Governamental/Legal Montadoras/Fábricas SUVs

CAB Motors terá vendas 80% corporativas – Fábrica ficará no DF

CAB Motors terá vendas 80% corporativas - Fábrica ficará no DF

A CAB Motors já assinou o compromisso com o governo do Distrito Federal para erguer uma fábrica na cidade-satélite de Santa Maria. A instalação ficará num terreno que pertence à Terracap – que é a companhia imobiliária estatal do DF – localizado no Pólo JK e com uma área de 70 mil m2.


Com Concessão de Direto Real Uso (CDRU) de 30 anos, a Terracap receberá R$ 92,2 mil por mês pela cessão da área para a CAB Motors, que pretende erguer uma fábrica com a geração de 420 empregos. A montadora tem 72 meses para concluir a obra, que começará ainda em 2020.

CAB Motors terá vendas 80% corporativas - Fábrica ficará no DF

Prevendo investimento de R$ 200 milhões, a CAB Motors vai gastar esse dinheiro na construção da fábrica, assim como na aquisição do ferramental e maquinário, além da compra de suprimentos. A produção inicial será de 100 carros por mês, sendo que o modelo Stark Mountain é o escolhido para ser comercializado.


A CAB prevê que 80% das vendas do Stark Mountain serão corporativas e o restante atenderá a demanda do mercado nacional, chegando assim aos clientes particulares.

Com tração 4×4 e motor turbo diesel 2.7 – oriundo da FPT (Fiat Powertrain Tecnologies) – o produto é similar ao Stark, jipinho 4×4 que a TAC Motors ainda anuncia em seu site e tem consumo médio de 13 km/l.

CAB Motors terá vendas 80% corporativas - Fábrica ficará no DF

Ainda não há um site funcional da CAB Motors, que aguarda um estudo do governo do Distrito Federal para a operação do Stark Mountain na Polícia Militar local, mas ainda sem uma estimativa de quantas unidades seriam adquiridas para o patrulhamento do DF.

Enquanto a CAB Motors finca suas raízes no Planalto Central, a empresa ainda mantém seus planos para expandir sua operação na região Nordeste, tendo anunciado recentemente que terá uma fábrica do Stark Mountain em Araripina-PE, assim como na cidade de Pedra, no mesmo estado. A expectativa é que a operação gere 450 vagas na região.

[Fonte: Agência Brasília/Portal e Notícias]

 

 

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • th!nk.t4nk

    Caramba, 200 milhoes pra produzir 100 jipinhos/mês (com muuuita boa vontade) pra atender órgãos públicos? O custo por carro vai ser astronômico. Alguém tá levando uma bolada nessa, não é possível.

    • Raul Mafra

      obvio ne meu amigo, estamos no brasil, aí o resto da redação voce já deve saber como vai ser hehehe

    • d59

      Nada como o papai Estado.

    • Até pq Brasilia precisa de Jipe 4×4 pra fazer patrulhamento urbano…

      • Paulo César de Carvalho Júnior

        Acho que tu nao conhece o tamanho da área rural do DF rsrsrs… As S10 que rodam por aqui, ralam!

  • Carlos

    Sou de Brasília (mas sou honesto !). Até gostaria que essa notícia se confirme e essa fábrica vá para frente, gerando empregos, progresso etc etc mas … acredito mais na transferência da fábrica de brinquedos do Papai Noel da Lapônia para cá …

    • Cesar

      Se preocupa não. Os desonestos não são de Brasília eles vão para lá.

  • Cesar

    Deixa ver se eu entendi direito:

    Os caras ganham terreno
    Ganham incentivos fiscais
    Não tem um plano de empreendimento uma vez que aguardam um “estudo da aplicação de seu produto pela PMDF”

    Será que isto que é o que se chama de capitalismo de compadrio?

    • Aí faz uma “licitação” pra guarda metropolitana, dizendo que precisa comprar “Jipes 4×4 a diesel com carroceria de fibra de vidro e desenho estranho”, e pronto, só ela concorre e ganha, cobrando o que quiser.

      • Cesar

        Tem que ser para a PM, Bombeiros, Polícia Civil ou Detran.
        No DF não existe Guarda Metropolitana.

        • O que seja, nenhum desses órgãos, em tese, necessita de um jipe off road.

          • Cesar

            Não. Não precisa.
            Até mesmo porque o DF é praticamente todo asfaltado (na área da cidade )

            • Paulo César de Carvalho Júnior

              Mais uma vez… estás por fora to tamanho da área rural…

              • Cesar

                E você acha que isso é usado na área rural?
                Está cheio de viaturas da CPFlor e do Batalhão Rural andando no asfalto.
                O máximo que eles chegam no mato é ali no Parque do Guará, Parque do Cortado, Água Mineral.

                • Paulo César de Carvalho Júnior

                  Eu moro na Zona Rural. Vem pra zona norte do DF… para você o tamanho da Zona Rural. Quando eu mudei para cá, não sonhava com esse lado do DF

    • Mr. Pennybags

      Chama de estado democratico de direito, eu já chamo de estado corporativista.

  • Matheus

    Carro para polícia com duas portas? Parabéns aos envolvidos!

    • As vias aqui são em sua maioria expressas e um 4×4 é totalmente fora de propósito para o uso policial “normal” na cidade.

      esse jipe provavelmente (claro, supondo que não seja “vaporware”) só teria um uso pela polícia militar do DF: batalhão de polícia ambiental. Ou seja, não seriam adquiridas mais que 10, 20 unidades. Mesmo para patrulhamento ostensivo em áreas rurais (estradas vicinais) ele não serve muito bem, para isso a PMDF já tem as Hilux e ASX.

      Cá entre nós, como morador do DF eu tô achando essa historinha da vinda dessa fábrica do Stark (que já está o que, na terceira tentativa?) pra cá muito “estranha”.

  • Debraido

    Cheirinho de JBS no ar.

  • Klaus Costa

    Aí o sujeito é preso em flagrante e os policiais estão no jipinho…. Eles fazem o que? Rebatem o banco da frente e colocam o sujeito atrás? Ou chamam outra viatura (gerando mais gastos)? A GCM de Jundiaí usa Troller, quadriciclo e até Marruá na fiscalização AMBIENTAL na área da serra… Agora, querer vender 100 jipinhos desse por mês para rodar no asfalto (basta ver os pneus utilizados)!? Acho beeeeem difícil. Não tem lógica um 4×4, com motor diesel, usando pneus de asfalto e poluindo mais a cidade ainda.

    • Cesar

      Tem um monte de coisas que não fazem sentido.
      Dia desses vi em um quartel dos bombeiros uns 10 Land Rover Defender para usar no asfalto.

      • zekinha71

        Teve uma época que a PM de São Paulo comprou centenas de Defender pra patrulha no centro da cidade, em poucos meses já estavam quase todos capotados, por fazerem perseguições em pistas expressas.
        Enquanto que nos fundões das periferias, onde asfalto é uma coisa que ainda vai ser inventada, usavam Corsas C, Astras e Vectras B, que foram também rapidamente destruídos.

    • jipes desse só fazem sentido mesmo nos batalhões de polícia ambiental, ainda mais aqui em Brasília.

  • Klaus Costa

    O mundo inteiro procurando soluções elétricas para os carros oficiais (polícia, governo etc.) e a polícia do DF querendo usar um 4×4 com motor 2.7 e diesel para rodar no asfalto… É brincadeira… Hahahaha!

    • Giovani Teixeira

      Comprasse Jac iev40 que seria muito mais vantajoso que essa lavagem de dinheiro em formato de carro.

  • zekinha71

    Isso é aquele tipo de coisa que todos sabemos que vai dar errado e um belo rombo, mas como alguém vai sair ganhando deixam rolar pra ver o que vai dar.

  • Carlos

    80% de vendas corporativas!!! – Como chegaram a esse número??

    Isso tá cheirando mal. Parece que o governo federal se comprometeu a comprar quase toda a produção da empresa – Ibama, Ministério da Agricultura, exercito…Vem maracutaia por aí.

    Quem viabilizou essa transferência? O filho zero um?

    • Cesar

      Você viu que eles estão fazendo negócios com o Governo do Distrito Federal.?

  • Cromo

    Esta empresa não está produzindo carros ainda, mas já tem planos de 2 fábricas, uma no DF e outra no Nordeste. Estranho, muito mais lógico seria concentrar a produção em um único local.

    • Cesar

      Seria no mínimo mais barato

    • Jad Bal Ja

      Esse é só o ultimo capitulo da historia. Esse jipe foi lançado pela TAC em Santa Catarina com incentivos fiscais a uns 10 anos atras, não deu certo, ai se mudou para o Ceará, depois anunciou uma sociedade com uma empresa chinesa, nada deu certo. Nesses 10 anos foram fabricados uns 300 carros e só. Agora a fabrica re-aparece com novo nome e prometendo novos investimentos. No minimo estranho…

  • Tosca16

    Nada contra os motores FPT mas pra manutenção, Cummins ou MWM.

  • Jad Bal Ja

    Que historia estranha.

  • Jad Bal Ja

    Como assim “produto é similar ao Stark, da TAC Motors”? É o mesmo carro, o que mudou foi o nome do fabricante.

  • kirig

    Tá me lembrando uma petroleira que não produziu uma gota sequer

  • 😎.

    É uma pena esse jipinho estar ligado a esses projetos obscuros , pois acho seu design interessante demais.

  • G. de F.

    De boas intenções o inferno está cheio… Duas fábricas, atender a “80% de vendas corporativas”… Sei não…

  • ChalMust

    Dentro de alguns anos saberemos em detalhes tudo o que realmente esta acontecendo … é só aguardar pelas futuras delações … rsrs

  • Léo Dalzochio

    De calote em calote, os espertalhões ao estilo JBS vão se multiplicando…

  • Giovani Teixeira

    Deixa eu ver se eu entendi. Quando a fábrica existia o carro não vendia há 10 anos atrás. Aí alguém pede milhões do dinheiro público para fazer DUAS FÁBRICAS e o governo aceita?

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email