Avaliações Ford Hatches Populares

Avaliação NA – Ford Ka Sport 4 – Comportamento e consumo na estrada

ford-ka-sport-estrada-620x348 Avaliação NA - Ford Ka Sport 4 - Comportamento e consumo na estrada

As estradas compõem o ambiente mais apropriado para o Ford Ka Sport. Ele tem desenvoltura e gosta de acelerar. Notamos que nas curvas, acelerações, retomadas e ultrapassagens ele dá muito prazer ao dirigir, apesar de ter uma aceleração de 0-100 não tão interessante para um modelo 1.6…



O câmbio longo causa isso, mas mesmo assim ele tem um desempenho interessante na estrada (o câmbio longo, por outro lado, ajuda nas rotações em velocidade de cruzeiro). Apesar de não ser mais o “kart” que era na geração anterior, o Ka Sport tem um ótimo comportamento em curvas.

O único problema é que o nível de ruído dentro do Ka Sport é bem alto. Andando entre 100 e 110 km/h, quando estamos em torno de 2.500 rotações, temos um ruído aerodinâmico forte, vindo tanto das duas portas quanto da dianteira. Imagine em velocidades maiores, como 130 ou 140 km/h.

Além desse ponto também temos como pontos negativos o assento muito curto do banco do motorista e também a posição um pouco baixa do volante, um detalhe característico do modelo.

O consumo que aferimos na estrada foi de 10,6 km/l com álcool e 14,0 km/l com gasolina, andando a 110 km/h e com ar-condicionado ligado. É um consumo razoável. Poderia ser um pouco melhor, especialmente com gasolina, mas quem compra um carrinho com visual esportivo assim não está lá tão preocupado com consumo.

Se você pensa em um Ka Sport para usar na estrada, saiba que sua escolha trará bastante diversão ao seu dia-a-dia. Apenas fique atento ao ruído interno demasiado e também ao banco do motorista que não apoia muito bem as pernas de quem é um pouco mais alto.

4.0

  • Dragoniten

    Basicamente:
    11,5km/l, contra 7,5km/l no álcool na cidade. Fazendo a relação de 70%, temos 10,71km/l no álcool se o preço estiver no 70%. Ou seja, compensa mais a gasolina na cidade.
    Porém na estrada, 14km/l na gasolina e 10,6km/l no álcool, ficando 15,14km/l no álcool fazendo a relação dos 70%, compensando mais o álcool pra estrada.

    Achei estranho o Eber comentar da aceleração de 0-100 não ser tão interessante, pois no meu 1.6 2009 consigo fazer facilmente abaixo dos 10 segundos. Apesar da potência máxima estar nos 5.5k rpm, já testei trocar nos 6k rpm e 5.5k da primeira pra segunda e segunda pra terceira, e obtive melhor resultado esticando até os 6k rpm, mesmo nessa rotação já estando praticamente sem torque.
    PORÉM, sei que o Ka Sport atualmente tem acelerador eletrônico, contra o cabo do modelo 2009, e isso pode até contribuir um pouco mais para o consumo.

    O ruído no carro aos 120km/h é infernal, tem que aumentar bem o volume da conversa pra ouvir quem tá dentro, principalmente atrás.

    Quanto à posição de dirigir, quando vou pegar estrada, tenho que puxar o banco beeem pra frente, pois minhas pernas são relativamente mais longas que o braço, e como na estrada são poucos os momentos em que você usa a embreagem, o braço começa a doer por ficar esticado depois de um tempo.

    • MauroRF

      Talvez seja porque ele fez o teste com o ar ligado. Eu tive um 2009 que fazia em menos de 10 s também, mas com o ar ligado, roubava muito a potência. Diferentemente do meu Focus 2.0 atual (o Duratec 16v flex), com ar elétrico, eu ligo o ar e nem percebo que está ligado, rouba pouquíssima potência. O que eu não gosto no Focus 2.0 é que até 2500-3000 rpm, ele é manco (mesmo usando etanol), na estrada então, engatar a quinta estando entre 80-100 km/h, ele não retoma nada, apenas consegue manter a velocidade de cruzeiro. Se quiser puxar estando a 100 km/h, tem que engatar a quarta ou ainda a terceira (especialmente para ultrapassagens). Com o giro lá em cima, aí sim ele "pula" e mostra que é um 2.0. Já no Kazinho, era diferente, em baixa, tinha potência de sobra.

      • Dragoniten

        A 100km/h com o Ka, só pra fazer uma ultrapassagem "retardada" pra engatar a terceira hahaha.
        Mesmo a terceira dele indo até 131km/h e a rotação estar relativamente baixa na quarta pra velocidade, puxa bem legal. Muito bom pro consumo essa relação de marchas :)
        Estou acompanhando um louco que tá pra colocar o Duratec 2.0 no Kazinho dele, só tá faltando a verba pra realização, mas até o motor ele já tem 0km, monocombustível :p

      • thales_sr

        Ar elétrico?

      • RafaelPimenta

        meu pai comprou uma eco do modelo antigo (2011/2012) 2.0 16v, o mesmo motor do focus(duratec). mesmo sendo automatico e trocando as marchas em 2.500 rpm, ele acelera muito rapido. é facil fazer ultrapassagens tanto em pista nivelada quanto em subidas. pegando uma rodovia estadual aqui do rio (rj-125), o motor da eco deixou um corolla xei facil facil pra tras. fico imaginando se fosse um manual, possibilitando trocar de marchas em 5mil rpm. ai sim

      • fredklamt

        Cara, meu Focus é igual ao seu e eu resolvi o problema com o tal do Sprint Booster. Estimo que 80% da letargia do carro é resultante de um câmbio longo e um delay no acelerador eletrônico. O câmbio, não vale a pena mexer e, na minha opinião, é melhor do que ter relações curtíssimas. O acelerador eletrônico mudou completamente com o SB, parece outro carro, precisando até se acostumar com a dosagem do pedal. O Duratec é um excelente motor, relativamente moderno, pois é todo em alumínio e tem comando variável de admissão. A versão nova, que deve chegar com o Focus mk3, provavelmente terá melhorias no motor.

        • MauroRF

          Exatamente, cara, o Duratec tem potência de sobra acima dos 3000 rpm, mas as marchas são longas demais (não que isso seja ruim, mas seria legal, por exemplo, se ele tivesse seis marchas, sendo cada uma um pouco mais curta). E sim, claro, já notei esse delay do acelerador eletrônico, tem hora que você pisa, principalmente estando a 30 km/h em segunda por exemplo, e ele dá uma "engasgada" antes de começar a ganhar velocidade, nesse caso, eu dou uma leve aliviada no pedal do acelerador e piso, aí ele "pula"., mas isso é o delay mesmo. Vou instalar o Sprint Booster, só não sei se isso pode acarretar em perda da garantia do carro (desculpe perguntar isso, mas não sei se perde ou não a garantia, porque o SB, pelo que sei, é bem simples de instalar, tipo plug and play. Valeu pela dica, vou providenciar a instalação e depois posto aqui!

          • fredklamt

            Vc não precisa furar nada, o aparelho é composto de duas partes: o plug e o controle. O primeiro é apenas de encaixe (como aqueles adaptadores de cartuchos nos videogames). O controle deve ser colado com fita dupla face e, vc pode desabilitar ou desconectar do plug. O meu ficou instalado abaixo da coluna de direção, por dentro da guarnição do painel (aquela na altura dos joelhos). Ao levar para a revisão, apenas deixe o aparelho desligado, não é necessário desplugar ou desmontar nada…
            A engasgada que vc mencionou, era exatamente o que me incomodava! Um buraco na curva de torque, entre 1800 a 2800 rpm…

    • thales_sr

      A troca de marcha deve ser efetuada quando a potência na próxima marcha for maior do que na marcha atual. Trocando na rotação de potência máxima você tá jogando fora uma parte ainda útil da força do motor.
      Mas 0-100 em menos de 10 segundos num 1.6 a meu ver é bastante interessante, também não entendi a colocação do Eber. Um carro de 32 mil reais fazendo 0-100 em menos de 10 segundos é algo admirável, a meu ver.

      • Dragoniten

        Pois é, o complicado é a grande cantada que o bichinho dá quando a gente passa da primeira pra segunda, rs. Se soltar a embreagem muito rápido, dá um tranco bem forte e canta pneu, mas se soltar devagar, toda aquela energia que tem na diferença de rotação de uma marcha pra outra, vai ser perdida no deslizamento da embreagem.

        Quanto ao 0-100, também não sei por que foi considerado ruim, são poucos os carros para meros mortais que saem mais rápido que o Kazinho 1.6 em um semáforo.

    • Edson Roberto

      Nessas horas que eu agradeço meu carro menos potente, entretanto menos ruidoso…rs

      Fechou o vidro a 120km/h ele vai na boa, conversando e até com o som baixo…rs

      Mas vejo que os motores 1.6 e 1.0 não se diferenciam no consumo. Basicamente as médias são as mesmas com destaque ao Sigma no Fiesta que me pareceu bem economico.

      Agora, gostaria de trocar marchas até 6000rpm nesse kazinho, deve ser legal…. pena que não tanto qto o anterior….rs

      • Dragoniten

        Pois é, não dá pra ganhar todas, rs.

        Eu vivo falando pro pessoal, quando falam alguma coisa de comprar um Ka:
        "Você quer mesmo um Ka? Economiza um pouquinho mais e pega o 1.6."
        Porque a performance é infinitamente superior, porém o consumo é praticamente o mesmo, e dependendo do caso, é até melhor com o 1.6.

        A relação de marchas do Ka é relativamente longa, a primeira corta lá pelos 52km/h, na velocidade real (pegando informação direto da injeção por um adaptador bluetooth no celular), no painel parece quase 60km/h, porém a segunda chega a "apenas" 86~87km/h, o que considero horrível, pois a terceira já chega aos exatos 131km/h (sei disso pois já passei o carro num dinamômetro, não fico esticando terceira marcha até cortar na cidade, rs.) e a quarta tem velocidade máxima de 196km/h se não me engano, calculando pela circunferência da minha roda (175/65 R14).

        A relação de marchas do Ka até que é bem ajustada pra ser mais econômico, algo que fere um pouco a imagem do Ka Sport, que devia ter uma preocupação maior com performance, e não economia.

        O que mais mata o 0-100 do Ka, é a segunda marcha, porque ela sendo tão "curta" em relação às outras, temos o problema de que a maior demora para chegar aos 100km/h, é quando você engata a terceira, pois ela tem que ir de 85 até 100km/h por causa da terceira que é tão longa.

        • Edson Roberto

          Calma… logo mais vc ganha todas…rs

          Muita gente vive falando do desempenho chocho do C3 1.4, mas é um carro que não me deixa na mão em subidas ingrimes e principalmente trechos de serra. Não anda como outros motores maiores ou similares, mas não me faz passar aperto. Isso porque, eu qdo preciso, reduzo marcha e ele vai na boa.

          O pessoal não gosta de fazer isso e acha que o carro tem obrigação de entregar potencia mesmo assim. Quando ao ajuste do seu KA, me da a nitida impressão que é proposital a segunda ser bem fechada com uma primeira bem aberta. Ela aproveita uma faixa maior de potencia, o que faz evitar trabalhar entre primeira e segundo marcha em transito… mas ao mesmo tempo, faz ter agilidade naquelas subidas ingrimes onde a segunda marcha nem sempre é suficiente.

          Da terceira em diante para ajudar no consumo da estrada. Mas considere que é opreço a se pagar para um carro com apenas roupagem de Sport…rs

          • Dragoniten

            Eu trabalho bem as marchas no Ka, mesmo sem precisar, porque me dá agonia quando a rotação fica qualquer coisa acima de 1,6~1,7k rpm, porque o Rocam 1.6 segura MUITO no freio motor, então qualquer besteira o bicho já tá desacelerando, rs. Ponto positivo pra economia que a gente faz nos freios, que com certeza é o que eu menos uso no meu Kazinho.

            Viajei de Curitiba pra Gramado (e que viagem) como passageiro, e o C3 1.4 não fez feio não, e no primeiro tanque foram maravilhosos 12km/l no etanol. Depois disso meu cunhado desceu o cacete no carro, aí a média caiu um pouco, rs.

            O problema da segunda é que ela é a única que não segue um padrão muito bonito na relação de marchas, todas as outras estão condizentes entre si.

            • Edson Roberto

              Olha… o "defeito" crucial do C3 é se vc simplesmente sentar o pé… o consumo vai igual. É um carro que até entrega uma potencia legal, mas te cobra consumo se vc abusar. Conheço gente que gosta de ficar trocando marchas entre 4000 a 4500rpm no C3 e ele não faz mais de 300km na cidade! Eu acho um absurdo. O meu costuma fazer entre 400 a 450km de etanol. Mas considere que hoje eu não pego tanto transito e tenho trabalho fora de SP.

              Agora… passageiro do banco dianteiro né? Porque o C3 é igual ao Fusca… não cabe nada atrás…rs

              • Dragoniten

                HAHAHAHAHAHAH nem fale, a viagem foi sofrida. quase 12 hrs apertadinho atrás do motorista. Sem falar que os bancos são muito macios atrás, até demais. Depois que eu estava chegando lá no Rio Grande já estava me sentindo meio gaúcho por causa da dor na bunda, rs.

                O Ka tem um tanque de 45L, mas como não se roda até o final inteiro do tanque, ele geralmente dura 320km numa média ruim. Meu último tanque teve uma média decepcionante (8,15km/l no etanol), mas aí lembrei o motivo: Não calibrava os pneus há quase 1 mês. Por causa da correria, era encher o tanque e ir pra casa/faculdade fazer minhas coisas, depois que calibrei já senti o carro mais solto. No manual recomendam 30/30, mas eu geralmente ando com 33/32 (Frente/Trás). O pneu fica cheinho, o carro anda um pouco melhor, mas não chega a ficar inflado. Quando calibrei, tinha pneu com 26 :(

                • Edson Roberto

                  Imagino. Meus pais viajaram comigo e o que mais pegou na verdade é o encosto, muito reto que cansa e faz vc ficar com o corpo muito ereto e não fica relaxado.

                  Se precisar relaxar (que seria jogar as pernas a frente) vc fica esmagado ou cutuca os passageiros da frente. Nessa viagem, eu tive que deixar o meu banco no limite da altura e joguei dois niveis a frente. Não me apertou mas não me deu liberdade com as pernas. Entretanto não acabou comigo.

                  Meu pai se sentiu cansado devido a isso… sua bunda fica sem posição e cansam as costas. Tanto que, se for viajar com ele somente com meu segundo carro… esse eu já andei atrás durante um tempo e é confortavel. Hoje reclamam dizendo que deixar sua perna relativamente mais alta cansa devido a altura, mas na pratica, faz vc ter o preenchimento mais adequado das suas pernas (coxas) e fica em uma posição inclinada que te deixa relaxado. Claro, sem contar que esse outro carro é maior o que não me obriga a ter que posicionar o banco para frente…rs

                  Sugestão de pressão dos pneus do KA? Deixe em 30. Todos eles. Com mais pressão como vc faz, vc sente o carro mais na mão e também mais estabilidade (deixa mais "durinho"), entretanto consome mais pneu. No C3 eu colocava 32 também, mas ele é mais duro mesmo, só que consumia mais… voltei para os 30 e como gosto mais de conforto, está otimo.

                  • Dragoniten

                    Consome mais pneu mesmo? Porque no que eu consigo imaginar, os pneus com menos pressão ficam mais "macios", mais flexíveis, e com isso acabam desgastando com mais facilidade.

                    No Ka eu geralmente prefiro uma pressãozinha mais alta justamente pela estabilidade maravilhosa, não ligo taaanto pro conforto, por enquanto, até porque os bancos tem uma maciez muito boa, nem muito duro, nem muito mole. Depois de um tempo sem andar no Fiesta Street do meu irmão, após ter comprado o Ka, fui dirigir ele e percebi o quanto o banco do Fiesta é molinho. Prefiro o banco firminho do Ka, principalmente pras curvinhas mais acentuadas, rs.

                    Mas valeu o torque aí da calibragem. Vou considerar realmente usar os 30. Só dá um dó ver os pneus dianteiros meio bochechudinhos, o Ka tem a distribuição de peso 62/38, que faz com que ele seja bem "tail-happy" como o pessoal nos fóruns gosta de falar, rs.
                    Abraços.

    • Stark

      1ª pra 2ª sempre vai ser melhor esticar até a marca vermelha, mesmo a potência máxima sendo em 5000RPM. A diferença é que nas trocas de 3a pra 4a e 5a é bobeira ficar esperando chegar até a marca vermelha (6500RPM~6700RPM).

      Um carro com muito folego nas altas rotações (Um Civic 1.8 com 140cv@6700rpm) sempre em todas as marchas vai ser melhor esticar até o corte.

      • Dragoniten

        O problema é que se você deixar cortar rotação, vce perdeu alguns décimos de segundo na troca da marcha, então tem que conhecer muito bem o barulho e posição exata do conta-giros no momento de corte pra trocar um tequinho antes.

        O Kazin 1.6 só vai até 6350rpm, contra bons 6800 rpm no Rocam 1.0.

        Ainda acho que se fosse até seus 6700 rpm no 1.6, a performance seria ainda mais satisfatória, sem comprometer a durabilidade do motor :)

      • Tejolo

        Civic com fôlego? Só se for o SI, pois o 1.8 é muito frouxo. Tenho um, é meu segundo Civic, e todos que dirigi são frouxos.

    • FernandinhoBB

      Nunca dirigi o KA Sport, mas todos os testes que já vi sobre esse carro indicaram 0-100 acima dos 10s, variando entre 10,5~11,3s, dependendo da fonte. 0-100 abaixo dos 10s só se for no velocímetro, mas na "velocidade real" não acredito muito. O March com um motor mais moderno e potente aponta 0-100 em 10s.

      • Dragoniten

        O March faz facilmente em 9,5s. E não, não é no velocímetro que marca menos do que a velocidade real, o tempo que estou passando é pela velocidade da injeção, que pego pelo sinal bluetooth por um adaptador conectado na porta do scanner do Ka no meu celular, Android, com o programa Torque. Ele marca a velocidade real com muito mais precisão e sem atraso (fora a taxa de atualização que deve ser em torno de 3Hz). Passei uma vez numa lombada eletrônica de 60km/h cravado nos 60km/h mostrados no celular, obviamente não preocupado com multa porque sei da margem de 7km/h, e o mostradorzinho digital radar apontou 61km/h.

        O número divulgado pela Ford é totalmente errôneo, imagine se o carro fizesse 0-100 em 12,3s com gasolina? Quase o tempo de alguns 1.0 por aí! Até parece.

        Abaixo dos 10s com o Ka é possível sim. É errado ver testes de 0-100 divulgados por aí e tomar como verdade absoluta. Primeiro pelo número de variáveis, e segundo porque arrancar com um carro de forma quase perfeita leva muito tempo, e é uma questãod e costume. Alguém que dirige o carro há mais de meio ano, vai ter um resultado muito melhor que alguém que pegou o carro por 1 semana pra fazer o teste. Não duvidando da capacidade dos profissionais da área, mas algumas coisas simplesmente levam tempo. A manopla do câmbio que o Eber reclamou que é longa, não nego, realmente é comprida pra proposta do carro, mas no meu Ka 2009 consigo atualmente trocar de marcha mais rápido que no Fit 2005 da minha mãe, que tem uma manopla BEM curtinha. Questão de costume.

        E outra, onde se perde mais tempo na hora de uma arrancada de 0-100?
        No momento em que você sai da inércia, pois 90% das pessoas não sabem trabalhar a embreagem pra arrancar mais rápido. Simplesmente sobe o giro e solta a embreagem, fazendo com que o carro saia cantando pneu. E se teu pneu destraciona, você está desperdiçando uma quantidade ABSURDA de energia, ou seja, arrancando de forma errada.
        Outro erro comum é quando a pessoa pisa "de menos" no acelerador, e a embreagem acopla muito cedo, aí pra sua primeira marcha fazer você sair do lugar, ela vai ser que ir de 1,5krpm que você geralmente não tem muito torque, por mais que seja um motor 8v, até chegar numa faixa de rotação que você realmente consiga aproveitar uma boa performance.

        O certo pra arrancar pra se ter PERFORMANCE:
        No caso do Ka 1.6, do meu que já passei no dinamômetro, sei que é lá pelos 3k rpm, é você subir a rotação até uma faixa que você tenha disponível boa parte do seu torque máximo e começar a soltar a embreagem e acelerar junto, de forma que a rotação nunca caia abaixo dos 3k, sem cantar os pneus e a embreagem só deve acoplar completamente quando você já estiver em uma velocidade que a rotação na primeira marcha esteja perto da rotação estipulada, no meu caso 3k rpm, perto dos 25km/h.
        PS.: Não recomendo fazer com frequência, pois fazendo isso você está praticamente estuprando sua embreagem.

        Sei que ninguém é obrigado a saber isso, ou fazer isso, mas quando falam "o carro CONSEGUE fazer 0-100 em Xs" eu não consigo ficar quieto.
        Não sou melhor que ninguém, nem estou acima de ninguém, mas modestia à parte, eu acredito que já domino muito bem meu carrinho pra dizer que é possível sim, fazer 0-100 em velocidade real, não no velocímetro, em menos de 10s :)

        • FernandinhoBB

          Muito boa a explicação e tal, mas não acredito muito no 0-100 abaixo dos 10s, os dados que levei em conta foram de vários veículos de informação diferentes. outra coisa, nos testes de revista eles tem um procedimento que talvez não favoreça tanto o carro, porém, isso vale para todos, então se o KA fica atrás de outros 1.6 na mesma metodologia de teste, então não é dos mais rápidos 1.6 do mercado. Outra coisa, não tem nenhum 1.0 do mercado que com gasolina faça tempo próximo de 12,3s.

          • Dragoniten

            O Clio 1.0 tem 0-100 declarado em 14.1s e pra um carro 1.0 com quase 30% menos potência, os tempos estão muito próximos.

            Nos testes de revista eles tem um procedimento, sim, serve como base de comparação, desde que você considere que todos os motores são iguais, porque alguns vão preferir que se troque a marcha no corte, outros podem trabalhar melhor se a troca for realizada talvez em uma rotação um pouco inferior, o que não é o caso.
            O JornalDoCarro fez um teste com March SR, Ka Sport e Palio Sporting, e o March SR teve uma performance excepcional em acelerações, e o Palio foi o pior deles.

            "Um procedimento que talvez não favoreça tanto o carro, porém isso vale para todos"
            Sim, e não. A teoria é linda, mas os carros não são iguais, nem os motores, então se todos forem tratados do mesmo jeito, pode ser que um carro tenha um resultado melhor que o outro, mas isso aconteceu porque ele não foi dirigido da forma correta.

            Quer saber como um carro anda? Não leia testes, FAÇA test-drives :)

            PS.: Não é dos mais rápidos 1.6 do mercado? Eu só conheço o March, de carro que está na mesma classe dele, que anda mais.

            • MM_

              Nunca dirigi um Ka ou o Clio 1.0 mas nao pode ser pelo escalonamento do cambio?

              • Dragoniten

                Eu digo os números divulgados que são absurdos, e o do Ka é muito pessimista. O 1.6 faz 0-100 em no mínimo 10,5s com gasolina. Com etanol esse número cai fácil pros 10s. Acostumado a dirigir o Ka, rola menos de 10s.

                Não conheço o Clio, só peguei o exemplo do número divulgado pra mostrar o absurdo que é a Ford dizer que o Ka demora 12,3s pra chegar a 100km/h

  • Leandro1978

    Eu tive o antigo e o 1.0 com motor Endura. Pegar estrada com ele era exercício de paciência. Demorava para embalar e acima dos 100 km/h sua frente ficava muito leve (o meu tinha direção hidráulica). Na cidade até que ia razoavelmente bem. Estrada, eu não gostava de pegar com ele. Este parece ser bem melhor, mas acho que este motor ajuda, né?…rs…

    • Edson Roberto

      Bem…. minha irmã teve o anterior também só que com o motor Zetec 1.0. Acredite Leandro, era um CAPETA.

      Me lembro até hoje… eu com o ex namorado da minha irmã andando com uma Courier 1.6 sentando o pé a mais de 160km/h e o Kazinho incrivelmente acompanhando! Era um monstro de desempenho aquele motor! Eu que ja andei no Action 1.6 digo que se tivesse logo ao ter meu primeiro carro, iria me matar…rs

      • Leandro1978

        Uma ex minha teve com este motor, saiu dois anos depois que comprei o meu. Realmente parecia outro carro. O 1.0 Endura era muito fraquinho.

      • bedotRJ

        O Fiesta Street que tive antes do Ka era 06/07 com motor Zetec 1.0 a gasolina. Peguei estrada com ele, ia bastante bem – não sei se tão bem quanto um Ka com o mesmo motor, mas totalmente satisfatório. Ao transformá-lo em flex e colocá-lo p/ equipar os pesados Fiesta Rocam, a Ford acabou com a boa imagem que esse motor tinha.

        • Edson Roberto

          Na minha opinião, o erro foi simplesmente mexer no escalonamento. Não entendo até hoje porque a Ford não apostou em motores intermediarios entre 1.0 e 1.6. Ela poderia e seria bem recebida com isso. Nesse ponto a Fiat acertou em cheio, pois consegue aliar motor mais fraco, com um que dá um pouco mais agilidade e outor que entrega a potencia com bastante força depoisde uma determinada rotação.

          E depois alongou tudo para querer economia, mas depois de cambios close ratio, não adianta voltar atrás esperand que as pessoas pratiquem o uso ideal de um cambio longo. Principalmente em carros 1.0.

    • CharlesAle

      Realmente a grande vantagem do Ka/fiesta endura não é o desempenho,mas sim seu consumo de moto 125 cc,além de ser muito robusto,não anda ,mas não quebra,hoje é um excelente segundo ou terceiro carro,para ir ao trabalho todo dia,ir a mercado,,ir ao centro da cidade,enfim,essas coisas chatas de fazer …..

  • anderson_sp

    É um motor bom de baixa manutenção, uma pena a Ford não ter "aprimorado" ele como as outras fizeram, igual a GM fez com o 1.4 e 1.8, este motor de início em 2006 os primeiros flexíveis rendiam 111cv no cana e 107 na gasolina, mas o consumo era alto e a única coisa que fez foi baixar um pouco o ímpeto dele e ficou por aí mesmo, agora com a vinda deste novo Sigma "capado" 1.2 ou 1.4, não tem mais o porque ficar com o Rocam em linha, espero que seja um bom motor tanto quanto o Rocam já foi…..

    • Dragoniten

      Não diria BAIXA manutenção, pois algumas besteirinhas pra ele são caros.
      Por exemplo, o óleo, o recomendado é o 5w30 da Motorcraft 100% sintético, ou algum que atenda o padrão de especificações da Ford. Um óleo desse não sei por menos de 20~21 reais o litro. Paguei 100 reais pra comprar 4 litros do óleo motorcraft desse sintético, e perto da concorrência, é algo caro.

      • anderson_sp

        Putz, comprei 4 litros de óleo 100% sintético Selénia 5w30 e paguei R$ 19,00 na Mercado Car, fora o filtro de óleo por R$ 15,00 Motorcraft e não achei tão caro, mas a maioria usa óleo sintético hoje em dia, o Palio Novo 2012 do meu pai usa um óleo parecido também, ou seja, o custo é o mesmo, se fizer uma manutenção correta ee dura bastante, tenho um colega com um Fiesta 01 1.0 e o motor dele já tá batendo 300 mil e nunca foi feito retífica nem nada, só manutenção corriqueira mesmo.

        • Dragoniten

          O meu está usando Selenia no momento, vou trocar na próxima Quinta-Feira, mas como a diferença de preço, agora que fui comprar novamente, estava pequena, preferi o Motorcraft que é o recomendado mesmo, apesar do Selenia ser um ótimo óleo. 23 do Selenia contra 25 do Motorcraft nas lojas aqui de Ponta Grossa. Optei pelo MC porque a diferença era bem pequena :)

          Quanto a motor rodado: não existe essa história de ter que refazer motor porque chegou a 150 mil km e tal, o problema é o motor que chega aos 100 mil km sem manutenção correta. Motor foi feito pra rodar 300~500 mil km COM FOLGA. Veja os taxistas por aí…
          Estava falando sobre isso com meu primo outro dia, tem gente que compra carro e não quer gastar com manutenção, esse é o erro. Conhecido nosso comprou um Corolla novinho e teve que refazer não sei o que. Sabe por que? Usou a vida toda do carro óleo mineral. Absurdo.

          Acabei de voltar de uma oficina da Pirelli e gastei quase 100 reais pra fazer geometria e balanceamento, porque vou viajar daqui algumas semanas. É uma questão de segurança, já que aqui na cidade tem MUITO buraco, e também pra fazer com que meus pneus durem mais e não tenham um desgaste prematuro.

      • thales_sr

        O óleo sintético é caro mesmo (21 reais ainda tá num preço bom..), mas hoje em dia muito carro tá usando esse tipo de óleo, então comparado à concorrência, o custo até que é barato. Gol 1.0 usa Castrol SLX, que custa 25 reais o litro… Melhor ficar com o Ka 1.6, que ainda anda mais… :D

        • Dragoniten

          Nossa senhora! Só que o problema é que os caras falam "não, motor AP aguenta tudo" e socam mineral num carro 0km.

          Anda MUITO mais hein? Hahahaha

      • Absinthe666

        20~21 reais o litro? puts que sorte viu
        aqui em Fortaleza o motorcraft custa 45 reais o litro, mobil custa 40
        o mais barato que achei foi o havoline por 30 reais, toda revisão do meu Ka eu gasto fácil 200 reais, essa ultima agora troquei velas e fiz serviço de injeção ficou quase 300
        o motor do KA não tem a correia, é uma dor de cabeça a menos, mas o restante é tudo mais caro, infelizmente =/

        • Dragoniten

          Caraaaaca, que roubo!
          Ainda acho que a corrente vale o resto dos gastos, porque refazer o motor por causa de uma correia dentada de má qualidade que arrebentou, deve ser a maior dor de cabeça possível, principalmente pelo gasto.

    • Morpheus_RJ

      O Rocam já era uma versão atualizada do motor 1.3 que saiu no new fiesta europeu (mesma configuração, comando roletado com corrente). A Ford já suou sangue nesse motor prá conseguir 111CV (eu tive um e o consumo era realmente triste no álcool, mas andava…rs). Aumentou o curso dos pistões, ralou muito em cima do cabeçote (dizem que era o cabeçote 8V mais bem acertado de todos os que já fizeram por aqui), sem contar a taxa de compressão de quase 13:1 (taxa de motor a álcool). Já tá no limite já. Daí prá cima, só mudando o comando. Mas aí, não vai ter torque em baixa nem para subir na calçada… Lembrando que todas as versões top de linha lá na europa, já usavam o Sigma 1.6 16V, inclusive as "brabas": RS, ST, etc…

  • kkduu

    Pergunta… da pra retirar as faixas dessa versao Sporting?
    Eu acho um bom carro.. apesar do preço.

    • rafthehay

      Kkduu, elas vemd e fábrica sempre, o que você pode pedir é para tirarem as faixas na concessionária antes de te entregar o carro, foi o meu caso :)

  • diegoandrade1

    carrinho bom pra jovens, ir pra faculdade, sair com os amigos, festas. tá otimo.

  • fortal1990

    Esses carros compactos com motores 1.6 andam muito bem, mas se voce passar umas 5 horas dirigindo um desses vai parecer que correu uma maratona de tao cansado.

  • CharlesAle

    Carrinho excelente pra solteirão,pode comprar que não irá se arrepender,além de deixar muito 2.0 no chinelo!!!!

  • epicentro01

    14,0 Km/l de gasolina? Só isso para um carro com esse tamanho e esse peso? Já ouvi comentários de donos de Fusion que fazem média maior do que essa. O meu carro que é maior, mais pesado e automático faz pouca coisa a menos do que essa média. Vai entender….

    • Dragoniten

      Mas seu carro faz 11,5km/l na cidade com AC ligado e conduzindo de forma mais esportiva cheio de subida e descida como o Eber fez? Não né?

      O consumo na estrada com álcool foi ótimo, considerando que ele estava com o AC ligado O TEMPO TODO (!) fez o equivalente ao o que seria mais de 15km/l na gasolina a 110km/h.
      Essa mania desgraçada que o pessoal tá tendo de colocar defeito aonde não tem, tá foda… Podia ter feito 20km/l que não seria bom o suficiente pro "peso" do carro.

      "Só isso para um carro com esse tamanho e esse peso? "
      TAMANHO de carro influencia no consumo desde quando?

      Qual seu carro automático que é quase tão econômico quanto, sendo automático e mais pesado? Quem sabe eu possa te dizer por que ele é relativamente mais econômico.

      • epicentro01

        Olá colega.
        Não, meu carro faz 8,5Km/l na gasolina dentro da cidade, com ar ligado e pegando filas.
        Eu acho que 14,0 Km/l de gasolina é pouco para um carro que pesa 968,0Kg e tem pneus 195. Não vou entrar em detalhes de física com você em relação a atrito e coisas similares, sugiro que você mesmo pesquise um pouco sobre isso para entender que tamanho e peso influenciam no consumo.
        Como pude perceber, você é proprietário de um e também gosta de abusar dos limites de velocidade: "teve horas que peguei 140~150km/h com o bichinho, na reta". Sendo assim não vou argumentar muita coisa com você, pois você vai achar que está certo. Vi você comentando que carro sem símbolo da montadora da "ar esportivo", por aí já imagino o perfil…. Muita gente é cheia de teoria, carro tal é f… , anda pra caramba e por aí vai, mostram curva de torque, falam em corte de rotação e coisa e tal, mas no final das contas acabam andando de popular e mendigando até preço de óleo.
        Vi que você culpou o consumo do Ka ao motor antigo. O que vou falar do meu antigo carro, um Vectra 2010 com o tão criticado "monzatech". Nele eu chegava a fazer 14,3 Km/l na estrada. E só para informar, ando sempre (inclusive no inverno) com o ar ligado.
        Abraço.

        • Dragoniten

          Tenho bastante noção de física, já que sou estudante de Engenharia Mecânica, como você pode bem imaginar, mas novamente falo, TAMANHO não influencia no consumo, peso sim. O tamanho pode influenciar no coeficiente aerodinâmico. Apesar de pequeno o Ka tem uma área frontal relativamente grande, e um Cx não muito bom. Acredito que a média teria sido melhor com pneus 175/65 R14, como os do meu Ka, só que com certeza isso não deixaria ele tão estável nas curvas.
          Não GOSTO de abusar de limites de velocidade, já acelerei acima do limite, sim. É uma atitude responsável? Não. Mas não vou nem tentar me justificar. Não é uma atitude justificável, mas admito meu erro.
          Carro sem símbolo, NAQUELE CASO, dá um ar esportivo. Se você vê um carro na rua como um Gol ou Palio sem símbolo, tem cara do que? De carro de mano, não? Alguns carros ficam bonitos sem o símbolo, outros não. O Dodge Dart por exemplo, o atual, apesar de não ser exatamente um esportivo, ficou muito mais bonito sem o símbolo da montadora, não concorda?
          Ando de popular, pois não há outra opção no meu perfil de condutor, o Ka é meu primeiro carro, e era o que o dinheiro podia pagar e conseguimos um bom negócio por conta de um contato, pois infelizmente um carro mais seguro, num patamar superior ficaria fora pra manter o seguro, e por ser mais velho, a quantidade de coisas pra ser fazer de conserto ou manutenção poderia ir muito além do que podemos pagar no momento. E btw, não financiamos carros na minha família, só compramos quando temos o dinheiro na mão. Um dos motivos pelo qual podíamos pagar pelo Ka, e não muito mais do que isso.
          Mendigando o preço do óleo? Bom, é que eu valorizo o meu dinheiro, então tento sempre pegar o menor preço das coisas. Se você está esbanjando assim a ponto de pagar o preço do primeiro lugar que encontrar, aí é outra discussão.
          Porque mostrei uma curva de torque e fiz uma breve análise superficial de um gráfico de curva de torque sou OBRIGADO a ter um carro bom? Me explica essa lógica aí.
          Culpei o consumo do Ka ao motor antigo? Não exatamente, como já falei, temos motores muito mais antigos no nosso mercado, porém o Rocam nunca teve uma evolução como o monzatech que entrou na era da injeção, e tal. Não estou tentando justificar o motor, tem carros que ficam com conjuntos melhores do que outros, quanto a isso não há discussão. Fico feliz pelo seu consumo na estrada. Meu pai tem um Corolla 2006 1.8 AT e consegue fazer 10km/l na cidade e cerca de 14km/l na estrada. Médias ótimas pra um câmbio tão… complicado, rs.

          Não estou aqui pra DISCUTIR com ninguém, só quero que você entenda que "meu carro faz" não é base de comparação de consumo com os números aqui dispostos. Se for pra comparar, tem que pegar os números medidos pelo Eber, que aí você já tira a variável geografia e motorista, que são, acredito eu, as que mais influenciam no consumo.

          PS.: Não acho que meu carro seja o mais foda do mundo, mas com certeza tem seus pontos fortes, e eu tento demonstrar isso para os outros de forma válida, sem falar simplesmente aquelas coisas escrotas como "VW 1.6 é melhor que ZR porque o ZR não tem torque em baixa" sem embasamento técnico NENHUM no comentário.

          Abs.

          • epicentro01

            Agora chegamos a um acordo….rsrsrs.
            Me desculpe se me fiz entender de forma errada. Mas eu acho uma sacanagem das montadoras lançarem os carros "novos" com consumo até mesmo pior do que os antigos. Quando citei o meu (ou meus carros) só quis dizer que carros muito mais pesados e com pneus mais largos conseguem consumos parecidos ou até melhores devido a evolução. E pelo preço que pagamos nos carros, todos deveriam evoluir no quesito consumo. Isso pra mim é falta de respeito conosco. Quanto ao óleo, o comentário não foi direcionado à você, mas numa geral que chego até a ouvir de conhecidos. O cara compra o carro e depois quer colocar porcaria no motor. Já encontrei gente no posto que chegou ao seguinte absurdo: O frentista verifica o nível do óleo (atitude que já é errada) e fala que está baixo. Daí o cara manda completar com o mais barato, sem nem saber que óleo está no motor. Só uma observação. Creio que o coeficiente aerodinâmico influencia no consumo também.
            O Corolla no quesito consumo é um espetáculo mesmo. Mesmo os automáticos, com 4 marchas fazem milagre, quase peguei um, só não fiquei com ele por causa do interior que achei meio antiquado. Muitos falam do visual de tiozão externo dele, mas eu acho legal, sei lá, é a minha opinião.
            Mas é isso aí.
            Abraço e boas festas.

            • Dragoniten

              Cx = coeficiente aerodinâmico :p Influencia sim.
              Também acho absurdo quanto ao consumo. Não eram poucos os carros antigamente que faziam facilmente 7~8km/l com álcool na cidade. O mesmo consumo que temos em muitos Fréx hoje em dia.
              Sou o tipo de cara chato com o carro, minha manutenção sempre está em ordem, e até o que não precisa eu gosto de verificar, rs. Falei até esses dias com o meu primo, contando que um amigo dele comprou um Corolla, e teve que refazer não lembro o que do motor. O problema? Estava usando óleo mineral. Economia porca, convenhamos.

              Quando fui escolher meu primeiro carro, olhamos muitas opções, e o que eu queria mesmo, era aquele Corollinha 2000 com motorzinho 1.8 manual, completinho com ABS e tudo. Tinha visto um muito bem conservado, mas infelizmente o seguro só cobriria terceiros se aquela fosse minha escolha, uma pena, até porque, é um carro muito superior ao Ka que tenho, principalmente no quesito segurança e provavelmente performance também. Meu negócio é sentir o carro puxar, não necessariamente andar rápido. Acho besteira aquelas pessoas que vem com aqueles papos "cheguei a 200km/h no meu Fusion V6" sendo que o Brasil não tem estrutura pra isso.
              Quanto à quando peguei aqueles 150km/h, pra você ver que não sou playboyzinho, estava até com a minha mãe, rs, dei uma esticadinha numa descida, aí quando chegou no velocímetro a velocidade, ela falou "chega, volta pros 120". Mesmo tendo meus quase 21 anos, meus pais preferem que eu não pegue a estrada sozinho, por questão de segurança mesmo :)

              Abs, nos vemos por aí.

  • MM_

    Isso é bem normal de acontecer com compactos, digo ser Bem economico na cidade mas nem tanto na estrada. Eu tinha uma Palio weekend 1.8 e minha irma tinha um Fiesta Supercharger. O Fiesta gastava mais na estrada.

    • Dragoniten

      Sim, isso é normal, porém o meu ponto é que o pessoal fala e fala isso e aquilo do carro, mas esquece que é um motor que já tem seus bons 12 anos de mercado, comando fixo e tal, aí vem um dono do que provavelmente é um Corolla ou Civic, que tem comando duplo variável, e diz que alcança quase a mesma média mesmo com um carro mais pesado. Por que será?

      Pra um motor dessa idade, sem evoluções nenhuma desde que lançou, fora a Flexibilização dele para o Etanol, e a forma como foi conduzido, são médias ótimas.

      PS: Criei um comentário ao invés de responder nosso colega acima, vou deletar esse pra responder ele, rs.

  • Marolao

    Estou com problema com a forração de porta do Ka da minha namorada…. Triste!!! Sai com facilidade, o carro dela é 2009 e já saiu os dois!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend