado…

  • CanalhaRS

    Quem quiser ler uma avaliação mais imparcial e completa que essa aí da AP eu recomendo o Best Cars.

    Eber, vai uma sugestão minha. Não sei se você tem algum contato com Fabricio Samahá, mas o que você acha de trocar a Auto Press pelo Best Cars?? O ganho de credibilidade seria grande, um reforço e tanto para o NA.

    • GAbRieLGUIMA

      Concordo! Propaganda paga pega mal e vai contra os otimos principios do NA. O Frabricio e o BCWS sao imparciais bastante coerentes…

  • MarcosMV

    Matéria proibida para mulheres!

  • bedotRJ

    Gostei bastante do carrinho, mas ele poderia facilmente custar uns R$ 25mil a menos e, ainda assim, traria lucro prá importadora. A Audi tá se valendo daquela lógica de que, se botar o preço muito baixo, irá desvalorizar a marca. E tem o aspecto financeiro. Como esse carro não será de volume, mas de imagem, melhor lucrar 'x' em 100 unidades vendidas do que lucrar o mesmo 'x' em 300.

    Meu veredicto: prá ficar com carro de imagem, o Fiat 500 que chegará do México por menos de R$ 50mil já agrada plenamente. E haverá o Mini One e o Bettle 2012, ambos custando bem menos do que o A1.

    • EuMeSmObYmYsElF

      o 500 por menos de 50 mil eu ainda não acreditei.. só vendo… o Mini One não me agradou, muito simples pra um carro de 70 mil, o Beetle parece interessante, vamos ver o valor dele no lançamento… desses carros assim os que mais me agradam são o Mini Cooper S e o Countryman embora custem mais de 120 mil

      • BolGola

        Vai vir sim, mas lembre-se: Motor 1.4 8V do Uno e sem metade dos ítens de segurança… ou seja, não barateou. Perdeu ítens para baixar o preço. Se pegar esse 500 mexicano e equipar de igual para igual com o italiano, é capaz de sair ainda mais caro! E sem o belo motor 1.4 16v de 100cv.

        • Cil

          Pois é! Então era melhor continuar sendo importado e pagando o tal II de 35%! A matemática não falha! Já a Fiat…

    • Leandro1978

      Na Europa o A1 é quase $ 1.000 euros menos caro que o Golf, desta forma acho que deveria ter mantido esta proporção aqui no Brasil, em que pese o nosso Golf estar duas gerações defasado em relação ao europeu. Só para efeito de comparação, em Portugal o Golf 1.4 parte dos $ 23.400 euros e o A1 com motorização semelhante dos $ 22.650 euros.

    • CanalhaRS

      Verdade, concordo. Usar a desculpa de que é um Audi para cobrar quase 100 mil não cola mais. Se é por imagem, teremos esses que você citou.

  • Alesr50

    Esse painel ai…hummmm

  • Gostei, rico compacto, fica difícil para eu a escolha entre o A1 e o Cooper. Imagino a nova versão do A1 com 180cv do 1.4 TSI, deve ser demais!

  • Sias

    Gosto dos carros da Audi mas este A1 nem pensar. Caro, pequeno e pra meu gosto a frente ficou com a grade muito grande pro tamanho dele. Se fosse pre comprar um pequeno deste preço ficava com o Mini.

  • asilvaguiar

    não e bonito, vi um hoje aqui em brasília (não era político dirigindo e aparentava uns 25~27 anos) do vermelho com arco prata. nem minha mãe gostou, quando falei o preço ela riu, ai 5 minutos depois passa o evo x ai ela fala esse sim e bonito.

  • 430scuderia

    Se tivesse uns 200 cv eu compraria facil, muito show o carrinho.

  • CELLESTINO

    Faltaram as fotos dos bancos. Já vi pela internet e digo que o tecido parece (eu disse parece!) ser de carro popular. Para um carro de 90k, os bancos deveriam ser de couro… Isso é o mínimo pow..
    Faço outra crítica ao estranho "porta copos" do banco traseiro, localizado bem no meio (roubando o espaço de um eventual 5º ocupante). Sei que a proposta do carro é pra 4 pessoas, mas não tem nada a ver essa maluquice…

    • EuMeSmObYmYsElF

      na verdade a proposta é um carro para 2… os dois de trás não podem ser mais do que crianças se quiserem ter um minimo de conforto… o que dirá um quinto ocupante…

  • danielowner

    Gostei do carrinho parece ter muita tecnologia embargada e gosto de carros pequenos, porém, como a maioria achei o carro muito.

    Deve ser um ótimo carro, bem montado (como todo alemão), mecânica perfeita, cambio de 7 marchas, 6 AirBag…Tudo isso é muito, mas o preço esta meio salgado já que R$ 90mil é o carro "básico". Com todos os opcionais que fazem do carro interessante, fica mais de R$ 120mil :o

  • tuka_ssa

    Sou mais o MiniCooper

  • AutoIng

    É um carro que não se compra por metro. Se tiver isso em mente, torna-se excelente compra. Qualquer comparativo com um sedã familiar não tem lógica.

  • fbmj

    Hehe, sempre achei o mini cooper caro… agora sei porque.

  • higojoseph

    se fosse pra pagar caro num carrinho desses! preferia pagar 69.900 num cooper,ou comprar um Smart!

  • Maxtremus

    Ficou gay, parece um Fiat 500 esticado…

  • Luis Felipe CD

    Não vejo muita graça nos Audis.
    São carros bonitos e tal mas só; prefiro um Alfa Romeo, um Acura, um Lexus…

  • zeuslinux

    Pagar 90 mil por um carro, mesmo que um Audi, que tem o tamanho de um Gol e motor 1.4 de 122cv quando por esse preço se pode comprar um BOM sedã ou hatch médio com motor 1.8 ou 2.0 moderno é brincadeira.

    Eu já pensaria muito se fosse um A3 com um motor mais fraco que o vendido atualmente, que fará um carro ainda menor e menos potente.

    Meu carro foi mais barato e anda mais do que esse Audi, além de caber mais gente e coisas e ser muito bonito.

  • x60

    A1 não vale mais que C30 e Azera em nenhum lugar do mundo .

    Opa no Brasil vale !!!

  • VictorBusnello

    Como já comentei lá no carplace, é um ótimo carro, mas não R$90 mil ótimo.

    com R$90 mil tem muita coisa melhor, mas se ele tivesse um preço mais justo, não vejo problema nenhum em ter um.

  • edsontak

    Estranhei a potência máxima a somente 5000 rpm e rodas 16… será que 17 ficariam exageradas?

    • BolGola

      A roda de 10 raios é aro 16" e a de 5 raios é 17". Ainda há a opção de rodas 18", mas acho que é só na Europa. Veja um link do modelo com kit aero (pára-choques, aerofólio) e com rodas 18":
      http://www.worldcarfans.com/110030224844/first-lo

  • Educhs

    Na realidade, pelas dimensões este carro era para concorrer com Gol e Palio. Mas como se trata de um Audi, e não por menos possui um acabamento e mecânica muito melhores, o justo seria custar de R$ 45 a 50 mil…o que por si só já é caro….mas a nível do nosso caro mercado, esse seria um preço justo…Mas o famoso imposto de importação (injusto ao meu ver) não permite tal preço. Triste isso.

    • BolGola

      De Gol e Palio esse carro só tem o tamanho. Mais nada. Os processos construtivos são mais caros do que um Fusion, Edge, Azera etc. Basta observar os detalhes.

      • CanalhaRS

        Ele compartilha a plataforma com o atual Polo alemão. Ou seja, é um polo com acabamento melhorado, dupla embreagem e motor mais moderno. Isso não justifica dobrar o preço dele. A Audi quer que o consumidor o veja como um autêntico carro seu, mas sabemos que não é isso. O Preço é absurdo sim, mesmo para um Audi, mesmo para um modelo de nicho.

  • exmarujo

    Esse carro aqui na Europa não vende nem a pau, manutenção muito cara e por isso o pessoal aqui não pega, e também por ser só de 4 lugares outro contra, na faixa do mesmo preço arranja muito melhor, exclusividade sim mas dentro de um preço lógico

  • wololo

    0.32 cx doeu na alma aqui! Coeficiente de arrasto não tem unidade! É 0.32 e pronto!

  • Alex_JW

    Sem dúvidas, é um carro espetacular, completíssimo e com muita tecnologia embarcada.

    No entanto, se custasse aí na casa dos 50 a 60 mil, acredito piamente que venderia assustadoramente, com filas intermináveis de pedidos.

    Em que pese todas as suas qualidades, é um carro muito pequeno, muito mais conceito do que qualquer outra coisa.

    Por 90 mil há brinquedinhos bem mais interessantes.

    Sei que todos já sabem disso, mas é lamentável o preço dos carros no Brasil, formados basicamente pelo imenso apetite tributário do (des)Governo brasileiro, somado ao desmedido apetite dos empresários aqui estabelecidos. Resultado: produtos com preços pornográficos, para não dizer ofensivos.

    Não, obrigado.

  • MathewBMW

    Fiz um test-drive nele ontem. É um carro "espertinho", nada mais. Se está achando que vai comprar um esportivo, como já vi muitos cogitando tal elogio ao carro, junte dinheiro e pegue a versão mais básica do Audi A3 Sport, com motor 2.0 TFSI. É a obviedade do óbvio, mas não custa nada frisar aqui. E já deixo avisado que em 2012 chega a nova versão do A3, com traços bem semelhantes ao A1 por sinal.

  • 01luks

    Prefiro um Mini Cooper ;)

  • GriLLoGG

    Grandes escolhes a se fazer agora, mini coper, audi a1 e volvo c30…so mais do volvo

  • JADERSONLEMAO

    Adorei este carro.!!!

  • AndredeAzambuja

    Lindo, lindo, lindo. Mas banco de tecido num carro de 90 mil reais é sacanagem.

  • mandabala

    Compraria apenas um usado.

  • TecoPadaratz

    E teve neguinho chamando o A1 de Gol de luxo…..putz, como tem cara que conhece muito sobre carros hein !!!!

  • Gisnei

    Se a Audi colocasse um carro motor 1.6 nesse modelo, numa faixa de preço de 50 mil, seria um dos líderes de vendas no Brasil.

    • lfsm

      audi é audi, não se faz isso.cada MARCA NO SEU LUGAR COM 50 MIL vc compra um gol !kkkkkkkkkk

  • matheusass111

    Gisnei ,Audi aqui no Brasil Virou carro de "luxo", Sabem que na alemanha são carros simples, por isso aqui vender o carro por 90 mil pra eles já é estar perdendo moral, imagina um de 50.000 ? haha'

    • rajkoothra

      Audi nao e carro simples na Alemanha? De onde vc tirou isso? E uma marca que concorre com Mercedes e BMW. So para te passar uma informação adicional, acabei de ler em uma revista que pesquisou em uma serie de paises alguns pontos sobre carros (ie maior confiabilidade, esportividade, status, etc.), Um dos pontos perguntados foi sobre a marca vista como "sonho de consumo" nos diferentes paises. Justamente na Alemanha, a Audi foi mencionada mais vezes nesse quesito.

      • marcio_cr

        Mas nada, nada justifica um gol luxo ser vendo a 90k! Porra, noventa mil reais em um gol de luxo!

        Pior é saber que se o carro micar, a Audi vai alegar que não existe mercado no Brasil para esse carro.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend