BMW MINI Salões do Automóvel

BMW e MINI são as primeiras baixas do Salão do Automóvel 2020

BMW e MINI são as primeiras baixas do Salão do Automóvel 2020

O Salão do Automóvel 2020 ocorrerá entre 12 e 22 de novembro, porém, a edição que inicia a nova década já tem duas baixas no front de expositores.


A BMW – e sua marca inglesa MINI – não estarão na mostra paulistana, que será realizada novamente no pavilhão do São Paulo Expo, que fica às margens da rodovia dos Imigrantes, no bairro da Água Branca.

Em uma nota curta, a BMW explicou que a decisão foi tomada porque a marca constantemente está avaliando a participação em salões automotivos e outros eventos.

Além disso, a marca busca novas plataformas para expor seus produtos e meios alternativos para atrair o consumidor. A BMW pretende “reforçar o engajamento em atividades específicas e individualizadas de experiência”.

O fabricante alemão, que tem planta em Araquari-SC, pretende ainda ampliar o test drives e demonstração de tecnologias e serviços da marca. O objetivo é se aproximar mais dos clientes sem ter que fazer isso através de um grande (e caríssimo) estande no salão.

BMW e MINI são as primeiras baixas do Salão do Automóvel 2020

Assim, BMW e MINI reforçam uma tendência de esvaziamento dos salões automotivos, algo que ocorre com bastante frequência. No último evento, as marcas Citroën, Peugeot, Jaguar, JAC, Land Rover e Volvo não estavam presentes no evento.

Entre as luxuosas, a Volvo é a que mais fica ausente dos salões automotivos, sendo que no último em que participou, mostrou um estande sem carros, o que chocou muita gente. A BMW fechou 2019 com 13.142 vendidos e market share de 0,49%.

Com a nova geração do Série 3 nacionalizada em 2019, tendo esse obtido vendas expressivas desde então, a BMW acredita que pode contornar o impacto do evento com mais marketing e ações diretas ao consumidor, algo que outras marcas vêm fazendo.

O best seller entre os sedãs da marca, o Série 3 vendeu 3.629 unidades no ano passado contra 3.565 exemplares de seu maior rival, o Mercedes-Benz Classe C. Já o mais vendido foi o X1, que emplacou 4.257 carros.

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • RicLuthor

    Os BMWs são caros, muito caros pelo que oferecem, basta comparar com os Volvos, e esses preços altos de alguns anos para cá foram inflacionados.

    Abandonar o salão por conta de custos elevados? Imagine se os clientes da marca pensassem o mesmo e a abandonassem.

    • Guilherme Lima

      eu entendo a logica da BMW , mas mesmo assim ficar de fora de um dos eventos mais importantes e feio, ai a marca diz ah vamos fazer eventos por fora pra agradar o publico, cara ela só faz evento pra quem evento pra quem e cliente e em quantidades limitadas, só escolhe quem quer, logo ela a marca que mais se preocupa com entusiasta, fora que ela nos salões deixa a maioria dos seus carros fechados, ao contrario da sua maior rival Mercedes que no ultimo salão deixou quase todos os seus carros abertos ao publico até os AMG, já a BMW que é muito fresca, eu amo a marca mas não as atitudes dela, nem se quer deixou um carro da grife M aberto, já a Audi ela deixa todas as suas maquinas abertas, e ela tbm faz eventos fora do SDA como os eventos RS que ela permite cliente e não clientes degustar o que um carro RS e capaz e nem por isso ela pensa em abandonar o SDA, alem do que ela vai renovar o line-up dela no brasil e maioria dos carros dela chega no fim do ano, creio eu que ira mostrar a maioria das suas novidades lá.

      • RicLuthor

        Os eventos da BMW quando não são para a imprensa, são para as personalidades que são clientes da marca. Dificilmente o cliente comum da marca é convidado, talvez um ou outro proprietário da linha M.

        • Guilherme Lima

          Quase nunca, nesse ponto sou mais a Audi e Mercedes do que a BMW pq ela quer engajar o cidadão a ser cliente dela, com esse evento pq ela libera tanto pra quem é cliente quanto pra quem não é, a BMW e a marca mais purista dentre o Trio de ferro Alemão mas é a mais fresca dentre os três ao montar seus eventos, minha melhor analogia e que a BMW e a italiana das alemãs, tem carros emocionais que cativam o público mas é muito cheia de fru fru.

    • th!nk.t4nk

      No Brasil também acho que os Volvo têm melhor custo x benefício. Mas no exterior, não. Tenho justamente o novo Série 3, mas queria muito ter pego o S60. Só que depois do test-drive e de comparar o pacote tecnológico de ambos, acabei indo no BMW tranquilo. Mas isso porque a diferença de preço pra mim seria irrisória, ~15 €/mês no leasing pra levar um carro bem mais sofisticado (meu 320d tem faróis laser e um sistema de matriz ativa bem mais sofisticado que o S60, fora que o sistema autônomo vai até 210 km/h, contra 130 km/h do S60). Poderia citar milhares de outros detalhes. É por isso que a Volvo vende bem menos no exterior, porque quando você compara acaba indo na concorrência. Mas no Brasil nem sequer há oportunidade de usar tudo o que esses carros oferecem, então mais vale economizar uns trocos na maioria dos casos e ir na opção que parece mais racional.

    • FocusMan

      Ninguém que compra BMW vai a salões de automóveis mais hoje em dia. Diria que uma minoria até vai, porém no exterior.,

      Salões de automóveis já foram mais bacanas, Mas hoje em dia que estão colocando modelos com roupas longas e rapazes nos lugares das moças, o público típico dos mesmos perdeu interesse.

  • David Diniz

    Melhor assim. Aliais poderiam aproveitar e cobrar mais caro no ingresso do salão.

  • Felipe Gonçalves

    Os BMW’s praticamente se vendem sozinhos no Brasil, não vejo eles com um bom marketing, inclusive faltam “reviews” da 320i em sites especializados e o próprio site da marca é fraco.

    • LLX 💰

      Status

  • Alvarenga

    Esquece salão do automovel! Ja era! BMW tambem ja era no Brasil, não sei como ainda não venderam a fabrica para alguem fazer salsicha!

  • Sino Weibo

    Salão geralmente é pra apresentar novidades…

  • Nelson

    O mercado está mudando e os fabricantes sabem disso, a Tesla se tornou hoje a empresa mais valiosa do setor automotivo, enquanto a bmw e os outros players desse mercado passaram anos após anos fazendo mais do mesmo, ou seja os carros deles ainda são como as primeiras carroças motorizadas do inicio de 1900, e para complicar até a china esta fazendo produtos de qualidade e roubando mercado deles, depois tem Japão…Coreia…acabou a superioridade dos alemães, enfim para finalizar, a técnologia hoje esta em todo o mundo e não é mais de alguns fabricantes, melhor se reinventarem como fez a yamaha, talvez devam pensar em fabricar instrumentos musicais.

    • Helder

      Os carros dos alemaes são iguais as carroças do começo do século? E a tesla vendendo eletrodoméstico sobre rodas eh a empresa mais valiosa dos Setor automotivo ? Realmente acredita nisso , ou vai junto com alguma boiada ?

    • th!nk.t4nk

      Tenho açoes da Tesla e aposto muito na empresa, mas recomendo evitar esse endeusamento. Eles tiveram inúmeros acertos, mas cometeram inúmeros erros também. Estão sendo processados pela associação de taxistas de Amsterdam, que comprou 80 Model S e nunca conseguiu usar todos simultaneamente, pois os problemas técnicos são super frequentes. O Model X foi um caos total nesse aspecto, e o Model 3 está com péssima assistência técnica na Europa. Então calma lá, que eles precisam ainda comer muito arroz com feijão pra realmente serem “superiores” dessa forma geral a que você se refere. Quanto ao valor de mercado da Tesla ser altíssimo, é simplesmente porque é uma empresa inovadora de tecnologia na bolsa. Rola uma especulação absurda com as açoes deles, mas esse valor passa longe de corresponder com o valor real da empresa. De resto, a Tesla continua vendendo apenas uma pequena fração do que os concorrentes vendem no mundo, e isso é o que importa no fim do dia (lucro). Relaxa que ainda vai rolar muita coisa nesse mercado na próxima década, e eu não me surpreenderia se a Tesla virasse uma marca de nicho dentro de alguns anos, ao invés de um grande player generalista como o povo tá imaginando que será.

      • FocusMan

        Vamos ver se a Tesla terá tempo de se consolidar como fábrica de carros em massa.

    • fsjal

      Os Tesla têm péssima fama de acabamento ruim, problemas de montagem e assistência técnica fraca. Pra incomodar as grandes montadoras, precisa melhorar muito ainda.

    • FocusMan

      Estamos perto da nova crise da bolsa como a de 1929,

      Movimentos cegos como esse que valorizam a Tesla que tem poucos ativos em relação a empresas seculares que tem diversas plantas e capital de verdade me deixam com essa certeza.

      Elon Musk não está interessado em vender carros. Ele acredita que os carros vão causar uma demanda grande na venda de tecnologias que ele detem e que são muito mais valiosas.

      Tem várias postagens dele no Twiter inclusive reclamando das dificuldades inerentes ao modelo de negócio de vendas de veículos em massa. O lucro é muito baixo para pagar o que ele quer vender e isso uma hora vai cansar os investidores.

      • SDS SP

        Tesla é uma empresa extremamente alavancada. Se beneficiou muito das políticas de afrouxamento monetário pós 2008. Quando o “free money” acabar, o bicho vai pagar. Não só a Tesla como muitas outras empresas têm grandes chances de desaparecerem na próxima recessão.
        Mercado de ações está muito bolhado.

        • FocusMan

          Qualquer espirro mais forte vai virar pneumonia para eles…

  • Rodrigo

    Certamente analisaram e concluiram que o retorno (em pedidos) do investimento no Salão não estava acontecendo, possivelmente porque os potenciais clientes da marca não sejam atraidos por este tipo de evento. Pra uma marca que ate pouco tempo atras cobrava pelo CarPlay, nao precisa ser genio pra afirmar que o objetivo maior é apenas o $$$.

  • leitor

    Melhor pra outras marcas. Grande oportunidade para as que são de países com menos tradição. E também deixar outras europeias, asiáticas e americanas de luxo receberem seus destaques. Em três anos a imagem e o carisma caem, e quando voltarem, se voltarem, vai ter que reconquistar.

  • zekinha71

    Daí vão e apresentam os carros de feira de vídeo game, como se os atuais nerds ligassem pra carro.

  • acelerandonaweb

    No meu entendimento é um um grandes desfalque no Salão do Automóvel e um grande erro da montadora alemã a médio e longo prazo.
    A BMW deveria saber muito bem que este tipo de evento além de servir para fechar novos negócios (vendas resultantes diretamente do salão), pode criar novos potenciais clientes, isto ocorre pois é um dos poucos momentos que pessoas comuns podem entender o que é um carro premium e começar a sonhar com tal aquisição.
    Além disto é a melhor oportunidade para mostrar que realmente têm um produto superior a todos os outros, uma vez que no mesmo local é possível entrar em carros das mais diversas marcas e segmentos.
    Sabe aquela sensação de entrar em um BMW Série 5 depois de entrar em um monte de carros que tentam passar um ar de premium mas na verdade não são? É exatamente disto que eu estou falando, mesmo um leigo consegue perceber isto!

  • fsjal

    Bom, não sei como é hoje, mas a última vez que eu fui num salão do automóvel, o stand da BMW tinha seus carros cercados e fechados. Não dava nem pra chegar perto.
    Se ainda for assim, não fará falta

    • Guilherme Lima

      ainda continua assim, suas rivais deixam os carro abertos ao publico a Audi deixa os RS e a Mercedes a AMG agora a arrogante da BMW nem em sombra.

  • FocusMan

    Salões hoje em dia são caros e ineficiêntes para venda.

  • Luis Burro

    Pra q ter estes salões, qm mais ganha com isto pra ainda existirem, antigamente até era meio lógico mas hj com o acesso q se tem a informação passa até em jornal televisivo!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email