BMW Cupês Esportivos Sedãs

BMW M6: conheça o cupê esportivo de 2006 e seu antecessor de 1983

O BMW M6 é uma versão esportiva de alta performance da Série 6 da marca, desenvolvido pela divisão M da BMW.

Dotado de uma das letras mais famosas do mundo, o BMW Série 6 ganhou com a versão M um novo coração.


Aqui iremos falar do modelo atual mas também do lendário M635 CSi lá dos anos 80.

BMW M6: conheça o cupê esportivo de 2006 e seu antecessor de 1983

Primeiro um pouco a respeito do BMW M6 original, que nasceu em 1983 e durou seis anos.


BMW M6 (1983 a 1989)

Como todo BMW M que se preze o BMW M6 nasceu de uma variante do Série 6.

A primeira geração do BMW M6, ainda na versão “civil”, surgiu no mercado em 1976, sendo um substituto para a geração E9 do BMW Série 7. Lançado apenas na carroceria cupê de dois lugares o novo Série 6 herdava do Série 7 todo o luxo e sofisticação, só que em um pacote mais compacto.

BMW M6: conheça o cupê esportivo de 2006 e seu antecessor de 1983

Como era uma variante do Série 7, o Série 6 se aproveitava de todos os benefícios do irmão maior.

Mas no que diz respeito à versão BMW M6 que nos interessa, o M635CSi, o doador foi outro, no caso o mítico BMW M1 que emprestou seu enorme e poderoso motor para manso Série 6.

O desenho do Série 6 era sóbrio e elegante. O perfil comprido dava elegância e sofisticação ao modelo.

No caso do BMW M6, o modelo ganhava um novo para choque com novas entradas de ar para resfriar melhor o motor novo, além de novas saias laterais para manter o veículo mais próximo do chão.

BMW M6: conheça o cupê esportivo de 2006 e seu antecessor de 1983

Na traseira um discreto aerofólio preto, mostrava que aquele não era um Série 6 comum, e sim um monstruoso BMW M635i.

Por falar em monstruosidade, o motor do M1 que agora estava sob a pele do BMW M6 era o 3.5 litros que gerava 286 cavalos de potência a 6.500 rpm e produzia 34,7 kgfm de torque.

Toda essa potência levava o M635i que pesava 1.570 kg a fazer o 0a100 em apenas 6,4 segundos e atingisse a velocidade máxima de 255 km/h.

BMW M6: conheça o cupê esportivo de 2006 e seu antecessor de 1983
BMW M6: miniatura quase perfeita

Com todos esses predicativos o BMW M6 foi sem dúvidas um dos veículos mais rápidos de sua época e muito adorado por todos os entusiastas e jovens ricos da época.

O BMW M6 também era extremamente famoso nas AutoBahn – estradas sem limite de quilometragem – onde ele poderia mostrar todo seu poder de fogo.

Para 1985, o M635i recebia um novo câmbio que agora era automático e tinha três modos de condução: econômico, esportivo e modo manual, onde o motorista poderia efetuar as trocas direto na alavanca do câmbio.

No mesmo ano o BMW M6 recebia um catalisador para respeitar as novas normas de emissão de poluentes vigentes em mercados com normas mais rígidas como o europeu e norte americano.

BMW M6: conheça o cupê esportivo de 2006 e seu antecessor de 1983
BMW M6: miniatura quase perfeita

Os passageiros do banco de trás do M635i viajavam com muito conforto, embora o espaço fosse apenas para dois ocupantes.

A partir de 1986 a BMW passava a oferecer no BMW M6 um sistema de ar condicionado para os ocupantes do banco traseiro, o que garantia maior conforto em dias mais quentes, mas que roubava muito espaço interno, ao mesmo tempo dando um descansa braço para os ocupantes do banco traseiro.

BMW M6: conheça o cupê esportivo de 2006 e seu antecessor de 1983

Para o ano seguinte novos para choques estavam disponíveis tanto para a versão do BMW M6 vendida no mercado norte americano quanto para o mercado do velho continente.

Por conta das novas normas o modelo de 1987 agora tinha apenas 256 cavalos e torque de 33,7 kgfm.

Para o ano seguinte o BMW M6 ganhava novos reforços estruturais e controle eletrônico de estabilidade.

O modelo deixava de ser produzido em abril de 1989 depois de mais de 86 mil unidades fabricadas durante os 6 anos de produção.

BMW M6 (2006 a 2010)

A segunda geração do mítico BMW M6 apareceu apenas em 2005, cerca de 16 anos após o fim da produção do BMW M6 do inicio da década de 1980.

Assim como na primeira geração que deriva direto do Série 6, o novo BMW M6 também herda o mesmo visual, mas com alguns toques da famosa divisão M.

Inicialmente ele foi apresentado como conceito durante o Salão de Genebra na Suíça em 2005 e veio a ser produzido de forma oficial no final do mesmo já como linha 2006.

BMW M6: conheça o cupê esportivo de 2006 e seu antecessor de 1983

O estilo do novo BMW M6 é bem mais agressivo que o de primeira geração que apostava em linhas retilíneas.

O aspecto musculoso do BMW M6 era visto nas caixas de roda, maiores para acomodar melhor os novos pneus e rodas maiores.

Na dianteira, os faróis tinham um desenho agressivo com duas lentes redondas e em volta da lente principal de xênon estavam os “angels eyes”.

A grade típica dos BMW estava maior e ligeiramente mais larga que na primeira geração. A parte de baixo do para choque era envolvente e bastante agressiva com suas três entradas de ar.

BMW M6: conheça o cupê esportivo de 2006 e seu antecessor de 1983

As laterais do BMW M6 eram limpas, e contavam apenas com um friso que começava no para lama dianteiro e seguia até a caixa de roda traseira.

Já na traseira grandes lanternas de formato de trapézio tomavam conta do visual.

O porta placas era também em formato de trapézio e parecia um sorriso.

Já no interior, luxo e requinte eram as palavras de ordem. Materiais nobres, muito couro e apliques de madeira faziam o carro parecer mais caro do que era.

BMW M6: conheça o cupê esportivo de 2006 e seu antecessor de 1983

O motor era um velho conhecido, agora emprestado do M5, um 5.0 litros V10 com 40 válvulas que produzia 507 cavalos de potência e 53 kgfm de torque brutos.

O câmbio do BMW M6 era um manual de 7 velocidades o que garantia um bom desempenho ao modelo, que atingia a velocidade máxima de 250 km/h limitado eletronicamente e fazia o 0a100 em 4,6 segundos.

O modelo foi apresentado na carroceria cupê e depois de um tempo foi apresentado na versão conversível ainda mais charmosa.

BMW M6: conheça o cupê esportivo de 2006 e seu antecessor de 1983

O BMW M6 de segunda geração saiu de linha em meados de 2010, após 14.143 unidades vendidas, sendo que 9.087 unidades eram do formato cupê e 5.056 unidades eram da versão conversível.

O BMW M6 de terceira geração voltaria ao mercado agora somente em 2012 com duas novas opções de carroceria disponíveis.

Leia também todos os detalhes do BMW M3.

BMW M6 (2012 até hoje)

A terceira geração do BMW M6 foi apresentada de forma oficial em fevereiro de 2012 durante o Salão do Automóvel de Genebra na Suíça.

Agora o modelo é oferecido em três tipos de carrocerias, sendo as principais a cupê e a conversível e um inédito sedan de quatro portas e quatro lugares que atende pelo nome de Gran Coupé.

O desenho do BMW M6 agora é basicamente uma evolução do que existia na segunda geração, com novos faróis que agora incorporam as luzes de indicação de seta.

BMW M6: conheça o cupê esportivo de 2006 e seu antecessor de 1983

A grade dianteira está menor e mais arredondada e os para choques estão mais musculosos e contam com novas entradas de ar que reforçam a agressividade do modelo alemão.

Nas laterais o BMW M6 conta com um friso que começa próximo do para lama dianteiro e vai até a extensão da lanterna traseira, e ainda tem um outro vinco que aumenta a sensação de robustez do veículo.

Na traseira as lanternas agora invadem não só a tampa do porta malas, mas também as laterais.

O desenho do BMW M6 é bem característico dos outros modelos da BMW o que lhe confere uma identidade visual e personalidade própria.

BMW M6: conheça o cupê esportivo de 2006 e seu antecessor de 1983

A versão conversível segue sendo uma das mais belas do modelo, e agora eles recebem a companhia do Gran Cupê que agora pode levar até quatro passageiros e suas bagagens sem aperto.

Agora o motor é um 4.4 litros V8 biturbo com 560 cavalos de potência e torque de 69,3 kgfm a 1500 rpm.

BMW M6: conheça o cupê esportivo de 2006 e seu antecessor de 1983

O novo BMW M6 agora usa um câmbio automatizado de 7 velocidades e pode alcançar a velocidade máxima de 250 km/h limitado eletronicamente e fazer o 0a100 em apenas 4,2 segundos.

BMW M6: conheça o cupê esportivo de 2006 e seu antecessor de 1983

O modelo também ganhou uma estranha versão GT, que veio para substituir o Série 5 GT, que une características de SUV, sedan e cupê num pacote de gosto no mínimo duvidoso.

O modelo não tem uma versão especifica preparada pela M, mas pode ter pacote de equipamentos e itens que o deixem com o visual mais agressivo.

BMW M6 Brasil

No mercado nacional o BMW M6 é tido como um modelo de alto luxo e tem preço bastante salgado.

O modelo foi vendido por aqui nas mesmas configurações do mercado internacional, com a opção cupê e conversível, só que com o motor 4.8 litros V8, ao invés do motor maior 5.0 litros V10.

BMW M6: conheça o cupê esportivo de 2006 e seu antecessor de 1983

Atualmente pode-se encontrar um BMW M6 dessa segunda geração com baixa quilometragem no mercado de usados na versão cupê por cerca de R$ 134.900 e cerca de R$ 239 mil pela versão conversível, sendo que o cupê mais barato é do ano de 2012 e o conversível também é de 2012.

BMW M6: conheça o cupê esportivo de 2006 e seu antecessor de 1983

No quesito de modelos 0km o BMW M6 pode ser encontrado nas lojas físicas da marca e pelo site oficial apenas na versão Gran Coupé com 560 cavalos e por módicos R$ 699.950 reais.

BMW M6: conheça o cupê esportivo de 2006 e seu antecessor de 1983

Já a estranha versão GT por hora apenas para o mercado europeu com valores que começam em 64 mil euros, com motor que rende 195 cavalos.

Já no mercado norte americano é possível encontrar o modelo por cerca de US$ 70.300 e ainda existe a possibilidade do comprador poder escolher até pela versão preparada pela Alpina, o B6 por cerca de US$ 124.400 .

Ficha técnica

BMW M6 Gran Coupé 2014

Motor: Gasolina, longitudinal, 4.395 cm³, biturbo, oito cilindros em “V”, quatro válvulas por cilindros e comando duplo em cada cabeçote com válvulas variáveis. Injeção direta de combustível e acelerador eletrônico.

Transmissão: Câmbio automático com sete marchas à frente e uma a ré. Tração traseira. Oferece controle de tração.

Potência máxima: 560 cavalos entre 6 mil e 7 mil rpm.

Torque máximo: 69,3 kgfm entre 1.500 e 5.750 rpm.

Aceleração de zero a 100 km/h: 4,2 segundos.

Velocidade máxima: 250 km/h

Diâmetro e curso: 88,3 mm X 89,0 mm. Taxa de compressão: 10,0:1.

Suspensão: Dianteira independente do tipo McPherson, com braços em alumínio, molas helicoidais e barra estabilizadora. Traseira independente com braços múltiplos em alumínio e molas helicoidais. Controle eletrônico de rigidez dos amortecedores e de estabilidade.

Pneus: 265/35 R20 na frente e 295/30 R20 atrás.

Freios: Discos ventilados na frente e sólidos atrás. Oferece ABS de série.

Carroceria: Cupê em monobloco com quatro portas e quatro lugares. Com 5,01 metros de comprimento, 1,89 m de largura, 1,39 m de altura e 2,96 m de entre eixos. Oferece airbags frontais, laterais e de cortina.

Peso: 1.950 kg.

Capacidade do porta-malas: 460 litros.

Tanque de combustível: 80 litros.

Produção: Dingolfing, Alemanha.

Lançamento mundial: 2012.

Itens de série: Ar-condicionado digital, direção elétrica, trio elétrico, airbags frontais, laterais e de cortina, câmara de visão noturna, head-up display, park assist, rádio/CD/MP3/USB/iPod com tela de 10,2 polegadas e GPS integrado, banco do motorista e volante com regulagem de altura, computador de bordo, rodas de liga leve de 20 polegadas, controles eletrônicos de estabilidade e tração, sistema anti-colisão em perímetro urbano e start/stop.

BMW M6 Coupé 2010

MOTOR: Dianteiro, longitudinal, 5.0 litros, 10 cilindros em V a 90º, 40 válvulas; gasolina; naturalmente aspirado

Número de válvulas por cilindro: 4; duplo comando no cabeçote); sistemas variáveis de admissão e escape

Cilindrada: 4.999 cm3

Potência máxima (cavalos (kW) / rpm): 507 (373) / 7.750

Torque máximo (kgfm (Nm) / rpm): 53,06 (520) / 6.100

Sistema de alimentação: Injeção eletrônica multiponto

TRANSMISSÃO: Câmbio manual de 7 marchas SMG III drivelogic (com chaves de mudança de marcha no volante e uma alavanca de câmbio no console central); tração traseira; diferencial autoblocante variável

DIREÇÃO: Tipo pinhão e cremalheira com assistência hidráulica

Diâmetro de giro: 12,5 m

SUSPENSÃO: EDC (sistema de controle de amortecimento)

Dianteira: Independente, com eixo em alumínio, com duplo braço de articulação, amortecedores com controle eletrônico e molas helicoidais

Traseira: Independente, com eixo em alumínio auto regulável, braços múltiplos, amortecedores com controle eletrônico, molas helicoidais e barra estabilizadora

FREIOS: a disco nas quatro rodas, ventilados com ABS (sistema eletrônico de antitravamento das rodas), CBC (controle de frenagem em curvas), DSC III (controle dinâmico de estabilidade) e ASC+T (controle automático de estabilidade e tração)

Dianteiros: discos ventilados (374 mm de diâmetro)

Traseiros: discos ventilados (370 mm de diâmetro)

RODAS / PNEUS

Dianteiros: LL 8,5J x 19″ polegadas, em liga leve, estilo 167 / 255/40 ZR19

Traseiros: LL 9,5J x 19″ polegadas, em liga leve, estilo 167 / 285/35 ZR19

TANQUE DE COMBUSTÍVEL: 70 litros

CAPACIDADE DO PORTA-MALAS: 450 litros

DIMENSÕES EXTERNAS

Comprimento: 4.871 mm

Largura : 1.855 mm (com espelhos)

Altura: 1.372 mm

Distância entre eixos: 2.781 mm

DESEMPENHO

Velocidade máxima: 305 km/h (limitada eletronicamente)

Aceleração de 0 a 100 km/h: 4,6 s

CONSUMO MÉDIO (KM/L): 6,7

CARGA ÚTIL: 490 kg

PESO BRUTO TOTAL: 2.200 kg

BMW M6: conheça o cupê esportivo de 2006 e seu antecessor de 1983
Nota média 5 de 3 votos

  • 1 Raul

    A segunda geração é a mais linda, e o visual ainda é atual.

  • CanalhaRS

    O M6 da segunda geração era meu sonho…
    Uma pena o Chris Bangle não ter ficado mais na BMW, ele causou uma ruptura gigante no desenho da marca (que provocou muita fúria no começo, obviamente) mas levou a marca a outro patamar e sua influência aparece até hoje nos carros da marca.

  • Racer

    Um 83 pra mim, por favor.

  • Fabão Rocky

    mais cupês e menos suv’s! O mundo está precisando disso!

  • Phantasma

    O modelo de 83 a 89 é fantástico!

  • Lorenzo Frigerio

    Não faz sentido a existência da M6 4 portas. A M6 surgiu justamente para ser a versão cupê da M5, já que todas desse modelo eram 4 portas.

  • Vitor Santos

    Já está demorando chegar a nova geração! Carro top de mais!

    • Filipe Melo

      Nem sei se irão chegar, pois, a M5, já custa 700 mil reais. O preço da M6 a pouco tempo atrás era 600 mil reais.

  • Luis Burro

    Pra mim a de 2012 até a atualidade é modelo da montadoramais bonito desde o seu lançamento!

  • th!nk.t4nk

    Ainda se vê muito das antigas aqui na Bavaria. E chama muita atenção até hoje.

  • OtarioBrasileiro

    Esse M6 1983 é uma obra de arte. O carro mais belo da década de 80, e um dos mais belos BMWs de todos os tempos!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email