*Featured Avaliações SUVs Volkswagen

Avaliação VW Tiguan Comfortline: familiar com (boa) pegada

Avaliação VW Tiguan Comfortline: familiar com (boa) pegada

Ele surgiu primeiro na China como uma exigência local por espaço, mas se tornou uma opção ideal para quem queria levar mais gente com algum conforto. Assim, o Tiguan “padrão” ficou na Europa e ganhamos o Allspace, essa citada versão longa de nossa avaliação.


Também feito no México, o Volkswagen Tiguan Allspace, aqui em sua versão Comfortline, surge como uma alternativa para quem tem família grande e quer um carro confortável, espaçoso e com bagageiro para levar tudo e mais alguma coisa.

Avaliação VW Tiguan Comfortline: familiar com (boa) pegada

Com preço sugerido de R$ 149.990, o Tiguan Comfortline está numa faixa altamente disputada por players como o Chevrolet Equinox, por exemplo, seu maior rival em vendas. Mas, este VW tem sete assentos e isso faz a diferença.


Embora tenha motor 1.4 TSI de 150 cavalos, o Tiguan Comfortline não parece ser exatamente um carro fraco para seu porte e peso, o que vai surpreender muita gente.

Não por acaso, as vendas do modelo como um todo são interessantes: 5.771 vendidos em 2018 e 3.296 até abril, sem contar que no último mês, emplacou 1.324 contra 827 de março…

Por fora…

Avaliação VW Tiguan Comfortline: familiar com (boa) pegada

Visualmente, o Tiguan Comfortline é um exemplo de design conservador e de manutenção do DNA de marca. As linhas podem ser remetidas até os anos 70, dependendo do ponto de vista.

Ele não chama atenção apenas por ser grande, mas por detalhes como as enormes portas traseiras, onde está a diferença para o europeu.

As colunas C largas e caídas até as lanternas você já viu em outros VW no passado, por exemplo.

Avaliação VW Tiguan Comfortline: familiar com (boa) pegada

Fiel à Bauhaus, a marca imprimiu elementos atuais para fazer a diferença, como uma frente com faróis grandes e duplos de LED, assim como a grade com frisos cromados e marcantes.

Como o conjunto ótico é baixo, o Tiguan Allspace não parece tão parrudo e alto, mas é somente impressão.

Na traseira, as lanternas em bumerangue possuem feixes de LED e a vigia é bem ampla.

Avaliação VW Tiguan Comfortline: familiar com (boa) pegada

Detalhes como rodas aro 18 e barras no teto realçam a proposta dessa versão que, no entanto, não abusa de cromados, deixando-os na base das portas e área envidraçada.

O teto solar panorâmico é um opcional desejável por R$ 4.000.

Por dentro…

Avaliação VW Tiguan Comfortline: familiar com (boa) pegada

Com interior bem amplo e iluminado por LEDs, o VW Tiguan Comfortline acomoda bem quem vai à frente e no meio.

Atrás, é preciso empurrar a segunda fileira para que um adulto possa sentar nos dois pequenos bancos, mas isso limita quem vai ao meio.

Até quem está na frente precisa ser um pouco generoso no recuo do banco para um conforto democrático a bordo. O acesso à terceira fileira é facilitado pelo recuo rápido e descomplicado da segunda. O ambiente tem bom revestimento em couro nos bancos e portas.

Avaliação VW Tiguan Comfortline: familiar com (boa) pegada

Já o banco do motorista tem ajustes elétricos e três memórias, enquanto o teto solar panorâmico deixa o ambiente mais iluminado e convidativo, mas para quem está na segunda fileira, o conforto é maior.

Isso porque nos encostos dianteiros, existem mesinhas retráteis com porta-copos escamoteáveis.

Bastam apenas aquelas telas de entretenimento para a criançada não se entediar com a viagem, diferente de quem está ao volante.

Avaliação VW Tiguan Comfortline: familiar com (boa) pegada

Difusores de ar e ajuste de temperatura na segunda fileira aumentam o conforto, enquanto duas entradas USB e fonte de energia alimentarão o entretenimento dos ocupantes ali.

Um apoio de braço central vem com porta-copos também. Com a terceira fileira erguida, são 216 litros para pequenas bagagens, mas com estes assentos rebatidos, o volume pula para bons 686 litros.

Não há acionamento elétrico da tampa, mas ela não é pesada. Puxadores nas laterais do bagageiro derrubam os bancos da segunda fileira.

Avaliação VW Tiguan Comfortline: familiar com (boa) pegada

O painel do Tiguan Comfortline segue o padrão VW com acabamento escurecido e, nesse caso, detalhes em cinza brilhante, inclusive nas portas.

O cluster é analógico, pois, o digital só está disponível no potente R-Line. Não é ruim, entrega o que o motorista deseja, incluindo alguns avisos importantes.

A multimídia Discover Media tem sensor de aproximação e tela de 8 polegadas, oferecendo Google Android Auto, Apple Car Play e MirrorLink no AppConnect.

Avaliação VW Tiguan Comfortline: familiar com (boa) pegada

Também vem com navegador GPS nativo e câmera de ré. No porta-luvas, slots para SD Card e CD/DVD. O ar condicionado é tri zone e o controle de cruzeiro tem limitador de velocidade.

No geral, o Tiguan Comfortline atende bem em seu interior.

Por ruas e estradas…

Avaliação VW Tiguan Comfortline: familiar com (boa) pegada

No desempenho, o Volkswagen Tiguan Comfortline se mostra um carro bem mais ágil do que se pode esperar.

Mesmo com seus 1.598 kg, o SUV mexicano não se ressente de ter “somente” 150 cavalos a 5.000 rpm e 25,5 kgfm a 1.400 rpm.

Esses são os números de um dos motores mais elogiados do mercado, o EA211 1.4 TSI – que aqui é flex – sendo o propulsor feito em São Carlos-SP muito elástico, ele oferece sempre sua força máxima na maior parte do tempo, mantendo o pico de torque até 3.500 rpm.

Avaliação VW Tiguan Comfortline: familiar com (boa) pegada

Embora haja um leve turbo lag de início, o VW Tiguan Comfortline pode ser guiado de qualquer forma, seja com o pé lá em cima para poupar combustível ou mesmo ir sem pressa, como também responde prontamente para uma pegada mais agressiva do condutor.

Com turbocompressor, intercooler e injeção direta de combustível, o EA211 permite ao Tiguan 250 TSI explorar bem sua força com saídas vigorosas e até empolgantes. Basta apertar o pé para que ele reaja como se estivesse em um Golf.

A dinâmica de condução é muito parecida, mesmo sendo este um SUV enorme de 4,70 m e com sete assentos.

Avaliação VW Tiguan Comfortline: familiar com (boa) pegada

Aquela pegada com reações imediatas de aceleração e direção deixa o Tiguan Allspace com uma dirigibilidade superior ao do rival da Chevrolet.

Boa parte disso se deve ao excelente câmbio de dupla embreagem DSG de seis marchas e discos banhados a óleo, que garantem mudanças rápidas e suaves no melhor tempo, extraindo ao máximo o que o motor oferece, sem perda de giro.

Com condução prazerosa, o Tiguan 250 TSI pode ser bem exigido, indo dos 2.000 rpm até 6.500 rpm em poucos segundos, convertendo o SUV de sete assentos quase num hatch esportivo. Ele vai de 0 a 100 km/h em 9,5 segundos e tem máxima de 198 km/h.

Avaliação VW Tiguan Comfortline: familiar com (boa) pegada

Rodando a 110 km/h, nota-se facilmente as relações mais curtas do DSG, apontando para 2.300 rpm.

Uma sétima marcha faria o giro cair para a casa de 2.000 rpm. Mesmo assim, o SUV da VW não é um carro beberrão.

Na estrada, conseguimos média de 14,3 km/l, enquanto na cidade ficou em 10,9 km/l. Ambos com gasolina é claro.

Na estrada, o Tiguan Comfortline sobra, mesmo com lotação máxima. Nas ultrapassagens, o giro sobe e a disposição vai ao mesmo nível, diferente dos utilitários aspirados, que gritam muito e reagem pouco.

Avaliação VW Tiguan Comfortline: familiar com (boa) pegada

As retomadas também são animadoras para um carro grande com motor pequeno. Na mesma tocada, a dirigibilidade acompanha.

A direção elétrica é muito direta e progressiva na medida que o condutor exige do pedal, dando assim maior sensação de controle.

Outro ponto é o conjunto de suspensão, bem acertado com rodas aro 18 e pneus 235/55 R18, que mantêm o Tiguan Allspace bem em situações como mudanças rápidas de direção, curvas fechadas e frenagem forte.

Avaliação VW Tiguan Comfortline: familiar com (boa) pegada

No asfalto, desliza com suavidade. Em pisos ruins, filtra razoavelmente a maior parte dos defeitos da via.

Mesmo cheio, não tem tendência de sair de traseira de forma exagerada. O Tiguan se mostra ser um SUV “mais no chão” do que os concorrentes nessa faixa de preço.

O Tiguan Comfortline dispõe de todo o conjunto de segurança padrão, o que inclui seis airbags, TCS, ESP, Hill Holder e o XDS, que é o bloqueio eletrônico do diferencial. Aliás, toda essa performance boa deste SUV tem somente tração nas rodas dianteiras.

Por você…

Avaliação VW Tiguan Comfortline: familiar com (boa) pegada

No começo, pareceu caro. Ainda continua, mas observando o que existe na faixa de R$ 150 mil, o Volkswagen Tiguan Allspace Comfortline 250 TSI (nome tão longo quanto o carro…) é uma opção muito desejável. Com o teto, ele fica em R$ 153.990.

Na mesma faixa, o JAC T8 com tudo dentro sai por R$ 151.980. Este foca numa impressão de luxo e no sistema de som, tendo motor 2.0 Turbo mais potente e até a dupla embreagem, mas não com a mesma resposta desse 1.4 TSI do Tiguan Comfortline.

Avaliação VW Tiguan Comfortline: familiar com (boa) pegada

O Chevrolet Equinox LT custa praticamente o mesmo: R$ 149.890 e tem um motor muito “possante” com 262 cavalos e 37 kgfm, mas é mais familiar e comedido em dirigibilidade, apesar do que carrega no cofre. Além disso, não tem sete lugares.

Em resumo, o VW Tiguan Comfortline é uma opção que alia não só espaço e conforto, como capacidade para uma família maior com bom desempenho e economia.

Vale a pena partir nessa direção se o alvo estiver dentro das necessidades.

Medidas e números…

Ficha Técnica do Volkswagen Tiguan Allspace Comfortline 250 TSI 2019

Motor/Transmissão

Número de cilindros – 4 em linha, turbo, flex

Cilindrada – 1.395 cm³

Potência – 150 cv a 5.000 rpm (gasolina/etanol)

Torque – 25,5 kgfm a 1.400 rpm (gasolina/etanol)

Transmissão – Automatizada de dupla embreagem com seis marchas com mudanças na alavanca e no volante

Tração – Dianteira

Desempenho

Aceleração de 0 a 100 km/h – 9,5 segundos

Velocidade máxima – 195 km/h

Rotação a 110 km/h – 2.300 rpm

Consumo urbano – 10,9 km/litro

Consumo rodoviário – 14,3 km/litro

Suspensão/Direção

Dianteira – McPherson/Traseira – Multilink

Elétrica

Freios

Discos dianteiros e traseiros com ABS e EDB

Rodas/Pneus

Liga leve aro 18 com pneus 235/55 R18

Dimensões/Pesos/Capacidades

Comprimento – 4.701 mm

Largura – 1.839 mm (sem retrovisores)

Altura – 1.658 mm

Entre eixos – 2.790 mm

Peso em ordem de marcha – 1.598 kg

Tanque – 58 litros

Porta-malas – 216/686 litros (5L/7L)

Preço: R$ 149.990 (básico) – R$ 153.990 (versão avaliada)

Volkswagen Tiguan Allspace Comfortline 250 TSI 2019 – Galeria de fotos

Avaliação VW Tiguan Comfortline: familiar com (boa) pegada
Nota média 4.3 de 9 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Fanjos

    Acho que para quem precisa de 7 lugares na categoria ele é único.
    Queria esse cambio no meu carro =(

    • Louis

      Mesmo quem não precisa sempre dos 7 lugares, se o carro tem o mesmo preço dos outros com 5 lugares, acho uma vantagem a ser considerada. Quando não precisar, deixa os bancos rebatidos. Outro dia andei em 8 dentro de uma R-line hehehe

    • El Gato!

      Tem a Jac T8, que ainda leva muito mais bagagem.

      Mas… né?

      • Fanjos

        JAC eu prefiro ignorar, quando ela vender com o valor de pelo menos 50% mais barato quem sabe, para mim esses chinas são a mesma coisa que vc querer concorrer com chocolate do Fofão contra chocolates da Nestle (importado, tipo um Milka), cobrando o mesmo valor.

        • Adolfo Piva

          Sim, o sujeito tem que ter coragem para comprar um china desses por 150k!

      • Domenico Monteleone

        Duvido e muito que um Jac T8 tenha a qualidade de construção, projeto e por consequência rodagem da Tiguan, se é que você sabe o que é isso e o que significa.

        • El Gato!

          Certamente sei, amigo. Por isso a pontinha de ironia quando eu estava conversando com o Fanjos.

          Mas vem cá, deixa eu te perguntar uma coisa… Agora eu lembrei de você. Esta é a segunda vez que você é estúpido e agressivo quando fala comigo. A outra vez foi uns dias atrás, em um post sobre o Subaru Forester. Estou te incomodando de alguma forma? Ou fiz algo para você? Porque esta fúria toda não pode ser de graça!

          Conta pra gente… o que eu fiz para te magoar?

          • Se acalme amigo. A geração “palavras machucam” ou adepto delas, geralmente não aceitam qualquer opinião contrária.

          • Aguiar Romero

            Acho que o fato de você ser “um gato” incomoda bastante ele!!!!

            • El Gato!

              Miauuuuuuu!!! 😂😂😂

          • Lucas

            O jeito é bloquear. Fale algo negativo sobre Hilux pra vcoê ver o nível a que vai se rebaixar a conversa com esse rapaz…

            • El Gato!

              Putz, então ele já tem histórico… Kkk
              Tranquilo. Acho que se arrependeu. Até deletou o comentário.

      • Hugo Leonardo Dos Santos

        A é, bem mais barato e tecnologia de ponta com design italiano tem a Doblo 7 lugares por 92 mil, e ainda sobra pra comprar um Mobi drive GSR

        • El Gato!

          Gostei do “tecnologia de ponta”… 😂

          • Hugo Leonardo Dos Santos

            hehehe

        • Ducar Carros

          Bem melhor a “renovada” e “luxuosa” Spin de 7 lugares, rsrs

          • Edson Fernandes

            Mas agora ela tem a incrivel versão premier.. que nao mudou nada em relação a LTZ…rs

      • Deomar Costa

        Senta na terceira fileira e tenta sair sozinho, depois venha aqui e faça seu depoimento. Conheça o carro primeiro antes de defender!

        • El Gato!

          Legal, Deomar. Também Vou te dar um conselho: primeiro estude língua portuguesa e interpretação de texto, depois venha aqui e faça seu depoimento. “Citar” e “defender” são coisas diferentes.
          Estou ficando de saco cheio de gente sendo agressiva de forma gratuita por aqui.

          • daneloi

            Falar sobre carros, política e futebol desperta paixão ou ódio em alguns. Daí aparecem os que exageram…

            • El Gato!

              Nossa cara, nem me fale!!!

        • Ernesto

          Esses defensores das universidades federais gostam de passar vergonha. Rsrsrsrs.

    • Guedes

      Eu jurava que era o DSG 7 banhado a óleo. Não entendi ser o DSG 6.

      • Marco nagaiver

        Tiguan R-Line: DSG7
        Tiguan 250TSI e Tiguan Comfortline 250TSI: DSG6
        Todos à óleo.

    • NutheoTobba

      Desculpe, mas cinco lugares a referência é o PUG 3008, sem chance para esse Tiguan.

      • Cristiano_RJ

        1º O Tiguan Allspace Comfortline pode levar até 7 adultos. O R-Line, idem. Apenas o básico 250 TSI é que tem 5 lugares.

        2º O 3008 é referência em quê?

        • NutheoTobba

          DieselGate, presta atenção: pesquisa na Europa sobre a aceitação e prêmios do 3008, desde que foi lançado.
          Vc acha que eu vou ficar fazendo textão pra marmanjo ler? Pergunta pro tio Google. (como vc disse, compara vom o Tiguan de 5 lugares, tá Volksbaby?

      • Marco nagaiver

        Vamos lá, primeiramente tenho uma dúvida: você dirigiu algum dos carros?
        Pois bem, ambos são excelentes, porém o 3008 agradará mais quem gosta Gadgtes e o Tiguan, quem gosta mais de carros da escola alemã.
        Em motor, tanto o 1,4 TSI quanto o 1,6THP são bons.

    • Cristiano_RJ

      Não é único não Fanjos. Há o Peugeot 5008, que também tem 7 lugares e o Mitsubishi Outlander.

    • Fernando Dias

      Comprei uma Allspace 5 lugares 0km, por 124. Confortável, muito espaço e o motor anda muito bem. Também é econômica comparada com a média da categoria. A suspensão achei um pouco frágil, principalmente depois de voltar de uma viagem na qual dirigi uma Ford Explorer 2018 por 20 dias. Quando peguei a Tiguan no aeroporto achei que a suspensão ia quebrar, nosso asfalto acentua demais a sensação de fragilidade.

    • what_the_hell??

      Eu sei que é um projeto bem antigo, mas ainda acho a Dodge Journey com um carro de 7 lugares de bom custo x benefício! por 140mil você leva um carro bem completo, V6 com 280cv! Só não pode pensar muito em economia de combustível…

  • Louis

    Acho o melhor custo/benefício nesta categoria.

    • TchauQueridos

      Depois que HR-v chegou por 140k, a Honda acabou dando uma bela força pra concorrência.

    • Nicolas

      Tenho uma de cinco lugares e um Golf 1.4 Tsi. Tiguan um espetáculo de carro, melhor que o Golf.

  • Brasileiro

    Com essa grana escolheria um 5008, vale muito mais a pena, motor, acabamento, design, equipamentos de serie ou seja
    é bem superior!

    • Fanjos

      Mas esse custa 15…20k pelo menos a mais, vai cair na casa do Tiguan R Line que tb vai ser barra pesada para encarar

    • Natán Barreto

      Muito superior e quando você vender vai estar valendo menos da metade do valor do Tiguan e ainda tem um design muito rabiscado que enjoa fácil

      • Mr. Pereba

        Amigo qual a fonte dessa informação? Já vi em 2 pesquisas independentes que o novo 3008 é o segundo SUV que menos desvaloriza (só perde do Compass). Além disso, estou acompanhando o mercado há algum tempo porque tenho interesse em comprar um 3008 seminovo (desde que fosse bem desvalorizado, como você supõe), mas os valores continuam bem próximos aos de um 0km.

        • Cristiano_RJ

          O modelo que está sendo discutido no caso é o 5008 e não o 3008.

          • Mr. Pereba

            Verdade, mas o meu comentário vale pros dois, afinal são basicamente o mesmo carro (o 5008 seria um 3008 “allspace”) e estou acompanhando o mercado dos dois, porque se aparecer um 5008 “desvalorizado”, eu encaro também!

            • Cristiano_RJ

              Acho que um único exemplo basta para comprovar que essa afirmação não procede, correto? Seguem números pesquisados no site da FIPE.

              Tabela de abril de 2018 (mês e lançamento)
              Mês de referência: abril de 2018
              Modelo: Peugeot 5008 Griffe / zero km
              Valor (Tabela FIPE): R$ 159.252

              Tabela de maio de 2019
              Mês de referência: maio de 2019
              Modelo: Peugeot 5008 Griffe / 2018
              Valor: (Tabela FIPE): R$ 139.142

              Desvalorização = -12,6 %
              ___________________________________

              Tabela de abril de 2018
              Mês de referência: abril de 2018
              Modelo: Chevrolet Equinox Premier / zero km
              Valor (Tabela FIPE): R$ 157.467

              Tabela de maio de 2019
              Mês de referência: maio de 2019
              Modelo: Chevrolet Equinox Premier / 2018
              Valor: (Tabela FIPE): R$ 138.962

              desvalorização = -11,8%

              Desvalorização = -12,6 %

              • Mr. Pereba

                Bacana vocês trazer dados amigo, e seus dados corroboram que a desvalorização da dupla 3008/5008 está na média do mercado, e não da forma que o amigo supôs (que um seminovo custaria metade de seu concorrente). No fim das contas o que eu quis dizer é que os carros franceses no Brasil tem uma fama de que desvalorizam muito acima da média, mas se realmente fosse esse o caso da dupla 3008/5008, eu já estaria com um na garagem. Abraço

                • Cristiano_RJ

                  Minha opinião? Se gosta, então compre! O Peugeot 3008 não é o protagonista do segmento, mas protagonismo nunca foi sinônimo de qualidade. Fato é que trata-se de um carraço: o mais bonito do segmento (em minha opinião), acabamento acima da média, bom nível de equipamentos e um motor suficiente em termos de desempenho e que também não desaponta no quesito consumo. Enfim, um carro correto em todos os aspectos. Peca pelo preço elevado, provavelmente impactado pela desvalorização da nossa moeda (ele é fabricado e importado da Europa), mas se você tem condições de adquiri-lo, não acredito que irá se arrepender. Só não dê um passo maior do que as pernas, porque isso não vale a pena jamais. Enfim, vai desvalorizar? Sim, claro que vai. O segredo é que você tenha consciência disso e avalie objetivamente se essa desvalorização não irá tornar o seu sonho um pesadelo. No mais, go ahead e seja feliz! Boa sorte.

                  • Mr. Pereba

                    Compartilho da sua opinião sobre o carro, porém eu só compraria se realmente encontrasse um bom negócio, por volta de 15% abaixo da Fipe de hoje. Na verdade, 15% abaixo da Fipe de hoje seria o valor que eu projetei quando ele foi lançado e imaginando que ele perderia mais valor por ser francês. Na prática, não tem muita gente vendendo, e quem vende pede no mínimo a Fipe, isso quando não pede mais. O jeito vai ser continuar atento, mas tbm tenho outras opções em mente. Como não tenho pressa, só vou fechar um negócio que realmente me deixe satisfeito e com paz na cabeça pra curtir o carro, seja ele qual for! O que não dá é deixar de curtir o carro com medo da hora de vender, ou preocupado com consumo, ou com o saldo da conta bancária ou com qualquer outro tipo de problema! Abraço

    • Domenico Monteleone

      Tenho que descordar, o acabamento da Tiguan é excelente, o Peugeot parece melhor por que tem formas futuristas e só…quanto a motor, não vejo muita diferença entre o THP e o TSI não.

    • th!nk.t4nk

      O Peugeot é legal, mas deu muuuuito problema elétrico. Nas avaliaçoes foi um pesadelo pra muita revista que conduziu testes de longa duração. A parte eletrônica é particularmente um fraco da marca, desde a geração passada.

      • daneloi

        Você está falando do novo 3008? Deu tanto problema assim?

      • Cristiano_RJ

        Qual é a sua fonte? Onde estão registrados esses problemas elétricos crônicos no Peugeot 5008 ou no 3008 da atual geração? Os carros vendidos aqui são fabricados e importados diretamente da Europa. Lá, o 3008 recebeu título de carro do ano. E eles vendem pouco aqui no Brasil porque a demanda na Europa é muito alta e não conseguem atender a todos os pedidos. Será que ele tem conseguido isso tudo tendo problemas elétricos?

        • Ernesto

          Ele mora na Alemanha e trabalha no setor automotivo. Acho que ele está bem por dentro das informações deste setor por lá.

      • oscar.fr

        Informações exageradas. Alguns problemas nos primeiros carros entregues. Tudo resolvido. Recentemente, 3008 eleito “Best car to own”, no Reino Unido. Já muito desatualizada essa observação sobre a eletrônica, não há o registro de nenhum problema grande em qualquer carro francês recente. Às vezes, é preciso reconhecer que os anos do Laguna II, Mégane II e 307/C4 ficaram para trás.

  • Carlos AM

    Não entendo o motivo de em alguns modelos a VW colocar o câmbio DSG (Caso do Tiguan) e em outros ter o Tiptronic (Jetta).

    • Raimundo A.

      Motivos são vários como custo, mercado, compartilhamento com outros produtos, etc. Aqui, a VW está usando o AT6 a rodo, pois é no 1.0TSI e 1.4 TSI em vários produtos feitos aqui, que serão feitos, Tarek e pintou no Tarok, além de certos importados do México.

      Quando a marcar quer, oferta o AT8 no Jetta, para os EUA e Canadá, porque há maior concorrência e o produto não é salgado como aqui usando AT6.

      • Nicolas

        DSG seco superaquece os discos e empena, maioria não dura 50 mil Km, O DSG com os discos refrigerados a óleo não tem esse problema, não há histórico de quebras, usam no GTI por exemplo. Na Tiguan é refrigerado a óleo. Esse câmbio refrigerado a óleo não é projeto VW, é mais caro e pagam royalties.

    • TchauQueridos

      A VW tinha uma vasta oferta do DSG no mercado nacional, mas parece que ficaram preocupados com a má fama que estava enfrentando.
      Agora a oferta do AT6 está na maior parte da linha, apesar de roubar potencia devido ao conversor de torque, se mostra mais robusto nas condições de uso do brasileiro.

    • Cristiano_RJ

      O motivo principal é um só: custos. O DSG é um câmbio bem mais sofisticado e caro. Então, vale mais a pena utilizá-lo em carros com maior valor agregado. Especialmente aqui no Brasil, onde a falta de cultura automotiva permite a disseminação de informações inverídicas a respeito de determinadas tecnologias e com isso, o grande público não as valoriza como valorizam os consumidores de mercados mais maduros que o nosso.

  • Schoenfelder

    “Irritadamente Volkswagen”. Com todas as virtudes e defeitos característicos da marca. O grande “T” é só a letra inicial do nome; não muito mais que isso.

    • Domenico Monteleone

      Esse volante irrita muito, estar em todos os carros com o mesmo desenho, acabou com ele.

      • Guedes

        Isso é muito engraçado. Antes de estar em todos os carros, reclamavam do outro volante. Agora que está em todos, reclamam.
        Já viu a lindeza que são os volantes da GM? parecem um biquini de mulher americana.

        • th!nk.t4nk

          Eu nunca entendi por que aqui nos comentários sempre falam tanto de beleza de volante. Acho que é a última coisa que vejo num carro (ok, tem uns bem feios, mas nao é prioridade no conjunto). O importante é que seja ergonômico, com boa pegada, bons materiais. Se é igual ao de outro modelo da mesma empresa, isso nao muda absolutamente nada no meu uso do carro.

          • daneloi

            Concordo e ainda acrescento que volante feio é o do corolla!kkkkk

          • zekinha71

            Tinha um que postava aqui que era tarado por forro do teto, ele ficava postando vídeo dele apertando os forros, e falando que era duro, que era fofo, que era macio. Se ele não gostava do forro falava que o carro não prestava que era lixo.

          • Rodrigo

            O pior disso tudo é que esse volante nem é tão igual assim. Se olha cada um dos modelos VW sempre vai ter alguma diferença, ora é a qualidade do couro, ou a cor da iluminação dos botões, ou mesmo a disposição das funções e diâmetrodo aro.
            Mas a gente entende a real razão de criticarem tanto…

      • Nicolas

        Já dirigiu carros com esse volante? Se dirigir vai entender por que não sai de linha. É muito gostoso.

      • Deomar Costa

        Qual o problema está em todos a linha da VW, se quer exclusividade compre um Ferrari e seja feliz.

  • Domenico Monteleone

    Considerando o atual momento da VW, é um dos poucos que eu compraria se tivesse dinheiro, não vejo nada superior a ele na categoria.

    • Faenello , Juliano

      Somos dois…

  • Bruno Silva

    Meu amigo tem uma dessa Comfortline preta, blindada. O carro é fantástico, pegamos serra em 5 com um pouco de bagagem, e mesmo blindada não sente o peso, o carro desenvolve bem na estrada, subidas etc. Pagou 142mil, já encontrei até por 139mil, pra mim a melhor compra da categoria. Único pecado em minha opinião, é a falta da entrada e partida sem chave, poderia fazer um pacote kessy + tampa da mala elétrica por uns 5mil reais.

    • A título de curiosidade, em um carro blindado continua funcionando a função abertura das portas sem chave em modelos com esse equipamento? O vidro mais grosso e a manta não impedem essa comunicação da chave com o receptor instalado no interior do carro.

      • Bruno Silva

        Opa, em todos os blindados que já usei com esse dispositivo, continua funcionando normalmente. Até o X5 Security e Q5 Security vem de série com o item por exemplo.

      • Antunes

        Tranquilo nada muda, temos um gti e uma land rover blindada, funciona normal

    • th!nk.t4nk

      Caramba, chegamos num ponto em que estao blindando até Tiguan! Logo carro popular vai ser blindado também desse jeito :(

      • nbj

        Eu já vi HB20 (sedan e hatch), Strada estendida e old Tucson blindados. A insegurança está grande mesmo!

        • Faheina

          Conheço gente q brindou uma palio weekend…
          Pra chamar menos atenção

          • Cristiano_RJ

            Se não fizeram nenhuma alteração de motor, fico só imaginando essa Palio Weekend andando aos “peidos”. kkkkk…

      • daneloi

        Já vi Up blindado sendo anunciado. Tcross tb

        • th!nk.t4nk

          Esse ganhou! Vale lembrar que o Antônio Ermírio de Moraes (grupo Votorantim) andava de Golzinho básico no início dos anos 90 pra não chamar a atenção! Mas chegou um momento em que nem assim tava seguro mais!

      • zekinha71

        Já vi Montana blindada.

      • Ernesto

        Corolla tem de monte blindado, e é mais barato que a Tiguan.

    • NYC_Man

      Tenho uma e achei economia porta não ter partida sem chave tb.
      Mas o carro é maravilhoso

  • André

    O carro pode ser até bom, mas esse valor está muito fora da realidade, ontem mesmo a Toyota lançou o RAV 4 Hibrido por 165.990,00 sendo um carro importado do japão.

    • Cristiano_RJ

      Na verdade a Toyota é notória por ser uma montadora careira e excepcionalmente no caso desse novo RAV4 híbrido ela deixou todos surpresos, pois tanto a imprensa especializada quanto o público que acompanha o mercado esperava que fariam como a Honda fez com o CR-V e que traria a RAV4 próximo dos R$ 200 mil. Pois bem, agora ela deixou a Honda isolada como o mais caro representante do segmento, com a versão topo de Tiguan e do 5008 próximos. Mas, considerando os modelos vendidos com preços intermediários, esse Tiguan Comforline está com um preço bem competitivo.

  • Esse é o mal da dona CAÔ-A.

    Produtos de peso com a linha Subaru e até Hyundai, mas com sua forma de trabalho, não consegue colocar seus modelos importados para bater de frente com Equinox e Tiguan.

  • Mendes

    Acho um pouco estranho esse comprimento das portas traseiras, mas é mero detalhe.
    Assim como não gosto tanto do visual frontal da Equinox, porém não deixaria de comprar só por isso.

    As maiores diferenças entre Tiguan e Equinox são:
    7 lugares e melhor conectividade da Tiguan;
    Motor superpotente e suspensão mais confortável da Equinox.

    É difícil escolher.. acho que tenho preferência pela Equinox, por rodar muito em estrada – onde o motor se faz interessante. Alguns optam por Compass a diesel com descontos para CNPJ, levando um Limited nessa faixa de preço, quando o consumo é fator relevante.

    • mjprio

      Esse lance da porta traseira acontece em variações LWB (long weelbase ou entreeixos alongado) que são feitas principalmente pro mercado chinês , como é o caso deste modelo. As vezes elas acabam perdendo o equilibrio do desenho

      • th!nk.t4nk

        É realmente uma pena que o Brasil não receba a versão original (curta) do Tiguan. Custaria um pouco menos e seria uma baita opção pra muita gente.

  • Ducar Carros

    Faltou citar o Lifan X80, com 7 lugares e preço, se não me engano, de R$ 132 mil. Já foram vendidos 39 esse ano (dados até abril).

  • Edu.ch

    Particularmente gosto muito do design da traseira do Tiguan. Sim, tem um ‘Q’ de Variant e é exatamente aí que está o ponto. Preserva o dna da marca.

    • Andre Cupertino

      Me lembra a traseira da Variant II

  • Andre Studart

    Carro muito bom! Me preocupa só o seu prazo de validade com motores turbinados, não creio que para seminovo seja uma opção legal por medo da manutenção/quebras após anos de uso

    • Mendes

      Por exemplo, antigamente o câmbio automático era uma preocupação por medo de quebras e alto custo de manutenção.
      Hoje já não há mais tanto medo, pois a tecnologia está mais confiável; embora de fato, seja um item muito caro de reparar e facilmente dá PT num carro já mais antigo.

      Alguns carros têm problema crônico com turbo (ex: Evoque) mas são minoria.
      Uma coisa que infla os problemas é que muitos donos de Jetta e Golf adicionam “chip de potência”, que esgoela a turbina e o motor para produzir 30, 40% mais potência que o planejado pela fábrica.

      Mas é inegável que os carros em geral são mais descartáveis hoje. Toda essa eletrônica a bordo torna inviável manter o carro a longo prazo… Note os importados usados: depois de um certo tempo o valor despenca e ninguém encara.
      A ideia é que a pessoa troque rapidamente um carro novo por outro novo (como nos EUA). Veja que até o tal financiamento “balão” hoje tem taxas equiparadas ao financiamento comum.

      • Andre Studart

        De fato, muito bom seu comentário!

        A tecnologia está cada vez mais avançada mas ainda há certos carros que são tidos como refêrencia em má confiabilidade, como a jaguar/land rover e a própria Volvo. Os carros da VW (os importados) não tem costumes de apresentar tantos problemas, mas os motores turbinados ainda não provaram sua durabilidade ao longo prazo por serem uma tecnologia recente..

        Nos primeiros anos não tenho dúvidas que será uma maravilha, mas fico pensando a pessoa encarar um desse no mercado seminovo com 6+ anos de idade, que é um período normal para um carro seminovo..

        Eu, por exemplo, tenho um Grand Vitara 2010, que muitos taxam como beberrão, pouco equipado etc, mas nesses quase 10 anos o carro nunca ficou no prego e nunca me apresentou defeitos.. Realmente, ponto para os japoneses nesse quesito, até para os Subarus da vida, por exemplo.

        Creio que a pessoa que compre uma Tiguan tenha que estar ciente de ser como você falou, trocar de carro após o uso de 3/4 anos, que geralmente é a idade de troca para pessoas desse porte financeiro.

        Outro carro que me chama atenção é a dupla 3008/5008, mas cai no mesmo problema do tiguan, e os THP não são lá os motores mais confiáveis, acredito que minha escolha acabaria sendo uma Trailblazer, que mesmo o projeto mais arcaico, seria um carro que me passaria segurança e que provavelmente não deixaria na mão.

        • Mendes

          Para termos uma ideia, basta observar uma Tiguan 2010 (motor 2.0 turbo).
          A revenda é sim bem ruim.
          O preço de tabela gira em R$ 47 mil, mas há muitas anunciadas na casa dos R$ 40 mil (WM).
          O preço de compra 0-km na época era de R$ 125 mil a R$ 150 mil.

          • Andre Studart

            Sem dúvidas, e o acesso (e preço) a manutençao de um conjunto mecanico desses nao é facil aqui no Brasil

          • Verdades sobre o mercado

            Tiguan 2.0 em 2010 era vendida entre 75 e 100k dependendo dos opcionais.

            • Mendes

              Erradíssimo. Suas “verdades sobre o mercado” são fake news

          • Lucas

            Na verdade a desvalorização aconteceu não por causa do turbo, mas por conta das características desse próprio mercado de SUV’s à gasolina. A título de comparação, seus concorrentes aspirados custam a mesma coisa, senão menos: Santa Fé 2010 V6= 35 mil; Rav4 2.5 2010 = 45 mil; todos os rivais valem entre 35 e 45 mil, sendo ano 2010 e com preço de compra 0km entre 125 e 130 mil! O unico ponto fora da curva é o Sorento V6, que parte dos 55 mil, por motivos óbvios de qualidade e equipamentos.
            A título de curiosidade, até a toda poderosa SW4 desvaloriza absurdamente quando na horrorosa versão flex.
            Fonte: OLX.

    • Guedes

      Comentário um tanto quanto infeliz. Se você não confia em carro turbo, a opção é ficar nos aspirados jurássicos.

      Esse papo de confiabilidade já está mais do que ultrapassado. Qualquer carro mal cuidado pode dar problema não só os turbos.

      E, obviamente, quanto mais eletrônica, mais probabilidade de dar problemas, mas a diversão e economia compensam e muito.

      Finalmente, enquanto pessoas pensarem como você os carros turbos não se popularizarão. Como comentado por outro colega, é igual a carro automático. Agora, depois de décadas e que o preconceito está caindo.

      • Andre Studart

        Não infeliz, mas realista..

        Nao estou e nunca duvidarei da eficiencia dos motores turbinados modernos, ate por definição os mesmos sao mais eficientes (reaproveitamento dos gases..)

        A questao é que nao temos como afirmar que tais motores ja estao bons e amadurecidos em termos de durabilidade quanto os aspirados, por que ainda é uma tecnologia recente, motores turbinados para cotidiano..

        Os mesmos geram mais calor e afins que por natureza “consomem” mais do motor. O ponto nao é a qualidade, mas a durabilidade. Tiguans de 2010 sao otimos carros, mas os motores costumam dar problemas e no Brasil o acesso a manutenção deles nao é fácil.

        Encarar um tiguan de 2 mao ppde ser dor de cabeça com um motor desse ainda a ser testado a longo prazo: o Proprio v10 TDI ta VW deu e da muita dor de cabeça desde que saiu da fabrica, por isso teve carreira curta.

        As pessoas que compram carros desse preço geralmente trocam de 3 em 3 anos, entao o carro vai ta sempre ok, mas falo em 10 anos e pra frente, a história ja muda, a indústria quer que voce consuma e os carros tem prazo de validade sim hoje em dia, nao reconhecer e achar que tudo sao flores é que nao dá, o mercado da opçoes variadas: carros com confiabilidade ou com boa eficiencia e nem tanta confiabilidade a longo termo? Voce escolhe.

        Voce falou em decadas, estamos nem há 1 decada direito na era de motores turbinados e ja vemos inumeros problemas com os THPs e casos tambem com os TSI: eu so encararia se soubesse que em 3 anos eu estaria trocando de carro, se fosse pra longo termo, eu optaria por.algo diferente.

        • Guedes

          Sim, você tem todo direito de optar por carros aspirados. Tem gente que anda de fusca até hoje.

          Temos que ter em mente que carro é um bem durável, não eterno.

          As montadoras hoje trabalham com vida útil de 250 mil km ou 10 anos.

          • Andre Studart

            Sim, bem duravel, e que durante esse tempo nao crie um buraco negro nas finanças..

            Ate por que aspirado automaticamente é jurássico ne?

            Ja tive uma C180, que me deu muita dor de cabeça, e hoje o carro que tenho faz o mesmo serviço me custando metade do que a merc custava..

            Turbinados sao otimos, eficientes e rapidos, mas pode ter certeza que a grande parte dele durável (6+ anos) nao é, nao no momento.

            Abs

            • Lucas

              O carro nao fez tal estrago no seu bolso por ser turbo, mas por ser Mercedes.

        • Marcelo Ecosta

          Só uma lembrança: em 1995 já tínhamos Audi A4 1.8 Turbo de 150 cv, Uno Turbo, Tempra Turbo, Eclipse Turbo; chegamos aos anos 2000 com Gol e Parati Turbo, Golf Turbo, Marea Turbo; atravessamos os anos 2000 culminando com os modelos turbo de Audi, BMW e Mercedes, Volvo, Ford, Fiat, hoje temos essa tecnologia desde carros populares a modelos de alto luxo. É sim uma tecnologia de décadas.

          • Ernesto

            Mas o difícil é encontrar Uno Turbo, Tempra Turbo, ou mesmo os Audi A4/3 1.8 turbo desta época inteiros. Não sei se pela falta de manutenção ou por outras questões.

            • Marcelo Ecosta

              Também é difícil encontrar Corsa GSi, Uno 1.6R, Gol GTi 16V, Vectra GSi inteiros, por exemplo. Afinal já se vão 25 anos e eram carros que vendiam poucas unidades. Será que o problema é o turbo mesmo? Audi A3 Turbo e A4 Turbo ainda se encontram em bom estado de conservação, por exemplo.

              • Ernesto

                A3 e A4 Turbo 1995 inteiros? Muito difícil!
                Como escrevi acima, não sei se por falta de manutenção ou por outras questões.

          • Andre Studart

            Não é, são tecnologias diferentes.. Turbos estão conosco desde a decáda de 70, com os porsches 911, mas a arquitetura, a forma de entrega e o projeto de tais motores são diferentes dos de hoje em dia.

            Antigamente não se pensava em turbos para uso cotidiano e nem para eficiência (consumo). Todos esses citados (salvo o A4) não tinham em seus projetos em mente o uso confiável ou eficiência, mas sim para um uso específico.

            Vimos a partir dos anos 2000 o movimento intenso pelo downsizing e novas tecnologias para atender emissões/consumo, o que fizeram que as montadoras tivessem de mudar as formas de como fazer e/ou projetar um motor, que a partir daí deram origem às familias de motores e tecnologias recentes.

      • mjprio

        O problema não é o turbo, mas sim o proprietário/ mantenedor. Se o cara puser esses chips sinistros ou nao fazer o uso o a manutenção de forma correta vai dar ruim em alguma hora. E neste caso consertar um carrinho com o famoso caracol fica mais caro. Um amigo meu tinha um Passat TSI antigo e quando a turbina deu pau a VW queria 8 mil mais 3 mil de M.O pra trocar. Por sorte, conseguiu no ML uma por 4.5 mil de uma css que fechou e mais mil de MO pra trocar. Compraria de boa um modelo turbo, mas acho que só 0km. Pra comprar usado teria que conhecer muito bem a vida pregressa do carro

        • Guedes

          E assim começa mais uma verdade imutável do mercado brasileiro automotivo,
          Dos mesmos autores de “toyota não quebra” ; “carro automático só dá problema”, vem aí “carro turbo usado não presta.”

          A gente merece comprar onix com famiíla 3 e os motores fire da Fiat mesmo

          • mjprio

            Nao entendi amigo? É uma crítica ao que eu falei? Porque se for, mostra que vc caiu na mesma falácia da “verdade imutável” a que vc se referiu e mostra uma visão bem estreita das coisas ( ao que eu já estou chegando conclusão pelas respostas e argumentos dos posts abaixo).
            Veja que fui bem claro ao citar o exemplo do que um carro mal mantenido pode dar em termos de dor de cabeça pro próximo adquirente. O dinheiro é de cada um e com ele se faz o que se quiser. Entretanto não vou ser o idiota que vai comprar um modelo turbo usado de un manolo infeliz só pra agradar vc e a sua teoria infundada de que só carro turbo presta,independente do uso.
            Sinceramente acho sim que podem haver bons motores aspirados ( o 2.0 do Focus,), assim como motores turbo que não sao tão bons assim (exemplo o do HB20) e o contrário pode acontecer. Isso sem falar que um motor turbinado exige que alguns parâmetros de desenho e construção sejam aperfeiçoados em relação ao aspirado para que o binômio performance-durabilidade seja alcançado, bem como combustível e lubrificante de qualidade pra suportar a carga extra.
            Todos nós sabenos que o brasileiro não é a melhor pessoa em termos de manutenção e uso racional de um veículo e como engenheiro especializado em manutenção sei bem o que isso significa. Compre seu turbo, usado ou novo, e seja feliz,mas nao ache que sua opinião simplista seja o corolário da engenharia moderna.Abraço

            • Guedes

              O seu comentário anterior foi muito generalista, como se todo carro turbo fosse chipado ou tivesse remapeamento de injeção para aumentar performance mas comprometendo a longevidade. Há sim muito turbo chipado, mas isso não pode ser motivo para sepultar todos carros turbos usados.

              Bem lembrado, o HB20 turbo foi uma piada, mas aí é outra história.

              Na minha humilde opinião, motores aspirados estão datados de fato. é só olharmos pro nicho de carro de luxo e ver quantos deles são aspirados e quantos são turbo.

              Abs

              • mjprio

                Se vc olhar meu comentário nao me referi a carros turbo comp sendo chipados sempre. Mas de fato é um dos fatores que podem comprometer a durabilidade do motor turbo

          • Cristiano_RJ

            Penso exatamente como você Guedes. Parece que o mercado brasileiro é movido a crendices populares. Algum formado de opinião em algum momento no tempo teve uma má experiência com determinada tecnologia e passou a disseminar isso. Pronto, essa é a semente de mais uma lenda urbana que aqueles que não são engenheiros automotivos e na verdade pouco ou nada entendem do mercado passarem a reproduzir o que ouvem por aí até que isso se torne uma lenda urbana. Uma “verdade” imutável pelas próximas décadas, até que a realidade soberana se imponha com toda a sua força e falta de piedade e essas pessoas sejam obrigadas a aderir. Foi assim com a injeção eletrônica, com o câmbio automático, com o motor 16V e agora é a vez dos motores turbinados. Em breve isso ocorrerá com os híbridos e elétricos.

            • Guedes

              Muito bem lembrado o motor 16v!! tinha esquecido dess!!

    • Andre Cupertino

      Lembra a traseira da Variant II

  • Clayton Martins

    Esse carro é vendido com descontos significativos pela VW.
    Não consigo entender como ainda tem fã boy da Honda defendo o valor surreal do futuro HR-V Touring! O carro está com preço dois patamares acima de seu posicionamento de mercado. O HR-V Exl já é uma aberração por cobrar muito caro sem dispor do que um Ford Ka top de linha dispõe. Lamentável

    • D34D P00l

      Eu acredito que nem os fanboys mais ferrenhos defenderam esse hrv de 140k.
      Mas eu vejo gente defendendo tcross de 125 embora em quantidade não tão significativa.

    • Rodrigo

      Paguei 135 mil no meu, mas apesar de 0km é uma unidade 18/18. Coincidentemente peguei ele hoje, data da edição da matéria. Por enquanto a maior parte das impressões são válidas. Em termos de consumo, abasteci com etanol e do trajeto da Concessionária até em casa gastou 7 km/l.

      • daneloi

        Excelente consumo. Era a média que eu conseguia no álcool no meu antigo polo tsi

  • Vae Victis

    A VW precisa contratar um novo designer.

  • mjprio

    Vendo assim pelas fotos ela parece uma Brasília ou Variant II king size com 4 portas. Mas quando vc vê e perto o desenho até que agrada. Acho a Equinox mais harmoniosa por fora, mas o Tiguan é mais requintado

  • João Senff

    Esperamos esse carro chegar no Brasil e quando chegou com esse designe espixadao fugindo da versão européia compramos a 3008 GP.

  • Fellipe Z

    Acho o Tiguan da geração passado mto mais bonito por fora. Esse alongamento é mto estranho tbm, prefiro o europeu

  • Deomar Costa

    Prefiro o aisin é mais fácil encontrar manutenção que o dupla embreagem. Onde fica o estepe, qual a dimensão?

    • Galeroso

      Professor Deomar para de falar besteira ômi. É incomparável Aisin com DSG 6 banhada à óleo. Esse câmbio dupla embreagem não é aquela caixa de 7 marchas seca que deu alguns casos de manutenção no Golf MK7. Essa é bastante robusta, usada até no Golf Gti.
      O estepe fica abaixo do tampão no porta-malas.
      Compra a danada logo para que eu possa fazer aquele test-drive dá hora na BR 153, e seja feliz ômi!
      E a coca-cola vai pagar panóis ou não? kkk

      • Thiago Gomes

        7 marchas não foram poucos problemas…foram muitos e não só nos Golfs… DSG 6 marchas tb apresentou inúmeros problemas…e o custo de manutenção é pesado…

  • José Eduardo D’Acampora Guazzi

    Normalmente quando se chega num carro melhor como o Tiguan eles te tratam melhor. Problema é chegar lá de gol, up e polo kkkk

    • Geruzzus Filho

      Eu chego de POLO e sou muito bem atendido. Não é o carro, mas a educação de quem vai te atender.

      • José Eduardo D’Acampora Guazzi

        Isso é MT bom. Mantenha fidelidade aí onde estais sendo atendido, pq não é o que tenho visto em sua maioria.

    • Jeremias Flores

      infelizmente tenho que discordar. Em mesmo periodo eu tive um Tiguan o meu pai uma Amarok e meu irmão um Up! o atendimento na VW era horrível pra todo mundo, e o pior, na hora de trocar de carro o único que conseguiu uma avaliação decente na cc foi o meu irmão. tanto para mim como para o meu pai recomendaram “vender por fora” pois era difícil pra eles pegarem os nossos carros. E isso se repetiu em varias cidades, não foi exclusividade de uma determinada rede, parece ser política da VW mesmo

  • CanalhaRS

    Pessoal do site, a matéria está bem legal, direta, mas vamos melhorar a resolução dessas imagens, por gentileza.

  • Marco nagaiver

    Exato. A Carrera VW Alphaville tem uma oficina de chorar…..esquecem do básico, em 2015 comprei um Jetta 1,4TSI e esqueceram de completar o fluído de arrefecimento. Hoje levo meus carros na VW Faria da Avenida Rio Branco, atendimento muito bom .
    Obs: Cidade de São Paulo-SP.

  • oscar.fr

    Esse carro não é nem feio nem bonito.

  • É o próximo carro que pretendo ter na garagem, quando as coisas melhorarem um pouco (se até lá a VWBR não subir o preço dele para 200k na versão comfortline).

  • Baetatrip

    Nao curti o visual do new Tiguan pois ficou com a imagem bem pesada e mal acabada, pois tive ano 10/11 era linda (Europeu) com acabamento bom……. Só nao curti a VW me tratou durante 5 anos mal….. Peguei má unidade e gastei quase 20 mil pratas em revisao+pecas+ etc etc!
    Pois era pior ano do carro 09 a 11….! E nao deixou nenhuma saudades, pois que a VW fez comigo…. MORREU!
    Pois foi a unica marca que tive experiencia única e voltei p/ marca sempre tive……. 1 VW contra 4 SZK…. SZK para mim é melhor carro para mim… Nao traz aporriação, manutenção basica, pecas nao tao caras como a VW metia a mao!
    Como no meu caso, uso p/ viajar p/ lugares remotos, VW me levou mas nao sentia confiança que eu tenho na SZK!
    Tenho profundo arrependimento: Na epoca que peguei a minha em out de 2010, nao fui inteligente msm….!
    Seria: eu ia de tiguan ate CSS da SZK e ia sair com a rarissimo GV3 3.2 V6 (so veio 500 p/ brasil)
    Tenho o meu GV3 2.0 4×4 e ignoro carros modernos
    Quando olho e penso p/ frente: Acabou de comprar 1 carro de luxo, como o BR ninguem mexe esse tipo de carro altamente tecnologico e vao ficar chutando o problemas…….
    Só vejo carros alto luxo na oficina por pane eletrinco que demora dias p/ descobrir…..
    Por isso voltei para SZK, por ser menos tecnologia e + robustez/confiablilidade
    Só p/ ter ideia: rodei quase 90 mil km (44mkm-133mkm).. Problemas: 0! e continua pegando muita estrada pelo BR!
    Todo bonitinho revisão que vai longe
    Nao sou dono que é frescura…. Uso p/ valer nem seja estrada asfaltado ou terra ou mau caminho
    “Way For Live Suzuki”
    P.s- Na 1 semana que peguei a TIG, fui a fazenda com chuva e lama e se foi com louvor!

  • Corujinha Feliz

    Essa realmente é muito bonita. Ainda mais na cor Cinza Platinum.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email