*Destaque Brasil Chery Mercado Montadoras/Fábricas

CAOA compra controle acionário da Chery no Brasil e promete mudanças

CAOA compra controle acionário da Chery no Brasil e promete mudanças

CAOA Chery. Esse é o nome da nova empresa formada pela joint-venture entre o grupo brasileiro e a montadora chinesa, que agora vão trabalhar lado a lado para que a filial local do fabricante asiático finalmente comece a crescer no Brasil.


O negócio, que teve 18 meses de conversas entre CAOA e a Chery,  dá ao grupo brasileiro o controle da operação nacional, após a compra de 50,07% das ações por US$ 60 milhões.

Divulgada na madrugada de sábado (11), a parceira pretende dar um novo rumo para a Chery no Brasil, que vem acumulando prejuízos desde que iniciou a produção de veículos em Jacareí- SP, onde atualmente produz o subcomando New QQ e o hatch Celer.

A CAOA havia iniciado conversas com a Chery, inicialmente para assumir apenas a rede e a distribuição de veículos,  mas nesse acordo, a empresa assume também a produção. A promessa da empresa é utilizar também o excedente de capacidade da fábrica de Anápolis- GO para fabricar parte dos modelos da marca chinesa.


Atualmente a planta de Goiás produz veículos da Hyundai,  mas pertence integralmente à CAOA. O grupo diz que utilizará sua experiência no mercado nacional para alavancar as vendas da Chery.

Além disso, a CAOA anunciou também que focará em marketing para divulgar mais a marca e os novos produtos. A empresa não revelou o tamanho da rede que pretende ter com a Chery, mas o grupo brasileiro possui centenas de pontos de venda com as marcas Subaru, Hyundai e Ford, sendo as duas primeiras representadas no Brasil pela empresa.

A CAOA Chery terá a partir de agora investimentos para desenvolvimento e lançamento de novos produtos e os primeiros chegam a partir de 2018, embora ainda não detalhados. O total a ser aplicado nos próximos cinco anos seria de US$ 2 bilhões (cerca de R$ 6,5 bilhões). No entanto, a promessa é de dar atenção especial ao New QQ, que vem emplacando de forma razoável – dada a capacidade de produção reduzida em Jacareí- por conta de preço chamariz inicial de R$ 26.690.

Pelo que já sabemos, a Chery vem testando o Tiggo7,  um utilitário esportivo de porte médio com motorização 1.5 Turbo de até 152 CV e câmbio de dupla embalagem. Mas, antes desse, será o Tiggo2 a iniciar o processo de mudança no lineup da Chery. Este crossover compacto é um rival do JAC T40, mas será nacional e terá motor 1.5. Além deste, a marca chinesa havia prometido também o sedã compacto Arrizo5 com motor 1.5 de 113 cv e câmbio manual ou CVT.

Mas, como é o segmento de crossovers e SUVs que está crescendo, a aposta no segmento não seria novidade, ainda mais que a Chery tem na China o novíssimo Tiggo5x, um SUV compacto que tem porte semelhante ao do Honda HR-V, compartilhando plataforma e motorização com o Tiggo7. A CAOA fala em produtos de maior valor agregado e o sedã Arrizo7 é outra opção.

CAOA compra controle acionário da Chery no Brasil e promete mudanças
Este texto lhe foi útil??

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email