Caoa Chery prepara linha de montagem para Novo Arrizo 6

Caoa Chery prepara linha de montagem para Novo Arrizo 6

A Caoa Chery está preparando a linha de montagem para o Novo Arrizo 6, que terá modificações na dianteira e na traseira, conforme uma fonte relatou ao site Automotive Business.


A informação não fala se é uma nova geração ou atualização de estilo, mas como nós sabemos, existem duas atualizações de visual do Arrizo 6, conhecido como Arrizo GX, na China. Por aqui, ele é feito em Jacareí-SP.

Naturalmente, as mudanças se referem a uma dessas atualizações, que implicam em mudanças nas chapas de aço que compõem a carroceria, mais notadamente na traseira, onde as lanternas têm formatos diferentes. Elas foram registradas no INPI.

Caoa Chery prepara linha de montagem para Novo Arrizo 6

Atualmente, o Chery Arrizo 6 brasileiro é igual ao GX chinês em estilo, visto que as duas atualizações ainda não constam no site da marca chinesa em seu país de origem.

Lançado no ano passado, o Chery Arrizo 6 se mostrou muito mais atrativo que o Arrizo 5, vendendo no primeiro semestre 1.473 unidades, o que o torna o quinto sedã médio mais vendido, porém, ele vem emplacando mais que o Cruze em períodos recentes.

Caoa Chery prepara linha de montagem para Novo Arrizo 6

Falando no Arrizo 5, o modelo não está tendo boa aceitação no mercado, com apenas 383 unidades vendidas no primeiro semestre. Segundo a fonte da montadora, é cada vez mais rara a aparição do sedã médio na linha de montagem.

Equipado com motor 1.5 Turbo Flex de até 150 cavalos e CVT de nove marchas, o Arrizo 6 é oferecido na versão GSX por R$ 117.990, tendo entre outras coisas, teto solar elétrico, ar-condicionado automático, bancos em couro, multimídia com tela de 9 polegadas, monitoramento em 360 graus, seis airbags e controles de tração e estabilidade.

Caoa Chery prepara linha de montagem para Novo Arrizo 6

Atualmente o Arrizo 6 compartilha a linha com o irmão Arrizo 5, que devido às baixas vendas, pode vir a ser a primeira baixa da Caoa Chery depois da saída do QQ, que vinha da gestão anterior. Isso mostra para a Chery que, abaixo de R$ 100 mil, não existe opção de sucesso além de crossover.

[Fonte: AB]

 

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.