Chery Mercado Montadoras/Fábricas

CAOA Chery promete para julho primeiro modelo feito em Goiás

CAOA Chery promete para julho primeiro modelo feito em Goiás

Goiás terá mais uma montadora de veículos. O grupo CAOA e o governo do estado fecharam acordo para a chegada da Chery à região. Através da joint-venture CAOA-Chery, o empreendimento receberá a maior parte dos investimentos anunciados pela empresa, que somam US$ 2 bilhões. O motivo é a ampliação da planta que existe atualmente em Anápolis-GO, que no momento faz modelos da Hyundai.


Ela receberá novos fornecedores que darão suporte à produção de carros da Chery, sendo que o primeiro deles começará a ser feito em julho do próximo ano. A promessa da CAOA-Chery é de geração de até 6 mil empregos através dos sistemistas que estarão próximos da fábrica de Anápolis. A planta da Chery em Jacareí-SP também será ampliada, mas o maior volume está em Goiás, que já tem produção de veículos da Mitsubishi, Suzuki e John Deere, além da Hyundai.

No Vale do Paraíba, a expectativa é de criação de até 3 mil postos de trabalho. Como se sabe, a CAOA-Chery irá utilizar todo o potencial das duas plantas de produção para fabricar carros compactos e utilitários esportivos. Estes últimos deverão ser feitos em Goiás e, pelo andar da carruagem, o primeiro a ser feito parece ser o Tiggo 7, visto que o Tiggo 2 já estaria sendo montado em testes na planta paulista.

Em Anápolis, a CAOA-Chery utilizará a mesma fábrica para produzir os carros de Chery e Hyundai, mas a empresa já alegou que as regras de confidencialidade serão respeitadas, evitando assim migração de tecnologia de uma marca para outra de forma ilegal, visto que não se trata de uma joint-venture entre as duas marcas asiáticas, mas a produção delas num mesmo sócio/parceiro. Ao contrário da Hyundai, a CAOA pode dispor de tecnologia da chinesa, pois se tornou sócia do negócio.


A CAOA fala abertamente em montadora – e agora em “marca genuinamente” – 100% nacional. Carlos Alberto de Oliveira Andrade diz: “Nenhum país é genuinamente rico sem ter uma fábrica de automóveis nacional”. Ele completa: “É um fato inédito no Brasil porque a fábrica é 100%, ou seja, uma marca de carros com um nome genuinamente brasileiro. Foram os chineses que viabilizaram isso, com o desenvolvimento de tecnologia em solo nacional”.

Em relação à Chery, CAOA é só elogios: “E o mais importante é que essa fábrica é, hoje, campeã na China e ela vai explodir no mundo como campeã em qualidade, tecnologia de ponta e design, entre as melhores do mundo”. Mesmo produzindo e vendendo Chery, o negócio pode dar ao empresário brasileiro a melhor chance para desenvolver sua própria marca, esta sim, de origem nacional e com produtos baseados no fabricante chinês.

Material “biológico” para essa gestação a Chery tem de sobra. Tanto que pegou parte da gama anterior e passou para a Cowin, marca de carros baratos que está sendo alvo de interesse por empresas chinesas. A empresa também conta com a Qoros – divisão premium – que parece ter 25% das ações já em mãos do grupo chinês Baoneng. Deve-se lembrar que a montadora de Wuhu tem somente 50% da marca, o restante pertence a um grupo de Cingapura.

[Fonte: Brasil 247]

 

 

CAOA Chery promete para julho primeiro modelo feito em Goiás
Este texto lhe foi útil??

89 Comentários

Clique aqui para postar um comentário

  • To começando a achar um exagero. Não vejo nenhuma chance da linha Chery emplacar ano que vem a modo de ser necessário o uso de 2 fábricas. Jacareí tem capacidade para 50mil hj, já é muito acima do a Chery deve vender no próximo ano, se somar com Anápolis então é algo surreal. Vamos ver, a não ser que seja algo extraordinário (um SUV muito competitivo a preços baixos).

    • Com a CAOA não duvide nada, primeiro que se a HMB tiver como está mesmo tomando de conta de toda linha Hyundai pegando pra si os importados não duvido nada a CAOA cortar as revendas, ou fazer um marketing agressivo contra os coreanos… E competitividade é muito relativo, os chineses de outrora em preços sempre foram tidos como tal, mas faltava qualidade ou rede, e nisso a Chery terá um degrau acima das chinesas, ao menos em rede de distribuição.

      • Amigo, nem montadoras mais consagradas (vide Nissan) estão vendendo o que a Caoa quer vender. Chineses estão evoluindo, mas que a CAOA baixe a bola porque ainda deixam a desejar sim em vários aspectos.

        • As metas são exageradas, 5% por exemplo é muito mais marketing que uma realidade, entretanto ultrapassar e bem as vendas de hoje não duvido, digo as vendas da Hyundai-CAOA que não ultrapassavam 2,5 mil carros mês… CAOA só é importante pra HMB porque cerca de 20% ou era 25% dos HB20 e Creta também eram vendidos pela CAOA. Creio que a médio prazo, 3% de mercado é bem plausível.

          • A CAOA levantou a Hyundai no Brasil. Ela tem inúmeros defeitos, porém qualidades não faltam. Seu pessoal de marketing e comercial é realmente bom e vai saber avançar a Chery. Ela já tem os carros prontos na China… só importa-los ou produzi-los aqui. A coisa não está difícil, só precisa saber fazer a gestão corretamente.

            • Isso será feito e o “namoro” de 18 meses com a Chery era justamente porque a CAOA viu nela a melhor e mais apta a substituir a Hyundai, por mais que a CAOA negue que isso afete as demais marcas, mas afetará sim e o Mauro presidente do Grupo CAOA já disse, Chery é a marca principal do grupo agora.

        • a nissan tem um problema sério, ela pensa que por ser japonesa pode toxa o preço..
          60 mil num march n da né fera, pessoal corre pra argo; fiesta; polo; fit…

      • Tosca eu comentei em outro post aqui, tem 2 CSS da Hyundai aqui em minha cidade, creio eu que a HMB já esteja preparada para vender as 2 linhas , tanto a nacional quanto a importada, a faixada da loja já está no padrão Hyundai, a CSS que vendia a linha importada já tirou o nome Hyundai da frente TB.

        • A rede de distribuição CAOA é muito forte, a curto prazo modelos como Creta e HB20 sentiriam a falta de alguns concessionários CAOA, mas a médio prazo a HMB tem como ampliar sua rede.

        • “A rede de concessionárias será ampliada. Alguns pontos da Hyundai com excessiva proximidade, em praças como Curitiba e Belo Horizonte, podem migrar para a Chery”, acrescentou ainda… ” Acertou então!

    • a intenção creio eu, não é ir fazendo de acordo com oque o publico vá buscando, e sim imundar de vez que mostra uma certa solidez e seriedade, além de que, quanto mais aparente se fica mais as pessoas vão se interessar.
      ideia oposta a da primeira, se fosse daquele jeito ia levar uns 10 anos pra marca começar a ter alguma representatividade.
      E a CAOA tem concessionaria suficiente pra um plano desses, falta ver se tem a bala na agulha pra troca esse povo de Hyundai pra Chery

  • Uma coisa é inegável, a CAOA sabe como vender seu peixe… Se unir conhecimento de mercado da CAOA com a costa larga dos chinas esse negócio vai crescer muito. Pois os chinas estão evoluindo demais, se o meu QQ que é um carro descartável está aí firme e forte, imagina o carro que o dinheiro deles pode desenvolver.

    • Só acho que a CAOA poderia é focar na melhor marca que ela representa atualmente, A SUBARU.
      Não desmerecendo os chinas e/ou a cherry, mas, subaru né…

        • Subaru mesmo não faz questão de vender aqui, se fosse compromissada ou tivesse interesse no país já teria feito de tudo para assumir as operações, e pelo visto se um dia a CAOA largar a marca a mesma sairia ao invés de assumir as operações locais. E mesmo a conta-cotas se não tiver enganado a CAOA abriu uma revenda grande em MG, BH se não estiver enganado… a questão é que pra CAOA Subaru não é premium, é mais que premium kkkk.

          • Se for ver bem… É mais ou menos isso mesmo. E olha que já fizeram até abaixo assinado pra Subaru tentar assumir a representação aqui.
            Mas pelo jeito pra ela do jeito que ta tá bom, então paciência…

            • Subaru nos últimos salões nem trouxeram gente de lá da matriz, eles tão se lixando pro Brasil… infelizmente eles e a Mazda que tanto pedem aqui tão nem aí pra cá.

    • É aí que você se engana. O melhor é o Renegade, motor de pálio, tem peça até em padaria. Renegade Famoso segura faixa. Velocidade máxima de 70 km. Ótimo.

  • Queria que toda essa competência fosse aplica à Subaru. Essa sim tem adjetivos de sobra pra merecer um investimento assim, sem falar nos produtos pra todos os gostos.

    Mas pelo jeito vai continuar sendo a mesma marca que é desde os anos 90. Só pra quem gosta e lembra que existe e uma meia dúzia de gato pingado do nas capitais.

    Uma pena uma marca dessa ser tão rejeitada e esquecida pelo próprio dono.

    • Não entendo isso que a CAOA faz. Deveria era focar na Subaru com a saída eminente da Hyundai. Tornar o Impreza um modelo médio competitivo (poderia ser fabricado aqui) para brigar com sedãs, potencializar o Forester, etc. Uma pena, modelos excelentes relegados ao nada.

      • Saída eminente da Hyundai do grupo você quis dizer né?
        O Impreza já é um sedã médio e mesmo importado já começa nos 90k se eu não me engano. Capaz de, se nacionalizassem, capar ele.

        Atualmente o lineup da Subaru consiste basicamente em crossvers e SUV, além da perua aventureira Outback. Se insistissem neles e trouxessem os pequeninos que tem no Japão pra brigar com Mobi, Up e etc já seria um ótimo começo.

          • Exatamente… precisa saber como foi feito o contrato de representação. Se é permitido ampliar a rede e aumentar as vendas. Se duvidar, a própria Subaru acha melhor ser uma montadora de Nicho.

            • Já falaram aqui que a Subaru não tem volume de produção e por isso não tem sequer interesse em crescer muito em mercados como o nosso, se isso é verdade eu não sei mas sei que a mesma tá se lixando aqui, pois nem parece se importar com as operações, nem no Salão Duas Rodas eles vem com representantes, fica tudo pela CAOA mesmo.

        • Sim, do grupo CAOA. O Impreza não é competitivo por n motivos, pós-venda por exemplo e outras coisas só uma fabricacao nacional pode proporcionar. Corolla e Civic mais vendidos são fabricados aqui, Cruze e Jetta argentinos (não pagam impostos tbm). Seria uma questão de “segurança”, muito acham que essas montadoras podem sair do país a qualquer momento ou que as peças são caras por serem importadas.

    • Subaru são carros mais caros de ser feitos, enquanto a Chery tem possibilidade de ser uma marca de massa, que vende bastante.
      CAOA investe no que vai trazer lucro pra eles, só não largam a subaru pra não deixar oportunidade pra outro crescer

      • O pessoal não entende que o Subaru cativa pelo refinamento técnico e não por mimos. Eles tem motor Boxer, tração AWD e um monte de recursos, porém alguns deixam a desejar nos mimos e tecnologia que o Brasileiro tanto gosta de ostentar.

        • la no japão os subarus são altamente equipados, cheios dos recursos, a unica coisa que peca deles pros concorrentes é que não tem um acabamento premium, são como um toyota ou civic…
          porém quando chegam aqui, recebem uma bela capada de equipamentos porque se seco já vem caro, imagina equipado

  • “E o mais importante é que essa fábrica é, hoje, campeã na China e ela vai explodir no mundo como campeã em qualidade, tecnologia de ponta e design, entre as melhores do mundo”.

    “… DO MUNDO!”

    “… DO MUNDOO!”

  • Soltando a imaginação, vai que a CAOA acabe por entrar no capital da Chery lá na China?! Se a joint venture realmente vingar, poderá haver uma troca de participações, onde a CAOA entrega a sua fatia no negócio brasileiro, recebendo ações da matriz chinesa como pagamento. Isso no longo prazo, claro.

  • Vejam as vendas dos importados Hyundai hoje e comparemos com a Chery ano que vem ou mais tardar daqui a dois anos, pra CAOA é tido como certo que a situação melhorará com a Chery; da última vez que li a marca era responsável por cerca de 20% das vendas da HMB em sua rede e a linha de importados Hyundai não ultrapassavam os 2,5 mil carros mês… E quanto aos 5% é mais marketing, mas não duvido em 3% num prazo de 5 anos.

        • Acho legal o seu conhecimento da Chery lá no Carblog você posta bastante coisa também, e fico espantado com a confiança que a CAOA esta depositado em investir mais de 6 bilhões de reais numa marca que não foi bem aceita pelo brasileiro, é desafiador, se a CAOA partir para o lado de elétricos (apesar que não falaram disso) poderá se dar bem, torço pra que de certo não só pela concorrência mas também pelos milhares de empregos que serão gerados.

  • Metas e investimentos ambiciosos mas eu não duvido da CAOA. Acredito que ela vai atacar justamente o que os chineses vinham pecando: a falta de concessionárias pelo país afora. Não adianta lançar novos modelos, inaugurar novas plantas e fazer marketing pesado se não houver assistência aos compradores. Nunca cogitei em comprar um chinês pois sei que não vou ter o suporte necessário após a compra. De qualquer forma, desejo toda sorte do mundo a CAOA pois a geração de empregos e arrecadação serão gigantescos, sem contar que acho que as montadoras chinesas merecem mais atenção pois estão melhorando em qualidade e design.

    • Porque o Cielo era um hatch médio e hatches médios não vendem mais nada no mercado brasileiro. Fora que o nome “Cielo” é extremamente queimado, o que veio só causou transtornos para quem comprou. Conheço um ex-dono de um que apelido o carro de “Leite Glória, desmancha sem bater”.

    • Tive um Cielo e achava o carro muito bom, comprei 0km e rodei 40mil km, 0 problemas mecânicos, tinha problemas de acabamento se soltando e tal, mas facilmente resolvidos na Chery. Dor de cabeça tive com o carro que veio depois, um Ford Focus 2.0 Ghia Automático, que ironia!

      • Acho o Cielo muito bonito, um dos hatchs mais bonitos que já passou pelo Brasil, pensei em comprar um, mas desisti quando descobri que a mecânica não é bem como a do antigo Corolla como dizem e é meio manco!!

    • Se vier bem posicionado em preços e equipamentos, sofrendo os benefícios do Markenting CAOA, com certeza ele vai ganhar a garagem de muita gente. Só depende dela acertar.

  • ideia bacana de por o tiggo 7 como um flagship.
    ele já tem um design próprio e marcante da chery, plataforma e motorização muito bons.
    MAS OQUE EU QUERO MESMO É OS ARRIZO

  • A nova safra de carros da Chery está muito bonita, cada modelo mais mimoso que o outro. Agora é torcer para que a CAOA consiga reverter o quadro da péssima imagem da chinesa aqui e que consigam também adicionar confiabilidade aos modelos, coisa que hoje inexiste completamente. É como eu já disse, se a CAOA conseguiu transformar a Hyundai em “marca premium” e em sonho de consumo, fez a coreana passar do lixo ao luxo (pelo menos em termos de imagem da marca), ela consegue qualquer coisa.

  • Eu não confio na caoa e seus executivos que estão até o pescoço envolvidos em desvios de milhões e a lava jato chegou até eles. No mais, que bom seria se tivéssemos uma montadora genuinamente brasileira e nosso país deixasse de ser apenas exportador de matéria prima.

  • Francamente falando senhores, estamos diante de uma das maiores surpresas e revoluções já vistas no mercado automotivo brasileiro!
    Não pensem nem por um segundo que um homem da visão como o Carlos Alberto de Almeida dono da CAOA vai jogar seu nome na lama lançando produtos mixurucos e mau acabados, pelados, sem tecnologias avançadas, muito pelo contrário, tenho a mais absoluta certeza que o choro dos concorrentes será livre!
    Imagine uma tranqueira como um relés Dino Duster, um verdadeiro lixo, ou um engana trouxas do tipo Eco Sport, o qual quase decepa a cabeça do motorista ao adentrar no minúsculo habitáculo, de tão apertado que é, um veículo pelado, com acabamento sofrível, ridículo, o qual custa a bagatela de mais de R$ 80 mil reais, sinceramente, quando a CAOA lançar o TIGO 7, o desespero desatas montadoras fabricantes de carroças será grande, e o mais irônico de tudo isto, será ver uma empresa de origem chinesa(quem diria), fazer história no Brasil!
    Se estes lançamento tiver preço arrasador e pós venda no nível da excelência, com preços das revisões tabeladas, absolutamente justos, com valores baixíssimos, sinceramente, vai arrasar a concorrência!
    Salve-se quem puder, fabricantes de carroças velhas ultrapassadas do Brasil, a CHERRY-CAOA vem ai…

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email