Avaliações JAC Motors Sedãs

Avaliação NA – JAC J5 (4) – Comportamento e consumo na estrada

Avaliação NA - JAC J5 (4) - Comportamento e consumo na estrada

Motor 16 válvulas e câmbio de relações longas. Apenas 1,5 litro de deslocamento e um peso total acima dos 1.300 quilos. Qual é o resultado quando juntamos todos esses ingredientes? Não, não é exatamente aquilo que você pensou. O J5 anda bem na estrada quando explorado em toda a sua faixa de rotações, e nessas condições, chega até a entregar prazer ao dirigir e também uma condução interessante.


Notamos esta característica também no J3, com seu motor 1.4, os carros da JAC passam a ter um bom desempenho quando você não tem dó de pisar fundo. Fazendo isso com o J5 na estrada, vimos que em certos momentos ele tem até mesmo um desempenho superior ao que se esperaria de um sedã 1.5.

Andando a 100 km/h, temos um nível de ruído razoável, e surpreendentemente não temos aquele ruído aerodinâmico vindo da porta do motorista, que quase sempre reclamamos em nossas avaliações na estrada. O motor é ruidoso, e o ruído dos pneus é um pouco alto, mas isso seria mesmo de se esperar de pneus largos de 17 polegadas.

Se você costuma andar na estrada a 100 km/h, saiba que em quinta marcha o J5 não está em uma faixa de rotação ideal nesta velocidade, e com isso ele perde velocidade em subidas nem mesmo muito íngremes. Quem andar a 110 ou 120 km/h terá respostas melhores neste sentido.


Ao fazermos ultrapassagens ou retomadas com o JAC J5, vemos como ele se torna gostoso de guiar em situações assim. Seu conjunto motor/câmbio parece ter sido calibrado especialmente para isso. Motor girador, câmbio agradável de se usar, etc.

E a estabilidade do J5 nas estradas? Bem, jornalistas automotivos comentaram a respeito da falta de estabilidade do modelo a partir de 120 km/h, e neste ponto temos de concordar 100%. É uma pena que isso aconteça, pois o J5 vai bem na estrada em quase todos os outros quesitos.

Chegando a 120 km/h, a dianteira fica bem leve. Quando fiz isso pela primeira vez, confesso que fiquei até com medo. Parece que o carro está em cima de uma gelatina, a ligação do comando dado no volante e as rodas parece que não existe, ou que é retardada em alguns décimos de segundo. Você vira o volante levemente de um lado para o outro e a frente demora a responder.

O que parece que acontece é que a frente é muito alta, e os pneus tem um perfil muito baixo, e que a suspensão não é firme o suficiente para controlar aquela parte do carro. Com isso, aqueles que gostam de andar mais rápido devem fazer um test-drive na estrada antes de comprar um J5. Se você anda em estradas com frequência, não compre o sedã da JAC sem antes levar ele até a estrada.

Pode ser que com os pneus mais altos das rodas de 16 polegadas, que vem de série no modelo, este problema seja menor. Mas com as rodas de 17 polegadas, o J5 ficou bem instável. O consumo: nossa avaliação revelou um consumo de 11,9 km/l na estrada.

Não se trata do consumo que esperávamos na estrada, já que conseguimos 10 km/l na cidade. E este consumo não foi alcançado fazendo retomadas fortes como fazemos na estrada de nossos vídeos, aqui perto. Foi o consumo aferido vindo de São Paulo para cá.

Neste percurso temos várias curvas e subidas e isso prejudica o consumo, no entanto, pelo menos a estrada não é de pista simples, exigindo ultrapassagens constantes. Mas é claro que pode ser que em estradas planas o consumo alcançado seja melhor.

Avaliação NA – JAC J5 (4) – Comportamento e consumo na estrada
Nota média 4 de 1 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email