Avaliações Chevrolet Pickups

Avaliação NA – Nova S10 (3) – Comportamento e consumo na cidade

Avaliação NA - Nova S10 (3) - Comportamento e consumo na cidade

Você gostou da Nova S10 e viu que os preços da versão 2.4 Flex são bem mais interessantes que os da versão diesel. Estamos falando da casa dos 80.000 reais para uma S10 topo de linha com motor Flex e em torno de 120.000 reais para uma similar a diesel. Temos a versão LT diesel manual por 98.000 reais, mas ela é menos equipada. Será que a Flex vale a pena?


Bem, o motor 2.4 Flex é o mesmo usado na S10 da geração anterior. Temos respostas bem diferentes da versão diesel, pois os 147 cavalos e os 24 kgfm de torque ficam bem abaixo dos 180 cavalos e 48 kgfm de torque da versão mais cara.

Andando em piso plano e com apenas uma ou duas pessoas a bordo, as respostas são razoáveis. Mas isso muda quando temos caçamba cheia ou várias pessoas na cabine. O peso da Nova S10 com motor 2.4 Flex com cabine dupla é de mais de 1.800 quilos, peso maior até mesmo do que de sedãs grandes do mercado. Nessa situação, não tem como um motor 2.4 fazer milagres.

Basta pegar uma subida e colocar a terceira antes do momento certo que a velocidade cai bastante e temos que reduzir as marchas. Um desempenho que fica no mesmo nível de um carro de passeio equipado com motor 1.6, para se ter uma idéia. Com cabine simples, a Nova S10 Flex com certeza entregará um desempenho mais interessante, pois são quase 200 quilos a menos, o que faz diferença.


Outro detalhe que vale a pena destacar é o comportamento da suspensão da Nova S10. Ela está melhor do que a geração anterior, mas neste aspecto a novidade da GM continua no mesmo caminho, apesar de ser um pouco mais firme. E mesmo a suspensão sendo macia, valetas e obstáculos de um modo geral não são muito bem absorvidos, você sente uma pancada mais forte de vez em quando, como é típico de uma pickup. E os ocupantes são jogados para cima e para baixo se você passar em uma lombada mais rapidamente.

O ruído do motor é alto quando se pisa fundo no acelerador, mas mantendo um toque leve no pedal da direita, ele se mantém mais silencioso. Parece que a vedação entre cabine e cofre do motor poderia melhor um pouco. A alavanca do câmbio se movimenta bastante e passa um pouco de vibração na cabine.

Outro aspecto sobre este câmbio manual é que o ruído das trocas de marcha são ouvidos de longe. Em um certo momento, quando eu estava indo até um local aqui na cidade com a S10 e uma pessoa me acompanhava em um carro logo atrás, quando chegamos no destino essa pessoa comentou comigo que conseguia ouvir facilmente as marchas sendo trocadas, lá do outro carro.

E o consumo? Um aspecto negativo da geração anterior da S10, sem dúvida. Ele melhorou, mas continua alto, como seria normal vindo de um motor 2.4 Flex em um carro pesado. Na cidade, com ar-condicionado ligado, tivemos média de 5,3 km/l de álcool e entre 7,0 e 7,5 km/l de gasolina.

Fica claro que a Nova Chevrolet S10 é aquele veículo que não deve ser destinado a uso no trânsito do dia-a-dia, pois você terá um consumo alto e desempenho mediano. Mas, para quem não se importar com o consumo alto, os pontos positivos são um painel de instrumentos moderno, bancos confortáveis forrados em couro e ter uma pickup muito bonita na garagem.

Avaliação NA – Nova S10 (3) – Comportamento e consumo na cidade
Nota média 4 de 1 votos

149 Comentários

Clique aqui para postar um comentário

      • O Ecotec 2.4 tem 22kgfm de Torque e em 5.000 rpm, ou seja, pra ter força somente subindo muito o giro, já o 2.4 8V tem 24kgfm em menos de 3.000 rotações, ou seja, um motor mais "confortável" de puxar os 1.600kg da Caminhonete.

        Digo que um ótimo motor deveria ser o Diesel em todas as versões e em mais caras um V6.

        • Curiosamente, tenho a Captiva Ecotec 2012 e a S10 LTZ flex 2014. Os pesos são 1797kg para a S10 CD LS contra 1742kg da Captiva. Os torques são 24,1kgf.m@2800 para a S10 e 23,3kgf.m@4900. Mesmo com esses números proximos, a Captiva faz 0 a 100km/h em 9,5s, enquanto a s10 leva 13,5s.
          A injecão SIDI da Captiva seria a solução para o desempenho fraco da S10.
          A Ranger é um exemplo disso. Com o moderno motor do Fusion 4cc, ela é um canhão para andar.

    • Não por ser antigo, mas por ser de baixo desempenho e beberrão, principalmente com carga. Na fé, não deveria nem ter opção flex para estes monstros, se fosse mono-combustível e bem regulado poderia ter um melhor desempenho.

  • A S10 flex definitivmente é para quem roda pouco ou possi outro carro para rodar na cidade. Imagino que, se a engenharia investisse em mais tecnologia no trem de força, poderia alcançar resultados melhores. O que adianta ser flex e gastar ainda mais do que se fosse só gasolina? Sem falar que a autonomia fica bem reduzida no álcool.

    A depender dos descontos e isenções, vale a pena pegar uma diesel. Eu mesmo só cogito esta, pelo conjunto de vantagens.

    • Picape grande, cabine dupla, é pra pegar carga. Com tanto carro pequeno mais adequado para a função de carro urbano, quem compra uma dessas pra rodar em cidade merece pagar o preço: Consumo alto, desempenho baixo, dificuldade para estacionar…

    • Mas aí está o problema. Eu ando muito a trabalho c/ a minha S10 diesel e não posso me dar ao luxo de ter + um carro na garagem. A flex seria interessante, mas pelo jeito não perde muito no conforto e consumo. Fica para a próxima…

      • Desconto para produtor rural e para CNPJ (carro em nome da empresa do proprietário). Geralmente saem entre 8% a 13%, a depender da marca e da época do ano. Em épocas de feiras agropecuárias e finais de ano eles fazem campanhas com bons descontos somados à estas isenções.
        Eu mesmo, se comprar uma nova, vai ser em épocas de descontos. Mesmo não tendo este "retorno" da diferença da diesel em relação à gasolina, uma caminhonete a diesel é mais "caminhonete" em vários aspectos, principalmente em estradas e trabalho, para onde elas são originalmente concebidas.

  • Essa S10 Ficou Melhor do que a anterior, Mas vamos ver com passar dos tempos como vai ser o pós venda sobre este produto.

    E vamos ver se vai ter RECALL sobre alguma coisa ocorrida, sobre o barulho no cámbio ja e alguma coisa.

  • Eu não acho o consumo de 5,3Km/l com alcool, ruim. Principalmente se levarmos em conta o tamanho do carro. Eu acabei de comprar uma S10 flex 10/11 , e se a minha fizer 5,0 Km/l estarei muito satisfeito. Tinha um Palio Adventure Locker Dualogic antes da S10, e que fazia entre 5,0 e 5,5Km/l na cidade com alcool. Isso sim é um consumo alto!

  • Como curiosidade, e só pensando em termos de consumo (e não nas outras vantagens/desvantagens da diesel), com os R$ 40 mil de diferença entre o modelo a gasolina e o a diesel, pode-se comprar mais de 14.000 litros de gasolina, ou seja, o suficiente para rodar quase 100.000 km.

    • Mas acho que essa diferença vale a pena pra quem rode muito mesmo, e for ficar bastante tempo com o carro pra trabalho!

      Mas é uma diferença muito grande de valores!

    • E isso você considerou como se o veículo a diesel não gastasse combustível, se considerar a diferença de consumo e preço de combustível, essa diferença de valores aumenta ainda mais.
      O veículo a diesel é interessante para quem roda muito ou quem anda pegando bastante carga.

        • mas a depreciação é a mesma pensando na porcentagem…por que por exemplo….vc compra a diesel top 135 mil e flex top a 85 mil no final de 10 anos a diesel vai esta custando uns 70 mil e flex uns 20 mil então equiparadamente as duas tem o mesmo valor de depreciação… pois ambas perderam 60 mil eu acho que ainda perde mais que a flex….sem falar o custo do seguro que é mais caro….o valor de que de seguro no diesel é bem mais caro….pra c ter noção vc com o valor de seguro na diesel vc paga o valor de seguro na flex e ainda coloca gasolina para rodar o ano todo….e se falar que vai colocar gnv putsss …. o calculo vai longe heheh

      • O motor a diesel tem muito mais torque, e isto faz muita diferença neste tipo de carro. Minha Sorento na cidade faz 8,5km/l e na estrada (fiz uma viagem este fim de semana) deu 13,8km/l. Com o preço do Diesel a flex nunca vai valer a pena. E o desempenho do motor diesel é brincadeira.

        • Não sei qual a diferença de preços entre as versões diesel e flex da sorento, mas se for na mesma faixa da s10, faça os cálculos e você vai se impressionar.

          • A nova Sorento não tem mais versão à Diesel pois tiraram a 4×4 com reduzida dela (só pra nós, na Argentina ela tem 197cv e 45kg de torque). A diferença é grande, sempre pensei assim e também e fazia a mesma conta da diferença de valor e o que daria pra comprar de combustível, mas se for fazer um cálculo tem que contar o valor de revenda mais adiante e o carro á Diesel tende a desvalorizar menos e ter muito mais procura.

            Sem contar o desempenho. Sempre tive carros à gasolina e o desempenho não chega perto do motor Diesel. O torque enorme em baixos giros é fantástico, o motor responde muito bem. Em uma ultrapassagem na estrada, por exemplo, a retomada é ótima e sem precisar ficar reduzindo marcha.

            • A diferença na revenda existe, mas não é algo do outro mundo, mesmo assim, a diferença fica alta, sem considerar os maiores custos referentes a imposto e seguro (que são maiores em carro mais caro), que acabam abatendo mais ainda essa diferença no consumo.
              Ou seja, quem prefere o diesel porque é melhor de dirigir (concordo plenamente), e pode pagar a mais por isso, ótimo. Mas "economia" é algo que realmente não cola mais. Funcionava na época que gasolina era 80 centavos o litro e o diesel custava 25. Mas hoje em dia não rola mais.

    • Eu ia postar o mesmo cálculo. Para quem reclama do consumo da versão flex, mesmo ela bebendo bem mais que o Diesel, só a diferença de preços entre as versões, já daria para rodar uns 100 mil km com a versão flex. Isso sem falar nos custos em geral, que são bem mais baratos na flex: manutenção, ipva e seguro, principalmente. Enfim, pensando racionalmente, não é muita vantagem pegar uma S10 a Diesel só para rodar na cidade e ir ao shopping.

    • Essa diferença de R$ 40 mil é absurda. Quando será que surgirá um político de peso para lutar contra esse "Preço Brasil"? Claro que logo em seguida ele mudaria de ideia…

    • Acho que o fator consumo não deveria ser levado como o principal na opção entre diesel ou flex. Quem fica nessa dúvida acho que deveria comprar outro tipo de veículo porque evidentemente não precisa e nem sabe para que serve uma pick-up.

  • Tenho um S10 flex 2010 o consumo na cidade com álcool é na faixa de 4,5 km por litro, se essa faz 5,3 esta excelente, quanto ao desempenho, basta fazer uma reprogramação do módulo que ela ganhará em potencia e torque, fiz na minha e ficou muito boa, tendo em vista que é o mesmo motor tenho certeza que nessa também ira ficar bom.

      • André, se reprogramar para dar força aonde precisa, vc não terá consumo mais alto. Um exemplo, são pessoas que poem turbo no carro para ganho de potencia. E acredite, ter um 1.0 turbinado, aumentando a relação de marchas entre si e entregando bom torque desde baixas rotações deixa o modelo muito mais economico.

        Está sendo utilizado os turbos de geometria variavel mesmo em motores flex e tem dado certo. Não sei lhe dar em média o ganho de economia, pois cada um determina para qual é o tipo de ganho que prefere. Alguns prefere desempenho acima de tudo e outros apenas mais desempenho, mas pode variar de 10 a 35% na economia. O que é muito bom.

        • caramba, que bacana hein. Esta era uma dúvida minha, pretendo fazer algumas alterações no Chip do meu A3 1.8T para ganhar alguns pôneis e meu receio era justamente causar consumo absurdo. De fato estou bem feliz com o consumo atual dele, em média 12km/l na estrada, tive um vectra 2008 que fazia 9~9.5.

  • Achei o consumo muito adequado para o tamanho do carro.
    Tive uma perua Peugeot 207 2009 e o consumo na cidade era de 4,0km/L de álcool e 6,5km/L de gasolina… isso em um motor 1.6.
    Depois reclamam da S-10.
    A GM fez um belo carro… e essa opção flex, na minha opinião é a melhor, a não ser que o proprietário rode mais de 5000km/mês.

  • Alguem me explica essa diferença de fRex para diesel ?
    Por que 40 mil ?
    Lá fora é a mesma coisa? Essa diferença bruta, entra as versões gasolina e diesel.

    • Não só esse fator. Lá fora por exemplo o Corolla inicial custa 15 mil dolares, e o top custa 18… Aqui varia de 68 para quase 90… O Cerato Sedan custa O MESMO do que o Coupe e aqui fica 53 ante 80…

      • bom, de 15 para 18 mil temos uma diferença de 20%
        de 68 para 90… 32% bem proporcional.. haha
        a diferença é que o Corolla por lá é popular, aqui é carro de luxo… huahauhau

          • Mas carro usado nos EUA depreciam demais. Além disso, como o pos venda lá e quase proibitivo(americano não faz revisão, não) eles trocam de carro direto. Não é dificil encontrar seminovos com pintura arranhada ou amassados, etc..

              • Não discordo de vc não, só estou dizendo que lá carro usado tem esse preço pq só quem compra são os cucarchas que usam até acabar. O leasing lá é muito facilitado. Militares por exemplo, tem planos facilitados preços menores e compram seus carros em lojas dentro de suas bases. Sargento da Marinha lá anda de Fusion!!! Quando viajei em missão pra lá, fiquei impressionado. Comer pode ser caro, mas os produtos industrializados são baratos. É a cultura deles. Carro e torradeira tem o mesmo "valor". Eu fiquei impressionado com os usados lá. Se eu pudesse trazer um pelo preço de lá, daria pra colocar o carro em cima, e ainda econimizaria!! Não é a toa que é o paraiso das peças pra V8 ford. Vc compra bloco de 302 pra maverick zero km na caixa!!!

    • É um bom questionamento. Os carros diesel sempre custaram mais caro no Brasil, ao ponto de não valer o investimento, em alguns casos. Na Europa também é assim, os modelos diesel custam bem mais.
      Uma L200 Triton V6 x Diesel até que sai com preço parecido, mas aí é outra história, a V6 tem mais desempenho.
      No caso da S10, desde os modelos antigos, as versões Diesel são mais equipadas e mais potentes, exceto quando havia a 4.3, que era igualmente cara.
      Penso que aqui no Brasil, pelo fato do diesel ser 'proibido' e ter uma boa autonomia, além de motores mais resistentes e 'fortes' (alto torque) pro trabalho, isso acaba tornando o carro mais caro.
      Sem esquecer que um motor a diesel destes deve custar algo em torno de R$16.000, enquanto o simples 2.4 flex uns R$6.000.

  • Parece que o problema foi nos 1.0… Tenho um VW 1.6, e pelo modo como usei o carro nos dois primeiros anos, meu motor já devia ter ido pro saco há muito tempo então… rsrs

    • É uma bomba relojo… teve quase 10 recall sem conta do motor uaHUIHAuiA Até para-brisa andou quebrando sozinho …. Projeto feito na correria que prejudicou muitos pois o carro naum tava pronto para o consumidor ..

      • Bom, pretendo trocar em 2014, até lá descubro. Meu carro não é o Gol, então só me interessam os problemas do motor e câmbio… rs
        O Gol é um carro bem legal, mas acho que a VW se afobou em lançar logo o carro pois estava perdendo muito espaço pro Palio. Também, com aquela aberração que foi o G4…

  • Nunca ninguem vai aprender mesmo né.. se oferecem um lixo de motor como este é pq vende, e não adianta alguem aqui querer defender este motor, ele é velho e ultrapassado comparado ao que poderiamos ter de opção com cilindradas menores e mais efecientes…. se cobram caro é pq vende. Não adianta.. duvido que isto um dia vai mudar aqui no brasil.

  • Gostei dos comentários, e gostei da resposta do carro. Esse consumo é melhor que um chevete 89 que tive à decadas atras, e ainda diziam que era economico. 7.5 com ar ligado é melhor que 80% dos sedans 1.8 e acima em relação ao consumo. Quanto ao fato de ser ruim de transito urbano devido a vaga para estacionar, bom isso acontece até com os mini coopers, ou seja, na rua não vai achar mesmo. Com uma beleza desta não dá para deixar estacionada na rua a deus dará, paga logo o estacionamento e evita dor de cabeça maior. Ultimo comentário, quebra mola é para se passar devagar, portugues é que entende que o aviso "Devagar quebra molas" é para se passar correndo pois devagar vai quebrar as molas. Passe do geito que todo bom condutor passa e seu cabeção continuará longe do teto.

  • Pickup de agroboy.

    As mina PIRA!

    Aí tanto faz se é flex ou diesel….pois o que importa é marca presença na loja de conveniência ( ou convivência para alguns)

    PS: ironic mode on

  • Imagino que deveriam ter colocado à disposição o V6 (presente na Captiva) também.
    O motor diesel, apesar de ter mais torque, não é uma maravilha em consumo, como pensam. Deve fazer os seus 10~11km/l. O bom é que o preço do diesel é estável.
    O diferencial é que, pelo mesmo motivo do torque, a picape diesel tem muito mais força pra carregar peso, puxar um reboque, sair de um atoleiro, etc.
    Pra produtores rurais e/ou empresas, o carro custa menos caro.
    O povo tem que por na cabeça que isso não é carro de passeio, é carro de trabalho, e deve ser comprado só por quem precisa.
    Essas picapes do tipo L200 Triton e Hilux SRV têm sido utilizadas na cidade, no asfalto, sem ver barro nem peso na caçamba.
    Isso aumenta o preço e a ganância dos vendedores.
    A diferença exagerada de preço entre a flex e a diesel só vale a pena se for rodar muito com o carro e realmente carregar carga e utilizar pra trabalho pesado.

    • Quando vc fala que é carro de trabalho discordo em parte, comprei uma a alguns meses e rodo de seg a sex de moto o dia todo, mas no final das contas a caminhonete é vantagem em quase todos os pontos sobre um carro pequeno, conforto, isso mesmo, baixem um pouco a calibragem dos pneus traseiros, o povo calibra para carga e quer q seje confortável andando vazia, é complicado, viajo com ela, me sinto mais seguro, buracos, estradas de terras bem melhores para trafegar, aproveito para levar de tudo na caçamba, mais capacidade de carga, tô construindo e o q economizei de frete de materiais já foi uma alegria, digo hj que enquanto puder manter uma eu NUNCA mais volto para carro pequeno, sobre preço isso acontece com todos os setores, absurdo é pagarem 62 mil reais numa strada cabine dupla de 3 portas e com menos de 10 mil reais a mais deixarem de comprar uma caminhonete e sobre potência é realmente fraca, mas achei para estrada, sofre para ultrapassar e atingir velocidades altas, mas andando na cidade e no campo com uma flex com 800 kg de carga ela se sai bem, a 1ª e a 2ª é bem reduzida, compensa a falta de potência, o q realmente faltou nela foi uma tração 4×4 e bloqueio do diferencial, e nem venham com essa conversa de diesel pq se fosse assim n teria muitos SUV a gasolina com tração 4×4 rodando por aí… N leve para o lado pessoal, só estou opinando sobre minha experiência com a minha S10!

  • Consumo razoável. Com o tempo acho que ela acaba fazendo 7,5 – 8,0 km/l. A Diesel segundo teste de algumas revistas faz uns 8,5 km/l. Definitivamente não vale a pena. Só serve pra quem realmente precisa carregar com frequência coisas pesadas. Pra quem eventualmente precisa de um carro mais alto e robusto para trechos ruins/terra ou carrega coisas leves, a 2.4 sem dúvidas é o melhor negócio.

  • Eu sinceramente não achei o consumo ruim, principalmente do que falavam do consumo da anterior.
    A diferença de preço é muito grande para uma versão a diesel, só queria que o NA qualquer dia criasse um Post, estilo BCWS com peso, tamanho, potência, torque, etc de todas as pickups do segmento, com certeza teriam comentários e discuções por uma semana.

  • Quando se diz desempenho de 1.6, seria que tipo de 1.6? O de um Logan 1.6 8v? Ou estaria mais para o desempenho do Voyage 1.6? Carregados ou vazios? Estou curioso para ver o video! huehuehu

    • Você deve ter um Corsa 1994 1.0 50 cv né? Ou não sabe dirigir direito a ponto de saber trocar marcha no tempo correto.

      Tenho um Logan 1.6 8v e sei fazer andar como se fosse mais potente.

      PS: Não tenho medo ALGUM de esticar até o corte de giro se for necessário.

    • Não entendo porque vc cita Logan 1.6 e Voyagem 1.6 como se houvesse uma grande disparidade entre os seus desempenhos. Ambos são 8v e possuem a mesma cilindrada, torque girando entre 14 e 15 kgfm despejado em baixos regimes (por volta de 2.500 rpm). É verdade que existe uma leve vantagem numérica para o motor VHT, mas que na prática acabam andando de forma similar visto que o 1.6 renault possui uma curva de torque plana entre 2.800 e 4.500 rpm. O VW pode até andar na frente, mas a diferença não é tanta a ponto da sua comparação ser válida. Seria mais próprio comparar algum desses motores 8v ao 1.6 do Kia Cerato ou do Peugeot 308, que são de fato mais modernos e de maior desempenho.

    • Quem vai carregar peso sabe que é Diesel amigo… Ninguem compra camionete Gasolina ou etanol pra carregar peso… Acredito q a flex seja para um uso urbano onde naum carregamos muito peso mas andamos em pessimas estradas.
      Resumo da opera, Peso diesel, Uso urbano Flex … Quer carregar peso sem problemas compra um caminhão e seja feliz heheh

  • Depois de ver este consumo com câmbio manual (que acho até razoável pelo tamanho, peso e aerodinâmica da S-10) qual será o da Hilux 2.7 Flex (SW4 e CD) automática? E o da L200 Triton Flex automática (esta é V6)? Éber, pode ser uma boa pauta.

  • Eu não acho o consumo tão ruim assim: igual ao da antiga S10 e semelhante ao da Montana 1.8 Sport de tempos atrás.
    E fica claro que o uso dela é na estrada, em viagens aos fins-de-semana. Sem carga na caçamba.
    Esse é o problema: como ela tem pouco torque e potência, deve ser um sacrifício uma subida de serra, uma retomada, uma ultrapassagem. Ainda se tivesse um motor ecotec ou o V6 da Captiva, valeria a pena você – se quisesse melhorar o consumo – colocar um kit GNV para usar em certos trechos, tal como o fazem os proprietários de V6 (Dakota, por exemplo).
    E não sei se pode-se "turbinar" esse motor, tal como o fazem nos diesel antigos, reprogramando turbinas, etc.
    Fico meio desapontado: com o valor dela, você pode comprar um SUV de maior potência e carregar as mesmas pessoas, já que – para carga – ambos não servem.
    Ou outra alternativa, para quem precisa de caçamba: com R$ 90 mil já se compra uma Frontier XE diesel, de 163 cv. "Pelada", é certo, mas você pode ir colocando acessórios ou opcionais de acordo com seu orçamento.

      • Eu penso seriamente daqui um 1 ano pegar uma seminova, visto que tenho um kit de 5ª geração que venho retirando de meus carros quando vendo-os. Ele estava num Corolla Seg-2003 (fazia 10km/m cidade e 18km/m estrada) e agora está num Corsa 1.0 VHC flex (15/km/m cidade / 22km/m estrada. Na convertedora, já me disseram que foi instalado numa s10 flex antiga e o consumo na cidade ficou 10/km/m…

  • Só eu achei o consumo da S10 muito bom, em relação ao peso e a idade do motor? O Cruze 1.8 16V está bebendo mais que a S10 de 1.800kg e tem um Ecotec 16V muito mais moderno.

    Ainda acho que deveria ter sim um Câmbio Automático para a versão 2.4 Flex (ou tem e acabei não percebendo)

  • Achei este consumo bom para a S10. Com esse peso todo e esse motor 2.4 achei que o consumo ficaria entre 4,5 a 5. Aqui na cidade tenho conhecidos que tem S10 modelo antigo flex, e não raramente o consumo deles fica em torno de 4 a 4,5 na cidade.

  • Se essa S10 tivesse o mesmo motor da Triton Gasolina (6G74 V6 3.5, o mesmo do 3000GT, mas aspirado com 210cv) seria perfeita. Só duvido que seja tão estável quanto a Triton.

  • Tenho uma s10 2.4 2011, rodei 50mil Km, nunca me deu 'dor de cabeça'. Nunca me deixou na mão. Até agora não deu defeitos. E durante as revisões fui muito bem atendido nas concessionárias – total cobertura. Parece até que estou puxando o saco, mas é a realidade. Temos outras caminhonetes na familia, e vejo a problemática que os outros passm.

    Chevrolet vende bem devido a confiança dos clientes.

  • fiquei estudando a s10 esse feriado de carnaval, gostei muito do que vi, então fui até uma loja da gm no sabado para comprar uma, adivinha, todas as lojas estavam fechadas. Como é que pode tudo fechar no carnaval, esquecem que fica na cidade muitas pessoas afim de tranquilidade e fazer compras, tudo bem vou na quarta de cinza.

  • Hoje fui ate algumas revendas ver a nova S10 LT FLEX CD,para quem não tem dinheiro para comprar uma hilux ou S10 diesel zero Km,e gosta de veiculos grandes,sem duvida a melhor opção é a S10 flex.Vou comprar e colocar um KIT GNV 5 GERAÇÃO de 25m³,não aguento mais o valor das peças e manutenção das a diesel.Sempre qdo chega na oficina o mecanico ja esta sempre pronto para de dar um susto,qualquer coisa é 1.000,00 ou mais e qdo acha a peça.A nova S10 chega a fazer 12 km com m³,e ainda sobra muita carroçeria.

  • S 10 2.4 é o melhor carro Nacional nessa categoria, o meu é uma cabine simples a gasolina ano 2002, meu xodo anda no gas GNV, e o consumo e como se tivesse rodando com um carro 1.6 fazendo 22 km por litro de gasolina, rodo em média 1.000 km por mês, não tem satisfação maior.

    • Cara, leia direito e com atenção o q Gilmar comentou….

      ….meu xodo anda no gas GNV, e o consumo e como se tivesse rodando com um carro 1.6 fazendo 22 km por litro de gasolina….

      Ele nenhum momento disse q a S10 dele faz 22 km/l, tenho um golf q faz 13 km/l na estrada sendo 3 reais o litro da gasolina, no GNV faz 18 km/m e o preço do metro é menos de 2 reais, é nessa linha de raciocínio q ele comenta. vc deveria estudar um pouco sobre proporção e regra de 3, faltou as aulas de matemática?

  • eu tenho uma s10 12 modelo 13 faz 10 km na pista com gasolina e 6.5 com alcool,na cidade faz 7 com gasolina e 5 com alcool,todas as medias com ar ligado.

  • Eu tinha um cobalt, 2015, 1.4, ele fazia em torno de 8 a 9 km por litro de alcool na cidade, vendi e comprei uma s10 2015, e na cidade ela faz 5 km por litro na gasolina, estou ate com medo de ver quanto faz no alcool, porem como a km está baixa, pode ser isso que esteja acontecendo, eu fiquei satisfeito com o veiculo em quase tudo, só o consumo me deixou a desejar, o vendedor me passou que ela fazia 10 km com litro, não acreditei, mas não imaginei que seria metade.se ela fizer 5 no alcool ja estou feliz.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email