*Destaque *Featured Avaliações Crossovers JAC Motors

Avaliação: JAC T40 atrai pelo visual, conforto e preço

jac-t40-avaliação-NA-26 Avaliação: JAC T40 atrai pelo visual, conforto e preço

Não parece, mas o projeto do JAC T40 é brasileiro. Pelo menos parte dele é nacional. Desenvolvido a pedido da SHC em parceria com a JAC Motors na China, que usou seu centro de design na Itália, o JAC T40 ganhou corpo e agora finalmente dá as caras em sua terra quase natal.



Ele surgiu originalmente como uma variante do sucessor do J3 que, sabiamente, acabou não existindo, visto que o mercado mundial deu uma guinada enorme a favor dos SUVs e crossovers. Assim, apenas o lado aventureiro do projeto liderado pela SHC acabou virando o S2 na China e T40 aqui no Brasil.

jac-t40-avaliação-NA-17 Avaliação: JAC T40 atrai pelo visual, conforto e preço

O crossover da marca chinesa é uma das várias apostas da empresa no Brasil, que agora focará somente em utilitários esportivos e comerciais leves. Com o JAC T40, ela começa uma virada de mesa em grande estilo. O modelo chega logo de cara atraindo pelo visual, mas também vem com conforto e preço competitivo: R$ 56.990.

Mas não é só isso, o JAC T40 também traz câmera para fotos e gravação de vídeo on board, bem como espaço e porta-malas bons para um carro tão pequeno. Tudo isso movido pelo já conhecido motor 1.5 JetFlex com até 127 cv e, por enquanto, câmbio manual de cinco marchas. E o que mais ele tem a oferecer?

jac-t40-avaliação-NA-28 Avaliação: JAC T40 atrai pelo visual, conforto e preço

Por fora….

Ao passar pela rua, o JAC T40 chama atenção pelo visual. A quantidade de cromados na grade em comunhão com frisos de tonalidade cinza, dão um aspecto bom para o crossover da JAC Motors, embora alguns achem que os cromados são um pouco exagerados. O para-choque também não passa despercebido com seus LEDs diurnos, assim como pelo vistoso conjunto de faróis de neblina. O acabamento dos faróis duplos também é bom.

Outro ponto que diferencia o JAC T40 é o logotipo JAC, que agora tem um aspecto bem melhor e mais exclusivo da marca do que a antiga estrela de cinco pontas. Com mais identidade, a marca imprimiu um friso metálico na base das janelas, um pedido de Sérgio Habib. Os retrovisores têm repetidores de direção, mas sem basculamento elétrico.

jac-t40-avaliação-NA-19 Avaliação: JAC T40 atrai pelo visual, conforto e preço

As maçanetas são cromadas e há barras longitudinais no teto. Este não tem teto solar elétrico, mas pode ser revestido com película preta da 3M por R$ 1.990. Isso confere ao crossover um visual em dois tons, moda no segmento dos SUVs. As rodas de liga leve aro 16 polegadas com pneus 205/55 R16 têm aspecto bom e desenho esportivo, reforçado pelas pinças de freio vermelhas.

Na traseira, as lanternas são grandes e lembram um pouco as do T5, sendo igualmente cortadas pela tampa do porta-malas. O para-choque é volumoso e vem com refletores e luzes de ré integrados, além de friso cromado.

jac-t40-avaliação-NA-41 Avaliação: JAC T40 atrai pelo visual, conforto e preço

Por dentro….

Bem resolvido por fora, o JAC T40 tem um ambiente interno com cuidado maior que no T5. O conjunto do painel é bem vertical e chama atenção pelo material em soft touch, que reveste a parte onde ficam os difusores de ar. No alto, o airbag do passageiro tem tampa destacada. Sobre a instrumentação, uma cobertura com elemento vazado.

O volante em couro com costuras vermelhas tem um desenho mais moderno e vem com piloto automático embutido. Pena não ter ajuste em profundidade. A multimídia é envolvida por moldura em preto brilhante e vem com tela de 8 polegadas, que agrega também câmera de ré. Como já comentado nas primeiras impressões, esta poderia vir com Android Auto e/ou Car Play. A JAC decidiu não colocar um GPS nativo. Vai uma sugestão: integração com a câmera de bordo seria muito interessante.

jac-t40-avaliação-NA-52 Avaliação: JAC T40 atrai pelo visual, conforto e preço

Falando nesta ela fica presa junto ao para-brisa e conta com cartão SD, podendo o usuário adicionar cartões de diversos tamanhos. Quanto maior, mais imagens serão armazenadas. Detalhe: O vídeo tem bom ângulo de cobertura frontal e com áudio, especialmente dos ocupantes do veículo.

Ele pode ser acessado pelo computador ou pelo smartphone através de um app específico, mas requer a senha da câmera e sua conexão por WiFi. Assim, pode-se armazenar ou compartilhar vídeos e fotos. Em caso de desaceleração brusca ou impacto, a câmera grava os últimos instantes, sendo uma vantagem em termos de seguro.

jac-t40-avaliação-NA-58 Avaliação: JAC T40 atrai pelo visual, conforto e preço

Mas o JAC T40 tem mais a oferecer. Voltando ao ambiente, ele vem com bancos bem envolventes e com revestimento em tecido personalizado. As portas também apresentam um bom aspecto com puxadores estilizados em cor cinza e aplique superior imitando fibra de carbono. O ar-condicionado tem comandos simples e a base da alavanca vem com moldura em cinza.

A instrumentação é simples e tem display multifunção, mas este possui um defeito muito ruim, a iluminação é fraca demais. Não chega a superar a J6, mas mesmo em dias não muito claros, fica difícil ver as informações. Falta também um indicador de autonomia, embora tenha um aviso para troca de marcha.

jac-t40-avaliação-NA-32 Avaliação: JAC T40 atrai pelo visual, conforto e preço

O espaço interno é bom, tendo o motorista ainda um apoio de braço retrátil. Atrás, as pernas também vão bem, assim como o corpo no assento com o mesmo revestimento e densidade de espuma. Há três apoios de cabeça e cintos de 3 pontos para todos. Mas, não é bipartido, o que é uma pena, embora o carro tenha bons 450 litros no bagageiro, maior que a média entre os SUVs compactos.

jac-t40-avaliação-NA-39 Avaliação: JAC T40 atrai pelo visual, conforto e preço

Por ruas e estradas….

O JAC T40 chega com proposta única de motor, sendo este o 1.5 VVT JetFlex já utilizado em outros modelos da marca no Brasil. Ele também é fruto da cooperação entre SHC e o fabricante chinês. Não como um todo, mas sua configuração, que é mais potente do que em seu mercado de origem.

São 125 cv na gasolina e 127 cv no etanol, tendo ainda 15,5/15,7 kgfm com os dois combustíveis, respectivamente. Os números não são ruins nesse projeto da austríaca AVL, mas é nítida a falta de força em baixa, uma característica ainda presente em alguns motores aspirados com dezesseis válvulas. Acima de 2.000 rpm, ele trabalha solto no JAC T40, garantindo boas respostas em saídas e retomadas.

jac-t40-avaliação-NA-47 Avaliação: JAC T40 atrai pelo visual, conforto e preço

Em ultrapassagens, também não é preciso falar cálculos mentais para tomar a decisão com base em eventual falta de força do propulsor. Ele vai bem inclusive em subidas íngremes ou longos aclives. Mas há um porém. Abaixo de 2.000 rpm, as coisas não ficam boas. O carro imediatamente perde força e pede marcha mais baixa, a fim de manter o giro acima disso.

No trânsito urbano é muito ruim essa característica, que obriga o condutor a ter sempre o motor cheio para evitar contragolpes provocados abaixo de 2.000 rpm, quando se pisa no acelerador. Outra saída é usar mais a embreagem para compensar esse efeito desagradável, aliviando as acelerações. Um câmbio de seis marchas, aquele do T5 manual, faria um bem maior ao JAC T40, garantindo marchas mais curtas, embora é sabido que a marca usa e abusa de relações longas. Boas para estradas e ruins para a cidade.

jac-t40-avaliação-NA-55 Avaliação: JAC T40 atrai pelo visual, conforto e preço

Na rodovia, no entanto, o JAC T40 se comporta melhor, visto que mantém sempre uma rotação mais elevada. Rodando a 110 km/h, o ponteiro marca 2.800 rpm, o que é bom, não esgoelando o motor e assim mantendo o nível de ruído no habitáculo, que no crossover fica acima do esperado, infelizmente.

Pesando 1.155 kg, o crossover é ágil quando exigido e, de acordo com a JAC, faz de 0 a 100 km/h em 9,8 segundos. O câmbio longo, pelo menos, ajuda na economia do JAC T40. Em trânsito urbano, rodando com os dois combustíveis, ele fez 8,3/10,1 km/litro, enquanto na estrada obteve 11,7/14,2 km/litro, respectivamente com gasolina e etanol.

No dia a dia, o JAC T40 vai bem. Desde que se adapte ao comportamento do motor abaixo de 2.000 rpm, o crossover agrada bastante. A direção é elétrica e bem leve em manobras, sendo adequada durante a condução.

O piloto automático ajuda muito no resultado de manter uma velocidade fixa e dar mais conforto, mas o comando no volante é sensível demais e acaba desligando o dispositivo quando se ajusta o limite para cima.

jac-t40-avaliação-NA-16 Avaliação: JAC T40 atrai pelo visual, conforto e preço

Os freios possuem atuação mediana, mas não preocupam em frenagens fortes. O crossover vem ainda com controle de estabilidade e tração, o que ajuda em curvas muito fechadas e mudanças rápidas de trajetória.

O JAC T40 tem suspensão com foco no conforto. Ela é macia e absorve bem muitas irregularidades no solo. No entanto, o curso é pequeno em comparação com o que já vimos no J3, por exemplo. Assim, fica mais fácil chegar ao fim do curso, o que não é legal.

jac-t40-avaliação-NA-48 Avaliação: JAC T40 atrai pelo visual, conforto e preço

Mas, ainda assim, no geral o modelo cumpre seu papel para uso urbano e rodoviário. Em estradas de chão batido ela também vai bem. Ou seja, não dá para esperar dele o mesmo comportamento quase imbatível do J3 em ruas esburacadas demais, embora tenha mais estabilidade e controle que o antigo hatch compacto, que acaba de sair de cena no Brasil.

A dirigibilidade do JAC T40 é boa de todo modo. Agradou. Mesmo carregado, o crossover se mostrou bem adequado à proposta e adaptado às condições gerais de nossas ruas e estradas. Com posição de dirigir correta, bancos bem anatômicos e visibilidade suficiente, ele garante conforto enquanto roda. Agora, é esperar pela versão CVT, que chega em 2018.

jac-t40-avaliação-NA-7 Avaliação: JAC T40 atrai pelo visual, conforto e preço

Por você….

Pelo preço sugerido de R$ 56.990, o JAC T40 não vale a pena. Explicamos. Com a diferença de R$ 2.000, o cliente leva a multimídia, a câmera de ré e ainda a câmera montada no para-brisa, que não só proporciona entretenimento com compartilhamento de imagens e vídeos, mas também ajuda no custo do seguro. Contra imagens não há argumentos, como se diz por aí. E isso é verdade na apuração de um acidente.

Além disso, o JAC T40 tem ainda um pacote bem completo de equipamentos, incluindo faróis de neblina, sensor de estacionamento, trio elétrico, rodas de liga leve aro 16, LEDs diurnos, sensor crepuscular, alerta de pressão dos pneus, Isofix, ajuste elétricos dos faróis, retrovisor eletrocrômico, assistente de partida em rampa e airbag duplo, fora os itens já mencionados na matéria.

jac-t40-avaliação-NA-11 Avaliação: JAC T40 atrai pelo visual, conforto e preço

Se comparado com a concorrência, o conteúdo é bem mais generoso. Mas a ele podemos somar os bancos bem envolventes, assim como o espaço geral e porta-malas. O visual também é impactante de forma positiva. Ele falha em conectividade, que poderia ser melhor, embora tenha a câmera frontal com opção de compartilhamento.

Precisa também de alguns ajustes, especialmente para melhorar o comportamento abaixo de 2.000 rpm e reduzir mais o nível de ruído no habitáculo. Fora isso, o JAC T40 se mostra um carro atraente em aspecto geral e com um bom custo-benefício, tendo ainda custo de revisões de R$ 3.345 até 60.000 km. Dessa forma, ele se converte em uma opção muito interessante no segmento de aventureiros, valendo a pena apostar nele.

Medidas e números….

Ficha Técnica do JAC T40 1.5 MT 2018

Motor/Transmissão

Número de cilindros – 4 em linha, flex

Cilindrada – 1499 cm³

Potência – 125/127 cv a 6.000 rpm (gasolina/etanol)

Torque – 15,5/15,7 kgfm a 4.000 rpm (gasolina/etanol)

Transmissão – Manual de cinco marchas

Desempenho

Aceleração de 0 a 100 km/h – 191 km/h (etanol)

Velocidade máxima – 9,8 segundos (etanol)

Rotação a 110 km/h – 2.800 rpm

Consumo urbano – 8,3/10,1 km/litro (etanol/gasolina)

Consumo rodoviário – 11,7/14,2 km/litro (etanol/gasolina)

Suspensão/Direção

Dianteira – McPherson/Traseira – Eixo de torção

Elétrica

Freios

Discos dianteiros e traseiros com ABS e EDB

Rodas/Pneus

Liga leve aro 16 com pneus 205/55 R16

Dimensões/Pesos/Capacidades

Comprimento – 4.135 mm

Largura – 1.750 mm (sem retrovisores)

Altura – 1.568 mm

Entre eixos – 2.490 mm

Peso em ordem de marcha – 1.155 kg

Tanque – 42 litros

Porta-malas – 450 litros

Preço: R$ 56.990 (básico) – R$ 58.990 (versão avaliada)

JAC T50 – Galeria de fotos

5.0

  • Bruno Silva

    Muito cromado pra pouco carro. Parece que queriam tornar o carro chamativo de qualquer jeito e entupiram, ficou horroroso. A JAC podia ter continuado a usar o estúdio italiano Pininfarina, a primeira linha da JAC (J3, J5 e J6) tinham personalidade e se não eram os mais bonitos, não pecavam no visual.

    • Luciano Barbosa

      Tinham personalidade e ninguém comprava. Já esse T40 tem potencial. É um SUV, é robusto, é econômico, é espaçoso. Eu compraria fácil.. entrou na minha lista.

      • Bruno Silva

        O J3 foi o carro mais vendido da JAC por aqui, ele e o sedã emplacaram mais de 2mil mensais. Hoje o carro mais vendido da JAC não passa de 400.

        • Nicolas_RS

          Sim pq hoje todo mundo sabe que o pós venda da JAC é PÉSSIMO, eu estava de olho nesse T40, mas já foi descartado pelo pós venda horrível, ahm sem falar que as CSS da JAC diminuíram, no começo a JAC tinha umas 50 CSS, hoje não tem nem 20 sendo que 6 é em SP.

    • Ⓜ️arcelo

      Muito mesmo, ficou espantafoso.

    • Gilberto da Silva

      não gosta de cromados, pinte de preto fosco…

  • Marcos

    Atrai pelo VISUAL?

    • João Cagnoni

      Sim, eu gostei.

    • Louis

      Eu achei algumas partes um pouco “carregadas”, mas no geral é até bonito, aparenta robustez.
      Por exemplo, eu retiraria os cromados do parachoque traseiro.

      • Luconces

        O S2 tem uma grade mais bacana justamente por não ter tanto cromado.

    • Daniel

      Não seria feio se não fosse a quantidade exagerada de detalhes cromados…

  • Daniel dos Santos

    carro pode ter um visual mais ou menos, mas pelo simples fato de não terem uma boa rede de assistencia técnica faz com que muita gente não compre…conheço muita gente que comprou JAC e está com problemas pois as revendas na cidade fecharam…

    • João Cagnoni

      Eu acho burrice comprar um carro sem ter uma rede da marca por perto, mesmo pra quem não faz as revisões em concessionária (o meu caso) é essencial ter onde comprar peças. E se a concessionária fechar e não tiver nenhuma outra, o ideal é trocar de carro.

  • João Cagnoni

    Parece um bom carro a um preço bastante convidativo.

  • João Cagnoni

    Gostei disso: Velocidade máxima – 9,8 segundos (etanol)

    • Louis

      Eu gostei mais dos equipamentos, bem completo.

    • Heleno

      Eu também gostei, fiquei surpreso não espera desempenho tão bom. As médias de consumo também são ótimas.

      • João Cagnoni

        VELOCIDADE MÁXIMA – 9,8 SEGUNDOS. Isso quer dizer que o carro chega a 200km/h em 9,8 segundos? Vocês não estão lendo os comentários antes de responder… Tem um erro de digitação na matéria.

        • Luciano Barbosa

          Rotação a 110 km/h – 2.800 rpm.. ai o segredo. Quinta marcha longa.

        • Gilberto da Silva

          todo mundo sabe que é zero a cem…

  • El Gato Negro

    “Com mais identidade, a marca imprimiu um friso metálico na base das janelas, um pedido de Sérgio Habib.”

    Pedir um motor que preste ou mais itens de segurança, nem passou pela cabeça né? Claro, o consumidor alvo desse “carro” não deve nem saber o que é um airbag de cortina.

    Passo longe!

    • Matuska

      Analisando friamente, ao menos ele tem ESP, que concorrentes em preço não possuem. Além disso, o motor tem calibração específica para cá, então deve ter dito “O que dá para fazer sem encarecer o produto”. Não dá para exigir tanto assim de um veículo nessa faixa de preço e de uma marca que agoniza para vender 450 unidades por mês.

    • Gran RS 78

      O T40 tem esp e freio a disco traseiro. Que carro da categoria dele oferece esses itens por 56 mil reais?? Nenhum.

      • Ducar Carros

        Os concorrentes são, sobretudo, o EcoSport (que tem os itens, mas é mais caro, começando em R$ 74 mil), o WR-V (que não os tem, e é mais caro, começando a R$ 79 mil) e 2008 (freios a disco, mas sem ESP nas versões mais baratas, começando a R$ 73 mil).

        Como visto, o preço está muito bom, apesar dos senões apresentados pelo artigo (que, por sinal, está muito interessante, parabéns e obrigado à NA).

        • Joacir

          Acho que seus concorrentes são : Onix actve, Sandero Stepway, Ka trail e o Fox., concorrente da ecosport é o jac T5.

          • Ducar Carros

            Não, o JAC T5 concorre com HRV, Creta, Kicks, Captur/Duster e Lifan X60, que são maiores (veja pelo entre-eixos). O Eco, apesar de ser um SUV compacto como os demais, é menor que os outros (tirando o estepe pendurado), mas semelhante ao WR-V (a Honda já afirmou que ele concorre com o Eco) e 2008. O Renegade e o Tracker, intermediários entre os dois grupos, concorrem com todos.

            O T40 é um SUV, concorre apenas indiretamente (por causa do preço) com esses que você citou (que são apenas versões aventureiras).

            • Joacir

              Concordo, mas não se compara com a Ecosport, até pelo preço, pela Ford ele concorre com o Ka trail, esse sim é seu concorrente direto, vc nunca vai ver em um site automotivo comparação entre. T40 e Ecosport.

              • Ducar Carros

                O Ka Trail mais caro (1.5 SE, a R$ 53 mil) é bem menor que o T40 e mais barato. Dos que você colocou, o Stepway é único que seria comparável, tanto em preço como em tamanho (mas sem ESP). Mas volto a dizer, eles não são SUVs como o T40.

                O Tiggo2, da Chery, terá o mesmo público do T40, e, concorrem sim com o Eco. Buscam o consumidor que gostaria do Eco, mas não tem dinheiro (ou não quer gastar tanto) para comprar um 0Km.

                • Joacir

                  T40 SUV , pramim nunca será, assim como ka trail, Onix active , Sandero Stepway H20x, Etios Cross não são, mas fazer oque até Kuid já é SUV, piada.

        • Carlos Eduardo da Silveira

          Até onde sei a própria JAC Brasil definiu os rivais como HB20X, ka trail, Onix active, quase falecido Fox, Stepway(sem Renault). JAC t40 não é suv, é um Hatch altinho, só isso, os concorrentes dele são esses acima mesmo.

      • El Gato Negro

        Boa sorte com sua compra! Abraço.

        • Gran RS 78

          Não vou trocar de carro tão cedo e estou muito feliz com o meu carro atual, mas se eu estivesse querendo um modelo desse tipo e nessa faixa de preço iria sem problemas conhece-lo e fazer um teste drive.

          • El Gato Negro

            Se supostamente você estivesse querendo um modelo desse tipo e nessa faixa de preço, supostamente lhe desejaria boa sorte com o test drive do seu futuro JAC! Abraço.

            • Gran RS 78

              Valeu meu amigo. Abs.

  • Marcio Mendes

    A Jac tirou de linha de uma só vez o J2, J3, J3 Turim, J5 e j6!Deixou todos os que compraram esses carros desde 2010, com um “carro chinês fora-de-linha”. Isso foi a maior SACANAGEM com os brasileiros que confiaram nessa marca! Se antes não valiam nada, agora valem menos ainda! Falta de respeito, falta de profissionalismo e principalmente, falta de CARÁTER! E uma empresa sem confiança e sem caráter, é uma empresa queimada para sempre!

    • Duh

      Pra que manter algo que não vende??? Se fosse por isso ninguém levaria Chevrolet que tirou o Agile, Volks que tirou o Polo e assim por adinate.

      • Marcio Mendes

        Ela tirou TODOS E DE UMA SÓ VEZ! Agora só vende SUV! Para fazer igual, a GM teria de tirar de linha o Onix, Prisma, Cobalt, Cruze, Spin e Cruze Sport6 para vender só Trailblazer, Equinox e Tracker. Isso é o que a Jac fez!

        • Matuska

          J5 e J6 não saíram de linha ainda. Então não tem nada de absurdo a empresa retirar dois carros de linha (J3 e J2). GM por exemplo, tirou Sonic e Agile.

          • Marcio Mendes

            Sairam sim. Estive na concessionária de Jacarepaguá e tive essa informação do vendedor Flavio. Sairam J2, J3, J3 turim, J5 e e J6. Se encontrar algum, é modelo 2016/2017 encalhado.

        • Tosca16

          Já não estava importando, não vendia, pra que dizer que tá em gama sem está ? Fazer igual a Chery com Tiggo 15/15 encalhado até um dia destes ? Não tá importando, não vende bem, ou atualiza ou sai de linha.

    • E os carros de marcas tradicionais, Marcio, que foram lançados por volta de 2010 e saíram de linha esse ano ou ano passado? Ou pior, os que ficaram no mercado só por 2, 3 ou 4 anos? As outrar montadoras também demonstraram “Falta de respeito, falta de profissionalismo e principalmente, falta de CARÁTER!”?

      Nissan Altima ficou em linha por apenas 2 anos, muito menos tempo.
      Peugeot 508 ficou em linha por 2 anos.
      Chevrolet Sonic ficou em linha por 3 anos.
      Hyundai Veloster ficou em linha por 3 anos.
      Passat Variant da última geração ficou em linha por 3 anos.
      Hyundai Sonata ficou em linha por 4 anos.
      Fiat Freemont ficou em linha por apenas 5 anos.
      Nissan Livina ficou em linha por apenas 5 anos.
      Chevrolet Agile ficou em linha por apenas 5 anos.
      Hyundai i30 ficou em linha por 6 anos.

      ———Daqui pra cima todos existiram por menos tempo que os modelos da JAC.————-

      Citroen C4 hatch ficou em linha por 7 anos, a mesma coisa.
      Chevrolet Captiva ficou em linha por apenas 8 anos, pouca coisa a mais que os da JAC.
      Fiat Linea ficou em linha por 8 anos, pouca coisa a mais.

      Dois pesos e duas medidas, quando a marca é chinesa o povo acha que o carro tem que ficar em linha eternamente. Os modelos acima não deixaram suas respectivas marcas “queimadas” no mercado por terem existido por pouco tempo, os da JAC foram vendidos por muitos anos a mais que a maioria deles.

      O fato de terem saído de linha TODOS de uma vez não importam nada para o dono de um J3, ou o dono de um J2, para ele o que importa é que aquele modelo em questão saiu de linha, assim como quem tinha um Veloster, passou 2 anos o modelo saiu de linha. Hoje um J3 2011 ou um J2 2015, por exemplo, já desvalorizaram o que tinham que desvalorizar.

      E um VW Fox, por exemplo, que acaba de perder todas as versões existentes hoje, mantendo apenas duas novas versões? Como ficam os seus proprietários? Não é por isso que eles tem uma bomba nas mãos. Quem comprou chinês 0 km lá na época sabia que o carro ia ter desvalorização maior que o normal, até porque eles custavam bem menos que os concorrentes, novos.

      • Marcio Mendes

        Nenhum deles teve toda uma linha de sedans, hatches, minivans, e super-compactos retirados TODOS DE UMA VEZ SÓ E NÃO FORAM SUBSTITUÍDOS! Todos os seus argumentos são de carros que exporadicamente saem de linha e dão lugar ao substituto ou apeNas saem linha. MAS TODOS DE UMA VEZ SÓ E SEM NENHUMA SUBSTITUIÇÃO, só a Jac foi capaz de fazer essa SACANAGEM! E para sua informação, I30 continua em linha.

        • Flavio Lima

          Acorda pra vida menino!
          O cara já explicou de forma maestral os motivos, e vc ainda vem repetir essa besteira?
          Já esqueceu o que a fiat fez do final do ano passado pro início desse ano?
          Bravo, Punto, Idea… Todos foram mortos pra chegada do Argo.
          Sem contar os que a Chevrolet fez tbm…

          • Marcio Mendes

            Maestral? dizendo que o I30 saiu de linha??? É… deve ser… rs

            • A CAOA decidiu não mais importar o i30, logo, saiu de linha no Brasil.

        • Matuska

          Sua crítica eh a marca ter removido a linha de populares? Não faz sentido, ela Não tirou toda a linha de uma vez só. Não viaja.

          • Marcio Mendes

            J5 era popular? J6 era popular? Só se for na sua cabeça… rs

      • Zé Mundico

        Acrescentando á lista o Toyota Fielder, que foi fabricado entre 2002 e 2006. Sei disso porque meu cunhado teve um e veio vender no ano passado.
        Mas mesmo assim, reconheço que a montadora não é obrigada a manter em linha carro que não vende. Se o público não quer, tem mais é que tirar de linha e tentar outra coisa.

        • Marcio Mendes

          Tirar um ou outro carro, é um processo natural. Substitui-lo tambem. Tirar TODA UMA LINHA SEM SUBSTITUIÇÃO DE UMA VEZ SÓ, É SACANAGEM! Já que voce mencionou a Toyota, ela tiraria de linha de uma vez e sem substituição o Etios, Etios sedan, Etios Cross, Corolla, Hilux cabine simples , Hilux cabine dupla e Prius para vender apenas SW4 e RAV4. Foi isso o que a Jac fez com todos os que vinham comprando seus produtos desde 2010 e agora tem um “carro chinês fora-de-linha”.

          • Vinícius

            MDS, mano para de ser ridículo! Tiraram? Tiraram sim, mas todos eles estavam com uns 6,7 anos de mercado, passaram por reestilizações, e algumas leves atualizações, mas agora dizer que é falta de caráter… Porque não cria vergonha na cara e diz logo que não gosta de chinês? Sim eles tiraram QUASE toda linha de uma só vez, não trouxeram substituição, mas agora! Ano que vem vão trazer os substitutos, o T40 já é o sucessor do J3! E sim, vão deixar uma linha de SUVs, isso se chama ESTRATÉGIA, se você gosta ou não, problema é seu! Não é obrigado a comprar! E só mais uma, o I30 saiu de linha sim! A Hyundai-Caoa encerrou as exportações!

            E agora vê se aceita os fatos e para de ser idiota! Vai discutir logo com a NA? Que é ESPECIALIZADA? Ai ai!
            Passar bem

            • Marcio Mendes

              Para vc, Vinicius… todo o meu silêncio…

              • Vinícius

                OK, obrigado, se for pra falar bost@, melhor ficar em silêncio mesmo!

          • Pedro Evandro Montini

            Esse Marcio deve ter comprado um carro da JAC, por isso tá tão puto!! E a Toyota não tiraria todos aqueles modelos de uma só vez, pois todos eles vendem bem, ao contrário dos modelos da JAC. Cara sem noção!

            • Marcio Mendes

              Só falou bobagens, Pedro: 1- Nunca tive carro da Jac. 2 – A Toyota não tiraria todos aqueles modelos porque é uma empresa séria, com um nome a zelar, profissional e respeita os clientes. 3 – Sem noção é vc, falando essas bobagens.

      • Tosca16

        Até hoje tem gente que queria Cielo e Face em linha, imagina… E acham um absurdo essa indecisão do Celer, que desde 2013 está a venda no mercado nacional, e já passou pela primeira grande reestilização com a fabricação nacional.

    • Gran RS 78

      O J5 e J6 continuam em linha.

      • Marcio Mendes

        Não. Sairam de linha também! Se encontrar algum, é modelo 16/17 encalhado. Tive essa informação do vendedor Flavio da loja de Jacarepaguá.

        • Gran RS 78

          Informação de vendedor? Sinto muito mais só confio em informações do fabricante ou pelo site da marca.

          • Marcio Mendes

            Por isso que vc está desatualizado…rs

            • Gran RS 78

              KKKK, vc é quem está super bem informado, pelo vendedor de concessionária. Cada uma…

        • A JAC não vai importar J5 e J6 esse ano, por ter estoque suficiente, todavia, pretende trazê-los renovados ano que vem, após março.

          • Marcio Mendes

            Quem te contou isso? Papai Noel ou o Saci Pererê?

  • Duh

    Ficou bonito, bem equipado e ótimo preço, só peca na falta de cambio at. que chega ano que vem, senão subir o preço será a melhor opção do segmento.

    • Louis

      Deveriam ter agilizado e já lançado com o CVT, que creio que seja a opção mais procurada no segmento.

      • Matuska

        Todas estão esperando o fim do InovarAuto para lançarem os veículos.

      • Andre Maruska

        Eu comentei a mesma coisa. Ate participo do grupo do T5 pelo whats para conhecer melhor a marca. Mas acho que o T40 vai micar de inicio exatamente por nao ter CVT. Eu mesmo iria conhecer e quem sabe ate arriscar em um carro automatico completo por uns 63k. Este seria mais ou menos nesta faixa. Mas acho que quiseram causar mais pelo preco que pelo produto o que explicaria o lancamento sem CVT.

  • JCosta

    Visualmente o carro aparenta ter ótimas qualidades. Das chinesas, é a única fabricante que não tem aspecto XingLing. Pena que não tem valor de revenda.

    • Marcio Mendes

      E quando tirarem de linha para vender helicópteros, vai valer menos ainda!

    • Erick

      Gosto muito dos carros da JAC e Peugeot, mas eles precisam melhorar o que voce mensionou: valor de revenda.

  • André

    Impressionante como esses carros da Jac não vendem nada, e os que estão na praça só colecionam problemas, mas a “imprensa” especializada vive elogiando. Ótimo trabalho do departamento de marketing do sr. Habib (dono da Jac aqui no Brasil).

  • EDU

    Para mim essa profusao de cromados num carro tao pequeno com essa cor berrante e de extremo mal gosto.

    • Marcio Mendes

      Mau gosto é escrever “mal gosto”…

  • tjbuenf

    Como já disseram em outra reportagem: todo mundo gosta, ninguém compra…

  • Gustavogm

    Muito bonito e honesto esse T40, com muitos itens de série que nem carro de mais de 100mil tem, só precisa mesmo de uns ajustes e a versão com CVT.

    Uma coisa que mudaria e não foi relatada na reportagem é o painel de instrumentos, pois o computador de bordo acaba sem espaço por conta da moldura cromada que envolve o velocímetro. Ao invés de ter duas molduras, poderia ter apenas uma que envolvesse todo o painel de instrumentos deixando assim mais espaço para um computador de bordo maior, além de melhorarem a iluminação que como relatada parece ser ineficiente.

  • Erick

    A JAC segue firme os mesmos passos da Honda e Toyota nos anos 90.
    A JAC, Lifan e a Chery vão incomodar muito as 4 grandes em breve… só esperar!

    • Marcio Mendes

      Estão dizendo isso desde 2010…

      • Elfo Safadão.

        Duas palavras:
        Inovar Auto….
        Prazer, sou governo e vim te ferr@r…

    • Não acho, quem vai incomodar mesmo é a GWM Haval e a Geely, pesquisa sobre estas marcas ae e verás.

  • Marcio Mendes

    E como se não bastasse a sacanagem de tirado toda a linha J de uma vez só, as concessionárias da Jac estão cobrando “frete e pintura” como nos anos 90. Esses preço então são irreais, fictícios e mentirosos. Esse T40 mostrado tem mais 4 mil reais porque cobram até o envelopamento do teto por fora por 800,00

    • Ryan Heitor

      tu está tão puto que deve ter comprado um Jac e está com uma bomba na mão rsrsrsr

      • Marcio Mendes

        Eu não! Já tive 2 carros da Chery sem nenhum problema. Da Jac, nunca. Mas conheço várias pessoas que estão putas com a Jac. E dou total razão a elas. Isso foi uma molecagem da Jac!

  • Erick

    JAC, Chery, Lifan, COMAC C919, Chengdu J20… A China não tá pra brincadeira!

  • Pecou em nao oferecer ar condicionado automatico (digital)

    • Vinícius

      É um SUV de entrada! Não um T5 da vida!

  • Heleno

    Tenho perfil bem conservador quanto a carros, diferente de outros modelos da JAC gostei muito desse T40, bom nível de equipamentos. Desempenho, motor e consumo muito bons. Preço atraente, fiquei com vontade de visitar uma loja e ver pessoalmente. Apenas uma ressalva, a grade frontal poderia ser menos cromada.

  • afonso200

    sera que o seguro fica mais em conta tendo uma DASH CAM DVR ???

  • Marcio Mendes

    E como se não bastasse tirarem toda a linha J de uma vez, sem nenhuma substituição, ainda mentem nos preços! Eles só tem o carro de 58.900 mas cobram “frete e pintura” como nos anos 90 e mais o envelopamento do teto em 800,00. Na verdade o carro acaba saindo por 62.900. Ou seria o famoso “ágio” rolando solto na Jac? De qualquer forma, a repercussão é totalmente negativa. 58.900 é engodo, mentira!

    • Diego Amaral

      Mas todas cobram frete e pintura.

      • Marcio Mendes

        Pintura talvez…frete não! Isso foi abolido há muito tempo. Mas na época que a Jac chegou, não havia cobrança de frete e pintura. O preço era fechado para qualquer cor. Mas a Jac mudou muito…

        • Diego Amaral

          Posso ter falado bobeira, mas um tempo atrás e não eram 10 anos cobravam frete pelas compras realizadas via internet. Em concessionária realmente nunca me cobraram.

  • Luis Burro

    Preco competitivo dependendo do ponto de vista!Uns 50 mil tava de bom tamanho.
    Nenhum chines goza de confianca como as marcas tradicionais,e isto mundialmente ainda.

  • Benny Blanco

    Para quem curtiu, sugiro ver pessoalmente. Ele é muito mais bonito. Falta o Cvt, talvez eles acertem a mão na versão 2018/19

  • E incrivelmente o Motor1 comparou ele com o ONixActiv e deu vitória para o … Onix, ainda elogiando o interior de plástico duro dele em detrimento desse JAC. Que bom que o NA não é tendencioso fazendo essa análise bem racional do carro! Parabéns NA, ótima análise pra um ótimo carro, tomara que em 2018 baixe o preço e eu possa pegar o meu hehe

  • J_Eduardo

    Primeira matéria justa sobre um JAC. A questão do pós venda e de das concessionária, que a matéria não fala, é algo que deve ser considerado na compra e até preocupa, por que as concessionárias da JAC andaram minguando, mas sendo justo, isso vale para todas as marcas, pois aqui em Niteroi ficamos sem a Citroen tb, logo vale o bom senso e análise do quesito.
    Quanto ao carro, senti falta realmente do multimídia completo, pois a ausência do Android auto e Apple CarPlay, são faltas bastante incômodas. Muitos podem não se preocupar agora, mas muito em breve será algo obrigatório e carros q já possuam a conectividade vão se destacar mesmo,quando usados…
    Agora é conhecer ao vivo e ver detalhes, além de rodar com carro para confirmar se ele é o que aparenta na sua fotos.

  • StrikerSG

    Muito bom o preço, carro entrega pelas fotos muito mais que um ônix/hb20, mas ainda é furada comprar um chinês???

  • Antonio Macedo

    Não sei porque vcs insistem em dizer que parte desse projeto é Brasileiro, pura balela, antes mesmo desse carro estrear por aqui já era vendido em quase todos países da America Latina, inclusive no México com cambio cvt.

    • Foi encomendado ao gosto brasileiro sim tanto que se tu analisa as versões la fora tem diferença

  • Marcio Mendes

    Comentário irretocável, Ze Mundico! Por isso mesmo, estou tentando alertar as pessoas que se “maravilharem” com esse carro! No fundo, é um grande engodo!

  • Carlos Eduardo da Silveira

    Gostei do carro, pra mim é o primeiro Chinês realmente acertado que trazem pro Brasil, sem ser com cara de xing-ling… tanto pro fora quanto interior. Muito bonito… sem contar na lista de opcionais em comparação ao seus rivais. Pra quem tem interesse num carro de entrada recheado esse é o carro. O carro seria perfeito se tivesse a relação das 1s marchas mais curta, o tanque de combustível fosse de 50L ou 55L, banco traseiro bipartido e mais air-bags laterais e de cortinas(poderia ser opcional), pronto esse seria o melhor carro de entrada disponível no Brasil!!! Se venderia aí eu não sei, nem todo mundo está aberto a ter um carro chinês sem pensar na quantidade de concessionárias e valor de revenda. Eu analisaria a compra com certeza!

  • Yuri Calmon

    O mais BONITO nessa faixa de PREÇO !!!

  • André Gonçalves

    Um carrão, pena que o preconceito é grande e a rede de css pequena.

  • Roberto Portes

    Podem dizer o quê quiser, mas o emblema novo lembra o da KIA.

  • Marcio Lenz

    Parece um carro bem honesto.

  • Andre Henrique Melo

    A marca evoluiu não se pode negar.Esse modelo e um projeto iniciado no Brasil que agora deu seus frutos.Mais a dor de cabeça esta sendo o seguro deste carro algumas seguradoras negam ou colocam valores absurdos. R$ 1.800,00 reias somente roubo e furto na outra ponta Liberty seguros R$ 13.000 reias.Aos que gostaram do carro uma boa compra,mais antes cotem os valores das apólices.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend