Europa Finanças Governamental/Legal Mercado Montadoras/Fábricas

Brexit: paralisações antecipam pior cenário no setor automotivo

Brexit: paralisações antecipam pior cenário no setor automotivo

O setor automotivo da Grã-Bretanha está se esvaziando, literalmente. Com o Brexit em sua pior forma, já que se busca desesperadamente um acordo com a União Europeia para manter o livre comércio, a indústria automobilística do Reino Unido está ameaçada.


O impacto de uma possível saída dura do país da União Europeia, sem acordos ou salvaguardas, está minando a produção interna e antecipando o fechamento de fábricas. Nenhuma libra esterlina está liberada para investimentos internos na maioria dos casos e paralisações já adequam a fabricação de veículos à situação atual.

Com a saída adiada de 29 de março para 12 de abril, embora a primeira ministra Theresa May tenha pedido à UE um prazo até 30 de junho e tente convencer o parlamento de que seu acordo obtido com a UE é a única forma de saída com danos mínimos, o Reino Unido em realidade não sabe nem o que vai acontecer na próxima semana, quando expira o prazo.

Da mesma forma, nenhum fabricante de veículos sabe como essa história encerrará. De todas as montadoras, apenas a Toyota parece otimista em plenos caos que vive o país, tendo anunciado que fará carros comuns da Suzuki no reino. PSA e JLR pensam que a única maneira de sobreviver no Reino Unido isolado seria com carros elétricos.


Brexit: paralisações antecipam pior cenário no setor automotivo

Ellesmere Port deve seguir fazendo a versão elétrica da Opel Vivaro, enquanto a Jaguar Land Rover pensa em fazer modelos elétricos em suas fábricas nas Midlands. Marcas como Rolls-Royce e Bentley teriam mais chances de sobreviver. Mesmo assim, a ultraluxuosa da BMW entrou no processo de paralisação parcial de produção.

Isso está acontecendo com diversas marcas no país, como MINI e Vauxhall. A Jaguar Land Rover também participa, tal como a Honda e a Nissan. Essas paradas ajustam a produção à demanda de mercado, que está bem baixa. Em 2017, o setor estava indo para o recorde, mas a saída surpresa do país, virou o mercado de cabeça para baixo.

Afinal, o desemprego pré-anunciado de milhares de pessoas não é uma garantia de futuro bom e a confiança de consumidor, logicamente, desabou. Ainda mais com os fabricantes jogando a toalha, iniciando pela Nissan. Várias marcas cancelaram produção local de novos carros e quase nenhum investimento planejado num ambiente de isolamento econômico.

O temor do setor é o imposto de importação, que pode impactar em até 10% os preços dos carros prontos, assim como o processo aduaneiro demorado e uma complexa homologação dos veículos continentais. Nem é preciso dizer que os produtos britânicos ficarão mais caros no restante da Europa. A migração de produção já começou em alguns casos.

Se os EUA poderão perder 700 mil empregos, dobrando as tarifas apenas da União Europeia de 10% para 20%, o Reino Unido em realidade quebrará. Altamente dependente do continente, as operações inglesas entrariam em colapso. No entanto, existe um pensamento no mercado de que, quem ficar e aguentar o bombardeio fiscal, poderá até crescer num ambiente de concorrência enfraquecida.

[Fonte: Auto News Europe]

Brexit: paralisações antecipam pior cenário no setor automotivo
Nota média 5 de 2 votos

  • Tonhão

    Fico imaginando o que estaria ocorrendo com os estados do Sul se tivessem se separado do Brasil ali naquela época de acirramento político.

    • Guilherme

      RS, SC e PR estão sempre na lista de estados que mais contribuem e sustentam o resto do Brasil, sendo que a grande maioria só suga ou gasta mais do que arrecada, já o Reino Unido que sempre se achou a última bolacha do pacote vai e já está perdendo com essa decisão que tomaram, afinal a união européia tem muitos países ricos envolvidos então quem está perdendo é o próprio Reino Unido. Não sou a favor nem contra a emancipação do Sul, e não acho que estaríamos lascados como eles.

      • Tonhão

        “RS, SC e PR estão sempre na lista de estados que mais contribuem e sustentam o resto do Brasil”

        Mas pelo que se vê hoje, a economia do RS vem caindo mais que Rio de Janeiro e Bahia.
        SC mantém um crescimento mediano/estável, e PR efetivamente é um estado rico.

        Os estados que mais têm propensão a crescer são do Centro-Oeste e Norte, em razão do agronegócio.

        • Deadlock

          O RS teve governos de esquerda, que quebraram o Estado… Agronegócio é 12% do PIB… Vá estudar antes de comentar…

          • Tonhão

            Governos do Estado com maior crescimento previsto para 2019:

            – 95/2003: psdb
            – 2003/2007: idem
            – 2007/2011: pt
            – 2011/2019: psdb
            – 2019: mdb

            • Deadlock

              2019, PSL, vc não sabe o que está dizendo… 2011 a 2019, PSDB? Os esquerdistas são os maiores mentirosos do planeta… Aliás, é a única coisa que sabem, mentir…

              • R. Rover

                Rio Grande do sul – falido.
                Santa Catarina – produtor agrícola.
                Paraná – É o único que pode se salvar., mas se tiver que ser taxado em seus produtos para o resto do País, vai quebrar.
                E é só isso, mesmo.

                • cepereira2006

                  RS faliu por culpa daquele imbecil daquele Tarso Genro, aquele energúmeno do PT.
                  Santa Catarina tem diversas indústrias, metade da tua casa foi feita aqui.
                  Paraná é um estado organizado realmente, tem todo o mérito de crescer e estar onde está.

                  • Matheus Girelli

                    Metade é pouco quase todas as cerâmicas são produzidas aí sem falar da quantidade de olarias.

                    • R. Rover

                      Cerâmicas? Que bost@!!!!!!

                    • Tonhão

                      Não tem nada de bost@.
                      Como eu disse abaixo, há estados (RJ e BA, por exemplo) que viveram por anos dos royalties do petróleo.
                      Já Santa Catarina tem uma economia muito diversificada e, sim, produzida pelo trabalho árduo.
                      Minha família, por exemplo, trabalha na produção rural, e como eu disse, é um trabalho pesado.

                      A renda do estado vem, portanto, da agropecuária (grande parte em regime de cooperativas, no oeste do estado), indústrias têxteis (região do vale do Itajaí) e as maiores fábricas de cêramicas (região Sul, Criciúma etc) do Brasil – o que gera um custo ambiental imenso, é verdade, mas fomenta a construção civil -, além de outras indústrias variadas (elétrica) e desenvolvimento de softwares.
                      Temos aqui também grande turismo em Florianópolis – embora nossa ilha esteja com números de violência altos, em alguns anos superando Rio de Janeiro (!!!) – e Balneário Camboriú, Itapema etc.

                      Não há por que diminuir os estados do Brasil, como infelizmente vc, do RJ, tenta fazer, e o outro comentarista, meu vizinho do RS, tenta fazer com o Nordeste. Somos um só País, com inúmeras diferenças, mas que pode crescer unido, desde que haja respeito recíproco.

                  • Tonhão

                    Não podemos arrotar sardinha a título de camarão aqui em SC.
                    Como já disse, nosso modesto PIB de 250 bi (um pouco menor que o da Bahia) é pequeno comparado aos 2 trilhões de SP.

                    Essa questão de tentar diminuir os outros é sempre relativa, pois pode vir um maior e nos esmagar feito gafanhotos.
                    E SP não é nosso “amiguinho”, não. Aliás, o próprio Paraná é mais amigo de SP do que nosso.
                    Logo, a melhor solução é a união, não a segregação.

                    Temos indústrias diversificadas (têxteis, tecnologia, cerâmica, cristais), e um forte agronegócio em regime de cooperativas, que valoriza o trabalho familiar, além de grandes exportações também relativas à agropecuária.
                    Mas temos de lidar com o problema da desindustrialização, esse o verdadeiro motivo da decadência do RS.

                • Matheus Girelli

                  É fácil falar falido quando o estado não vê nem 1/3 do dinheiro em imposto que é enviado pra conta unificada da união. Acha justo o Ceará receber o dobro do que o RS arrecada e o governo gaúcho ficar as mínguas? o PIB da minha cidade que é a segunda maior do estado, atrás apenas da capital é equivalente ao do Ceará inteiro e não vejo esse dinheiro ser aplicado nos gaúchos.

                  • cepereira2006

                    E os cearenses ainda vão te ferrar votando no PT kkkkkk

                    • Matheus Girelli

                      Nesse caso eles não tem tanta culpa eles são manipulados, teve muitos que votaram no Bolsonaro nas ultimas eleições, mas a esquerda gosta de fazer terrorismo por ali dizendo que se um conservador ganhar o mundo inteiro vai explodir, aí os desinformados votam na corja por medo

                    • leomix leo

                      Aqui na Bahia mesmo a Doutrinação começa dentro das escolas, chegando a ser escancarada dentro das faculdades públicas, vc não consegue nem debater com uma irmã ou prima universitária, pois a lavagem cerebral é tão grande que dá nojo.
                      Minha cidade é um entroncamento rodoviário, vive de comércio, tem um pequeno polo industrial que o governo do estado vai acabar, ao meu entendimento varias indústrias vão querer sair daqui, complicando ainda mais a crise em minha região, o comércio vai de mal a pior, eu mesmo que trabalho no ramo de baterias automotivas, vejo uma crescente procura por baterias usadas, coisa que não é normal, creio eu que seja a falta de dinheiro, faz o cliente priorizar as coisa em casa e deixar o carro em segundo plano, o que é óbvio. O que o governo gasta em propaganda em Tv e rádio me deixa revoltado, faça, publique em redes sociais.

                    • Tonhão

                      Não há por que criticar os votos dos cearenses.
                      Eles votaram no Ciro no 1º turno (por razões óbvias) e Pt no 2º turno, pois o próprio governo do estado é Pt
                      (a chamada “dobradinha”).

                      Aqui em SC as eleições fecharam em PSL-PSL.
                      No nosso caso não é grande coisa, pois o Bolsonaro apoiou também o candidato do DEM (agronegócio) e não deu tanta importância para o próprio do PSL.

                      Já no RS, abriram mão de votar na gaúcha Ana Amélia, vice do Chuchu (votaram mais no Ciro do que nela), que faria a dobradinha psdb-psdb com o governo estadual, e teria muito mais chances de conseguir renegociação da dívida federal do RS, que é de quase 60 bi de reais.

                      Levaram mais em conta a “guerra cultural” do que a situação financeira.
                      Nós de SC até podemos nos dar esse luxo, pois as coisas aqui vão bem.

                  • Aristênio Catanduva

                    essa sua conta está errada, pois o RS possui uma infraestrutura publica federal muito maior que estados do nordeste, exemplo a cidade Santa Maria possui mais militares que a maioria dos estados nordestinos, outro exemplo só no RS pois mais Hospitais Universitários que todos os Estados da região Norte.
                    A região Sul possui uma fatia maior da grana dos seguintes ministérios federais
                    Educação
                    Defesa
                    Judiciário
                    Fazenda

                    • Matheus Girelli

                      Estou falando da repartição do bolo tributário que, sim é desigual o nordeste ganha mais aporte da união que o RS.

                    • Aristênio Catanduva

                      mas tem outro fator determinante, os estados produtores ficam com todo o imposto que é cobrado no destino, pelo menos era para ser assim se existe desonerações fiscais por parte dos estados isso não é problema do consumidor

                  • Tonhão

                    Vc cita o Ceará em relação ao PIB do RS, o que não é falso, mas é bom lembrar que o PIB de São Paulo é 5x maior que o PIB do RS, e o do Rio de Janeiro cerca de 50% maior.
                    Portanto vai ter que ouvir os paulistas e cariocas (não sei a diferença entre palista/paulistano ou carioca/fluminense e não quero pesquisar) dizendo que carregam o RS nas costas, sem reclamar.

                    Ainda assim, vamos calcular um pouco.
                    A área do RS é de 280 mil km², e a área do Ceará de 150 mil km².
                    PIB do RS (2016): 410 mi (vem caindo). PIB do CE (2016): 140 mi (vem subindo).

                    Se somarmos hipoteticamente o CE com Pernambuco, temos uma área de 250 mil km² (ainda menor que RS) e um PIB de R$ 305 mi, já mais próximo do RS.
                    Há incentivos SUDAM e SUDENE, etc, mas isso é importante pela questão do IDH das regiões Norte e Nordeste.
                    Vale lembrar que o RS é um estado com folha de pagamento de funcionários públicos imensa, gastando 75,5% da receita.
                    E mais: a dívida do RS vem sendo pedalada há 40 anos, segundo as reportagens oficiais.

                    • R. Rover

                      Verdade.
                      Aqui no Rio extraímos a maior do petróleo do Brasil e temos de distribuir impostos para o RS.
                      O petróleo é nosso!!!!!!!
                      kkkkkkk

                    • Tonhão

                      Pois é, nessa lógica, em 2010 o Rio de Janeiro contribuiu com R$ 86 bi de reais para a União em tributos, enquanto Rio Grande do Sul com R$ 12 bi de reais em tributos. São Paulo: R$ 180 bi.
                      Quanto ao Ceará, recebeu da União cerca de R$ 5 bi a mais do que contribuiu – e aqui reside uma grande crítica dos gaúchos.
                      A resposta é: nos fundos de participação, os estados e municípios mais pobres recebem mais dinheiro da União, por questões sociais (cáculo com base na renda per capita).

                      Muitos podem não concordar, mas é a mesma lógica pela qual quem ganha menos é isento de IR e quem ganha mais paga 27,5%. Mesmíssima lógica.
                      Mas, se alguém “tem moral” de verdade para criticar, seria SP-RJ-MG-ES, não o RS.

                  • Henrique12

                    Eu acho justo, afinal os cearenses são obrigados a comprar itens do Sul, itens que poderiam ser fabricados no Ceará, por exemplo, as bombas da GM que circulam em Fortaleza deveriam vir com adesivo “Bomb Made in South”.

              • Tonhão

                Vc não entendeu.
                Eu citei os governos do Estado que mais vai crescer em 2019: Pará (Norte)

              • cepereira2006

                Na verdade, os esquerdistas que deram certo praticam capitalismo selvagem. Os outros estão em Cuba, Venezuela e muitos no Brasil enchendo a paciência e atrapalhando quem quer trabalhar e desenvolver o país. Em vez de estradas e ferrovias, construíram estádios de futebol e um parque de olimpíadas que está atirado. Fora os portos e aeroportos construídos no estrangeiro com o dinheiro dos brasileiros otários.

                • Tonhão

                  Esse negócio de esquerda e direita, ao fim e ao cabo, só faz sentido na questão da guerra cultural.
                  E a guerra cultural tem muito de teoria da conspiração e pouco de realidade.

                • R. Rover

                  Ô cepereira!
                  Vai arrumar um emprego com carteira assinada e pare com essas baboseiras de esquerdistas e blá blá blá;

              • Matheus Girelli

                Ma ele não mentiu o governo do Tarso Genro terminou de quebrar o estado. Um dos poucos governo que manteve as contas em dia foi o da Yeda

                • R. Rover

                  Essa Yeda destruiu o Estado.
                  Ficou conhecida como Yeda Cruz Credo!

                • Tonhão

                  A dívida do RS começou a crescer nos anos 70.
                  Desde os anos 70, o RS gasta mais do que arrecada.

                  Governos do RS e variação da dívida:
                  – Euclides Triches (Arena) + 195%
                  – Sinval Guazzelli (Arena) + 36%
                  – Amaral de Souza (Arena) + 80%
                  – Jair Soares (PDS) + 40%
                  – Pedro Simon (MDB) 0
                  – Alceu Collares (PDT) + 20%
                  – Antonio Britto (MDB) + 122%
                  – Olivio Dutra (PT) 0
                  – Germano Rigotto (MDB) +2%
                  – Yeda Crusius (PSDB) -1%
                  – Tarso Genro (PT) + 3,5%

                  Portanto, a Yeda conteve a dívida (-1%), mas a história é bem mais antiga que o Tarso Genro.

                  Em números, os gaúchos devem 57 bilhões de Reais para a União (para o Brasil). Seria por isso que querem pular fora do País??? .
                  Para os bancos internacionais devem apenas 7 bilhões, podem dar calote se quiserem, mas no País não.

        • Zé Mundico

          E não vamos esquecer de Minas Gerais, que mesmo com todo seu potencial de mineração e siderurgia, é um estado quebrado e mal pago.
          RJ e RS também estão virtualmente falidos e estão levando apenas na barriga e de pires na mão.
          Estamos vivendo a falência de um modelo econômico. O pior ainda está por vir.

      • Diego

        Deixe de digitar besteiras, isso é uma utopia, Rio Grande do Sul tem as contas públicas colapsadas e os demais não estão bem financeiramente. A locomotiva do Brasil é SP.

        • Tonhão

          “A locomotiva do Brasil é SP”

          Corrigindo: A locomotiva do Brasil é o agronegócio

          • Diego

            Agronegócio
            tem sua parcela de importância, mas não é a força motriz da economia brasileira, a indústria ainda tem seu destaque, principalmente o setor automotivo.

            • Tonhão

              Em termos de crescimento (e perspectivas), a razão me acompanha.

              • Diego

                Em termos de crescimento eu te dou razão, pois a economia está arrasada, eu mesmo não consigo exportar como queria minha produção do Paraguai para o Brasil da maneira ideal, não há dinheiro no mercado e os juros continuam altos dificultando o consumo, dito isto, a indústria brasileira não cresce, eu mesmo saí do Brasil por falta de competitividade, já teria fechado as portas se continuasse a produzir aí.

            • Joao Victor

              Todos erraram. Economia Brasileira: 60% serviços (especialmente comércio); 25% indústrias (inclui exportação de matéria prima); 10% agropecuária.
              Sobre os estados, a regiao sul representa pouco mais de 15% do pib, só pra comparação o estado de SP representa quase 40%.

              • Aristênio Catanduva

                mas o setor de serviço esta ligado aos demais

      • Henrique12

        RS, SC e PR estão sempre na lista de estados que mais contribuem e sustentam o resto do Brasil (Aí você acordou do sonho e lembrou SP, RJ e MG que puxam o país), Sudeste é o Centro, Sul é Periferia (Rica, mas periferia)…

      • Ricardo Willisk

        Com LULILMA o Brasil se tornou a 6ª maior economia do Mundo, com os Sulistas encabeçando Golpe, fascismo, Nazismo Ignorância e Burrice voltamos a 11ª posição e caindo, estamos voltando ao mapa da fome, já temos + de 7 milhões abaixo da linha de pobreza e estamos tendo SURTO de SARAMPO o que já havia sido erradicado no país.

        Não se coloquem em posição Superior porque vcs nunca foram e nunca serão superiores a ninguém, a mentalidade medíocre escravocrata e de “supremacia branca” só revela o quão atrasados e pobres voces são.

        • R. Rover

          E só para complementar, o Vietnã ultrapassou o Brasil no ranking de exportações.
          E com a política exterior desastrosa, poderemos perder os mercados árabes, chinês e parte do europeu.
          Aí, ficaremos arás de Uganda no ranking.

          • Edson Fernandes

            Fico eu pensando como em 100 dias “do golpe”, alguem tenha conseguido fazer tudo isso que está sendo citado pelo amigo acima.

            E voltando ao Brexit, eles poderão passar por problemas bem sérios.

    • Deadlock

      Estariam bem melhor. O Brasil deveria ser dividido em pelo menos 10 países, só assim temos alguma chance de algum desses novos países serem do 1º mundo. Países continentais são inadministráveis. Os melhores países para se viver são países pequenos.

      • Tonhão

        Não há lógica nisso.

        Estados Unidos é maior que Brasil, e é a maior economia do mundo (tudo bem que lá os estados são independentes).

        China é maior que Brasil, e é a segunda maior economia do mundo, a que mais cresce.

        Portugal é do tamanho de Santa Catarina, e sua economia não é destaque.

        • Deadlock

          Estados Unidos, economia liberal (que os democratas vagabundos querem acabar) criou a riqueza do seu país, mas tem muita diferença entre um Estado e outro. Os melhores países são países pequenos, Noruega, Finlândia, Nova Zelândia…

          • cepereira2006

            Fora os países europeus, que tem uma fração do nosso território, tipo Áustria e Suíça, com invernos rigorosos, todos muito melhores que o melhor estado brasileiro. Se o povo tem educação e foco, não vai atrás de qualquer conversinha mole de político e não se vende por qualquer bolsa esmola.

            • Aristênio Catanduva

              só sei que os estados produtores estariam fodidos com essa desfragmentação do Brasil
              exemplo: Uruguai aonde um produto produzido alimentício de baixa qualidade produzido em São Paulo tem quase o mesmo preço de um importado da Itália

            • Tonhão

              O povo tanto perde o foco pela bolsa esmola, quanto pela guerra cultural e suposta ameaça de comunismo.
              Ambos os extremos nos atrasam, e pelo jeito, estamos fadados a uma sucessão de extremismos de esquerda e direita.

            • Léo Faria

              Não necessariamente. EUA também elegeram um idiota twitteiro.

          • Léo Faria

            Democratas querem acabar? Quem está fechando o mercado é um republicano.

      • Matheus Girelli

        O problema é que pra dividir tem que fazer plebiscito, pensa se os esquerdistas vão querer separa e deixar o curral eleitoral (nordeste) sem recurso pra se eleger

        • Tonhão

          Não é possível separar legalmente, por vedação constitucional, nem mesmo por plebiscito.
          A União dos estados é indissolúvel, sendo a “cláusula pétrea”, como dizem os rábulas.
          Seria preciso romper com a Constituição Federal mediante algum tipo de revolução ou mesmo guerra.
          Em suma, basta coragem. E aí?

      • Ricardo Blume

        Não administráveis. Dissestes tudo. Um país com proporções continentais não consegue ser homogêneo e competitivo de uma forma total.

      • Ricardo Willisk

        Com a mentalidade medíocre e hipócrita principalmente vindas do Sul vocês jamais seriam ou serão considerados país de 1º mundo.
        O Sul do país parece estar preso no Séc. XV .

      • Unknown

        Fala isso para os Norte Americanos!

    • Os estados sulistas não dependem de Brasília para se desenvolver.

      • Tonhão

        Rio Grande do Sul que o diga.

      • Matheus Girelli

        Enquanto Brasilia concentrar todos os impostos depende, sim, infelizmente

  • R. Rover

    Esse BREXIT é o exemplo típico da política burra da direita. Xenófoba, racista e inconsequente.
    Vai quebrar a Inglaterra.
    Assim como o Brasil e a Argentina estão afundando cada vez mais

    • Matheus Girelli

      A culpa de cristo ser crucificado também é da direita

      • R. Rover

        Sim. Naquela época não existiam marxistas. Tolinho.

      • Ricardo Willisk

        Não querido, foram os próprios JUDEUS que crucificaram Jesus.
        Poncio Pilatos NÃO lavou as mãos à toa! era um dia em que o POVO decidiria quem seria crucificado e BARRABAS era um LADRÃO confesso mas os JUDEUS por temerem o PODER DE JESUS induziram os imbecis a escolherem Jesus e libertarem Barrabas. Leia a P… da Biblia a não ser que as igrejas do capeta tenham alterado a história como parece querer fazer o Retardado Mental Capitão aposentado aos 33 por problemas mentais e Presidente de 55 milhões de imbecis.

    • Léo Dalzochio

      Tereza May é direita? Sabe nada inocente… Mesma coisa que classificar o rato de esgoto FHC como “direita”…

      • Hugo Borges

        Já começaram a jogar a bomba pra esquerda, daqui a uns anos até o Bolsonaro vai ser de esquerda

        • Raimundo A.

          Com ideologias idiotas, direita e esquerda são mesma b****. Só muda a referência ou são sinônimos de a favor e do contra sob a ótica de quem é prejudicado ou favorecido. Os ditos esquerda favorecem os menos favorecidos há anos e são esquerda por isso, mas são direita ou direitos por lembrar de quem precisa. A minoria mais favorecida quer o de direita porque é o direito deles continuar com as regalias e são esquerda para os que voltaram a penar.

          Em suma, são farinha do mesmo saco porque trabalhar para beneficiar todos que é bom e cobrar de quem deve muito, cortar regalias para quem tem demais, não fazem. Fazem o que é conveniente para se manter no poder a ponto de político fazer carreira e não ter vergonha na cara e pedir para sair quando faz besteira. Ao contrário, pede mais tempo para continuar errando ou ver se acerta.

          • Edson Fernandes

            Pra mim, essa historia de esquerda e direita é circo para ver atrações.

            Pq as ações continuam as mesmas mesmo mudando em parte um governo.

        • R. Rover

          É esse eterno blá blá blá de ‘olavetes’ de que May, Merkel e outros são de esquerda;
          Ficam ‘estudando’ pelo Youtube e dá nisso.

    • Cléber_V

      Parece até discurso de ator da globo. O que essas coisas tem a ver com o brexit?
      A questão é que a UE nasceu como um bloco econômico, mas foi se transformando em um bloco político com interesses bem obscuros. O povo percebeu isso e pediu pra sair.
      Só que agora não é tão simples separar a parte econômica da política, pois há muito interesse em ambas as partes, por isso o entrave entre os governantes.

      • R. Rover

        Mesmo que fosse isso, a solução foi burra e vai afundar o País.

        • Cléber_V

          A decisão do povo foi correta
          Agora, se a May ficou dois anos empurrando isso com a barriga, achando que ia aprovar de qualquer jeito por ser em cima da hora, e agora tá vendo que na pratica o negócio é bem mais complicado, aí é outra história…

    • Fanjos

      “Todo mundo que não concorda comigo é de Extrema Direita”

    • Nicolas

      Pelo seu raciocínio, a Venezuela e Cuba deveriam ser o maior exemplo de exuberância econômica da atualidade. O problema do Brexit está relacionado ao acordo de paz com a Irlanda cujos termos permitem entrada livre de mercadorias, com Brexit à fronteira seria fechada na inglaterra e ficaria aberta com a Irlanda. Como ter duas fronteiras, uma aberta e outra fechada? Alternativa é romper o acordo de paz e perder a Irlanda do Reino Unido ou conviver com duas fronteiras.. Não pensaram nisso ao votar.

    • Paulo Reis

      Na verdade isso chama-se o tal do neoliberalismo, como diria o primeiro ministro da economia chinês, “pura maldade”! No fim, a progaganda é a alma do negócio, neoliberalismo é aquela divisão do pica-pau, onde o estado colonizador ganha com juros e baixas taxas, o mesmo que o Bozonaro fez com os EUA agora: só entregou e não levou nada em troca. Este mesmo estado colonizador coloca o seu estado forte e duro – vide Trump – exigindo estado mínimo das colônias como o Brasil. Graças a nossa reserva internacional, deixada pelo último governo, não chegamos ao nível da Argentina ainda! eu disse AINDA! Nossa meta é a argentina.

    • Victor Assis

      Se você acha que a única razão pela qual os britânicos optaram por sair da União Europeia é a imigração, eu diria que você é apenas muito mal informado.

  • Piston head

    Taí um assunto que não sei para nem onde está ventando. Deveria me envergonhar, ou não.

    • Tommy

      Acho que nem os ingleses sabem.

      • Mr. Pereba

        Os ingleses entraram em uma “onda burra” no período que antecedeu o referendo e agora tem que arcar com as consequências do que fizeram, em virtude do mecanismo democrático. No caso britânico, claramente votaram na pior opção.
        Os brasileiros entraram em uma “onda burra” no período que antecedeu as eleições e agora tem que arcar com as consequências do que fizeram. No caso brasileiro (primeiro turno), claramente votaram nas duas piores opções.

        • Raimundo A.

          É o preço do orgulho! Ignoraram completamente que são bastante dependentes do comércio exterior. Depois da besteira que fizeram querem reverter, mas envolvidos com um bloco enorme que não gosta de brincadeira. Se fosse um acordo bilateral, grupo pequeno, beleza, mas com a dimensão do mercado que ainda fazem parte.

        • Cromo

          Votei no Bolsonaro por exclusão. Ele está demonstrando q não é nem inteligente nem preparado para o cargo, está claramente desconfortável na função. Não que eu sou mais inteligente e preparado que ele, mas se ele renunciasse estaríamos em melhores mãos.

          • R. Rover

            Que ele não era inteligente e preparado para o cargo era óbvio e todos foram alertados sobre isso.
            Até pessoas, teoricamente, mais preparadas como o Macri não têm as soluções para resolver as crises que assolam seu País.

            • Ⓜ️arcelo

              Assim como lula não estava preparado para fazer o brasil crescer e dilma não estava preparada em continuar a empurrar com a barriga e esconder sujeiras embaixo do tapete sem ninguém perceber, bolsonaro também não está preparado para solucionar, em quatro meses, todos os problemas que surgiram nos últimos 16 anos, na verdade ninguém neste país teria este preparo né

              • Edson Fernandes

                Pra mim os 16 anos só foram uma soma que já vem de muito antes…

          • klaus

            é o Mito que deveria ser o vice do Mourão

          • Edson Fernandes

            O Mourão assumiria. Vc acha que iria mudar?

        • Marcelo Nascimento

          O que li sobre o Brexit foi que em TODAS as pesquisas o ficar na UE estava na frente e os jovens (que eram maioria), não foram votar, contando que seriam vencedores. A burrice não foi na opção, foi na “não opção”…

          • O grande problema é que voltar atrás, fazendo um outro plebiscito, pode ser pior. Alguém dentre os britânicos está esperando lucros com o Brexit, e ficará muito p… da vida se rasgarem o resultado das urnas.

      • Ricardo Willisk

        Exata Tommy.
        Estou acompanhando este processo e é incrível, A May obedecendo ao referendo fez um acordo com a UE (são 27 países) para sair, mas o parlamento Britânico rejeitou todas as propostas no entanto NENHUM apresentou proposta alternativa, eles não dizem o que querem, eles só rejeitam.
        É +/- o que o capitão aposentado aos 33 por problemas mentais e atual presidente de 55 milhões de pessoas com insanidade mental no Brasil faz. Nega tudo, até a história, e não apresenta NADA nenhuma proposta a não ser é claro Metralhar este aquele…

        • Ernesto

          Mais um doutrinado pela esquerda comentando por aqui.

    • Ricardo Willisk

      Neste caso não, mas é bom estar antenado porque os mesmos vigaristas que iludiram o povo britânico a votar a favor do brexit são os que iludiram os iludidos do brasil a votar no capitão aposentado aos 33 anos por problemas mentais a presidente da república.
      Há uma casta no planeta que quer morte e devastação, não a deles é claro!

  • CanalhaRS

    A população pediu uma coisa e agora os políticos não sabem como fazer.

    • Jr

      Também vejo dessa maneira, é insano se formos pensar que os políticos tiveram mais de dois anos para montar uma saída organizada e que afetasse o mínimo na vida das pessoas, enfim, políticos sendo políticos, essa raça não vale nada em nenhuma parte do mundo

      • CanalhaRS

        Exatamente. Falou tudo.

  • Alvarenga

    Serve de consolo ver que não é apenas o povo brasileiro que age sem noção de vez em quando. Os Ingleses criaram do nada um tremendo problema pra eles mesmos. Coisa de louco.
    Conheço gente do meio automotivo que perdeu o emprego aqui na crise e se mudou para Suecia ou Inglaterra onde conseguiram colocação. até onde sei os da Suecia estão indo bem mas os da Inglaterra ja estão novamente com a cabeça a premio.

  • Louis

    A imprensa canhota que está fazendo tempestade em copo d’água. As mudanças precisam ser enfrentadas com coragem, e coragem é o que falta aos que só sabem criticar. Aqui no BR acontece algo semelhante, imprensa sempre atacando o atual governo, estão claramente tentando boicotar porque perderam grande parte das verbas públicas.

    • Jr

      É fácil falar que as mudanças precisam ser enfrentadas com coragem no conforto do seu lar, quando não é você que perdeu o emprego ou esta correndo risco de perder. No final do mês, no momento de pagar as contas, ninguém quer saber que você não tem dinheiro porque foi demitido. Pimenta nos olhos dos outros é refresco para quem tenta amenizar esse caos

    • R. Rover

      O eleitorado inglês foi na onda da direita e se ferrou.
      Como a Argentina que acabou de anunciar o aumento de 2,7 milhões de miseráveis em apenas 6 meses.
      O Brasil, ´também aumentou o número de miseráveis para 41 milhões. Sem contar os pobres que são muitas dezenas de milhões.
      E isso sem contabilizar os dois últimos catastróficos anos.
      Vai na onda que o futuro é negro.

      • Cromo

        Melhor dizer que foi na onda do conservadorismo. A direita como a conhecemos está muito ligada aos negócios, então nunca poderia escolher sair da UE. Aliás, quem produziu a onda de desemprego que nós estamos vivendo foi nossos governos de esquerda, notadamente a pessoa de Dilma, não distorça a realidade. Se a Dilma tivesse permanecido até o final, hoje seriamos uma Venezuela gigante. O Temer foi muito, mas muito, mas muito menos pior que a Dilma.

        • R. Rover

          Quem produziu o desemprego foi o ‘destempero político’ ocorrido após a eleição de 2014.
          Bloquearam o Governo de todas as formas (pautas bomba, ‘somos todos Cunha’, retenção de investimento e etc) só que perderam ‘a mão’ e o País ‘dedringolou’.
          Coloque na conta de um viciado mimado que não aceitou perder a eleição e jogou o País nessa situação.

        • Filipe Augustus

          Não adianta falar com esquerdista, na cabeça deles essa bagunça toda é culpa do Bolsonaro e não desses ratos que estavam sugando eles e o país nos últimos 16 anos, eles só riram esse tempo todo e agora querem ter moral pra alguma coisa!

      • Louis

        Isso de 41 milhões de miseráveis é mentira, pois o Lula acabou com a pobreza. KKKKK Ou vai dizer que Bolsonaro conseguiu essa façanha em 3 meses de governo?

        • R. Rover

          Vc não pode imaginar o que se pode fazer em apenas dois anos (2016-2018) de desgoverno.
          Agora, a partir de 2019, as coisas se deterioram de vez e nem sabemos se teremos futuro.

          • Kkkkkkk

            O processamento de besteira com o que está falando surpreende todos nós.

            Desde 2010, era alardeado a missão que o Governo Dilma teria de alinhar as contas públicas para equilíbrio do País.

            Foram empurrando com a barriga e tratando artificialmente a economia.

            O resultado ficou nú para todos.

    • Filipe Augustus

      Exatamente, mas os esquerdistas vivem com cabeça só Deus sabe onde, pela primeira vez na história temos um presidente que vi nos levar para o futuro!

      • Leonardo

        Realmente um presidente que não sabe articular uma frase com mais de 6 palavras, como ministros que acreditam em terra plana, está levando o país para um futuro “glorioso”. São tantas coisas boas que já aconteceram e estão para acontecer não é mesmo? Enquanto isso número de desempregados batendo recorde, a previsão do pib cada vez que é revisado é menor e menor, vários ministérios sendo comandados por corruptos e doidos varridos….
        Mas é isso aí, “futuro”

        • R. Rover

          Esse vai bater o recorde do Jânio Quadros.

        • Filipe Augustus

          Depois do PT, e de mais de 16 anos de somente retrocessos, estamos muito bem de novo, pelo menos para mim que trato diretamente com empresários e dependo deles para ganhar meu dinheiro, as coisas melhoraram muito! Agora se vocês não estão vendo, daqui quatro anos em 2022 a gente reelege o Bolsonaro e tira as dúvidas de vocês! Mas PT no Brasil e esquerdistas nunca mais, isso sim foi retrocesso! E quem não sabia formular uma frase ou palavra era o cachaceiro e a terrorista! Muito pelo contrário tenho orgulho do presidente que eu elegi!

          • Ernesto

            Faço de suas palavras as minhas! Se tiver face, tente ler um post da Renata Barreto (uma economista muito inteligente e com ótimas colocações sobre política) que fala sobre a coluna do Lauro Jardim, em que ele fala sobre a economia que será gerada com a reforma da previdência.

            • Filipe Augustus

              Obrigado pela dica, vou dar uma lida! Vi no Twitter do Eduardo Bolsonaro, que não estão querendo permitir uma reforma de 1 trilhão, porque o Bolsonaro se tornaria invencível em 2022, diante da chuva de investimentos que isso ocasionaria, que a reforma que eles querem aprovar é algo na casa dos 500, 600 milhões de reais!

    • Leonardo

      Desculpa, mas o atual governo não precisa da imprensa pra ser atacado, ele faz isso por si só. É um show de incompetência para todos os lados, tá todo mundo perdido sem saber pra onde vai
      Foram querer aparelhar o Estado com uma ideologia e esqueceram de que não é só disso que o governo vive. Enquanto isso o tchuchuca tá passando a mão na cabeça dos milico que ficam o dia inteiro coçando o saco.

    • Paulo de Tarso

      PAra os Bolsominios até o “O Antagonista” é mídia de esquerda. Até o inventor do termo “patralhas” virou de esquerda. Direita Xucra

      • Louis

        Antagonista é só um bloguezinho amador que só replica trechos de reportagens de outros veículos, como Foice de SP, Esquerdão, etc….Está mais para site de FOFOCAS.

        • Paulo de Tarso

          Quando as “fofocas” eram ou são sobre o “outro lado”, daí viram notícias.

  • Cromo

    Na Inglaterra tem muita coisa errada. A mão dos carros é invertida da maioria dos países, seu sistema de unidades é completamente imbecil, a monarquia é um teatro ridículo e infantil. A maioria que escolheu o brexit foram os mais velhos, a população mais jovem predominantemente escolheu permanecer na UE. Estão pagando o preço pelo conservadorismo arcaico.

    • Julio Alvarez

      A Inglaterra utiliza o sistema internacional de unidades. Acho que você está confundindo com EUA.

      • Jr

        Essa parte do comentário dele eu também não tinha entendido, mas acho que você tem razão, ele deve ter se confundido, quem tem um sistema de unidades bizarro são os americanos, aliás essa é uma das poucas coisas que eles não conseguiram exportar

      • Leonardo

        As pessoas mais velhas ainda utilizam o sistema imperial de medidas lá. O sistema internacional é utilizado pelos mais jovens.

  • Alexandre souza

    Galera adoro ler as brigas bolsominions vs mortadelas, não parem não, estou me divertindo.

  • Andre Pestana

    As população de lá foram influenciadas a sair da União Europeia com varias propagandas fakes nas mídias sociais, se houvesse hoje novo referendo a população teria votado não a saída da União Europeia. Agora sem nova votação o parlamento não consegue chegar a um acordo do que é melhor para seu País.

    • Victor Assis

      Isso é extremamente discutível. As pesquisas posteriores apontam que ainda seria uma decisão apertada e não há certeza alguma que o Remain ganharia dessa vez. Deveriam ter colocado uma cláusula semelhante a uma emenda constitucional, a necessidade de ao menos 3/5 dos votantes para alguma alteração disruptiva como essa. Vale ressaltar que o referendo não era vinculante, mas a classe política se comprometeu a prosseguir com o resultado.

  • awatenor

    Tetê vai entrar pra história.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email