Avaliações Citroen Crossovers

Avaliação NA: Citroen DS5 1.6 THP

Avaliação NA: Citroen DS5 1.6 THP

“Muito bonito o seu carro, viu, parabéns!” “Como que chama ele?” “E que motor ele tem?”


Estas foram frases ditas por um senhor de uns 50 anos de idade andando a bordo de um Hyundai Azera modelo 2007-2009, aqui no centro da cidade, enquanto eu estava indo no sentido contrário e esperando o semáforo abrir.

Ele parou seu carro no meio da rua, fechou o trânsito e começou a falar comigo sobre o Citroen DS5 que estava avaliando naquela semana.

Além dele, que se mostrou mais avançado e chegou a falar comigo sobre o carro, vários amigos e conhecidos expressaram admiração pelas linhas do DS5, que a julgar apenas pelo visual parece uma aeronave, ou um Evoque de quem não tem quase 200.000 reais para desembolsar em um carro:


É um modelo que coloca o visual acima de muitas coisas; tem um visual que não se encaixa muito em qualquer segmento definido de carrocerias, e por último é um carro que perde em algumas outras coisas, como espaço interno, a favor do visual chamativo acima de tudo.

Avaliação NA: Citroen DS5 1.6 THP

O Citroen DS5 é baixo, parece um cupê, parece um crossover, parece uma minivan anabolizada, etc… e no final não se parece com nada disso, tem comportamento de sedã de luxo em um formato único e chamativo. O modelo mais sofisticado da Citroen à venda aqui no Brasil hoje tem tabela na casa dos 124.900 reais, e está na Avaliação NA.

O DS5 não tem lista de equipamentos opcionais, apenas cobra a mais caso você more em regiões afastadas do país (chega a 128.800 reais) e cobra também pela pintura perolizada, caso seja de seu interesse.

Neste valor, temos itens esperados para o segmento e até algumas coisas presentes somente em carros mais caros, como os faróis de xenon direcionais, que viram ligeiramente para os lados quando o motorista esterça em uma curva, por exemplo.

Avaliação NA: Citroen DS5 1.6 THP

Se por um lado o DS5 tem o mesmo motor de seu irmão DS3, que aliás custa uns 45.000 reais a menos, por outro lado entrega detalhes únicos e interessantes, feitos para cativar quem se importa bastante com a aparência.

A intenção é fazer com que essa pessoa assine o cheque de 125.000 reais, mesmo sabendo que um carro francês deste nível poderá desvalorizar rapidamente, fruto da mentalidade existente em nosso país.

Citroen DS5 – Impressões do interior e qualidade de acabamento

Avaliação NA: Citroen DS5 1.6 THP

O interior do Citroen DS5 segue o mesmo tom da parte externa, chama a atenção e cativa a quem gosta de beleza e linhas elegantes.

O acabamento interno é caprichado, e apresenta alguns detalhes que geralmente não encontramos em modelos desta faixa de preço, como acabamento em couro na área do painel logo acima do quadro de instrumentos e também um carpete forrando as laterais do console central, onde geralmente encostamos as pernas.

A cabine tem iluminação abundante feita por LEDs. O quadro de instrumentos é todo digital, sobrando apenas o ponteiro de velocidade com o carro desligado. Todo o restante fica apagado, e quando se acende, mostra as informações com elegância e um toque de esportividade.

Avaliação NA: Citroen DS5 1.6 THP

O universo dos aviões é a inspiração declarada do interior do DS5, com linhas e botões que imitam os detalhes de aviões de caça, e também lembram os interiores de modelos como Porsche 911 e Lamborghini Aventador.

O head-up display é um toque interessante: a tela que mostra a velocidade gira e se levanta a cada partida do motor, depois se esconde ao desligar o carro.

O painel tem acabamento macio em toda a sua parte superior, e este mesmo material de boa qualidade se estende ao acabamento interno das portas.

Os bancos tem um acabamento de couro muito bonito e também são bem confortáveis, embora os bancos dianteiros do Citroen DS3 fiquem um pouco acima em conforto, em nossa opinião.

Avaliação NA: Citroen DS5 1.6 THP

Aliás, os bancos do DS5 tem regulagens elétricas, memórias, aquecimento e também fazem massagem no motorista, se desejado. Faltou apenas a ventilação dos bancos, item que existia na Passat Variant completa que avaliamos. O programa de massagem do banco do motorista do Citroen DS5 dura uma hora, e é composto de seis ciclos de dez minutos: por seis minutos ele massageia as costas do motorista e por quatro minutos fica inativo.

Só que o painel, com suas linhas bonitas, acaba tomando muito da parte central do carro e não deixa muito espaço para as pernas dos dois ocupantes dianteiros. Ainda falando de espaço interno, a linha baixa do teto também deixa o ambiente um pouco claustrofóbico.

Atrás, é possível andar com três pessoas, mas elas ficarão um pouco apertadas. Na altura da cabeça, quem tem mais de 1,75 metro encontrará um pouco de aperto na parte traseira e terá de andar com a cabeça ligeiramente abaixada.

Citroen DS5 – Vídeo de detalhes

Citroen DS5 – Comportamento e consumo na cidade

Quando começamos a andar com o DS5 na cidade em que fazemos nossos vídeos já percebemos como que um modelo importado sofre com as ruas péssimas que temos no Brasil. Primeiro que a frente baixa e bicuda do Citroen DS5 raspa em tudo que é lugar, seja na saída da garagem da minha casa, seja em ruas onde o asfalto tem uma depressão maior.

Outra coisa é que o modelo chacoalha pra todo lado e não consegue filtrar as imperfeições completamente, em grande parte por causa dos pneus de 18 polegadas com perfil baixo. Com isso não temos o conforto esperado de um carro tão caro (para um Citroen) e tão chamativo.

Aceleramos forte e percebemos que os 1.480 quilos do Citroen DS5 não combinam muito bem com o motor 1.6 turbo de 165 cavalos que ele leva. Se este motor faz do DS3 um foguetinho esportivo, no DS5 não empolga muito.

Não que o comprador desse carro exija um comportamento totalmente esportivo, mas quem paga caro por um carro desse tipo sempre quer ver boas e imediatas reações ao pisar no acelerador.

É claro que o Citroen DS5 já apresenta um desempenho superior ao que teríamos em um carro desse peso com motor 2.0 convencional. É um exagero o que alguns na imprensa chegaram a dizer sobre o DS5, comentando que ele tem desempenho de carro com motor 2.0, só se for um carro com uns 1.300 quilos e motor 2.0, aí sim.

Para entregar um desempenho empolgante, parecido com o desempenho do DS3, o DS5 precisaria de um motor com uns 200 cavalos e algo em torno de 28 kgfm de torque, ou mais. Com o motor que tem, a condução não é esportiva, isso é certeza.

Um ponto interessante que percebemos a respeito do comportamento do câmbio automático do Citroen DS5 na cidade é que quando você pisa bem fundo ele mantém as marchas por mais tempo, mesmo sem o botão S estar acionado.

Ele percebe que você está buscando uma tocada mais forte e segura a marcha, surpreendentemente até por um tempo demasiado, fazendo com que o motorista tenha de pisar de leve no acelerador para mostrar ao câmbio que é hora de acalmar um pouco.

Com relação à suspensão, quando estamos em asfalto de boa qualidade, tudo vai bem. O DS5 mantém uma boa dose de conforto e também boa estabilidade, mas quando chegamos em asfalto ruim, o conforto fica bem prejudicado.

Quando passamos em buracos, a pancada seca nos pneus dá até dó. Por isso é necessário avaliar onde o carro será usado. Se você for andar em asfalto ruim o tempo todo, pense várias vezes antes de comprar um DS5.

O consumo aferido do Citroen DS5 foi de 5,9 km/l com gasolina e ar-condicionado ligado o tempo todo. Se trata de um consumo bem alto, muito acima do que consumiu o DS3, que conseguiu 8,5 km/l.

No vídeo do DS5 na cidade cheguei a comentar que o DS3 teve um consumo de 6,5 km/l, mas foi um erro.

Este consumo do DS5 mostra pra nós que ele poderia ter motor um pouco mais potente, pois aí o consumo não ficaria muito pior, e pelo menos teríamos como justificar tal sede exagerada.

Citroen DS5 – Comportamento e consumo na estrada

O desempenho do Citroen DS5 na estrada é suficiente para o uso normal que a maioria das pessoas irá fazer. O veículo acelera de maneira constante e não muito esportiva, mas o turbo sem dúvida é um adicional legal na hora de ultrapassagens e retomadas, dando um fôlego extra e aquela empurrada ágil de torque.

O conjunto de qualidades necessário para agradar quem anda bastante na estrada está sim presente. Temos um torque razoável, conforto, silêncio a bordo e um baixo nível de rotações em velocidades de cruzeiro.

O câmbio automático de seis marchas do DS5 mantém 2.000 rotações a 100 km/h e 2.200 rotações a 110 km/h.

Andando a 120 km/h ou mais, os giros já ficam mais altos, e com isso o nível de ruído interno aumenta um pouco. Não por causa do motor, mas infelizmente por causa de uma certa falta de vedação acústica acima das rodas traseiras. Notamos um alto (para o segmento) nível de ruído vindo da parte traseira do veículo.

Fora isso, o silêncio a bordo do Citroen DS5 é muito bom. O motor fica bem isolado da cabine e as portas não trazem ruído aerodinâmico, aquele barulho de vento passando por ali que está quase sempre presente em vários modelos testados pelo NA.

Com relação à estabilidade nas estradas, o DS5 é excelente. Ele está sempre colado no chão e faz curvas um pouco mais fechadas acima de 100 km/h tranquilamente. Nesse sentido os pneus de perfil baixo que retiram um pouco do conforto na cidade ajudam bastante.

E o consumo marcado em nossa avaliação foi de 13,8 km/l, andando a 110 km/h e com o ar-condicionado ligado. Se trata de um número ligeiramente pior que o DS3, que marcou 14,2 km/l.

Para o tamanho e peso do Citroen DS5 é um consumo adequado na estrada, diferente do que ele mostrou na cidade, bebendo demais.

Citroen DS5 – fotos

Citroen DS5 – Ficha técnica

Motor THP 165
Número de Cilindros e Válvulas 4 cilindros 16V
Cilindrada 1598 cm3
Alimentação Injeção eletrônica multiponto com turbo de alta pressão e intercooler
Potência máxima 165 cv (121 kW) a 6000 rpm
Torque máximo 24,5 kgfm (240 Nm) a 1400 rpm
Nível de ruído 77 dB(A)
Velocidade máxima (em circuito) 211 km/h
Aceleração de 0 a 100 km/h 8,9 segundos
Câmbio Automático Sequencial de 6 marchas
Tração Dianteira
Sistema de direção Hidráulica
Suspensão dianteira Pseudo McPherson, com braços inferiores triangulares e barra anti-inclinação
Suspensão traseira Travessa deformável e barra anti-inclinação
Sistema dianteiro Discos ventilados
Sistema traseira Discos
Auxílio à frenagem
ABS com REF (Repartidor Eletrônico de Frenagem) e
AFU (Auxílio à Frenagem de Urgência)
Medida dos pneus 225/50 R17 ou 235/45 R18
Rodas Liga leve 17″ ou 18″
Combustível Gasolina
Tanque 60 litros
Comprimento 4530 mm
Largura – largura com retrovisores 1582 mm – 2128 mm
Altura 1513 mm
Entre-eixos 2727 mm
Peso vazio 1480 kg
Peso bruto Total 1998 kg
Carga útil 518 kg
Volume do porta-malas 468 litros
Volume do porta-malas com rebatimento dos bancos 1288 litros
Altura até o porta-pacote 549 mm
Comprimento do assoalho 917 mm
Largura do assoalho 1200 mm
Número de passageiros 5

Avaliação NA: Citroen DS5 1.6 THP
Nota média 4 de 1 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email