Avaliações Fiat Pickups

Avaliação: Toro Endurance 1.8 MT anda razoavelmente no modo Sport

Avaliação: Toro Endurance 1.8 MT anda razoavelmente no modo Sport

Como já havíamos falado na época do lançamento, a Fiat Toro 1.8 manual era o que faltava para completar definitivamente a gama de configurações da picape da FCA.


Se tivesse chegado em 2015, teria arrebanhado um grande número de clientes da Strada, o que a Fiat espertamente evitou.

Agora, ela é a porta de entrada da picape para quem ainda é purista, já que a versão automática tem pouca diferença de preço para quem vai gastar quase R$ 100 mil no modelo.

Avaliação: Toro Endurance 1.8 MT anda razoavelmente no modo Sport


Na versão Endurance, a única dessa forma, a Fiat Toro 1.8 MT 2020 parte de R$ 94.990 e, na configuração avaliada pelo NA, custa R$ 101.490 (sem a pintura metálica), pouco mais que o preço da versão AT6.

Versátil, a Fiat Toro infelizmente ainda sofre com o E.torQ Evo, mas no modo Sport, as coisas mudam um pouco. Pena que o câmbio também não ajude, tendo apenas cinco marchas.

Por fora…

Avaliação: Toro Endurance 1.8 MT anda razoavelmente no modo Sport

A Fiat Toro Endurance é a mais recente versão da picape da FCA, tendo uma proposta mais simples e menos equipada que as demais, porém, o estilo do modelo chama atenção assim mesmo.

A solução de faróis duplos separados dos piscas com assinatura em LED, inclusive nas laterais, é atraente.

Com os dois pacotes de opcionais, a Toro Endurance aparece com calotas diferentes, mas ainda com rodas de aço aro 16 polegadas.

Avaliação: Toro Endurance 1.8 MT anda razoavelmente no modo Sport

A configuração também confere dois faróis de neblina e barras no teto com visual aerodinâmico, que não combinam nada com o santantônio tubular de série.

Sem capota marítima, a Toro Endurance com pack Convenience ainda mantém retrovisores e maçanetas pretas, mas dispõe de assoalho cromado no acesso à caçamba e acabamento cinza na grade.

Por dentro…

Avaliação: Toro Endurance 1.8 MT anda razoavelmente no modo Sport

No interior, o Toro Endurance vem com aquele acabamento que é melhor na versão simples que em outros modelos nacionais da Fiat.

Mais próximo da Jeep, a Fiat Toro tem um ambiente interessante e vem com acabamento em tecido personalizado nos bancos, mas apenas as portas dianteiras os acompanham.

Estranhamente, o volante é em couro e tem piloto automático. Isso é fruto da arquitetura (boa) da Toro, que se fosse desfeita, daria mais custo à Fiat do que cobrar pelo opcional.

Avaliação: Toro Endurance 1.8 MT anda razoavelmente no modo Sport

É o que acontece, por exemplo, com o VW Polo MPI. Da mesma forma, trio elétrico completo, um volante multifuncional e acabamento de boa montagem, sem muita simplificação.

A Toro com pack Convenience e multimídia, traz a Uconnect com sistemas Google Android Auto e Apple Car Play, bem como câmera de ré e navegador GPS nativo.

O câmbio de alavanca curta e pomo metalizado chama a atenção. A Toro Endurance tem ar condicionado simples e cluster com display TFT de 3,5 polegadas, cujo computador de bordo é bem completo.

Avaliação: Toro Endurance 1.8 MT anda razoavelmente no modo Sport

A instrumentação é de boa visibilidade. Já o arranjo interno traz porta-copos individuais separados no túnel, um fica entre os bancos.

Não há apoio de braço central para o motorista, mas há um botão no painel que é muito importante, o Sport. Dele, falaremos adiante.

Avaliação: Toro Endurance 1.8 MT anda razoavelmente no modo Sport

O espaço interno é bom, sendo que atrás os passageiros contam com cintos e apoios de cabeça completos. Teto e colunas são bege, enquanto na parte inferior, reina o preto.

Já a caçamba de 820 litros vem bem protegida com material plástico reforçado, além de tampa bipartida com trava elétrica e manuseio simples.

Por ruas e estradas…

Avaliação: Toro Endurance 1.8 MT anda razoavelmente no modo Sport

A Fiat Toro Endurance 1.8 MT 2020 tem de lidar com o E.torQ Evo 1.8 Flex, que poderia ter sido já podado em prol do Tigershark 2.0 Flex, se for para manter as coisas em casa.

Pelo menos o americano é mais potente e daria a Toro o desempenho que ela merece, mas infelizmente o custo do E.torQ é menor e então já sabemos quem vence a disputa.

Com 135 cavalos na gasolina, 139 cavalos no etanol e torques de 18,8 e 19,3 kgfm, obtidos em 5.750 e 3.750 rpm, respectivamente, a Toro 1.8 manual se sente fraca na condução diária.

Avaliação: Toro Endurance 1.8 MT anda razoavelmente no modo Sport

Basta apertar o acelerador para sentir que ele precisa de mais gás para ter mais agilidade, mesmo vazia. Carregamos uns 250 kg de peso e ela ainda se ressentiu mais, e olha que ainda pode levar mais 400 kg…

O câmbio manual tem cinco velocidades, mas poderia ter seis, como na antiga Toro diesel 4×2/4×4 MT6, deixando assim algumas marchas mais curtas e uma sexta longa.

Dessa forma, em alguns momentos, a força vai embora e a redução se faz necessária. E não se trata de subidas íngremes ou peso máximo, é andando no dia a dia.

Avaliação: Toro Endurance 1.8 MT anda razoavelmente no modo Sport

As respostas ao acelerador são lentas e as retomadas aquém do desejado, mesmo sabendo da proposta de acesso. As trocas necessárias são feitas mesmo em uns 3.500 rpm para garantir.

Nesse estado, a Fiat Toro Endurance parece doente e nem parece ajudar no consumo. Na cidade, fizemos 6,3 km/l no etanol e obtivemos 9,5 km/l na estrada. O câmbio longo ajuda nesse último.

Com gasolina, 8,8 km/l na cidade até que não está ruim para um carro de seu porte e peso, que ainda tem um motor fraco. Na estrada, alcançamos bons 13,4 km/l. Em todas, sempre vazia.

Avaliação: Toro Endurance 1.8 MT anda razoavelmente no modo Sport

O Start&Stop também esteve ativado e isso mostra que ela pode ser um pouco pior no consumo sem ele. Pior é com o modo Sport, mas esse é o remédio para que a Toro Endurance 1.8 MT ande melhor.

O E.torQ Evo de repente acordo de um sono profundo e mostra que, apesar da fama de manco, pode ainda dar alguma coisa a mais para a picape da Fiat, que assim ganha disposição com respostas mais ágeis.

O carro anda melhor, mais solto e até parece que tem menos peso para empurrar.

Nesse modo Sport, a Toro até fica legal de dirigir, ainda mais que se pode usar o câmbio de engates macios e precisos da forma desejada.

Avaliação: Toro Endurance 1.8 MT anda razoavelmente no modo Sport

Se você se esquecer do consumo um pouco mais alto, então o modo Sport será sua opção de condução sempre a bordo da Toro Endurance.

Rodando na estrada (sem o Sport), o ponteiro marca 3.300 rpm a 110 km/h, sendo um indício forte da necessidade de uma sexta marcha.

O nível de ruído é adequado, apesar do giro alto. O bom isolamento acústico ajuda muito também a filtrar parte dos barulhos externos.

Avaliação: Toro Endurance 1.8 MT anda razoavelmente no modo Sport

Com boa dirigibilidade, a Fiat Toro 1.8 manual tem direção elétrica na medida certa e freios adequados para a proposta, que ainda vem com controles de tração e estabilidade.

Também há assistente de partida em rampa. Já a suspensão alta e robusta tem um comportamento bom e ajuste confortável para a cidade e mesmo usando-a na terra.

Nas curvas, porém, ela mantém a firmeza necessária para dar ao condutor uma boa sensação de estabilidade e segurança.

Por você…

Avaliação: Toro Endurance 1.8 MT anda razoavelmente no modo Sport

Com todo o pacote de segurança necessário, incluindo Isofix e airbag duplo, a Toro Endurance 1.8 MT é uma opção interessante para quem não quer a idosa Strada, já cansada visualmente.

O bom é que a Fiat sempre tem ofertas que fazem essa opção chegar a R$ 76.990, em média. No caso da opção de câmbio, a versão automática ainda é superior em desempenho.

Avaliação: Toro Endurance 1.8 MT anda razoavelmente no modo Sport

Sem concorrentes, uma vez que as picapes médias de chassi de longarinas estão bem acima de R$ 100 mil, a Fiat Toro surfa bem entre as picapes leves e essas maiores.

Com quase cinco metros e quase três de entre eixos, ela é uma boa alternativa com design atraente e espaço condizente. Vale a pena? Com desconto sim, senão, parta para a automática.

Medidas e números…

Ficha Técnica da Fiat Toro Endurance 1.8 MT 2020

Motor/Transmissão

Número de cilindros – 4 em linha, flex

Cilindrada – 1.747 cm³

Potência – 135/139 cv a 5.750 rpm (gasolina/etanol)

Torque – 18,8/19,3 kgfm a 3.750 rpm (gasolina/etanol)

Transmissão – Manual de cinco marchas

Desempenho

Aceleração de 0 a 100 km/h – 12,2 segundos (etanol)

Velocidade máxima – 175 km/h (etanol)

Rotação a 110 km/h – 3.300 rpm

Consumo urbano – 6,3/8,8 km/litro (gasolina/etanol)

Consumo rodoviário – 9,5/13,4 km/litro (gasolina/etanol)

Suspensão/Direção

Dianteira – McPherson/Traseira – Multibraço

Elétrica

Freios

Discos dianteiros e tambores traseiros com ABS e EDB

Rodas/Pneus

Aço aro 16 com pneus 215/65 R16

Dimensões/Pesos/Capacidades

Comprimento – 4.915 mm

Largura – 1.844 mm (sem retrovisores)

Altura – 1.735 mm

Entre eixos – 2.990 mm

Peso em ordem de marcha – 1.619 kg

Tanque – 60 litros

Caçamba – 820 litros

Capacidade de carga – 650 kg

Preço: R$ 94.990 (preço básico) R$ 101.490 (versão avaliada)

Fiat Toro Endurance 1.8 MT 2020 – Galeria de fotos

Avaliação: Toro Endurance 1.8 MT anda razoavelmente no modo Sport
Nota média 4.2 de 5 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Porto Velho

    R$75.990 de fato. Problema é que depois que lançaram essa, pararam de vender a automática por R$79.990.

  • RKK

    Como um veículo caro desses ainda utiliza um motor defasado assim ?

    • RicLuthor

      Como um veículo caro desses só tem 2 airbags e ainda usa calotas?

      • Como veiculos desse porte e médios ainda sequer ofertem de série ar digital, ou sistemas de segurança ou mero sensor de estacionamento?

        • Jose Silva

          oferecer oferece, basta ir para versões mais top e pagar

  • Verdades sobre o mercado

    Lindo veículo, mas com esta motorização não rola…

    • MarcioMaster

      Gosto é gosto, eu ja acho muito, mas muito feia.

      • Verdades sobre o mercado

        Gosto é quem nádegas, cada um tem o seu

  • Reginaldo Reis

    Essa manopla de câmbio é feia demais!!!

    • Piston head

      Roubou a cena essa manopla (Negativamente)

  • delvane sousa

    A Strada é um trator. Penso que a Toro não aguenta o trabalho pesado tanto quanto a Strada

    • Olha, eu como me mudei para o interior, por incrivel que pareça, as que reinam nesse ambiente é justamente a Strada e Toro.

      Mas vejo que a Toro é o patrão quem usa, enquanto a Strada são para funcionarios.

      • Jose Silva

        tem empresa aqui que ja migraram a strada para toro, e os caras falam que aguentam bem mais.

  • Murilo Soares de O. Filho

    A Fiat deveria oferecer uma versão com o 2.0 do Jeep, mesmo sendo meio beberrão, compensaria com um pouco mais de desempenho.

    • Se formos considerar os modelos fechado dessa plataforma (Renegade e compass) , podemos ver em diversos testes que ele tem consumo semelhante entre os dois. No caso do Best Cars, o consumo foi ainda melhor no Compass.

      Acho que deveriam sim optar pelo motor 2.0 na Toro. Evitaria a concorrencia do Renegade que é produto da Jeep, mas deixariam um motor mais correto a picape.

    • Jose Silva

      2.0 importado… preço seria bem mais alto e peças bem mais caras de reposição.

  • Léo Dalzochio

    Boa picape, na versão Freedon diesel 4×4 por R$ 99k.

  • Piston head

    Acho engraçado esses títulos…

    NA

    Toro Endurance 1.8 MT anda razoavelmente no modo Sport

    Motor1

    Fiat Toro Endurance 1.8 manual é mais lenta que a automática

    • Bruno Costa

      Ela pode ser mais lenta que a automática em modo normal e andar razoavelmente em modo Sport.

  • RicardoVW

    Final de semana fiz um peguinha contra uma Toro na rodovia com meu Polo 1.6. Achei que daria um pau fácil, mas sofri para acompanhar, só depois dos 170 km/h começava a alcançá-la, deveria ser a 2.4, se fosse essa 1.8 daria um pau nela!

    • Fernando

      Se continuasse mais um pouco, ganhava dela, afinal, ela teria que parar para abastecer…kk

    • Posso estar errado, mas eu já tive oportunidade de andar na 2.4 e ela impressiona de como anda bem. Perto da 1.8, parece que vc tirou um peso das costas da picape. Ela anda mais fortinha e tem um torque bem mais cedo. Lembra ainda que o que ajuda ela é ter uma transmissão de 9 marchas que tem relações muito proximas ajudando o motor a ficar sempre no ponto de melhor entrega de torque/potencia.

      Fato curioso: Andando em alta rotação, ela se desenvolve melhor que a diesel. (ainda que o consumo seja mto maior)

      • RicardoVW

        Deu para perceber!

  • Yuri Chaves Souza

    Para produtor rural que quer um carro. 0km e que faça papel de carro de trabalho e automóvel de passeio, por 70 e poucos mil (desconto produtor rural) é uma boa opção.
    Ou ela, ou a Strada CD menor e defasada, ou a Oroch 2.0.

    • Olha, os modelos que realmente valem a pena geralmente são voltados a versão diesel. Eles costumam ter preço pouco acima de 100000 reais.(e as médias na faixa dos r$115000)

  • Senna ever

    Pesada, lenta e beberrona… Não adianta inventar moda.

  • A fiat não curte muito fazer porta objetos no carro. No Toro e no argo tem muito pouco

    • É pq vc então nunca viu como é no Fluence….rsrs

      Vc utiliza os porta copos de cafe para colocar objetos. Celular? Ou coloca no console central ou no bolso, simplesmente não tem lugar para pequenos objetos.

    • LuisG

      Realmente no Uno Vivace a falta de porta objetos é nítida

  • Ernesto

    Alguém que tenha a Toro 2.4 pode comentar sobre o consumo?

    • Jose Silva

      6 e 9

  • Miguel

    Bonita ela é, e mais uma vez a Fiat lança um produto que nada de braçada na frente da concorrência. Agora vamos ver se esse desempenho melhora com a chegada dos novos motores. Ou mesmo o 2.0 do Compass.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email