Avaliações Matérias NA Minivans Nissan

Avaliação NA – Nissan Livina 3 – Comportamento e consumo na estrada

nissan-livina-avaliacao-viagem-estrada-1 Avaliação NA – Nissan Livina 3 – Comportamento e consumo na estrada







Nesta terça-feira usamos a Nissan Livina cedida pela marca japonesa para fazermos nossa já conhecida viagem de 400 quilômetros, do Sul de Minas até São Paulo, e de volta para casa, observando todos os aspectos da minivan. Nossa viagem é feita inteiramente pela Fernão Dias, e depois rodamos consideravelmente dentro de São Paulo, até Osasco.

Andando com a Livina na estrada, a 100 por hora temos 3.100 rotações. A 110 por hora são 3.400 rotações e a 120 por hora chegamos a 3.650 rotações. A resposta da Livina em retomadas é boa, porém quando você liga o ar-condicionado isso é facilmente notado no desempenho.

nissan-livina-avaliacao-viagem-estrada-2 Avaliação NA – Nissan Livina 3 – Comportamento e consumo na estrada

Como tínhamos comentado anteriormente, o ruído dentro do carro é alto. Quando você está no banco traseiro, esse detalhe não incomoda tanto. As imperfeições da pista não são passadas à cabine.

O acabamento interno e o acesso aos comandos foram aprovados pelas pessoas a bordo da Livina. Os encostos de cabeça dianteiros ficam um pouco distantes da cabeça, e gostamos do travamento automático das portas.

nissan-livina-avaliacao-viagem-estrada-3 Avaliação NA – Nissan Livina 3 – Comportamento e consumo na estrada

Os controles do ar-condicionado ficam um pouco longe para acessar, e a regulagem de intermitência dos limpadores de parabrisa foi elogiada. O volante mostra ser bem preciso e leve, qualidade principal do tipo de direção existente na Livina – elétrica.

nissan-livina-avaliacao-viagem-estrada-4 Avaliação NA – Nissan Livina 3 – Comportamento e consumo na estrada

Os espelhos retrovisores são um pouco pequenos, e o vidro traseiro também não tem muita visibilidade. O conforto dos bancos foi aprovado. O espaço para as pernas (no caso de homens com altura variando entre 1,70 e 1,80) não é muito amplo. Os joelhos encostam no console central o tempo todo. Já na parte de trás o espaço é mais do que necessário. As pernas tem folga.

nissan-livina-avaliacao-viagem-estrada-5 Avaliação NA – Nissan Livina 3 – Comportamento e consumo na estrada

A quinta marcha é um pouco curta, mas no geral o câmbio apresentou engates bem precisos. Os amigos e conhecidos lá de São Paulo que deram uma olhada na Livina a acharam meio antiquada, com visual um pouco antigo. Ela não chama muito a atenção.

nissan-livina-avaliacao-viagem-estrada-6 Avaliação NA – Nissan Livina 3 – Comportamento e consumo na estrada

O que sentimos falta na viagem? piloto automático, computador de bordo, descansa-braços, porta-objetos maior nas portas, sensor de temperatura externa e saída de ar-condicionado para o banco de trás.

nissan-livina-avaliacao-viagem-estrada-7 Avaliação NA – Nissan Livina 3 – Comportamento e consumo na estrada

O que gostamos bastante: 3 porta-copos, aletas laterais do ar-condicionado, que ventilam muito bem, o para-sol tem um tamanho muito bom e o painel é bem iluminado. O ar-condicionado gelou a cabine de maneira satisfatória.

CONSUMO

A média de consumo da Livina na viagem de volta foi de 8,3 km/l com álcool, rodando sempre a 110 por hora e com ar-condicionado ligado. Dentro da Grande São Paulo, a média foi de 9,9 km/l. Já a média da ida foi péssima, de 6,6 km/l, mas este número é impreciso, e não deve ser considerado.

nissan-livina-avaliacao-viagem-estrada-8 Avaliação NA – Nissan Livina 3 – Comportamento e consumo na estrada

Isso porque a Livina não tem computador de bordo, e este consumo ruim pode ter sido ocasionado por alguma diferença na hora de o frentista abastecer (um clique, dois cliques, etc) já que este método de avaliação de consumo está longe de ser confiável.

Além disso, o consumo alto pode ter sido ocasionado pela pouca quilometragem da Livina, que não tem nem 4.000 quilômetros rodados. De qualquer maneira, verificamos avaliações de outros sites, e encontramos o relato do UOL Carros, que disse que a Livina de testes deles fez 6,7 km/l de média, entre cidade e estrada, embora esta média tenha sido da versão 1.8, que gasta mais.

Nossa conclusão é de que a Livina não é econômica com álcool, levando-se em conta que ela tem motor 1.6. A próxima matéria detalhará o comportamento da Livina na cidade.



  • CLENILSON

    NÃO EXISTE CARRO FLEX ECONOMICO QUANDO RODAM COM ALCOOL, NÃO SEI PORQUE OS SITES E REVISTAS NÃO FAZEM TESTE RODANDO COM GASOLINA JA QUE EM BOA PARTE DO PAIS NÃO VALE A PELA RODAR COM ALCOOL, TALVEZ RODAR COM ALCOOL FOSSE ECONOMICO SE O CARRO FOSSE APENAS A ALCOOL, MAIS FLEX NÃO TEM BOM ACERTO PARA OS DOIS CARRO FLEX NA MINHA OPINIÃO E BOBAGEM É UMA FALSA ECONOMIA, QUE PENA PARA O MEIO AMBIENTE

  • Duds

    Se o carro têm cinco marchas, porque a quinta é sempre "curta" ????

    Em alguns carros a final é feita em quarta marcha…

    Pra quê????

    A quinta marcha deveria ser para baixar o giro, economizar combustível, poupar os ouvidos, vai entender esses nerds.

  • Robson_Iecker

    Ta acima da velocidade……..
    kkkkkkkkkk
    continue assim………

    • Na Fernão Dias, a velocidade permitida é de 110 km/h.

      • Romulo_Max

        Bom post.
        Gostei das fotos. Belas paisagens.

        Eber, qnt ao ruído interno q vc comentou ser alto, acho q no 1º post vc disse q tinha comprado um decibelimetro para realizar a medição, o q aconteu? Ele ainda não chegou??
        Seria interessante ter esses numeros para efeito de comparação, do mesmo modo q vc fez com a velocidade – rpm. Velocidade – RPM – "X" ruido interno.

        Abraço.
        PS. Assim como foi na avaliação do Cerato seria legal um post com fotos da iluminação interna à noite.

        • EduardoBLeite

          Caso o decibelimetro não tenha chegado, se o Eber tiver um iPhone ou iPod touch, tem um aplicativo gratuito na app store que funciona como um decibelimetro. O nome do aplicativo é Decibels.

          • eu não tenho essas chiquezas de gente chique.

        • não chegou. aliás, ultimamente todas as compras que faço na net só dá rolo. é procon e reclame aqui toda hora.

  • FANBOY_CHERY_JAC_KIA

    Muito bom.

    Consumo é só encher o tanque. Depois use por x de kilometros. Depois volte e encha denovo até o talo.

    Depois é só dividir a kilometragem andada por ml enchido.

    • Paulo_Ricardo

      ele não ganha dinheiro vendendo revistas hehe

    • foi feito exatamente dessa maneira

    • eduardogege

      O Eber quis dizer que mesmo essa maneira não é 100% correta.
      Eu concordo, visto que a bomba nem sempre para no mesmo ponto da ultima.

  • mr_pereba

    "Já a média da ida foi tão ruim, que preferimos não a divulgar aqui"

    acho que era melhor ter divulgado mesmo assim, pelo bem da imparcialidade e porque acho que assim deu mais medo do que se tivesse falado e explicado o porquê depois.

    • não comentamos a média por ser um número impreciso. a média foi de 6,6 km/l, mas se a colocassemos no texto isso levaria as pessoas a pensar (erroneamente) que a livina faz 6 na estrada.. o que não é verdade.

    • meu e eu achando que o meu carro é beberão o meu é uma VW quantum 1.8 cl 1993 carburada simples na cidade faz na gasolina 8.5 lt na manha, meu cunha tem um corola 1.8 2008 o dele faz 13,5 lt ambos na cidade,

  • Tempero

    Como todo fuçador de carros, só uma correção: ele tem quatro porta-copos. Esse porta-copos traseiro vira dois. Na avaliação dois do Livina da pra ver uma foto em que ele está cheio de pilhas. Ele sai do lugar, aí vc gira ele e encaixa e viram dois porta copos.

  • Tiago_Lima

    "Mas como a Livina não tem computador de bordo, este consumo ruim pode ter sido ocasionado por alguma diferença na hora de o frentista abastecer (um clique, dois cliques, etc) já que este método de avaliação de consumo está longe de ser confiável."

    Quem costuma ser impreciso é o computador de bordo na verdade…

    • Victor_GCA

      Eu não confio no computador de bordo, minha namorada tem um fox que sempre acusa 12km/l no computador e a gasolina voando a 7 ou 8 km/l. As vezes ele até que dá bem proximo quando eu estou dirigindo pq eu sou bem ligado nessas coisas e tento ter maior eficiencia no consumo do combustivel, mas quando minha namorada está dirigindo, parece que ele salva o trecho de melhor consumo dela e o resto que seja resto. Dependendo de quem usa e como usa o carro o computador pode ser pouco confiavel, mas na maioria das vezes ele não é.

      Já li sobre casos de pessoas que ao perceber que o computador de bordo sempre acusa um consumo errado, dando sempre 2 ou 3 km/l a mais. Essas pessoas ao irem reclamar sobre isso receberam uma atualização e o computador começou a acusar melhor ( Esses relatos foram de donos de corollas se eu nao me engano).

      • Caetano2010

        O comp de bordo é um pouco mentiroso msm,pois o meu já chegou a marcar 17kml de gasolina na estrada,detalhes que era 1.6 a motorização.

    • Carlinhos9090

      oque significa este "este consumo ruim pode ter sido ocasionado por alguma diferença na hora de o frentista abastecer (um clique, dois cliques, etc)" pode me explicar?

      • Tiago_Lima

        Posso, o frentista sempre quer tirar uma graninha a mais e se você não falar pra ele deixar a bomba no automático e não colocar um nada a mais depois que ela disparar, ele vai fazer isso (o que inclusive é prejudicial ao seu veículo). Já ví frentista deixando o carro vazando combustível (e não foi pouco)…

        Ele vem com aquela história de que a bomba dispara antes, ou que tá quebrada, ou mesmo que é melhor pra arredondar o valor. Mas quem paga por isso é você, quem decide se quer arredondar ou não (e compreendendo os riscos disso) é você.

        Manda completar o tanque e parar assim que disparar a bomba, o frentista pode dar a desculpa que ele quiser, mas seu marcador de combustível vai marcar tanque cheio, porque ele realmente está cheio…

        • plyndagos

          Frentista não ganha por litro vendido…

          • Tiago_Lima

            pode até ser que não, mas o posto ganha, não ganha?

          • DCald

            não, mas parece que eles apostam entre eles quem consegue enfiar mais litros dentro de um tanque… hehehe… eu sempre fico do lado e quando trava o automatico não deixo por mais nada… no maximo arredondar quando é menos de 50 centavos e vou pagar em dinheiro

        • Carlos.Machado

          Sim, até esta parte já tinha o conhecimento.
          O que fiquei em duvida realmente é se esta conduta do frentista em arredondar o valor ou colocar 1-2 litros a mais no tanque venha a ocasionar um consumo km/l menor do que o normal, foi o que ficou subtendido naquela frase. Realmente esta conduta do frentista pode levar á um consumo menor?

      • franklinsa

        O tanque deu sinal de reserva, o mais correto a fazer se vc quer encher corretamente é chegar no posto e pedir pro frentista colocar X litros de combustivel, onde X é o valor da capacidade do tanque que está indicado no manual do carro.

        • DCald

          Opa, isso é completamente errado… a luz da reserva acende antes… normalmente a luz da reserva acende quando se tem uns 7-8 litros… ou seja, quando acende a luz da reserva, se completo o tanque ele vai ter os X-7litros…

          • loxa

            Exatamente!

          • franklinsa

            Penso q reserva, como o nome já diz, não faz parte da "capacidade do tanque" indicado no manual, o total seria entao X+Reserva.

            • eds2010

              Para resolver essa duvida… faça como eu… ao inves de analisarmos apenas o tamanho do tanque seja entrando na reserva ou não (no meu caso eu tento "sempre" manter 1/4 para abastecer a partir dai) entao de acordo com o preço do combustivel eu peço… "poe 40 reais de alcool"… e se pelo menos não enche ate o limite eu nao corro o risco da "completada" do frentista que realmente causa problemas no respiro e até "queimar" esse pouco a mais, o combustivel será consumido mais… afinal prejudicará o respiro de fazer seu trabalho adequado.

              Portanto, se vc sabe o qto tem de por no tanque (seja 30 litros por exemplo) peça um valor que vai chegar proximo disso. Assim vc garante não ter problemas.

            • rarvor

              Tanque de combustível tem capacidade única, quando indicado pelo fabricante, 52 litros, ele tem 52 litros, contudo, ainda tem mais uma babinha que cabe na tubulação até o bocal do tanque.

              Nenhum fabricante menciona 52 litros + reserva, eles dizem a capacidade total e no manual, geralmente consta que ao acionar a luz de “reserva” é um aviso que resta apenas 7 ou 8 litros no tanque do total. Na verdade a luz é indicativa de final de combustível e não de algum tanque reserva que não faria sentindo algum ter tanque reserva.

              • DCald

                perfeito!

            • DCald

              não é assim que funciona não… normalmente cabe uns 2 a 3 litros a mais que o informado no manuel (se estiver completamente vazio)… essa diferença é o que fica entre o tanque e o bocal… a reserva já está incluida na "capacidade do tanque"…
              Na pratica, a reserva é aquilo que resta no tanque quando a boia não consegue mais medir… nos carros em que tem uma luz de alerta (ou um computador de bordo) ele é programado pra avisar quando o combustivel chega num nivel critico… então a luz acende te alertando a abastecer antes que acabe o combustivel… não tem nenhum compartimento secreto chamado "reserva"… hehe

  • tiards

    É um carro que deve em algumas coisas, nada que na próxima geração a Nissan possa melhorar.

    Muito bom mesmo, to gostando do carro!!!

    • loxa

      O carro eh otimo! Peca em alguns "mimos", mas no geral eh otimo sim!

      Espero que na versao 2012 ele ja venha com apoio de braço e computador de bordo!

  • franklinsa

    O pessoal não sabe muito de matematica hein! Não precisa o cargo ter "calculadora" de bordo pra estimar o consumo. E nao precisa nem encher todo o tanque. Vai no manual, veja quanto é a capacidade do tanque, divida por 4, daí é só marcar a quilometragem que ele percorre pra esvaziar 1/4 de tanque, sempre observando o marcador de combustivel, então é so fazer mais uma operação super dificil, a divisão.

    • Se nós não sabemos muito de matemática, você não sabe muito sobre como funcionam os marcadores de combustíveis. eles demoram mais para ir de cheio para 3/4, de propósito, para dar a impressão de que o carro é econômico.

      De que adianta saber divisão se você nem sabe calcular consumo de um carro?

      • franklinsa

        ha ha ha! Com um tanque cheio vc pode medir 4 vezes pelo metodo que mencionei, daí tu faz uma media e terá o consumo do carro, mais proximo do que isso impossivel, muito mais preciso que um computador de bordo e ainda "elimina" o erro que vc comentou que "o marcador demora para ir de cheio a 3/4, de proposito", o que levei como uma piada!

        • DCald

          Cara, o marcador de combustivel não é preciso em carro nenhum… sabe pq? simplesmente pq o formato do tanque é irregular e a boia que mede o nivel trabalha linearmente…
          O marcador de combustivel serve apenas pra vc ter uma noção de quanto tem no tanque, medias feitas como vc falou dão muito longe da realidade…

          o jeito mais preciso seria vc zerar completamente o tanque, depois medir quanto de combustivel entrou… depois andar com o carro até o combustivel zerar denovo… e ai, quer fazer o teste?

          O metodo usado pelo Eber (encher, rodar e encher denovo) é o mais preciso dentre todos… pra ter uma ideia melhor do consumo o ideal seria fazer a media umas 3 ou 4 vezes e dai tirar a media das medias… isso vai nivelar trechos bons e trechos ruins de estrada…

          • franklinsa

            Eu não disse q era preciso, eu só citei um metodo de calculo que vc iria se aproximar mais do consumo real do carro.

        • vc pode levar como piada, mas já foi comentado em revistas automotivas que os marcadores são programados para demorar mais a descer o primeiro quarto de tanque, para dar a impressão de que o carro é econômico.

          encontrei uma citação disso:

          "Os marcadores de combustível da maioria dos carros (sistemas mecânicos), são projetados p/ funcionarem de forma não linear, ou seja, vc roda bastante e o ponteiro nem se meche. Depois começa lentamente a baixar e do meio p/ fim simplesmente desaba. Simples opção de projeto."

          • Turbo_Car

            Eber, não conheço a estrutura de todos os tanques de combustível. Mas já li a respeito (tem até um video no youtube sobre isso) dizendo que o que faz a marcação demorar na primeira metade é justamente por conta do formato do tanque (talvez até projetado propositalmente, quem sabe…).
            Suponha que a bóia indique a quantidade de combustível pela altura e que a metade de cima seja mais larga que a de baixo, ai você terá uma descida mais lenta na primeira metade e mais acentuada na segunda.
            Claro que isso pode não se aplicar a todos os carros, e com certeza deve ter alguma fábrica má intencionada que utilize esse meio para, como você mesmo disse, retardar o consumo no primeiro 1/4 do tanque.
            Tenho uma Parati ano 98 e é justamente isso que acontece. Na primeira metade parece que o carro faz 20km/l e na segunda 5.

      • franklinsa

        E essa demora de descer de cheio a 3/4 é quando vc enche por demais o tanque, as vezes o combustivel fica na boca do duto de abastecimento, e o duto que leva o combustivel ao tanque nao faz parte do tanque). No entanto faça o teste colocando a quantidade indicada no manual.

        • loxa

          exato!

        • DCald

          não, é pelo formato irregular do tanque e o sistema de medição linear…

          • Sias

            No Polo os frentistas tinham a mania de apertar um botão que tem na entrada do tanque. Uma vez entrou mais de 50L e o tanque dele é de 45L. Rodei um bocado e o ponteiro não se mexia.

            Agora que marcador de combustível não é preciso não é novidade. Mas esta questão do formato do tanque é facilmente resolvida se a resistência da boia tiver sido calculada para compensar.

            • DCald

              Cara, não deixa fazer isso não… eles colocam combustivel no canister (filtro de carvão ativado) e esse vai pro beleleu rapidinho… (e custa caro trocar… mas, ninguem troca, afinal, é só mais vapor de combustivel poluindo o ambiente)

              • Sias

                Tô sabendo. Sempre fiquei em cima do cara mas na única vez que me descuidei o abobado fez isto.

                Agora já alerto eles antes de começar a abastecer: deixa no automático e só arredonda o valor quando travar a bomba.

                • eds2010

                  E pensar que isso ocorreu qdo tinha meu Uno 1995…. ainda bem que foi "só" 150 reais para trocar…

    • DCald

      Deixa eu adivinhar… vc é o cara que tem um carro que faz 40km/l, né? huahuahau

      • franklinsa

        Nao, meu fiesta 1.0 2003/04 faz em media entre 8 e 9 na cidade (cidade nem um pouco plana), consome muito.

        • DCald

          e vc mede por aquele marcador digital?

          • franklinsa

            Sim, e qual o problema??? Nao estou aqui discutindo o absurdo de precisão na ordem de casas decimais e sim um valor aproximado, e já fiz pelo meu metodo e pelo q vc falou, encher todo o tanque e esperar esvaziar, deu a mesma merda (digo, valores proximos muito iguais).
            A questão do marcador ser digital é preferencia, uns gostam outros não. O motivo da ford ter voltado atras a usar o analogico foi atraves de pesquisa com consumidores que obtaram pelo analogico por ser mais pratico e facil de ler, mas eu não vejo diferença.

            • DCald

              É que todo mundo que eu conheço que tem Fiesta com marcador de combustivel digital reclama que é o mais impreciso de todos..

              Falando em marcador digital, vc já viu o do Omega com painel digital? que informava a quantidade em litros? era a maior furada! hehehe….

              Na verdade, não precisa esperar esvaziar pra fazer a media…

              • Caetano2010

                Em casa tivemos um kadett gsi em 93 e o painel digital até que não deu problema não e a unica coisa ruim era que quando o sol batia no painel era dificil de ver as informações,mas o que encheu o saco msm foi check control,pois as luzinhas acendias do nada e ficavam acusando defeitos inexistentes.

                • DCald

                  O marcador de combustivel do Kadett era por barras… do Omega era numerico…

              • Caetano2010

                Duvido um marcador de combustivel mais impreciso que de um celta qdo era digital,pois conheço algumas pessoas que ficaram na rua por acreditarem na precisão desse marcador digital.

                • DCald

                  Sim, o marcador digital do celta tbm era bem criticado…

                  Já o do palio não me lembro de ouvir reclamações… acho que fizeram algo melhorzinho…
                  Eu prefiro o analogico mesmo… mas tendo um digital com mesma precisão não vejo problema…

    • EduardoRN

      Só tem um problema. O marcador de combustível, na maioria dos carros, é calibrado de modo que, estando o tanque cheio, na primeira metade o ponteiro desse mais lentamente. É uma tática psicológica. Carros que tinham a marcação real levaram, muitas vezes injustamente, fama de beberrões.

  • DanielMorais

    Tudo bem que o método de encher o tanque não é 100% confiável, mas ele já da uma boa idéia do consumo. A verdade é que carros flex quando rodam no álcool bebem muito, eu dou gargalhadas quando vejo a media de consumo que as montadores informam para esses carros, é totalmente irreal. Quem anda no dia a dia no álcool sabe o que estou dizendo. Gostaria muito que voltassem a produzir carros somente a álcool, penso que nos carros flex a taxa de compressão tem que atender os dois combustíveis e, portanto, não fica perfeita para nehum deles, os engenheiros tem que achar um "meio termo" enquanto se o carro fosse a álcool poderiam regular o motor mais refinadamente. Bom esse é meu pensamento, gostaria da opinião dos colegas sobre esse assunto.

    • DCald

      Eu tbm queria carros monocombustivel a alcool…
      mas, em termos de consumo, os flex da GM são os menos piores (na verdade são mais acertados para o alcool do que pra gasolina… Meriva Easytronic 1.8 do meu pai faz 9,5 na estrada e 7,5 na cidade… sempre com alcool e sem se preocupar com o consumo… ligando o AC baixa 0,5km/l…
      andando pianinho (100-110) em estrada pista dupla (que não precisa forçar tanto pra ultrapassar) já chegou a fazer 10,5km/l…

      • Xan_

        Eu considero o motor flex do Corolla o mais eficaz… Ótimo consumo no álcool pra um carro daquele tamanho, com bom desempenho!

        • DCald

          não sei se mudou alguma coisa no motor toyota depois que virou flex… mas um amigo meu comprou um dos primeiros Corolla flex, e tbm tinha um Vectra flex… disse que no alcool o Vectra era mais economico…

          Alias, eles preferiam o Vectra ao Corolla, acabou que o Corolla ficou pra filha deles…

          • eds2010

            Eita filha sortuda! Bem minha tinha teve um SEW a gasolina…. fazia a 110km/h entre 15 a 16km/l na estrada… era fantastico e andava mto bem.

            Meu primo que gostava de maltratar o carro, mas ela vendeu para pegar um Civic EXS que saiu um preço mto bom.

            • DCald

              Ih… pra eles dinheiro não era problema… mesmo assim eles preferiam o Vectra… e não era por falta de opção…

    • PauloECosta

      Daniel, tem toda a razão! Tem muitos mecânicos bons que defendem a volta do carro para combustível único. A grande maioria dos motores flex acaba sendo mais "gastona" do que se fosse mono, devido a esse meio termo. Muitos problemas que foram elimindos com as injeções de combustíveis mais modernas, voltaram a acontecer devido ao uso do álcool. Alguns mecânicos inclusive aconselham a usar apenas a gasolina.

  • Rochahofman

    espero que na proxima geração do livina melhorem o painel

    • Caetano2010

      Somos 2.

  • Miltonneto

    Tenho um Livina e faz mais de 10km/l(gasolina aditivada) na idade, ja bateu quase 12!!

    • rodrigorsr

      voce com certeza não mora em Sao Paulo

    • DCald

      mora em brasilia? hehe…. tinha um amigo meu que fazia 10km/l de gasolina com um opala 2.5

  • Fla3D

    Mais uma avaliação que ta ficando bem legal Eber, curti a foto do "refúgio cheiro de mato". :D

    Agora eu tenho duvidas quanto a diferença entre o consumo do 1.6 em relação ao 1.8 pelo fato deste trabalhar mais folgado, além de ser um motor mais moderno, com bloco de aluminio. Pode ser que em testes o 1.6 até seja mais econômico, mas acredito que no dia a dia o 1.8 deveria consumir o mesmo, porém o que mata o consumo do 1.8 é o fato dele ser vendido só na versão automática, esse é um ponto importante que deveria ser acrescentado.

    • DCald

      tem 1.8 Manual tbm… mas acho que só na versão pé-de-boi da 1.8…

      • Fla3D

        Eu também acho interessante se tiver uma 1.8 manual, mas se tiver eles não colocam no site: http://www.nissan.com.br/carros/livina

        • DCald

          credo…. ou não tem mais ou eu vi errado…

          • eds2010

            pelo menos no site somente 1.8 automatico mesmo… alias nunca vi uma 1.8 manual….

            • DCald

              É, eu pensei ter visto no site… 1.8 MT… mas acho que me esganei…

  • gold_ship2

    Não acho este método de avaliar o consumo impreciso, uma vez que seja bem feito.

    O ideal é abastecer apenas até o STOP automatico, anotar a litragem, e zerar o hodometro.
    Ao final, desconte a litragem que estava no tanque antes de abaster, e a litragem que sobrou.

    Na verdade é muito simples, e confio mais neste método do que no valor anunciado pelo computador de bordo.

    • rodamos 60 km dentro da cidade, aí fomos abastecer…. exatamente no MESMO POSTO, na MESMA POSIÇÃO PLANA, na MESMA BOMBA. entrou 2,5 litros até o stop automático. consumo de 24 km/l dentro da cidade. método super preciso, hein?

      • DCald

        Na verdade, o metodo só vai ser eficiente para quilometragens maiores… pois a diferença do Stop fica cada vez menos significativas…
        Eu faço a media das medias… geralmente abasteço quando chega no 1/4 final do marcador… só quando é viagem por locais desconhecidos que eu não deixo baixar de 1/2 tanque… depois de uma vez que rodei 100km com a luz da reserva agonizando pq não tinha posto nem nada na estrada, sempre garanto meio tanque! em locais desconhecidos huahauhau…

    • DCald

      cara, vcs complicam demais a conta… é encher até o automatico e zerar o hodometro… rodar e depois encher até o automatico… dai divide a quilometragem do hodometro pelos litros que entrou da ultima vez… não tem nem que considerar o que tinha e o que não tinha no tanque… para o custoxkm vc deve usar o preço do abastecimento anterior no calculo…

  • GUS

    O Livina não tem computador de bordo, piloto automático. Até o polêmico Agile tem isso.

  • Cubajr

    O espaço para as pernas (no caso de homens com altura variando entre 1,70 e 1,80) não é muito amplo. Os joelhos encostam no console central o tempo todo. Já na parte de trás o espaço é mais do que necessário. As pernas tem folga
    ________________________
    O engraçado é que a maioria dos carros tem mais espaço para motorista e passageiro,do que para aqueles que vão atrás…Na Livina não,o que ao meu ver é um indicio do famoso carro de "familia",ou seja preocupação com os que vão atras.

    • DCald

      eu tenho 1.80… se regular o banco dianteiro da Meriva pra mim, consigo ir sossegado no banco traseiro…

      Bom era o banco do passageiro dianteiro da caravan… dava pra cruzar as pernas sem bater em nada… huahauhua…

  • BlueGopher

    A Renault e a a sua irmã Nissan fazem bons carros.
    O grande problema é seu estilo, não casa com o gosto do brasileiro.
    E o estilo pesa muito, ninguém gosta de comprar um carro sem sal.

  • Paulo_Ricardo

    o carro é bom.

    pena que parece algo de meados da década de 90

    não o teria por esse fato e algumas faltas imperdoáveis do interior.

  • Caetano2010

    Nesse carro a melhor opção deve ser a versão 1.8 msm tanto em agilidade qto em consumo,porque com ar ligado e lotada o carro deve sofrer um pouco sim para embalar e o consumo tbem cai,e nessa viagem foram qtas pessoas e vcs usaram o ar o tempo todo,porque isso tbem influi no consumo e desempenho,e no caso da direção elétrica eu tive um astra gls 16v hatch 99 com esse equipamento e não gostei porque a direção fica tbem muito mole em velocidades altas,gostaria de saber se vcs sentiram essa sensação com a livina,pois eu prefiro a hidr progressiva msm,pois endurece em velocidade mais altas,e eu tbem acho que é um pouco antiquada,mas nada que comprometa o carro tbem,porque é só um gosto pessoal msm e num carro desses que é destinado ao transporte e viagens de familia eu tbem concordo com vc e a falta de piloto aut, comp de bordo e ar traseiro,é uma falha msm,mas que pode ser corrigida futuramente,pois não deve gerar grandes gastos por parte da fabricante e o consumo até que está bom,pois se usou o ar o tempo todo.

    • Helmuth82k

      ué??? o astra 16v tinha dir eletrica em 99??? Pelo que vi no Best Cars Web SIte, era eletroidraulica. E diferente! Nao estou querendo tirar onda, e so esclarecimento! Naquela epoca, se nao me engano o Clio tbm tinha.
      Fonte: http://www2.uol.com.br/bestcars/ast-esc4.htm#fich

      • Caetano2010

        Tinha sim,nas primeiras versões e desde a versão gls 2.0 8v,depois eles mudaram para essa eletroidraulica,deve ser por causa que a outra não endurecia em altas velocidades.

        • eds2010

          Caetano,
          Eu tenho um C3 com direção eletrica e no meu em altas velocidades ele endurece mto bem. A ponto de vc nao ter problemas.

          Alias, no C3 ele funciona de forma interessante… tem uma coisa em direções hidraulicas como a do Vectra que qdo vc esta atras de um carro e ele do nada simplesmente freia e vc precisa desviar porque nao dará tempo de freiar… se vc virar com tudo em direção como a do Vectra ele te puxa tao rapido que é capaz de vc nao conseguir corrigir. No C3, se vc puxar com tudo a direção ele não joga com tudo o carro para o lado, ele atenua fazendo isso sem vc passar sufoco.

          Só quis esplicitar que tinha alguma coisa errada nesse modelo ou o ajuste estava realmente macio e por isso essa sensação.

          • DCald

            Cara, passei um sufoco foi com um Fiat 500 na italia, estava a 130km/h numa autoestrada e levei uma fechada…. ao puxar pro lado foi tão brusca a resposta que quase perdi o controle do bichinho… tinha acabado de sair da locadora, e dai percebi que a função "city" estava ativada… achei estranho, pois pensava que a função city se desligava acima de determinada velocidade…

            • Caetano2010

              Essa função city é a msm que tem no stilo aqui no Brasil,e facilita as manobras com o carro parado.

              • DCald

                Exato… fica levissima… levissima até demais eu diria… hahaha…

  • gustavo9999

    Talvez sirva de parametro:
    Tenho um Tiida 1.8 só gasolina manual
    Moro em Florianopolis. Ele faz entre 9 e 12km/L (geralmente faz "10 virgula alguma coisa" (mais pra 11 que pra 10) , usando o metodo enche-manda encher de novo. Uso em trajetos mistos (a Av. beiramar é praticamente uma estrada) e com ar condicionado ligado em provavelmente 1/3 dos casos…. Em estrada (sou originalmente paulista, entoa viajo todo fim de ano), com ar ligado sempre e carro mto cheio de malas (vou para ficar pelo menos 2 meses), faço entre 14 e 16 (geralmente "15 virgula muito pouco"). A maior parte do trajeto é em estrada dupla. Em estrada simples com quantidade moderada-baixa de caminhoes, nunca chega a 15, mas tambem nao sai do 14.

    Nao sei se é verdade, mas ouvi dizer que a mudança para flex da Nissan foi um tanto quanto "improvisado". Acho que se o NA tivesse feito o teste com Gasolina, a Livina teria sido classificada como Economica, uma vez que assim considero o 1.8 do meu Tiida. Um 1.6 da propria Nissan tem que ser mais economico que o meu 1.8

    • tandre_br

      A falha da sua lógica é que seu Tiida é só gasolina, e um motor só gasolina é muito mais econômico do que um flex.

  • LevyOliveira

    'O que sentimos falta na viagem? piloto automático, computador de bordo, descansa-braços, porta-objetos maior nas portas, sensor de temperatura externa e saída de ar-condicionado para o banco de trás.'
    Realmente falta mesmo isso na Livina..

  • loxa

    Pelo visto essa terceira avaliação foi mais pra positiva do que pra mediana……. nao notei nada de "ruim" que pudesse estragar o carro……. que bom, sinal de que o carro ta indo bem………

    E espero que continue indo bem…….. pois eh um otimo carro, apesar de todas essas "falhas graves" como o banco, o cinto e o comp. de bordo…………..

    Parabens Eber.

    ps: pode verificar o lance da tampa da mala pra mim? Ela ainda esta com madeira pelada ou a madeira está revestida em tecido?

    • Caetano2010

      tbem não achei o carro ruim,mas achei que pelo que o carro se destina,ou pelo preço,falta um pouco mais de recheio,coisas simples que tenho certeza que estará equipando o modelo mais pra frente.

      • DCald

        Eu acho que tem coisas simples de se implementar: regulagens dos bancos, cintos, volante… melhor isolamento acustico, farois com refletor duplo (se tiver refletor elipsoidal melhor ainda!)… acho que isso já tornaria a Livina candidata aqui em casa… por enquanto acho que ainda não dá… meu pai gosta de carro com torque em baixa e silencio interno, e de preferencia sem pedal de embreagem… hehe… e prefere um bom veludo no lugar de couro…

  • GUS

    Eu não falei disso.

  • Caetano2010

    Desculpa,mas tenho que discordar de vc,pois o agile na versão LTZ tem tudo isso,se quiser é só dar uma olhadinha no site da GM, e confirmar essa afirmação.

  • Caetano2010

    Até a montana na versão Sport já traz esses equipamentos num pacote fechado,ou seja,basico,e só não tem os vidros nas 4 portas .

    • DCald

      até pq montana 4 portas ia ser bizarra…huahuahua

      • Caetano2010

        Vixe! montana 4 portas ,sai pra lá assombração.hehe:x

  • DCald

    Em determinadas configurações vc consegue tudo isso…e por menos do que custa uma livina com os mesmos itens! =P

    A questão é… a livina vai ter mais espaço que o Agile… o agile pode ter mais comodidades que a Livina…
    Enquanto a Livina tem design sem-sal, o Agile é salgado demais… huahauhua

    vai depender do que a pessoa estiver procurando…

    • Caetano2010

      hahahahahaha VC está correto,neste caso vale mais o gosto pessoal msm.

  • fkas

    Acho no mínimo esdrúxulo o consumo dos novos carros "flex"… Eu tive um Escort XR3 Conversível com motor AP 1.8 a álcool. O conversível era bem mais pesado que o XR3 normal, o motor tinha comando mais bravo, cabeçote e carburação retrabalhados e andava uma barbaridade (só não tinha nada em baixa), mas ainda assim ele fazia 7,5Km/l (curioso: na cidade e na estrada). Eu achava um absurdo, mas hoje "neguinho" acha normal um carrinho 1.6 fazer 6/7, e um 1.0 fazer 8…
    Vai entender…

    • Leandro1978

      Eu acho que o problema é que aqueles motores à álcool dos anos 1980/1990 eram feitos especificamentes para este tipo de combustível, assim tinham a taxa de compressão mais adequadas etc. Eu lembro que o meu pai teve vários carros a alcool naquela época e sempre dizia que esses carros andavam mais e eram mais econômicos. Agora com o flex, são motores à gasolina adaptados para andar com os dois combustíveis, assim não aproveitam o melhor de nenhum ou com o alcool tem um desempenho pior do que deveria. Eu li uma matéria na Quatro Rodas de alguns anos atrás que as montadoras estavam desenvolvendo uma nova "geração" dos motores flex, com o cabeçote móvel e assim alteraria a taxa de compressão de acordo com o combustível utilizado e assim melhoraria o desempenho destes motores, mas infelizmente não me lembro a edição e o ano e nem sei como estaria essa tecnologia, pois não li mais nada a respeito.

      • eds2010

        Leandro, as montadoras desistiram disso porque o governo não deu subsidio para a criação de um motor assim. Visto que do ponto tecnologico iria existir muitas mudanças tecnologicas e iria com o proposito direto de evitar um consumo alto aliando uma poluição menor utilizando gasolina e/ou alcool. Mas claro não deu o subsidio e a ideia ficou de lado.

        A unica que aposta em taxa de compressão variavel é a Lotus. Inclusive no site da mesma tinha uma explicação que vc podia ate alterar em um tela Flash, a mistura ar / combustivel, taxa de compressao e qual o tipo de uso de combustivel. (até mixar os dois). Mas não tem noticia de como esta esse investimento até o momento.

        • Leandro1978

          Valeu pela informação. Como só li isso na QR e já ha alguns anos eu achava que algo assim poderia ocorrer. É uma pena, pois se realmente fosse desenvolvida uma tecnologia dessas, os motores flex poderiam ter seu aproveitamento pleno, diminuindo consumo, poluição, etc. Talvez o maior problema estaria no fato de ser um motor específico para o nosso mercado e não ter uma ampla utilização nos principais como o europeu e americano.

        • DCald

          Acredito que um sistema turbo com pressão variavel conseguiria melhorar o rendimento mesmo com variação de combustiveis…

          • eds2010

            Na verdade a pressão variavel até existe… porém os motores que trabalham bem com a tecnologia, são carros bem caros. (mesmo não sendo para um modo hibrido).

            Esse tipo de turbo é caro e por isso em nossos carros não vale a pena (afinal esse tipo de turbina demanda uma mudança drastica porque além do ar conferido pelo turbo, há necessidade de mudança nos parametros de injeção, remapeamento, reforço de componentes do motor, entre outros).

            Por isso se a tecnologia não conseguir chegar por sobre alimentação será por um metodo de trabalho em cima do motor original (que deve custar menos apesar de agregar tecnologia de construção).

      • DCald

        E olha que a taxa de compressão era baixa na epoca… só que tava tudo "afinado" pra rodar com apenas um combustivel…

  • mmcinza

    Esse motor eu conheço bem, era o mesmo que tinha no meu Megane.
    Rende até que bem, mas assim como todo multiválvulas sem comando variável, sente em retomadas em baixa velocidade.
    Qto ao consumo é isso mesmo. O meu finado Megane fazia 6.5km/L em SP,no alcool e cerca de 9.5km/L na estrada. Tbm com alcool e sempre com o A/C ligado.
    Eu fui olhar o Livina qdo troquei o Megane, mas honestamente não é um carro que me empolgou, porém tem um preço interessante. Mas na ocasião (2009), o que mais pesou para mim, foi a falta do banco traseiro bi-partido, algo que uso bastante.

    • loxa

      ueh, mas ele eh bipartido sim kra……. 2/3….

      • mmcinza

        Qdo lançaram a Gran Livina, apenas ela tinha… Só se mudaram depois.

        • DCald

          O que eu não gosto na grand livina é a terceira fila inteiriça… prefiro a Zafira com o Flex 7…

    • eds2010

      E pensar que por 55000 vc ja compra um Sentra dentro da Nissan mto superior…. mas vai da escolha de cada um… e da propria Nissan mostrar esses atributos….

    • DCald

      cara, mas o Megane 1.6 dá conta de levar 5 pessoas mais porta-malas cheio ou sofre bastante? To tentado pela GT, mas só tem 1.6 agora…

      • mmcinza

        Tudo depende da suas expectativas, mas no geral dá conta sim, porém na minha opinião não acho esse motor econômico. Na realidade nem o 1.6 16V do C3 da minha esposa é economico tbm.
        Hj tenho uma Fielder e na época fiquei tentado entre a GT e ela, escolhi a Fielder Automática anda melhor, faz 9km/L na cidade com gasolina e anda bem mais que o Megane 1.6. Independente da Fielder ser 1.8, mas o comando de válvulas varíavel faz muita diferença.
        O Megane não deu manutença alguma, neste quesito, pode ficar tranquilo.

  • Guerraex

    O problema maior da Nissan é o design dos carros, vide: Livina, Tiida e Sentra.

    Na minha opinião todos de design no mínimo de gosto duvidoso. Se até os Coreanos aprenderam a fazer belos carros, será que os japoneses da Nissan não podem aprender tbm???

    Acorda Nissan!!!!! Abre o olho japonês!!!!

  • douglasmartins1

    Achei muito gastão esse Nissan, aliás estou muito assustado com muitos carros novos por aí.

    Tenho um Vectra Elegance 2.0 Manual (faz pouco tempo) e estou adorando o consumo dele na Rodovia usando Gasolina. Está fazendo 14km/l (picos de 15km/l) sempre de 5ª marcha à 110km/h. A 120km/h, cai pra entre 12,5 e 13km/l. Aqui medi numa rodovia com poucos morros e com velocidade constante(Usando o Piloto Automático na maioria das Ocasiões). Mas como eu disse, estou super satisfeito. Falo isso porque sempre vou a cidade vizinha a minha, que tem 90km e ele tem o Computador de Bordo onde constato isso. No Álcool não fiz um teste muito preciso, mas fica só entre 9 e 10km/l na Rodovia ou se correr, até menos!

    Eu sei que vai ter gente reclamando, mas que peguem um Vectra 2.0 Manual e façam o teste. Lembrando: o meu é o Motor de 128cv.

    • DCald

      O vectra de 140cv está mais economico pelo que consta…

      • douglasmartins1

        Imagino então um Vectra Elegance Manual de 140cv. Eu tô notando também que o Civic 1.8 LXL da minha tia tá bem mais gastão do que o meu Vectra 2.0. É normal esse consumo exagerado no Civic?

  • DouglasGT

    travamento automático das portas. O siena da minha mae tem isso quando chega a 60~80 km/h.

    • loxa

      Do Livina eh algo a partir dos 10 km/h…… algo assim…

  • marciors01

    Acho que vocês estão exagerando quanto ao desempenho, a livina tem apenas 1150kg, este motor faz um mégane de 1300kg acelerar até 100/h em menos de 14s, faz um logan acelerar até 100/h em aproximadamente 11s e se não estou enganado nas avaliações que li a livina acelera até 100 também em menos de 12s.
    Neste teste da QR ela acelerou em até 100/h em 11.1s, então o desempenho está longe de ser ruim, muito pelo contrário http://quatrorodas.abril.com.br/carros/testes/nis

  • giltano

    Qualquer reportagem favorável a esse veículo é suspeita, correu grana para se vender imagem positiva do produto, pois o que o produto é: um veiculo projetado para o 3º mundo, portanto não é encontrado nos principais mercados automobilisticos do planeta, e na elaboração aqui no Brasil pioraram as coisas, fazendo dele um Frankeistein, ou seja usando peças de outros carros inclusive Renault (motor). Foge as caracteristica desejavel de uma mini-van, ou seja alta, para o motorista dirigir mais elevado, agora o design é horrivel, caduco, feito para o 3º mundo mesmo, e com problemas de carroceria, que costuma dar uns estalos e costuma ser resolvido com uns pontos de solda a mais nas autorizadas (mas que autorizadas?). Quem for um consumidor de 3ª, que compre um abacaxi desses, depois não digam que não foram avisados.

    • tandre_br

      Han??? Você tem noção da besteira que falou? Não, né?

      Você sabe que Renault e Nissan são "a mesma empresa" e compartilham motores, mecânica e etc tal como a Peugeot-Citroen, né?

      A posição de condução é sim elevada, tanto como as outras.

      E muito do que você tá falando é preconceito.

  • marciors01

    O problema da carroceira foi no início da produção, está corrigido, problemas com carros novos acontecem com qualquer marca.
    Sobre ser um projeto para terceiro mundo, vejamos…
    A plataforma é do clio III, mais moderna que a da idea e meriva, o motor 1.6 16v é tão bom quanto o etorq 1.6, e inclusive possui melhor torque em baixa, a qualidade dos materiais é superior ao utilizado na meriva e idea.
    Então onde está o carro vagabundo feito para terceiro mundo, o que achas que é a idea? A nossa é feita para terceiro mundo, a plataforma é a do palio, a nossa meriva utiliza um motor 1.4 frouxo em baixa e um 1.8 horrível em alta.
    Se comparares a livina com a meriva e idea feitas no primeiro mundo ok, ela fica para trás, mas nunca com o que nos oferecem aqui.
    O mais incrivel é utilizares o motor renault 1.6 como demérito para o carro, este motor é excelente, deveiras criticar o péssimo fire 1.4 e o frouxo econoflex 1.4.

  • Zeca

    Quando retornares aqui para Mairiporã avise, o local escolhido para rodar é excelente…

    Abs,

  • JOBSON

    tenho uma grand livina automática 1.6 2010/2011 estar consumindo muito no etanol e na gasolina,foi trocado todos filtros, jogo velas, o que cerar?

  • alvaro

    tenho uma gd livina mecânica só ponho gasolina pódio da petrobras . não tenho nada ate o momento a fslar do consumo para min que ando com a família de 06 pessoas subindo e descendo serra consigo fazer ate 11.8 por km

  • Danilo Zanon

    Minha Livina tá fazendo 14 km/l na cidade, com gasolina.
    Me surpreendeu bastante!


Send this to a friend