Brasil: Anfavea quer 135 mil pontos de recarga em 2035

volvo xc40 pure electric avaliacao na 49

A Anfavea está empolgada com as vendas de carros elétricos no Brasil, que vêm crescendo rapidamente. A entidade que reúne as maiores montadoras do país, agora quer fomentar a infraestrutura nacional.


O objetivo da associação é ter pelo menos uma rede nacional com 135 mil pontos de recarga até 2030.

Luiz Carlos Moraes, presidente da Anfavea, disse: “Estamos começando um trabalho para puxar o desenvolvimento da infraestrutura de reabastecimento desses veículos no país”.

O plano da Anfavea é atuar em três frentes, iniciando pelo mapeamento de rotas e rodovias mais propícias para receber redes de eletropostos.

Também será trabalhada a relação com parceiros para introdução dessa rede de pontos de recarga e, por fim, pleitear junto às autoridades incentivos para o fomento dos carros elétricos, com isenções de taxas, impostos e rodízio.

A Anfavea calcula que o investimento geral será de R$ 14 bilhões ao longo da década e exigirá o incremento de 1,5% na geração de energia elétrica no país.

Quanto a este último, ainda não se sabe quais serão as adições feitas no Operador Nacional do Sistema Elétrico, mas centrais eólicas e solares poderão contribuir para esta expansão do consumo elétrico.

Estima-se que a frota de carros elétricos no Brasil fique entre 10% e 18% do total nacional, sendo assim calculada em 3,2 milhões de veículos.

Ainda assim, o volume é bem inferior ao esperado por regiões com mercados consolidados, como EUA, Europa e China.

Com o atraso declarado na eletrificação, o Brasil terá de fazer a transição em algum momento, mas antes os híbridos terão a chance de reduzir a dependência de combustíveis fósseis.

A maior aposta é no híbrido a etanol e depois no combustível vegetal como reagente para células de combustível no lugar de hidrogênio líquido.

Por ora, o carro elétrico ainda é para poucos, mas a participação no primeiro trimestre mostra um bom avanço com 2,6% do market share com esse tipo de veículo.

Entre 2020 e 2021, 35 mil eletrificados foram emplacados no país.

[Fonte: Automotive Business]

Autor: Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 26 anos. Há 15 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.