BMW Elétricos Europa Híbridos Mercado

BMW promete 12 elétricos e 13 híbridos plug-in até 2025

bmw-eletricos-8 BMW promete 12 elétricos e 13 híbridos plug-in até 2025

A BMW está querendo mudar seu rumo no mercado de carros elétricos. A alteração na estratégia visa não ficar para trás na corrida pelo carro plugado, a fim de evitar que as rivais Audi e Mercedes-Benz se sobressaíam. Por conta disso, a marca alemã anunciou antes de Frankfurt seu novo plano para veículos movidos por baterias de lítio.



A missão é ter um lineup com 25 modelos eletrificados até 2025. No entanto, quase metade será composta por modelos 100% elétricos, sendo uma parte oriunda de produtos atuais. Nesse caso, o primeiro BMW convertido surgirá a partir de 2020 com o X3. Os BMW i3 e i8 terão ainda a companhia de um novo carro de quatro portas, provavelmente um sedã, que será mostrado em Frankfurt.

Todos os modelos 100% elétricos pertencerão à linha i, incluindo o X3 e outros que vierem. Ainda assim, o iNext surge com uma proposta bem diferenciada, sendo pensado para a mobilidade urbana e compartilhamento, mas ele só chega em 2021. Outro modelo, citado pela BMW, é o MINI elétrico, que aparece em 2019.

Nos híbridos plug-in, a BMW contará com os futuros BMW X7 e X8, bem como outros modelos atuais que ajudarão na redução de emissão de CO2 na gama de produtos. A empresa ainda não revelou em sua totalidade os modelos da linha iPerformance, embora já tenhamos visto o X7 Concept. Mas, fica claro que os líderes de vendas terão seus representantes, tais como Série 3, Série 5 e Série 7, possivelmente também o futuro Série 8. Na linha X atual, o próprio X3 deve oferecer essa opção também, assim como X1, X2, X4 ou X5.

bmw-x7-concept-1 BMW promete 12 elétricos e 13 híbridos plug-in até 2025

O foco na linha BMW X não seria por acaso, pois é por meio de SUV que as duas rivais domésticas da marca estão apostando nos elétricos. A Audi com seu e-tron quattro e a Mercedes com a Generation EQ. Com as vendas seguindo um caminho cada vez mais seguro nos próximos anos, os utilitários esportivos estão garantindo a maior fatia dos investimentos, mesmo em carros elétricos.

A mudança de direção da BMW também passa pela introdução de cada vez mais serviços conectados a bordo dos automóveis, bem como automação de nível avançado para condução. Ainda é cedo para termos uma ideia do impacto dessas alterações na filosofia da montadora, que é uma das que mais defendem o diesel, por exemplo.

Com as restrições cada vez maiores na Europa e a chegada muito rápida da condução autônoma, a montadora terá atuar em vários segmentos sem perder a identidade. Na Audi, por exemplo, a empresa ainda não sabe dizer como essa transição se dará. Na Daimler, o ponto de inflexão já passou e os carros elétricos em breve terão custos similares aos de carros comuns.

 

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend