Avaliação GWM Haval H6 PHEV19: Introdução à tomada

haval h6 phev19 2025 avaliação 1
haval h6 phev19 2025 avaliação 1

GWM lança a versão intermediária PHEV19 do utilitário esportivo híbrido Haval H6, que será o primeiro “made in Brazil” da marca chinesa

Junho está agitado para a GWM. Na primeira semana do mês, a marca chinesa anunciou que o Haval H6 será o primeiro modelo a ser produzido na fábrica que está sendo finalizada na cidade paulista de Iracemápolis – com previsão de as primeiras unidades do utilitário esportivo médio sairão da linha de montagem no início de 2025.

Na semana seguinte ao anúncio, lançou o híbrido plug-in Haval H6 PHEV19, importado da China, que desembarca nas concessionárias até o final do mês.

A nova configuração – que o marketing da marca no Brasil chama de “pirrév dezenove” – se posiciona entre a inicial H6 HEV2, um híbrido não recarregável em tomadas, e a versão plug-in (recarregável também na tomada) H6 PHEV34. Acima de todas, há ainda a topo de linha H6 GT, uma plug-in com estilo SUV-cupê.

haval h6 phev19 2025 avaliação 2
haval h6 phev19 2025 avaliação 2

O H6 PHEV19 chegou com preço promocional de R$ 229 mil até 20 de junho, para o lote inicial de 1.019 unidades, além de outras condições especiais. Mas, a partir de 21 de junho, o preço passa para R$ 239 mil.

Em termos de preços, o novo modelo representa um “degrau” entre o autorecarregável H6 HEV2, de R$ 214 mil, e o plug-in H6 PHEV34, de R$ 279 mil. Já o “top” GT sai por R$ 319 mil. O posicionamento intermediário se repete em termos de motorizações.

O Haval H6 HEV tem tração dianteira e conta com um motor a combustão 1.5 turbo e um elétrico que, juntos, produzem 243 cavalos de potência e 54 kgfm de torque.

Os dois H6 plug-in com tração integral que já existiam – o Premium PHEV e o GT – usam o mesmo motor 1.5 turbo a combustão combinado a dois elétricos (um em cada eixo), que produzem em conjunto 393 cavalos de potência e 77,7 kgfm de torque. Já o novato Haval H6 PHEV19 é um plug-in que associa o motor 1.5 turbo a combustão com um elétrico.

haval h6 phev19 2025 avaliação 3
haval h6 phev19 2025 avaliação 3

A tração é dianteira, a bateria tem 19 kWh e a potência e torque combinados ficam em 326 cavalos e 54 kgfm. Segundo a GWM, o modelo acelera de zero a 100 km/h em 7,6 segundos – o H6 HEV2 vai da inércia aos 100 km/h em 7,9 segundos e o PHEV34 cumpre o mesmo trajeto em 4,9 segundos (a GT, em 4,8 segundos).

O tamanho da bateria tem influência direta na autonomia dos veículos elétricos. De acordo com o Inmetro, as variantes com dois motores elétricos e bateria de 34 kWh têm autonomia de 113 quilômetros no modo puramente elétrico.

Já o PHEV19, com sua bateria de 19 kWh, proporciona uma autonomia elétrica de 74 quilômetros, também conforme o Inmetro.

Com o mesmo design da PHEV34, o novo Haval H6 PHEV19 conta com mudanças estéticas apenas nas rodas diamantadas exclusivas, no revestimento dos bancos e na nova combinação de cores de revestimentos interiores – que a GWM afirma que é inspirada nas recentes tendências estilísticas do mercado europeu.

haval h6 phev19 2025 avaliação 4
haval h6 phev19 2025 avaliação 4

Por conta da bateria menor, o porta-malas tem capacidade para 560 litros – 45 litros a mais do que os modelos com dois motores elétricos. Uma novidade trazida pelo PHEV19 – e que estará brevemente disponível nas outras versões plug-in – é o sistema V2L (Vehicle to Load), que permite o fornecimento de energia do carro para um aparelho elétrico externo (220 V).

Para o sistema funcionar, é necessário um cabo especial com três tomadas do padrão brasileiro de três pinos em uma das extremidades. Esse cabo será oferecido como acessório homologado nas concessionárias GWM até o início de agosto, ainda sem preço definido.

Com o novo recurso V2L, o Haval H6 plug-in pode fornecer energia mesmo quando a bateria do sistema híbrido estiver descarregada, pois o motor a combustão pode ser acionado para se transformar em um gerador.

No quesito segurança, o Haval H6 PHEV19 oferece condução semiautônoma (ADAS – Advanced Driver Assistance System) nível 2+, piloto automático adaptativo (ACC) com stop&go (mantém a distância configurada em relação ao carro à frente), frenagem automática de emergência (inclusive para pedestres, bicicletas e motos) e frenagem automática de tráfego cruzado traseiro.

haval h6 phev19 2025 avaliação 5
haval h6 phev19 2025 avaliação 5

Monitoramento de pontos cegos, centralização de permanência de faixa, alerta de perigo de abertura de portas, reconhecimento de placas de trânsito, Auto Reverse Assistance e Parking Assist para vagas paralelas e em 45 e 90 graus (com controle automático de direção, freio e acelerador) e câmera de 360 graus. São seis airbags (dois frontais, dois laterais e dois no estilo cortina, que cobrem os bancos dianteiros e traseiros).

As dificuldades com o carregamento dos veículos e os problemas em viagens de longa distância são as principais restrições aos automóveis movidos apenas por eletricidade.

Neste contexto, o futuro próximo pode se tornar ainda mais próspero para os híbridos plug-in com elevada autonomia elétrica – caso do SUV médio da GWM.

Com as 1.438 unidades vendidas em maio (contando todas as suas versões), o Haval H6 foi o segundo híbrido mais emplacado do Brasil, superado pelo BYD Song Plus (PHEV), com 1.559 vendas, e à frente do Toyota Corolla Cross (HEV), com 1.304 emplacamentos.

Experiência a bordo – Bem recheado

haval h6 phev19 2025 avaliação 6
haval h6 phev19 2025 avaliação 6

Em relação ao modelo oferecido na China, o interior de toda a linha Haval H6 foi adaptado para se adequar àquilo que a marca chinesa considera serem as preferências do consumidor brasileiro de SUVs médios.

Na nova versão PHEV19, que tem luz ambiente azul, alguns acabamentos internos são na cor Bronze Urban, que contrasta bastante com os detalhes de couro sintético off-white (uma tonalidade que antigamente era chamada de “branco gelo”) em bancos, portas, console e painel.

Há muitas superfícies macias e emborrachadas, que aparentam boa qualidade. Os assentos dianteiros têm ajustes elétricos e de lombar para o motorista, com ventilação. O volante multifuncional revestido em couro ecológico pode ser deslocado na altura e na profundidade.

haval h6 phev19 2025 avaliação 10
haval h6 phev19 2025 avaliação 10

No quadro de instrumentos, o computador de bordo tem tela digital de 10,25 polegadas. A central multimídia traz um display de TFT full-HD de 12,3 polegadas com conexão com Apple CarPlay e Android Auto sem fio e GPS nativo. O sistema de som tem quatro alto-falantes e quatro “tweeters”, em um total de 140 Watts.

Os equipamentos do Haval H6 PHEV19 incluem ainda “up-date” de software pela nuvem (Over The Air), comando do veículo pelo celular, teto solar elétrico panorâmico (de série em todas as variantes), ar-condicionado de duas zonas com saídas para os bancos traseiros, carregador wireless para celular, tampa do porta-malas com abertura elétrica por sensor de presença e cinco entradas USB. Há Wi-fi 4G com função “hotspot”.

Primeiras impressões – Além das aparências

haval h6 phev19 2025 avaliação 7
haval h6 phev19 2025 avaliação 7

São Paulo/SP – O teste de apresentação do GWM Haval H6 PHEV19 consistiu em um “passeio” de cerca de 40 minutos no entorno do Jardim Panorama, bairro nobre localizado na zona oeste da cidade de São Paulo.

O trânsito pesado da capital paulista não permitiu maiores ousadias dinâmicas. No uso urbano, é difícil perceber grandes diferenças em relação às outras versões plug-in do Haval H6 – a inexistência de alterações visuais favorece a “confusão”.

Nas ruas paulistanas, o novo modelo usa o modo puramente elétrico para entregar bastante disposição para se mover com destreza, como nas versões mais caras.

O torque instantâneo, típico dos motores elétricos, foi suficiente para aproveitar bem as (raras) oportunidades de acelerar em meio aos onipresentes engarrafamentos da Marginal Pinheiros.

haval h6 phev19 2025 avaliação 8
haval h6 phev19 2025 avaliação 8

Embora a potência e o torque sejam menores do que os das versões plug-in com dois motores elétricos, o peso 160 quilos mais leve (por conta da bateria menor) contribui para e relação peso/potência do novato PHEV19.

Um dos “segredos do sucesso” do SUV da GWM é o fato de que os modelos vendidos no Brasil passaram por mudanças na suspensão em relação aos oferecidos na China – um mercado com demandas bem distintas das brasileiras.

O conjunto suspensivo foi robustecido para se adequar às condições típicas das ruas e estradas do Brasil e aos hábitos dos motoristas locais.

O sistema de direção também recebeu ajustes no nível da assistência elétrica, para tornar suas respostas mais diretas. Os alertas sonoros do veículo aparentemente foram atenuados em relação aos Haval H6 anteriores, mas continuam pouco discretos.

haval h6 phev19 2025 avaliação 9
haval h6 phev19 2025 avaliação 9

Posicionado entre o HEV2 e o PHEV34, o GWM Haval H6 PHEV19 pretende ser uma alternativa para quem busca um SUV com boa dose tecnologia e alguma sofisticação – mas não perdeu de vista a relação custo-benefício.

Para a maioria dos motoristas, os 74 quilômetros de autonomia no modo elétrico oferecidos pelo PHEV19 são mais do que suficientes para tornar as visitas aos postos de gasolina muito eventuais.

Quando conectado a um carregador DC (corrente direta), o SUV da GWM suporta até 33 kW de potência – algo que, de acordo com a fabricante, permite recarregar a bateria de 19 kWh de 30% a 80% em apenas 28 minutos.

Ficha Técnica – GWM Haval H6 PHEV19

Motores: a combustão, dianteiro, transversal, quatro cilindros, 16 válvulas, turbo, injeção direta de gasolina, 1.499 cm3, elétrico, dianteiro, tipo síncrono de ímã permanente
Potência combinada: 326 cavalos
Torque combinado: 54 kgfm
Transmissão: eTraction com duas marchas
Tração: dianteira
Bateria: tipo íons de lítio de 19 kWh
Dimensões: 4,73 metros de comprimento,1,94 metro de largura, 1,73 metro de altura e 2,74 metros de distância de entre-eixos
Peso em ordem de marcha: 1.890 quilos
Suspensão: dianteira tipo MacPherson com barra estabilizadora e traseira independente multilink com barra estabilizadora
Direção: assistência elétrica variável (três modos de ajustes)
Freios: discos ventilados na dianteira e sólidos na traseira
Pneus e rodas: 235/55 R19 com roda de liga leve de 19 polegadas
Tanque de combustível: 55 litros
Porta-malas: 515 litros
Preços: R$ 229 mil até 20 de junho. A partir de 21 de junho, o preço passa para R$ 239 mil.

google news2Quer receber todas as nossas notícias em tempo real?
Acesse nossos exclusivos: Canal do Whatsapp e Canal do Telegram!

O que você achou disso?

Toque nas estrelas!

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.




Avatar photo
Autor: Luiz Humberto Monteiro Pereira - AutoMotrix

Jornalista carioca que trabalha com jornalismo automotivo desde 1992. Em 2018 criou a Agência AutoMotrix e, em 2020, a revista "Roda Rio".