Chery Mercado Montadoras/Fábricas SUVs

Caoa Chery: divisão de luxo Exeed chega em janeiro com produção local

Caoa Chery: divisão de luxo Exeed chega em janeiro com produção local

A Caoa Chery prepara duas novidades para o próximo ano. Uma foi revelada parcialmente, enquanto a outra permanece em segredo. A primeira já era conhecida e esperada, sendo novamente confirmada pela empresa por meio de Márcio Alfonso, CEO da marca chinesa no Brasil, em entrevista ao site Vrum.


Alfonso revelou que, entre os planos da Caoa Chery para o mercado brasileiro, está a chegada da divisão de luxo da Exeed, que já havia sido confirmada anteriormente por Carlos Alberto de Oliveira Andrade (CAOA), numa entrevista ao canal Carro Arretado.

Caoa Chery: divisão de luxo Exeed chega em janeiro com produção local

Alfonso diz que em janeiro de 2021, chega um produto da Exeed com produção nacional. Ele falou que a empresa ainda não decidiu qual modelo e versão será vendida por aqui. A submarca premium da Chery atua na China apenas com utilitários esportivos.

Segundo Alfonso, a missão é concorrer com Mercedes-Benz e BMW. Então, nesse caso, será preciso um modelo topo de linha, pelo menos. Na gama de produtos da Exeed, existem dois que se encaixam nesse proposta, sendo o TX e sua variante de sete assentos TXL, bem como o VX.

Caoa Chery: divisão de luxo Exeed chega em janeiro com produção local

O TX tem 4,664 m de comprimento, 1,872 m de largura, 1,685 m de altura e 2,697 m de entre eixos, tendo motor motor 1.5 Turbo na versão Hybrid com 147 cavalos e um 1.6 Turbo com 197 cavalos.

O Exeed TXL é um pouco maior, tendo sete lugares. Já o Exeed VX é bem maior, medindo 4,970 m de comprimento e 2,900 m de entre eixos. Todos são construídos sobre a plataforma T1X e possuem tração dianteira. ESte último também compartilha o motor 1.6 turbo, que tem injeção direta.

Caoa Chery: divisão de luxo Exeed chega em janeiro com produção local

A gama ainda dispõe do Exeed LX, que tem porte de médio, sendo um irmão de luxo do Chery Tiggo 7. O interessante deste modelo é que ele foi registrado no INPI pela Caoa Chery, o que reforça sua posição diante dos irmãos maiores.

Ele tem interior sofisticado, com cluster e multimídia digitais. Como compartilha muitos itens com o Tiggo 7, pode ser uma opção. Contudo, seja qual for, a produção deverá ser realizada em Anápolis-GO, por conta do compartilhamento de peças e componentes com Tiggo 5x, Tiggo 7 e Tiggo 8, que chega no segundo semestre.

[Fonte: Vrum]

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Se os modelos “normais” da Chery já não vendem bem, pra que fabricar esses “premium” chineses aqui, se os ricos só gostam de se aparecer com BMW, Mercedes, Audi… Acredito que vá micar.

    • Edson Fernandes

      Possivelmente querer elevar a imagem dos produtos. Ele será um produto apenas de vitrine para atrair compradores aos modelos mais simples.

      • Raimundo A.

        O que você diz só vejo sentido se fosse importar, o que exige um investimento bem menor trazendo pouquíssimas unidades para os desapegados a marcas comprarem e como você disse, ser uma vitrine para os outros da Chery.
        Produzir, mesmo com baixo índice de nacionalização, exige investimento maior e como disse o Gilvan, é pedir aqui pra ter problemas mesmo se tratando de um SUV.
        O povo paga por status.

        A única explicação que vejo para montar um Exeed aqui é exportar para o Mercosul.

        • Edson Fernandes

          Pode ser uma possibilidade. Mas é estranho esse movimento de querer nesse momento trazer um produto que se diz rivalizar com produtos de marcas de prestigio.

          • Ducar Carros

            Acho que a estratégia é se nivelar por alto para, na prática, atacar os japoneses (Toyota e Honda) e a Jeep, que têm um certo prestígio, mas não o da Mercedes e BMW.

            • Eduardo 1981

              Exatamente, é mostrar até aonde podem chegar. Muitas marcas fazem isso, inclusive a trinca alemã. Vide R8, AMG, M5 e etc. São carros de imagem para elevar a marca.

            • Edson Fernandes

              Eu já acho que é necessário a marca ter mais presença do que prestigio. Não faz lá muito sentido ser uma marca generalista que a principio está em pé de igualdade com as generalistas se por do nada a disputar com esse nicho.

              • Ducar Carros

                A Hyundai fez, de certa forma, isso no Brasil, pois fazia, na propaganda, os “melhores carros DO MUNDO” e se comparava com as marcas premium, para disputar mercado com as melhores generalistas daqui. Não queria ser vista como “montadora de carro popular”, como as chinesas.

                • Edson Fernandes

                  A principal diferença é que a Hyundai tinha um lineup de produtos considerado modernos ao que tinhamos aqui.

                  O unico médio concorrente de verdade em itens de série a epoca do i30 era o C4 hatch. No mundo de sedans médios, ela veio depois com o Elantra, mas só encontrou mais resistencia pelos lideres de mercado(e preço).

                  Mas veja que Sonata, Azera, Santa Fé e Veracruz, são carros principalmente qdo equipados com tudo que podiam, não deviam muito aos concorrentes.

                  O Sonata como o Azera tinha concorrente direto o Fusion e Passat. A diferença é que se o cara não optava pelo custo beneficio do Azera sedan grande, ele iria pelo visual do Sonata e um motor relativamente economico para o porte do carro, que era bem equipado a epoca.

                  O Fusion para ter os mesmos itens do Sonata, apenas em sua versão V6 e o Passat em sua versão Highline(que aqui vale dizer que o Passat highline era bem mais equipado, porém bem mais caro tbm).

                  Então o que o consumidor via? Custo x beneficio de carros bem equipados com um preço aceitavel.

                  Vamos voltar ao i30 de primeira geração aqui: Motor 2.0 16v, teto solar, até 6 air bags, ar digital de uma zona, suspensão multilink, interior com acabamento em painel emborrachado e portas tbm… bem silencioso.

                  O que tinha em epoca de concorrente direto?
                  – Golf 4,5 1.6 e 2.0 aspirado (já não havia mais o GTI)
                  – Stilo 1.8
                  – Focus MK2 e MK2,5 1.6 e 2.0 duratec
                  – 307/308 1.6 e 2.0
                  – C4 hatch 1.6 e 2.0
                  – Vectra GT/GTX 2.0
                  – Tiida 1.8

                  Talvez alguem que eu não tenha citado, mas esses creio que sejam os principais. Compare com o que esses carros tinham e fica facil entender pq fez mto sucesso. O carro em sua versão “top” que era automatico, podia ter teto solar porm ais R$1500. A maioria deles veio com tal opcional. Junto dele, vinha bancos em couro e sensor de estacionamento traseiro. Por mais bobo que seja, a maioria desses hatches sequer tinham tal sensor. A exceção novamente é o C4 hatch que em sua versao exclusive inclusive ofertava sensores dianteiros além dos traseiros.

                  Aí em epoca de Duster e Ecosport, veio um altinho médio com preço proximo: Tucson 2.0 GL e GLS. Sendo que o mais vendido semrpe foi o mais caro que ainda assim era apenas R$10000 a mais que os compactos citados. Sendo que esse já tinha ar digital, cambio automatico(sem contar uma versão mais antiga V6 4×4).

                  Aí pulamos para crossovers médios:
                  – Tiguan
                  – Captiva
                  – Vou colocar aqui Edge, mas sei que ele é médio-grande
                  – C4 Picasso (ok é minivan, mas era o que a Citroen ofertava)

                  Nessa situação, Santa Fé tinha modelos com motor 2.4 e V6 (e a V6 tinha preço desses médios de entrada, sendo bem mais equipada). E do Edge: Ele foi em parte apagado pela presença do Veracruz que era super bem equipado, com um motor V6 mais potente, com um visual tão moderno quanto.

                  E foram todos esses nichos que a Hyundai atingiu um otimo patamar de vendas. Lembra da epoca de Azera a preço de médios intermediarios ? E esses preços eram na casa dos R$75000. Um Civic EXS ainda com air bags duplos e com o VSA custava R$85000, por este mesmo preço, vc pegava o Azera de topo. O mesmo para o Sonata que por R$90000 era até branco (e seu absurdo preço de R$5000 adicionais).

                  O proprio Veloster que foi vendido ainda mais caro, com um motor 1.6 foi bem vendido. Isso porque não era só a imagem do produto, o carro era realmente bem equipado para os padrões de epoca.

                  Se pensarmos que…
                  – Civic
                  – Corolla
                  – Vectra(substituido pelo Cruze)

                  Entre outros, não tinham pé de igualdade em itens de série, fica claro que um carro mto melhor equipado faz jus a isso. Quem imaginaria pensar esses carros em suas proximas gerações fossem ter itens que aproximariam dos que já citei?

                  Hoje como vc pode ver, os carros de outras marcas, são similares em conteudo, logo perceba que o preço aliado ao que ele oferece, já não é atrativo e se vende mto pouco dos importados.

                  E a Chery nesse momento tem players de peso e que não são exatamente mal equipados diante do preço pedido pelo Tiggo 5x por exemplo. (e ainda assim é um carro bem elogiado)

                  Então de repente querer melhorar sua imagem sem tanta visão do mercado para a marca, eu acho um erro. Marcas de prestigio vendem pouco mas tem uma imagem grande perante os consumidores, o que é um panorama bem diferente do que uma marca quer tentar fazer ao chegar agora. E o CAOA deveria entender isso qdo tentou vender os luxuosos da Hyundai no passado. Não é porque é altinho e moda do momento que se vende assim.

          • Sino Weibo

            Na verdade é só considerar que esse modelo da Exeed é um Tiggo 8 melhorado. Teremos de ver a motorização se vai divergir, pra justificar preços maiores, e o que vai oferecer de melhor em visual, gadgets, etc.. E outra coisa também será o sucesso da marca nos Eua, pois irão entrar como Vantas lá, pela HAAS, e já tem 80 concessionários interessados, como brasileiro é lambe botas dos EUA, é uma boa estratégia de marketing para a marca aqui.

            • Edson Fernandes

              Bem… para isso eles tbm precisam melhorar então mto mais o pacote. E se limitarem não ter ajuste de profundidade da direção, eu acho um erro.

    • Ric53

      Eu acredito que se trabalhar direitinho, toma a posição da Kia!

      • Sino Weibo

        Da Kia? A CAOA Chery já passou a PSA ahaha está quase chegando já na Nissan, e com estes lançamentos já deverá entrar no top 10 brasileiro ainda esse ano.

        • Gorpo de Etérnia

          Aí vc acorda….

    • Ⓜ️arcelo

      E já perdem muito dinheiro de revenda para poder ter o prazer ou de aparecer com um desses, imagina quem vai se enviar num buraco chinês desse., loucura total.

      Temos um exemplo recente da coreana kia que, diga-se por passagem, é infinitamente melhor que Chery mas não vingou…

      Lembra do Stinger??? Vendeu no máximo meia dúzia, sendo que metade ainda roda com diretores da montadora e outra metade está encalhado. esperando o primeiro dono, em alguma revenda Kia como linha 2019 ainda.

      • Sino Weibo

        Ah kra tu não conhece nada do que fala, a Kia não vingou pq o Inovar Auto acabou com a operação dela. Antes liderava nos importados, os SUVs, e também chegou a ficar em 2º lugar com o Cerato, mesmo importado. Se não fosse o Inovar Auto a Kia estaria bombando ainda, pois chegou a figurar o top 10 mais vendidos no país em 2011.

        • zekinha71

          Ele falou do Stinger que queria peitar o trio alemão, não tem nada com Inovar Auto que ferrou o Picanto.

          • Ⓜ️arcelo

            Exato, mudou de assunto completamente, kkk.

            Eu mesmo sou fãn-zásso da kia, tive uma Sorento, nada a reclamar…

    • Pablo Henrique

      Antes da pandemia estavam vendendo acima da expectativa da CAOA.

  • Spyjet

    Mas quando que alguém vai deixar de comprar um dos SUVs da trinca alemã para comprar um Suv chinês? Ainda mais com esses motores que nem são compatíveis!

    • radiobrasil

      Eu “só” compraria um mico desses se fosse a preço de BANANA e olhe lá… Pelo mesmo preço de um BMW, Audi, MB? Nuncaaaaaaaa

      • Thiago

        Considere que os Chery “das povo” não estão a preço de banana. Logo, os Chery “creme de avelã” também não serão baratos.

    • Sino Weibo

      Quando os SUVs alemães do mesmo nível custam o dobro.

  • Luis Mello

    Não entendo a caoa, fica insistindo nessas porcarias chinesas que não vendem nada aqui no Brasil.

    • Joao Victor

      O Onix riu disso…

      • los hermanos

        Excelente comentário

    • Daniel dos Santos

      Mais um que reclama das “porcarias” Chinesas, mas deve comprar muito do aliexpress ou Ebay,,,

  • Alexandre Taurus

    Carro da China Brasileiro não comprava bem, e agora não compra mais!

  • Thiago

    Vai vender muito. #SQN.

  • G. de F.

    “Segundo Alfonso, a missão é concorrer com Mercedes-Benz e BMW.”

    Tá de brincadeira, não é? Te cuida, Ônix/GM! Sua liderança de mercado corre sérios riscos…

  • André Pira

    É só isso que a Caoa sabe fazer? SUV pra encalhar nas Css. 🤔

  • Henrique12

    Concorrer com BMW foi pra matar hein! kkkk

    • radiobrasil

      Precisam descer do salto URGENTE. Não é da noite pro dia que vc “vira concorrente” das consagradas marcas alemãs… BAIXA A BOLA CAOA!

    • Denis

      Caoa Exeed….. o “Audi dos Chineses” kkkkk

  • Romualdo Vieira

    Já sei… Deixa essas BMW, MB e Audi de lado! Vou comprar um Chery de luxo! Como não pensei nisso antes? Brilhante!

    • Joao Victor

      Tem gente que deixa de comprar um iPhone pra comprar um xiaomi (sei que é uma comparação ridícula), vai depender do preço e do marketing.

      • radiobrasil

        E os “Redmi” novos da Chinesa estão com preços ridiculamente altos (absurdos 4200,00… aparelhos que custam la fora miseros 260 dolares!) . Aparelhos intermediários com preço de flagships de marcas consagradas (Samsung, Apple). Será que a Caoa compartilha da mesma equipe de marketing aqui no Brasil?

        • XandeeM

          Estão caros agora com a alta do dólar(ainda que este não seja o único fator).Quanto a comparação do João Victor,tenho aparelhos das 2 marcas (trabalho e uso pessoal) e afirmo que um Xiaomi topo de linha não deve nada ao Iphone11 Pro,pelo contrário.
          Se os carros chineses em sua maioria tem qualidade duvidosa,os aparelhos da Xiaomi provam o contrário,porém compartilham o fato de não possuírem status.

          • Sino Weibo

            Os carros chineses em sua maioria? kkk Aqui no Brasil não se conhece nem 10% do mercado de marcas chinesas, eles tem mais de 30 marcas, a Chery e a JAC estão lá atrás entre as maiores, depois da uma olhada nos portfólios de Haval, GAC, Changan, Geely e Lynk&Co, BAIC Beijing Auto, FAW Bestune e Hongqi, SAIC MG, Roewe e Maxus, só pra citar algumas..

            • XandeeM

              Me referi as marcas que estão no Brasil,o resto não sei.

  • Joao Victor

    Infelizmente os brasileiros tem uma mentalidade ultrapassada e primitiva, são burros e mal informados e ainda são pobre! Quais são as chances de uma marca chinesa de luxo nesse país?

    • zekinha71

      Quais são as chances de uma marca chinesa de luxo no mundo?

  • Murilo Soares de O. Filho

    O melhor SUV do mundo…rs…a CAOA sabe exagerar.

  • Gran RS

    Mas nem em sonho que esses modelos teriam pedigree para concorrer com os premium alemães, sem contar que os consumidores desses carros, dificilmente trocariam seus modelos por um similar chines, mesmo se custasse menos.

    • Eduardo 1981

      Olha, pode ser mesmo que não consigam concorrer. E que os clientes das marcas alemãs não os comprem também. Mas eu acredito ter cliente pra tudo no mercado. Pessoas que não sem importam com marca, pedigree e que estão ávidas para entrar neste segmento e pagar um pouquinho menos.

      • Gran RS

        Mas esse modelo teria que custar muito menos, e mesmo assim, acho muito difícil quem tem condições de comprar um modelo premium, escolher esse modelo chines, pois muitos que compram BMW, Audi ou Mercedes, querem tbm o status que essas marcas dão aos seus consumidores.

        • Eduardo 1981

          Sim, eu concordo contigo. Será mais um carro de imagem do que para fazer volume e lucro individual. A meta deve ser trazer lucro para a marca como um todo. Toda marca tem ou já teve carros assim. Camaro, R8, M5, AMG GT e Mustang são exemplos bem clássicos. Não é pra vender, é pra mostrar tecnologia, aonde se pode chegar.

    • radiobrasil

      Não tem como justificar o injustificável rss

  • los hermanos

    Esse gosta de correr riscos hein! Deve andar na 25 de março sem mascara também

  • Denis

    Logo logo, vão querer lançar uma linha esportiva para desbancar os AMG, os RS e os M da vida!!!!! kkkkk

  • Fanjos

    Quando virar um Best Seller no EUA eu penso em ir na css ver.

  • Renato Almeida

    Será que a Caoa vai mandar um bordão “Melhor do que os Melhores do Mundo”?

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por 15 anos. Saiba mais.

Notícias por email