Camaro 2021: visual atualizado e projeção sem fio por R$ 377.900

Camaro 2021: visual atualizado e projeção sem fio por R$ 377.900

A General Motors está ampliando a conectividade, especialmente sem fio, em sua gama de produtos da Chevrolet. Depois da atualização de S10 e Trailblazer, Onix e Onix Plus receberam a novidade. Agora é a vez do Camaro, que tem um novo lote importado dos EUA e chega por R$ 377.900.


O muscle car passa a dispor de projeção sem fio para os sistemas Google Android Auto e Apple CarPlay na multimídia MyLink, que já era da versão atualizada, utilizando um Wi-Fi nativo para isso. Além disso, passa a dispor dos serviços OnStar, algo que faltava ao esportivo.

Camaro 2021: visual atualizado e projeção sem fio por R$ 377.900

Com ele, o Camaro 2020 também adiciona as funcionalidades do MyChevrolet, aplicativo de smartphone que permite acessar e ativar algumas funções do veículo de forma remota.

Fora isso, o Chevrolet Camaro adota uma frente inspirada no conceito Camaro Shock, trazendo a gravata em estilo black bow tie e fixada na grade superior, com a barra central na cor do carro. No mais, ele mantém os detalhes já conhecidos.

Com mais de 6 mil unidades vendidas no país desde 2010, quando chegou com a famosa quinta geração, o Chevrolet Camaro mantém sua presença em carrocerias cupê e conversível, que podem ser adquiridas nas cores Vermelho Tinto, Azul Egípcio, Laranja Imperial, Branco Summit e Preto Global.

Camaro 2021: visual atualizado e projeção sem fio por R$ 377.900

Equipado com motor V8 6.2 de 461 cavalos e 62,9 kgfm, o Chevrolet Camaro SS dispõe de transmissão automática de 10 marchas, a mesma usada pelo rival Ford Mustang GT.

Com essa cavalaria, o bólido da gravata – agora escurecida – vai de 0 a 100 km/h em 4,2 segundos e tem máxima de 290 km/h, sendo limitada em 250 km/h no conversível.

Calçado com rodas aro 20 polegadas com pneus  245/40 ZR20 e 275/35 ZR20, respectivamente dianteiros e traseiros, o Camaro SS apresenta uma boa dinâmica de condução e vem com os modos de condução, inclusive para pista, onde tem ainda modo de largada e opção de pré-aquecimento dos pneus traseiros (burnout).

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.