Europa Finanças Governamental/Legal Mercado Montadoras/Fábricas Opel

Brexit: Opel corta na Alemanha a produção do carro mais vendido no Reino Unido

Opel Corsa 2015 3

De acordo com o Financial Times, a Opel cortou parte da produção do Corsa em duas plantas de produção na Alemanha, no caso Rüsselsheim e Eisenach.

O motivo é o Brexit, movimento de saída do Reino Unido da União Europeia, ratificado por plebiscito nacional. A Opel já havia avisado que se o sim vencesse, reduziria a produção no país.

No entanto, a montadora germânica da GM já está reduzindo a produção do Opel Corsa, vendido como Vauxhall Corsa no Reino Unido. O motivo seria a queda nas vendas após a votação.

O Corsa é o carro mais vendido da Vauxhall e o segundo mais emplacado no Reino Unido. Com o Brexit, os custos podem elevar-se em 20% e de acordo com especialistas, uma recessão na Grã-Bretanha é uma possibilidade bastante real.

[Fonte: Financial Times]





  • pedro rt

    a recessao e so num primeiro momento, a longo prazo esse “isolamento” da gra-betanha so vai trazer muitos beneficios so de nao ajudar mais paises pobres europeus vai economizar muito

    • arzanette

      Inglaterra importa ate pepino da Tailândia nao produzem quase nada…tive o prazer de morar la por 18 anos e com esta saída deles da UE eles estao ferrados……

      • Luis Burro

        Sem falar q a Escócia qr sair do Reino Unido,aí quero ver o pib!

        • arzanette

          nao somente a Escócia agora ate pais de Gales esta querendo vazar tbm…..

          • EuMeSmObYmYsElF

            vai vazar geral e vão voltar pra união européia… inglaterra vai ficar sozinha nessa

      • Pedro Evandro Montini

        O Brasil também importa legumes congelados da China, sabia???

        • EuMeSmObYmYsElF

          brasil não é parâmetro… nada da certo por aí. só funciona se molhar a mão do governo

        • Carlos Polesello

          Quais….?

      • Marcelo Henrique

        Sei que eles são fortes no ramo de serviços, mas quais são os ramos que realmente fazem o PIB deles serem altos?
        Sei que tem a Ford, Rolls Royce (motores para aviões e carros), Bentley, Jaguar e Land Rover. Quais são as outras?

        • Carlos Polesello

          Bentley é da VW. Pode transferir para a Alemanha.

    • Mr. Car

      Pois é, neguinho não precisa nem perder tempo torcendo contra: a Inglaterra não vai afundar, he, he!

    • Matthew

      Engraçado que quando é o Brasil que adota uma postura “isolacionista” é algo altamente condenável. E o que você diz ser país pobre europeu na maioria das vezes significa mercado consumidor pras Economias avançadas da zona do Euro.

      • Deadlock

        O fato da GB sair da zona do Euro não quer dizer que é isolacionista, aliás eles tem uma boa corrente de comércio. A Alemanha tem uma corrente de comércio que chega a 80% do PIB, nós só 20%, por isso somos vulneráveis à inflação, pois os aumentos de preços internos não pode ser combatido com importações, mesmo porque nossos vizinhos não ajudam muito. O fato é que a zona do Euro está se tornando muito ditatorial, regulamentando até a curvatura das bananas. A GB fez bem em sair dessa furada, em que muitos países não cumprem a meta de déficit público, que vai acabar sendo financiado pelos países ricos, como ocorreu com a Grécia.

    • Henrique12

      O Reino Unido caminha a passos largos pra entrar nessa lista de “países pobres”, e não é de hoje. Se isolar vai trazer muitos benefícios, benefícios que ninguém sabe quais serão e quando virão, nem os ingleses kkk

    • Maycon Farias

      Concordo, acho que isso é mais pelo fato de adaptação. Não demora eles se erguem. Não sei porque o pessimismo de algum pela saída deles, quem vê assim parece até que UE nunca enfrentou crise. Dou maior apoio e acredito que existem mais motivos para a saída do que o que foi revelado.

  • Deivid

    Opel esquerdando?

    • Hugo Borges

      Participar de um bloco econômico de livre comércio e livre circulação de pessoas é esquerdismo?

      • Martini Stripes

        Do not feed the trolls

  • Moisés Nunes

    Historicamente a Inglaterra viveu de acordos comerciais e exploração de suas colônias. Eles aprenderam a negociar, mas não a produzir. Isolar-se da Europa vai contra tudo o que eles fizeram tão bem até hoje. Acredito que o prejuízo será maior que o benefício, principalmente se depender da Alemanha. O governo alemão já soltou nota informando que a Inglaterra será tratada como um país comum. Sem nenhuma das regalias do livre comércio, livre circulação de pessoas e redução de impostos alfandegários. Acho que foi um tiro no pé a decisão de se isolarem em sua ilha.

    • Gustavo73

      O problema não é produzir, e sim os custos maiores pelo valor da libra. E agora perdendo as facilidades que tinham por pertencer a UE. Não é o fim do mundo, mas não será fácil.

  • Franco da Silva

    Esse Corsa eu teria fácil, fácil!
    Que saudade da GM! A marca que conseguia fazer carros com a dinâmica na medida para o solo brasileiro. Boa dirigibilidade em estradas (curvas e alta velocidade) e conforto na buraqueira. Hoje, temos que escolher entre a rigidez da VW e a molenguice da Fiat. Por isso que tanta gente compra Onix. Mas pra mim não rola, vou esperar o mais que esperado “Spark” ou seja lá o que vem no lugar dele…

    • Rodrigo

      Esse Corsa (da foto) usa a plataforma melhorada do Punto europeu. Portanto tem um tiquinho de DNA Fiat nele.
      Não que isso seja ruim, já que o Punto foi o carro que tirou a Fiat da crise em 2008, porém no frigir dos ovos esse Corsa não poderia ser considerado um Opel legítimo.

      Além disso, perto de outros modelos vendidos na Europa, o novo Corsa se apresenta um pouco defasado em termos tecnológicos e de modernidade (novamente, para os padrões de lá, pois aqui seria um produto bastante à frente de seus concorrentes nesse segmento).

      • Vitor C

        Depende, esse corsa tem itens que alguns rivais mais modernos não tem como Park assist e etc, além disso apesar de ter mantido a plataforma praticamente todo o resto do carro evoluiu podendo ser chamado de uma nova geração (igual a volkswagen sempre faz com o golf agora).
        Mas acho que agora com a chegada nas novas gerações do polo e fiesta realmente ele vai dever.

      • Matafuego

        Ou que o Punto tem um pouco de DNA GM, já que a plataforma foi desenvolvida de forma conjunta.

    • Renato Duarte

      o Corsa nunca foi lider de vendas,, brasileiro quer carro europeu mas com preço tupiniquim. A GM foi esperta como todas as outras e lançou o ONIX, resultado?? é o mais vendido nos dias de hoje.

      • Marcelo Henrique

        Pois é, mas em 2009 o Corsa 1.4 com ar e direção se conseguia comprar por 27 mil reais, enquanto que um Palio equivalente não saia por menos de 32 mil.
        Sinceramente, não sei o porquê do Corsa C vender tão mal assim.

        • Renato Duarte

          Sei não heim,, acho que essa versão do Corsa que você menciona valia mais,, me lembro que em 2009 o Gol G5 era recem lançado e valia isso ai na versão 1.0 pé de boi. Esse Corsa tinha o mesmo preço do Fiesta , algo por volta dos 30 – 33 mil

        • Edson Fernandes

          Olha … em 2008 quando comprei meu C3, um Corsa com direção hidraulica e 1.4 custava R$34500. Isso só aconteceu em 2010 que o Corsa sofreu queda nas vendas e teve preço reduzido.

          Vale dizer que ainda se anunciava em site o desejado Corsa SS (ao menos por mim que seria otimo ter aquele corsa, mas não reclamo do C3…rs)

          E o opcional de ar condicionado no Corsa, obrigava em epoca a outro pacote que tinha de aceitar rodas de liga e farol de neblina que elevava a conta para cima de R$40000. Falo isso porque pesquisei todos os compactos acima de 1.0 na epoca que era objetov de desejo de compra minha.

    • Marcelo Henrique

      O engraçado é que o Corsa C vendeu muito mal no DF.
      É mais fácil de ver um Chevette do que um Corsa C sedan.

      • Edson Fernandes

        Visualmente falando, o Corsa C sedan não era tão bem resolvido visualmente. Isso pegou também.

  • Tosoobservando

    Agora o Fiesta feito no Reino Unido volta a liderar, voltando a dobradinha com o Focus que sempre teve por la no mais vendido.

    • Rodrigo

      Se não me engano o Fiesta já é o compacto mais vendido na Inglaterra. Quando morei lá em 1995 a Ford já era a montadora que mais vendia por lá e aquele Fiestinha que aqui vinha da Espanha se via por toda parte. Naquela época também eu via muito Mondeo e Escort (no modelo que só depois de uns 3 anos chegou aqui).

    • Lucas Mendanha

      o “mais vendido” do titulo é em relação ao line-up da Vauxhall.. o titulo ficou sem nexo com a matéria.

  • CanalhaRS

    Cortar a produção por aumento de custo, sem ver a reação do mercado antes é meio estranho. Isso me cheira a uma “leve retaliaçãozinha” para os ingleses deixarem de ser rebeldes…

    • Solaire Of Astora

      Mas tem que fazer isso mesmo, imagina que tinha negócios firmados com UK e teve prejuízo com essa brincadeira de Brexit….
      Eu fosse investidor desse bloco colocaria um pressão atrasar o lado deles.

  • Henrique12

    Como o Corsa evoluiu, e pensar que até meses atrás ainda se vendia o Classic aqui (Corsa B). Ai Brasil! Até quando esse atraso!

  • Diogo Oliveira

    Porque raios a Opel não volta pro Brasil? Como uma marca independente da Chevrolet, eu diria que a Chevrolet poderia ser tipo uma marca mais de ”entrada” e a Opel um pouco mais ”luxo” (leve-se em consideração as aspas) igual ao caso da Citroen e Peugeot.

  • Ricardo Blume

    É difícil dizer qual será o futuro do bloco europeu com a saída do Reino Unido. A única certeza é que não será fácil para a brazileirada que mora por lá; eles podem ter que arrumar as malas a qualquer momento.

  • Pedro Cunha

    Seria o Reino Unido a “nova Cuba”?

  • Deivid

    Capaz de ser plástico imitando milho!



Send this to friend