Avaliações Ford Hatches Populares

Avaliação NA – Ford Ka Sport 3 – Comportamento e consumo na cidade

ford-ka-sport-cidade-620x348 Avaliação NA - Ford Ka Sport 3 - Comportamento e consumo na cidade

Quem anda no Ford Ka novo, que existe no Brasil já por alguns anos, acaba lembrando muito da primeira geração. Como se trata de um modelo derivado daquele de 1996, várias coisas ainda são iguais no interior dele. Isso traz algumas vantagens e algumas desvantagens.



Por estarmos avaliando essa versão Sport, sabemos claramente que se trata apenas de um Ka com visual esportivo, pois ele não tem diferenças mecânicas para os Ka 1.6 que não são Sport. Mas isso não tira a boa performance que um carrinho leve como ele pode ter com um motor 1.6 de até 107 cavalos.

Sem dúvida o Ka Sport ganha velocidade rapidamente e tem um comportamento de certa forma ligado ao seu visual esportivo. Mas o câmbio poderia ter relações mais curtas, pois no começo da aceleração a subida de giro não é tão rápida como se esperaria.

Além desse ponto, a própria alavanca de câmbio é alta, e as marchas ficam bem separadas uma da outra, isso joga contra um comportamento esportivo. Mas as relações de marcha longas e também a alavanca grande detraem apenas um pouco do espírito esportivo do modelo, ele é muito gostos de se pilotar na cidade e até mesmo incita o motorista a pisar fundo.

O consumo do modelo ficou em 7,5 km/l com álcool e 11,5 km/l com gasolina na cidade. Sempre com o ar-condicionado ligado, mas é claro que termos um carrinho gostoso de se guiar por uma semana, fez com que tenhamos pisado um pouco mais que o normal.

A suspensão do Ford Ka Sport é firme. Chega a entregar um pouco de conforto, por conta dos bancos macios, mas ele é certamente mais voltado para a esportividade. Não entrega tanto conforto na cidade, priorizando a estabilidade nas curvas.

Concluindo, vemos que o Ka Sport tem um desempenho que condiz com seu visual. Apenas o preço é que deveria ser menor, tendo em vista que temos modelos bem mais atraentes no mercado hoje, na mesma faixa de preço dele.

4.0

  • MarcioSchneider

    Ow pessoal do teste, muito cuidado pra não bater esse carro, porque se bater, morre (mesmo com airbag), blza?

  • MarcioSchneider

    Digite o texto aqui![youtube ZBtyqcR2cWQ http://www.youtube.com/watch?v=ZBtyqcR2cWQ youtube]

    • CharlesAle

      Se bater seus concorrentes diretos:celta,old uno e gol G4,também morre,não há segurança em carros baratos….

      • Edson Roberto

        O novo Uno também.

      • Leandro1978

        Pois é, por isso penso que a Toyota poderia reposicionar o Etios de forma que competisse com estes modelos e não na faixa em que está. Desta forma, mesmo feio e mal acabado, ainda seria o mais seguro e teria uma motorização mais eficiente (1.3).

        • ViniciusSantoro

          Também acredito que a solução pra vida do Etios e reduzir a categoria dele.

    • bedotRJ

      Não entendo essa sanha em se denegrir um carro. O modelo em teste pelo N/A tem airbag duplo, que hoje é opcional em todas as versões do Ka. Isso já alteraria o resultado do crash-test. Além disso, alguns concorrentes da versão 1.0, tais como Gol G4, Uno Mille, Celta e Clio, hoje não oferecem airbag sequer como opcional.

      Como se não bastasse, por que mostrar o teste de impacto frontal e nada comentar sobre o resultado do teste para crianças, em que o Ka se saiu melhor do que o Corolla?

      Repito pela enésima vez: não confio no Latin Ncap e descarto seus resultados para minhas avaliações pessoais. Mas quem usa o instituto como argumento de autoridade, tem que fazê-lo por inteiro, considerando todas as variáveis que envolvem o teste, e não pela metade, pegando apenas os pontos que interessam prá se denegrir um determinado modelo. Do contrário, o argumento se converte em mero 'haterismo'.

      • rafael_rtg

        Air Bag melhoria as coisas???? vide Jac J3… Se a estrutura não for boa, não adianta…. Nossos carros tem muito que melhorar ainda em termos de segurança, principalmente na estrutura deformável e a célula se sobrevivência… O simples fato de que se o carro não se sai bem nem no teste de impacto frontal, quem dirá nos demais testes, o Latin Ncap não tem o intuito de denegrir a imagem de carro nenhum não, apenas de mostrar que nossos carros são inseguros…. Acredito que nossos carros teriam pontuações ate piores se fossem feitos todos os testes do Euro Ncap….

        • dudupruvinelli

          Um impacto lateral no ka seria triste. É claramente visível que a coluna não aguenta nem uma bolada, quem dirá um impacto há 40km/h.

        • bedotRJ

          Em que momento eu disse que o Latin Ncap tem o intuito de denegrir a imagem de algum carro? Eu estava me referindo à mensagem do colega mais acima. Embora eu conteste os critérios para escolha de modelos e versões, o fato de eu não confiar no instituto, decisão pessoal, não significa afirmação taxativa de que eles querem direcionar resultados.

          Quanto ao airbag, ele só não ajuda nos casos em que a estrutura se corrompe por inteiro, o que não ocorreu em nenhum dos carros testados. Pelo que vi no teste do J3, a minha desconfiança recai sobre a força de disparo do equipamento, que me pareceu insuficiente neste modelo. Um detalhe nada desprezível, que compromete o teste por inteiro.

        • Diego Casagrande

          Estrutura conta muito para um automóvel, um caso de acidente automotivo que ocorreu hoje em minha cidade, um New Fiesta Sedã capotou várias vezes o carro externamente ficou destruído (acho que deu perda total pela situação) mas internamente ocorreu poucos danos. O ocupante (motorista apenas) do veículo morreu devido ao fato do não uso do cinto de segurança sendo arremessado para fora do veículo durante o acidente. Se tivesse com o cinto provavelmente sairia com vida e com poucos ferimentos devido a situação interna que ficou o carro.

          • Ughadoo

            Esse é um erro grave; acreditar que os air-bags substituem o cinto de segurança. As entidades de segurança indicam que entre air-bags e cinto a divisão de quanto cada um é responsável em evitar ferimentos é de apenas 20% para os air-bags, enquanto que o cinto é responsável por 80%.

            O New Fiesta é um carro seguro, mas sem cinto praticamente não há diferença entre modelos – todos passam a ser péssimos.

      • geoshina

        Pela maneira como houve deformação na zona dos ocupantes, acho que o resultado seria igual o do JAC com air-bag. Parece. Agora você falou sobre o melhor resultado para crianças. É realmente ver o menos pior de cada caso.
        Mas você paga caro para um carro que é somente seguro para criança (sendo que este sempre tem que vir acompanhado de um aldulto a conduzir, não é?). O tal do "haterismo" é com este carro, com o Sandero, com o Gol e com qualquer outro carro barato que não ofereça o MÍNIMO de segurança ativa e passiva para os passageiros e seus ocupante. E não estou a falar de segurança no padrão 1994. Estamos praticamente em 2013!!
        Porquê as montadoras não oferecem air-bag nesses carros? Simples. O povo alienado que compõe nosso país prefere rodas de liga-leve, adereços "Sport" e qualquer outra coisa para parecer mais rico e, de acordo com nossa sociedade, MELHOR. Quer ver? Compram esses carros básicos e melhoram o aspecto visual dele, sem se importar com a segurança (no máximo insufilm, que infelizmente aqui no Brasil une estética e segurança).
        É "haterismo" com a nossa população, montadoras, governo. Enfim….

        E sim, tenho um preconceito com carro da década passada ou retrasada que são remodelados ano após ano. Este Ford Ka, Renault Clio,VW Golf, Pajero TR4 e outros aí.

        • dudupruvinelli

          Insufilm poderia ser considerado contra a segurança. Já vi gente que coloca no vidro da frente!

        • bedotRJ

          "Haterismo" é usar apenas parte, e não o todo de uma situação, prá tentar comprovar um ponto-de-vista.

          Que nossos carros populares são inseguros, isso não se discute. Mas quem tem R$ 25mil e quer um 0km, vai fazer o quê? Vai acabar comprando um desses mesmo. Por isso que é preciso sempre contextualizar a informação.

          A informação completa engloba os seguintes termos:

          – o Ka sem airbag se saiu mal no teste do Latin Ncap;

          – todos os carros sem airbag se saíram igualmente mal nos testes do Latin Nacap;

          – dentre os concorrentes do Ka, ele é o único que tem a opção de ser equipado c/ airbag;

          – mesmo equipado com airbag, ele sai mais em conta do que os outros (abaixo de R$ 27mil o 1.0);

          – no teste p/ crianças, não importa se com ou sem Isofix, ele obteve 3 estrelas.

          Portanto, se pegarmos a informação completa, de um mero carro inseguro, o Ka passa a ser uma opção perfeitamente defensável dentro do seu segmento. Isso faz toda a diferença. Por isso que me coloco de maneira tão veemente contra a informação parcial, atrelando-a a haterismo.

      • MarcioSchneider

        OK, BedotRJ, concordo contigo em seu comentário.
        Minha intenção ao postar uma pequena ironia e, em seguida, o video do crash test do LatinNCAP, era de ajudar a informar as pessoas sobre aspectos gerais de segurança desse veículo, tomando como base o único, e muito valioso sistema de testes de segurança independente do nosso continente.

        O LatinNCAP é confiável sim, ele segue o mesmo nível de técnica e de rigorosidade dos programas de avaliação de veículos novos de outros continentes, que formam o Global NCAP, tais como U.S. NCAP e IIHS (EUA), ANCAP (Austrália), EuroNCAP (União Européia), JNCAP (Japão) e KNCAP (Coréia do Sul).
        As diferenças nos testes de cada entidade são pequenas e refletem as características de cada trânsito local, tais como a maior quantidade de pickups grandes nos EUA ou ruas pequenas com veículos pequenos nos centros das cidades japonesas. Não deixe de considerar a intenção dessa organização em dar alguma informação sobre essa questão tão importante que é a segurança automotiva, dados os massivos números de fatalidades nos trânsitos de todo o mundo.

        Sim o resultado para crianças do Ford Ka foi relativamente bom, e tenderíamos a acreditar que se fosse adotado o padrão ISOFIX de fixação de sistemas de retenção infantil, o resultado seria semelhante aos modelos europeus atuais do mesmo segmento.

        O Ford Ka, em termos de conforto, equipamentos (não contando os de segurança, que são poucos em qualquer carro mais barato no Brasil) e motor, é um ótimo carro, na sua faixa de preço.

        Porém, repito, mesmo sendo o teste do LatinNCAP ainda limitado à colisão frontal, essa informação pode, sim, servir de critério de escolha de compra entre os veículos testados.

        • bedotRJ

          Ok, eu só quis completar a informação porque acho relevante que se elenquem todos os aspectos que a compõem. E isso não é apenas prá defender o carro que possuo, pois não me furto de detoná-lo quando acho isso justo. Só não acho que ele deva arcar, sem as informações complementares, com a responsabilidade de se passar por representante da insegurança em nossos carros de entrada, pois, dentro do contexto geral, há coisa pior.

      • dudupruvinelli

        O teste frontal do Latin Ncap é igual ao do Euro Ncap. Não há nenhuma diferença do teste feito aqui, para o feito lá. Repito: somente o frontal por enquanto.

        • rgmmelo

          Inclusive ambos são feitos lá

      • Discordo sobre sua posição em relação ao Latin Ncap, mas não estou aqui para comentar sobre isso… É chato ver que um pessoal usa qualquer coisa para fazer terrorismo, deixando a discussão saudável e de bons argumentos de lado para apelar ao terrorismo gratuito, pela forma que comentam parece que o Ká tem funcionamento catastrófico e vai bater assim que sair da loja.

        O pessoal não vê que nessa faixa de preço o Ká é um dos melhores no crash test, o pessoal não vê que todo mundo tem a disposição para comprar um usado, o pessoal não vê que tem gente que compra um carro barato só para trabalhar… Em resumo, só pegam as variáveis que lhe agradam e se esquecem das outras.

        E isso deixa essa secção de comentários muito pobre…

  • BrennoF

    Dona Ford, ta passando da hora de atualizar esse carro, por mais que ele seja bom de guiar!

  • josevaldop

    Esse volante, não da mesmo…

  • Caio_Ferrari

    Alavanca de câmbio longa depoe contra esporividade? O engate é bem curto, e a alavanca alta é totalmente esportivo. Ela fica próxima ao volante, as trocas são bem mais rapidas.
    Nos carros "stock" esportivos, a alavanca fica do lado do volante, na mesma altura deste.

    • Alavancas longas em carros de passeio depõem contra a esportividade sim. Em carros de competição, as trocas são super curtas, e além disso são sequenciais. Não tem nada a ver um câmbio de engates longos de um carro de passeio com um câmbio de stock car.

      Ou você prefere uma alavanca de Ka Sport ao invés de uma alavanca de um Golf GTI, por exemplo? No Ka Sport as marchas ficam longe uma da outra, e isso faz com que as trocas levem mais tempo.

      • rafael_rtg

        Realmente o cambio do Ka é bastante longo, chega ate lembrar o das antigas camionetes….rs…. eu sei que foi exagero, nas nada como um cambio curto, como o ja mencionado Golf GTI… Ate em termos de segurança em ultrapassagem, com um cambio curto as reduções de marchas se tornam muito mais fácil….

        • Edson Roberto

          Não indo muito longe, um cambio manual como do FIt ou do CIvic eram otimos também.

        • Dragoniten

          Antigas camionetes?
          Exagerou MUITO mesmo. Apesar da alavanca ser comprida, os engates são bons e as marchas não estão tão distantes.

          Após alguns meses andando com o carro, você acostuma bem, e a troca de marcha deve ser afetada por menos de 1 décimo de segundo por conta da alavanca maior. Eu faço com ele 0-100 em cerca de 9,5s, agora imagina se a relação de marchas fosse mais curta…

          • thales_sr

            Os engates do Ka são bons, mas comparado ao engate dos VW, são longos sim…

            • Dragoniten

              Nunca dirigi um VW, infelizmente não posso comparar, mas acredito no que você diz. :)

              Acho que se a Ford simplesmente trocasse o trambulador do Ka Sport, já daria um feeling melhor :D

  • Stark

    Consumo foi bom.

  • PauloPGomes

    Comparando com todos os testes de cidade aqui, o Kazinho teve um ótimo consumo, um pouco menor que o do J3, e melhor que o do New Fiesta Sedan e do Novo Palio 1.4.

    Por isso que eu digo, não adianta ficar colocando motor subdimensionado e achar que vai ter um consumo descente

    Acho que o ideal é que o carro tenha cerca de 75 kg por kgfm de torque, menos kg/kgfm é um motor sobredimensionado, mais kg/kgfm é um motor subdimensionado. Claro que existem diversos fatores que influênciam no consumo, mas pelo que eu tenho visto, carros que se aproximam desse valor tendem a ter os melhores consumos.

    • suguii

      Consumo muito bom mesmo, levando em consideração que o Eber força bem o motor pra testar sua capacidade e o ar estava ligado…. imagina dirigindo esse carro "na manha"….

      Eu tinha um 307 AT que pisando fundo não chegava a 6 km/l, tudo bem, era um automático e era 2.0, mas o bicho bebia…. rs

      Não é o carro que eu compraria, pois não atenderia minhas necessidades no quesito espaço físico, mas as pessoas que eu conheço e tem, só falam bem do Ka.

      • Dragoniten

        Só fala mal quem não tem, ou quem tem o 1.0, porque o consumo realmente é complicado. É um carro que cumpre a sua proposta muito bem.

    • rogeriulima

      E teve quem defendesse o consumo do onix 1.0 que foi avaliado…

      • thales_sr

        O consumo do onix não foi feito no mesmo percurso desse Ka.

        • rogeriulima

          Vish!!! E continuam defendendo…

          • thales_sr

            Não é defender, mas temos que comparar laranjas com laranjas, bananas com bananas. Agora, se é pra trollar, qualquer argumento vale.

  • bedotRJ

    Marcas ótimas de consumo na unidade testada. Quem dera eu conseguisse esses números com o meu.

    • vitimsl

      Concordo, o consumo foi muito bom com gasolina. No alcool, acho que foi bom "apenas"…

    • azuos_onurb

      o meu 1.6 2009 faz algo entre 8,5 e 9 km/l de álcool rodando 85% da km em São Paulo e 80% do tempo com ar ligado. Na gasolina faz no máximo 11 km/l. Com uma mistura de 90% de álcool V-Power e 5% de gasolina faz entre 9,5 e 10 km/l.

    • SilentRJ

      Eu mal conseguia isso com o meu 1.0.
      Bedot, dá uma lida na msg que postei abaixo. Abs

  • Long_life_tobigcars

    A Ford tem um grave erro de estratégias de vendas que não deu certo. Quer tornar um modelo que não vende em nicho, ou seja, lança uma versão mais anabolizada de um Ka com motor modificado do Fiesta Rocam por um preço surreal. Resultado, o fracasso nas vendas é inevitável. Praticamente não vejo esse modelo rodando pelas ruas daqui de Fortaleza.

    • Edson Roberto

      Por outro lado… alteração no motor nada.

      Só reajuste ao cofre do KA que pode receber diversos itens para melhorar isso. Entretanto, deixou um camboi de relações longas em um carro dito esportivo. E vjea que coisa: Ele tinha duas versoes do modelo anterior que tinha formas de entrega de potencias distintas: KA Action 1.6 e KA XR.

      Esses dois sim, se sentia a diferença na entrega até porque o XR tinha suspensão mais baixa, molas mais duras, curso de amortecedor limitado e cambio curto. O Action já era um Ka comum, com cambio longo (que na verdade era apenas mediano para a epoca) e que também era otimo. O atual é interessante pelo peso do carro, mas não cativa como era o anterior. Quem já dirigiu o modelo anterior sabe disso.

    • Dragoniten

      Errado.

      O motor do Ka Sport não é o do Fiesta Rocam modificado, este é o MESMO motor do Ka desde que lançou o 2009 1.6 Flex pra frente.
      O 2008 ainda teve uma gambiarra, na verdade não era totalmente flex, a central de injeção ainda era a do antigo Ka mas funcionava no álcool. A partir de 2009 a injeção passou a ser a maravilhosa Magneti Marelli que nunca vi dar um "piu" errado.

      Abs.

  • CharlesAle

    Olha o excelente consumo com gasolina,como o Alcool poucos usam,é interessante esse carrinho para quem busca economia…

  • Salazar1966

    Na minha opinião, este carro bebe demais.
    Com mais de 100 CV e pesando 900 k, cambio longo, deveria fazer uns 15 na cidade (Jurássico).

    • vanleon

      Me diga um que faça essa média que você deseja?

      • Salazar1966

        HB20

        • vanleon

          Desde quando o HB20 faz 15km/l na cidade, então na estrada deve fazer 20 neh kkkkkkkkkk. Aiai viu…

    • thales_sr

      Qual o carro faz esse consumo que você falou?

  • SilentRJ

    Possuí um Ka entre março de 2009 e março deste ano. Tinha a versão 1.0 completa menos rodas de liga leve e air bag. O carrinho era muito honesto, apesar do acabamento ser abaixo da média dos populares. Em retorno, era o que mais dava o prazer de dirigir. Recomendo essa versão 1.6 pra quem quer algo forte e barato.

    P.S: Fala, Bedot. Cê ta vivo, cara? kk
    Me passa depois teu e-mail pra entrarmos em contato. Abs

  • Dragoniten

    Ah meu, na boa. Os caras falaram e falaram "é beberrão e isso e aquilo", e agora que tem um número de 11,5km/l na gasolina NA CIDADE que ainda é cheia de sobe e desce, com AC ligado, e como o Eber mesmo falou que acabaram pisando um pouquinho mais, AINDA CHAMAM DE BEBERRÃO?

    Façam um favor ao mundo: revejam seus conceitos antes de postar besteira.

    • fschulz84

      Na verdade, a moda é criticar, independente qual seja o tópico abordado.

      Eu achei um consumo fantástico pela forma de condução e com AC ligado.

      Em SP, que é muito mais plano, consigo médias de 12km/l no meu Renault 1.6 16V K4M e acho de OUTRO mundo isso!

      Isso ainda que a tocada do Mégane é bem mais "tiozão", não te inspira a pisar, então o consumo tende a ser maior mesmo.

      • Dragoniten

        Uma pena isso… O Ka não é exemplo de segurança nem acabamento, isso todos concordamos, mas não dá pra negar que a dirigibilidade é boa, é muito bom de guiar e que o Rocam 1.6 com a ECU atual do Ka Sport está definitivamente bem acertado, pra um motor que já tem 12 anos no mercado e não tem comando variável.

  • pauloreis

    alguns aqui adoram a falar que o roncam é ultrapassado…. se fosse assim o 1.6 da VW e da renault mais ainda… quando o 1.6 da ford surgiu flex era referencia pela alta taxa de compreensão e valvula termostática variável, algo que nem os atuais tem, detalhe não menos interessante: nem usa corrente. . Ainda desde 2011 a potência baixou de ótimos 111 cv e 14,9 kgf para 107 cv e 14,5 devido as normas anti-poluição. Quem tinha ou tem um carro com esse motor sabe como é gostoso e elástico. Um casamento perfeito seria este motor com o cambio vw, dai seria Tsão… A manutenção ainda é simples e barata… Tenho um focus 08 com o mesmo motor , 113 cv neste carro, tenho média no tanque de 13.8 km/l, entre 50% cidade e 50% estrada, isto agora no verão, maior parte do ar ligado… Nunca gastei mais de 1000 conto com revisões, a não ser qdo troquei os amortecedores, hoje esta com 125 mil KM, tenho o q reclamar? Nunca! o melhor custo benefício que ja tive! Quem reclama nunca teve!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend