_Destaque Avaliações Jaguar Preços Sedãs

Avaliação: Novo Jaguar XF R-Sport 2016

jaguar-xf-r-sport-avaliação-NA (1)

Em janeiro de 2015, avaliamos o Jaguar XF Sport Luxury, versão equipada com motor 2.0 e que custava na época menos de R$ 200.000. Agora, é a vez do Novo XF R-Sport 2016. O sedã de luxo é agora intermediário na gama de produtos, já que surgiu um irmão menor, chamado XE.

Mais leve e dotado de maior nível tecnológico, o Novo Jaguar XF R-Sport mantém motor e transmissão do anterior, mas agora em uma estrutura mais rígida e de menor peso – 145 kg a menos nessa versão 2.0, embora a redução na versão V6 tenha sido de 190 kg – bem como entre eixos ampliado e comprimento ligeiramente menor.

Com novo visual exterior e, especialmente, interior renovado, o Novo XF mantém requinte, mas agora oferece pacote tecnológico mais avançado, assim como melhor performance e economia. O preço é alto pelo pacote com apelo mais esportivo, sendo oferecido por R$ 283.420, embora tenha sido reduzido, mas ainda assim bem distante do topo de linha V6 3.0 de 340 cv, que sai por R$ 381.120, valor também menor que no lançamento.

jaguar-xf-r-sport-avaliação-NA (8)

Por fora….

Apesar de ser uma nova geração, o Novo Jaguar XF mantém basicamente o mesmo estilo do modelo anterior, exceto – a grosso modo – pelas portas traseiras menores no novo modelo, que ganhou vigias laterais traseiras.

Na frente, destaque para os faróis de LED com visual mais esportivo, assim como as lanternas traseiras em LED, que remetem aos XE e F-Type, tendo dois semicírculos. A grade é personalizada com acabamento em preto brilhante, tonalidade que reveste os espelhos retrovisores, rodas de liga leve aro 18, saídas de ar laterais, para-choque e friso da tampa do porta-malas.

O Jaguar XF 2016 vem com duas saídas de escape, antena estilo barbatana e teto solar panorâmico. Este último abre para fora, mas apesar do tamanho grande do vidro, fornece apenas abertura padrão no interior.

jaguar-xf-r-sport-avaliação-NA (31)

Por dentro….

Por dentro, o Novo XF é uma releitura do Novo XE, que por sua vez tem muito do F-Type. O acabamento frontal apresenta desenho de arco que nasce nas portas e se estende pelo painel, dando um ar bem mais esportivo ao luxuoso inglês. Toda essa parte é revestida em couro costurado, assim como a parte superior do painel, volante, alavanca, portas e assentos. A iluminação interna pode ser personalizada, criando um ambiente mais pessoal.

O volante de três raios é claramente esportivo e vem com o logotipo R-Sport, tendo inclusive regulagem elétrica, que pode ser automatizada com as três memórias do banco do motorista. O quadro de instrumentos tem bom aspecto e agora conta com novo display central em TFT, tendo também iluminação vermelha no modo Dinâmico.

jaguar-xf-r-sport-avaliação-NA (44)

A multimídia InControl Apps é mais interativa que a anterior, sendo de fácil operação e dotada de navegador GPS, câmera de ré e controle de climatização. O ar-condicionado dual zone tem o mesmo aspecto que o do XE e lembra o estilo usado pela Peugeot nos 208 e 2008. O sistema de som Meridian tem excelente sonoridade.

No entanto, o que não muda é o console central com seletor de marchas giratório e retrátil, bem como os botões de modos de condução no estilo Land Rover. São interessantes, mas já poderiam ter mudado isso. O que não mudará mesmo é o botão de partida com o pulsar do coração.

jaguar-xf-r-sport-avaliação-NA (58)

Além de tudo isso, o Novo Jaguar XF traz um interior bastante luxuoso e requintado, empregando materiais nobres e de ótima qualidade. Num carro dessa classe, tudo parece estar em perfeita ordem.

Mesmo com o aumento de entre eixos (5 cm), quem vai atrás nem vai perceber a diferença, pois a generosidade do sedã continua grande. Saídas de ar condicional traseiro também estão incluídas. O porta-malas ganhou 5 litros e agora dispõe de 505 litros.

jaguar-xf-r-sport-avaliação-NA (41)

Junto com a nova geração, o XF ganhou direção elétrica adaptativa, que responde diretamente ao alerta de mudança de faixa, que faz o volante vibrar ou corrige a trajetória, trazendo o veículo de volta para a faixa. Ele funciona tanto com ou sem o controle de cruzeiro adaptativo. É um pequeno vislumbre da futura condução autônoma.

Por enquanto, a função é apenas evitar distrações, assim como o alerta de fadiga do condutor e a frenagem de emergência. Para manter os olhos do motorista na estrada, um HUD com dados de navegação é inserido junto ao para-brisa. O XF R-Sport ainda vem com múltiplos airbags e os devidos controles de tração, estabilidade e partida, entre outros.

jaguar-xf-r-sport-avaliação-NA (71)

Faltou um sistema de estacionamento automático, útil para ajudar a colocar os quase 5 metros de Jaguar em vagas apertadas. Os retrovisores também não rebatem de forma elétrica e também não havia o fechamento elétrico do porta-malas, itens que podem ser encontrados na versão S, a topo de linha.

jaguar-xf-r-sport-avaliação-NA (22)

Por ruas e estradas….

Mais leve, o Novo Jaguar XF R-Sport 2.0 é bem mais equilibrado que o anterior, tendo distribuição 50:50 para os seus 1.590 kg. Mesmo com entre eixos mais longo, o comportamento geral foi muito bom.

O propulsor 2.0 da FoMoCo preserva a excelente performance. Ele dispõe de turbo, injeção direta e oferece 240 cv a 5.500 rpm e 34,5 kgfm entre 2.000 e 4.000 rpm. A transmissão automática continua sendo a ZF de oito marchas, cujas mudanças manuais são feitas apenas no volante. A tração permanece traseira e com suspensão Multilink.

jaguar-xf-r-sport-avaliação-NA (78)

O conjunto motriz empurra o enorme XF 2016 com desenvoltura e agilidade, graças ao menor peso e boa distribuição. A aceleração é vigorosa mesmo no modo econômico, mas é no Sport que o sedã da Jaguar revela o poder do downsizing, fazendo um pequeno motor oferecer desempenho há poucos anos pertencia aos V6.

As retomadas são satisfatórias e as respostas ao acelerador, pontuais. No modo Dinâmico, o painel fica vermelho e a programação do XF muda para ficar mais radical e entregar tudo sem cerimônias. Rodando a 110 km/h, ele fica em apenas 1.600 rpm, garantindo funcionamento suave, silencioso e econômico. Fizemos bons 14,6 km/litro na estrada e 8,1 km/litro na cidade.

jaguar-xf-r-sport-avaliação-NA (53)

A condução prazerosa é realçada pelo bom ajuste da suspensão, que apesar de ser focada mais no conforto, garante uma performance esportiva quando desejado, assim como um comportamento geral bem estável e previsível. Na frente, saiu o McPherson e entrou o Double Wishbone. Apesar da altura, mesmo com lotação completa, não raspou em lombadas e nem teve a frente tocada pelo solo em rampa de garagem.

Os freios garantem excelente segurança em qualquer modo de condução escolhido, que ainda inclui a opção inverno. A direção elétrica ficou bem mais leve e muito progressiva em cruzeiro. É ela que garante boa parte da sensação de leveza ao dirigir, fazendo com que os 4,95 metros e 1.590 kg não pareçam estar a bordo do XF R-Sport 2.0. A impressão é de ser um carro menor, dada a agilidade da nova geração.

jaguar-xf-r-sport-avaliação-NA (23)

O Novo Jaguar XF também prioriza a segurança. O volante sendo corrigido pelo alerta de invasão de faixa, assim como a entrada da frenagem automática de emergência e do bom controle de cruzeiro adaptativo, fazem a condução do sedã britânico ser ainda mais interessante. O HUD também permite uma condução mais segura.

jaguar-xf-r-sport-avaliação-NA (25)

Por você….

Em seu segmento, o Jaguar XF briga com os luxuosos alemães A6 da Audi, Série 5 da BMW e Classe E da Mercedes-Benz, tendo preço dentro do esperado para o segmento, incluindo o menor valor dentre os modelos citados acima, mas com topo de linha entre os mais caros.

No caso do XF R-Sport, seu preço praticamente se equivale às opções de acesso de Mercedes e Audi. São R$ R$ 283.420 de preço base, que podem ser ampliados com opcionais e acessórios, podendo passar dos R$ 300.000. É com ele que a marca inglesa quer a liderança do segmento, de forma discreta. No lançamento, devemos lembrar que o Novo XF nesta versão custava R$ 288.600. Ou seja, uma redução de R$ 5.180.

jaguar-xf-r-sport-avaliação-NA (3)

A dirigibilidade melhorada, aliada aos novos sistemas de segurança, reforçam a proposta de proteção do Novo XF, assim como seu estilo mais esportivo e marcante. A melhor na eficiência energética será benéfica para aqueles que priorizam uma condução sem desperdícios e com menor impacto ambiental.

Para consumidores dessa categoria, menor consumo e emissão não estão relacionados ao custo, mas à consciência. No caso do Jaguar XF 2016, em sua versão R-Sport, a adição de esportividade ao cardápio é a receita para quem quer uma boa alternativa à culinária germânica.

Medidas e números….

Ficha Técnica do Novo Jaguar XF R-Sport 2016

Motor/Transmissão
Número de cilindros – 4 em linha, injeção direta, turbocompressor
Cilindrada – 1.999 cm³
Potência – 240 cv a 5.500 rpm (gasolina)
Torque – 34,5 kgfm entre 2.000 e 4.000 rpm
Transmissão – Automática com oito marchas e mudanças sequenciais por paddle shifts

Desempenho
Aceleração de 0 a 100 km/h – 7,0 segundos
Velocidade máxima – ND
Rotação a 110 km/h – 1.600 rpm
Consumo rodoviário – 14,6 km/litro
Consumo urbano – 8,1 km/litro

Suspensão/Direção
Dianteira – Double Wishbone/Traseira – Multilink
Elétrica

Freios
Discos dianteiros e traseiros com ABS e EDB

Rodas/Pneus
Liga leve aro 18 com pneus 245/45 ZR18

Dimensões/Pesos/Capacidades
Comprimento – 4.954 mm
Largura – 1.987 mm (sem retrovisores)
Altura – 1.457 mm
Entre eixos – 2.960 mm
Peso em ordem de marcha – 1.590 kg
Tanque – 74 litros
Porta-malas – 505 litros
Preço – R$ R$ 283.420

Galeria de fotos do Jaguar XF R-Sport 2016:





  • Charlis

    Que o carro é lindo e maravilhoso, é fato. Passaria horas admirando ele.
    Mas, eu não consigo imaginar uma justificativa em gastar 283 mil reais, em um carro 2.0 turbo, aonde, com metade deste valor, tem uma série de outros carros com essa mesma motorização.
    Na minha humilde opinião, não há mimos a mais,que justifiquem tudo isso.
    Mas enfim, minha visão.

    • PEDAORM

      Particularmente não vejo problema. O desempenho é suficiente para um sedan grande, não tem pretenções muito esportivas. Além do mais, motor 2.0 equipa até Porsche hoje em dia.

      • Charlis

        Eu concordo com você, mas na minha opinião, é muito, muito, muito dinheiro, a mais, por pouca coisa na pratica a mais, rs!
        Com menos de 200 mil, você tem uma ampla lista de sedans premium com uma motorização parecida: A4, A5, C200, 328i, S60, ou até mesmo na Jaguar, mas o XE.
        Perto dos 300 mil, na minha opinião, só justifica um motorzão mais barulhento, entenda V6 ou V8, rs…
        Mas bicho, esse é o pensamento de um simples mortal, como a maioria aqui, rs!

        • PEDAORM

          Justo, encontra mesmo, mas todos menores e ou modelos V6 não premium. Os concorrentes diretos também partem do 2.0.

        • Thiago

          Esse motor é o mesmo do fusion ou é o novo ingenium da própria jaguar?
          Imagino que esse carro deva se equiparar em preço com a 528i e com o A6 2.0T de 252cv (que em 2015 custava R$260.000,00 segundo o próprio NA).
          Também acho que há outras opções mais interessantes no mercado por menos

          • Romualdo Vieira

            É o Ecoboost da FoMoCo…

    • Leonardo M

      Ainda mais que todos os itens de conforto dessa versão (a mais ainda) são encontrados em carros da metade do preço. Também não vejo justificativa para custar tudo isso só porque é um Jaguar.

      • Pacheco

        Sei lá… eu prefiro pegar um Fusion Turbo top. Ele é igualmente (ou até mais) equipado e custa metade.

        • radiobrasil

          E o seguro/manutenção mais em conta, sem falar na ampla rede de css.

          • Pacheco

            Sim, tem isso tbm. Se for pra gastar mais de 200 mil num carro, que ele seja bem mais top e poderoso.

        • Leonardo M

          O Fusion top é bem mais equipado que esse XF de entrada. O Jaguar é mais carro? Sim, é. Mas não é o dobro melhor para custar tão a mais. O motor é praticamente o mesmo e ainda tem menos equipamentos e talz. O Acabamento melhor e a plataforma mais moderna não custam tudo isso nem de longe.
          Bom, de qualquer forma, qualquer carro acima de 150 mil reais, creio eu, é surreal, nenhum tem conteúdo que justifique o preço. Compra quem é muito rico e nem sente doer no bolso. A Indústria funciona assim, quanto maior o preço maior a margem de lucro, mesmo que tratemos de carro de ultra luxo. Um Bentley custando R$ 2 milhões não deve ter custo nem de 1/5 disso.

    • radiobrasil

      Mesmíssima motorização dele, que eu sei, Evoque e Fusion Ecoboost

      • MG

        Essa é a dúvida que fiquei tbm. Pois tá econômico esse consumo do jaguar, 14km/l na estrada, nem em sonho o Fusion faz isso.
        Por isso defendo que a Ford deve melhorar o carro neste ponto, botando um câmbio de dupla embreagem e com mais marchas e start/stop.

        • fschulz84

          Exato… Creio que o câmbio ZF resulte nesta boa diferença no consumo

        • Charlis

          O Fusion andando na boa, faz 12km/l na estrada, já consegui fazer 13km/l.
          Não utilizo Podium, mas provavelmente melhoraria mais o consumo ainda.
          O Fusion tem apenas 6 marchas, um cambio não muito dos mais modernos, então sem dúvidas um ZF melhoraria isso.
          O Fusion FWD (meu) pesa quase 1700 kilos, é coisa pra caramba, por isso não reclamo do consumo, ainda mais considerando o tanto que ele acelera.
          Para efeito de comparação, nas mesmas condições, faço mais de 15 km/l com o Jetta TSI.
          Ai entra o DSG, e o peso bem menor …

          • MG

            Conta a mágica ai, onde você mora não deve ter relevo bicho.

            Sai de um Jetta TSI e fui pra um Fusion AWD, nenhum dos dois fez/faz essas médias, e olha que não sou de ficar correndo com o carro.

            • Charlis

              Primeiro vamos aos carros.
              Meu Jetta é o 211cv, o seu era esse?
              Pois este motor, tem uma evolução em relação ao de 200cv, e ficou levemente mais econômico.
              E o meu Fusion é o Titanium 2.0 Ecoboost FWD.
              Ele é nitidamente mais econômico que o AWD, por 2 motivos: tração e peso.

              Em ambos os casos o teste foram nas rodovias Washington Luis e Anhanguera sentido interior – capital, com o cruise travado nas velocidades das pistas (110 e 100 respectivamente).
              E sem nenhuma aceleração brusca, andando como um Sr. de 80 anos mesmo.
              Se acelerar mais, obviamente, o consumo cai muito.

              Desta forma, com o Jetta, faço facilmente acima de 15km/l, abaixo 1 foto de exemplo.

              Com o Fusion no mesmo percurso, é complicado fazer mais de 12km/l, mas já cheguei em 13km/l.

              Eu sempre reveso esta viagem com estes 2 carros, a proxima com o Fusion, eu faço uma nova medição e posto aqui.

              []s

              • MG

                São muitas diferenças mesmo, não tem como chegar num consumo parecido. Meu Jetta era com 200 cv.

                Mas o principal, eu uso quase que exclusivamente em pistas simples aqui no interior do Paraná, ainda que algumas pedagiadas. Também não tenho o hábito de usar controle de cruzeiro nos carros, me dá muito sono, além da complicação de usar em pistas simples.

                Tudo isso explica bem a diferença de consumo.

    • CarroPopular

      To contigo e não abro.
      Aqui no Brasil XF 2.0 não dá.
      NA, arruma algumas coisas no texto.
      O V6 atual tem 380cv
      À suspensão dianteira, desde o modelo antigo, já era duplo A, o que mudou foi a suspensão traseira

    • !Marcelo Surf!

      283k num 240cv de fusion é fora de propósito. Compra um fusion que é mais negócio.

  • Maçaranduba o Porradeiro.

    Lindo esse carro, mas essa anteninha, huuuummm, parece que K-h-ram no teto do carro…

  • Eduardo FP

    Tirem o símbolo da Jaguar e esse carro valeria 160mil..

  • Navaman

    É bonito mas…
    Ressalvando as boas críticas que tem recebido ao seu comportamento dinâmico, me parece ser menos refinado que os concorrentes. Até o Classe C (em tese, é de categoria inferior) me parece mais luxuoso por dentro.

  • fbl

    Nessa faixa, se fosse pra escolher um sedan premium, iria de 428i. Certamente é algo bem mais refinado (incluindo mecanicamente) que esse Jaguar.

    • MG

      Somos 2
      Com o pacote M na cor azul Estoril.

      • fbl

        Internamente então, esse carro sinceramente nao parece competir com os alemães. Falta requinte. É grande, todo equipado e tal mas na hora de assinar o cheque tem que ter muita vontade de ter um Jaguar. Tem coisas mto melhores na trinca alemã.

      • fbl

        E outra… ta mais do que na hora da jaguar ter seu proprio motor e nao o motor do ford fusion. Não que seja ruim mas fica melhor para uma marca premium mostrar tecnologia própria, coisa que as alemãs tem de sobra.

    • GPE

      528i, não?

      • fbl

        Nao, 428i mesmo. Acho ainda mais bonita que a serie 5.

  • Aires Jone

    Olha a quantidade de botões no volante! !!



Send this to friend