*Destaque *Featured Avaliações Honda Minivans

Avaliação: Honda Fit EXL 2018 reforça segurança e visual para tentar compensar preço alto

honda-fit-exl-2018-avaliação-NA-1 Avaliação: Honda Fit EXL 2018 reforça segurança e visual para tentar compensar preço alto

O Honda Fit 2018 trouxe algumas mudanças interessantes, especialmente na composição das versões, que agora inclui uma opção de personalização, a chamada Personal. Esta também atende ao cliente PCD.



Mas, além disso, também apresenta algumas boas modificações, incluindo uma sobre a qual havíamos comentado desde o lançamento desta terceira geração, focada na proteção da tampa traseira. Com versatilidade e conforto, o Honda Fit 2018 teve o visual e a segurança reforçados, além da conectividade.

honda-fit-exl-2018-avaliação-NA-2 Avaliação: Honda Fit EXL 2018 reforça segurança e visual para tentar compensar preço alto

Ainda com a mesma motorização 1.5 i-VTEC FlexOne, o Honda Fit 2018 mantém o bom conjunto com CVT e o espaço já bem conhecido, mas agora com mais itens de conforto e comodidade. Para estas alterações, a marca japonesa o deixou em uma faixa de vai de R$ 58.700 até R$ 80.900, que é o valor desta versão EXL, avaliada pelo NA.

Pelo preço que é cobrado desde sempre, o Honda Fit já deveria portar muitos dos dispositivos que foram introduzidos no modelo 2018. Com uma faixa de preço ampla, ele tenta agradar muita gente, mas em dias onde reinam crossovers e SUVs, especialmente os irmãos HR-V e WR-V, o monovolume resiste à pressão com o que tem de melhor: clientes fiéis.

honda-fit-exl-2018-avaliação-NA-51 Avaliação: Honda Fit EXL 2018 reforça segurança e visual para tentar compensar preço alto

Por fora….

O Honda Fit 2018 agora se apresenta com o facelift global. A frente nesta versão EXL vem com vistosos faróis de LED, além de LEDs diurnos e faróis de neblina. O conjunto ótico de diodos emissores de luz se funde com um novo para-choque, e com a grade de estilo semelhante ao do Novo Civic.

As rodas de liga leve aro 16 polegadas tem um visual elegante, enquanto os retrovisores com repetidores de direção passam a ter basculamento elétrico indexado ao travamento das portas, nesta versão de topo. Na traseira, chama a atenção as lanternas com assinatura em LED, completando assim um conjunto de iluminação repaginado.

honda-fit-exl-2018-avaliação-NA-52 Avaliação: Honda Fit EXL 2018 reforça segurança e visual para tentar compensar preço alto

Detalhe para o para-choque prolongado, que permite maior proteção contra impactos leves e também em relação à tampa do bagageiro, algo que havíamos criticado no lançamento desta geração e que agora foi corrigido. O pequeno acréscimo de tamanho não trouxe desequilíbrio do conjunto.

honda-fit-exl-2018-avaliação-NA-31 Avaliação: Honda Fit EXL 2018 reforça segurança e visual para tentar compensar preço alto

Por dentro….

O Honda Fit é aquele carro no qual você entra e se sente bem. Tem um bom espaço para motorista e demais passageiros, fruto de uma plataforma focada no volume interno, desde seu lançamento em 2001 no Japão. Alto por dentro, o monovolume responde aos que almejam um habitáculo versátil e confortável.

Na linha 2018, a versão EXL muda nos detalhes. Os vidros elétricos agora são one touch para motorista e passageiro dianteiro. Já o ar-condicionado digital possui display touch screen com belo visual. Logo acima, a multimídia amplia a conectividade do Fit com sistemas Android Auto (com Waze) e Car Play, além de navegador GPS com mapas em 3D e câmera de ré com três ângulos de visualização.

honda-fit-exl-2018-avaliação-NA-33 Avaliação: Honda Fit EXL 2018 reforça segurança e visual para tentar compensar preço alto

 

O volante agora ostenta paddle shifts para mudanças manuais. É o mesmo de antes, com todas as regulagens e com controles de mídia, telefonia e piloto automático. Ruim mesmo é o acionamento do computador de bordo no próprio cluster.

Falando nele, analógico, limpo e de fácil leitura, com luzes azul (menos) e verde (mais) para medir a eficiência no consumo (Econ), tem também um econômetro para a mesma função. A novidade é a temperatura externa no display. O sistema de som ganhou dois tweeters.

No mais, o painel do Honda Fit 2018 mantém a boa ergonomia e acabamento bom. Já a posição de dirigir continua inalterada, sempre com bons ajustes de volante, cinto e assento. Para quem vai na frente, agora há um apoio de braço ajustável em distância, o que amplia o conforto em viagens.

honda-fit-exl-2018-avaliação-NA-42 Avaliação: Honda Fit EXL 2018 reforça segurança e visual para tentar compensar preço alto

 

 

Os bancos são confortáveis, sendo que os dianteiros verdadeiramente possuem encostos que abraçam os ocupantes, dando mais firmeza nas curvas e conforto no dia a dia. Atrás, o espaço para as pernas é de carro maior, tendo conjunto bem completo de cintos e apoios. Não há difusores de ar centrais, mas as saídas sob os bancos dianteiros – atrás do tanque – continuam lá desde a primeira geração.

Não só conhecido pelo espaço, o Honda Fit 2018 mantém o sistema ULTRa Seats, que permite ao assento traseiro bipartido ficar na vertical para a acomodação de objetos altos ou o encosto ficar no mesmo nível do bagageiro, criando assim uma plataforma plana, ampliável com o encosto do passageiro dianteiro rebatido. Este, porém, pode converter-se em “cama”, junto com o do motorista. O porta-malas, preserva o bom espaço com seus 363 litros.

honda-fit-exl-2018-avaliação-NA-3 Avaliação: Honda Fit EXL 2018 reforça segurança e visual para tentar compensar preço alto

Por ruas e estradas….

O Honda Fit 2018 não teve alterações na cavalaria. O conjunto motriz permanece o de sempre. O motor 1.5 i-VTEC FlexOne entrega 115 cv na gasolina e 116 cv no etanol, além de 15,2 kgfm no derivado de petróleo e 15,3 kgfm no vegetal. Os picos de torque são em rotações bem altas, mas uma boa parte se apresenta ao serviço já acima de 2.000 rpm.

Para evitar esgoelar o propulsor em demasiado, o câmbio CVT com simulação de sete marchas torna a aceleração linear e suave, deixando o i-VTEC trabalhar com folga e sem esforço na maior parte do tempo. É possível manter uma rotação de economia de 1.500 rpm chegando até 80 km/h, por exemplo.

honda-fit-exl-2018-avaliação-NA-49 Avaliação: Honda Fit EXL 2018 reforça segurança e visual para tentar compensar preço alto

A média no dia a dia urbano fica entre 1.500 e 2.000 rpm, o que se traduz em conforto e também frugalidade, mas basta apertar mais forte o acelerador, para ele responder com prontidão, ainda que de forma suave. O aumento de giro para além de 3.000 rpm não incomoda, mas acusa a aspiração natural e sua limitação.

O Honda Fit 2018 na versão EXL pesa 1.104 kg e o conjunto motriz atende bem nesse caso. Rodando a 110 km/h, o ponteiro marca 2.000 rpm. Assim, o nível de ruído interno durante a condução é bom.

Falando nisso, quando em marcha lenta, o 1.5 i-VTEC se mostra extremamente silencioso, a ponto de quase não se ouvir o motor fora do carro e se surpreender com o funcionamento suave e pouco ruidoso com o capô aberto. Pena que seja apenas nessa situação, pois seu barulho não passa despercebido no habitáculo, embora em um nível aceitável.

honda-fit-exl-2018-avaliação-NA-39 Avaliação: Honda Fit EXL 2018 reforça segurança e visual para tentar compensar preço alto

Som estranho mesmo é do combustível movendo-se dentro do tanque quando em manobras. Pela primeira vez ouvimos isso em um Fit e olha que já andamos em muitos deles. Não houve alterações conhecidas que possam explicar isso. Como já era de se esperar, o consumo com etanol não foi agradável com tantos recursos para reduzi-lo, incluindo a função Econ embutida na programação do carro. Na cidade foram apenas 6,3 km/litro e na estrada, 9,5 km/litro.

No entanto, quando abastecido com gasolina, a coisa muda totalmente. Ele fez 12,5 km/litro na cidade e 15,2 km/litro na estrada. Ou seja, o Honda Fit 2018 ainda é fiel às suas origens com gasolina. Note que ele fez o dobro neste caso dentro do ciclo urbano e foi mais de 50% melhor no rodoviário.

honda-fit-exl-2018-avaliação-NA-10 Avaliação: Honda Fit EXL 2018 reforça segurança e visual para tentar compensar preço alto

Mas o Honda Fit 2018 traz mais coisas novas ao dirigir. A direção elétrica ficou mais firme e responde melhor, agora integrada ao VSA, que reúne controles de tração e estabilidade, que passam a ser de série em todas as versões do modelo. Ela induz o condutor a esterçar para o lado certo em situações onde a estabilidade está alterada pela eletrônica, a fim de manter a segurança.

Os freios se mostram bem atuantes e o conjunto de suspensão continua firme, embora com certa maciez para enfrentar a dureza de nossos pavimentos urbanos. As rodas aro 16 com pneus 185/55 R16 ajudam bem nas curvas e desvios rápidos, assim como a resposta da direção.

Para mais segurança, o modelo vem equipado com airbags laterais e de cortina, além de assistente de partida em rampa e luzes de frenagem de emergência, esta reforçada diretamente nos freios. Nas manobras, a câmera de ré com três visualizações garante mais segurança na aproximação traseira. No geral, o Honda Fit 2018 melhorou em dirigibilidade, mas ainda fica devendo um consumo bom no etanol.

honda-fit-exl-2018-avaliação-NA-12 Avaliação: Honda Fit EXL 2018 reforça segurança e visual para tentar compensar preço alto

 

Por você….

O Honda Fit 2018 na versão EXL está perigosamente numa faixa onde seu irmão WR-V, e um pouco acima o HR-V, estão presentes. Como se sabe, as vendas de utilitários esportivos compactos estão bem melhores que as dos demais segmentos, exceto hatches de entrada, naturalmente.

Ainda assim, nessa faixa de R$ 80 mil, muita gente parte para os SUVs compactos sem muitas delongas. É aí que o Honda Fit EXL 2018 precisa remar, já que tem fogo amigo em dobro em casa. A atualização visual e as melhorias feitas nos quesitos apresentados acima foram importantes para melhorar o custo-benefício da minivan, não só diante dos rivais, mas também por conta de seu histórico de preços elevados.

honda-fit-exl-2018-avaliação-NA-19 Avaliação: Honda Fit EXL 2018 reforça segurança e visual para tentar compensar preço alto

Como não houve redução significativa de preço, o que restou para a Honda foi adicionar mais itens para tentar compensar o valor. Tais adições já eram esperadas há bastante tempo e outras chegaram para adicionar mais valor ao produto.

Para os clientes fiéis do Fit, o modelo 2018 continua dando o melhor de si, e agora adiciona mudanças importantes em dirigibilidade. Para quem ainda busca um modelo hatch/minivan muito versátil, econômico (na gasolina), espaçoso e seguro, o Honda Fit 2018 se apresenta como uma boa opção.

Medidas e números….

Ficha Técnica do Honda Fit EXL 2018

Motor/Transmissão

Número de cilindros – 4 em linha, flex

Cilindrada – 1.497 cm³

Potência – 115/116 cv a 6.000 rpm (gasolina/etanol)

Torque – 15,2/15,3 kgfm a 4.800 rpm (gasolina/etanol)

Transmissão – CVT com mudanças manuais no volante

Desempenho

Aceleração de 0 a 100 km/h – 12 segundos (etanol)

Velocidade máxima – 172 km/h (etanol)

Rotação a 110 km/h – 2.000 rpm

Consumo urbano – 6,3/12,5 km/litro (etanol/gasolina)

Consumo rodoviário – 9,5/15,2 km/litro (etanol/gasolina)

Suspensão/Direção

Dianteira – McPherson/Traseira – Eixo de torção

Elétrica

Freios

Discos dianteiros e tambores traseiros com ABS e EDB

Rodas/Pneus

Liga leve aro 16 com pneus 185/55 R16

Dimensões/Pesos/Capacidades

Comprimento – 4.096 mm

Largura – 1.694 mm (sem retrovisores)

Altura – 1.535 mm

Entre eixos – 2.530 mm

Peso em ordem de marcha – 1.104 kg

Tanque – 45 litros

Porta-malas – 363 litros

Preço: R$ 80.900

Honda Fit EXL 2018 – Galeria de fotos

5.0

  • NaoFaloComBandeirantes

    Tirando o preço, o Fit é um carro que me agrada muito.
    Acho bom de dirigir e tem uma modularidade interna muito bacana.
    E acho legal isso de evoluções ano a ano em vez de revolução.

    • carroair30

      Eu nao sei pq tanta idolatria pela HONDA,é uma montadora do mesmo nivel de VW,FIAT RENAULT,GM e por ai vai…Brasileiro se encanta por qualquer coisa mesmo…..!

      • VINÍCIUS FREITAS DE SOUZA

        Leia o comentário dele.

      • NaoFaloComBandeirantes

        Calma, amigo… respira!

        Falei do Fit apenas. Gosto do carro.
        Não falei que é melhor nem pior que ninguém.
        Falei o que gosto e o que não gosto. É um fórum.

        Não pode ser hater assim. A riqueza aqui é a pluralidade de opiniões.

        Gosto também das marcas que você mencionou.
        Gosto do Fit, gosto do Argo, gosto do Virtus, gosto do Kwid…

        Muito ódio no seu comentário.

        • carroair30

          Aqui quando elegem algo fica pra sempre,tanto para o bem como para o mau,elegeram a TOYOTA E HONDA como as melhores baseados em FACTOIDES ,elegeram as piores como as FRANCESAS tambem baseados em FACTOIDES ,quando vc discorda ,vc é rotulado ou como HATER ou como GOLPISTA

          • NaoFaloComBandeirantes

            Eu entendo seu ponto e concordo que é uma verdade.
            Tem muito isso por aqui. E também não apoio essas opiniões prontas.

            Eu, por exemplo, não endeuso marca alguma.
            Elogio ou meto o p… em produtos da mesma marca se for bom ou não.
            Não vejo marcas como time de futebol.
            E acho que é benéfico ver assim.

            Uma prima minha tem um Fit e eu gostei muito do carro quando dirigi. Gostei muito também do espaço interno. Não conhecia ele.
            Achei um bom produto para quem precisa de um único carro para vários propósitos (ir trabalhar, levar filhos na escola, fazer compras, levar uma bike para pedalar).

            Porém, já de cara disse “tirando o preço” (porque acho muito alto).

          • leitor

            Eu não vi ninguém dizendo que as francesas são piores nem que Honda Fit seja o melhor.

            • Deadlock

              Francês é pior que japonês, não temos dúvida…

              • leitor

                Não tive francês. Tive dois japoneses. Esperava bem mais deles. E antes tive um Siena que não me arrependi de ter comprado.

          • Uranium

            Falou o dono da verdade.

          • Deadlock

            Factóides? Vc tem carro francês? Eu tive um, importado, que não deixou nenhuma saudade. A fama quem faz são os usuários e não os torcedores da marca.

          • Ricardo Diniz

            qual a melhor na sua opinião?

      • Emilio

        Te garanto que não é. Pra mim, o maior problema da Honda é o preço de aquisição, ademais é só alegria. O carro tem o essencial (e algo mais as vezes) e tudo muito bem implementado. O que ele traz, funciona muito bem. Isso sem contar com as revendas e manutenção. A manutenção é barata nos itens fundamentais e pouco frequente em termos de defeito.

        • carroair30

          Sim pode ate ser,mas essas qualidades que citou tem em outras montadoras e ate melhor,cobrando menos por isso.

          • Emilio

            Bem, falo pela minha experiencia mas fiquei curioso. Qual montadora, na sua visão, está no nivel de Honda/Toyota? Principalmente naquilo que toca a fidelização do cliente e a um preço menor?

            • carroair30

              Bom,nivel de TOYOTA E HONDA é algo muito SUBJETIVO,no meu ponto de vista TODA montadora esta alinhada com a mesma tecnologia oferecida aqui no pais,fruto de uma engenharia que é uma ciencia exata,vou citar um exemplo:a NGK produz VELAS de IGNIÇAO,se ela for a fornecedora da TOYOTA e da PSA,vc acha que tera diferenças de qualidade?no meu entendimento obviamente que nao.Todo POS VENDA sao preticamente iguias no que se refere a resolver o problema do carro,o que pode ser diferente e apenas o cafezinho e o tamanho da TV da sala de espera,nos temos que ter uma visao mais realista e menos passional em relaçao aos carros,é notorio que HONDA e principalmente TOYOTA tem um “algo a mais” no imaginario do consumidor,e isso se traduz em propaganda boca a boca,atravessando decadas e geraçoes e que quase ninguemquestiona.

              • André Luis Versiani

                Já tive 2 Toyota, tenho Ford hoje e já tive Fiat, e sim, a Toyota trata os clientes muito melhor que as outras e o carro é sim muito mais durável, não se vê carro nenhum destas montadoras brasileiras com 10 anos ou mais e rodando tão bem quanto se vê os Corollas por aí, repare na quantidade de carros em ótimo estado de conservação.Agora se for olhar itens de série e preço, Honda e Toyota são lixo mesmo perto das outras.

              • Ricardo Diniz

                Tomando apenas o exemplo das velas, e apenas dando atenção aos fatos, a Toyota usa velas de irídio pelo menos no Etios. Vamos supor que seja uma NGK. Nem todas montadoras especificam velas de irídio apesar delas durarem 100.00 km. Não haverá nessa simples questão, uma superioridade dos carros da toyota em relação aos concorrentes que usam outro tipo de vela mais simples e menos durável? Quais carros você já teve?

    • Lucas maoam

      Concordo com essa questão da evolução. Noto que os fabricantes japoneses costumam manter os mesmos modelos em produção, melhorando alguns detalhes em cada facelift ou nova geração. Exemplos: corolla, civic, sentra, Pajero, Hilux, Fit… Por outro lado, fiat acaba de matar punto, palio, linea, 500, etc; para lançar produtos novos, mas sem nome e sem uma evolução significativa.

    • João Cagnoni

      “Tirando o preço, o Fit é um carro que me agrada muito”, agora substitua Fit por qualquer outro carro. Dependendo do preço, compro todos!

  • oloko

    Bem equipado e economico, mas ainda muito caro, fora que “Na linha 2018, a versão EXL muda nos detalhes. Os vidros elétricos agora são one touch para motorista e passageiro dianteiro.” é sacanagem um carro de 80 conto ter isso como diferencial em relação a versão anterior, carros muito mais baratos tem isso já faz tempo, bem coisa da honda mesmo

    • Douglas

      Em 2010 o Agile já tinha isso, além de sensor crepuscular e controle de cruzeiro.

      • Renan Abreu de Moura

        Esse fit é péssimo custo benefício. Esse motor 1.5 com esse câmbio deixam o carro MT fraquinho.

        Preço injustificável. Tem que ser MT fanboy da Honda pra levar esse fit e pegar mais por menos.

  • Abdallah

    Eu tive um e posso dizer que o carro não é ruim, mas merecia um motor mais esperto, o acabamento dentro com o tempo bate mais do que escola de samba, tirando isso eu gostava do carro.

    • João Cagnoni

      Ou seja, é só mais um carro popular. Não vale a pena pagar mais caro.

    • Fernando

      Minha esposa tem um 2015 com 20 mil km e é impressionante o barulho interno. Parece que vai desmontar tudo, um horror.

      • Luiz Alexandre S Reis

        Tenho um 2013/14. Não faz barulho algum.

      • Ricardo Diniz

        Tive um da primeira geração EX manual…gostava demais do carro até 100.000 km…mas nada batia nele em questão de acabamento…o novo é tão pior assim?

        • Fernando

          Tive as 3 gerações do Fit e posso afirmar COM CERTEZA. A última é a pior no quesito barulho disparado. Não sei o que fizeram mas parece uma escola de samba o Fit 2015 da minha esposa com 23 mil km. E não se trata daquele barulhinho que levamos na concessionária e eles arrumam, não, o barulho é estrutural e não localizado, uma desgraça.

    • Thiago

      É verdade. E isso piorou muito do primeiro modelo para cá. A qualidade do acabamento do fit 1a. geração era boa, tive um que fiquei até 5 anos de uso e não batia nada. Comprei um 2015 e vendi um ano após, de raiva do tanto que eles pioraram o acabamento. Além de outros grilos, por volta de 100 km/h começava a fazer um barulho muito chato próximo ao parabrisa durante toda a viagem. Desmontei tudo ali e não cheguei a conclusão. Desisti….

  • Aristeu Junior

    Da série:
    Caro porque brasileiro pensa na revenda

    • ViniciusVS

      Pior é quem paga o mesmo preço do Fit em um UP que não tem modularidade, não tem esp, não tem airbag lateral e nem de cortina, não tem led, painel antiquado e nem revenda boa o carro tem…

      Tem coisa pior no mercado

      • Lucas086

        Falei em uns posts, um amigo meu pegou um Fit Dx 2018 pelo preço de Argo 1.3 e mais barato que o Polo msi mais o kit… eu até me surpreendi, e também seria minha escolha. Já vem VSA, hill assist, lanterna em led, 4 vidros elétricos, volante regulável e querendo ou não, espaço…

        • Wellington Myph13

          A Lista de equipamentos do Fit é boa, sempre foi “completão” com retrovisores elétricos, vidro nas 4, regulagem do volante em altura e profundidade e etc, e hoje ainda tem ESP de série, mas a DX é de um acabamento tão cruel interno que o Polo que tanto reclamam, passa por cima fácil…

          EDIT: Eu faria um bom teste drive entre Fit e Polo, porque o Fit é um bom carro, mas no uso do dia a dia, faltam alguns itens de conveniência que os Honda, Toyota, Nissan e Renault não colocam… São detalhes, mas ao menos pra mim, alguns incomodam.
          E o Polo por 58k é com CMM, se for pra comparar com som comum igual ao Fit colocando o opcional menor que só adiciona ESP e I-System, ele ainda sai 1,5k mais barato que o Fit. Sem esquecer do Airbag Lateral.

          • Lucas086

            O som fo Fit é horrível, vergonhoso mesmo… então, o acabamento está pro nível do Polo para pior mesmo, mas pelo menos disfarça sendo preto e tendo as portas forradas de tecido… enfim, eu pensaria no Fit invés do Polo, o polo ganha na central e no bag lateral, enquanto o Fit na convivência, uma boa briga.

        • Mr. On The Road 77

          O problema da DX é que a Honda tira coisas bem básicas, no intuito de te forçar a comprar a LX, por exemplo.
          Hoje o custo x benefício das versões intermediárias está bem melhor, por incrível que pareça.

          • Lucas086

            A LX pot 70 mil, mesmo preço de um Polo highline, ai não vale mesmo, o Polo espanca em quase tudo, perde no espaço… mas Na DX o Fit tem tudo que o Polo não tem, devendo bag lateral e a central.

      • Wellington Myph13

        Muito exagero também né.
        Que o up! é caro não discuto, ele esta pelo menos 5-6mil mais caro do que deveria, mas um Fit com airbags laterais só pegando a EX que parte de 75600,00. Nesse preço tem Polo Highline com painel digital ou Argo 1.8 AT6 com Airbags laterais…

        O up! mais caro de 58mil – apesar de Caro, como já estabeleci – entrega bancos de couro, piloto automático, sensores de chuva e crepuscular e som Connect – além dos mesmos do Fit DX de 58mil… Isso esquecendo o fato do motor ser melhor, mas vamos igualar pq o Fit é 1.5. Obviamente o Fit devolve em espaço, ESP e vidro elétrico nas 4, mas acaba por ai, são focos totalmente diferentes, quem compra um não considera comprar o outro.

        • ViniciusVS

          É um compacto com ESP que custa o mesmo que um Subcompacto pelado…

          • Wellington Myph13

            Pelo mesmo valor, ele não é pelado, é até mais equipado, só perdendo em ESP mesmo.
            O DX também não tem a modularidade que você citou como vantagem, porque o sistema ULT deles só esta disponível a partir da LX. Como disse, ele tem mais espaço… propostas diferentes, se vc não gosta do up!, ok, mas que ele não é pelado, não é.

            • ViniciusVS

              é pelado sim…

              • Wellington Myph13

                Entendi…

      • Duh

        E desde quando up é referencia pra algo? é um fracasso mundial, uma loucura não justifica a outra, quem compra Fit tbm merece ser estudado.

        • ViniciusVS

          Justamente…

          Antes o FIT era um absurdo, hoje tem outros absurdos no mercado que conseguem fazer pior.

          Só que não adianta, tem gente que paga 60k em subcompacto básico achando que fez um baita negócio.

    • Mancelmo

      É, infelizmente é necessário levar isso em conta, pois a disparidade na desvalorização entre (Honda+Toyota) e demais geralmente é grande… o FIT é caro, porém com custo baixo de manutenção e pouca desvalorização…

  • Cosi fan Tutti

    Não compensou o preço alto, e só pra fanboy mesmo.

  • Lucas086

    Caro, como todo japonês, mas tem seu público cativo, que só troca um pelo outro. Imagina por quanto vai chegar o City com essas mudanças.

  • Lucas

    Fiz uma viagem com o Fit 14-14 top de linha da minha tia. O carro tem 25 mil km e já está um lixo, o acabamento bate todo por dentro. Fora o motor que ficou fraco com 3 à bordo, além das malas.
    É um carro espaçoso e econômico, mas por 80 mil é INSANIDADE. Talvez se fosse 60…

  • Bikudin

    80.000 mil???? Sem palavras

  • Moreno Rocha

    Ok… vendo o site da Honda, a tosqueira que atende pelo nome WR-V custa até 84k e não tem VSA, nem Hill Holder. Porque raios alguém escolheria um WR-V por 84, mais pelado, se um Fit EXL, bem mais seguro, custa ‘apenas’ 80k? Essa onda de SUV me deixa maluco!

    • ViniciusVS

      Questão de gosto. Meu vizinho comprou um Wrv e está feliz, saiu de um Fox completo 2014.

      Tem seu público… Onda é algo passageiro, no caso os SUV/Cross vieram pra ficar, aceitando ou não é essa a realidade.

  • REDDINGTON

    Maior defeito desse carro é o preço.

  • Leonel

    NUNCA que eu pagaria R$80 mil em um Fit. Me recuso. Iria de seminovo se fosse o caso, mas não pago isso. É ridículo o preço que a Honda cobra. Nem o motor atualizaram com injeção direta…No mais, R$75 mil tu leva o Polo 200 TSI, melhor praticamente em tudo e mais barato ainda.

  • Basil Sandhurst

    Ótimo carro, finalmente recebeu itens que fazem jus ao seu projeto.
    Abs

  • Gustavo Adriano

    Pra compensar (e olhe lá) o alto valor mesmo, só se já estivesse vindo com o 1.0 Earth Dream já utilizado pelo Civic no exterior, que eu me lembre os valores eram: 130cv e 20,4Kgfm de torque, excelentes para o carro que já foi “carrinho”.

    • Eng Turbo

      Esse motor vai chegar em 2022. A Honda vai “matar” todos os motores aspirados até 2022. Serão somente modelos Turbo 1.0, 1.5 e talvez o 2.0 turbo (Difícil, por causa do valor).

  • Ricardo

    Sempre foi e sempre continuará sendo carro de menina!

    • João Cagnoni

      O carro ainda protagonizou a melhor cena do Tropa de Elite 2. Mais macho que aquilo, só o rambo.

      • Fanjos

        Pena que o “Capitão Nascimento” seja uma menina na vida real.

        • Pois é, Fanjos. O personagem não influenciou em nada…

    • leitor

      Eu dirijo pra menina. Sempre gostei do carro.

    • ViniciusVS

      O que faz um carro ser de menino ou de menina?

      • Ricardo

        A cara dele!

        • Luzonaldo Júnior

          sim, e o que faz a cara dele ser de menina?

          • Ricardo

            Ser monovolume.

  • Vinícius

    A única versão que tem um custo benefício melhor que o dos concorrentes é a de entrada, versão DX, que já vem com com controle de tração e estabilidade de série. As demais são muito caras para esse carro com motor mais fraco que dos concorrentes e interior mais pobre.

  • Rodrigo

    Eu acho que as mudanças vieram muito a calhar. Só fiquei em dúvida em uma coisa:
    Se o WR-V divide quase tudo com o Fit por que já não foi lançado com as modificações? Pelo menos o ESP e a central com espelhamento já deveriam figurar no modelo 2018. Afinal, qual seria o fator pra convencer um cliente a levar um WR-V ao invés do Fit? Beleza não tem; equipamentos menos ainda; tração integral nem em sonho. No máximo uma suspensão elevada e uns plásticos de gosto duvidoso, além da traseira chapada horrível e a frente de nenê-chorão pedindo chupeta.

  • Fanjos

    Super faturado uns 20 mil a mais, mas tudo bem, só reclamo de não cobrarem pelo menos 100 mil no mais basico

  • João Cagnoni

    Pra quem gosta de comprar carro 0km e já está cag*do mesmo, tanto faz um Fiesta por 70k ou um Fit por 80k. HB20 já custa 60k, não é tão abaixo do preço do Fit.

  • Alexandre Maciel

    É um bom carro. Porém, de fato, muito caro.

  • Emygdio Carlos

    Achei muito alto o consumo com etanol, bem diferente do que aponta o Inmetro.

  • Filipe Coelho

    Com os preços de novos modelos, fico com vontade mesmo de comprar um bom semi-novo!
    80 mil num Fit, Quase 80 num Fiesta, Polo, Civic, Cruze e Toyota ultrapassaram 100 mil. Desculpem-me vejo alguns modelos semi-novos com garantia de 2 anos da fabricante e entendo o fator “cheiro novo” porém em minha opinião, nós podemos mudar este tipo de aumento das montadoras, basta apenas não comprarmos carros novos, o que não faltam é boas oportunidades no mercado semi-novo. Bmw 320i flex por 80 mil, Fusion a mesma coisa. Fico triste de ver o mercado se acabando assim. Seguradoras e montadoras ganham muito pelo “pouco” que fazem pelo consumidor.

    • Mr. On The Road 77

      Entendo o seu posicionamento, mas a manutenção de uma 320i não se compara aos carros que você citou.

      • Fanjos

        Nem seguro, pessoal esquece dos “pequenos” detalhes como seguro e peças que quando se compra é de um veiculo zero que chega a custar até 10x mais caro que um carro zero de mesmo valor

      • Filipe Coelho

        Sim, concordo, mas fico pensando, é muito comum na Europa o pessoal com carros de 300 mil km. Tecnologia alemã é feita para ter um ciclo maior… A questão é que preços no Brasil são um absurdo de caros. Parece até que “financiamos” carros mais baratos em países de primeiro mundo…

        • Edson Fernandes

          Não tem essa de tecnologia alemã para um ciclo maior não.

          Eu já vi mtos “americanos, italianos, franceses, japoneses” com carros com mais de 300 mil km. Isso não é “tecnologia alemã” não. Isso é o que esses carros atualmente bem cuidados, duram até bem mais que isso.

        • Mr. On The Road 77

          E o pior: além de caro, não é qualquer um que mexe.

  • Jefferson Ferreira

    deve ser o hatch mais caro do mundo!!!

    • Fanjos

      É uma tranqueira que começa em 16 mil dolares, e que chega a 20 mil dólares no Top de linha no EUA, ou seja a diferença para o nosso não é tanta assim.
      O detalhe é que no EUA ninguém compra esse Pikachu, pois é carro para formigas

      • Mario Souza

        Por 21k dólares o americano compra um Rogue Sport

        • Rafael Lima

          Aquele Rogue consegue ser mais pelado que o nosso Fit DX, eles vão direto pro Rogue Sport SV por 23 mil ou SL por 26 mil

  • SDS SP

    Eu gosto desse carro, apesar dos seus poréns.
    Esse sistema ULT é uma mão na roda.

  • Mr. Pennybags

    Ah esse carrinho com motor 1.5 T….

    • Wellington Myph13

      1.0T vai ter futuramente…
      1.5T só se a Honda decidir criar uma versão esportiva dele, rs. Imagina o preço tb.

      • Mario Souza

        Toda montadora têm motores turbos bem melhores, além do câmbio. Basta trazer e vender aqui.

  • Mario Souza

    Supervalorizado como todo veículo Honda. Com 80k no bolso já aparecem veículos melhores, mais um pouquinho compra-se um 2008.

  • Jose Alexandre Mendonça Neto

    Ainda prefiro o Polo, acho mais negocio, mas gosto cada um tem o seu.

  • Luiz Ramos Jr.

    Pra mim como sempre, falta um motorzinho melhor nesse Fit, principalmente pq o acho caro demais.

  • Rafael Pinheiro

    O som do combustível no tanque, escuto direto no meu Civic 2014.

  • Fernando Gonçalves da Costa

    Tem este preço ! por que tem otário que compra.

  • Miguel

    A segunda geração era bonita, depois disso foi ficando cada vez mais feio e remendado.
    Tem um comportamento dinâmico bom, apesar desse motor ser um pouco pobre pro carro, e ainda vem com esse preço…

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend