Chery Mercado Sedãs SUVs

Caoa Chery prepara produção Arrizo 6 e Tiggo 8 após quarentena

Caoa Chery prepara produção Arrizo 6 e Tiggo 8 após quarentena

A Caoa Chery está preparando dois lançamentos da marca chinesa com produção local nos próximos meses, de acordo com o jornalista Jorge Moraes no site UOL. A montadora controlada por Carlos Alberto de Oliveira Andrade estava planejando iniciar a produção do sedã Arrizo 6 já em maio.


Contudo, com a quarentena decretada devido à pandemia de coronavírus, que obrigou também a paralisação das fábricas de Jacareí e Anápolis, a Caoa Chery postergou o lançamento do sedã médio para o mês de julho, sendo que a data original era no fim de maio.

Caoa Chery prepara produção Arrizo 6 e Tiggo 8 após quarentena

O modelo será fabricado na planta paulista, que está sendo modificada parta fazer o novo carro. O outro modelo será o Tiggo 8, que já foi mostrado no Salão do Automóvel de 2018. Ele será fabricado em Anápolis, onde a CAOA produz os modelos Tiggo 5x e Tiggo 7, ambos compartilhando a mesma plataforma da novidade, que chega entre fim de julho e começo de agosto.

Irmão mais sofisticado do Arrizo 5, o novo sedã médio atuará numa faixa de preço acima, buscando ser uma alternativa mais barata aos sedãs médios da concorrência. O Arrizo 6 deverá chegar com o mesmo motor 1.5 Turbo Flex já conhecido, assim como com câmbio CVT simulando nove marchas.

Caoa Chery prepara produção Arrizo 6 e Tiggo 8 após quarentena

Além do visual mais elaborado, que deve contar aqui com faróis e lanternas em LED, o Arrizo 6 tem cluster digital e painel mais moderno que do Arrizo 5. Já o Tiggo 8 promete ser o primeiro carro nacional com reconhecimento facial, embutido em nova multimídia.

O SUV de sete lugares virá com motor 1.6 TGDI de cerca de 200 cavalos, que não será flex de imediato. Ele trabalha com câmbio de dupla embreagem e sete marchas, tendo tração dianteira.

Caoa Chery prepara produção Arrizo 6 e Tiggo 8 após quarentena

A renovação do portfólio promete manter a Chery como a primeira no segundo grupo do Top 20 do mercado nacional. Por ora, a marca aposta em test drive e vendas domésticas para amenizar os efeitos da quarentena.

[Fonte: Jorge Moraes/UOL]

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Sino Weibo

    Só não caguem nos preços achando que são modelos “premium”, que vai dar certo. Agora eles podem oferecer a versão CVT do Tiggo 5x, inclusive para PCD, por 69.990, e também voltar os valores do Arrizo 5, que perdeu o custo-benefício depois que subiu demais. Com esse novo modelo ele pode ser reposicionado. O Tiggo 2 também precisa do câmbio CVT. Eles tem tudo pra vender bem, mas precisam de estratégia.

    • Edson Fernandes

      Mas o Tiggo 5x não é dupla embreagem?

      • Sino Weibo

        Sim, mas na China tem versão CVT.

        • Na China, ele é 7CVT com motor 1.5 aspirado.
          A união do motor turbo com o 9CVT foi trabalho dos engenheiros brasileiros da CAOA, que testam no Arrizo 5 como será a recepção.

    • Eduardo 1981

      Realmente o Tiggo2 melhoraria muito com CVT. Nenhum carro no mercado oferece o acabamento e equipamentos do Tiggo2 em sua faixa de preço. Contudo, seu alto consumo afasta potenciais compradores.

      Quanto ao Arrizo5 eu tb concordo. Tinha custo x benefício imbatível antes. Ñ poderia ter subido tanto o preço com as melhorias. E faltou o painel digital do Arrizo5 chinês.

    • LL

      Acho que com realinhamento de preço para baixo (nem precisa baixar muito), e atualizar o cambio no Tiggo 2 a chance de crescimento seria bem grande. CAOA tem condições de fazer o que fez com a hyundai, basta querer…

  • Caulazaro

    Achei lindão esse Arrizo 6

    • Gran RS 78

      Eu tbm achei. Só não me empolgou mais, pelo simples fato da marca querer colocar o motor do sedan menor, o 1.5 turbo, que vai bem do Arrizo5, mas nesse sedan que é maior e mais pesado, ela poderia usar o motor 1.6 turbo com 200 cv, que será oferecido no Tiggo8.

      • Caulazaro

        Verdade.
        Pode até ser que não fique “manco” com o 1.5, por ser turbo. Mas o 1.6 turbo poderia dar uma certa emoção ao dirigir.

      • LL

        Arrizo6 com motor 1.6 e preço de Corolla, poderia ser o que foi o Azera em 2007.

        • Gran RS 78

          Na verdade não, pois o Arrizo 6 é concorrente do Corolla. Para fazer o estrago que o Azera fez quando tinha preço de sedan médio, em um modelo grande, a Chery teria que colocar o Arrizo 6 a preço de sedan compacto, aí sim faria um estrago na concorrência.

          • Sino Weibo

            Sim teria de ser mais barato, mas pelos preços atuais do Arrizo 5, esse que irão lançar com o mesmo motor já vai bater os 100 mil, essa versão 1.6 virá mais cara ainda.

      • O Arrizo 6 terá a versão 1.6 TGDI com 7DCT, posteriormente, em acréscimo ao 1.5T. A CAOA já está desenvolvendo.

        • Gran RS 78

          Se for assim, será bem interessante esse modelo.

          • Sino Weibo

            É mas ae irão lançar bem mais cara infelizmente.

  • Ⓜ️arcelo

    Essa traseira de sonata já deu o que tinha que dar

  • Cesar

    Mas quando vai acabar a quarentena?

    No DF por exemplo ela vai até o dia 03/05 com indicativo de que irá se estender após esta data uma vez que as aulas foram suspensas até 31/05.

    • zekinha71

      Quando começarem os testes em massa e certificarem que uma boa parte da população já teve contato com o vírus, o DF está virando uma espécie de Suíça, onde proporcionalmente foi o lugar com mais contato no mundo, lá praticamente todo mundo já teve, mas com pouca letalidade.
      DF por ser pequeno e já está com bastante casos, mas poucos mortos, indica que logo estará livre.

      • Caulazaro

        O quadradinho é pequeno sim. Mas o DF tem mais de 3 milhões de habitantes.

    • Gran RS 78

      Acho que o Brasil não vai aguentar esse tempo todo com todos os comércio e hotéis fechados. Aposto que a quarentena irá ficar no máximo até final de abril no resto do país, pois na Itália, que está toda de quarentena por 30 dias, os novos casos não param de aparecer, sinal que não está funcionando esse tipo de enfrentamento da doença. Aqui no Brasil temos um outro problema: o inverno que está para começar, e os casos irão aumentar nessa estação, e retardar isso com essa quarentena nesse momento, não será uma boa ideia por aqui.

      • Benny Blanco

        Tem muita gente cagando pra essa quarentena (graças ao presidente). Na hora que o bicho pegar, são eles que ajudarão a espalhar o vírus.

        • Gran RS 78

          Na verdade, não é culpa do Bolsonaro, e sim nos “especialistas”, que falaram que até dia 05 de abril, o Brasil teria mais de 5500 mortos, coisa que não se concretizou, inclusive, o número de mortos é inferior ao da gripe comum em outros anos. Temos que ter cuidado com o vírus chines, com certeza, mas não dessa maneira que estamos vendo, com o país inteiro paralisado, inclusive, a quarentena na Itália ou mesmo na Espanha, não está diminuindo o ritmo do contágio, portanto teríamos que rever esse tipo de controle da população, pois os estragos, inclusive no número de mortos pela quebradeira geral na economia do Brasil, será maior que o de contaminados pelo vírus chines.

          • Sino Weibo

            Não temos nem dados reais pq não tem nem como testar.

          • Paulo Lustosa

            Teria mais de 5500 mortos se estivesse tudo liberado.

            • Gran RS 78

              Papo furado isso, pois teve uma agencia que estimou que teríamos 5500 mortos até ontem, e chegamos hj nos 500, e veja que muitos não estão fazendo quarentena, e estão andando normalmente pelas ruas, sem contar as filas para pegar cesta básica, fila nos bancos etc.

      • Paulo Lustosa

        O BR não aguenta nem com comércio fechado e nem com tudo na normalidade.

  • Edson Fernandes

    Até onde me lembro, esse produto usava dupla embreagem. Irão mudar para o Brasil?

  • Raimundo A.

    Até hoje só vi três Arizo 5. Não faz cócegas aos concorrentes. O segmento médio é bastante concentrado no Corolla e abaixo deste brigam Civic e Cruze.

    A CAOA não aprendeu com o Azera da Hyundai que no começo vendia muito pelo relação custo/benefício. Sua nova geração até vendeu bem destronando o Sonata aqui. Tem um tempo, trouxeram o novo Azera e parece decoração de loja. Não viu um até hoje em circulação.
    Aí, vendo a CAOA investir na produção local de veículos da Chery, como SUVs mais caros. Os da Hyundai estão perdendo competitividade e o buraco criado quer encaixar os Chery que tem menos relevância que os Hyundai.

    • Renato Alves

      Arrizo 5 compete com Virtus, Cronos, City, etc. O Arrizo 7 que irá encarar os sedãs médios. Mas realmente a Chery CAOA perdeu ao mão no CustoxBenefício

      • Gran RS 78

        Vc quis dizer Arrizo6, certo? Pois será ele quem irá concorrer com os sedans médios por aqui.

    • Sino Weibo

      Tiggo 8 vai ser vendido na faixa do Compass, tendo 7 lugares e bem mais tecnologia embarcada, além de “porte” de suvão. Quem viu ele no Salão Automóvel sabe.

      • Paulo Lustosa

        O Tiggo 7 já tá nessa faixa do Compass Flex.

        • Sino Weibo

          Eu disse na faixa do Compass, ele vai de 120 até 190 mil, então é um range bem grande de preços pra se explorar.

          • Paulo Lustosa

            Pra ir pra faixa dos compass mais caros tem que oferecer diesel, caso contrário, vão esbarrar em Equinox 2.0 e Tiguan Allspace R-Line, que são de porte maior que o Compass e com desempenho bem interessante pro porte.

            • Sino Weibo

              Qual versão a diesel mais barata do compass?

              • Paulo Lustosa

                Longitude, custa R$165.900
                Já na GM tem a Equinox Premier 2.0 AWD por R$162.900

                • Sino Weibo

                  Ah então tem muito chão ae pra CAOA Chery explorar, até uns 160 mil.

                  • Paulo Lustosa

                    Acredito que até seus 150. 160K a Equinox 2.0T AWD se torna mais interessante.

  • G. de F.

    Agora vai! Te cuida GM! Hahahahaha

  • Leonardo

    Cara esses Chery estão muito bonitos, da até vontade de acabar com o preconceito e arriscar.

    • Caulazaro

      Quase me arrisquei em carro chinês, por volta de 2012. E dou graças a Deus de não ter feito isso kkkk
      Mas estão mudando. Aparenta ter mais qualidade agora.
      Vou seguir analisando eles por mais uns 3 anos rsrs

      • Sino Weibo

        Espera que irão chegar novas e boas marcas, como a Geely, dona da Volvo, Haval, líder em SUVs lá, GAC, Changan e Brilliance. Estão com portfólio muito melhor que há alguns anos.

        • Caulazaro

          Quando começar a ter uma grande oferta de carros elétricos por aqui, acho que os carros da China vão liderar o mercado.

          • Sino Weibo

            No caso dos elétricos já lideram ne, a JAC está em 1º. Mas entendi o que vc quis dizer, só que isso vai demorar muito, pois o Brasil é um dos países que menos incentiva elétricos no mundo, tanto que inclusive esta história de trazer fábrica da tesla pra cá todo mundo achou absurdo, pois realmente é. O país não oferece nada a eles e nem outras para a produção, venda, postos de carregamento. A BYD que já vende no Brasil ônibus e tem fábrica pra monta-los inclusive, diz que no atual panorama sem incentivo algum não traz seus carros para o Brasil, que na maioria são elétricos ou híbridos plug-in.

    • LL

      Eu compraria tiggo2 com cambio melhor, tranquilamente… O carro ja tem uns 2 anos (?) e não tem problemas cronicos.

  • Claudio Silva

    Que venha mais carros da Chery. Tenho um Tiggo 5x e atendeu todas as minhas expectativas. Foi o melhor custo benefício para mim. Os concorrentes do nível dele eram mais caros na época que realizei a compra FEV/2019. Umas das coisas que mais gostei dele foi o console central sem a danada alavanca do freio de mão(que existe também no carro da Honda). Sim, os carro chineses evoluíram muito. Minha esposa tem um Tiggo 2015 e os carros são bem diferente, principalmente, na construção e acústica.

  • Benny Blanco

    Adoro sedãs, está bonitão esse aí, mas com este motor não sei não.

  • Eduardo 1981

    Acho que será uma “canelada” o Arrizo6 sem o motor 1.6de 200 cv.

    Isso seria um imenso diferencial nos veículos médios. Porque bonito, muito bem acabado e com equipamentos ele já é/tem.

    • Ele terá o 1.6 TGDI posteriormente, como acréscimo na linha. A CAOA já está desenvolvendo.

      • Eduardo 1981

        Daí sim!

      • Sino Weibo

        É mas já vão tacar uma versão caríssima, com o mesmo motor do Arrizo 5, que não vai vender nada, obviamente, e depois vão jogar essa ae mais cara ainda, se brincar vai bater os 120 mil. Ae não tem como defender.

        • Segundo a CAOA Chery, o Arrizo 6 deverá ter preço competitivo, abaixo do Cruze, oferecendo mais, já nas duas versões de lançamento, RT e RTS. Já a TXS, com o 1.6 TGDI deverá ser mais em conta que o Jetta GLI.

  • Marcos Villela

    Acho que NA deveria parar de divulgar essa propaganda de que a CAOA vai produzir no Brasil o modelo “X” ou “Y”.
    Já notaram quanto tempo leva para qualquer fabricante introduzir um modelo novo na sua linha de montagem, mesmo sem ter 100% dos componentes produzidos nacionalmente? No mínimo 1 ano, 1 ano e meio. Isso porque é necessário selecionar fornecedores, ajustar as linhas de montagem, etc. Então como a CAOA consegue começar a fabricar novos modelos em apenas 2 ou 3 meses? A resposta é simples. Porque não são produzidos aqui de fato. São importados CKD e “juntados” aqui, tipo um lego.
    E que mal há nisso? Nenhum, desde que fique claro que é assim que é feito. O problema é quando se começa a propagar que esses carros são “produzidos no Brasil”…
    O único produzido aqui, de verdade, é o Tiggo 2, que a Chery começou a produzir em Jacareí.

    • São todos os modelos produzidos aqui. Pode-se afirmar que são fabricados aqui. Receber peças de fora, como todas as outras marcas, mas toda estrutura, soldagem, pintura, chapas e estamparias são manufacturadas aqui.
      CKD é o carro pronto, desmontado, o que não é fato na CAOA Chery, que faz moldagem (em alguns modelos), soldagem e pintura aqui.
      Todas os carros aqui lançados são planejados há mais de um ano, com processos de produção bem estruturados, e homologação de fornecedores nacionais para o fornecimento de peças de reposição.

      • Sino Weibo

        Além de que possuem adaptações e exigências específicas para o mercado local, que geralmente são feitas aqui.

    • Sino Weibo

      Todas as marcas não tem produção 100% localmente. Mais de 40% dos componentes são de fora, por isso o setor estava até ameaçando parar antes da quarentena por causa da falta de peças que pararam de vir da China. Se existiu “produção local” igual vc cita, isso não aconteceria. Se for então na sua concepção a BMW nunca produziu aqui.

  • Diego Honorato

    Puta ideia estupida essa de chamar todos os carros pelo mesmo nome. Todos SUV são Tiggo, todos os sedans são Arrizo…pqp

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email