Usado da semana

Carro da semana, opinião de dono: Chevrolet Corsa Sedã Joy 2006

Agile-Corsa-e-Monza-620x465 Carro da semana, opinião de dono: Chevrolet Corsa Sedã Joy 2006

Eu estava procurando por Celta e Classic, quando adquiri este carro, ele foi comprado para ser utilizado para trabalho. Porém, também o uso para o particular. Eu sempre fui apaixonado pelo CORSA SEDAN (G2), mas quando comprei, minha realidade só dispunha de Celta ou Classic, pelo menos 3 anos mais novos que meu carro. Então, na época, ele estava avaliado por R$ 22300,00, mas o dono dele, estava vendendo, por R$ 19500,00.



Porém negociamos até fechar por um preço aceitável (R$ 18500,00), o carro estava em bom estado, mas nada impressionante, tinham algumas coisas pra fazer. O antigo dono, havia o adquirido 0km, era um senhor de 82 anos, mas como ele havia adquirido um New Civic e tinha um Clio Sedan Si 1.6 16v Completo, teve de se desfazer do Corsa. Comprei ele em Abril/2012, época em que o IPI estava no auge. Logo depois despencou e hoje, ele está avaliado por R$ 19850,00 na tabela Fipe e preço de mercado varia entre R$19000 a R$21000 aqui em Santo André.

Desempenho, motor e câmbio

Consegui certa vez, fazer o teste de 0 a 100 km/h em 14,5 segundos, com etanol e tanque quase vazio. Excelente para um carro Sedan, de 1030 KG, com motor 1.0.

Motorização:

77/79 cv a 6400 rpm.
9,3/9,4 kgfm a 5200 rpm.

Quando comprei o carro, pensei que ele seria lento e beberrão, mas me surpreendi. O motor 1.0, apesar de tudo, está adequado a ele. Eu fico imaginando o desempenho desde carro na motorização 1.4 (99/105cv e 13,2/13,4kgfm) e no motor 1.8 (112/114cv e 18,2kgfm), deve ser um avião – ainda mais na versão SS.

O câmbio deste carro é muito curto, exigindo trocas constantes, torna cansativo, mas ao contrário do que pensava, torna o carro econômico. Os engates são duros e às vezes, entra marcha errada. Quem não está acostumado a dirigi-lo sofre um bocado.

1ª – 37 Km/h a 6800 rpm.
2ª – 69 Km/h a 6800 rpm.
3ª – 102 Km/h a 6800 rpm.
4ª – 147 Km/h a 6800 rpm.

Apesar do torque máximo ser obtido somente com 6000 RPM, o carro começa a ficar um aviãozinho a partir dos 3000 rpm. Em subidas, utilizo tranqüilamente a 3ª Marcha mesmo com mais de 2 pessoas dentro. Essa é uma vantagem do câmbio curto.

Despesas

Logo que comprei o carro, eu estourei a embreagem por “nó-cegagem”. Eu reduzi de 4ª para 1ª a 90 Km/h e não estourei o câmbio. Isso me custou R$ 754,00. Meu mecânico é meio careiro, mas faz o serviço muito bem feito. Foram (R$ 454,00 em peças e R$ 300,00 de manutenção). Um defeito grave desse carro, é a embreagem ser hidráulica.

– Troca de pastilhas de freio: R$ 40,00.
– Troca de discos de freio: R$ 200,00.
– Troca de velas, cabo de velas e limpeza de bicos: R$ 230,00 (Ao total).
– Óleo: R$ 81,00 (Ele usa 3L – R$ 27,00×3).
– Pneu: R$ 199,00. (Goodyear 165/70/14) – O Pirelli era mais barato, mas é péssimo.
– Vidro Elétrico: R$ 30,00 (Já estava com defeito. Tinham duas engrenagens quebradas, porém, não precisou trocar o motor).

Esse meu carro tem um problema grave, ele sempre fura o pneu dianteiro do lado do passageiro. Em 7 meses, furou 5 vezes. Leva-se em conta que rodei 12000km em 7 meses.

Defeitos

Algumas vezes, já me largou na mão… Certa vez apagou do nada, quando ainda estava com 61000 KM (Setembro/2012) e não voltou a marcar a KM no painel. Então, controlo pela KM auxiliar (onde também marco o consumo de Gasolina/Álcool). Engasgos entre 1500 a 2500 rpm, solucionei com a limpeza de bico e troca de velas e cabos de vela.

Dirigibilidade

Classifico como cansativa. Não é um carro que faz com que o motorista tenha o prazer em dirigi-lo. O câmbio é muito curto, o volante é pesado (leva-se em consideração que este não tem Direção Hidráulica), o banco é muito baixo. Eu tenho 1,69 de altura e a GM sempre teve fama de fazer carros para anões, mas esse CORSA é excelente para pessoas com mais de 1,85.

Algo que eu acho sensacional nesse carro é o giro de volante, nunca vi algum carro tão formidável nessa característica. Se eu avaliar de AGILE, PUNTO e LOGAN classifico como péssimos, do CrossFox, Palio Economy, Uno Mille, Corsa (Antigo), Escort, Gol G4, C3, Gol G5, Escort SW são razoáveis, do Monza, Astra e Vectra são bons. Mas ele não é tão confortável quanto ao AGILE. São os dois carros que mais dirijo. Faltou a GM colocar regulagem de coluna de direção e de profundidade e também regulagem de altura do banco.

Corsa x Agile

Tudo bem que é complicado comparar um carro 1.0 básico com um carro 1.4 completo, mas queria destacar isso. O Corsa nas arrancadas é muito mais esperto, mesmo tendo 77/79cv contra 97/102cv do Agile. E também com 4 kgfm a menos de torque. Existe aquela teoria de que: “O câmbio manda em tudo”. O câmbio do Agile, além de ruim – apesar dos engates suaves – é muito longo para o motor que tem.

No quesito dirigibilidade, nem se compara, o AGILE dá um show, pela posição do banco com regulagem de altura, do volante (apesar da regulagem de altura ser modesta), conforto e visibilidade. No AGILE, a Coluna B é uma grande inimiga, no CORSA, os retrovisores são péssimos e dificilmente em manobras, dá para ver a traseira, um erro grave da GM. Já o AGILE, no quesito, giro de volante, só consegue ser melhor que o LOGAN. E o CORSA dá um banho nele. Nesse comparativo, temos um AGILE LTZ Completo 2010 contra um CORSA SEDAN JOY Básico.

Corsa x Corsa

Antes do AGILE, minha mãe tinha um CORSA SUPER MPFI 4 Portas 1997. Motor de 60cv e 8,3 kgfm de torque. A retifica do motor foi feita com 94000 km. Ela realmente judiou daquele carro. Comparando ao meu CORSA JOY 2006, o antigo tinha um acabamento muito melhor, vidro elétrico nas quatro portas, a direção era mais leve. Mas perdia – e feio, no consumo (O antigo fazia 8,8 KM/L na cidade), desempenho (Apesar do antigo correr bem também, mas o câmbio era mais longo), espaço interno e para pessoas altas – que não é meu caso, o antigo é quase impossível de dirigir.

Consumo cidade

O consumo dele sempre variou entre 10,4 a 10,7 Km/L na Gasolina. Certa vez chegou a fazer 11,2 Km/L e o pico foram 12,6 Km/L na cidade. Porém, nos últimos tempos ele estava desregulado e precisando de troca de velas, cabo de velas e limpeza de bicos, nesta fase, onde o carro não estava regulado, ele ficou beberrão e chegou a fazer 9,2 Km/L, foi sua pior média. No Álcool, testei apenas duas vezes, a primeira fez 7,8 Km/L e quando já estava com o bico sujo e as velas precisando ser trocada, 6,6 Km/L. Achei muito, afinal, meu pai tem um MONZA GL 1995 2.0 EFi Álcool e ele faz 6 Km/L com o dobro de motor.

Consumo estrada

Há um bom tempo, quer dizer, desde quando comprei o meu carro, queria fazer a avaliação dele e do consumo deste na estrada. Então, tive a oportunidade de testá-lo. Enchi o tanque, para viajar de Santo André para Ubatuba, porém, dei uma passada em Paraty/RJ e rodei um pouquinho nas cidades, mas nada considerável, um total de 70km em Ubatuba/Paraty.

Na ida, de Santo André para Ubatuba, foi apenas ¼ de Tanque. E 234 km rodados. Levando em consideração que o tanque deste carro tem 49L (Sim, achava que era 44L, mas uma vez, acabou toda a gasolina e coloquei os 49L), ele teria feito 19,10 Km/L. Mas também lembramos, que os marcadores de gasolina da GM são os piores do mercado. Bom, na ida, em cerca parte da Estrada, mantive a velocidade em 120 Km/h a 4250 rpm em 5ª Marcha, na maior parte do tempo. A 100 Km/h, o regime era de 3250 rpm.

Lembrando-se de que o câmbio deste carro é muito curto. Finalizando a parte da Estrada, na volta, me deparei com inúmeras subidas, a Serra em Caraguatatuba é complicada e muitas vezes, tive de reduzir a marcha, chegando em trechos, rodar a 40 Km/h em 3ª Marcha e utilizando, a maioria desse trecho, a 4ª Marcha. O trecho contém muita neblina e o tempo todo na volta, estava chuvoso.

A extensão dessa serra é de mais de 12 KM, ou seja, ele bebeu bem. Ao final, do teste de estrada, por precaução, enchi o tanque e disse ao frentista: “Enche até o talo” e realmente, ele encheu. Resultado final: 640,6 Km rodados e 38,889L. Ou seja, consumo de 16,47 Km/L. Eu esperava entre 14 a 15 Km/L no máximo. No álcool, não imagino quanto ele faça.

Batida/roubo

Certa vez, bati o carro em um SUZUKI SX4. A lataria do Corsa é frágil, amassou bastante, inclusive, com a tampa do porta malas, sem fechar, por conta das borrachas. O Suzuki não amassou, mas quebrou a lanterna e abriu AirBag. Certa vez, fui seqüestrado. Acharam o carro inteiro, em Itaquera, a polícia logo chegou, mas não encontrou os indivíduos.

Seguro

Utilizo a ALIANZ e pago R$ 1400,00. O carro e o seguro estão em nome do meu pai, mas meu nome está vinculado no contrato, tenho 23 anos. Todas as vezes que eu precisei desta, fui bem atendido, mas com um pouco de demora.

O carro

* Uso: Comprei com 54000 km em 8 de Abril de 2012. É um CORSA SEDAN JOY Flexpower VHC 2006/2006. De Maio para cá, quando comecei a usá-lo, rodei 12000 Km. Está com 66000 Km.
* Acabamento/Equipamentos: Pela categoria dele, de ser um compacto Premium e não um popular, o acabamento dele é péssimo. Tecidos de má qualidade, painel escuro, muitos plásticos, é um padrão OPEL. Sendo inferior ao CLASSIC, que na minha opinião, não passa de um Chevette Remodelado (Claro, que é outra plataforma, outro carro, mas a proposta do Classic é essa, diferente desse CORSA).
Ele por ser a Versão JOY, tem um acabamento horrendo. O automóvel possui Alarme, Vidros Elétricos Dianteiros, Travas Elétricas, Ar Quente, Desembaçador Traseiro, Cinto de Três pontos traseiro, Regulagem de Altura do Cinto de Segurança, CD Player e Brake Light (Que é um detalhe que chama a atenção nesse Corsa).
* O que poderia melhorar: Deveria ser obrigatório, ele conter Direção Hidráulica e Computador de Bordo desde aquela época. E sim, um acabamento melhor. Já andei no PREMIUM SEDAN 1.4 Completo (ABS+AirBag) e parece outro carro… A espuma do banco do Joy é dura e o banco do motorista não agarra em nada o Corpo. Além disso, os apoios de cabeça traseiros, são fixos, isso é péssimo e não há banco bipartido, só a partir da Versão MAXX, que não melhora muita coisa em termos de acabamento.
* Design: Quando falo para as pessoas que tenho um CORSA SEDAN, todo mundo imagina um Classic. Então, quando mostro, dizem: “Esse carro é bonito e não parece um Corsa”. – Apesar de tudo, o Design dele, é enjoativo. A frente do Corsa não é nem um pouco imponente, mas a traseira dele, ainda chama a atenção, mesmo se comparar aos nosso coreanos/chineses da GM.
* Espaço Interno: Com 2,49m de entreeixos, é totalmente diferente do CORSA Antigo. Os passageiros do banco traseiro andam de forma confortável, até mesmo quem passa de 1,80 de altura. Apesar de eu ser baixinho, eu gosto de usar o banco para trás da COLUNA B. É muito mais espaçoso, que o PRISMA, por exemplo. Além do espaço interno, o porta-malas, pode levar bagagem além da conta de qualquer popular.

Recomendaria?

Em vezes sim, mas se fosse comprar outro CORSA, gostaria de uma versão mais equipada e com uma motorização mais forte, de preferência o SEDAN PREMIUM 1.8, já que o SS, é só maquiagem e não tem Air Bag e ABS. Mas se fosse escolher, iria de VECTRA ou ASTRA e não de CORSA.

Ainda sou da seguinte opinião, o corte de custos no BRASIL é tão grande, que carros como FIESTA, FOX, SIENA e CORSA (G2) jamais deveriam utilizar motorização 1.0. É um carro bom para o dia a dia. Eu rodei mais de 12000km. Deu alguns defeitinhos chatos, mas no geral é econômico, espaçoso e tem um bom desempenho.

Pelo preço dele e pelo que oferece – apesar de mal acabado. O compraria de novo, mas pensaria duas vezes, para não comprar novamente de um dono relaxado.

O leitor pediu para não ser identificado.

4.0

COMPARTILHAR:
  • BlueGopher

    1) Embreagem hidráulica não é defeito, todos os carros mais modernos a usam.
    2) Quanto ao furo constante do mesmo pneu, ou é defeito do próprio pneu (conserto mal feito?) ou é azar mesmo, ou é algum material cortante justo no mesmo local onde você passa com aquela roda.
    Acho muito pouco provável ser defeito do carro…
    3) No caso da batida, a lataria do Corsa amassa propositalmente, para absorver a energia do choque e proteger os ocupantes. Talvez o prejuízo do Suzuki com o AirBag tenha sido maior que o seu.
    4) Sortudo! Escapou de um sequestro!!!

    • Edson Roberto

      Depende. O Air bag do Suzuki é de nova leva em que o gatilho é separado das bolsas inflaveis. Em teoria, o custo sim seria menor.

      Claro que isso considerando comprar da sua produção de origem seria bem barato. Mas no Brasil tudo que custa U$20,00 por exemplo vira R$200,00….

  • marcio233

    Bom relato. Este corsa que você comprou já foi na época em que a GM começou a simplificá-lo demais, onde o acabamento interno ficou preto monocromático e vários itens que eram de série foram eliminados. Até o tecido dos bancos piorou. Nesta época cheguei a pensar que assim ele substituiria o classic, mas não foi o que aconteceu…
    Tive um destes 2005 que era premium 1.8. Um dos melhores carros que eu tive. Acabamento interno bicolor e diferenciado, recheado de equipamentos e a tal regulagem de altura do banco do motorista, a qual você sente falta. Conseguia marcas de consumo próximas às suas, mesmo este sendo 1.8, era só dosar o acelerador, senão ele bebia mais.
    Concordo contigo também quanto aos bancos, nem na top acomodavam bem, com apoio lateral reduzido, não segurando o corpo nas curvas.
    Os últimos premium 1.4 são melhores de dirigir que os 1.0, relativamente econômicos e hoje estão com um bom preço no mercado de usados. Fica como uma boa opção caso queira se manter na linha. Também tive Astra, é outro patamar de carro, mas também aumentará seus custos para mantê-lo.
    Abraço e boa sorte com o carro!

  • RobsonSouza1409

    Desculpa amigo, sua avaliação tava indo bem, mas parei em "quesito dirigibilidade, nem se compara, o Agile dá um show". Possuo um Corsa 1.4 Premium (que a proposito, incrivelmente nunca teve opção de ABS/Air Bag, só o Maxx), e sem dar uma de fã boy nem nada, porque conheço bem os problemas do carro e ele é meramente meu meio de transporte (possuo há 3 anos). NUNCA o Agile dará um banho em dirigibilidade no Corsa, nunca. Mesmo o Corsa não tendo ajuste da direção, o meu possui ajuste de altura do banco do motorista, só em não ter aquele volante/pedais levemente deslocados, o Corsa já leva enorme vantagem, fora o subchassi. Quanto aos retrovisores, concordo em parte se for o interno, porque os externos são muito bons e amplos, basta fazer a regulagem corretamente.

    • Marco_Aurelio

      Concordo plenamente contigo Robson. A avaliação foi muito boa, mas comparar com a tranqueira do Agile, falando que o cãmbio do Agile é macio é o fim da picada. Foi um dos pirores câmbios que já tive a oportunidade de experimentar. A 1ª entra arranhando e a 2ª e 3ª são muito duras. Segundo a GM, é característica do carro, que prá mim é uma canguiça de tão feio. Mas gosto cada um tem o seu. Eu compraria um Corsa Sedã mas não um Agile. Detesto aquele carro desde o 1º momento que vi um, e mais ainda, depois que dirigi um. Abração companheiro!

      • RodrigoAkamine

        O Agile não se compara ao Corsa…
        Corsa é muito superior em dirigibilidade…
        Mas tbm o cara usa dois pesos e duas medidas… comparar um carro 1.4 e DH, com um mais basicão, obviamente a DH vai te dar mais conforto…

    • Y07

      Róbson, boa noite.
      O seu CORSA é um caso totalmente diferente do meu… O meu, não tem nem Direção Hidráulica. O meu é o JOY, a versão mais simplificada. Comparei com o AGILE LTZ, o mais completo.
      Se formos comparar em aceleração, o CORSA dá um show… Mas na dirigibilidade perde. Esse carro sem DH é muito pesado e cansativo. Mas o AGILE precisaria ter um câmbio melhor, pois em subidas, precisa de alguns remos para fazê-lo andar mais. Com esse CORSA SEDAN 1.0, eu já empurrei VECTRA GL 2.2.

      Em relação aos retrovisores, os do AGILE são maiores… Deveriam ser colocados nos CORSAS. O meu por ser na configuração JOY, deixa a desejar. Mas como meu pai disse: "Ele é melhor montado, em relação ao AGILE". As peças do AGILE são frágeis.

      Apesar de que, o AGILE daqui de casa está com 30000km, é relativamente novo e não deu um defeito. Apesar de que, o MONZA tem 114000km e nunca quebrou nada.

      Abs.

  • Edson Roberto

    Cambio curto? Era cambio TRAVADO.

    Eu já dirigi um hatch desse mesmo periodo e digo: Esse Joy é só para dizer que ele é superior ao Celta. Entretanto, o problema desse carro era o acabamento. Mas uma curiosidade ao menos do qual eu dirigi que estava com 36000km rodados, é que ao menos estava silencioso. Nessa epoca, a GM questionou meu amigo comprador se ele preferia ar condicionado ou direção hidraulica por R$1000 adicionais.

    Segundo ele, se arrependeu profundamente. Eu mesmo, optaria pelo ar condicionado pelo conforto, segurança comodidade. Cada um sabe das suas necessidades.

    Bem… mas uma coisa eu digo… melhor um Corsa sedan desses que a turminha do mal (Classic/Celta/Prisma), ele é bem superior em espaço interno e posição ao dirigir. Ainda que trate mal em outros itens, ele é ainda muito superior a esses. Eu gostei do relato. Não puxou sardinha e ainda reconheceu os maus tratos do antigo dono.

    Só que com certeza será mais um que se amanhã for ter um novo sedan, pensará duas vezes em ter um motor 1.0.

    • Louis

      Desculpe colega, mas vc entrou em contradição:"Esse Joy é só para dizer que ele é superior ao Celta." e depois "ele é bem superior em espaço interno e posição ao dirigir."

      • Edson Roberto

        Não fui não.

        Ele é um carro que comparado ao Celta, é superior em espaço interno, posição de dirigir ainda que não seja um carro digamos, "otimo". E sim, só acho superior ao Celta e que inclusive a versão Joy 1.0 desse periodo chegou a ter valor igual ao Celta Super como aposta em melhorar a venda do mesmo.

        O problema foi a não aceitação do modelo pelas pessoas. E ninguem conseguia ver uma melhoria maior em relação ao Celta e que por isso ele ficou do jeito que ficou. Se esse motor 1.4 que o equipou mais tarde tivesse sido iniciado, a GM poderia ter vendido melhor ele. Ainda porque esse Joy era bem espartano.

        • jonathan1985

          Poxa, eu já tive a impressão contrária, uma vez dirigi um e nao gostei da posição de dirigir, tambem achei o quadro de instrumentos com um aspecto meio pobre, depois foi melhorado, acho que nos modelos "fim de vida" ou nas versões mais completas, não tenho certeza.

  • Cruz

    Embreagem hidráulica é defeito aonde? :p

    Só é mais cara (obviamente) quando precisa trocar… mas é infinitamente melhor do que a normal. Apesar de que rodei 120K com o meu antigo Corsa Wind e a embreagem (original) continuava macia e perfeita quando vendi.

    Os problemas desse carro (no seu caso, além da falta de manutenção) são realmente o motor 1.0, fraco pro peso dele, e o acabamento muito espartano na versão Joy.

  • Herumor_

    e entra a 1ª em movimento!?
    no ka (e escort que eu já tive) a mais de 10km/h quebra o cambio mas nao entra a 1ª!!

    • Geanmatheus

      Comigo a 1° marcha entra normalmente com o carro em movimento (Idea)

    • calegarigp

      No meu Sandero ela só entra se tiver quase parando e da forma que você disse, quase quebrando o cambio!!

      • Fabio D.

        O câmbio é o mesmo do Clio (acho), e eu tenho um Clio… Bicho, é o que vc disse, quase parando e arranhaaaaaaaaaaaando horrores… nheeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeec… entrou!

    • Louis

      Já tive um Corsa igual a esse, mas era hatch.
      E uma coisa que me incomodava é que era muito difícil engatar a 1a. marcha se o carro não estivesse completamente parado. As vezes tinha uma daquelas lombadas mal-feitas em que eu precisava engatar a 1a. e eu sofria porque o carro ainda estava em movimento…

      • dferraz88

        Verdade, eu tive também e era isso mesmo!

  • Herumor_

    acho que um corsa sedan desses só se precisasse muito de portamalas pois deve ser bem manco comparado ao hatch…

    e quanto à comparação com o Agile o carro superior é o corsa ;)

    • Y07

      Não é manco não, ele é bem nervosinho… Inclusive, até os 80 Km/h, o Agile, toma um banho… Tenho os dois em casa… Claro, não andam como o velho Monza.

  • Rafael_rec

    Bom carro, já tive um 1.0 e um 1.8. O primeiro parecia que carregava o mundo no porta malas de tão lento que era, enquanto que o segundo era um verdadeiro foguete.

    • Pedro_Rocha

      Já que você já teve, ajude-me a entender o texto: esse modelo tinha câmbio MANUAL DE 4 MARCHAS em pleno século XXI?

      • __Julian__

        não amigo..ele tem 5 marchas..

        • Pedro_Rocha

          Menos mal. Nunca tive carros GM e fiquei com essa impressão quando ele colocou as relações velocidade x RPM somente de 4 marchas.

  • Renato_Valente

    Rapaz do céu…. Você deve ser muito navalha dirigindo. Porque para ter esse consumo que vc falou no alcool tem que judiar do pobrezinho. Eu tenho um hatch JOY 06/07 e faço 9,5 a 10 km/l no alcool. Mas com o tempo de uso descobri que ele tem um consumo melhor com 10 litros de alcool e 34 de gasolina. Assim ele faz 13km/l. Quando ao acabamento, concordo plenamente, os Corsas de 2005 pra frente ficaram péssimos, pena eu ter descobrido isso depois de comprar o meu. Mas no geral é um ótimo carro. Já andei com o meu 35000km e a única coisa que tive que trocar nele foi o radiador que apareceu um furinho maldito, o resto é só manutenção normal de qualuqer carro (vela, pastilha, óleo, etc).

    • Y07

      Concordo em partes. Talvez seja o modo de dirigir e a quantidade de transito que você pega pela frente. Eu não sei qual é a sua cidade, mas o GRANDE ABC está um caos.
      Desde que eu comprei, abasteci apenas duas vezes com Etanol. De resto, Gasolina, sempre da Petrobrás e as vezes, aditivada.

      Infelizmente os carros não podem ser 100% perfeitos. Em 2006, ele ganhou o motor flexível que tornou o carro, ágil, mas perdeu na qualidade do acabamento. Vejo relatos de donos de CORSA PREMIUM 1.8 2005, que falam, que o carro é maravilhoso, inclusive, alguns saíram com teto solar.

      Abraço.

      • Renato_Valente

        Então, eu dirigi um Premium 1.8 e posso te falar que parece outro carro. Você entra no carro liga o ar e sai dirigindo, parece que vc ta em outro mundo. Não se escuta um barulho dentro do carro.

  • PVPP130399

    Um bonito carro, que deveria ter tido mais atenção por parte da GM, assim como o Celta.

  • coresplendor

    Também tenho um corsa mas é um sedan 2005 1.8 premium. Eu sou simplesmente apaixonado pelo meu carro., com 100k rodados e sempre cuidado dele, não penso em trocar de carro.
    Ainda brinco com o pessoal dizendo "sabe aquele problema de quando você olha pro seu carro e diz: é… já enjoei dele, quero outro…." eu sempre digo que eu não tenho esse problema, amo demais o meu, pois meu corsa tem as caracteristicas que me deixam sempre com um sorriso quando vou dirigir… carro baixo, posição de dirigir baixa, suspensão até durinha (há quem não goste claro, mas eu gosto), e o desempenho…. aaa o muleque é o capeta… hehehehe
    Detalhe que o meu veio com regulagem elétrica do farol e cinto de 3 pontos no banco central traseiro, muitos carros de hoje nem mesmo tem isso e o corsa já tinha… Enfim, amo d+ o meu carro e recomendo sim a versão premium, quanto ao consumo… aí depende do motorista, mas eu costumo brincar dizendo que como o carro é muito forte, acaba empolgando d+ o motorista e o mesmo acelera d+ e acaba gastando muito, a culpa não foi do carro né, o cara que acelera d+ hehehe

    • Y07

      2005 1.8 Premium, esse era o meu sonho de consumo.

  • Stark

    Como entrou primeira naquela velocidade? No meu somente entra primeira se eu parar o carro completamente, fora isso o câmbio dá aquela arranhada!

  • Felix_S

    Cara… nó-cegagem, batida, sequestro… Daqui a pouco nenhuma seguradora vai querer vc hehe. Mas bacana seu depoimento, meio diferente mas legal.

  • diegopolla1

    Você tem certeza que o carro tem essa quilometragem? Muitos probleminhas citados que começam a ocorrer lá pelos 120 mil km….
    E sobre o pneu furado, troca a RODA meu amigo!!!!

    • Y07

      Tenho certeza sim… 66000km agora… Fiz um relato aqui no fim, citando alguns motivos alheios.

      Abraço.

  • Louis

    Vixx meu carro também veio com esse "defeito" da embreagem hidráulica… E eu gosto desse "defeito"!!!!!

  • suguii

    Meu ex-chefe tinha um, mas na configuração 1.4, e por incrível que pareça, esse é um carro que não compraria, na minha época de vacas magras, eu tinha um sedan do modelo antigo (classic) e ainda conseguia me sentir mais confortável…… rsrsrs….

    Lógico que isso há muitos anos atrás, hoje meu conceito é totalmente diferente….

    Ah, outra coisa, também já passei por sequestro relâmpago e te digo uma coisa, quando for trocar seu carro, junte um pouco mais de dinheiro e invista em um usado que tenha vidro blindado. Antes que o pessoal fale que blindado não é tudo e a manutenção é mais cara, etc, garanto que embora você perca em performance, ganhará um pouco mais de segurança, meus 2 últimos carros eram blindados e meu próximo também será blindado….. como agora sou casado e futuro pai, alta velocidade é o último requisito das minhas opções……

    • zeuslinux

      Eu felizmente nunca sofri sequestro-relâmpago mas já fui assaltado no carro diversas vezes (moro no Rio de Janeiro).

      Mas só pensaria em carros blindados se fosse um carro muito grande (tipo SUV e das grandes) e potente (V6 para cima) para poder empurrar um carro numa fechada e para fugir rapidamente. Vidros blindados não podem tomar muitos tiros seguidos e por isso não adiantam nada se você não tiver como fugir. E em cidades como Rio e São Paulo você é geralmente abordado justamente quando o trânsito está engarrafado ou fechado por algum carro atravessado na pista.

      Enfim, carro seguro para mim teria que ser quase um cavalo de carretas, blindado e com uma metralhadora para poder revidar. Se fosse muito rico eu juro que compraria um cavalo de carreta Scania ou Volvo, mandaria blindar e insulfilmar e contratara um motorista para dirigir, já que seria quase impossível encontrar vagas para estacionar. Ou compraria um helicóptero, como muitos ricos atualmente fazem…

  • personalfabao

    Sou proprietário de um Corsa sedan Maxx VHC 2007. Na categoria dele, acho o Corsa o melhor e mais bonito dos compactos, apesar de seu design já tá meio defasado ainda agrada. Os poucos defeitos q ele tem, os concorrentes tbm tem como excesso de plástico no interior e de baixa qualidade q riscam c/ facilidade. Qto as qualidades é um carro q tem um custo de manutenção baixa, não quebra, aguenta o tranco, é confortável (como é bom ter sub-chassi), gostoso de dirigir, plataforma mais moderna q a de alguns concorrentes como por exemplo a dupla Palio/Siena. Pena q a Chevrolet tenha se esquecido dele e nunca fez uma boa reestilização nele, só em 2008 q escureceu as lanternas e colocou o pára-choque da Montana nele. Mas é um bom carro e não tenho do q me queixar.

    • Y07

      Eu realmente acho que a GM fez errado de abandoná-lo. Em 2008, eles deveriam ter feito algumas mudanças. A Ford maquiou o Fiesta até não poder mais e deu certo. E eu digo, o Fiesta é um bom carro, mas já andei nos 1.0 e eles não saem do lugar, ao contrário do Corsa, que é nervosinho. Mas em acabamento, a FORD dá um banho.
      Faltou investimento para a GM. E digo mais, o GolNix poderia se chamar Corsa.

      • personalfabao

        Já andei no Fiesta e não achei o acabamento dele digno de dar um banho no Corsa não. No acabamento e conforto eu achei q ficam empatados, mas o Corsa ainda consegue ser melhor no motor q é um pouco mais esperto e no câmbio q apesar de não ser dos melhores, o do Fiesta achei pior.
        Em relação ao Onix, não poderia se chamar Corsa pq a GMB se desvinculou da Opel. Desde a crise da GM nos EUA, a GMB terá carros americanos e coreanos. Não é a toa q temos Malibu e Camaro aqui no Brasil. Ouvi boatos de q a Opel estava c/ planos de vender carros aqui no Brasil, acho q por isso q todos os carros made in Opel saíram de linha e a GM matou tbm todos os nomes de carros em comum c/ a Opel, tipo Astra, Vectra, Corsa, Meriva, Zafira.

  • anderson_sp

    É um carro bom pra cidade, este motor consegue ser valente e fazer algum milagre com o sedanzinho, ao contrário do Fiesta Sedan 1.0 Flex que parece se locomover como um tanque de guerra, mas é mais espaçoso e pesado que o Corsa também, já tivemos os dois aqui em casa.

  • rodrigorsr

    Dirigibilidade cansativa = não serve pra mim.

    • Y07

      Minha mãe, proprietária do AGILE, diz exatamente isso… Ela acha o carro dela uma maravilha. Eu até gosto da dirigibilidade do AGILE, mas estou acostumado com o CORSA. O meu é cansativo por não ter DH, o relato de donos aqui, nas unidades com DH e motor 1.4/1.8, dizem o contrário. Mas fui bastante honesto.

  • expresso222

    Tive um Corsa Sedan 2002 1.0 VHC mono (gasolina) que vendi com 100.000kms. Gostava muito da maciez da suspensão, do espaço interno e do porta-malas. A embreagem hidráulica era maravilhosa e o carro era muito bem construído (época da opel de verdade), pois quando vendi não apresentava nenhum barulho de acabamento e nem rangidos estruturais e de suspensão.
    O que eu não gostava era do desempenho. Faltava motor para tanto peso, especialmente quando carregado e em subidas e, justamente por isto, era obrigado a acelerar bem (tinha que andar com o rpm a mais de 6.000) o que elevava o consumo (8km/l na cidade e 10km/l na estrada a 130km/h de média, sempre com o ar ligado) e o barulho, assim, ficava insuportável dentro do habitáculo.

    • Y07

      O que você me diz a respeito do acabamento interno dele? Dos bancos, dos plásticos e dos tecidos. Era melhor do que esses JOY 2006? Pois acho o meu, plebeu.

      Eu não reclamo do desempenho dessa motorização flex… Ele tem um desempenho superior ao dos demais 1.0 que já dirigi e vi por aí.

      • Louis

        O VHC Flex recebeu melhorias, como balancins roletados, troca do material do coletor…
        O meu fazia 11 km/l no álcool na estrada, e cheguei a fazer 16 km/l na gasolina. Sem ar e sem DH… Mas era um foguetinho considerando que era 1.0. Comprei 0km e vendi com 110 mil km em 4 anos de uso.

      • expresso222

        Em relação ao acabamento interno era bom, com tons claros e bem acabados, sem rebarbas, mas os pláticos eram duros e fácil de serem riscado (e não tinha jeito de consertar os riscos). Já o tecido dos bancos e portas era comum, mas durável. Outro problema era que não se podia rebater o encosto traseiro e os pneus originais 165/70-13 não favoreciam a estabilidade (os de aro 14 eram melhores).

  • zemarreta

    Já dirigi um corsão 1.4 desses na estrada. Em relação ao classic/jurassic com que eu sempre ia é como comparar vinho com água. O corsão parece um carro de verdade, mais silencioso, mais macio, mais tudo. O jurassic só parece mesmo mais gambiarra de 3º mundo.

  • Drsjunior

    Dirigibilidade cansativa porque o carro é 1.0 e sem direção hidráulica. Tive um gol "pelado" e sofria nas viagens. Posteriormente comprei um corsa 1.8, 2006, completo. Esse corsa subia a serra de Paranaguá em 4º marcha tranquilamente, pois o motor tinha muitooooo torque. Fiquei 3 anos com o corsa e foi o melhor carro que já tive em questão de manutenção. Era só trocar o óleo e andar.

  • suguii

    Omega é uma baita barca, talvez o problema seria com peças de reposição, não sei se existem muitos ainda no mercado (negro ou não)….
    Corolla é um bom carro, eu recomendei um Fielder para o meu pai, ele está com o carro faz 2 anos e não deu problemas até agora e ele adora o carro, ele me fala que se for pra trocar, que seja pelo modelo novo…. rs

    Eu tinha um 307 2.0 que pelo fato de estar blindado, estava me planejando pra conseguir vender a longo prazo, mas consegui em menos de 1 mês pra um conhecido… agora estou namorando o Megane GT ou se der certo no meio do ano que vem, um Lancer Evolution GT (contra vontade da esposa)….

    Mas parabéns pelo carro, pra vc que stá começando, é um bom carro, eu comecei exatamente com um corsa sedan 98, mas era peladão de tudo…. rsrs

    Abs!

    • Y07

      Fielder, eu sempre namorei esse carro. Sempre gostei muito mais dela, do que do Corolla. São muitos os carros, eu cheguei a ver, existem unidades do SANTANA blindados. Imagino, que deve beber mais que o João Canabrava e que não ande.

      De todos os sedans, o que eu namoro, é o Lancer Evolution… Apesar de eu ser (e isso é um vício não muito bom), fã da GM, optaria se tivesse um poder aquisitivo maior, por automóveis como: Subaru Impreza, o próprio Suzuki SX4 e o Lancer.

      Planejo como próximo carro, um VECTRA ELEGANCE ou até mesmo o ELITE (Com teto solar). Mas precisarei terminar a faculdade antes.

      A verdade é que hoje, o mercado está com diversas opções, meu pai me disse: "Eu comecei com um Karmmann-Ghia e só deu defeito, hoje os carros são bons, tem inúmeros no mercado. Mas eu não troco meu Monza (Apesar que ele está cogitando a compra de um i30, mas sem vender a velha barca)".

      Abs.

  • Y07

    Prazer pessoal, sou o YURI, o proprietário desse CORSA.

    Realmente, quanto a engatar da 4ª para a 1ª, eu fui nó cego mesmo! E isso foi no dia em que eu peguei o carro. Eu estava acostumado com o câmbio do Agile, mas isso não é desculpa.
    Aos que falam, que não é um carro que corre, o desempenho dele é bom, mas no álcool é beberrão, tanto é que eu só utilizo gasolina. Aqui está o vídeo do 0 a 100 Km/h dele.

    Quanto a isso de sequestro, batidas, estourar a embreagem, pneus furados. Acredito muito em "olho gordo", coisa que não acreditava… Bom, sabe como são parentes, amigos, vizinhos… Mesmo que você compre um carro, que não seja novo, mas que seja mais novo ou superior ao deles, os comentários vem. Já coloquei uns 10 terços dentro do carro e todos eles quebram… Incrível!

    E em relação ao acabamento, é inferior ao do Classic, que é um carro de segmento inferior. O Agile e o Monza (Que é o GL) dão um show nele.

    Obrigado pelos comentários.[youtube vYuLi5h-0FA http://www.youtube.com/watch?v=vYuLi5h-0FA youtube]

    • YoOdEx

      Acelera até legal. O ruim desses motores 1.0 são subidas, e carro cheio, caso contrário, vão muito bem. Ah, é ruim também viajar a 120km/h, com cambio em 4000, 4500 rpms gritando no ouvido. Quando se viaja mais de 5 horas, isso torna-se um inferno!

      • Y07

        Eu viajei por 4h… Ele corre legal. Chegou a 170 Km/h na estrada. É diferente de um Fiesta ou de um Palio, que não chegam a mais do que 145 Km/h. Com 4 pessoas, eu até o acho razoável e melhor do que o AGILE (quando este está com o A/C ligado). O câmbio manda muito.

  • YoOdEx

    É um carro interessante! É aquele bom primeiro carro. Hoje não compro mais carro sem direção hidráulica de jeito nenhum! Sem ar condionado (dependendo se a coisa tiver muito feia, até pode ser). Motor 1.0 eu passo longe.. Pré-requisito mínimo, do mínimo para eu ter um carro.. Motor 1.4 (prefiro os 1.6) pra cima e direção hidráulica. Ai qualquer carro fica "gostoso" de dirigir.

    • Y07

      Eu concordo plenamente, porém era a opção que eu tinha… Eu apesar de jovem, sou "idoso" nos gostos. Queria um 2.0 Completão, mas utilizaria GNV. Se fosse o ASTRA queria o HATCH (pois o SEDAN é uma gambiarra) e se fosse o VECTRA, de preferência o SEDAN e não o GT.

  • Rodrigo

    Como ex-proprietário de um Corsa 1.4 hatch Premium, tirado 0 km, posso defender (com conhecimento de causa) as qualidades dele e também seus defeitos.
    O motor 1.4 econo.flex faz milagres em termos de desempenho, mas sempre acima dos 3 mil giros, o que penaliza um pouco o consumo. O meu era 2008 e vendi-o esse ano, após rodar 165 mil km (sim, eu rodo um bocado pois pego muita estrada – não sou taxista – :) ).
    Nunca me deixou na mão. Quer dizer, houve uma única vez que o carro parou devido a uma falha no sensor de rotações – isso chegando quase aos 100 mil km. Chamei a assistência do seguro, o mecânico mexeu e constatou que havia um mal contato no cabo do sensor, fez um reparo para ele rodar e no dia seguinte eu acabei trocando por precaução (R$120). De resto, apenas a manutenção preventiva, conforme manual do carro.
    Se for enumerar as qualidades do carro, eu citaria:
    1) Desempenho da versão 1.4;
    2) Conforto da suspensão e precisão da direção;
    3) Manutenção barata;
    4) Confiabilidade mecânica.
    Quanto aos defeitos:
    1) Acabamento bem pobrinho (ele chegou a ser um compacto premium um dia – ou tentou – mas a GM pouco a pouco foi depenando-o para transformá-lo num popular). Os bancos são pequenos, não têm apoios laterais e é difícil achar uma posição boa de dirigir (mesmo com a regulagem de altura);
    2) Consumo na gasolina não é compatível – no álcool chegava a fazer média de 10km/l com ar ligado, mas com gasolina foram raras as vezes que chegou a fazer médias acima de 14 km/l – culpa da alta taxa de compressão.
    3) Estabilidade (com rodas e pneus originais) não é o forte do carro.
    4) Aquelas proteções plásticas nos paralamas ao redor das caixas de rodas têm medo de chuva e água empoçada. Perdi 2 e já ví vários Corsas na mesma situação, basta chover um pouco mais forte e observar que elas se soltam. A culpa é, mais uma vez, da economia porca (ou proposital) da GM em colocar presilhas plásticas extremamente frágeis para prendê-las. Sugiro trocá-las por parafusos com rosca auto travante que o problema nunca mais se repete.

  • Fabio D.

    Corsa eu nunca dirigi… mas o Classic, meu pai teve um por 1 ano e meio. Ô carro horroroso! Era desconfortável, duro, a caixa de marcha era péssima… e o ar condicionado estourou o compressor. A conta da autorizada pra arrumar era alta demais e o velho tava apertado (ficou doente, tomando um caminhão de remédio)… optou por vender e comprar um 206, contra minha vontade. Trocou uma porcaria por outra pior ainda! Foi se livrar do despacho de macumba há 6 meses, qd comprou um Fox Plus 2009… Não é um primor de acabamento, mas é confortável, completo e confiável… Já rodei 1100 km com ele na estrada e ele está muito justo, estável.. Tá melhor que meu carro, 2011, comprado 0 km, mas que uso muito e todo dia. Meu mecânico elogiou muito o carro, disse que o antigo dono era bem cuidadoso. Meu pai também é, então o futuro do possante tá garantido.

    • Y07

      O Corsa e o Classic são carros totalmente distintos, iniciando de suas plataformas e sua montagem. A única coisa semelhante é o motor, que no Classic é mais fraco.

  • Felipe

    Realmente o acabamento do Corsa Antigo é espetacular. Mas na nova versão eu não sei, pois não analisei tal detalhe.

  • roberto

    tenho um hatch 2006 joy; bem revisado . so tenho a dizer o danadinho não da mecanica. é um aviãozinho na estrada . me supreendi muito por ser 1.0 ..

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email