Avaliações Fiat Sedãs

Avaliação: Fiat Cronos HGT é atraente, mas não anda como deveria

Avaliação: Fiat Cronos HGT é atraente, mas não anda como deveria

O visual é atraente e chama atenção por onde passa. O Fiat Cronos HGT é mesmo um carro bonito.


Com estilo puramente emocional, a Fiat emplaca um modelo mais equilibrado de sua proposta HGT.

Diferentemente do Argo, que agride os olhos com sua mescla exótica de cores, o Cronos HGT é mais sóbrio nesse aspecto.

Tendo foco esportivo, o Cronos HGT cumpre razoavelmente bem sua proposta, exceto por um detalhe: poderia andar como se exibe.


Avaliação: Fiat Cronos HGT é atraente, mas não anda como deveria

Aí não tem jeito, e olha que ainda poderia ter tido um câmbio manual, mas só se oferece automático.

Assim resta apenas o visual, que é levado para lá e para cá com um E.torQ Evo 1.8 padrão.

Oferecendo detalhes interessantes, o Fiat Cronos HGT não é barato: R$ 78.490. Se completo, pior: R$ 86.490.

Então, vale a pena ter um Cronos Precision com visual esportivo? Vejamos.

Por fora…

Avaliação: Fiat Cronos HGT é atraente, mas não anda como deveria

Quando se trata de personalização, a Fiat é uma das que mais se destacam, afinal, é italiana.

Com o apelo emocional de sua origem natural, a marca imprimiu muito bem sua proposta no Cronos HGT.

Mostrado inicialmente no Salão do Automóvel 2018, o sedã esportivado perdeu as molduras inferiores na frente e laterais.

Ainda assim, manteve os faróis duplos escurecidos com LEDs diurnos, bem como as duas grades frontais em preto brilhante.

Como o Cronos já nasceu com um ar esportivado, mexer na frente foi moleza para os designers da Fiat.

Avaliação: Fiat Cronos HGT é atraente, mas não anda como deveria

Se você não vê diferença em relação às demais versões é porque não houve de fato trabalho com isso.

O maior diferencial estava mesmo nas tais molduras que sumiram.

Troca-se o logotipo vermelho da Fiat pelo grafite e pronto, aí você tem um Cronos HGT.

As rodas de liga leve aro 17 polegadas possuem acabamento em preto brilhante e não são novas.

Elas vêm com pneus largos e baixos, medindo 205/40 R17, mudando a dirigibilidade.

Os retrovisores são pretos e podem ser rebatíveis eletricamente e até com luz de cortesia, custando R$ 2.000 no Kit Tech.

O teto preto é outro diferencial, mas este é opcional e custa R$ 500.

Na traseira, o Cronos HGT tem um defletor de ar em preto brilhante sobre a tampa do porta-malas, que realça bem a proposta.

Avaliação: Fiat Cronos HGT é atraente, mas não anda como deveria

A logotipia atrás está completamente escurecida, assim como o para-choque tem a parte inferior em preto.

Entretanto, faltou uma ponteira de escape cromada para, ao gosto de alguns, completar o visual.

Para quem gostou do visual bicolor, um recado: as cores são cobradas.

Branco Banchisa e Vermelho Monte Carlo (a mais bonita) são cores sólidas e custam R$ 800.

A Cinza Silvertone é metálica e sai por R$ 2.050, enquanto a perolizada Branco Alaska (que não é tão branco assim…) sai por R$ 2.350.

Ou seja, na prática, você não sai da loja sem pagar uma cor.

Por dentro…

Avaliação: Fiat Cronos HGT é atraente, mas não anda como deveria

No interior, o Fiat Cronos HGT não muda quase nada em relação às demais versões.

O sedã de apelo esportivo traz o logotipo da Fiat escurecido no volante, que é revestido em couro e tem comandos multifuncionais com paddle shifts.

Com ambiente escurecido, o modelo tem teto e colunas pretas, assim como bancos em couro na mesma tonalidade.

Eles são pagos (de novo) à parte e custam R$ 1.500…

As costuras são brancas e tem aplique em cinza. Deveria ter sido aplicada a cor externa do carro nessa parte do painel, traria mais harmonia com a pintura escolhida.

Avaliação: Fiat Cronos HGT é atraente, mas não anda como deveria

As maçanetas das portas não possuem acabamento, mas os puxadores são em cinza-escuro.

Na traseira, as portas nem tem acabamento diferenciado, é tudo preto e plástico, como todos os modelos de segmentos não tão superiores hoje em dia.

No painel, o cluster analógico com display de 7 polegadas em TFT tem um bom computador de bordo.

Já na parte central, a multimídia Uconnect tem tela de mesmo tamanho, mas bem que poderia abrigar aquele display de 9 polegadas do Argo.

O ar condicionado automático é outro item de destaque do ambiente do Cronos HGT.

Avaliação: Fiat Cronos HGT é atraente, mas não anda como deveria

O sedã tem duas entradas USB, sendo uma próxima do banco traseiro entre os bancos dianteiros.

A Uconnect ajuda muito para usabilidade de apps como Google Maps e Waze.

Isso facilita enormemente a vida de quem vai ter que enfrentar o trânsito diário.

O HGT tem câmera de ré, mas ela é opcional por mais R$ 700!!

Falando ainda em opcionais, o Cronos nessa proposta tem sensores de chuva e crepuscular, assim como entrada e partida sem chave, todos naquele Kit Tech de R$ 2.000.

Nos encostos dianteiros, os airbags laterais também são cobrados: R$ 2.500.

Ou seja, a conta fica em salgadíssimos R$ 7.200 para o Cronos HGT completinho.

Avaliação: Fiat Cronos HGT é atraente, mas não anda como deveria

Fora isso, o sedã continua a oferecer um ambiente confortável e descolado, tendo ainda espaço mediano atrás.

Banco traseiro bipartido com apoios de cabeça, cintos completos e Isofix estão lá.

Falta mesmo saída de ar no banco traseiro e mais portas USB.

Já o porta-malas aproveita todo o espaço possível para oferecer seus 525 litros.

Por ruas e estradas…

Avaliação: Fiat Cronos HGT é atraente, mas não anda como deveria

O Fiat Cronos HGT ainda não alcançou o “melhor de dois mundos” em motorização, mas o futuro promete…

Enquanto ainda não chega o Firefly 1.3 Turbo, o negócio é encarar o velho E.torQ Evo 1.8 Flex.

O propulsor segue com a tendência de torque em baixa não muito abundante, o que exige mais giros para mostrar serviço.

Aos 5.750 rpm ele mostra seus 135 cavalos quando com gasolina e 139 cavalos no caso de abastecido com álcool.

Não são números ruins, mas os torques de 18,8 kgfm no primeiro e 19,3 kgfm no segundo, chegam plenamente aos 3.750 rpm.

Na prática, qualquer retomada ou ultrapassagem exige rotação por volta de 4.000 rpm.

Isso gera ruído e consumo elevado, sem contar que a resposta não é imediata.

Avaliação: Fiat Cronos HGT é atraente, mas não anda como deveria

Levam-se alguns segundos para a coisa fluir e o Cronos HGT realmente imprimir velocidade.

A culpa também é do câmbio, que tem relação adequada para conforto e economia, que é o foco original do Cronos.

Para puxar um pouco mais, pode-se usar a transmissão no modo manual pela alavanca ou por meio das borboletas no volante.

Ajuda um pouco, mas não confere muita diferença.

Estranhamente o Cronos 1.8 automático não tem modo Sport como o 1.3 com câmbio automatizado GSR-Comfort.

Deveria, ainda mais que nesse caso do HGT, sua proposta pede um recurso adicional para se andar de forma esportiva. Se ele fosse mesmo esportivo.

Avaliação: Fiat Cronos HGT é atraente, mas não anda como deveria

As trocas de marchas são suaves e no modo manual atuam prontamente, mas com certa limitação de giros por causa da programação.

Rodando a 110 km/h, o Cronos HGT aponta para 2.500 rpm, o que garante conforto e economia ao viajar.

Na cidade, o carro é bem ágil, graças ao conjunto mais forte, evidentemente.

No consumo, fizemos 7,1 km/l no ciclo urbano e 9,9 km/l na estrada, ambos com etanol que veio no tanque do carro fornecido pela área de imprensa da Fiat.

Embora tenha motorização mediana, o Cronos HGT tem uma boa dirigibilidade.

Com direção elétrica de progressividade adequada, o sedã compacto tem um conjunto rodante “mais no chão”.

Os pneus largos e as rodas aro 17 permitem que o modelo faça curvas com mais estabilidade e garanta um handling mais interessante.

Ainda que sejam de perfil 40 e as rodas grandes, inclusive quase saindo das saias de rodas, o Cronos HGT não é um carro duro.

Avaliação: Fiat Cronos HGT é atraente, mas não anda como deveria

A calibragem da suspensão é boa o suficiente para andar em ruas com pavimento ruim sem prejuízo, diferente de carros esportivos puros.

A boa mescla de estabilidade e conforto faz do Fiat Cronos HGT um carro bem esperto para o dia a dia e viagens.

Os freios são bem dimensionados para o que o sedã compacto oferece em desempenho, lembrando que ainda contempla controles de tração e estabilidade.

O conforto a bordo só seria um pouco melhor com um isolamento acústico adicional por conta do motor.

Por você…

Avaliação: Fiat Cronos HGT é atraente, mas não anda como deveria

O Fiat Cronos HGT é uma proposta interessante de “esportivo visual” e é tão simples que poderia (e teria maior impacto) ser vendido como kit para a versão Drive 1.3.

Na prática, quem tem essa versão poderia de fato personalizado nos mesmos moldes.

No entanto, para quem quer pagar, são R$ 86.490 numa proposta apenas visual.

Ainda que tenha motor 1.8, quase 140 cavalos e câmbio automático, o Cronos HGT promete mais do que cumpre, em desempenho.

Avaliação: Fiat Cronos HGT é atraente, mas não anda como deveria

Para o dia a dia é um carro aceitável e que ainda chama atenção pela estética.

Por outro lado, pagar R$ 86.490 apenas por esse motivo não é nada bom.

É preciso seus vários atributos, lembrando que são os mesmos de versões mais baratas.

Vale a pena? Pelo preço cobrado, não. Se pelo menos tivesse motor turbo, vá lá…

Medidas e números…

Ficha Técnica do Fiat Cronos HGT 1.8 AT 2020

Motor/Transmissão

Número de cilindros – 4 em linha, flex

Cilindrada – 1.747 cm³

Potência – 135/139 cv a 5.750 rpm

Torque – 18,8/19,3 kgfm a 3.750 rpm

Transmissão – Automática de 6 marchas com mudanças manuais na alavanca e volante

Desempenho

Aceleração de 0 a 100 km/h – 9,9 segundos

Velocidade máxima – 196 km/h

Rotação a 110 km/h – 2.500 rpm

Consumo urbano – 7,1 km/litro

Consumo rodoviário – 9,9 km/litro

Suspensão/Direção

Dianteira – McPherson/Traseira – Eixo de torção

Elétrica

Freios

Discos dianteiros e tambores traseiros com ABS e EDB

Rodas/Pneus

Liga leve aro 17 com pneus 205/45 R17

Dimensões/Pesos/Capacidades

Comprimento – 4.364 mm

Largura – 1.726 mm (sem retrovisores)

Altura – 1.516 mm

Entre eixos – 2.521 mm

Peso em ordem de marcha – 1.271 kg

Tanque – 48

Porta-malas – 525 litros

Preço: R$ 78.490 (preço base) R$ 86.490 (versão testada)

Fiat Cronos HGT 2020 – Galeria de fotos

Avaliação: Fiat Cronos HGT é atraente, mas não anda como deveria
Nota média 3.7 de 6 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Mesquita17

    O que esperar de um motor que já deveria ter sido aposentado a pelo menos uns 8 ou 10 anos atrás?
    A FIAT tem que botar as mãos nos dois bolsos e apressar o lançamentos dos motores turbo para voltar a liderança, ou vai ver a GM se distanciar cada vez mais.

    • oloko

      Esse motor deveria ter morrido com o bravo, mas como a fiat é lerda para quase tudo no mercado, estamos aí.

  • Luano Tanaka

    Texto “truncado”. Fica difícil a leitura.

    • Darlon Anacleto

      Exato. Pra que isso? Talvez para parecer que o texto é maior.

      • Edson Fernandes

        Eu tenho certeza que só pode ser isso não tem outra explicação. Mas já me ofereci para ser o avaliador de carros do NA tbm…rs

    • Gabriel M. Vieira

      Eu.

      Já.

      Disse.

      Para.

      Pararem com essa métrica… é ruim ler dessa forma.

      • Edson Fernandes

        É dificil. Mas… só modero, não tenho como fugir mto disso…rs

    • Mr. Pennybags

      O blog é legal.

      Mas o NA tem essa mania de escrever assim.

      Poderia ser um blog melhor.

      O blog NA pica muitos os textos.

      Para a leitura fica terrível.

      Quando será que irão mudar?

    • Igor Guimasi

      Péssima formatação de texto. Parecem que querem reinventar a roda, mas estão só passando vergonha mesmo…

    • Tchones

      Comentei

      isso

      e

      nem

      dera

      bola.

      o.

      jeito

      é

      deixar

      de

      acessar

      o

      NA

  • Whering Alberto

    Esse carro é muito feio. Branco, então, só piora tudo.

    • Jader Miane

      Por fora eu acho bonito agora esse interior da Fiat meu deus parece de 10 anos atrás.

      • Whering Alberto

        Engraçado…eu gosto do interior do Argo (só mudaria um pouco aqui e ali).

        • Edson Fernandes

          Penso igual. E ao contrário do pedido na avaliação, eu NUNCA trocaria a tela de 7 que é mto mais moderna e rapida pela de 9 só pelo tamanho.

    • Verdades sobre o mercado

      Não acho o Cronos lindo, inclusive achei que o HGT ia ficar feio como o Siena Sporting do início da década, mas vi um HGT marrom na css e achei muito bonito, vi também um de cor clara (acho que era prata) e aí na cor clara ficou carro manolado.

  • Aristênio Catanduva

    eu duvido muito que a Fiat use o motor 1.3 turbo nesses carros vão usar no Compass e nas versões topo do Renegade e Toro

    • Edson Fernandes

      Pensei a mesma coisa. Talvez lancem uma versão realmente esportiva com o motor 1.3 turbo, mas se vier no HGT “original” será o 1.0 turbo com toda certeza.

      • Aristênio Catanduva

        to achando que esses motores vão ter 2 válvulas por cilindro e injeção simplificada aqui no brasil

  • carnero

    Dona Fiat e seus kits de xuning… tech1, tech 2 tec tec… kkkkkkkkkkkk
    Totalmente defasada com relação à concorrência em preço e tecnologia
    Pelo amor, aposenta esse Etorq!!!!

  • th!nk.t4nk

    Fico me perguntando pra que raios serve um aerofólio num carro que faz 0-100 em 10 s.

    • Emanuel Schott

      Visual.

    • Gabriel M. Vieira

      Não é aerofólio, é um spoiler… mas, ok… kkkk

      • th!nk.t4nk

        Asa traseira ou spoiler, uma coisa é certa: continua tendo efeito zero haha

        • Gabriel M. Vieira

          Hahahaha e nesse caso eu nem posso dizer que fica bonito também…

        • Josimar Genm Tavares

          Bem, o carro como um todo, em si não faz sentido. Até a chegada dos motores FF turbo, esse modelo aí vai ficar no ostracismo, ainda mais com os novos e badalados Onix Plus e HB20s, que podem até ser menos potentes, mas possuem motores mais modernos e eficientes.

          • Edson Fernandes

            Conte tbm com o Virtus que logo mais terá versão 1.4 TSI.

    • G. de F.

      “Acrescentar” peso na traseira nervosa…

  • Ric53

    Freio traseiro é tambor???

    • Elizangela Oliveira

      Mais motor ultra-super-hiper defasado, mais falta de teto solar de série, câmbio automático sem nenhum tempero especial… Sobram as rodas de perfil baixo, o aerofólio e os adesivos de realmente esportivo. Pura enganação, mas nada fora dos “sporting’s que a Fiat sempre insiste em lançar.

    • Emanuel Schott

      Freio a disco traseiro nesses carros é só pra dizer que tem. Não faz diferença nenhuma. É como usar uma bazuca pra matar mosquito.

      • Gran RS 78

        Discordo de vc, pois o freio a disco ajuda e muito no espaço de frenagem, e ainda mais no preço cobrado por esse modelo, que teria que ter inclusive no mínimo 4 air bags de série.

        • Emanuel Schott

          Quem faz o trabalho de frenagem é a dianteira, todo o peso do carro cai sobre ela quando se freia. Freios traseiros apenas auxiliam e esse auxílio consegue ser feito com freios a tambor em carros leves que não correm a 200Km/h.

          • Gran RS 78

            Compare qualquer modelo que tenha freio a disco traseiro com um com tambor para ver a diferença de espaço de frenagem entre eles. O freio a tambor só serve em carros 1.0, ou com potência abaixo dos 100 cv, pois com qualquer outro motor e com potência acima dos 100 cv, já teriam que sair de fábrica com esse importante item de segurança.

      • Verdades sobre o mercado

        Diferença faz sim, mas realmente não é tão necessário neste carro.

    • Walter AB

      86490,00? Hahaha

  • daRio

    pra mim não chama atenção nenhuma, carro sem sal e anonimo, salvo o interior

  • oscar.fr

    Um carro que não faz o mínimo sentido. Fica difícil entender quem é o público de um carro desses. Feio, caro e pouco equipado pelo valor cobrado.

    • mjprio

      Os manolos, vileiros e toda a sorte de gente que não tem o mínimo de gosto por automóvel deve adorar. Ainda mais com uma baita caixa selada, um amplificador taramps, brigando com o cilindro de 16 na mala e LEDs bem potentes nos faróis.Alem de um adesivão no vidro traseiro

      • Pedro Henrique

        Com 84 mil, os vileiros compram uma A200, um a118i usada. Os caras são manos mas não são trouxas. Quem compra isso é Classe C de condomínio.

  • Elizangela Oliveira

    “Tendo foco esportivo”… onde? Ah, sei, nos adesivos. Piada muito sem graça.

    • Josimar Genm Tavares

      Adesivos para ajudar na aerodinâmica do carro, aham

  • Vitor

    Como todo bom fiat bonito mas caro e ruim(a versão), pra valer mesmo esse HGT tinha que ter um turbo nesse 1.8 antigo.

  • andrei petreira

    86k… Melhor 208 GT. com o jurassico THP

    • Aristênio Catanduva

      esse motor “Fiat” é da era do triassico visto que foi usado na primeira versão do Min(2001-2006)i já o THP é usado até hoje

      • andrei petreira

        Mesmo já não sendo tão novo, THP é o melhor motor do BR abaixo de 100k

    • Gabriel M. Vieira

      Sem dúvida!

    • Gran RS 78

      Não dá para comparar um sedan com um hatch, ainda mais quem precisa de um porta malas grande e ao mesmo tempo gosta de um visual mais esportivo e chamativo, sem contar que o 208 GT só tem cambio manual.

      • andrei petreira

        É que o texto fala em “foco na esportividade”. Mas realmente não da comparar um sedan com um hatch. Mas se a ideia for Sedan aut. com 3k a mais da pra pegar o c4 Lounge, que tambem é THP, e mesmo sem as aparencias é muito mais “esportivo”.

        • Gabriel M. Vieira

          Sem contar que o Lounge é um sedan médio de verdade.

          • Edson Fernandes

            E mto melhor equipado.

      • Josimar Genm Tavares

        208 GT é o melhor Hot Hatch abaixo dos 100K ao meu ver, Sandero RS apesar do bom trabalho realizado no carro, toma pau, além do futuro Polo GTS que vai chegar mais caro e apanhando do leão francês com esse motor aí citado acima pelo amigo como “jurássico”, pena que o Peugeot é mais esquecido de quem é lateral esquerdo reserva do Figueirense.

        • Edson Fernandes

          Curioso pensar que o TSI é da mesma epoca.. .mas td bem…rs

        • João Silva

          off topic… Não fala mal do meu Figueira! kkkk Lateral esquerda do Figueira já teve Andre Santos, Felipe Luis…
          A situação é difícil agora pois tentaram transformar em clube empresa deixando na mão de vagabundo… Vamos dar a volta por cima…. agora o clube retomou a gestão e daqui a alguns anos estaremos melhor….

    • João Silva

      E se pensarmos em sedã esportivo,a VW vem de Virtus GTS… bem melhor que esse!

      • andrei petreira

        Até o 200 TSI é melhor

        • João Silva

          O 200TSI (Confortline ou Highline) seria a proposta para bater com o Precision não com esse HGT. Nesse caso, a questão é o esportivo ou esportivado…
          Para comparar com o 200TSI tem o Onix Plus oferecendo mais e cobrando menos. Nesse caso, a VW vai ter que fazer promoções, reposicionar, porque a vida será dura…

      • Josimar Genm Tavares

        Vai custar 100K, pode apostar.

        • João Silva

          Até pode ser, da VW se espera tudo,
          Mas aí sou mais o Jetta Confortline por 99 ou mesmo o de entrada por 90….em promoção direto e ainda tem direito a choro…..

    • leomix leo

      Jurássico, sei, vc deve ter um Corolla ou Jetta, com seus super motores, para com isso, já andou em THP?! Tenho um aqui que esses 2.0 passam mal, tenho um 2.0 aspirando TB e fica anos luz atrás do THP.0

      • andrei petreira

        Falei Jurássico apenas pelo fato de ser um motor que já não é tão novo, mas sei das qualidades dele. Tenho um amigo que comprou o 208 GT e fez remap, dirigi algumas vezes, impressionante. Ele gastou aprox. 90k, pra quem gosta de desempenho, é um carro muito divertido, um foguetinho. Se quiser algo um pouco melhor tem que gastar quase o dobro desse valor num Golf GTI ou Jetta GLI. Já falei em outros posts, mesmo sendo o motor com uma certa idade o THP é o melhor motor do BR abaixo de 100k.

  • Marcelo Amorim

    No salao da ccs aqui em Natal,essa aberração ta 89k.

  • Pedro V.

    Sienão 1.8 Fiasa com freios a tambor e estrutura instável por quase 90 mil?

  • Pedro V.

    Se antes já não vendia bem, agora, com o Onix Plus, é que a situação do Sienão vai piorar mais ainda. Em breve já estará abaixo das 1000 unidades mensais.

  • FREDRED

    Apesar de ser concorrente do Argo o Sandero RS oferece muito mais e cobra menos, já vi relatos nas redes sociais que estão conseguindo negociar por 67 mil, por esse preço não tem concorrente direto.
    Más os hater’s vingadores de comentários, vão falar que o carro não presta, que desvaloriza, que o motor é velho, etc.
    Claro, era de se esperar.

    • Emanuel Schott

      Sandero RS é básico pra quem quer desempenho, Argo e Cronos HGT é completo pra quem não precisa disso.

      Negócio desses “esportivados” é que não sei de onde tiraram, se não quer um carro com visual diferente, precisa de motorzão e isso não necessariamente é válido.

      • Edson Fernandes

        O problema e´que a Fiat o vende como sendo uma opção esportiva dele e não apenas um visual esportivado. E é esse o problema.

        • Emanuel Schott

          Só se os vendedores falam em “esportivo” porque a Fiat mesmo nunca falou em “esportivo” e sempre em “visual esportivo” ou “sedam com cara de esportivo”.

          • Edson Fernandes

            Vamos lá então:

            Retirado do site da Fiat:
            Experimente o conforto e esportividade do seu novo carro.

            Seção 1.8 Etorq:
            Esse motor é para quem quer desempenho, porque ele responde rápido quando você faz uma retomada ou dirige de forma mais esportiva. Além disso, conta com variador de fase e bomba de óleo variável, que demanda menos torque.

            Se isso ele não “tenta” mostrar que é sim esportivo… eu não sei o que é. Se o vendedor vai vir com esse tipo de argumento eu não sei, mas o site da fabricante diz que sim.

            • Emanuel Schott

              “de forma mais esportiva”.

              E sim, ele anda mais que os outros dois motores.

              • Edson Fernandes

                Ainda não é esportivo…

  • SDS SP

    O desenho da caixa de rodas, em minha opinião, não ficou bom na família Argo. Pode colocar o tamanho que for que vai parecer que o carro está calçado com rodas de carrinho de supermercado.
    Falar do preço e do motor nem adianta. É chover no molhado.

  • Emanuel Schott

    Problema desses “esportivados” é que a galera teima que pra ter visual bonito, precisa de motorzão. Quer um carro econômico (não é o caso ai, é só um exemplo), IPVA barato e manutenção em conta e não precisa de correr em Interlagos? Fica com o carro “padrão” com calota, roda pequena, sem nenhum adicional visual e bem básico.

    Obvio que existem opções melhores nessa faixa de preço (ainda mais com o lançamento do Onix Plus Premiere), mas não faço questão de ter desempenho de esportivo pra ter um carro com esse visual.

    • Fanjos

      Se tem motor que não tem desempenho que pelo menos seja econômico,já esse motor não anda nada e bebe pra kct

    • leomix leo

      Esse 1.8 não é econômico não, o 1.3 sim.

      • Emanuel Schott

        Leia de novo meu comentário que você vai ver que eu citei isso.

  • Mauro Moraes

    Fiat muito lenta! Este carro deveria ter sido lançado em 2012. Seu estilo é contemporâneo ao Ônix de primeira geração (e ainda consegue ser mais feio), com molduras dos vidros largas, traços desajeitados e nada fluidos. É pesado, motor antiquado e beberrão. Está caro demais pra enfrentar os novíssimos Ônix e HB20, que estão anos luz a frente em estilo e modernidade. Cabe à Fiat rebaixá-lo aos preços do Ônix Joy, Ka e Gol, pra ser competitivo e lançar algo mais atraente, se tiver competência.

    • Acho muito bonito o Argo e cronos, porem a Fiat se esqueceu que seus concorrentes iriam se mexer. O cronos apesar de um belo design e qualidade de montagem, está um degrau abaixo em termos de projeto que Virtus, Onix plus e HB20s. Os preços estão muito caros, está cometendo os mesmos erros que teve com o Linea.

  • Eric PB

    86mil, sério? Deve estar sendo vendido a 79mil e com ipva gratis não é possivel. Isso pro consumidor se sentir na vantagem. Em tempos de ‘prisma’ que estaciona sozinho, carregador de celular por indução, alerta de ponto cego, wifi, onstar, motor turbo por 77mil ou o novo hb20 sedan que freia sozinho, alerta de mudança de faixa, motor turbo e um interior bem acabado por 82, vem a fiat metendo 86mil nesse esportivado? viajaram legal.

  • Natán Barreto

    Depois não sabem pq não vende adequadamente. Olha a concorrência e o Cronos da até vontade chorar nesse preço

  • Miguel

    Mas a Fiat demora uma eternidade pra ter motores novos aqui!
    Acho que ela deveria se antecipar à fabrica de motores e começar a importar esse motores turbo pelo menos agora no início. Fazem muita falta, porque a concorrência está trazendo os deles, e a Fiat parece chegar por último.

    Se vier o 1.3T de 27,5 kgfm vai arrasar, o problema é que em se tratando de nossa mijolina…

  • pablorj

    Difícil acreditar que esse porta malas tem 525L e que o carro faça 0 a 100 em 9,9s.

    • Fanjos

      0 a 100 em 9,9 “Segundos CAOA”
      É só aumentar em 30% que vc tem o valor correto e inversamente o contrario quando medida de cavalos for em “Cavalos CAOA”

  • Gran RS 78

    Já se foi o tempo que a Fiat realmente tinha sedans esportivos de verdade, como Tempra Turbo e Marea Turbo, agora somente modelos com visual esportivo. Uma pena que a marca insista nesses erros, e ainda por cima, cobre preços surreais por seus produtos.

    • mariostefa

      Saudades deles,tive os 2. Hj C4 Lounge THP

      • leomix leo

        O seu apareceu um grilo na porta traseira esquerda? O meu tem 14k rodados e vou ver se ajeitam na próxima revisão.
        Tirando isso é um excelente carro, estável, confortável e muito forte, comparado ao 2.0 aspirando que tenho.

        • mariostefa

          Não. O meu é 16/17, está com 42k. Nada a reclamar. Ótimo motor, potente, confortável, ótimo porta malas. Meu primeiro carro da marca.

          • leomix leo

            Tive Chevy, Honda, iria para o Ford de minha Mãe, um Fusion Ecoboost, só que estava gastando em uma casa, tive que pegar ele, PDC, 17/18, carro me surpreendeu em tudo, e já peguei logo uma Bomba(que o povo fala) C4 Hatch pra rodar em minha cidade, pois o C4 L só pego estrada, na cidade é raridade. Vou ficar mais uns 3/4 anos com ele, e vou tentar ir para um Fusion, usado mesmo.

  • Inegável o design.

    Agora preço… é redundante…

    Brasil.

  • leitor

    O Chronos não é tão bonito assim que mereça destaque. É mais um sedan para variar o mercado. Nem o Argo é feio, por sinal, para um carro da categoria é até bonito.

  • Joel Oliveira

    Não, obrigado. Por R$ 76 mil levo o ONIX PLUS PREMIER com 6 airbags, park assist…

  • G. de F.

    “Esportivo” denorex… Bem ao estilo do atual mercado brasileiro. Pra uma marca que teve Uno Turbo, Marea Turbo, é um downgrade usar o HGT e chamar o Cronos de esportivo.

  • O danado é bonito. Más por esse preço não dá. Melhor ir de Virtus Highline

  • Leandro Borges

    os bancos desse carro são bem feios …

  • Joildo Dias

    Aí chega um Onix Plus 1.0 Turbo Manual do lado e da tchau kkkkkk, parece brincadeira, mas é verdade kkkkkk…

  • Tosca16

    Teve um canal aí que disse que o tão criticado, Veloster, anda mais que o Argo HGT.

    • leomix leo

      Isso não é vdd. O Veloster acho que pesa muito mais que ele, e tem apenas 128 pocotó, ele tem 139 e é mais leve.

      • Tosca16

        Ficha técnica engana muito, mas não duvido que o Argo HGT seja somente um pouco superior ao “Lerdoster”.

        • Edson Fernandes

          Aí vc disse tudo. O Veloster já é da leva de carros que receberam o acelerador com graduação diferente da realidade. Então vc pisa 10% e já se considera 30%.

          Quem anda na cidade, acha que ocarro tem uma sobra de potencia enorme. Aí qdo vai ultrapassar alguem, percebe que o carro vai ir até o limite de giros sem aquele ganho proporcional ao esperado inicialmente.

  • João Guilherme Tuhu

    Tenho um Precision, igual a esse HGT, que faz médias de 12,5 km/l no etanol na estrada, andando no limite regulamentar. O ruim é o consumo urbano. É um motor estradeiro. E o carro é super confortável e macio. Fala mal quem não conhece.

    • leomix leo

      Pow man, tenho um C4 Hatch que faz 13.8/14 na estrada andando no limite da via, se for andar a 120/130 ele faz isso aí, coisa que não se pode mais fazer nas estradas, pois tá cheia de pardal (radar)
      Na cidade, trânsito travado faz 7.5/7.2km/L, esse 1.8 da Fiat bebê bebe muito, já o C4L faz 10 na cidade e 16 fácil na estrada isso com carro cheio, mais sempre andando no limite da via.

      • João Guilherme Tuhu

        Esses 12,5 é coisa de 110-120 km/h. Na cidade, no máximo, 7,5-8.

        • leomix leo

          No meu caso só rodo com gasolina.

          • João Guilherme Tuhu

            Na gasolina o Etorq aqui fez até 15,7 por aí.

        • leomix leo

          Não está ruim não então.
          O C4 no etanol só faz 11.5 na estrada, isso andando civilizadamente, pq se empurrar o pé ele só faz 8/9.

          • João Guilherme Tuhu

            Não é um motor maravilhoso esse 1.8 Etorq, mas no Argo/Cronos ele atende. Fica fraco mesmo no Renegade/Toro.

  • Fabiano M

    Natimorto! Muito caro pelo que oferece. Andei em um modelo 1.8 AT dos meus pais na semana passada e embora seja bem confortavel, espaçoso, o motor é muito fraco, mesmo sendo 1.8. A FIAT está perdendo muito tempo ao não trazer os 1.0 e 1.4 turbos que existem na Europa. 1.0 turbo da VW e o novo Onix mandam abraços.

  • leomix leo

    Leitura

    dinâmica

    aqui

    não

    funciona

    • zekinha71

      Mas

      fica

      um

      textão

  • mjprio

    Meu pai do céu. Que bagaça..essas rodas pretas brilhante e esse aerofólio chegaram ao cúmulo da manolice e do xuning automotivo!

    • Gran RS 78

      Vc acha que rodas pretas e aerofólio são o cúmulo da manolice, mas vc se esquece que os AMG usam esse tipo de visual tbm? Pelo seu avatar vc deveria saber disso antes de falar isso, inclusive várias outras marcas usam desse artifício, que eu particularmente acho bem bonito.

      • mjprio

        Primeiro: eu usar o avatar da MB não significa que eu diga amém pra tudo que a montadora faça, como por exemplo esses tablets no painel e o desenho meio genérico do novo classe A (saudades do 190E)
        Segundo: não dá nem pra comparar os carros da AMG com essa coisa que fizeram com o Cronos, onde simplesmente encaixaram uns adornos de gosto duvidoso em um sedã de desenho mediano como o Cronos. Pelo menos o que a AMG faz é sobre modelos com algum apelo visual.
        Terceiro, eu ja acho rodas na cor preta ou grafite algo de gosto discutível e que nao combinam com qualquer carro (nao gosto nem das que vem no meu Versa que tem um acabamento diamantado pra quebrar um pouco). Essas com acabamento brilhante então nem se fala.
        O próprio Cronos Precision e o Argo HGT têm um visual mais esportivo e equilibrado que essa geringonça.
        Quanto a sua opinião, respeito o direito de tê-la.

  • roger ferraz

    Carro do jeito que o brasileiro médio gosta : bonitinho mas ordinário ….. Fiat nunca mais !

  • Marcos Drawer

    Se a FCA quisesse um carro “esportivo” mesmo, poderia colocar o 2.0 do Compass (159/166 cv a 6.200 rpm / 19,9/20,5 kgfm a 4.000 rpm) para Argo/Cronos, criando dois modelos HGT com desempenho diferenciado dentro da linha. Mas, se é perfumaria que vende, OK…

  • Luan Rayan

    Esse carro para vender por esse preço falta:

    0. Disco nas 4 rodas;
    1. Motor turbo;
    2. Teto solar;
    3. Farol projetor;
    4. Ar dualzone;
    5. Saída de ar traseira;
    6. Apoio de braço central para motorista;
    7. Apoio de braço no banco traseiro;
    8. 6 Airbags ou +

    Não sei se esqueci algo, mas com esses itens eu pagaria os 85k que pedem, independente de gostar do design do carro.

    #pas

  • Edson Fernandes

    O detalhq eu amis me chama atenção: O Renegade ter o botão Sport (que altera mto pouco da programação original) e Argo/Cronos sequer ofertarem mesmo na versão HGT.

    • Mário Esteves

      Pois é, até o meus simples 1.3 GSR que não tem proposta esportiva, tem o botão Sport no cambio. E digo que faz diferença viu,

      • Edson Fernandes

        Muda a relação de resposta do pedal e do tempo de troca de marchas. No Renegade só aumenta o regime de troca de marchas…rs

  • Eduardo Zacchi

    Fico com o Precision 1.8 AT6… Muito mais belo que essa gambiarra que fizeram…
    HGT só no Argo, onde foram felizes no visual…

  • beto

    Os números deste motor não são ruins, andei por quase 2mil km em um e achei bem aceitável, da conta do recado tranquilamente. O acabamento também me agradou, enfim é um carro que teria.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email