Avaliações Híbridos Sedãs Volvo

Avaliação: Volvo S90 T8 entrega experiência única ao volante

Avaliação: Volvo S90 T8 entrega experiência única ao volante

Ele tem quase 5 metros de comprimento. É elegante e tem interior sofisticado. Até certo ponto, disruptivo, o Volvo S90 é um sedã de luxo que sai do lugar comum, embora quem olhe, pensará exatamente o contrário.


Oferecido somente na versão Inscription, o Volvo S90 tem propulsor híbrido e daí é identificado como T8 “Twin Engine”. Apesar de seu porte e peso, no entanto, o sueco eletrificado tem consumo muito melhor que qualquer carro 1.0 vendido no país.

Avaliação: Volvo S90 T8 entrega experiência única ao volante

Aliás, o Volvo S90 T8 só perde em eficiência para o Renault Zoe, totalmente elétrico. Surpreendentemente, todo esse tamanho esconde um desempenho excelente para um carro com motor 2.0, que tem ainda alguns detalhes bem interessantes a revelar.


Vendido por R$ 365.950, o Volvo S90 T8 poderia ser mais um sedã luxuoso de porte grande, mas ele não só se diferencia pelo conjunto motriz. Topo de linha entre os sedãs da marca, este produto surpreende positivamente e dá uma ideia de como o futuro será.

Por fora…

Avaliação: Volvo S90 T8 entrega experiência única ao volante

Não dá para andar no Volvo S90 T8 sem chamar a atenção. Embora a fama maior esteja com os alemães, o nórdico atrai olhares por conta de seu porte e detalhes elegantes, em especial as enormes rodas diamantadas aro 20 polegadas.

A carroceria é longa, larga e baixa, tendo uma frente bem expressiva com os faróis full LED dotados de “Martelo de Thor”, as luzes diurnas em forma de “T”. As linhas elegantes também enaltecem a robustez e a segurança com aparência bem musculosa.

Avaliação: Volvo S90 T8 entrega experiência única ao volante

A grade com frisos de raio negativo e o logotipo bem masculino da Volvo reforçam essa característica do carro, que tem ainda uma traseira expressiva com lanternas em LED em forma de “C” e um para-choque proeminente com duas saídas de escape de verdade.

Afinal, se espera que o Volvo S90 T8 seja o mais frugal e ecológico possível, daí não ter escape aparente seria seguir a tendência do mercado, mas não é assim nesse escandinavo. Com teto solar simples, ele também quer ser discreto até no badge, porém, não esconde a portinhola do carregador de energia.

Por dentro…

Avaliação: Volvo S90 T8 entrega experiência única ao volante

Se você já entrou nos modelos mais recentes da Volvo, com exceção do XC40, achará bem familiar o ambiente do S90 T8. É praticamente igual ao de XC90 ou XC60, por exemplo. A comunalidade entre os produtos feitos sobre a plataforma SPA é enorme.

Assim, o S90 T8 em sua versão Inscription tem talvez o volante mais limpo e simples entre os carros de luxo, assim como o cluster digital e configurável – que mostra nível da bateria e sua autonomia – ou a tela vertical do “tablet” que a Volvo incorporou aos seus modelos atuais.

Avaliação: Volvo S90 T8 entrega experiência única ao volante

O interior é muito bem decorado e a qualidade dos materiais salta aos olhos. Os alto-falantes da Bowers & Wilkins impressionam, assim como a acústica reproduzida na função Sala de Concerto de Gotemburgo. Isso sem contar o pequeno joystick de cristal da aldeia sueca de Orrefors, que serve de alavanca de marchas.

O botão de partida é giratório e elegante também, assim como painel e portas revestidos em madeira e couro costurado por todo o lado, inclusive na estilosa chave cromada da Volvo. Mesmo sem um teto solar grande, o habitáculo é simplesmente um luxo. Os assentos são envolventes e climatizados, podendo ser ajustados na multimídia Sensus. O espaço interno é bem amplo.

Avaliação: Volvo S90 T8 entrega experiência única ao volante

Chama atenção o túnel central alto na frente, tendo este porta objetos e copos bem rasos. O motivo, no entanto, é bem interessante. Entre os bancos dianteiros ficam as baterias de 10,4 kWh do Volvo S90 T8 Inscription.

Essa é uma característica da plataforma SPA, que deixa tanque e demais componentes em seus lugares originais. Atrás, apenas um pequeno ressalto no assoalho não atrapalha em nada. Com detalhes em preto brilhante, parece tudo muito bom, mas há uma ressalva.

Avaliação: Volvo S90 T8 entrega experiência única ao volante

Por mais atraente que seja o couro costurado em tom marfim, este necessita de atenção redobrada nos cuidados e limpeza, pois, ele suja muito fácil e pode ficar encardido se não houver um tratamento especial. Pode-se optar por marrom ou preto. Ainda assim, os assentos possuem até extensores e ajustes nos lados dos encostos, por exemplo.

Fora isso, o espaço interno do S90 T8 realmente impressiona. A multimídia Sensus Connect pode até ter fundo branco como num tablet de verdade. Ela é intuitiva e incorpora quase todas as funções do carro, inclusive exibindo a imagem digitalizada do chassi durante a condução, para mostrar o que está acontecendo no sistema híbrido.

Avaliação: Volvo S90 T8 entrega experiência única ao volante

Isso sem contar os modos de condução e funcionalidades diversas, indo dos quatro estilos dos mostradores do painel até itens de serviço. Tudo é dividido em três páginas e mais um menu com inúmeras configurações e ajustes, bem como manual de instruções. Totalmente conectado, tem Android Auto e Car Play, fora navegação integrada e visor de 360 graus.

O porta-malas tem tampa elétrica e contêm bons 500 litros, além do cabo de carregamento que, no carro testado, era somente o de alta voltagem, aquele que pluga no dispositivo fixado na parede de garagens. Por conta disso, não pudemos recarrega-lo durante a avaliação.

Por ruas e estradas…

Avaliação: Volvo S90 T8 entrega experiência única ao volante

O Volvo S90 T8 Inscription não é só um carro grande. Ele também é bem pesado, tendo mais de duas toneladas. Então, quando se sabe que existe um singelo motor 2.0 sob o capô, logo podemos imaginar que seu desempenho é apenas aceitável.

Não é exatamente assim que acontece. O “singelo” é o Drive-E 2.0 com turbocompressor e injeção direta de combustível, que tem nada menos que 320 cavalos a 6.000 rpm e 40,6 kgfm a 2.200 rpm. Tudo bem, a rotação aí parece um pouco alta, mas a oferta de torque é excelente.

Avaliação: Volvo S90 T8 entrega experiência única ao volante

Lá fora, o S90 pode ser comprado assim, mas aqui, o T8 vem com um elétrico de 87 cavalos e 24,5 kgfm, instalado no eixo traseiro. Além das baterias de lítio que ficam entre motorista e passageiro, existe ainda um bom câmbio automático Aisin de oito velocidades, sem paddle shifts. Fez falta? Nenhuma.

Com tudo isso, o Volvo S90 T8 oficialmente vai de 0 a 100 km/h em 4,9 segundos e tem máxima de 250 km/h, mas só até este ano, pois, a partir de 2020, será limitado em 180 km/h. Na prática, anda tudo isso mesmo? Sim, apesar de sua proposta, ele tem desempenho muito bom.

Avaliação: Volvo S90 T8 entrega experiência única ao volante

Ao ligar, sem sinal de Drive-E. Ele inicia na energia e pode ficar assim por até 43 km, embora não tenhamos chegado perto disso. Aí vai uma dica para quem quer um S90 T8: vá ao Sensus e ative a recarga da bateria durante a condução e desligue a função de reserva de eletricidade. Caso o contrário, o consumo fica normal, como de uma versão T6, por exemplo.

Isso significa que a bateria encherá mais rapidamente ao rodar e, por consequência, poderá ficar mais tempo no modo de zero emissão. Após essa configuração importante, desacelerações e frenagens serão compensadas com mais energia.

Então, de volta ao desempenho geral, o S90 T8 tem respostas muito rápidas e empolgantes tanto no modo Pure (economia) quanto no Hybrid (usado normalmente). O modo Individual pode ajustar diversos sistemas do veículo, em especial a suspensão, a qual falaremos mais abaixo.

Avaliação: Volvo S90 T8 entrega experiência única ao volante

No Power, toda a energia das baterias e a potência de pico do motor elétrico são usadas para ajudar o Drive-E 2.0 em sua plenitude, garantindo assim uma condução realmente muito empolgante.

Já no AWD, os dois motores sempre atuarão na tração do veículo em qualquer condição. No câmbio, existe o modo Boost, que maximiza os dois motores para saídas mais vigorosas, independente do modo de condução.

O Volvo S90 T8 pode andar como um carro esportivo ou navegar como aqueles sedãs bem ao estilo americano. Na estrada, ele mantém 1.800 rpm no conta-giros virtual, garantido nível de conforto e economia elevados. Em nossos cálculos, conseguimos 22,2 km/litro na rodovia.

Avaliação: Volvo S90 T8 entrega experiência única ao volante

Parece excelente, mas ainda nem conseguimos chegar aos números do Inmetro, que, em geral são piores que o que conseguimos em nossas avaliações.

Nesse caso, oficialmente o instituto marcou 25,6 km/litro. O mesmo aconteceu na cidade, onde obtivemos média de 20 km/l. Nada mal, porém, abaixo daquele indicado pela tabela do PBE: 21,3 km/l.

Ainda assim, encher o tanque do S90 T8 é algo que o motorista fará muito pouco em um mês de uso, pois, o aproveitamento energético e a recarga elétrica em fonte externa pode simplesmente quase eliminar o uso da gasolina no dia a dia.

Avaliação: Volvo S90 T8 entrega experiência única ao volante

Quando o motor entra em ação, o nível de ruído ou interferência na condução é mínimo. Mesmo ele subindo para altos giros, não se incomode com o barulho, que é bem baixo.

Quando em emissão zero, o nível de ruído interno é muito, mas muito baixo mesmo. O isolamento acústico é excelente, tendo inclusive vidros laterais laminados para isolar o ambiente.

O conforto ao dirigir é fora de série. O Volvo S90 T8 tem uma direção elétrica adaptativa que torna a condução deste enorme sedã, algo bem prazeroso.

Avaliação: Volvo S90 T8 entrega experiência única ao volante

Entretanto, esqueça um ajuste elétrico da coluna, pois, a Volvo insiste num ajuste manual e mecânico. Sim, com as memórias dos assentos, sentimos falta disso, como em outros da marca.

Isso não desabona o carro de forma alguma. Podemos dizer que é uma peculiaridade da Volvo, assim como a suspensão. O conjunto não é totalmente pneumático, mas você nem percebe isso. É como saber que o XC60 não tem molas helicoidais atrás, apenas um feixe de elastômero.

No Volvo S90 T8 Inscription, o conjunto tem molas helicoidais na frente e câmaras pneumáticas atrás. Não adianta lembrar-se do XC90, porque ele tem isso também na frente. Então, o sedã se torna algo único na gama das séries 60 e 90.

Avaliação: Volvo S90 T8 entrega experiência única ao volante

Fora isso, outra característica do luxuoso de três volumes é o ajuste da suspensão nos modos Pure e Hybrid. É tão suave e macio que o carro simplesmente navega sobre o asfalto. É um elogio até certo ponto, já que estamos no Brasil.

Assim, isso se torna algo desconfortável em pisos ondulados e cheios de irregularidades, algo do nosso cotidiano. Nem é preciso falar das temíveis lombadas. O Volvo S90 T8 oscila demais nessas condições e não agrada.

Por isso, aquele recurso do modo Individual cai bem. Basta colocar a suspensão no modo mais firme, que ele se comporta de forma muito melhor nessas condições.

Avaliação: Volvo S90 T8 entrega experiência única ao volante

Nas curvas, mesmo com ajuste suave, o S90 se comporta muito bem e não passa a sensação de que vai escapar de traseira. O conjunto filtra muito bem pisos variados, garantindo conforto em tempo integral.

Assim, o Volvo S90 T8 fica bem mais gostoso, melhorando muito a experiência a bordo e respondendo em curvas e desvios rápidos de forma bem mais interessante. Se a opção for por uma condução longa em estrada de condição boa, então, o modo suave o fará deslizar pelo asfalto e baixíssimo ruído.

Outro ponto importante é a sensibilidade nos freios do S90 T8, que consideramos elevada. No começo, você pode se assustar com a resposta quase instantânea e muito forte ao tocar no pedal. Bastam alguns quilômetros e algumas frenagens variadas para se acostumar com a segurança imposta pela Volvo nesse caso.

Avaliação: Volvo S90 T8 entrega experiência única ao volante

Com o City Safety sempre ativo, o S90 detecta carros parados e pode fazer seu serviço desde uma pincelada nos discos até frear com mais vigor e emitir um alerta. Então, naquelas ruas estreitas onde os carros ficam estacionados, é bom ir mais devagar nos desvios de trajetória para evitar essas chamadas de atenção.

Interessante no Volvo S90 T8 é que, com tudo o que ele tem de diferente em relação aos irmãos da SPA, o Pilot Assist é algo que você até esquece que existe, mesmo na estrada. O recurso é importante, pois, alivia o trabalho do motorista, que assim pode ficar mais relaxado.

Esse conforto não deve ser entendido como total ausência da condução. Na verdade, o Volvo emite alerta em segundos para que o motorista mantenha as mãos no volante, enquanto controla esta e as demais funções do carro ao rodar. O piloto automático semiautônomo pode ir até 130 km/h.

Avaliação: Volvo S90 T8 entrega experiência única ao volante

O Pilot Assist parece ter vida própria, já que nem sempre entra de imediato. Ele fica buscando a melhor condição de sinalização da via para então ativar, assumindo parcialmente volante, acelerador e freios.

Na estrada, ele contorna bem curvas, desde que não sejam muito fechadas e em velocidade elevada. Pista com ondulação esqueça, ele não irá manter a faixa. Trata-se de um recurso para auxílio à condução e não um sistema plenamente autônomo, por enquanto…

Por você…

Avaliação: Volvo S90 T8 entrega experiência única ao volante

O Volvo S90 T8 é uma opção desejável para quem quer um sedã de luxo nessa faixa de preço, mas ainda assim, deseja ter algo mais. O sedã tem suas exclusividades e elas, mesmo que algumas não sejam tão aceitáveis, tornam esse carro único.

Ele é bem equipado como se deve, assim como tem um acabamento de primeira linha. É silencioso não apenas no modo elétrico e tem uma suspensão que nem precisa ser totalmente pneumática.

Avaliação: Volvo S90 T8 entrega experiência única ao volante

A acústica da sala de concertos é realmente impressionante, especialmente quando se houve rádio ou música clássica. Em “show ao vivo”, basta apenas fechar os olhos e imaginar que está entre as pessoas na plateia.

Tudo isso com emissão quase zero, consumo baixíssimo, propulsão silenciosa e conforto ao dirigir de alto nível. É dessa forma que a Volvo enxerga o futuro com o S90 T8 Inscription, que é mais que simplesmente um carro de luxo puro, mas uma experiência diferente e muito agradável. Vale a pena sair do lugar-comum e ter essa outra sensação.

Medidas e números…

Ficha Técnica do Volvo S90 T8 Inscription 2019

Motor/Transmissão

Número de cilindros – 4 em linha, turbo

Cilindrada – 1.969 cm³

Potência – 320 cv a 6.000 rpm (gasolina)

Torque – 40,6 kgfm a 2.200 rpm (gasolina)

Potência elétrica – 87 cv a 0 rpm

Torque elétrico – 24,5 kgfm a 0 rpm

Potência combinada – 407 cv

Torque combinado – 65,1 kgfm

Transmissão – Automática de 8 marchas

Desempenho

Aceleração de 0 a 100 km/h – 4,9 segundos

Velocidade máxima – 250 km/h

Rotação a 110 km/h – 1.800 rpm

Consumo urbano – 20,0 km/litro

Consumo rodoviário – 22,2 km/litro

Suspensão/Direção

Dianteira – McPherson/Traseira – Multilink

Elétrica

Freios

Discos dianteiros e traseiros com ABS e EDB

Rodas/Pneus

Liga leve aro 20 com pneus 245/40 R20

Dimensões/Pesos/Capacidades

Comprimento – 4.963 mm

Largura – 1.879 mm (sem retrovisores)

Altura – 1.443 mm

Entre eixos – 2.941 mm

Peso em ordem de marcha – 2.031 kg

Tanque – 60 litros

Porta-malas – 500 litros

Preço: R$ 365.950 (versão avaliada)

Volvo S90 T8 Inscription 2019 – Galeria de fotos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Fabio Gambela

    Carrão.

    • Kania

      Se você quiser olhar – ” Captain Marvel 2019 ” – com linguagem de legenda completa disponível Agora aqui: GOGOSERIES1.BLOGSPOT.COM

    • th!nk.t4nk

      Infelizmente o S90 fica devendo em muitos pontos, perante a concorrência. Ele nem sequer um simples touch de comando remoto tem. O ACC desse carro é limitado a 130 km/h. Pro Brasil até vai, mas pra rodar na Europa já ferra totalmente a ideia do dispositivo. Essa nova limitaçao de vel. máxima de 180 km/h é outro ponto inaceitável pra categoria desse modelo. Dos motores nem vou falar, a Volvo só tem esse 4 cilindros pra todos seus modelos (e ele nao é rápido como os números divulgados, porque na prática a bateria descarrega muito rapidamente e você nao terá a potência/torque combinados durante a maior parte do tempo). Enfim, ele é mais barato por ser um projeto mais simples, mas por conta disso micou no mercado (os concorrentes vendem 3x mais). E quando se faz as contas, realmente nao vale a pena a economia nesse caso.

      • Unknown

        Você é um Volvo hater. Rsrs

  • CanalhaRS

    Um baita carro e uma ótima avaliação do site.
    Só uma pequena correção. O texto cita “…o logotipo bem masculino da Volvo…”. Na verdade esse logotipo não tem nada a vem com “masculino”, é o símbolo químico do ferro.

  • Eskarmory .

    Que t* de carro!!

  • Domenico Monteleone

    Que carro absurdo. sem mais palavras.

  • CarloAndreiDiniz

    Impressionante. Perfeito!

  • Natán Barreto

    Realmente impressionante em todos os detalhes. Apenas essa traseira q realmente não desce, mas não faria diferença pra mim na aquisição de um. Os outros atributos, principalmente consumo, compensam.

  • Bruno Silva

    Belíssimo carro (conjunto em geral). Particularmente, economizaria 40mil e levaria uma 530e M Sport, que já estava vindo com o carregador junto. É tão bem equipado quanto o Volvo, e de quebra tem um visual e acabamento que me agradam mais. Anda um pouco menos, mas nesse caso (em busca de eficiência) não importaria muito, se quisesse mesmo desempenho partiria logo pra 540i. Não sei se é real, mas o BMW chega a fazer uma média de 52,3 km/l usando modo elétrico junto à gasolina.

    • Mr. Pereba

      Essa questão de consumo em carros híbridos fica bem difícil de analisar, né? São tantos modos de condução e tantas condições de utilização, e considerando que a variação parte de zero consumo até aproximadamente 20km/l, então daria pra dizer que o Volvo faz 52,3 ou ainda 200km/l, e por aí vai.

  • Emygdio Carlos

    Carro bonito, mas é para quem tem muita grana, a meu ver.
    Excelente para viagens.
    Péssimo para o uso urbano, pois são 5 metros de lata sobre rodas e não é tão simples encontrar uma vaga para estacioná-lo.
    Ainda pesa mais de duas toneladas. Imagino o custo de manutenção por conta da buraqueira existente no Brasil.

    • Lelolol

      MEUA MIGO, vc acha q o camarada q compra essa carro vai ficar procurando vaga? Até mesmo acha q ele vai estacionar a jabiraca na rua? A galera q compra esse carro quase nao passa em rua esburacada, e onde vai tem vallet.

      • Emygdio Carlos

        Lelolol, concordo contigo enquanto esse veículo for novo.

        Entretanto, depois que virar “resto de rico” mantenho a minha opinião.

        Obrigado!

        • Lelolol

          Tudo bem, compreendo, mas, desculpe falar isso, mas acho q vc está forçando um pouco dizendo isso. A volvo nao vai se preocupar com a galera q compra essa máquina pra aparecer. Ela desenvolve pra quem realmente pode manter essa nave. E Q NAVE!!!

  • Fanjos

    “Comprimento – 4.963 mm”

    Apesar de não bater os 5 metros acho que mesmo assim já se enquadra como Full Size, e ai como chlassificariam esse carro?Já que carros como Passat que tem 4767mm são considerados grandes aqui no HUeHUE, esse seria o que? Gigante?
    É por isso que eu digo que a classificação de carros no HuEzil esta errada e o Golf é compacto, Passat médio e esse seria grande

    • Mr Hater

      O melhor a fazer é adotar a segmentação europeia: segmentos A, B, C, D, E, F e por aí vai. Ajuda a reduzir a confusão de sedã grande, médio grande, médio compacto e etc. Utilizando os modelos da VW que tu trouxe, o Golf é classificado como segmento C, o Passat é segmento D, além disso, o Chrysler 300 e o Volvo S90 são de segmento E.

  • Guilherme Martins

    Eu gosto… embora nesse a traseira exótica e registrada da volvo, tá… menos!
    Eu quero um carro grande é alto, tava entre xc90, Full e X5, descartei a volvo porquê um amigo saiu fora do v40 dele , pq um mero carter custou lhe quase 20 mil… imaginei se num volvo de “entrada” foi isso, imagina num topo de gama…
    Aliás alguém tem experiências com a x5? Tipo… boa nisso, mas isso não deixou saudades…

    • Andre Studart

      Não se engane em achar que com a bmw os preços serão diferentes.. Um carro dessa faixa de preço a manutenção vai ser bem alta..

      Em termos de carro em si, a X5 é hoje a que está pra trás dentro o segmento, mas a volvo não tem uma fama muito boa com sua confiabilidade recentemente.. Da uma olhada no Lexus RX, você vai ter o que procura e de quebra ter manutenção mais baixa e confiabilidade altíssima

    • Lucas

      Full nem deveria ser citado perto de XC 90 ou X5…É inferior em absolutamente todos os apectos que sua mente alcançar.

      • Guilherme Martins

        Rs, não sou jornalista automotivo , logo não to fazendo um comparativo… a Full tá entre elas , pq simplesmente a acho boa ( tinha carros na lista não relacionados como a S10) separei os que gosto e que o melhor tenha a chave guardada comigo kkk

  • RicLuthor

    Pelo visto o autor gostou muito da palavra “disruptivo”.

    “Parece excelente, mas ainda nem conseguimos chegar aos números do Inmetro, que, em geral são piores que o que conseguimos em nossas avaliações.”

    Deveria estar escrito: “… em geral são melhores…”.

  • Luis Burro

    Se fosse pra comprar um Premium iria de Volvo sem dúvidas,apesar q realmente ñ acho q tenha sofisticação de BMW e Mercedes o q ela entrega já tá mais q suficiente além do custo benefício ser o melhor…só ñ entende é por ele ser o topo ñ concorrer com o Classe S e cia,a Volvo nunca teve representante pra este segmento???

    • th!nk.t4nk

      Mesmo que a Volvo quisesse, eles não têm nem motor pra isso. Talvez com um full electric, no futuro. Mas é uma marca relativamente pequena, então seria arriscado demais pra eles se aventurarem num segmento mais sofisticado.

      • Luis Burro

        Mas antigamente a Familia 960 ñ era concorrente?
        Pq o 850 já concorria com Série 5 e cia!

  • Luis Burro

    Eu acho meio estranho esta contradição da prioridade num automóvel,pq apesar de q qm senta no banco detrás ñ precise dirigir qm está no da frente tem muitos mais recursos de comodidade e espaço,caso o passageiro seja meio alto pode até raspar a cabeça no teto atrás,já na frente isto é meio difícil de ocorrer!

  • marcos

    Carro excepcional como todo Volvo. Agora vejam, na matéria diz: “existe ainda um bom câmbio automático Aisin de oito velocidades, sem paddle shifts. Fez falta? Nenhuma”. No recém lançado VW Jetta, que também não trouxe os paddle shifts, houve uma reclamação geral nos comentários pela falta desse item, desmerecendo o carro e tal; e em nenhum blog ou site eu li alguém reclamando dessa falta no Volvo S90. Me expliquem, por favor!

    • Unknown

      Porque o Jetta TSi remete, de alguma forma, à esportividade, coisa que o Volvo não almeja, apesar do excelente desempenho.

  • afonso200

    sou mais o Lincoln Continental

  • Fernando Orlandi

    Legal que hoje vale 395.000, e daqui pouco mais de 5 anos valerá uns 60.000

  • Asdrubal Trombone

    quando mencionou que são quase 5 metros de comprimento, fui imediatamente às fotos e nenhuma do perfil lateral do carro para vermos as proporções. Só tem foto de canto, e bem distorcida. Apesar de ser importante mostrar detalhes, uma foto do carro na horizontal, com toda lateral em foco e sem distorção é fundamental! E parem de usar câmera ruim, use uma camera decente, com zoom para tirar fotos em ângulo sem distorcer as proporções.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email