Mercado

Carro popular ajuda enfrentar à crise no mercado nacional?

carro-popular-ajuda-enfrentar-a-crise-no-mercado-nacional Carro popular ajuda enfrentar à crise no mercado nacional?







Para André Beer, ex-GMB, carros mais eficientes e com conceitos populares, ajudam à enfrentar a crise em mercados como o brasileiro.

Para o executivo, a utilização do álcool como combustível, ajudou o nosso mercado a passar pela breve alta do petróleo em 2008. Ele também salientou que carros de conceito popular, como os 1.0, garantem uma melhor reação do mercado interno.

Realmente, as vendas de 1.0 ainda superam as dos demais segmentos, em cerca de 50% do total. Aqui no Brasil, nossos carros são mais populares não só em motor 1.0, mas também em projeto.

Quase todas as marcas, ou pelo menos as que mais vendem, já apresentam a muito tempo, projetos de baixo custo para serem vendidos no Brasil e em outros emergentes.

Graças à esse menor custo de desenvolvimento e produção, conseguem manter boas vendas e garantir uma lucratividade impossível em outros mercados, como a Europa e EUA, por exemplo.

As montadoras conseguiram o que antes seria impossível, redução de IPI ou até isenção deste, bilhões em financiamentos para a venda de novos e mesmo assim, demitiram milhares de trabalhadores.

O medo de enfrentar uma tempestade no paraíso da lucratividade automotiva, fez que puxassem o freio-de-mão forte demais. Agora, faltam carros novos para se vender.

Sem empregados, como poderão novamente fazer crescer a produção? IPI reduzido, maior crédito no mercado, juros menores em alguns casos e uma procura por carro zero km, faz as vendas crescerem.

Mas, sem carros, o mercado para novamente. Os carros que faltam nas revendas, não são os sofisticados e luxuosos, mas os “populares”, como Mille, Gol, Palio e por aí vai!

As filas já começaram com 30, 60 dias ou até mais! Com isso, quem quer um carro logo, poderá pagar ágio para ter o modelo que quer ou terá de comprar o que estiver no pátio. Neste último caso, o consumidor dificilmente vai encontrar o que realmente procura. Acreditem, experiência própria!

Sem até mesmo os populares nas lojas, como o mercado poderá se recuperar diante de tal escassez de produtos?

Esta falta de visão das montadoras agora poderá sair muito caro. Caro para as próprias montadoras, mas principalmente para os trabalhadores e os consumidores.

Fonte: Gazeta Mercantil.



  • Claudio

    A linha de montagem do Gol novo funcionou sem interrupção Dezembro inteiro e com certeza Janeiro, com média de 300 carros dia, agora os outros modelos e os de outras montadoras não sei dizer como estão!

  • Claudio

    Com certeza as empresas logo devem se recuperar apesar que o mercado de exportação não volta tão cedo segundo o que vemos acontecer la fora!

  • Erves

    Não sei se isso é falta de visão. Acredito que todos os movimentos das montadoras são friamente calculados. Sabendo-se que o brasileiro espera o carro que comprou, e me incluo nessa pois o ultimo esperei 45 dias, as montadoras ficam entre aumentar a fila de espera ou ter prejuízo com patios lotados. Neste caso acredito eu, elas ficam com a fila de espera. Desta forma seu lucros absurdos e financiadores de tecnologia e competitividade em paises menos lucrativos e mais exigentes está garantido.

    Vejam, não sou expert no assunto, é apenas o que eu acho…

  • Jeff Brown

    Será que é essa falta de carros que está fazendo o Voyage ser mais vendido que o Siena esse mês? Com diferença de 300 carros até o momento.

  • Thiago

    Na minha opinião, as montadoras fizeram o correto reduzindo drasticamente a produção num momento que os estoques ficaram muito altos. Ninguem esperava que a redução do IPI fosse ter o impacto que esta tendo. Logo a produção será aumentada novamente para um nível compativel com a demanda. Ninguem quer deixar de vender.

  • FK

    tomara q abaixem ainda mais os preços dos carros populares e coloquem preços q condizem com omproduto ofertado ,como em outros mercados como argentina onde dão valor a preço justo sem menosprezar e enrigecer e autovalorizar o mesmo produto .


Send this to a friend