Avaliações Esportivos Porsche SUVs

Avaliação: Porsche Cayenne Turbo tem DNA de 911 em tamanho família

Avaliação: Porsche Cayenne Turbo tem DNA de 911 em tamanho família

O Porsche Cayenne foi uma das ações mais bem-sucedidas da Porsche nos últimos anos.


O SUV de luxo tem pegada esportiva e captou milhares de clientes para o fabricante de Zuffenhausen, que não estavam entre os consumidores tradicionais da marca.

Em sua geração mais atual, o SUV fica cada vez mais próximo do ícone da marca, o 911, especialmente na versão Cayenne Turbo, que tem nada menos que 550 cavalos.

Avaliação: Porsche Cayenne Turbo tem DNA de 911 em tamanho família


Esse Porsche em forma de SUV realmente surpreende em desempenho, assim como em luxo e sofisticação.

Custando a partir de R$ 744.585, este da avaliação sai, por baixo, por R$ 763.622, isso apenas se somarmos as rodas aro 21 exclusivas e o interior vermelho e preto.

Tendo motor V8 4.0 Biturbo, o Cayenne Turbo literalmente voa baixo, mas levando a família e muita bagagem com conforto acima da média.

Por fora…

Avaliação: Porsche Cayenne Turbo tem DNA de 911 em tamanho família

O modelo é um irmão bem grande do 911 e incorpora todo o estilo que faz o clássico alemão e demais membros da família.

Enorme, ele tem quase cinco metros e é imponente.

Musculoso e fluido, o Cayenne Turbo esbanja impacto visual, especialmente com seus faróis full LED dotados de quatro LEDs diurnos.

A marca está até no recente Taycan, aflorando assim o DNA da Porsche em cada detalhe.

Mesmo sendo um SUV de proposta mais familiar que o cupê elétrico ou o bólido 911, o Cayenne não se intimida.

Atrás, no spoiler do bagageiro, por exemplo, ele tem aerofólio ajustável!

Avaliação: Porsche Cayenne Turbo tem DNA de 911 em tamanho família

Isso sem contar as grandes rodas aro 21 polegadas exclusivas, que custam R$ 15.588 apenas para dar um visual mais agressivo.

Já as pinças de freio são realmente nervosas com pintura branca e tamanho que dá quase metade da roda!

As lanternas em LED fusionam-se num layout muito agradável, tendo logo abaixo o nome “Cayenne Turbo” estampado para ninguém se confundir.

O próprio nome Porsche fica no corpo da lente principal.

Com barras no teto em preto brilhante, assim como no spoiler, o Cayenne Turbo não poderia existir sem suas quatro bocas de escapes bem destacadas.

Afinal, isso é um reflexo visual do que ele pode realmente fazer.

Por dentro…

Avaliação: Porsche Cayenne Turbo tem DNA de 911 em tamanho família

Se fora o Cayenne Turbo impressiona, dentro o SUV da Porsche realmente faz jus à proposta.

Mesclando esportividade e luxo, o utilitário esportivo tem um ambiente muito agradável.

Com um teto solar panorâmico a deixar tudo mais claro, o Cayenne Turbo fica ainda mais atraente com interior em vermelho e preto.

Essa opção custa R$ 3.449 e inclui a tonalidade vermelha nos bancos esportivos, devidamente envolventes, assim como nas portas, painel e console central.

O restante é preto, com revestimento de altíssima qualidade.

Avaliação: Porsche Cayenne Turbo tem DNA de 911 em tamanho família

Só os bancos dianteiros têm 18 ajustes elétricos, inclusive para apertar as costelas e as pernas dos ocupantes, além de extensão de assentos, ajustes lombares, etc.

O painel é fiel ao espírito da Porsche com cluster análogo-digital com conta-giros de ponteiro e o restante em duas telas que simulam os demais mostradores.

Reproduz inclusive mapa de navegação e diversas funcionalidades.

Aliás, assim como outros da Porsche, o Cayenne Turbo tem alguns botões extras para atribuição de funções.

O botão de partida no lado esquerdo, invenção de Ferdinand Piëch, falecido recentemente, está lá também.

O HUD colorido reproduz até o mapa de navegação, além de outras informações.

Avaliação: Porsche Cayenne Turbo tem DNA de 911 em tamanho família

À noite, até um visor noturno garante segurança extra para visualização de perigos na estrada.

A multimídia PCM com tela de 10,9 polegadas traz tudo o que você precisa para tirar proveito do Cayenne Turbo dentro ou fora de estrada.

Isso mesmo, sendo um SUV, ele é obrigado a ter sua parcela de aventura no DNA, algo que o clássico 911 fez também no passado, diga-se de passagem.

Com duas alças bem posicionadas nos lados da alavanca de câmbio, o Cayenne Turbo tem ainda uma tela para a climatização, que é sensível ao toque, mas com sensor de pressão, para manter aquele contato físico entre operador e máquina.

Avaliação: Porsche Cayenne Turbo tem DNA de 911 em tamanho família

O relógio cronógrafo no topo do painel é outra marca da Porsche que o Cayenne Turbo exibe com elegância.

Já o volante com ajuste elétrico tem pegada de Boxster e 911, além de aquecedor oculto (fica dentro do raio inferior) e o empolgante seletor de condução, onde o botão do Sport Response te dá 20 segundos e êxtase com tudo o que ele pode oferecer.

Na coluna de direção, há também a haste do controle de cruzeiro adaptativo.

Para quem vai atrás, o espaço é muito bom e o banco também. O ar condicionado de quatro zonas têm saídas nas colunas B e ao centro, onde o display é semelhante ao encontrado na frente.

Avaliação: Porsche Cayenne Turbo tem DNA de 911 em tamanho família

No bagageiro, o Porsche Cayenne Turbo leva 745 litros, mas com o banco traseiro rebatido, alcança 1.680 litros.

Para acessar, a tampa abre e fecha automaticamente e até a suspensão pode ser rebaixada para facilitar o ingresso ou remoção de bagagem/compras.

O estepe é fino e tem calibrador para enchê-lo quando for utilizado.

Por ruas e estradas…

Avaliação: Porsche Cayenne Turbo tem DNA de 911 em tamanho família

Mesmo levando cinco com conforto, o Porsche Cayenne Turbo não foi feito para apenas um passeio matinal para curtir a paisagem.

Ele é agressivo, poderoso e pede para ser usado, basta apenas discernimento e pé embaixo.

Seu V8 4.0 Biturbo é o mesmo dos RS da Audi e entrega uma cavalaria com 550 ginetes entre 5.750 rpm e 6.000 rpm.

Se isso não bastasse, mais 78,2 kgfm de torque são despejados entre 1.960 rpm e 4.500 rpm.

Ou seja, força máxima disponível na maior parte do tempo, o que é ótimo para condução esportiva.

Avaliação: Porsche Cayenne Turbo tem DNA de 911 em tamanho família

Ao girar o botão de partida, o V8 ronca pouco e lembra o som de um motor diesel pesado em marcha-lenta (sim, aqueles dos caminhões).

O som não é ruim, pelo contrário, é até inusitado.

Contudo, a comparação é válida pelo fato também desse V8 ser igualmente forte como um diesel potente.

Trabalhando com uma caixa automática de oito marchas e com tração nas quatro rodas, o Cayenne Turbo reúne tudo para andar rápido e fazer curvas como ninguém.

Sem estupidez, ele sai de forma agradável e até engana por não parecer assim tão poderoso.

Avaliação: Porsche Cayenne Turbo tem DNA de 911 em tamanho família

No entanto, basta querer saber até aonde vai a toca do coelho, para descobrir que mesmo no modo Normal, o Cayenne Turbo deixa tudo para trás, literalmente.

O giro do V8 sobe assustadoramente e o ronco deixa o simpático do diesel de lado para ser aquele que se ouve nos track days: alto, grave e empolgante.

A ascensão do velocímetro digital é espantosamente impressionante, uma vez que quando se percebe que já está bem rápido, qualquer limite legal ficou para trás há bastante tempo.

Com o Cayenne Turbo tudo acontece rápido demais e quando começa a ficar bom, logo é preciso parar, pois, o SUV voa simplesmente de 0 a 100 km/h em 3,9 segundos usando-se o Sport Plus, que é o modo mais agressivo.

Avaliação: Porsche Cayenne Turbo tem DNA de 911 em tamanho família

E nem estamos incluindo o Sport Response nesse caso.

Sim, o impacto do avanço do SUV da Porsche é aquele de socar o corpo no assento e ver as faixas segmentadas virarem contínuas…

Até 2.000 rpm, o bólido segue suavemente e sem muitas pretensões, mas acima de 5.000 rpm, ele joga fora seu crachá de SUV e vira um superesportivo nato, mesmo com o porte avantajado.

Quanto mais alto o modo de condução, menor é a altura da suspensão e a maciez ao rodar, grudando assim no chão.

Para deixá-lo mais preso ao solo, pode-se elevar o aerofólio traseiro.

Entretanto, não é preciso seguir os modos para ter tudo isso, basta ajustar os perfis de amortecimento e resposta do chassi, assim como a altura da suspensão.

O modo Individual permite diversas modificações para deixar o Cayenne Turbo com a cara do condutor.

Tudo é exibido de forma intuitiva e fácil no PCM, mostrando exatamente o que vai acontecer a cada escolha do motorista.

Avaliação: Porsche Cayenne Turbo tem DNA de 911 em tamanho família

Para quem quer explorar mais, existem os paddle shifts no volante e na alavanca, assumindo o comando do bicho, mas sabendo de antemão que a liberdade é muito grande, a ponto de o ponteiro ir descendo até quase 1.000 rpm se a marcha não for mudada.

É claro, o sistema vai mudar no limite, mas é bom estar ciente disso. Isso significa que é possível leva-lo até o corte de giro, o que acontece acima dos 6.500 rpm, sem ir ao limite do carro.

O Cayenne Turbo tem modos Normal, Sport e Sport Plus, além do Individual e os 20 segundos de energia extra do Sport Response.

Rodando a 110 km/h, as boas relações do câmbio automático de oito marchas garantem 1.400 rpm, o que significa conforto e economia, onde conseguimos na estrada, ótimos 12,2 km/l.

Já na cidade, não existe almoço grátis e mesmo no melhor modo para poupar combustível, não passamos de 6,8 km/l, o que não é nada mal, dada a proposta e o preço do Cayenne Turbo.

Isso porque o SUV tem sistema elétrico de 48 volts e desligamento do motor poucos metros antes de parar, o que ajuda num consumo menor.

Quer mais economia? Então busque o Cayenne Turbo S E-Hybrid.

Avaliação: Porsche Cayenne Turbo tem DNA de 911 em tamanho família

Se para andar na estrada ou na cidade, o SUV se comporta do manso ao agressor, ele também é um carro indicado para quem sai do lugar-comum e vai para o off road.

Para isso, o SUV da Porsche traz, além do modo OnRoad, as opções Gravel, Mud, Sand e Rocks para entrar em quase qualquer lugar sem pavimento.

A altura da suspensão é ajustada automaticamente e pode ficar bem mais alta que as três opções selecionáveis normalmente.

Com lama, rampa extremamente íngreme, descidas quase verticais, o Cayenne Turbo se converte num 4×4 off roader de primeira.

Avaliação: Porsche Cayenne Turbo tem DNA de 911 em tamanho família

A suspensão pneumática é ajustada para buscar o melhor curso, tendo as rodas, força distribuída eletronicamente para sair de qualquer embaraço.

Tudo feito com máxima rigidez estrutural e sem ruídos de carroceria.

Existe até uma opção de câmera para visualizar o terreno um pouco além e mais alto.

Contudo, é no asfalto que o Porsche Cayenne Turbo realmente encanta.

O SUV tem uma direção direta, rápida e que dá a sensação total de controle sobre as mais de duas toneladas de aço de alta resistência e materiais leves.

Avaliação: Porsche Cayenne Turbo tem DNA de 911 em tamanho família

A suspensão é bem firme, mas como é pneumática e possui amortecedores eletrônicos, simula diversos modos, indo do bem macio até o muito no chão, exatamente para fazer as curvas de uma pista fechada.

A distribuição de força entre as rodas e o eixo traseiro direcional ajuda a contornar as curvas bem dentro e com inclinação mínima.

Com pneus bem largos na frente e ainda mais atrás, o Cayenne Turbo agarra bem o asfalto e garante aquele desempenho excepcional.

Mesmo em pisos ruins, a suspensão pode ser ajustada para mais conforto e minimização dos efeitos indesejáveis do pavimento.

Avaliação: Porsche Cayenne Turbo tem DNA de 911 em tamanho família

Já os freios possuem poder de frenagem muito elevada, bem acima das pretensões diárias, mesmo para quem anda sempre de forma esportiva.

O controle de cruzeiro adaptativo é outro recurso que dá mais conforto ao dirigir, mesmo em altas velocidades, mantendo o SUV bem centrado e longe do carro a frente.

Em resumo, o Porsche Cayenne Turbo não brinca em serviço.

Por você…

Avaliação: Porsche Cayenne Turbo tem DNA de 911 em tamanho família

Custando quase R$ 800 mil, o Cayenne Turbo é um carro para bolsos bem seletivos.

O investimento é alto, mas o prazer ao volante vem junto também.

Mesmo que muito dele não se aproveite no dia a dia, ter um na garagem já é um enorme diferencial.

Muito completo e com diversos opcionais e acessórios, o Cayenne Turbo é a escolha de quem não quer só manter o status.

Ele também quer andar de forma esportiva, levar a família e ainda pegar muita poeira, lama e o que vier pela frente, seja dentro ou fora da estrada.

Medidas e números…

Ficha Técnica do Porsche Cayenne Turbo 2019

Motor/Transmissão

Número de cilindros – 8 em V, biturbo

Cilindrada – 3.996 cm³

Potência – 550 cv a 5.750 rpm

Torque – 78,2 kgfm a 1.960 rpm

Transmissão – Automática de 8 marchas com mudanças manuais na alavanca e volante

Desempenho

Aceleração de 0 a 100 km/h – 3,9 segundos

Velocidade máxima – 286 km/h

Rotação a 110 km/h – 1.400 rpm

Consumo urbano – 6,8 km/litro

Consumo rodoviário – 12,2 km/litro

Suspensão/Direção

Dianteira – McPherson/Traseira – Multilink

Elétrica

Freios

Discos dianteiros e traseiros com ABS e EDB

Rodas/Pneus

Liga leve aro 21 com pneus 285/40 ZR21 na frente e 315/35 ZR21 atrás

Dimensões/Pesos/Capacidades

Comprimento – 4.926 mm

Largura – 1.983 mm (sem retrovisores)

Altura – 1.673 mm

Entre eixos – 2.895 mm

Peso em ordem de marcha – 2.175 kg

Tanque – 90 litros

Porta-malas – 745 litros

Preço: R$ 763.622 (roda diferenciada e interior vermelho)

Porsche Cayenne Turbo 2019 – Galeria de fotos

 

Avaliação: Porsche Cayenne Turbo tem DNA de 911 em tamanho família
Nota média 5 de 4 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • th!nk.t4nk

    É incrível como Cayenne e Panamera evoluíram desde suas primeiras versoes. Fui bastante crítico destes modelos na época, mas admito que a Porsche trabalhou muito em ambos e ganhou respeito nestes novos segmentos. Quanto a esse aí, só se vê os 4 leds no retrovisor, e segundos depois sumindo no horizonte!

  • El Gato!

    Um legítimo exemplar da pura engenharia automobilística germânica. De um banheirão, foi se tornando um excelente carro ao longo dos anos. Hoje, pra mim, é obra de arte.

  • what_the_hell??

    Pelos preços, acho q a cada 50 Caryennes Híbridos vendidos, vai vender 1 ou 2 desse modelo turbo! (A versão híbrida “civil” faz 0 a 100 em 5s e custa 435mil)

    • Edson Fernandes

      E eu pensando que o hibrido fosse o modelo mais caro da gama… (pq na maioria dos fabricantes é…)

  • G. de F.

    Se tivesse muito dinheiro e só pudesse ter um único carro para tudo, essa seria a escolha definitiva. (Claro, tirando esse interior vermelho…)

    • Éder Sibilin

      Também achei o interior de muito mal gosto..
      O carro em si, realmente uma obra de arte da engenharia. O Design externo pra mim está um pouco cansado.

    • El Gato!

      Acho que nesse conceito de “um carro pra tudo”, ficando na mesma linha, o Macan seria uma melhor escolha. Um handling melhor na cidade, estiloso… seria a minha opção.

  • Marcos Matos

    Cluster poluidíssimo, marca registrada do Cayenne.

  • Augusto

    Se é Porsche, eu quero!
    Só não posso pagar!!

  • Henrique12

    Painel quadrado e vermelho, nada a ver com o exterior arredondado e cinza. Linhas retas lembram VW. No quesito beleza, os germânicos são mais do mesmo. Estão um século atrás dos italianos.

    • th!nk.t4nk

      Tem literalmente centenas de combinaçoes de interior. Você monta como quiser. Dá pra montar um carro italiano com essas cores também, a propósito. Já as linhas quadradas do painel são pra remeter aos antigos 911, a referência de design e tal. Disso nao tem como escapar mesmo (mas também acho que poderiam dar uma suavizada).

      • Augusto

        Precisa suavizar nada! Só embrulhar e mandar pra mim! Rsssss

        • nbj

          Para mim não precisa nem embrulhar! É só mandar mesmo! Rssss

  • Os Porsche tem MUITOS opcionais, quem montar um no site da marca (qualquer modelo) verá q o valor do carro pode facilmente dobrar com os opcionais.

  • Edson Fernandes

    Pra vc ver como são gostos… tirando o tom vermelho (que eu com certeza trocaria pelo cinza que ue já vi em fotos), o painel pra mim é maravilhoso. E justamente arremeter ao 911 do passado que me conquista.

    Por tudo que me foi apresentado, guardada as devidas proporções que é um abismo de diferença, vejo como o C5 era brilhante. Por tudo que ele ofertava, mto do que se vê nesse modelo ele ofertava. Mas então considerando como mtos aqui, seria um carro incrivel para se ter como unico carro.

    E esse otimo consumo??? Incrivel fazer 7km/l na cidade com um motor V8 turbo de 550cv!!! Ok que se pesar o transito essa média deve cair bem…. mas é mto bom para o rodar da cidade. Da estrada eu faço um pouco a mais num 2.0… então nem precisa dizer o quão incrivel é essa média num carro capaz de fazer 0-100 em 3,9 segundos!

  • Felipe Revitto Belarmino

    Cayenne está a cada versão menor.

  • Faheina

    Pra ver com são as coisas
    Deveria ter sido um fiasco o carro fora do padrão Porsche.
    Pois salvou e sustentou a marca até os duas atuais. E em Cada geração melhorado ainda mais.
    PS: esse interior vermelho…. Complicado de engolir

  • driguetto

    Eu gostaria muito de entender essas matérias que o NA fazem sobre carros top lançamentos, todos possuem placa de Cariacica-ES, eu moro aqui e nunca vejo esses carros, e são todos emplacados aqui.

  • ODIN

    Gostei deste site. Completo e sem preguiça de fazer jornalismo. Estão de parabéns.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email