*Destaque Avaliações Chevrolet Hatches

Avaliação: Novo Cruze Sport6 não é esportivo, mas anda bem e bebe pouco

novo-chevrolet-cruze-sport6-avaliação-NA-35 Avaliação: Novo Cruze Sport6 não é esportivo, mas anda bem e bebe pouco

Assim como o sedã, o Novo Chevrolet Cruze Sport6 2017 passou para a segunda geração, agora sobre a plataforma global D2XX que é, por exemplo, a mesma do Novo Chevrolet Equinox 2018. Com a mudança, o hatchback da GM ficou mais atraente, sofisticado, eficiente e, claro, mais rápido.



O Novo Cruze Sport6 2017 é oferecido nas versões LT e LTZ, sendo que a top de linha possui ainda um pacote adicional de tecnologia, que eleva a segurança e também o preço. Nesta unidade avaliada, o pacote é completo e o preço alcança R$ 113.090 (R$ 114.790 com pintura metálica).

Além do visual mais moderno, o Novo Cruze chama atenção pelo alerta de colisão, aviso de mudança de faixa com correção da direção, multimídia MyLink com Android Auto e Car Play, partida remota e estacionamento automático. Terceiro em seu segmento em 2016, o modelo vendeu 3.587 unidades.

novo-chevrolet-cruze-sport6-avaliação-NA-33 Avaliação: Novo Cruze Sport6 não é esportivo, mas anda bem e bebe pouco

Por fora…

O Cruze Sport6 2017 ficou mais atraente em estilo. As linhas são bem equilibradas e a curvatura do teto deixou o carro com um aspecto bem mais fluído. A frente tem faróis dotados de LEDs diurnos, mas faltou um conjunto ótico com xenon ou LED.

Chama atenção também pela grade dupla e detalhes cromados. Sob o para-choque, um defletor de ar semelhante ao da Spin, que facilmente encosta no chão em rampas de garagem mais íngremes.

novo-chevrolet-cruze-sport6-avaliação-NA-37 Avaliação: Novo Cruze Sport6 não é esportivo, mas anda bem e bebe pouco

Mais cromados estão presentes no entorno das janelas e nas maçanetas. Os retrovisores não possuem repetidores de direção, mas são rebatíveis eletricamente. A traseira apresenta lanternas grandes e bipartidas, mas novamente sem LEDs.

O para-choque tem desenho esportivo, mas um pouco exagerado. A intenção é dar um pouco mais de agressividade ao desenho do Novo Cruze Sport6, mas na nossa opinião passou um pouco da conta. Defletor de ar no teto e teto solar estão presentes, assim como belas rodas de liga leve aro 17 com pneus 215/50.

novo-chevrolet-cruze-sport6-avaliação-NA-39 Avaliação: Novo Cruze Sport6 não é esportivo, mas anda bem e bebe pouco

Por dentro…

Apesar do esforço de deixar a traseira mais agressiva, conforme citado acima, o Novo Chevrolet Cruze Sport6 LTZ 2017 se apresenta bem sóbrio e elegante no interior. Nenhum detalhe faz alusão ao nome ou a qualquer proposta de esportividade. O ambiente é dominado por dois tons de cinza, desde o volante até o couro dos assentos. Os materiais, especialmente o couro no painel, ampliaram o requinte a bordo.

novo-chevrolet-cruze-sport6-avaliação-NA-61 Avaliação: Novo Cruze Sport6 não é esportivo, mas anda bem e bebe pouco

De modo algum o ambiente é ruim. O volante tem boa empunhadura e aspecto moderno, enquanto o quadro de instrumentos é amplo e dotado de computador de bordo bem completo. Inclusive exibe os ajustes do sistema de estacionamento automático e dados presentes na multimídia. O alerta de colisão é sonoro e visual no cluster e sobre o painel, com luzes de alerta.

novo-chevrolet-cruze-sport6-avaliação-NA-46 Avaliação: Novo Cruze Sport6 não é esportivo, mas anda bem e bebe pouco

A multimídia MyLink tem os bons sistemas Android Auto e Car Play, além de OnStar, navegador GPS e câmera de ré. O ar-condicionado não é dual zone e a partida é por botão, embora possa ser realizada de fora com a chave eletrônica. Da mesma forma, o sistema mantém o veículo travado, funcionando apenas a climatização. Outro item de tecnologia apreciável para quem tem um smartphone mais moderno é o carregador wireless entre os bancos dianteiros.

novo-chevrolet-cruze-sport6-avaliação-NA-72 Avaliação: Novo Cruze Sport6 não é esportivo, mas anda bem e bebe pouco

Os bancos em couro são confortáveis, com ajuste elétrico no do motorista. O teto solar elétrico dá ao Novo Cruze Sport6 LTZ 2017 um ambiente mais iluminado em relação ao sedã, que não dispõe do equipamento. O espaço é bem generoso para quem vai atrás, mas sem difusores de ar extras. O porta-malas tem 290 litros até a altura dos vidros e 380 litros até o teto.

Pela pretensão, o ambiente poderia ser mais escuro em relação ao sedã, apresentando uma tonalidade mais adequada. No geral agrada bastante, mas indica que o Sport6 é de fato apenas a versão hatch do Novo Cruze, sem uma proposta mais esportiva.

novo-chevrolet-cruze-sport6-avaliação-NA-83 Avaliação: Novo Cruze Sport6 não é esportivo, mas anda bem e bebe pouco

Por ruas e estradas…

Sem dúvida, o ponto alto das mudanças no Novo Chevrolet Cruze Sport6 2017 foi a introdução do moderno motor 1.4 Ecotec Turbo SIDI Flex que, além de ser bicombustível, traz também injeção direta e turbo compressor.

O propulsor garante vida nova ao Cruze hatch, já que entrega boa elasticidade com carga máxima de torque em uma faixa muito ampla de funcionamento, começando totalmente em 2.000 rpm. Durante a condução urbana, o ponteiro fica entre 1.500 e 2.000 rotações, mas em retomadas, a rotação alcança 3.000/3.500 rpm.

novo-chevrolet-cruze-sport6-avaliação-NA-78 Avaliação: Novo Cruze Sport6 não é esportivo, mas anda bem e bebe pouco

Nesse regime, o Cruze Sport6 LTZ 2017 responde muito bem ao acelerador, mesmo que o câmbio automático GF6-3 de seis marchas não acompanhe tão bem a disposição do Ecotec Turbo. A GM ajustou o conjunto para oferecer mais eficiência energética, por isso a condução não será tão agressiva quanto se imagina.

Mesmo assim, com qualquer pisada mais forte no acelerador e o Novo Cruze Hatch decola na frente de muitos carros. As retomadas também são muito boas. Sem paddle shifts, o modelo pode ser tocado manualmente pela alavanca. Não há modo Sport, reforçando a ideia de que o hatch é apenas esportivo no nome. Mas não decepciona em performance, já que anda bem e bebe pouco.

novo-chevrolet-cruze-sport6-avaliação-NA-66 Avaliação: Novo Cruze Sport6 não é esportivo, mas anda bem e bebe pouco

Rodando a 110 km/h, o ponteiro marca 2.000 rpm. Conforto e economia durante as viagens. O nível de ruído baixo também colabora. Na cidade, as mudanças ocorrem em momentos certos e a condução é bem prazerosa. Conseguimos 10,2 km/litro na cidade e 15,6 km/litro na estrada, com gasolina, números praticamente iguais aos do Novo Cruze Sedan já avaliado. Confira aqui no NA.

O sistema Start&Stop funciona de forma rápida e não produz engasgos no motor, ajudando na economia de combustível. Outro item é a função Eco no painel, que auxilia o condutor na eficiência. Até mesmo os itens que estão consumindo mais também são indicados. A direção elétrica tem boas respostas e ainda corrige o carro em caso de distração do condutor no alerta de mudança de faixa. Porém, deve-se utiliza-lo somente como um auxílio, já que não se trata de um sistema de condução semiautônoma.

novo-chevrolet-cruze-sport6-avaliação-NA-71 Avaliação: Novo Cruze Sport6 não é esportivo, mas anda bem e bebe pouco

Os freios são bem eficientes, mas o Cruze Sport6 não dispõe de frenagem automática de emergência. Há somente o alerta de colisão, que é ajustável A suspensão tem ajuste mais para o conforto, absorvendo bem muitas irregularidades, mas a estabilidade e a dinâmica de condução são muito boas.

Nas manobras, o sistema de estacionamento automático garante entrar em vagas paralelas ou perpendiculares de forma bem intuitiva, passando assim mais confiança ao condutor e mais segurança ao veículo. E termos gerais, o hatch médio da GM tem performance e economia muito boas, mas sem nenhuma pretensão à esportividade. Embora isso não seja um demérito já que ele não é oferecido como um puro esportivo.

novo-chevrolet-cruze-sport6-avaliação-NA-7 Avaliação: Novo Cruze Sport6 não é esportivo, mas anda bem e bebe pouco

Por você…

O Novo Chevrolet Cruze Sport6 LTZ 2017 tem um bom conjunto, tanto em termos de tecnologia embarcada, quanto em desempenho e eficiência energética. Há uma boa oferta de conectividade e entretenimento, além de muito conforto e espaço.

O pacote de segurança adicional é muito bom, mas faltaram alerta de tráfego lateral e frenagem automática de emergência. E mais, poderia ter também o controle de cruzeiro adaptativo. Afinal, já se dispõe da tecnologia para detectar um veículo à frente e medir sua distância.

Mais LEDs nos faróis e lanternas, bem como difusor de ar traseiro e repetidores de direção nos espelhos são desejáveis. Interior mais escuro também seria um diferencial em relação ao sedã, já que basicamente apenas o teto solar elétrico e a traseira diferenciada são exclusividades mais nítidas do hatchback.

novo-chevrolet-cruze-sport6-avaliação-NA-5 Avaliação: Novo Cruze Sport6 não é esportivo, mas anda bem e bebe pouco

O preço agora alcança R$ 113.090 com pacote completo. É bem alto, mas se compararmos com o VW Golf Highline Tiptronic com teto e pacote Elegance, o hatch da GM sai mais em conta e tem um pacote mais atraente. Apenas o Ford Focus Titanium Plus 2.0 AT tem um pacote equivalente com preço menor. Mas tem motor aspirado, apesar da injeção direta e maior potência.

Para quem quer um hatch médio com boa performance e economia, sem que este seja um esportivo, assim como os rivais citados acima, o Novo Chevrolet Cruze Sport6 LTZ 2017 é uma alternativa interessante. Dentro do seu segmento, vale a pena, apesar do preço.

Medidas e números…

Ficha Técnica do Chevrolet Cruze LTZ 2017

Motor/Transmissão

Número de cilindros – 4 em linha, turbo e injeção direta

Cilindrada – 1399 cm³

Potência – 150/153cv a 5.600/5.200 rpm (gasolina/etanol)

Torque – 24,0/24,5 kgfm a 2.100/2.000 rpm (gasolina/etanol)

Transmissão – Automática com seis marchas e mudanças sequenciais

Desempenho

Aceleração de 0 a 100 km/h – 9 segundos (etanol)

Velocidade máxima – 214 km/h (etanol)

Rotação a 110 km/h – 2.000 rpm

Consumo urbano – 10,2 km/litro

Consumo rodoviário – 15,6 km/litro

Suspensão/Direção

Dianteira – McPherson/Traseira – Barra de torção

Elétrica

Freios

Discos dianteiros e traseiros com ABS e EDB

Rodas/Pneus

Liga leve aro 17 com pneus 215/50 R17

Dimensões/Pesos/Capacidades

Comprimento – 4.448 mm

Largura – 1.807 mm (sem retrovisores)

Altura – 1.484 mm

Entre-eixos – 2.700 mm

Peso em ordem de marcha – 1.336 kg

Tanque – 52 litros

Porta-malas – 290 litros até os vidros/380 litros até o teto

Preço: R$ 113.090 (versão LTZ completa)

Chevrolet Cruze LTZ 2017 – Galeria de fotos

5.0

  • carloscomp

    O carro tá top! Penso que a versão LT atende muito bem em custo-benefício (especialmente quando comparada aos SUV´s da moda), apesar do porta-malas, que pessoalmente achei bem menor que do meu Sport6 de primeira geração.

    PS:Confirma a informação que o ar é Dual Zone e o porta-malas é de 380 litros?

    • beto

      Acho que são 350 e não 380 litros e o ar não é dual zone. Mesmo assim, com o preço dos atuais carros no Brasil e com meu uso diário estou considerando como a próxima compra.

      • Gustavo73

        São 290 L

    • MMM

      Acho que traduziram algum press release dos Estados Unidos, pois é o padrão medir capacidade de hatch até o teto, enquanto no Brasil o padrão é até a tampa. Resumindo, o porta malas tem 290 litros até a tampa e 380 até o teto.

      • Pedro Mueller

        Na boa… É um belo e bom carro mas parece porta mala de gol e poderia valer estourando 90k. A GM vai pastar com esse carro.

    • Gustavo73

      Não tem ar dualzone r o tamanho da mala são 290L.

      • Fanjos

        Duro golpe

        • Gustavo73

          Não gostei do desenho do Sport6, principalmente a traseira. Mas não se pode negar as qualidades. Tem motor no nível do 1.4 Tsi e preço mais próximo do Focus. A ausência do dualzone mesmo na versão mais cara pode ser sentida. Mas a mala com tamanho de compacto atrapalha. E é um choque para quem tem a geração anterior.

    • Leandro

      380l sem a tampa, até o teto. Pegadinha da Gm, Raaaaaa.

  • DTF

    O ar-condicionado NÃO é dual zone

  • Jeep Compass

    O Golf é mais carro, mas é mais caro que o Cruze.
    O Focus não dá nem pra considerar com aquele câmbio powershift que é uma bomba.

    • Freaky Boss

      concordo 100% contigo

    • Leandro

      Muitas pessoas consideram, tanto que o Focus é lider. Open your mind.

      • Jeep Compass

        Não. O líder é o Golf (473 unidades), depois o Cruze (441) e o focus está em terceiro (326 unidades).

        • Leandro

          Em 2016, quais são os números? um mês não representa o mercado. Abcs

          • Jeep Compass

            Representa a tendência de queda. Dois já passaram esse ano. Novembro e Dezembro do ano passado o Golf já liderou ( Focus ganhou no acumulado do ano).
            Acredito que quando o câmbio AT6 vier pra substituir o powershit do Focus, ele volta a brigar pela liderança.

            • Leandro

              Tá certo, um mês entre 12 e5 realmente uma mudança de tendência!! Pega o histórico dos anos anteriores aí. Golf não lidera há anos. Antigo Cruze já liderou e Focus também. Procure outro argumento, um mês não representa nada, ainda mais janeiro, tradicionalmente um mês de poucas vendas.

              • Jeep Compass

                Golf liderou em Novembro/Dezembro/Janeiro e já lidera no início de Fevereiro.
                Se isso não é uma tendência não sei o que é…

                • Leandro

                  Tá certo, Focus liderou por 3 anos consecutivos “http (doispontos)//br ponto motor1 (ponto)com/news/133318/hatches-medios-focus-lidera-pelo-3-ano-seguido-com-golf-na-cola/”) , 3 meses é uma fração disso. Fazer recorte só do período que interessa contamina sua amostra. E não me venha com a história do powershift, pois há 3 anos esse câmbio já equipava o Focus.

                  • Jeep Compass

                    Quem disse que ele não liderou? Calma, amiguinho. Só tô dizendo que nos últimos três meses quem tá liderando é o Golf.
                    Acredito que seja porque as revendas pararam de aceitar carros com o câmbio powershift, o que naturalmente atrapalha a venda dos 0km.

                    • Leandro

                      Tá certo, estatístico. As revendas agora só aceitam focus 1.6, ninguém quer os 2.0 amiginho. Volte para seu mundo de faz de contas, pois o focus mais procurado no mercado de usados é o titanium e o titanium plus, tendo em vista o excelente custo benefício, pois pra sair de golf com os mesmo itens do titanium, coisa simples como uma câmera de ré, que se acha no ali express bem barato, a VW cobra os olhos da cara.

                    • Nathan F.

                      Mas o cambio do Golf nao tem 10 anos de garantia.

                    • Edufredo Castro

                      Concordo com vc Fan! O câmbio é limitante para sucesso de vendas do Focus. Converso com várias pessoas de lojas e concessionárias e a expectativa era da adoção do câmbio mais moderno já este ano, mas… ainda não veio. Quem tem que alargar as ideias é o pessoal da engenharia da Ford heheh!!

    • Ruy B.

      Golf é golzão e mto inferior ao cruze. Comparando opel com volks ta de sacanagem

      • Jeep Compass

        Golf é infinitamente mais carro que o Cruze. Tem nem comparação. Golf ganhou todos os prêmios e comparativos que um carro pode ganhar no mundo. Cruze é só um carrinho sem graça (muito inferior ao astra, que já é inferior ao Golf) que nem vende na Europa. Lixo.

  • Freaky Boss

    Gostei desse carro. Design , acabamento ótimo, bons equipamentos, segurança, motor e câmbio ótimos.
    Bate de frente com o Golf.
    Pena que esse nicho está morrendo aos poucos.

    • Ruy B.

      Estou muito feliz com o meu. Carro fantástico anda muito e é muito economico

      • Jeep Compass

        Cruze é péssimo, Jão. Pior que Focus problemashift

    • Jeremias Flores

      concordo.

      em termos estéticos, só não consigo gostar do interior claro da versão ltz, ainda mais por se tratar de uma “versão esportiva”

  • Duh

    Ficou muito bom, apesar do preço alto (todo o segmento), só que o anterior era bem mais bonito.

  • Mr. Car

    Anda bem, bebe pouco, e ao menos na versão LTZ, ainda tem um belíssimo interior clarinho, como deveriam ser os de quaisquer carros. Abaixo o soturnos, sem graça, e claustrofóbicos interiores “pretinho básico”, he, he!

    • MMM

      Eu gosto de interior escuro e tbm gosto de claro, depende do carro. O problema pra mim é que o interior claro do Cruze ficou extremamente sem sal por causa da falta de contraste. O Cruze LTZ anterior era muito melhor nesse sentido mas pra mim o exemplo de bom gosto nisso é o Jetta.

      • Mr. Car

        Eu odeio interior escuro. E independe do carro, he, he!

        • Iran Borges

          Pode crer… odeio interior todo preto.

    • Fanjos

      Eu já odeio interior cinza claro desse jeito, já descartaria o Cruze LTZ só por isso.
      Eu aceito interior bege claro tipo o do Golf e só, mas minha preferência é sempre para o preto ou cinza bem escuro

      • Mr. Car

        Então você está bem servido pelos fabricantes, he, he!

        • Fanjos

          Sim a maioria vai pelo preto , pelo menos alguma coisa, mas acharia justo que todos os modelos tivessem pelo menos 3 padronagens diferentes, acho que não aumentaria tanto os custos

          • Mr. Car

            Eu acharia justíssimo, he, he!

          • Gustavo73

            Jetta chegou a ter 3 opções, preto, beje claro e caramelo. Hoje tem só duas como os outros VW.

            • kravmaga

              O meu Jetta tem couro preto e não me arrependo em nada. Aquele bege fica lindo mas é inviável para quem usa o carro todo dia como eu. É claro demais.

              O ideal mesmo seria bancos em couro cor de café ou caramelo.

              • Gustavo73

                O caramelo que vinha no Golf alemão era lindo.
                Ia colocar uma foto mas não tem mais essa opção aqui no NA.

  • Neto

    Golf Highline DSG? Que DSG?

    • Artur

      Verdade. Só Aisin AT6 agora – e sem multilink.

  • HugoCT

    Porta malas poderia ser maior. O desenho no geral não me agradou muito – o golf é muito mais da hora neste quesito – mas o resto é show.

  • Gustavo73

    NA o Golf Highline não tem DSG e a mala do Cruze tem 290L.

  • Fanjos

    Faltar pisca no retrovisor ou pelo menor na lateral de um carro desse nível é inaceitável, o porta malas sumiu, não há opções de cores internas, e o farol do básico ficou bem aquém do top de linha.
    Eu preferi o estilo dos bancos do novo Civic, bem como a padrão das cores internas, o Golf depois que virou Huezeiro virou um lixão, a qualidade decaiu absurdamente a começar pela depenação, um exemplo é os bancos que mesmo no highline a qualidade despencou, quem tem o alemão que fique com ele para sempre.

    • João Martini

      A qualidade do couro dos Golf alemães era diferente mesmo.. infelizmente pioraram enquanto o preço subiu demais.

      • Jeep Compass

        Era outro couro. Isso que fizeram foi ridículo, Joao.

  • Ander33x

    115K e não tem nem freio de mão eletrônico, é de cair o c* da bunda. PQP!

    • Fanjos

      Não tem um pisca no retrovisor ou do lado da lata

    • Ruy B.

      Tem tanta coisa melhor q n me preocupei com um freio por botãozinho

  • Vitor Malheiros

    Vi esse carro na rua no sábado passado. A traseira é feia, sem graça. A do anterior é bem mais bonita.

    • Fanjos

      Sem contar o porte, o outro era bombadão, esse daí está parecendo aqueles modelos androgenos e magricelas… Complicado

      • Vitor Malheiros

        Exatamente. O outro tinha personalidade. Esse, não!

  • Tosoobservando

    Da pra entender pq o segmento SUV ta bombando e esse ta so caindo, a cada lançamento ficam piores e mais sem sal.

  • Licergico

    “Conseguimos 10,2 km/litro na cidade e 15,6 km/litro na estrada, com gasolina”

    para os padrões GM é até econômico mais 1.4T com start&stop deveria ser mais econômico ( um civic 2.0 aspirado sem start&stop é mais econômico que isso… )

    • Leandro

      Não é nao, amigo.

    • Ruy B.

      Ontem fui a são sebastião e fiz uma média de 16km/litro na estrada achei fantástica. Meu captiva fazia 9 tá ótimo kekeke

      • Licergico

        com meu civic na estrada faço em media entre 15,5 a 16,5 normalmente .

    • beto

      Não é, além do desempenho do Civic ser inferior.

  • Cidadão

    Tentaram fazer um carro bonito, mas não conseguiram. O carro parece bom, mas não apaixona nem por dentro, nem por fora.

    • Iran Borges

      Por fora é feião. Por dentro é aceitável.

  • Leandro

    Belo carro, vou esperarum ano pra tentar comprar um usado, se o novo focus não chegar. O Golf é melhor, mas a política de equipamentos da vw é loucura.

  • Ricardo Blume

    Um páreo duro para o Golf mas eu ainda iria de VW.

  • Alexandre Maciel

    A combinação de cores do interior, a meu ver, não é legal e tira um pouco o brilho do carro. Poderiam ter feito uma mescla com tons escuros/claros.

  • Pedro Mueller

    É um belo e bom carro mas pior é vc pagar quase 110k num GM, sem ar dualzone e com porta malas minúsculo. Acho que é por isso que nunca comprei GM, não tem diferencial. Acham que são uma Honda ou Toyota para ditarem o mercado.

    • Fanjos

      Mas a GM é uma Honda ou Toyota, o problema não é a GM o problema é a Honda e Toyota que acham que são Lexus e Acura, que só vendem carros populares a preço de ouro, aí as outras vão no embalo, a GM fica se achando Cadillac, a VW acha que é Audi a Audi acha que é Bugati e por aí vai, aqui na Banânia é tudo errado

      • Pedro Mueller

        Concordo amigo, só que a Honda e Toyota estao anos luz a frente em pós vendas, isso conta muito. Já tive carro consertado mas vcs fora da garantia na Toyota.

  • FF

    Com este valor, se compra uma Mercedes C 180 2014.

    • MMM

      Com esse valor se compra um Lobini H1 2005.

      • ViniciusF

        Se procurar bem dá pra comprar uma C63 2008. Ou uma M5 2006.

        • alexandre

          Teve ter até avião bimotor usado nesse valor….rsrd

    • Iran Borges

      Phoda deve ser o seguro e manutenção. Nisso não posso reclamar do Corolla. É muito fácil de manter.

  • Pedro Mueller

    Mais um carro pra dar mais vontade de ir pros SUVs e Crossovers. 110k num hatch médio que não chama a atenção e já nasceu envelhecido.

    • Iran Borges

      Falou tudo brother. Se tudo der certo, meu próximo será um SUV ou crossover. Se for pra pagar caro melhor pegar um carro maior, mais vistoso e que aguenta melhor a buraqueira.

  • Pedro Mueller

    Conseguiu nascer com visual mais envelhecido que o 308.

  • Antonio

    O Carro e muito bonito, seu design e compativel ao de um insígnia/opel, mas essa antena de teto destoou dos 99% do conjunto. Quanto ao preço cobrado no top (R$ 113.090) e muita grana! E mais ainda, quando for preciso trocar um para-choques, ex, que e o dobro do preço, se comparado ao do Civic G 10, assim teria que vir com um seguro de troca de algumas peças ao menos nos tres primeiros anos de uso, ainda assim eu esperaria para adquiri-lo a partir dai, pois com certeza seu preço de usado estaria muito abaixo, como todos o semi-novos, nesta categoria.

  • Bruno Gomes

    Pelo preço dessa versão top, temos muitas boas opções semi novas. O carro tem um bom pacote, mas o preço desses hatchs médios já beiraram o absurdo. Dá pra pegar Fusion Top e outros carros pelo valor desse carro.

  • Jeremia Corner

    golf, lixo…. volks lixo… Todos as demais marcas são superiores exceto as chinesas……

  • Jeremia Corner

    ford mais conforto que qualquer um, acabamento superior, cambio fraco realmente

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend