Azera 2011: detalhes, preço, consumo, ficha técnica

hyundai azera 20111

O Hyundai Azera 2011 foi um sedã executivo muito estimado por clientes da marca no Brasil, porém, no ano/modelo 2011, recebeu uma atualização visual para se manter bem por aqui.


Vendido pela CAOA Hyundai, o Azera renovado tinha um visual mais fluido e expressivo que o anterior, que foi o modelo que realmente conquistou muita gente no país.

Com preço inicial de R$ 90.000, o Azera 2011 trazia como novidades a grade dianteira com estilo revisado, para-choques redesenhados e faróis de xenônio com guias de LED.

Além disso, o sedã coreano ganhou também novas rodas de liga leve de 17 polegadas e escapamento reestilizado, para enaltecer mais a força de seu motor V6.

Por dentro, o Azera adicionou um novo display no quadro de instrumentos analógico, chegando a portar um econômetro visual, indicando com uma luz verde quando a condução era eficiente.

Azera 2011 – novidades

2011 Hyundai Azera North America

Fora as mudanças de visual, o Azera 2011 recebeu também alterações na mecânica.

Seu motor V6 3.3 MPi passou de 245 para 265 cavalos, porém, com o mesmo câmbio automático de seis marchas com sistema sequencial Shiftronic.

A suspensão do sedã da Hyundai também foi recalibrada para se comportar melhor em pisos irregulares, oferecendo assim mais conforto ao dirigir.

Rival do Ford Fusion, assim como do Volkswagen Passat, o Hyundai Azera era um carro de grande sucesso por ter um motor grande por um preço competitivo.

Tanto como novo quanto usado, o Azera atraiu a atenção de muita gente e no modelo 2011, ele ficou um pouco melhor, mas com as linhas musculosas da traseira como do anterior.

Com 4,89 m de comprimento e 2,78 m de entre-eixos, o único pecado do Azera foi não ter tração traseira como o Hyundai Genesis da época.

Bem old school, o sedã da Hyundai não era dado a sofisticação, sendo aqui apresentado com um pacote bem acanhado em comparação ao que era servido nos EUA e na própria Coreia do Sul.

A proposta era mesmo oferecer um bom custo-benefício com desempenho sendo a moeda de troca, em detrimento de um conteúdo tecnológico padrão.

Para termos uma ideia, o V6 3.3 nem dispunha de injeção direta de combustível, como era oferecido pela Hyundai em mercados consolidados.

Essa prática também era vista na Kia Motors, sendo favorecidos os mercados principais em detrimento dos demais, que recebiam tecnologias inferiores ou já defasadas.

azera 2011 5 1

Não por acaso, nessa época ocorreram diversos problemas relacionados com a CAOA, como potência adulterada, carro médio com freio traseiro a tambor e até alteração de ano/modelo, entre outros.

Até o Azera da geração seguinte sofreu com números que não batiam, sendo na prática com menor potência em relação ao 2011.

Com “10” airbags, o Azera tinha controle de tração e estabilidade, ainda que alguns duvidassem disso, bem como freios ABS e EDB.

Tendo um bom e potente motor V6, o Azera 2011 ia de 0 a 100 km/h em 8,4 segundos e tinha máxima de 231 km/h.

Mesmo com injeção indireta, feita por bicos nos coletores, o Azera fazia quase 8 km/l na cidade e pouco mais de 11 km/l na estrada.

azera 2011 4 1

No visual, além de xenônio nos faróis, o Azera 2011 tinha LEDs nas lanternas traseiras, assim como sensor de estacionamento traseiro, bancos em couro com os dianteiros elétricos, volante imitando madeira e detalhes de mesma aparência nas portas e painel.

Mantendo um ar bem austero no interior, o Azera era um carro mais indicado para motoristas conservadores, que ainda amavam os detalhes de acabamento dos anos 90 e 2000.

Nisso, o Azera dava um banho, com direito a displays de cor azul para chamar atenção ao sistema de áudio e ar-condicionado.

Acabamento em dois tons, cluster analógico, volante com comandos de mídia e telefonia, piloto automático, retrovisores com rebatimento elétrico, entre outros, eram comodidades que estavam a bordo, na única versão disponível, a GLS.

O Azera 2011 tinha ainda saídas de ar-condicionado no banco traseiro e teto solar elétrico de tamanho padrão.

azera 2011 3 1

Em cor cinza, o acabamento interno atraía também pela qualidade do revestimento. Além disso, o espaço interno do Azera era realmente muito bom, especialmente para quem ia atrás.

Lá, o banco traseiro bipartido ampliava o já bom porta-malas, que tinha 469 litros.

Com bom conjunto, o Hyundai Azera 2011 é um carro interessante para quem curte sedãs executivos no melhor estilo americano, ou seja, com um V6 a bordo.

Ainda assim, sua mecânica é cara e exige pessoal qualificado, assim como tem custos elevados em algumas peças ou componentes eletrônicos.

É preciso ter em mente que é um carro feito para pessoas de alto poder aquisitivo na época e que tinham condições de arcar com as despesas.

Deve-se ter em mente ainda que o carro agora tem 10 anos, seja de uso ou com boa parte disso parado, exigindo algum grau de manutenção. Por isso, atenção na compra.

Azera 2011 – detalhes

azera 2011 7 1

Quarta geração do modelo Grandeur na Coreia do Sul, o Hyundai Azera 2011 foi a atualização do produto que desembarcou aqui em 2006, seguindo a trajetória do sedã executivo nascido em 1986.

Esta geração era a L, baseada essencialmente no Mitsubishi Debonair. Nos anos 70, 80 e 90, a Hyundai tinha parceria técnica com a marca japonesa, assim como as demais marcas locais com outras nipônicas.

A segunda geração surgiu em 1992, sendo feita até 1998. Não se sabe o motivo, mas a CAOA não vislumbrou boas vendas desse sedã nos anos 90.

Visualmente — o Azera de segunda geração ainda nem ostentava este nome — parecia muito com o Kia Clarus, que veio ao mercado brasileiro na mesma época.

Até então, as duas marcas eram rivais na Coreia do Sul. Tal como a L, a geração LX tinha motores de quatro cilindros e V6.

Em 1998, a geração XG apareceu por lá, que já compartilhou a plataforma com o Kia Opirus, outro coreano que os brasileiros conhecem.

Mesmo assim, esse Hyundai não veio, porém, ele chama atenção por só ter tido motor V6 e isso com volumes de 2.0, 2.5, 2.7, 3.0 e 3.5 litros.

De carro de rico e político na Coreia do Sul, o Grandeur LX virou um produto para americano ver na geração XG. Isso abriu caminho para o sedã seguinte, que faria ainda mais sucesso.

Sem ostentar falso luxo, como os anteriores, o Grandeur da geração TG mudou para um carro fluido, elegante e acessível, que trocou até de nome, assumindo como Azera.

O Azera abriu as portas da Hyundai para o segmento premium em todo o mundo, especialmente no Brasil, onde se tornou extremamente popular.

O Azera 2011 tinha frente com faróis retangulares, tendo duas parábolas, sendo uma delas com projetor de xenônio no facho baixo. Tinha ainda piscas e luzes diurnas destacados, sendo estas de LED.

A grade tinha detalhe cromado e frisos laminados abaixo, dando um ar diferente ao tradicional sedã. O para-choque tinha linhas suaves na parte inferior, junto à grade.

Ele ostentava ainda os lavadores de farol, obrigatórios para o uso do xénon. Nas laterais, o Azera 2011 tinha frisos cromados envolvendo as janelas, assim como retrovisores com repetidores de direção.

Estes eram elétricos e tinham desembaçador, além de rebatimento elétrico. Nas portas, friso protetor com vinco cromado, assim como nas extremidades dos para-choques.

As rodas de liga leve tinham vários raios e eram de aro 17 polegadas, com pneus 235/55 R17.

Na traseira, o para-choque tinha sensores de estacionamento e duas saídas de escape cromados, embutidas no acabamento.

Já as lanternas tinham luzes de LED, com piscas e luz de ré em lâmpadas. As lentes eram unidas por molduras com o nome Azera cromado. A placa ficava abaixo, com iluminação dupla.

Por dentro, o Azera 2011 tinha painel com dois tons de cinza e marfim, com molduras imitando madeira percorrendo toda a extensão do conjunto e indo até às portas.

O volante era em couro cinza com centro na mesma cor e acabamento parcial madeirado e envernizado, que também revestia as laterais do console central.

Tinha ainda comandos de mídia e telefonia, assim como piloto automático. A coluna de direção tinha como destaque ajuste elétrico, conjugado com os ajustes elétricos do banco do motorista.

O cluster era analógico com conta-giros, velocímetro, nível de combustível e temperatura da água. Já a parte central do painel vinha com multimídia dotada de display digital e CD player.

Abaixo, o ar-condicionado digital era dual zone, ampliando assim o conforto a bordo. No túnel, acabamento cinza com detalhes imitando madeira, além de alavanca de câmbio com seletor tipo escada.

As portas eram revestidas em couro claro, como os bancos, enquanto a parte traseira tinha difusores de ar e apoio de braço central com porta-copos. O banco traseiro era bipartido.

No teto, alças, para-sois iluminados, retrovisor eletrocrômico, luzes de leitura e o teto solar elétrico. O porta-malas tinha abertura elétrica com 476 litros de espaço.

Azera 2011 – versões

azera 2011 8

  • Hyundai Azera GLS 3.3 V6 Automático

Equipamentos

  • Hyundai Azera GLS 3.3 V6 Automático – Faróis de xénon, rodas de liga leve aro 17 polegadas, trio elétrico, sensor de estacionamento, rebatimento elétrico dos retrovisores, teto solar elétrico, bancos em couro, bancos dianteiros elétricos, coluna de direção elétrica, ar-condicionado dual zone,
  • multimídia com CD player, computador de bordo, entre outros.

Azera 2011 preço

Qual o valor do Azera 2011?

  • Hyundai Azera GLS 3.3 V6 Automático – R$ 90.000

Azera 2011 – motor

autowp.ru hyundai azera 5

Produzido em Asan, na Coreia do Sul, o Azera teve motores Theta 2.4 e Mu 2.7 a gasolina no mercado doméstico, assim como diesel CRDi 2.2.

Contudo, o propulsor que sustenta essa geração do Azera é o V6 Lambda. Trata-se de um motor feito inteiramente em alumínio com quatro comandos de válvulas acionadas por corrente.

Feito em Montgomery, Alabama, nasceu com o Azera, mas nunca foi fabricado na Coreia, apesar de ter sido projetado lá com versões 3.3 e 3.8 litros.

Sem variação de válvulas na versão 3.3 MPi G6DB, chegou ao Brasil na opção mais potente, com 245 cavalos e 31,5 kgfm. Encantou os clientes da CAOA com sua força.

Ele tem 3.342 cm³ e taxa de compressão de 10,4:1, sendo alimentado por injeção eletrônica multiponto e abastecido somente com gasolina.

Com a atualização do Azera 2011, este deu lugar ao Lambda II, que adicionava comandos variáveis no escape, visto que antes era somente na admissão.

Essa mudança adicionou 20 cavalos ao V6 3.3 MPi, que entregou assim 265 cavalos a 6.000 rpm e 31,0 kgfm a 3.500 rpm. A alteração foi um bom marketing para o Azera, que teve boa aceitação.

Sua transmissão automática de seis velocidades com sistema Shiftronic de mudanças manuais na alavanca era outro destaque. Essa transmissão tinha conversor de torque.

O Azera HG continuou a evolução do produto com motor Lambda 3.0 por aqui, mas este tinha 250 cavalos e não caiu bem entre os brasileiros, o que levou ao fim do sedã no mercado nacional.

Lá fora, a geração IG é a atual e ainda usa o motor Lambda 3.0, 3.3 e 3.5 litros, tendo injeção direta ou multiponto.

Desempenho

azera 2011 1 1

  • Hyundai Azera GLS 3.3 V6 Automático – 0 a 100 km/h – 8,4 segundos
  • Hyundai Azera GLS 3.3 V6 Automático – velocidade máxima – 231 km/h

Consumo

Quantos km por litro faz Azera 2011?

  • Hyundai Azera GLS 3.3 V6 Automático – cidade – 7,9 km/l
  • Hyundai Azera GLS 3.3 V6 Automático – estrada – 11,7 km/l

Azera 2011 – manutenção e revisão

azera 2011 6 1

Azera 2011/2012

A Hyundai CAOA tem um plano de manutenção para o Azera 2011 que envolve revisões a cada 10.000 km ou 12 meses, compreendendo inspeção de diversos itens básicos do veículo.

O serviço consiste em inspeção de motor, câmbio, suspensão, direção, freios, itens de segurança, pneus, eletrônica, carroceria, entre outros.

Na revisão, há troca de óleo de motor, filtro de óleo, filtro de ar, filtro do ar-condicionado, fluido de freio, velas, correia em V, fluido de transmissão, líquido de arrefecimento, palhetas dos limpadores, entre outros.

Nos itens de desgaste natural, o Azera tem trocados discos de freio, pastilhas de freio, batentes dos amortecedores, amortecedores, molas, buchas de balança, pivôs de direção, bieletas, coxins de motor e câmbio, coxins de subchassis, pneus, rolamentos, entre outros.

Na rede Hyundai CAOA, são feitos ainda serviços de funilaria, pintura, alinhamento, balanceamento, cambagem, lavagem, higienização, limpeza oxi-sanitária, recall, limpeza de couro, vitrificação, entre outros.

Azera 2011 ficha técnica

azera 2011 2 1

Azera 2011 teto solar

Motor3.3 V6
Tipo
Número de cilindros6 em V
Cilindrada em cm33342
Válvulas4
Taxa de compressão10,4:1
Injeção eletrônicaIndireta
Potência máxima265 cv a 6.000 rpm (gasolina)
Torque máximo31,0 kgfm a 3.500 rpm (gasolina)
Transmissão
TipoAutomática de 6 marchas
Tração
TipoDianteira
Direção
TipoHidráulica
Freios
TipoDiscos dianteiros e traseiros
Suspensão
DianteiraBraços sobrepostos
TraseiraMultilink
Rodas e Pneus
RodasLiga leve aro 17 polegadas
Pneus235/55 R17
Dimensões
Comprimento (mm)4.895
Largura (mm)1.865
Altura (mm)1.490
Entre eixos (mm)2.780
Capacidades
Porta-malas (L)469
Tanque de combustível (L)75
Carga (Kg)ND
Peso em ordem de marcha (Kg)1.640
Coeficiente aerodinâmico (cx)ND

Azera 2011 – fotos

Autor: Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 26 anos. Há 15 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.