Avaliações Citroen Hatches

Avaliação NA – Novo Citroen C3 (4) – Comportamento e consumo na estrada

novo-c3-estrada1-620x345 Avaliação NA - Novo Citroen C3 (4) - Comportamento e consumo na estrada

As relações de marcha do Novo C3 são um pouco longas, com isso o modelo mostra boa disposição para acelerar a velocidades mais altas com marchas menores. Ele conta com um desempenho razoável na estrada, apenas sofre um pouco em subidas até mesmo por conta destas relações mais longas das marchas.



Andando a 100 km/h temos 2.900 rotações, o que favorece o ruído interno, mas é necessário andar um pouco acima de 110 km/h para que a quinta marcha fique em um ponto onde não seja necessário reduzir marchas para conseguir manter a velocidade o tempo todo.

O compacto francês se mostra bem confortável na estrada, e ele tem uma suspensão macia, voltada para o conforto. Apenas quando passamos por depressões na pista e outras irregularidades é que ela utiliza todo o curso de molas e amortecedores, não sendo o ideal para quem quer um carro mais estável nas curvas, que se mantenha firme o tempo todo.

Não temos um nível de ruído e conforto nota 10 por conta das portas, que não vedam muito bem o vento. Neste ponto o C3 é inferior ao Onix 1.0 da nossa Avaliação 365, por exemplo. Sobre a visibilidade, com o parabrisa panorâmico a experiência é sensacional, não é nem mesmo necessário se aprofundar neste ponto.

O consumo que medimos foi de 15,3 km/l com gasolina e 11,7 km/l com álcool, rodando sempre a 110 km/h com o ar-condicionado ligado. Consumo aprovado com ambos os combustíveis, fazendo o Novo C3 figurar dentre os cinco modelos mais econômicos que já avaliamos aqui no NA.

Percorremos um percurso padrão na rodovia Fernão Dias para simular um consumo mais adequado, evitando estradas com mais subidas e curvas como aquela que usamos nos vídeos da estrada. E lembrando que na cidade o Novo C3 também ficou entre os mais econômicos do NA, só que apenas com gasolina.

4.0

  • Rafael_rec

    Até agora só não gostei do câmbio muito ruidoso. No resto parece ser um bom carro, embora seja bem apertado no banco traseiro.

    • Gaf1991

      Os dois pecados desse c3 novo , são esse banco traseiro e o preço ! De resto ele é bem interessante .

    • thales_sr

      O câmbio é ruidoso? Em que sentido? É na hora da troca (o "clunk" na hora da passagem), ou é barulho de engrenagem mesmo?
      Eu achei os engates meio bambos, num carro que tava em exposição no shopping.

      • Gaf1991

        É o "clunk" na hora da passagem de marcha , pelo menos na unidade que testei na autorizada tinha essa caracteristica .

      • Froid_Dalton

        Na hora da passagem. O trambulador é um pouco ruidoso, isso já vem do C3 anterior. Eu tenho um C3 do antigo e essa característica nunca me incomodou. No início, pra quem tá conhecendo o carro, o ruído fica presente, mas com o passar do tempo vc se acostuma e "nem escuta mais". Pra compensar isso, os engates são excelentes e a embreagem bem macia.

        • thales_sr

          Eh, esse barulho realmente não me incomoda também. Na verdade, em um lugar silencioso, praticamente qualquer carro faz, então se algum faz um pouco mais alto não é algo que preocupa.

          • Edson Roberto

            É que vc escuta perfeitamente o encaixe de marchas. Ao contrário do Dalton, eu acho a embreagem do C3 pesada (eu tbm tenho o modelo anterior).

            Só que felizmente, meu C3 não faz esse barulho de vento como da versão mais nova. Otimo que ele tenha testado isso, já que uso mto o carro para viagens… esse seria um carro que eu descartaria ao perceber esse barulho. Engraçado, o C3 1.4 também fica por volta de 2950rpm em 100km/h e ao contrário do que ele teve com o novo, o modelo 1.4 não sofre… é só fazer o método carga que eu seguro nessa velocidade numa boa.

            Claro que, na Fernão Dias e nas serras… nem que ele fosse o motor 1.6 16v ele conseguiria manter 100km/h sem redução de marcha. Mas fiquei curioso ao querer dirigir na estrada, pois ouço pessoas que dizem que ele ficou bem mais esperto, mas também ouço pessoas reclamando da piora em alguns momentos em que o C3 1.4 não apresentava (como o caso que destaquei o desempenho na estrada a 100km/h).

  • Gaf1991

    Oi pessoal do NA , boa tarde ! Sempre gosto dessas avaliações de 1 mês que vocês fazem . Eu gostaria de lhes pedir se fosse possivel , se tivesse como avaliar por 30 dias um fiat desses com cambio dualogic plus , como o bravo sporting , o punto sporting , linea , para nos passar as impressões e se realmente deu alguma melhora em relação ao dualogic anterior . Valeu pessoal e continuem assim , que o blog vai cada vez mais longe !

    • Infelizmente a Fiat se recusa a nos emprestar carros para avaliação.

      • Gaf1991

        Puxa uma pena , acho que é a mesma coisa que a mitsubishi faz com seus carros … Bom de qualquer forma obrigado por responder ! E se aparecer a oportunidade de nos mostrar algúm desses carros com dualogic plus , por favor nos mostre ! Vlw !

      • Froid_Dalton

        Recusam?? Isso pega bastante mal pra marca, hein, já que o blog conta com a parceria de várias outras montadoras, que cedem seus modelos pra testes. Será que a Fiat tem medo que os (muitos) defeitos de suas carrocinhas venham à tona??

        • Não creio que é medo de avaliarmos os carros deles. É o caso de que a Fiat é a marca mais retrógrada dentre as grandes do Brasil. Tem uma pessoa lá que cuida do depto de imprensa que é super mente fechada, que só chama pros eventos aquele mesmo grupinho de 30 anos atrás. Mas quem perde é a própria Fiat, que deixa de ter exposição de seus carros aqui. Tentamos pedir carros pra eles algumas vezes, quando vimos o conceito deles sobre os blogs, largamos mão, nem tento mais.

          • Froid_Dalton

            Complicado isso. Numa época em que a Internet é a referência máxima pro consumidor conhecer melhor o produto antes de fazer a sua opção, uma das marcas que mais vendem no país assumir uma postura tão antiquada é muita burrice. Mas vocês estão certos, não são vocês que têm que correr atrás, a iniciativa de divulgar deve partir das montadoras. Sites como estes fazem um grande favor não só pro consumidor, mas também pra quem fabrica e pra quem vende carro. Conduta vergonhosa, a da Fiat.

            • Pois é… mas pelo menos temos uma ajuda para publicar avaliações de marcas antiquadas como a Fiat aqui no NA: as matérias da Auto Press. É bom, pois nossos leitores não ficam sem a informação, mesmo com a atitude sem noção de algumas marcas.

  • spock_cwb

    O consumo com gasolina, tanto na cidade como na estrada, está surpreendendo positivamente (NMO).

    Analisando o todo, podemos dizer que o novo C3 se apresenta como uma boa opção, uma pena apenas o painel "piorado" em relação ao europeu e o preço que, mesmo para o contexto Brasil , me parece um pouco exagerado, principalmente nas versões tops.

  • godsmackssa

    Rapaz namoral, a FIAT não mostra os carros dela pq são os piores. Essa é a melhor explicação.

    • Mr. Potato

      Piores não são. É porque simplesmente não precisam de mais divulgação, pois a fábrica deles no Brasil está no limite. Só não vendem mais porque não conseguem produzir. Então por esta lógica, pra quê arriscar enviar carros pra blogs? Não há nada a ganhar pra eles.

  • Dragoniten

    Consumo muito bom com gasolina. Com Etanol então, excepcional.

    • JPaulo10

      Outros sites tinham falado o mesmo. Mas eu gostaria de mais uma informação: será que o desempenho fica mesmo pouca coisa abaixo do do motor 1.6, a ponto de Vrumm ou Auto Mais recomendarem a versão 1.5 diante da mais cara?

      • Froid_Dalton

        Eu não sei como está esse motor 1.5, mas eu tenho um 1.4(que é o mesmo motor, mas teve a cilindrada aumentada) e ele é bem, bem limitado em altos giros. Em baixa e média, ele é ótimo, tem bom torque. E é justamente nesse aspecto que eu acredito que o 1.6 16v seja mais interessante. Mesmo com a conhecida lerdeza em giros baixos, de médias rotações pra cima o motor maior deve compensar cada centavo a mais gasto, principalmente pra usuários que pegam bastante estrada, pq as 16 válvulas fazem MUITA diferença nessa hora. Seria interessante se a Citroën disponibilizasse uma versão Tendance 1.6 16v, como opção mais em conta que a Exclusive. Essa idéia de obrigar o comprador a levar o top de linha, caso queira o motor maior, é muito ultrapassada. Acho que a recomendação pelo 1.5 se deve mais ao preço mesmo, que é muito distante da versão mais cara. Digo tudo isso meio "no escuro", pq não sei se o 1.5 melhorou em relação ao 1.4, no quesito "desenvolvimento em alta", mas eu acho que não mudou. ACHO, pq o motor é basicamente o mesmo, mas com os cilindros alargados……hehehe.

        • Edson Roberto

          Realmente, andar em alto giro com o C3 não é nada divertido. Curiosamente, já cheguei a ir até o ponto de corte de rotação do modelo para ver até onde ele vai.

          É como eu digo sempre… passou de 5500rpm o C3 mais urra do que anda. Uma certa vez por teste eu quis manter o alto para ver se a perca de potencia (devido ao torque já não estar mais disponivel em sua força maxima), ver se ele perde muito. Felizmente ele manteve ainda que tenha feito por teste e em local seguro apenas para isso.

          Entretanto, acho que a entrega de potencia é muito boa para o motor 1.4. Assim como vc, eu não tenho ideia de extração de potencia do motor 1.5 do novo C3… infelizmente não dá para se apurar em um test drive a mesma sensação que o Eber descreve. Em relação ao motor 1.6 16v, eu posso dizer porque já andei em um C3 com esse motor: Para mim, seria o motor ideal no C3.

          Ele incrivelmente consegue responder até melhor que no Peugeot 206/207, e consegue manter em baixo giro ainda disposição para andar. Pude andar com o carro do motor que faço com o motor 1.4, que as trocas em algumas situações ocorrem a baixos 1800~2000rpm, como também aos 2500rpm (ao que parece que ambos os motores começam a entregar um compromisso de potencia maior e aguentar subimas mais ingrimes).

          Pelo menos no 1.6, utilizar o método carga é bem interessante. Você não faz redução, acelera um pouco mais e o carro responde. Inesperado por ser um motor 16v ainda que para um motor 1.6, o carro seja leve.

          Entretanto, precisando de potencia em subidas ingrimes, acima de 2000rpm vc já tem disponivel potencia para segurar o carro em uma determinada velocidade. Quem conhece o C3 1.4, sabe que nesse tipo de situação se torna necessário esticar entre 3000rpm e 3500rpm caso queira passar para a proxima marcha.

          No 1.6 eu fiz isso passando aos 2500rpm e consegui manter em 2100rpm na marcha superior. Trabalho bom do motor 1.6. Entretanto, é como vc disse Dalton, a sobra real de potencia está em altos giros e depois dos 3500rpm ele responde parecendo até motor maior que o 1.6. Vira outra condução e ai sim, dá para dirigir esportivamente, apesar de não ter feito isso, afinal acelerei no caso em uma reta só para sentir a extração de potencia.

          Curioso do C3 1.6 são as relações de marchas que não são mais longas que do motor 1.4. Talvez nesse ponto a Citroen continue a economizar em projeto. A unica coisa que pude reparar em test drive do motor 1.5, é que o acelerador eletronico ficou mais rapido nas respostas, o que garantiu mais rapidez em dar um arranque com menos "esforço" (quem tem o C3 sabe que ele em subidas ingrimes ao sair da imobilidade é necessário acelerar mais antes de sair ou sair "queimando" embreagem).

      • Dragoniten

        Acredito que seja porque a versão mais cara com motorização 1.6 é MUITO cara por um carro que não tem coisas básicas como um espaço minimamente decente atrás ou um simples ajuste de altura no cinto dianteiro.

  • Edson Roberto

    Chego a conclusão que ter um C3 desse modelo, somente se esse começar em R$40000. (Tendance)

    Estou dizendo do C3 pela materia, como já citei de outros modelos. Caso do Punto, que deveria só ter o motor 1.6, já que o motor 1.4 para ele é bem fraco.

    Entretanto, ainda insisto que esse modelo perdeu muitos atributos do C3 anterior… e que para variar ter ganhado o ABS não quer dizer que seja mais opção do que optar por um C3 do modelo anterior 1.6. O lado bom desse C3 é a maciez de rodar, talvez em velocidades baixas e cidade, ele se torne bem gostoso e que com compromisso de estabilidade na medida na estrada e só. Como o Eber disse, deve ser apenas razoavel nesse ponto.

    Engraçado é ver como são as avaliações, no Best Cars com o modelo Exclusive, a suspensão também com amortecedores de curso curto tem batida seca, mas é um carro bem estavel. Já o 1.5 me parece que não. Volto a dizer que, não compraria o C3 atual.

  • LuisRenatoJoia

    Pelo menos ele é economico!Bem melhor do que alguns 1.6 e 1.4de 8v beberrões.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend