Usado da semana

Carro da semana, opinião de dono: Volkswagen Fusca 2013

Carro da semana, opinião de dono: Volkswagen Fusca 2013

Meu nome é Mario Vinha e vou relatar minha experiência com meu Novo Fusca Turbo. Este sempre foi meu sonho de consumo.


Antes de comentar sobre meu carro atual, farei um breve histórico que envolve minha paixão por ele.

Desde criança, sempre fui apaixonado por automóveis. Como muitos brasileiros, eu pirava nos filmes do Herbie (vulgo: “Se meu Fusca falasse”) e nos diversos Fuscas dos antigos, que na época meus pais ou familiares tinham e eu já os curtia bastante.

Até a adolescência, eu desenhava versões remodeladas do carro entre outras e cheguei até a enviar por carta para as revistas impressas famosas no momento, tendo respostas positivas. Desde então, eu sonhava com uma versão reestilizada do Fusca.


Quando lançaram o New Beetle em 1998, eu tinha 11 anos de idade e uma certeza: que eu teria um, independente de quando, mas que faria isto o mais breve possível.

O tempo passou. Meu primeiro carro foi um Fox 2006 0km 1.0 4p básico, preto ninja. Apesar de não ser um Beetle, eu o adorava como primeiro carro. Era bem moderno para a época e apesar de básico, muito confortável e econômico. Andava bem apesar do motor 1.0 e o design era admirado por mim e meus amigos. Fiquei 4 anos com ele.

Logo que comecei a trabalhar como estagiário, imaginei que poderia vender o carro que tinha e finalmente financiar um New Beetle.

Porém, como não entendia nada sobre bancos e potenciais financeiros (hoje entendo bastante, pois acabei trabalhando um período na área), pensei que bastava vender bem o Fox (como fiz, vendendo-o no particular) para dar de entrada e financiar um New Beetle.

Mas não foi fácil assim. Descobri que meu salário de estagiário não supria as parcelas do Beetle e mesmo se suprisse, eu precisaria de um aval para complementar a renda, por não ter histórico financeiro.

Na época meus pais não podiam arcar com mais este custo e acabei comprando, com aval de meu tio, um Golf 1.6 mec 2010 0km, vermelho tornado. O carro era top, principalmente porque o Fox anterior era básico: completo, o Golf tinha ar digital, rodas de liga, chave canivete, etc.

Curti bastante o Golf e só o vendi, porque surgiu uma mega promoção para mim no financiamento de uma Nova SpaceFox 2011 com taxa zero, a qual peguei uma preto ninja. Fiquei com ela por 6 meses.

Depois da Space, peguei um Novo Jetta 2012 mec 0km, branco puro. Apesar dos vários comentários sobre o carro aqui no NA, posso dizer que foi o melhor carro que já tive: o motor “apzâo” 2.0 aspirado aliado ao bem escalonado câmbio mecânico de 5 marchas, com engates certeiros e boa ergonomia, nunca me deixaram a desejar.

Fiquei 2 anos com ele e só acompanhei por cima, o lançamento do Novo Fusca no Brasil, em 2012. Em paralelo, estava estudando trocar o Jetta por uma Tiguan, pois acho o SUV top. Mas meus sentimentos antigos pelo Herbie vieram à tona.

Na troca pelo Fusca, foi a primeira vez que não tirei um carro 0km, pois um igual ao que tenho hoje, estava na casa dos 110k. Pesquisei nos sites e achei o meu com 16000km, todas as revisões na concessionária e do jeito que eu queria, com teto e borboletas no volante.

De bônus, rodas 19” da Audi RS4 em preto fosco e uma central multimídia igual a que eu havia colocado no Jetta e que tinha vendido com ele, com GPS, tv digital, etc.

Quando fui ver o carro, foi amor à primeira vista.

Carro da semana, opinião de dono: Volkswagen Fusca 2013

Dos itens que eu destaco dele, cito os abaixo:

– Motor 2.0 TSI 200cv com transmissão automática DSG (dupla embreagem) de 6 velocidades
– ABS / ASR / ESC / XDS
– Assistente de subida
– Banco do motorista e passageiro com regulagem manual de altura e aquecíveis
– Capa dos retrovisores externos pintada em preto
– Controle automático de velocidade
– Direção Servotronic
– Easy entry – sistema de acesso ao banco traseiro
– Espelhos retrovisores externos elétricos / aquecíveis
– Farol de neblina inteligentes (acompanham o raio da curva) e lanterna traseira de
neblina
– Instrumentos adicionais sobre o painel (Cronometro / Pressão óleo / Pressão
Turbo)
– Logo “Fusca” na tampa traseira
– Luz ambiente nas portas programável em 3 tonalidades (Branco / Azul / Vermelho)
– Pedaleiras com aparência em alumínio
– Ponteira de escape dupla cromada
– Revestimento interno do teto em tecido Preto-Titânio
– Sensor de estacionamento dianteiro e traseiro
– Spoiler traseiro na cor do veículo com a parte superior pintada em preto
– Volante revestido em couro
. Volante multifuncional em couro com shift paddles
. Ar condicionado Climatronic dual zone
. Retrovisor interno eletrocrômico automático
. Sensor de chuva
– PS1 Teto solar panorâmico elétrico

Carro da semana, opinião de dono: Volkswagen Fusca 2013

O que mais gosto: O motor aliado ao câmbio de dupla embreagem com 6 velocidades é simplesmente fenomenal. Já havia dirigido outros carros com mais potência em rodovias, para poder opinar. Mas este do Fusca é incomparável.

O carro empurra você pra dentro do banco e é muito estável nas curvas e a pressão no turbo junto com o cronômetro no painel dão uma impressão de estarmos jogando Need For Speed. Já me peguei nas rodovias mais seguras em velocidades superiores em ter a intenção (e com intenção também rs) e o carro aparenta estar a 80km/h.

Este motor é o mesmo usado no Passat, Tiguan, CC 2.0, Golf GTi e Jetta TSi, com algumas modificações. Mas creio que o melhor acerto está no Fusca, pois a união do turbo + câmbio DSG + suspensão trazem diversão e segurança garantidos ao volante.

O carro não é tão gastão quanto eu imaginava. Costumo encher o tanque sempre e verificar o consumo confrontando com a capacidade do tanque. Costumo rodar entre estrada e cidade, 460 km com o tanque de 55l.

Carro da semana, opinião de dono: Volkswagen Fusca 2013

É engraçado ver na rua as pessoas mais leigas olhando de frente com cara de “Ah, mais um New Beetle” e quando terminam de olhar, fixam a lateral e traseira. O assédio nos postos de gasolina também é grande. Um dia tive que mostrar o documento para o frentista, pois ele duvidava que no CRLV vinha escrito “Fusca”.

O que me incomoda: Apesar de compartilharem a mesma mecânica, acho que o Jetta era mais robusto em nossas ruas. Claro que com as rodas aro 19 não devo exceder, mas cito mais pelo conjunto da suspensão, um pouco ruidosa.

O teto faz um pouco de barulho quando está meio aberto, nestas nossas ruas lunáticas de São Paulo. Os vidros dianteiros sem as canaletas das portas (igual ao CC) são um pouco chatos no dia a dia, pois fazem ruídos de vento em altas velocidades.

Estou 10 meses com o carro, sem nenhum problema apresentado, está com 29 mil km rodados. Eu dirijo pelo prazer, gosto de colocar o som que curto e aproveitar o carro, sem aparecer. Já tive oportunidade de dirigir algumas BMW de entrada ou outros importados e neste caso, sem julgar o status ou apelo destas outras marcas Premium, continuo preferindo o Fusca.

Carro da semana, opinião de dono: Volkswagen Fusca 2013

Na minha opinião, o novo Fusca foi um acerto da Volkswagen para este mercado de nicho. Frente aos concorrentes, não teria vontade de trocá-lo por um Mini Cooper S ou outro desta categoria. No máximo eu trocaria por outro importado da marca mesmo, com este motor.

Só que pretendo fazer isto apenas daqui alguns anos…

Carro da semana, opinião de dono: Volkswagen Fusca 2013
Nota média 5 de 1 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email