BMW nega interesse por McLaren, mas Audi aberta a oportunidades

BMW nega interesse por McLaren, mas Audi aberta a oportunidades

A BMW negou interesse em comprar a McLaren, segundo nota da montadora alemã, sobre o artigo do site alemão Automobilwoche.


Dizendo que o artigo está “errado”, a BMW nega que esteja em disputa com a Audi pela marca inglesa. Já a concorrente germânica, contudo, se posicionou diferente, ainda que de forma evasiva.

Na Audi, a empresa se diz “aberta a oportunidades”, mas não citou especificamente a McLaren. De qualquer forma, a declaração coloca sim lenha na fogueira.

Isso mostra que existe possibilidade de realmente a McLaren estar no radar de um ou dois fabricantes de veículos, dado que a empresa de Woking luta para se recuperar da pandemia.

Com vendas em baixa no período de quarentena, a McLaren teve que captar dinheiro no mercado financeiro com a venda de ações para ter caixa.

BMW nega interesse por McLaren, mas Audi aberta a oportunidades

Em julho, a McLaren garantiu US$ 738 milhões com venda de ações para se recapitalizar e ainda outros US$ 620 milhões em emissão de títulos foram levantados para manter a empresa em bom estado financeiro.

No mês de outubro, a McLaren perdeu o CEO Mike Flewitt, após oito anos de gestão da marca. O pedido de demissão abrupto jogou panos quentes sobre a empresa inglesa.

Com um fundo garantidor do Bahrein por trás, a McLaren se sustenta em sua crise atual, mas comandada por Michael Macht e Paul Walsh, que dividirão os comandos da montadora.

Para termos uma ideia da situação, em abril, a McLaren vendeu sua sede em Woking e depois alugou de volta para obter dinheiro. Também concordou em vender um terço de seus ativos em competições para investidores americanos.

Por fim, se não entrar Audi e/ou BMW no negócio, a McLaren pode aliar-se a uma empresa de cheque em branco dos EUA em forma de parceria para manter-se bem, mas em meados da década.

Com isso, a marca inglesa seguiria os passos de marcas como Nikola, Lordstown e Polestar, que já se associaram com empresas desse tipo.

[Fonte: Auto News Europe]

 

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.